Aventura paraguaia - Asuncion x Ciudad del Este x Pedro Juan Caballero

Relatos de viagens pelo Paraguai


Aventura paraguaia - Asuncion x Ciudad del Este x Pedro Juan Caballero

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 00:17

“Fazer turismo no Paraguai é mesmo para quem gosta de rotas alternativas”

Realmente essa foi uma aventura, pois entre a “idéia”, o “planejamento” e a “realização”, isso é, a viagem propriamente dita, não se passaram mais do que 5 dias.

Estava estressada e com uns dias de folga a tirar no serviço então surgiu a oportunidade de viajar para o Paraguai (Ponta Porã/Pedro Juan Caballero) no ônibus dos estudantes (explico melhor, daqui de Cuiabá-MT, toda última semana do mês viajam dois ônibus com professores de diversas escolas e universidades, para cursar mestrado ou doutorado no país vizinho), então resolvi embarcar nessa viagem pretendendo chegar até Assunção e de lá seguir na Transchaco até Santa Cruz de la Sierra.

Resolvi pesquisar no mochileiros.com, realmente esse tópico tem poucas informações, mais mesmo assim, informações valiosas que me ajudaram bastante na viagem.

Saí de Cuiabá na sexta-feira às 14h e numa viagem direta cheguei em Ponta Porã/Pedro Juan Caballero no sábado por volta das 6 horas da manhã, estava bastante frio, o ônibus para no lado brasileiro, bem no centro, nas proximidades tem alguns hotéis onde é possível tomar banho por R$5,00.

Depois disso, resolvi fazer compras, aliás, foi uma compra especifica o motivo principal de minha ida ao Paraguai, a aquisição de uma câmera fotográfica, depois de muito ler aqui no mochileiro e em outros sites tinha me decidido pela Canon SX20is, então com a decisão tomada e a oportunidade de viajar “batendo na porta” era hora da compra propriamente dita, que seria efetuada no Shopping China.

Depois da compra parti para a Imicraccion para solicitar o Permission e depois para a rodoviária de Pedro Juan Caballero para saber os horários de ônibus para Asunción, verifiquei que o melhor horário para partir seria às 22 horas, pois chegaria lá às 5 horas da manhã, comprei a passagem e voltei para o centro da cidade para “bater pernas”, andei pela cidade até por volta das 18 horas, depois como já estava escurecendo resolvi voltar para o rodoviária e tomar um banho (banheiro razoável com água quente) e esperar o horário da partida, saímos no horário programado e depois de uma boa viagem cheguei em Assunção por volta das 5h30m, estava fazendo muito mais frio, fiquei na rodoviária verificando os horários de ônibus para Filadélfia e Loma Plata (colonias menonitas) e para Santa Cruz de la Sierra (Bolívia), então resolvi tomar um chimarrão (para espantar o frio), que lá é vendido mas banquinhas, pelos ambulantes, e experimentar a famosa chipa paraguaia, na própria rodoviária cambiei alguns poucos dólares e obtive informações da cidade num posto de informações turísticas.

Por volta das 8 horas resolvi sair para pegar um ônibus urbano, como era domingo a cidade estava calma, calma demais para o meu gosto e para quem esta acostumada com a agitação de La Paz (acho que esperei essa agitação e me decepcionei um pouco), saindo do Terminal de Omnibus de Asunción é somente caminhar para a esquerda na praça em frente, que tem o ponto de parada e esperar o ônibus da Linea 8 e pedir para o motorista que quer descer próximo da Plaza Uruguaya, nas calles Azara com México, e andar duas quadras para frente, em direção a plaza, para quem vai ficar hospedado no Hotel Miami, muito bem recomendado aqui no mochileiros e aprovado por mim.

Cheguei no hotel por volta das 9 horas, já esperando ter que ficar aguardanto até o horário do chek-in às 12 horas, mas qual não foi minha surpresa, depois de acertar o preço, já pude entrar no quarto.

Depois de um banho, sai para conhecer a cidade, como era domingo e queria dar uma passeio no Tren del Lago, outra vez tomei o ônibus urbano e me dirigi para o Estação Botânico, local de partida do trem, e qual não foi minha surpresa ao chegar lá, nesse período o trem não esta funcionando, é uma pena, pois fiquei sabendo que a viagem é muito bonita. Então resolvi ir até Areguá, para chegar lá é somente andar para o lado direito em frente a rodoviária, que tem um ponto de parada de ônibus.

