Relatos de viagens pelo Chile
#1226710 por filiperocha
22 Out 2016, 19:52
Fala galera!

Eu e minha namorada acabamos e chegar do lugar mais incrível do mundo, mais conhecido como San Pedro de Atacama e, como aprendemos muita coisa aqui, nada mais justo que repassar pra vocês toda nossa viagem num relato cheio de informações atualizadas. Estivemos lá de 14 até 20 de outubro de 2016.

As fotos (muitas) não postadas aqui estão no nosso instagram: @ofiliperocha e @maragbreves Se puderem dar uma moral lá, ficaremos gratos! ::otemo::

Então, vamos lá! Acho que dividindo por tópicos fica mais organizado:

:arrow: Passagens aéreas

Primeiramente, devo alertar que você NÃO DEVE COMPRAR o trecho Brasil - Calama antes de pesquisar bem outras alternativas. Óbvio que tem seus benefícios, como a obrigatoriedade de a cia área te alocar em outro voo caso perca a conexão por atraso no primeiro voo e etc, mas nem sempre compensa. No nosso caso, o trecho Rio - Calama pela LATAM sairia cerca de 600 reais mais caro do que comprar os trechos separados.

Compramos as passagens em agosto e o trecho Rio-Santiago e Santiago - Rio saíram por 2 mil reais (para duas pessoas) em voos diretos!

Sobre o trecho Santiago - Calama, comparamos os preços e decidimos comprar no site chileno da SKY AIRLINES

ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE 1: Em todos os lugares que pesquisei, havia lido que para comprar as passagens no site da sky seria preciso enviar um e-mail mandando dados, uma burocracia só..Informo que conosco não foi preciso nada disso.

Bastou entrar no site chileno da companhia (para isso entre no site da companhia: http://www.skyairline.cl/verChange.aspx e selecione o país como CHILE e o idioma espanhol. Caso não apareça a opção, entre no site da empresa, no canto esquerdo superior da tela clique no país que aparece, que a tela pra você mudar de país vai aparecer). Escolhidos os trechos, basta inserir o numero de um cartão internacional que a compra será feita na hora, sem e-mails e demais burocracias. Como documento coloquei meu passaporte e minha namorada a identidade dela. Interessante é que no e-mail eles não aceitaram um endereço brasileiro (.br), porém o hotmail fornece e-mail apenas ".com", o qual utilizamos sem maiores dificuldades.

O trecho Santiago - Calama ida e volta saiu por 110 dólares já com as taxas, para duas pessoas ! 300 reais mais barato do que comprando no site chileno da Latam.

ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE 2: Os principais sites avaliadores de cias aéreas estão desatualizados quando falam da SKY. A companhia se tornou uma low cost e não possui serviço de bordo, apenas venda de alimentos e bebidas. Como o voo dura só 2 horas, não foi nada que me atrapalhasse.

No que diz respeito à qualidade do serviço, os aviões são ótimos! Eu e minha namorada achamos inclusive mais confortável que o voo internacional operado pela LATAM.

Partimos do Rio às 6:40 do dia 14/10 e chegamos em Santiago pouco antes das 11:30. Nosso voo para Calama partia apenas às 15:25. Achei importante deixar essa folga de tempo para passar pela imigração e se caso nosso voo tivesse atraso.

Nesse meio tempo, aproveitei para:

:arrow: comprar um chip de internet no chile: No terceiro andar do aeroporto de Santiago, saindo do elevador basta ir na direção esquerda até uma loja chamada FOTOKINKA. Lá, adquiri um chip pré-pago da Movistar que vinha com 150mb de internet e 2.000 pesos de crédito. Ainda na loja, a moça me orientou a discar um número e gastar esse saldo em mais 200mb de internet. Por fim, pagamos 9 mil pesos pelo chip e ficamos com 350mb de internet móvel para a viagem toda. Essa quantidade eu diria que foi razoável (acabou no último dia, no aeroporto de Santiago). Compartilhava os dados com minha namorada e controlávamos o uso do 3G (não deixamos ligado o tempo todo). Vale dizer que a cobertura da Movistar é ótima em San Pedro e em quase todos os passeios.

Chegada a hora, embarcamos rumo a Calama, num voo onde o visual é alucinante, parece que não vai ter aeroporto pra pousar e você se dá conta de que está no meio do NADA.


Chegamos ao Chile!

Imagem

Vista na viagem para Calama:

Imagem


:arrow: Transfer do aeroporto El Loa (Calama) até San Pedro

Chegando em Calama após 2h de voo, você se depara com o modesto e bonito aeroporto de El Loa. Bagagens retiradas, é chegada a hora de ir pra San Pedro do Atacama, cidade base para conhecer o deserto! Para tanto, será necessário contratar um serviço de transfer ou ir de ônibus. Pela comodidade, ficamos com a primeira opção.

Muito se fala na Licancabur, mas é bom deixar claro que ela não é a única empresa que faz o serviço. No primeiro andar do aeroporto de Calama, há diversos stands de empresas que fazem esse transporte, mas atenção: Na volta, chegamos a Calama perto das 7h e estavam todas fechadas, então se você vai chegar cedo, é bom reservar antes.

Reservamos nosso transfer diretamente com o Hostel (assunto para o próximo tópico) e quando chegamos já estavam nos esperando no desembarque com uma placa. Seguimos viagem numa confortável minivan da Hyundai com ar condicionado e bancos de couro até a porta do Hostel. Digo isso não por ser fútil, mas por custo benefício mesmo: A Licancabur te cobra 20 mil pesos, te leva de ônibus e, pelo que sei, te deixa no centro de SPA cheio de malas. Esse transfer que pegamos te leva de carro, com no máximo mais umas 6 pessoas e te deixa na porta do hostel pelos mesmos 20 mil pesos por pessoa (ida e volta), já com horário marcado pra te pegarem na volta. Prometo que vou procurar o recibo que tem o nome da empresa e posto aqui.

O melhor: o motorista Rodolfo ainda deu uma paradinha pra tirarmos uma fotos antes mesmo de chegar na vila! (prepare-se para o vento, às 18h30 o vento começa a pegar)

Chegamos no deserto!
Imagem

Paradinha para fotos logo na chegada:
Imagem

:arrow: Hostel:

Pra nós, foi uma das escolhas mais difíceis. Como era nossa primeira viagem pra fora, passamos meses pesquisando onde ficar. Por fim, acabamos escolhendo o Hostel Mamatierra, número 1 de avaliações no TripAdvisor. Daria pra ficar num mais barato? Daria, mas não sei se compensaria, sinceramente.

O hostel é sensacional ! A começar pela simpatia do cara que nos atendeu quando chegamos. Nos deu mapa de SPA, senha do Wifi, informações sobre a cidade e sobre os passeios. No último dia, quando minha namorada passou mal, nos ofereceu gratuitamente remédios para mal de altitude. Os demais funcionários também são super simpáticos, em especial um boliviano que vem pro Rio ano que vem passar o carnaval!

Dentre os pontos relevantes do Hostel estão:

1) Café da manhã: Salada de frutas, sucos, chá de coca (e outros), pão, presunto, queijo, sucrilhos, leite, café, chocolate, iogurte..dentre outras coisas que não me lembro. É bem completo para um hostel, não tenho do que reclamar. E se em SPA você sai quase todo dia antes do horário do café, aí está: Você avisa eles no dia anterior e eles deixam um saquinho de lanche com o seu nome e quarto na cozinha pra você levar pro passeio! O lanchinho inclui pão, suco de caixinha, iogurte ou bote com pêssego e barra de cereal!

2) Água quente: Pegamos um quarto com banheiro privado e não nos faltou água quente, todos os dias, toda hora que precisávamos.

3) Bebedouro na cozinha: Nosso gasto com água em pelo deserto foi de 2 mil pesos em 2 garrafas de 1,5L quando chegamos. Isto porque o Hostel possui um bebedouro na cozinha onde você pode encher suas garrafas a hora que quiser, o que te faz economizar uma boa grana no deserto, tendo em vista o consumo intenso de água!