Areguá (28 km)

É um centro produtor de morango e uma cidade onde a venda de artesanatos em cerâmica é muito forte, esta situada na margem esquerda do lago Ypacaraí (em idioma guaraní significa “água bendita”), a maioria das casas do centro são construções em estilo colonial e a igreja é uma construção belíssima, a Avenida del Lago é um agradável passeio e estende-se desde um elevado onde está localizada a Igreja principal e desce até a orla do lago onde se encontra a Praia Municipal. Este trajeto foi declarado Patrimônio Nacional pelo Parlamento do Paraguai no ano 1997.

Luque

É onde está localizada a sede da Confederação Sulamericana de Futebol (CONMEBOL).

Asunción

É a menos conhecida das capitais do Mercosul. Não tem o esplendor de Buenos Aires, o patrimônio arquitetônico de Montevidéu ou a movimentação e ladeiras de La Paz, mais possui um rico passado que a torna interessante.

Fundada em 1537 por Juan Salazar y Espinosa, de Asunción partiram as expedições que fundaram Buenos Aires e colonizaram o interior da Argentina, Bolívia e deram origem às primeiras Missões Jesuíticas da bacia do Prata.

Seu centro histórico, concentrado em um retângulo que engloba, os principais edifícios cívicos do país, pode ser percorrido a pé. Como era domingo as ruas estavam desertas e até dava uma pouco de medo, para uma mulher sozinha e com uma câmera fotográfica chamativa.

O centro histórico confunde-se com sua zona comercial, demarcada pelas calles Antequera (leste), Francisco Solano López e Paraguayo Independiente (norte, paralelas ao rio Paraguai), Colón (oeste) e Haedo (sul).

Meu passeio começou pela Plaza Uruguaya, na esquina das calles Antequera e Eligio Ayala. Neste local tem uma ótima livraria a “El Lector” que abre de domingo à domingo das 8h às 11h30m e das 13h30m às 19h, e outra livraria/biblioteca “Servilibros” No lado norte da plaza esta localizada a Estación Central de Ferrocarril, primeira estação de trem da América do Sul. È uma construção muito bonita. Nos fundos da estação de trem, hoje centro cultural (estava fechado tanto no domingo quanto na segunda-feira), há vagões e uma locomotiva abandonada ao relento.

Subindo pela calle Antequera, três quadras acima da plaza, chega-se à Escalinata Antequera, escadaria neoclássica onde se pode sentar e admirar a cidade e a Baía de Asunción, ao fundo.

Voltando em direção à plaza, dobrei à direita na calle Eligio Ayala e subi uma quadra para ver um dos poucos locais onde o casario típico do final do século XX ainda se mantém intacto.

Retornei à plaza e subi a calle Mariscal Estigarribia, que dará acesso à calle Palma, principal artéria comercial da cidade. No caminho em direção à Plaza de la Democracia, para no Museo de Bellas Artes (calles Estigarribia c/ Iturbe).

Três quadras adiante, na esquina da Plaza de la Democracia com a calle Palma, está o Panteón de los Héroes, construído para ser oratório, mas adaptado ao gosto militar para abrigar o túmulo do Soldado Desconhecido e homenagear os “heróis” da pátria.

Em frente ao Parteón, pare para tomar um café ou um refrigerante Pulp de pomelo, no elegante café Lidô Bar. Depois de um descanço siga pela calle Palma, para chegar ao Turista Róga, posto de informações da Secretaria Nacional de Turismo, onde se pode obter mapas e folhetos.

Seguindo em frente, chega-se à esquina da calle 14 de Mayo, virando à direita para chegar à Casa de la Independencia, onde tramou-se a conspiração que expulsou os espanhóis, em 1811. Atrás da casa está o insólito Callejón Histórico, beco por onde entravam e saíam os líderes do movimento separatista.

Depois podemos descer em direção ao rio, onde a antiga Plaza de Armas abriga a maior concentração de prédios históricos do Paraguai. No casarão do Correo Nacional, em estilo espanhol, pode-se subi ao terraço para tirar fotos e apreciar a paisagem da baía, além de comer uma chipa no quiosco.

No lado sul da praça, estão o restaurado Teatro Municipal e o quartel da Policia Nacional, utilizado pelas tropas brasileiras na invasão de 1870. No lado leste está a Catedral, cujo edifício atual data de 1845.