4) Mercadinho do lado: com água, vinhos, lanches, congelados, legumes, frutas e conservados em geral. Do lado mesmo, não não dá nem três passos.

5) Wi-fi: ponto negativo. Não pegava no quarto de jeito nenhum (talvez pq ficamos afastados da recepção). Na área comum pegava ok, nada demais o sinal. Poderia ser melhor, mas quem vai pra SPA não pode exigir uma "modernidade" dessas no meio do deserto e de fato não fará falta, o que não falta é coisa pra fazer.

6) Paredes de Adobe: que isolam a temperatura (e o wifi também hehe). Não passamos frio em momento algum. O quarto era quentinho demais, durante o dia fazia até calor dentro dele.

Entrada do Hostel:
Imagem

Área comum:
Imagem

Cozinha:
Imagem


Ja já eu volto pra continuar contando!
Editado pela última vez por filiperocha em 08 Nov 2016, 08:41, em um total de 2 vezes.

#1226978 por filiperocha
23 Out 2016, 22:04
Dando continuidade do relato:

Ainda sobre o Hostel: importante dizer que ele nao fica na Caracoles, entao voce tem que caminhar uns 10 minutos pra chegar. A distancia é pequena, nao nos atrapalhou em momento algum. O caminho é iluminado a noite e movimentado, voce ainda passa pela escola de San Pedro e conhece mais da vida local!

Escolinha de San Pedro, no caminho para o Hostel:
Imagem


:arrow: Agência:

Bom, esse assunto é pessoal e complicado. O que deu certo pra mim pode nao dar pra voce, entao é a dica é pesquisar muito, até se sentir seguro.

A dica que dou é: NÃO FECHE SEUS PASSEIOS COM ANTECEDÊNCIA. Deixei pra fechar em San Pedro, negocie, chore desconto. Nós conseguimos economizar cerca de 400 reais e ainda fazer um passeio que nao estava nos planos!

Depois de muito ler no trip, fechamos tudo com a Andes123 (ou 123Andes, nao sei ate agora hehe). Agencia de brasileiros e basicamente feita pra brasileiros. Todos os nossos tours fomos somente com brazucas. Passeios em Van Sprinter com grupos de no maaximo 17 pessoas, o que aumenta MUITO sua intimidade com o guia e com os outros. Van com ar condicionado, coisa que é importante no deserto.

Enfim, fechamos os seguintes passeios com eles: Vale da Lua, Termas de Puritama, Piedras Rojas + Lagunas Altiplanicas, Geysers del Tatio e Laguna Cejar. Tudo isso, sem entradas, saiu por 300 mil pesos para duas pessoas, 150 cada uma.

Tem mais barato ? Tem, mas talvez nao compensa, isso nao tenho cndições de avaliar. Gostamos muito da empresa, muito mesmo. Os guias Paulina e Jorge dão show! O unico incoveniente foi que no primeiro passeio a moça da agencia esqueceu de passar nossos nomes pro chefe, entao deu a hora do passeio e, surpresa, não tinhamos lugar na van! hahahaha. O Junior prontamente ligou pra uma agencia parceira e nos alocou no tour. Ficamos meio receosos, mas nos outros dias tudo transcorreu da melhor forma possível, foi realmente um equívoco, nada que mude nossa avaliação da agencia.

Menção honrosa ao guia Donato, que no ultimo dia de passeios levou e e minha namorada na porta do Hostel pq ela estava passando mal. Salvou nossa pele, muito obrigado mesmo!

Nosso cronograma ficou assim:
Imagem

Nos passeios que saem a tarde, o ponto de encontro é na agência. Nos que saem cedo, te buscam no Hostel. Dizem que a chegada é sempre na agencia, mas fomos deixados na porta do Hostel sempre que pedimos

Enfim galera, amanha passo aqui pra começar a falar dos Tours, um a um pra voces! Grande abraço!
#1226979 por filiperocha
23 Out 2016, 22:05
alexandregr escreveu:Obrigado pela ajuda!!! Estarei indo em janeiro para o Atacama.