No lado do rio (norte), está o antigo Cabildo, restaurado e transformado em centro cultural (aberto de terça-feira à domingo). Em frente a este, uma cruz que assinala o monumento em homenagem aos jovens mortos durante o célebre “Março Paraguaio” ( Em 1999, o assassinato do vice-presidente Luis Maria Argaña desencadeou protestos em todo o país, protagonizados, sobretudo, pela juventude. Os protestos dirigiram-se contra o então governo do presidente Raúl Cubas, político ligado ao general Lino Oviedo. Os manifestantes foram duramente reprimidos e na madrugada do dia 25 de março, franco-atiradores ligados a Oviedo e Cubas mataram oito pessoas.)

Seguindo pela calle que margeia o Congresso Nacional, chega-se ao Palácio de López, sede do Poder Executivo. Não é possível visitá-lo e nem caminhar nas calçadas, atrás, nos jardins, às margens do rio, encontra-se ancorado o barco-museu Cañonero Humaitá. (fechado para visitação)

Em frente ao palácio, está o Centro Cultural Manzana de la Rivera, com casas interligadas que ocupam um quarteirão inteiro e abrigam inúmeras instalações culturais, como o Museo de la Ciudad e a Biblioteca Municipal.

Descendo-se mais um pouco chega-se ao Porto, de onde é possível pegar um barquinho até o Club M’biguá (50 minutos - ida e volta), do outro lado da baía de Asunción, e admirar a belíssima paisagem urbana.

Em frente ao porto, na Avenida Colón, as arcadas da Recova, são ocupadas por lojas de artesanato e souvenirs. Caminhando um pouco mais, na esquina das calles Haedo e 15 de Agosto, localiza-se a maior igreja de Asunción, a Iglesia de la Encarnación, fechada para reforma.

Para quem quer conhecer a cultura local e gosta de feiras, um dos maiores atrativos de Asunción é o Mercado Municipal nº 4, uma caótica mistura de cheiros, cores e sabores. Para chegar lá, basta pegar qualquer ônibus que esteja com a indicação “Mercado 4” na janela frontal.

Para o Estádio Defensores del Chaco, com um museu em anexo, é só pegar o ônibus Linea 56 nas calles Eligio Ayala (em frente ao Hotel Plaza/Plaza Uruguaya) ou Presidente Franco ou o Linea 28 na calle General Díaz.

Dicas de Asunción

Uma boa maneira de conhecer Asunción é andar de ônibus urbanos, a capital é muito bem servida pelas linhas existentes, no domingo eles estão praticamente vazios e o motorista vai servindo de guia para você.

No domingo as ruas centrais estão vazias, então é bom ter cuidados com os “carteirista” me avisou uma senhora no centro cultural do Cabildo.

No bairro Villa Morra, é onde ficam os melhores shoppings da cidade, shopping Villa Morra, shopping Mariscal Lopez e shopping del Sol.

Nas calles Palma e Estrella tem muito comercio ambulante.

Uma coisa bem “brasileira” é uma favela existente na beira da baía de Asunción e ao lado do Palácio Lopez.

Aliás, esse local vai mudar totalmente de “cara” dentro de 3 anos, é que foi lançada as obras de construção da “Avenida Costanera” que vai revitalizar a orla da capital.

Turismo : http://www.senatur.gov.py/

Transporte:
Transporte coletivo, com ônibus identificados por números e passagem custando G$ 2.100

Das calles Oliva e Cerro Corá, partem os ônibus que levam à região leste da cidade e para a rodoviária (Terminal de Omnibus).
Das calles Presidente Franco e General Díaz, partem os ônibus que vão para as regiões sul e oeste.

Linhas:
Da rodoviária para o centro ou vice-versa, são aproximadamente 30 minutos com os ônibus da Linea 8, 10, 25, 31 e 38.

Para Luque, Linea 30, na calle Oliva

Para Araguá, Linea 11-1

Para Cerro Lambaré, Linea 9-1

Alimentação:

Estando no Paraguai não deixe de comer as famosas chipas e de tomar um refrigerante Pulp de pomelo (para mim é uma espécie de lima, pois tem esse gosto)

Hospedagem:

Hotel Miami
Na calle México, 449, entre calle 25 de Mayo e plaza uruguaya, hotel familiar, com diária de 14 dólares em quarto com ar-condicionado e banho quente, com uma cama de casal e uma de solteiro. Os proprietários são a senhora Carmem seu esposo (esqueci o nome) e a filha do casal Maggi. Nos meses de janeiro e julho o hotel fica lotado, pois é pré-locado para um grupo de brasileiros que esta cursando doutorado numa faculdade de Asunción.

Ciudad del Este

Foi fundada em 3 de fevereiro de 1965 e longe da confusão do centro comercial, localizado nas imediações da Ponte da Amizade, a cidade oferece recantos tranqüilos para quem deseja conhecer a cultura local, influenciada pela herança dos índios guaranis.

Na esquina das avenidas Carlos Antônio López e Adrian Jara, em frente à Galeria Jebai, suba duas quadras e vire à direita, para apreciar a Mesquita Muçulmana.

Voltando na Avenida Adrián Jara e subindo um pouco mais, se chega à Avenida Pioneros del Este, virando à esquerda nos fundos do Supermercado Arco-Íris se encontrara o Lago de la República, maior parque urbano da cidade e cuja água abastece a região central.

Um pouco mais distante, na Avenida Alejo Garcia, você encontrara a Catedral, cujo formato de barco é uma homenagem aos primeiros povoadores, em frente, jardins bem cuidados. No caminho, na bifurcação um Monumento a Chiang Kai-Shek.

Da Avenida Alejo Garcia atravesse a área gramada (antigo aeroporto) para chegar à Avenida Bernardino Caballero, de onde se pode pegar um ônibus para voltar ao centro ou ir para a cidade de Presidente Franco, ao sul.

No município de Presidente Franco, estão o Marco das Três Fronteiras (lado paraguaio), o Salto Monday (conjunto de três quedas naturais com 40 metros de altura) e o Monumento Científico Moisés Bertoni.

Seguindo em direção ao norte pela Supercarretera (km 4 da Ruta Internacional), se chega à cidade de Hernandarias, a divisa entre os dois municípios é marcada pela ponte sobre o leito seco do rio Acaray, no ponto onde antes estava o Salto Acaray.

No trevo de entrada da cidade, mantenha-se à direita para entrar no Centro de Recepção de Visitantes de Itaipu Binacional, cuja visita pode ser feita pelo lado paraguaio, com parada para fotografias no mirante ao lado do vertedouro.
http://www.itaipu.gov.br/index.php?q=pt

Dicas de Ciudad del Este

As áreas verdes de CDE são muito bem cuidadas e convidativas para um passeios e até mesmo para um descanço na sombra das árvores.

Transporte

A rodoviária de Ciudad del Este (Terminal de Omnibus) fica atrás do Estádio 3 de Febrero, no caminho para Presidente Franco. Do centro até lá, são 10 minutos com os ônibus da Liena 3 ou 4.

Existem ônibus urbanos internacionais entre Foz do Iguaçu x Ciudad del Este x Puerto Iguazu que saem das plataformas 13, 14 e 15 da rodoviária.

Os ônibus para Hernandarias partem da Avenida San Blas, ao final do calçadão.

Passagem local custando G$ 2.100,

Passagem internacional : CDE x Foz do Iguaçu custando G$ 8.500, ou R$3,50

Pedro Juan Caballero

Situada na divisa com Ponta Porã-MS-BR, foi fundada no final do século XIX, ao redor da Laguna Punta Porã (parque municipal) e batizada em homenagem a um dos líderes da independência, que em 14 de maio de 1811, expulsou o governador espanhol e pôs fim ao domínio colonialista.

À 37 quilômetros do centro, situa-se o Parque Nacional Cerro Corá, acessível através de um desvio no km 32 da Ruta 5, que liga Pedro Juan Caballero ao restante do país. Foi nas margens do rio Aquidaban Nigui, que o ditador Francisco Solano López faleceu, marcando o fim do sangrento conflito, denominado de Guerra da Tríplice Aliança (1865 - 1870).

Dicas de Pedro Juan Caballero

Além das compras no Shopping China e na Importadora Salem (as maiores) a cidade não tem muitas atrações, é somente um ponto de partida ou chegada para outras cidades paraguaias.

Considerações finais

Nessa viagem pretendia conhecer além de Asunción, Filadélfia e/ou Loma Plata, que são colonias menonitas localizadas à leste de Asunción, e de lá seguir pela Transchaco rumo a Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, mas deixei para outra oportunidade.

Uma coisa interessante é que em Asunción, quase todas as pessoas, incluindo homens, mulheres e adolescentes, andam com uma garrafa térmica, a guampa e a bomba para o mate quente.

Uma informação que merece destaque é a hospitalidade do povo paraguaio, muito prestativo e excelente na hora de repassar informações.

Da rodoviária de Asunción, partem ônibus todos os dias rumo à Santa Cruz de la Sierra, entre às 20h e 21h (três empresas) para uma viagem que dura em torno de 28 horas.

Os ônibus intermunicipais e internacionais das empresas Nuestra Señora de Asunción (NSA), Crucero del Norte, Stell Turismo, RYSA, Cometa del Amambay, são muito bons e confortáveis.