De nada amigo, qualquer coisa é so mandar uma DM!
#1226995 por Analy
23 Out 2016, 23:20
Voltei do Atacama agora tbm show de bola o lugar né
O transfer que vc pegou não foi com a Transvip? Peguei esse é era esse valor, van com ar condicionado deixam na porta do hostel e depois pegam vc tbm na porta do hostel.
Esse problema que vc teve do passeio eu vi várias pessoas falando de outras agências que tbm fizeram isso de não colocar o nome.
Eu fiz pela agência Likan Antay e tbm vi alguns brasileiros passarem por isso. Comigo graças a Deus deu tudo certo não aconteceu nenhum imprevisto.
Se a galera aí tiver algum dúvida podem me perguntar tbm.
Parabéns pelo relato abraços
#1227274 por filiperocha
24 Out 2016, 21:20
Analy escreveu:Voltei do Atacama agora tbm show de bola o lugar né
O transfer que vc pegou não foi com a Transvip? Peguei esse é era esse valor, van com ar condicionado deixam na porta do hostel e depois pegam vc tbm na porta do hostel.
Esse problema que vc teve do passeio eu vi várias pessoas falando de outras agências que tbm fizeram isso de não colocar o nome.
Eu fiz pela agência Likan Antay e tbm vi alguns brasileiros passarem por isso. Comigo graças a Deus deu tudo certo não aconteceu nenhum imprevisto.
Se a galera aí tiver algum dúvida podem me perguntar tbm.
Parabéns pelo relato abraços


Eu cheguei a entrar na Lican Antay pra ver os preços! hehehe
Como foi com eles, deu tudo certo ?
#1227293 por filiperocha
24 Out 2016, 22:24
Fala galera, dando continuidade:

:arrow: Câmbio

Depois de fazer muuuitas contas, decidimos trocar todos os nossos reais e levar tudo em dólares !

Primeiro, que se voce paga seu Hostel em dolar e apresenta o passaporte e cartao de entrada no país, fica isento dos 19% de IVA, o que ja é uma grande economia.

Segundo que, pelas nossas contas e pelas cotações que liamos na semana, ganhariamos mais fazendo cambio duas vezes: Reais para dolares no Brasil e Dolares para Pesos no Chile. Levamos apenas 50 mil pesos do Brasil para o transfer e para o chip, que ja sabiamos que teriamos que comprar.

Seguem as cotações na semana entre 14/10 e 20/10 nas casas de cambio da Calle Toconao:

1 Real = 185 pesos
1 Dolar = 662 pesos

Essas foram as melhores cotações que eu consegui.

Confira seu cambio quando trocar! Troquei mil dolares em pesos e ficou faltando 30 mil pesos, sorte que conferi na hora!


:arrow: Dia 1: 14/10

Chegamos ao Atacama mortos, por volta das 20h da noite. Saímos apenas para comer e pedimos uma pizza no Delicias de Carmen

:arrow: Dia 2: 15/10 - Vale de la Luna

Acordamos beem cedinho, tomamos café e fomos pra rua fechar os passeios e fazer cambio. Pra nossa surpresa, a grande maioria das coisas (casas de cambio, agencias) so abrem a partir das 9 ou 10h, entao ficamos com cara de taxo esperando abrir hahaha. Nesse meio tempo, aproveitamos pra conhecer a igrejinha de San Pedro.

Imagem
Imagem



Depois do almoço, partimos pro Vale da Lua!

Fica pertinho de San Pedro. Dá pra fazer de bike ? Dá, mas quem eu vi fazendo, tava sofrendo pq o vento tava mortal.

Não vou contar tuuudo do passeio porque senao estraga as surpresas. Mas é um clássico, quem vai ao Atacama tem que fazer. Não sei porque, mas parece que nao vai mais no Valle de la Muerte, nao sei se era assim antes já ou mudou. A unica coisa no Vale da Morte é o por do sol na Pedra do Coyote.

Uma de nossas primeiras paradas foram as Tres Marias, formação rochosa que lembra 3 mulheres rezando. Depois, passamos pela Duna Maior, Anfiteatro e paramos nas Cavernas de Sal. Lá, uma surpresa: realmente entramos nas cavernas e percorremos todas elas, havendo momentos em que a luz do sol nao pode ser vista e escaladas leves. Foi bem legal, me senti um verdadeiro explorador! hahaha

A unica coisa ruim foi que a Pedra do Coyote estava fechada por causa do vento e nao conseguimos ver o pol do sol lá, mas a guia improvisou um outro lugar bem legal pra ficarmos. Na volta, a lua cheia nascia ao lado do Vulcao Licancabur, numa das cenas mais bonitas que ja vi na vida. Fiquei surpreso com o fato de a guia, que trabalhava la ha mais de 20 anos segundo ela, tirar o celular pra tirar fotos e estar flagrantemente deslumbrada com aquela cena. Uma pena nao ter camera profissional.
Tres Marias:
Imagem

Vale da Lua:
Imagem

Cavernas de Sal:
ImagemIMG_8605 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr


Dia 2: 16/10 - Pukara de Quitor e Termas de Puritama

Como nosso tour era so a tarde, resolvemos passear por contra propria de manha.

Alugamos uma bike na Caracoles ( 3 mil pesos por pessoa) e pedalamos mais ou menos 3km até as Ruinas da Pukara de Quitor. No momento do aluguel eles fornecem um mapa e um kit pra troca de pneus para emergencias.

Chegando na Pukara, existem 2 opções: subir até as ruínas ou até o mirante. Como estavamos com pouco tempo porque ainda precisavamos almoçar, decidimos pela segundo opção.

Acredite: é BASTANTE subida e bastante alto! Nao conseguimos ir até o fim devido ao tempo. A subida nao é dificil, mas cansa bem por conta da altitude. Achei bem legal, a vista do ponto onde fomos é maravilhosa, vale muito a pena! Do mirante da pra ver as ruinas no morro ao lado. Pegue a bike e vá! Mas se quiser ver tudo, vá com tempo!

Imagem
Imagem


TERMAS DE PURITAMA

Esse era um passeio que nao estava em nosso roteiro. Mas já que conseguimos um desconto na agencia, nao resistimos e fizemos! hahaha

Fica proximo a San Pedro tambem. São cerca de 8 piscinas com agua quentiinha pra voce relaxar!

Acabamos ficando com uma so pra nós. A água é quente e muito cristalina, cheguei a ver peixinhos numa das piscinas que paramos!

O unico problema é sair da agua quente e enfrentar o vento frio que batia naquela tarde! Dizem que é melhor fazer pela manhã justamente por isso, porque faz mais calor do lado de fora. Não posso confirmar, mas fica a dica!

Como disse, nao considero um passeio grandioso nem de tirar o folego, apenas relaxante. De todos os tours no deserto, esse pra mim é o mais (talvez o unico) dispensável em caso de poucos dias/pouca grana.

Lá vi o primeiro animal selvagem da viagem, uma especie de camundongo do deserto. Uma pena a Mara ter gritado e espantado o bichinho! hahahah

Termas de Puritama:
Imagem
Imagem



Segura ai que ainda falta escrever muuuuita coisa! hahaha
Editado pela última vez por filiperocha em 26 Out 2016, 21:49, em um total de 1 vez.
#1227444 por filiperocha
25 Out 2016, 15:33
Armando Mendes escreveu:Cadê o restoooooooo??? hahhahaa vou ao atacama em Março!



Fala meu amigo! hahaha

Hoje a noite posto mais, durante o dia é corrido!
#1227448 por filiperocha
25 Out 2016, 15:35
JOICE MARA escreveu:Olá Filipe,

Eu e meu namorado iremos para SPA em janeiro próximo. Queremos alugar um carro para fazer os passeios, você acha seguro? Será que vale a pena?



Oi Joice!

Então, todos os passeios que fiz eram em estradas, entao acredito que tendo um gps dá pra fazer sim! Mas repito, é um opinião pessoal, não posso confirmar pra voce. Puritama e Vale de da Luna sao pertinho, já os outros voces terão que dirigir pra um pouco mais longe, apesar de as estradas serem muito bem pavimentadas

Exceto o Salar de Tara. Esse a van vai no meio do deserto mesmo, nao existem estradas, então considero esse sem chance de fazer de carro, perigoso demais pra arriscar. A região nai pega celular, vcs estarao sozinhos num local sem estrada, imagina se o carro quebra ? Acho que nao vale o risco
#1227539 por filiperocha
25 Out 2016, 19:47
Faaala povo! Bora dar continuidade ao relato que ta chegando a melhor parte!

:arrow: Dia 3: 17/10 - Piedras Rojas

Seguinte: VOCE TEM QUE FAZER ESSE PASSEIO! Nao tem como ir a SPA e nao conhecer essa maravilha!

Esse tour é feito em conjunto com as Lagunas Altiplânicas. Existe o tour somente para as Lagunas ? Existe. Vale a pena? N-Ã-O! Voce precisa ir a Piedras Rojas, falo muito sério.

Passeio full day que inclui café da manhã e almoço e se divide em: Café da manhã no povoado de Socaire - Ida a Piedras Rojas - Almoço novamente em Socaire - Lagunas Altiplanicas - Laguna Chaxa - Poblado Toconao


Lá pelas 7:30 a van nos pegou no Hostel e partimos em direção às tão faladas Piedras Rojas, no primeiro passeio em que efetivamente enfrentariamos uma altitude maior (chega-se ao 4200m).

:arrow: Parte 1: Café da manha em Socaire

Nossa primeira parada foi na estrada, antes de chegar a qualquer lugar. A guia Paulina (sensacional guia) pediu ao motorista pra parar no meio de uma estrada pra tirarmos umas fotos e contemplar a paisagem. Bonus: a filha da guia, de uns 11 anos, estava com a gente nesse dia de passeio e levou um coelhinho de estimação. Não preciso nem dizer que as meninas ficaram loucas pra tirar foto com o bichinho!

Essa estrada atravessa o Trópico de Capricórnio somente na ida (a volta é por um caminho diferente). Infelizmente tava doido numa foto na placa do trópico, mas a van não parou. Pedi pra ela parar na volta, mas como o caminho era diferente, nao deu. Aconselho a pedir logo na saída pra que se for possivel parar na placa do Trópico para fotos.

Visu da highway:
Imagem
Imagem14813497_922373504530032_143984088_n by Filipe Rocha e Silva, no Flickr


Mara e o coelho da filha da guia:
Imagem

Estrada a dentro, chegamos ao Poblado de Socaire para o café da manhã. O café é servido num restaurante simples, mas bem limpo, mesa grande pra todos da van.

Cardápio: Ovos mexidos, Chá de coca, chá preto, pão com manteiga, café. Que eu me lembre é isso. Não comi muito pq tinha comido o lanchinho do Hostel no caminho e cheguei la sem fome hehe.

De Socaire é só isso mesmo, não paramos pra conhecer a Igreja nem nada.

:arrow: Parte 2: Piedras Rojas e almoço em Socaire

Alguns kilometors depois, chegamos às incríveis Piedras Rojas! Não consigo descrever o local aqui pra voces, não há legenda, nao há foto que descreva. É simplesmente sensacional! Se não é o lugar mais bonito que vi na vida, fica no pódio.

Não sei se foi só nesse dia, mas o vento é absurdo!. To bem gordinho e havia momentos que eu literalmente tinha que me jogar pra frente pro vento nao me derrubar. Vá muitissimo preparado para o frio. Passei mais frio aqui do que nos Geysers e falo muito sério! ::Cold::

O lugar é formado por um conjunto de pedras avermelhadas e uma lagoa de água azul cristalino maravilhosa! Lá, vimos flamingos pela primeira vez na viagem.

Dando uma de super herói americano e destemido :lol: , resolvi tirar minha luva e por a mão na água - não cometa essa insanidade - minha mão parecia que ia cair, cheguei a realmente ficar preocupado! hahahaha

Dica: calcule bem seu tempo aqui! Umas meninas que estavam com a gente gastaram tempo demais na outra ponta da lagoa e simplesmente nao conseguiram conhecer as "Pedras Vermelhas" em si

As famosas Piedras Rojas:
ImagemIMG_9234 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Lugar indescritível:
ImagemIMG_9122 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr
ImagemIMG_9152 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

ImagemIMG_9240 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Depois das Piedras, pegamos a estrada de volta e retornamos ao mesmo lugar em que tomamos café, agora para o almoço!

Haviam 2 opções de entrada: sopa de lentilha e uma sopa de legumes horrível! hahahha
Prato principal voce escolhia entre 4: hamburger de atum (peguei esse, tava gostoso e bem servido), frango assado, um prato tipico de frango com um creme e o outro nao me lembro.
Para beber, suco de laranja

Lugar em que tomamos café e almoçamos em Socaire:
ImagemIMG_8985 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr


:arrow: Parte 3: Lagunas Altiplânicas Miscanti e Meñiques

De barriga cheia, é hora de pegar a van e partir rumo às Lagunas Altiplânicas.

Sinceramente, não consigo definir qual o mais bonito. O lugar parece uma pintura, um background que vem no windows! É surreal, maravilhoso, de tirar o fôlego.

A guia nos explica sobre tamanho e profundidade das lagoas, vemos mais animais selvagens, dessa vez a Gaivota Andina. Lá, paramos para ir ao banheiro e depois ficamos contemplando as Lagunas. Depois, um pequeno trekking até a parte mais baixa, onde vimos Vicuñas (Lhama selvagem). Pegamos a van e vamos à segunda Laguna que é logo do lado, pra mais uma paisagem de tirar o fôlego!

Panoramica da Laguna Miscanti e do Vulcão de mesmo nome ao fundo:
Imagempanoramic by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Imagem14881741_922383601195689_998209892_o by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Ahh uma casinha dessas:
ImagemIMG_9320 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Gaivota Andina:
ImagemIMG_9285 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

De boa na Lagoa:
ImagemIMG_9272 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Laguna Meñiques, um pouco menor que a primeira:
ImagemIMG_9386 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

:arrow: Parte 4: Laguna Chaxa e Reserva dos Flamingos

Saindo das Altiplanicas, pegamos a van e vamos até a Reserva Nacional dos Flamingos para conhecer o Salar de Atacama e a Laguna Chaxa.

Chegando, o que se vê é uma imensidão de sal, muito mais do que voce possa imaginar!
Caminhamos até a Laguna Chaxa e lá pudemos avistar mais alguns flamingos, coisa linda!

Só sal:
ImagemIMG_9492 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Voo de um flamingo:
ImagemIMG_9452 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Laguna Chaxa:
ImagemIMG_9480 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

:arrow: Parte 5 - Poblado Toconao

Por ultimo mas nao menos importante, paramos no Poblado Toconao para nada mais nada menos que tirar fotos com Lhamaaaaas!

É basicamente só isso que tem no povoado mesmo: Lhamas, uma pracinha e um Igreja.

Não aceitaria ir no Atacama e nao voltar com uma foto decente com as Lhamas muy amigas. Foi um custo, mas acho que conseguimos!

Consegui:
ImagemIMG_9551 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Mara também:
ImagemIMG_9561 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Bonus track:
ImagemIMG_9604 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Toconao:
ImagemIMG_9601 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr


Por ultimo, uma foto pra homenagear a melhor guia do Atacama!
ImagemIMG_9602 by Filipe Rocha e Silva, no Flickr

Bom galera, é isso! Chegamos em SPA por volta de 21h, exaaaustos! hahaha
Passeio imperdível e indispensável no Atacama!

Amanha eu volto pra falar dos Geysers e do Tour Astronomico! Abração!
Editado pela última vez por filiperocha em 26 Out 2016, 21:50, em um total de 3 vezes.


Usuários navegando neste fórum: Google Adsense [Bot] e 11 visitantes