A empresa Cometa Del Amambay, sai todos os dias de Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul até Asuncion, no horário dss 16h, o percurso tem a duração de 13 horas e custa R$73,00

De Pedro Juan Caballero até Asunción tem ônibus às 7h, 11h, 19h30m e 21h30m. Uma viagem com duração de 7 horas.

De Pedro Juan Caballero até Ciudad del Este, são 7 horas de viagem saindo às 22h30m.

De Asunción partem ônibus para Filadélfia (colônias menonitas) às 6h, 14h30m, 21h, 22h e 23h, a viagem dura 7 horas.

De Ciudad del Este para Asunción saem ônibus as 00h15m, 01h20m, 7h30m, 11h40m, 14h, 16h, 18h30m e as 24h

De Ciudad del Este para Pedro Juan Caballero saem ônibus as 4h, 10h e as 22h.

No centro comercial de Ciudad del Este as lojas começam a fechar às 15h30m, as 16h já esta tudo fechado.

Uma coisa que sempre gostei de Ciudad del Este (esta já é a terceira visita à cidade) são os jardins, praças e áreas verdes, sempre limpas e bem cuidadas.

Outro coisa importantíssima que descobri nessa viagem, depois de passar um perrengue danado com dindin, foi que, no Peru, no Paraguai e na Colômbia o Banco do Brasil não permite fazer operações nos “cajero eletronico”, você tem que ir até uma agência do BB e sacar o dinheiro, pagando uma taxa de R$22,00 para saques até o valor de R$9.900,00.

No Peru, já tinha passado um perrengue parecido, mas lá o cartão funcionava no crédito e no débito, no Paraguai, não funciona em nenhuma função, sorte que tinha levado também um VTM, e minha filha ficado no Brasil com outro cartão meu, então ela pode fazer o restante da transferência para o VTM.

No Paraguai as coisas não são tão baratas como na Bolivia (exceto eletrônicos/bebidas e outros artigos importados), mas não posso dizer que os preços são exorbitantes, o que é realmente caro são os souvenir e artesanatos, mas alimentação e hospedagem está na média da América do Sul.

Na volta ao Brasil, não deixe de devolver seu Permission na Imigraccion, pois se não fizer esse procedimento, quando voltar, terá que pagar uma multa bem "salgada".

Durante meu planejamento para a viagem, achei esse site, e como é de interesse para quem quer viajar para a região resolvi divulga-lo.

http://blogdefoz.blogspot.com/

Recomendo muito essa viagem ao Paraguai, para além das compras e espero ter ajudados com dicas aqueles que estão pensando em realiza-lá.

Qualquer dúvida, estou a disposição para responder.
Editado pela última vez por MariaEmilia em 11 Jun 2010, 18:09, em um total de 4 vezes.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 12:20

Vou postar as fotos aqui e fazer uma descrição dos locais.

Estou postando muitas fotos, pois no Fórum temos poucas informações sobre esse belo país.

Estación Central del Ferrocarril Carlos Antonio López

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:10, em um total de 4 vezes.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 12:38

Plaza Uruguya - Servilibros - El Lector

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:11, em um total de 3 vezes.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 15:15

Plaza de la Liberdad - Plaza de la Democracia - Plaza Juan E. O'Leary - Plaza de los Héroes

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:12, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 15:50

Plazas em frente ao Cabildo, ao Palacio Legislativo e a Catedral

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:13, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 16:13

Oratorio Nuestra Señora de la Asunción y Panteón Nacional de los Héroes

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:14, em um total de 2 vezes.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 16:29

Comandancia de la Policia Nacional

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:15, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 16:42

Teatro Municipal Ignacio A. Pane

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:16, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 16:56

Direccion General do Correo

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:17, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 17:20

El Cabildo

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:18, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 17:48

Palacio Legislativo

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:19, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 18:06

Iglesia de la Catedral e ? ? ?

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:20, em um total de 4 vezes.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 18:09

Casa de la Independencia e Callejón Histórico

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:21, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 19:15

Palacio de Gobierno ou Palacio López

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:22, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Re: Aventura paraguaia

Mensagem não lidapor MariaEmilia » 09 Jun 2010, 19:28

Playa Montevideo - Porto - Recova

Editado pela última vez por MariaEmilia em 09 Jun 2010, 20:22, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
MariaEmilia
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 1905
Desde: 26 Ago 2008, 15:09
Localização: Cuiabá - MT

Próximo

Voltar para Paraguai - Relatos de Viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes