Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul
#780250 por _Umpdy
21 Nov 2012, 01:32
Fallllllaaaaaaaeeeeeeeeeeeeeeee galera. ::hahaha::

Este relato é minha forma de agradecer ao site e aos membros que me ajudaram #pracarai# na elaboração do meu roteiro.
A essa galera que me deu um help com dicas e informações, deixo aqui meu MUITO OBRIGADO.

Bom, a principio meu Brother tinha um roteiro montado, mas quando decidi que iria com ele fizemos alguns ajustes para que nossos dias batessem certinhos com das nossas férias do trabalho. E assim foi:

07/ago - São Paulo / Sta Cruz
08/ago - Sta Cruz / Sucre
09/ago - Sucre
10/ago - Sucre / Potosí / Uyuni
11/ago - Salar de Uyuni
12/ago - Deserto Dali
13/ago - Deserto Dali / Atacama
14/ago - Atacama
15/ago - Atacama / Arica
16/ago - Arica – Tacna - Arequipa
17/ago - Arequipa
18/ago - Canyon Del Coca
19/ago - Canyon Del Coca / Arequipa / Cusco
20/ago - Cusco
21/ago - Cusco
22/ago - Valle Sagrado
23/ago - Cusco / Águas Calientes
24/ago - Machu Pichu / AC / Cusco
25/ago - Cusco / Puno
26/ago - Puno / Copacabana / Isla
27/ago - Isla / Copacabana / La Paz
28/ago - La Paz
29/ago - La Paz
30/ago - La Paz / Sta Cruz
31/ago - Aeroporto de Santa Cruz
01/set - Sta Cruz / São Paulo

7 e 8 de agosto – São Paulo x Santa Cruz x Sucre.

O vôo estava marcado para as 22:40 do dia 7 de agosto. Saímos de casa por volta de 16:30 sentido aeroporto internacional de Guarulhos. Agora não tinha mais jeito. Todo aquele planejamento vinha em mente. Estava chegando a hora e uma sensação de felicidade e medo do incerto tomava conta daquele momento.
Embarcamos rumo a Santa Cruz de La Sierra (aeroporto internacional Viru Viru), com escala em Campo Grande, chegamos em solo Boliviano a 1:40 em horário local, sem atrasos. O primeiro contato, “put#quep#riu o que eu to fazendo aqui?”. Aeroporto totalmente desorganizado, chegaram dois vôos quase ao mesmo tempo e as filas estavam gigantesca.
Para passar na imigração foi tranqüilo, mas até pegar as mochilas e passar em uma “vistoria da sorte”, demorou pacas. Essa vistoria é assim. Vc pega uma fila que é desorganizada. Quando chega sua vez você aperta um botão, se der verde passa direto e se der vermelho você tem que mostrar a bagagem. Bom, quando tava chegando nossa vez um casal cortou nossa fila e no final das contas os dois foram parados e eu e o brother passamos direto. ::lol3:: Devidamente em solo Boliviano, fomos para o famoso segundo andar do aeroporto. Conectei o wifi e mandei as primeiras noticias, e logo nos vimos jogados pelo aeroporto. Quando esvaziou tiramos um cochilo nos banco e por volta das 7:00am do dia 8/8 compramos as passagens para Sucre. Ai veio o primeiro perrengue.
Optamos em ir pra Sucre pela Tam Boliviana, “só que” o voou partiria as 9:30 do Aeroporto de Trompillo. Compramos as passagens pagando em dólar e recebemos o troco em boliviano. Foi o primeiro cambio que fizemos. Pois bem... Passagens compradas pegamos um táxi para Trompilho e antes das 8 estávamos naquele aeroporto feio, pequeno e com a infra-estrutura pior que algumas rodoviárias do interior desse nosso Brasil.
Por volta de 8:15 da manha apareceu o primeiro ser-vivo no balcão da Tam, então aproveitamos para fazer check-in de despacha as mochilas. Meia hora depois a infeliz da mulher nos procura dizendo que nosso vôo não sairia mais de Trompillo e sim de Viru Viru então... Bora pra Viru Viru... A própria empresa disponibilizou um transporte pra nos levar de volta, o único problema é que nosso vôo não sairia mais as 9:30 e sim as 11:30. Não tendo escolhas aceitamos a situação da melhor forma possível. Nesse tempo conhecemos um grupo de 11 pessoas de diversos paises da américa do sul. Esses seres nos bombardearam de perguntas sobre o Brasil...
Finalmente em Sucre, aceitamos a dica do hospedagem do taxista que sem duvidas nos levou para um dos hostel mais bacana que ficamos durante toda a viagem



Hostel: Santa Cruz
Endereço: Calle lima pampa Nº 90
Email: hostal.santacruz890@gmail.com

Custos: P/ 2 pessoas
Passagem aerea Sta Cruz - Sucre - 390 bs
Taxi Viru Viru - Trompillo - 60 bs
Taxa de uso do aeroporto - 30 bs
Cafe de manhã - 18 bs
Taxi aeroporto > Hostel - bs
Almoço - 52 bs
Janta - 9 bs
Hostel - 120 bs
Total: 709 bs

9 de agosto – Sucre.

Acordamos cedo, tomamos desayuno e fomos atrás do passeio do Parque Cretácio. Pedimos informação na recepção do hostel pois queríamos saber qual ônibus coletivo iria para o parque. Chegando no local e só havia ônibus turístico. Ok... vamos assim mesmo.
Resumidamente falando sobre o parque... não tem nada de mais. Tanto eu quanto meu irmão formamos a mesma opinião... é um parque bobo. O valor nem é tão caro mas podemos considera uma perca de tempo.
Voltamos pra cidade e encontramos o hostel que tínhamos como primeira opção. Infelizmente optamos em ir pra esse hostel... pior coisa que fizemos pois os atrativos que supririam a troca não funcionava direito, como wi fi e água quente kkkkkkk ta vai... esse outro era mais barato kkkkk mesmo assim foi uma troca burra.


Imagem


Hostel: Vila de Platal
Calle Aniceto Arce Nº 99

Custos: Valores individual!
Parque Cretácio + Entrada - 55bs
Almoço - 31bs
Miojo + Água + Janta e Café do dia seguinte - 28,5bs
Ligaçao para brasil - 3bs
Hostel - 50bs
Total: 167,50bs

10 de agosto – Sucre x Potosí x Uyuni.

Bus de Sucre para Potosi!
Com o fraco sinal do wifi consegui entra em contato com Weberty, um carinha que conhecemos no grupo do Face que meu irmão criou.
Ele iria nos encontrar em Sucre para seguir juntos até o Salar.

Por volta das 11:30 nos encontramos na rodoviária de Sucre. Compramos as passagens para Potosí e no intervalo até a partida do Bus aproveitamos para nos conhecermos e conversar sobre a trip. Busão para Potosí foi um dos piores que pegamos e pelo o que vejo nos relatos até que não era tão ruim. 3 horas de viagem! Chegamos em Potosí, e chegamos junto com a “lezera”, altitude dumau. ::tchann:: Chegamos na rodoviária nova e de lá pegamos um táxi para o terminal rodoviário “velho.”... Pesquisamos valores para Uyuni e já fechamos as passagens, agora era só almoçar =P. Rodamos, rodamos e rodamos em volta da rodoviária e todas as opções encontradas eram medonhas, mas como a fome apertava entramos no que achamos menos ruim e comemos as costa de um Pollo com umas Batatas Fritas sem fatiar... isso mesmo... a batata foi frita inteira. Para arrebatar todas aquelas delicias uma Coca-Cola QUENTE. Enquanto comia aquelas delicias, a gente ria e rezava ao mesmo tempo kkkkk
Bom, como ninguém morreu até as 18:00, partimos para Cidade de Uyuni. 6 horas de viagem. Ahan... 6 horas, então por volta de 00:00 chegamos. De cara encontramos um hostel e decidimos que seria ali mesmo que passaríamos a noite. Fizemos o check-in, agasalhamos e deixamos tudo pronto para o dia seguinte.


P.S. Um frio de doer os ossos.

Custos: Valores Individual!
Bus de Sucre p/ Potosí - 18bs
Bus de Potosí p/ Uyuni - 26bs
Hostel em Sucre - 50bs
Hostel em Uyuni - 35bs ( Hostel pago assim que é feito check-in).
Almoço - 9,5bs
Janta - 20bs
Total: 158,50bs

11, 12 e 13 de agosto – Uyuni - Salar de Uyuni e Deserto Dali.

Acordamos cedo para tomar café e logo em seguida fomos procurar a ColqueTour. O que mais tem em Uyuni é agencia para fazer o passeio do Salar. TALVEZ seja tudo a mesma coisa. Ex:
Fechamos o passeio com a Colquer Tour e que tem seus próprios carros, mas fomos em um carro da uma outra agencia que não me lembro o nome.
Falando da Colquer tour. Lá tivemos um atendimento de qualidade, todas as duvidas sobre o passeio sanadas, explicação clara de tudo, cada lugar, cada abrigo... enfim... Infelizmente essa minha definição sobre a empresa não é para todos. Tenho lido bastante sobre uma galera que tiveram mtos problemas com a ColqueTour. Será que é questão de sorte?

Enfim, tour fechado fizemos o check-out no hostel e compramos água e algumas besteiras para comer durante o caminho. Voltamos para agencia e conhecemos nossos futuros companheiros pelos próximos três dias =D
Um casal da Espanha “Mercedys e Miguel” o Japonês de Tókio “Massa” e nos brasileiros “Eu (Eduardo), brother (Emerson) e nosso amigo de Brasília (Weberty) mais o guia “Rubens” dividiríamos o mesmo 4x4 pelos próximos dias e assim começou um dos passeios mais incrível de todo mochilão.

Primeiro contato, salar de uyuni
São cerca de 20 min para a primeira parada, cemitério de trens. Legal, tiramos algumas fotos e logo partirmos. O primeiro contato com o salar é surreal, incrível, indescritível. Tudo o que eu falar vai ser pouco diante de toda aquela imensidão branca... é simplesmente sensacional. No decorrer do dia fizemos mais algumas paradas como no Hotel de Sal e Isla do Pescado que proporciona uma vista incrível do Salar. Tudo é incrível... Mais uma parada e ai que tudo fica sério, uma parada no meio do nada, sem mais nenhum carro em volta, só nosso grupo. Podia-se ver o sorriso no rosto de todos que ali estavam. Tão natural e o que era incrível se torna mais e mais e muito mais ainda. incrível.


Lagunas!
De lá fomos para onde seria nosso abrigo daquela noite, hostel de sal. Tirando a roupa de cama e o banheiro, tudo de sal. ::cool:: Hospedados, fomos para a mesa, aonde seria servido um café... Tomamos "chá com bolacha" em companhia de nossos novos amigos. Quando menos esperávamos começaram a servi a janta. Tudo muito bom fomos dormi felizes por tudo que tinha nos acontecido até então.
Dia seguinte acordamos cedo e tomamos um bom chá. Logo saímos e nosso destino era o deserto de Dali. Agora nosso caminho já não era mais de estradas de sal e sim de “chão de terra”... Vistas para vulcões e montanhas se intercalavam com lagunas perfeitas e surreais. Como tudo ali, muito foda. Os flamingos dão vida as lagunas, que a principio são de cores mais escuras. São tantas lagunas, que pra decorar todas só anotando os nomes, coisa que eu não fiz. ::lol4:: Chegando no final da tarde, fomos até o famoso Arbol de Piedra, em volta, pedras e pedras gigantes no meio do nada. Terminamos o dia, entrando no parque das lagunas coloradas, se hospedamos e fomos dar uma volta ao redor... tinha um morro, atrás do hostel que tratamos de subir quase até o topo, como o sol tava se pondo descemos rápido, mas de lá tivemos uma vista privilegiada. É noite novamente... chá da tarde e logo veio o jantar. Esse dia interagimos com um outro grupo. Pessoas do Chile e da França nos acompanharam em um belo vinho antes de todos ir dormi, pois o dia seguinte começaria mto cedo.


Geysers
Terceiro e último dia e acordamos as 4:30am. Lá fora -6° grau “fora a sensação térmica” e um céu extremamente estrelado, eu NUNCA tinha visto um céu daquele jeito!!! Começamos bem rumo aos geysers. Chegamos aos Geysers, estávamos congelando... e mesmo assim, aquela sensação de felicidade. Aquele barrulho dos geysers sendo expelido, sensacional. Tirei a luva pra tirar foto, fiquei cerca de 30 min sem sentir os dedos da mão esquerda, confesso que deu um medo. ::tchann:: Ali me arrependi da luva impermeável pq não esquentava e não conseguia tirar foto ::grr:: Enquanto o dedo descongelava, seguimos para as águas thermais... Pra entrar nas thermais vai da coragem do peão. Eu não estava nem um pouco com coragem. E sim, me arrependo de não ter entrado. Como ninguém se atreveu a entrar fomos para o tão esperado encontro com o imponente “Licacanbur”. Seu contraste com a lagunas em volta nos proporcionam mais uma vista surreal. A laguna não estava tão verde como esperava, mais valeu a pena cada segundo ali, lagunas blanca perfeita.. show de bola. E depois disso tudo, tomamos o nosso último chá juntos. Trocamos contatos, a parti dali Mercedys e Miguel subiria o Licacanbur, Massa e Webert voltariam pra Uyuni e eu e meu brother partiríamos para San Pedro de Atacama.


Agência do tour: ColqueTour
Site: http://www.colquetours.com" onclick="window.open(this.href);return false;
Email: info@colquetours.com
Hostel: Fornecido pela agência.
Quartos coletivos para o grupo.
Banho só se pagar uma taxa.
Refeição, no caso da ColqueTour de ótima qualidade.

Custos: Valores Individual!
Dia 11 de agosto;
Café da manhã - 17bs
Água e besteiras - 30bs
Tour de 3 dias - 700 bs
Isla del pescado - 30 bs

Dia 12 de agosto;
Taxa para entrada nas lagunas coloradas - 150bs
Ducha - 5bs

Dia 13 de agosto; (Período em Uyuni, dia continua em Atacama).
Propina fronteira - 15bs

Total: 947bs

13 (continuação) e 14 de agosto. – San Pedro de Atacama.

Por do sol em Deserto de Atacama
Chegamos em San Pedro e passamos pela imigração sem nenhum problema fomos deixados na cidade. Encontramos um hostel que não estava nos planos, pela comodidade valeu a pena.. O hostel tinha a própria agência, deixamos a mochila e já fechamos o Valle de la luna que sairia na parte da tarde. Pegamos a van e começaram a entrar um monte de gente, a metade era Brasileiro. Quando foi ver as vans estavam trocadas e destroca... até agora não entendo... tudo mto confuso mas no final das quantas só sobraram nos de Brasileiros. ::mmm: Durante o tour, passamos por alguns ponto turístico e tals, mas estávamos mesmo era esperando o final do tour. O tour foi indo, morno sem muitas coisas interessante até que o momento chegou. Valle de La luna e Pedra do Coyote... Simplismente fantástico, com aquele por de sol. INCRÍVEL. Mais uma vez, SURREAL. Começo da noite e a volta para a cidade. Procurar o que comer e finalmente fomos descansar. ::hahaha:: Dia seguinte EU estava ficando mais velho.::hãã2:: Pra comemora escolhi como próximo passeio o sandbording. Nunca tinha praticado esse esporte e o interrese sempre foi grande... foi uma boa, contratamos agencia pra nos levar, tivemos algumas instruções básicas e fomos encarar aquela decisa. O difícil é subir a duna porque pra descer é fácil, nem se for caindo. Pra quem preferir, pode se alugar bike e a prancha de sandbording. Enfim, depois de muitas quedas e muita areia, em todo canto que se possa imaginar, inclusive não conseguir tirar toda areia da calça até hoje. ::hahaha:: Voltamos para a cidade e a noite, fomos para uma pizzaria, 2 pizzas da grande pra 2 pessoas, fome era grande, fomos pagar a conta e a senhora estava cobrando a mais, enquanto cobrava fizemos as contas e perguntamos porque tava cobrando a mais e então ela repondeu, "- proprina, paga se quizer." Cobra primeiro e nem fala nada e ainda quer proprina? Pagamos sem deixar a propina e saímos. Assim, como no dia seguinte, tentaram enrolar agente na hora de cambiar. ::bad::


Hostel: Corvatsch.
Site: http://www.corvatschchile.cl/pt/" onclick="window.open(this.href);return false;
Valle de la morte feita com a agência deles também.

Custos: Valores p/ 2 pessoas.
Dia 13 de agosto;
Hostel - 20.000 pesos
Valle de la morte - 20.000 pesos
Aguá e guloseimas - 9000 pesos
Total: 49.000 pesos

Dia 14 de agosto.
Hostel - 20.000 pesos
Sandbording - 20.000 pesos
Serviço de lavanderia - 8.000 pesos
Café da manhã - 5.000 pesos
2 Pizza + Refri - 15000 pesos
Camiseta - 6.000 pesos
Passagem Arica - 29.000 pesos
Ligação p/ Brasil - 1400 pesos
Total: 154.400 pesos

15 e 16 de agosto - San Pedro de Atacama x Arica x Tacna x Arequipa

Praça central de San pedro de Atacama.
San Pedro de Atacama, é tudo muito caro, muito caro mesmo! Os tour pelo o que pesquisamos era tudo parecido com Uyuni e não nos sentimos motivados para fazer esses tour. Também achamos a cidade mto cara e os serviços deixam a desejar pelo preço que é cobrado. Não nos arrependemos, fizemos somente dois tour e ficamos e e conhecemos a cidade e pra aquela altura já estava de bom tamanho. Decidimos ir embora e fomos até a recepção para tenta deixa as mochilas lá, já que o bus para arica só sairia a noite. Recebemos um “NÃO” bem grande, hostel deixou a desejar nesse quesito, prestação de serviço péssimo. Fomos até a empresa de ônibus TurBus e pedimos pra deixar as mochilas no guarda equipaje deles, cobra-se uma taxa, mas no nosso caso era melhor deixa as mochilas la do que ficar perambulando pela cidade até anoitecer carregando peso. Com um dia livre conhecemos San Pedro do centro até a parte agrícola ::lol4:: A cidade é bem pequena mas mto bonitinha. Tudo que dizem sobre os cachorros é verdade. São verdadeiros leões mansos... Enrolamos em todos os cantos que se pode imaginar de San Pedro, sai de um lugar, ia para a praça, conectava o wifi, saia novamente e assim foi o dia inteiro. A noite pegamos as mochilas e fomos para empresa que iríamos para Arica. 10 horas de viajem até arica, seria!


Cidade de Arica.
Depois de 2 horas de viajem e eu já dormindo, acordo e quando viro pro lado, todas as luzes do bus apagadas e todos dormindo. Me dei conta que bus estava parado no meio do nada. Putz, “pensei comigo; é assalto ou quebrou”. Bom, nesse dilema eu voltei a dormir pois o sono era maior. ::hãã2:: Dormir e algum tempo depois o bus acendeu as luzes e um cara estranho pedindo pra algumas pessoas descerem.. Ficou a metade e como não estava entendendo nada voltei a dormi ::hãã2:: O que tinha acontecido é que o bus quebrou e estavam esperando um outro ônibus vim para resgatar a gente. Depois de 2 horas eis que chega o ônibus. Entramos no bus e o mesmo estava cheio, não tem onde senta, como assim? Meu brother desceu e foi reclamar. Logo voltou junto com um sujeito da empresa, selecionou umas pessoas, inclusive senhora de idade e mandou agente sentar nos lugares que elas ocupavam. Ok, dormimos mais e a viagem durou 12 horas. Chegamos em Arica e descemos pra pegar as mochilas, abre o porta malas do bus e eis que sai as pessoas que que foram selecionadas. Não sabia se ria ou se chorava. Na vdd achei que aquelas pessoas iriam em outro bus ou até mesmo de carro e do nada elas aparecem dentro do porta mala... ki dó ... ::ahhhh:: Deixamos as mochilas no guarda equipaje da rodoviária e fomos conhecer Arica. Saímos da rodoviária, pedimos informação pra chegar no oceano pacifico, fomos indo sentido morro do Arica, porém não tinha entrada para a praia, acabamos que fomos primeiro no Morro de Arica. A vista de lá é show de bola, valeu a passada rápida, descemos e fomos tomar um café MC donald’s, tomamos um café, aeee café não tinha chá. ::tchann:: Encontramos uns britânico que mora na Colômbia e que são loucos a ponto de tirar uma escova de dente elétrica em plena mesa do MC donald’s, saímos antes que começassem a escovar os dentes. Fomos até o mar, estava nublado mas mesmo assim, fomos molhar ao menos as botas no oceano. O cabaço aqui estava tão animado em colocar a bota na água que fui um pouco mais longe do que deveria e acabei que molhando a bota por dentro kkkkkk. ::putz:: “Um dia eu aprendo”. Felizes com uma programação que parece ser chata mas que por fim valeu as risadas. Voltamos para rodoviária, e fomos atrás do táxi para Tacna. É só pedir informação em qualquer canto que eles vão te falar de onde parte os táxi... são 5 pessoas mais o motorista. Ele te leva até a fronteira e vc faz todos os tramites para entra no Peru, depois segue a viagem no mesmo táxi até o terminal em Tacna, no qual de lá pegaríamos um bus para Arequipa. Estávamos em solo Peruano.
A rodoviária de Tacna é uma zona... pessoas te oferecem e insiste em te vender as passagens... saia deles e procura vc mesmo pela empresa que te passe maior confiança.
Bom, com as passagens compradas fomos rumo a Arequipa, 7 horas de viajem. Chegamos por volta da 00:00 e pegamos um táxi para o hostel que tínhamos referencia.


Custos: Valores individuais!
Dia 15 de agosto;
Hostel:
Café da manhã - 4.500 pesos
Almoço - 11.000 pesos
internet - 600 pesos
Besteiras - 5.300 pesos
Guarda Equipaje - 1.200 pesos
Total : 22.600 pesos

Dia 16 de agosto;
Guarda Equipaje - 2.000 pesos
Banheiro - 800 pesos
Café - 1.900 pesos
Taxi para tacna + taxa - 6.004 pesos
Total: 107.04 pesos

Custos no Peru: Valores Individual!
Onibús para Arica + taxa de embarque - 42 soles
Onibús para Arequipa - ? (Não anotamos o valor. ::putz:: )
Besteiras - 16 soles
Taxi ate hostel - 6 soles
Hostel em Arequipa - 70 soles
Total: 134 soles.

17 de agosto – Arequipa

Vista da cidade e do El Misti.
Acordamos cedo, tomamos o desayuno e fomos conhecer a cidade. Rodamos a cidade e tinha muita gente oferecendo tours pra conhecer a cidade. Fechamos um tour para a tarde e voltamos para o hostel. Na recpção encontramos Marcela, uma Brasileira que conhecemos em San Pedro e que estava acompanhada da Carol. Conversamos e decidimos fazer o Canyon Del Coca juntos no dia seguinte. A principio iríamos fazer o trekking, mas acabamos por escolher o tour pelo vale de 2 dias. Combinamos com as meninas que faríamos o city tour e quando chegarmos iríamos atrás de agência para se fazer o Canyon e assim foi, fomos para o city tour.
O CityTour é bem turístico assim como tudo no Peru. No final das contas vale a pena, pela vista que se tem do El Misti. As paradas são feitas em um mirador, museu e um lugar para andar a cavalo. Pelo valor do citytour, vale a pena. Caso esteja com roteiro corrido é algo que se passar batido não fará falta. Voltamos para a cidade e as meninas já tinham achado uma agencia para fazer o Canyon, fechamos com eles. Ficaram de pegar a gente no hostel por volta das 8:00 do dia seguinte.


Hostel: Baviera
Site: http://www.bavierahostal.com/" onclick="window.open(this.href);return false;
Enderço: Palacio Viejo 219-D - Cercad

Custos: P/ 2 pessoas.
Hostel - 70 soles
Besteiras - 5 soles
Passeio Túristico - 50 soles
Almoço - 19,5 soles
Passeio canyon - 130 soles
Janta - 30 soles
Total: 304,50 soles

18 e 19 de agosto - Canyon Del Coca x Arequipa x Cuzco.

Canyon del Coca
Acordamos, tomamos o desayuno e logo estava o micro ônibus nos esperando, sim, são cerca de 16 pessoas que vão no tour que é muito, muito turístico... Se soubesse teria feito a trilha do Canyon nem que seja de mula mesmo. ::tchann:: Toda, mais toda parada tem alguém vendendo algo, ou senhores/as com lhamas e gaviões tirando foto em troca de uma moeda. Isso se torna tão chato que alguns pontos nem chegávamos a descer. Chegamos a Chivay aonde iríamos passar a noite e por volta das 15:00 iriamos a águas thermais, claro que tinha que pagar. Como não fomos nas águas thermais de Uyuni resolvemos ir nessa. Chegamos lá é tipo um clube com 3 piscinas de águas com a temperatura em cerca de 35°. Ficamos de molho na água e valeu cada centavo pago. :cry: Voltamos para o hostel e logo saímos, fomos avisados que todos iriam sair para jantar. Fomos comprar besteiras que seria nossa janta e achamos uma lan house, deduzo pela velocidade da internet que a mesma era discada. ::tchann:: A hora acabou e voltamos para o hostel. Todos tinha saído para jantar e com isso o hostel estava fechado. Tocamos campanhia, batemos na porta e ninguém aparece! PQP ::vapapu:: estávamos pra fora em uma cidade escura e pequena. Não tinha ninguém, a cidade é tão pequena que só tinha um lugar pra esta todo mundo jantando, dito e feito.. uma pizzaria. Entrada de graça mais tinha que consumir uma pizza cada, ai que ficamos puto mesmo... a guia ligou para a senhora do hostel no qual logo apareceu na porta do hostel, ela tinha ido comprar papel toalha para o desayuno do dia seguinte. ::putz:: Ok, logo fomos dormir pois iríamos madrugar. Dia seguinte, estávamos pronto as 5:00. descemos e ninguém! O horário que era pra ser as 5:00 foi para 5:30, voltamos para o quarto, depois descemos tomamos o desayuno e fomos todos para o Canyon. E pra variar até o caminho do Canyon mais e mais paradas para turista gastar dinheiro. Chegamos no Canyon, fizemos uma pequena trilha e que visuaaaaaaaaaaal! Perfeito, o vôo dos condores são magníficos. Condores são tipos uns Urubus que tomaram biotônico, ::hãã2:: Pegamos o caminho de volta para Arequipa e chegando na cidade fomos comprar as passagens para Cusco e para a mesma noite. Compramos em uma agência já com translado até a rodoviária. Durante o resto da tarde, as meninas foram se despedir de uns amigos que tinham feito e agente ficou andando por Cusco... situação tava precária, estava com segunda pele, calça de moleton e uma tactel por cima, mochila com as blusas penduradas nas alças já que não cabia mais nada na mochila de ataque.. final da noite fomos para o hostel, pegamos as mochilas e rumo a Cusco. ::hahaha::


Hostel em Chivay vai depender da agência contrata para o tour do Canyon del coca.
Não me recordo a agência que fomos mas na plaza tem mtas agencias.

Custos: P/ 2 pessoas.
Dia 18 de agosto;
Entrada Chivay - 80 soles
Almoço - 53 soles
Mate de coca - 18 soles
Janta - 12 soles
Lan house - 5 soles
Águas thermais - 30 soles
Total: 198 soles

Custos: P/ 2 pessoas.
Dia 19 de agosto;
Almoço - 53 soles
Bus p/ Cusco + Taxa - 133 pesos
Besteiras - 15 soles
Janta - 30 soles
La house - 5 soles
Total: 236 soles

20 e 21 de agosto - Cusco.

Chegamos em Cusco pela manhã e fomos para o Hostel indicado pelo nosso amigo Weberty. Ele esta hospedado lá e nos esperando. Pegamos o táxi, fomos para o hostel e fizemos o check-in. Naquele dia Weberty estava em Machu Pichu, ou seja, não veríamos ele naquele dia. Hospedados, largamos as coisas, deitamos e dormimos. Cansaço era demais e tava precisando descansar bem. Acordamos 13:00 e ai sim saímos pra conhecer Cusco.
Cusco, ah cusco, cusco, cusco, cusco. Moraria lá, fácil. Cidade é linda, até a parte mais afastada eu curti. Andamos pela cidade e jantamos... logo em seguida voltamos pro hostel, embaçamos na internet e fomos dormir.

Cidade de Cusco, visto do mirante.
Logo cedo aquele "toc toc" na porta, Weberty. Chegou já falando de tudo o que viveu em Machu Pichu, aquilo deu um gás e uma vontade maior ainda de conhecer aquele lugar. Fechamos a ida a Machu Picchu By Car... ou seja... vamos de carro até a hidrelétrica, hospedagem e refeição em Águas Calientes e mais a entrada em Machu Pichu e o Valle Sagrado. Fechamos tudo no hostel que ficamos.

Conversa vai e conversa vem com Weberty, Rodolfo que foi seu guia em MP e outros tour nos chamou para ir ao banco retira o cartão do Webert que a maquina tinha engolido. Mais como assim? Explico: Weberty estava com cartão internacional, foi sacar dinheiro e o caixa eletrônico engoliu seu cartão. Rodolfo tem uma agência de viagem no qual Weberty contratou seus serviços aqui mesmo do Brasil. Rodolfo já tinha trabalhado no banco, no qual o caixa eletrônico tinha engolido o cartão. Resumindo, o guia conhecia o gerente que conseguiu recuperar o cartão. Caso isso aconteça com você que está planejando e não ter essa mesma sorte, terá que bloquear o cartão e pedir outro no qual será entregue em sua residência. ::vapapu::!
Depois dessa explicação, fomos Eu, Brother, Weberty e Rodolfo até a agência bancaria, no qual recuperou o cartão.. Weberty estava feliz da vida e Rodolfo foi nosso guia por uma tarde, sem cobrar nada por isso. ::hahaha:: O cara, saiu mostrando o centro da cidade inteira, falando sobre as árvores, plantas, igrejas, mercados de artesanatos, uma aula sobre Cusco.. fomos almoçar e Rodolfo nos levou em um lugar barato. Arroz, Ovo com Bife de vaca, putz almoçamos bem =)... andamos mais e mais e por fim fomos até o mirante próximo ao nosso hostel. Sentamos em um barzinho, pedimos uma Cusqueña e continuamos a conversa com uma vista de Cusco ao entardecer... Sensacional.
Despedimos-nos de Rodolfo e logo vimos que deveria ter fechado Machu Pichu com ele, mas... infelizmente não foi com ele mas foi com Harry, dono do hostel onde estávamos. A noite, fomos comer em uma pizzaria e ali acabava o dia!


Hostel: Mirador del Inka.
Endereço: San Blas Tandapata Nº 160
Site: http://www.elmiradordelinka.com/" onclick="window.open(this.href);return false;

Agência para o Valle Sagrado e Machu Pichu fechamos com Harry um dos dono do hostel Mirador del inka.
Site: http://www.toursincusco.com/" onclick="window.open(this.href);return false;

Custos: P/ 2 pessoas
Dia 20 de agosto;
Táxi - 9 soles
Almoço - 37 soles
Besteiras - 22 soles
Hostel - 60 soles
Total : 128 soles

Dia 21 de agosto;
Hostel - 60 soles
Almoço - 34 soles
Vale sagrado + Boleto - 190 soles
Besteiras - 15 soles
Cerveja - 20 soles
Janta - 20 soles
Total: 339 soles


22 de agosto - Cusco x Valle Sagrado

Ollaytaytambo
Acordamos cedo, tomamos o desayuno e fomos para o tour, Harry nos levou até onde uma van nos aguardava e de lá partiríamos para o tour. (O que mais tem são agências para fazer os tours. O problema é que vc fecha o tour com uma empresa e vai por outra.... deve ser um bem bolado que todos sai ganhando, menos os clientes).
Entramos no micro ônibus, vai pra um lado, vai pro outro, troca de ônibus, para, abastece e vai. Primeira parada, Pisaq. E que comece as histórias Inca, Uoooooooooooooooooooooou, sabia o básico sobre os Inca, mas a cada história o carinho por aquela cultura aumentava. Eles dão uma pequena aula sobre Pisaq e depois te dispensa por um tempo, para subir nas construções da parte alta da cidade. Ccorrrrrrrrrrre pra dar tempo, andamos tudo em meia hora conforme foi combinado. Muito nem subiram por causa do pouco tempo disponível... Enfim, saímos de lá e fomos almoçar.
De lá, fomos para Ollaytaytambo. E mais uma vez, Uoooooooooooooooooou, meu os inca eram absurdamente f#*a, a maneira que as pedras foram cortada, locomoção... tudo, tudo e tudo que eles faziam é impressionante. Hoje tenho raiva dos espanhóis. ::lol4::
Depois de muita história, vamos para uma cidade chamada Chinchero. Fora a história e típico um pacote, te apresento Pisaq e Ollaytaytambo e você gasta seu dinheiro em artesanato em Chinchero. Simples assim!
Chegamos a noite em Cusco, fomos para o hostel, chamei o Weberty e ficamos conversando até tarde. Weberty seguiria para La Paz no dia seguinte e nós para Águas Calientes. Nos despedimos novamente e fomos dormi.


Custos: P/ 2 pessoas
Dia 22 de agosto;
Hospedagem - 60 soles
Almoço - 58 soles
Besteiras - 20 soles
Total: 138 soles

23 de agosto – Águas Calientes.

Ponte durante a trilha para Aguas Calientes.
Acordamos cedo, tomamos nosso desayuno e o Harry nos levou novamente até um ponto no qual uma empresa foi nos buscar.
São 6 horas de van por uma estrada nada agradável. Devido a poeira os vidros ficam fechados, o calor é grande e o mau estar vêem. O caminho começa a ficar estreito e quando vc vê está em uma estrada que a sua direita tem um morro e a sua esquerda um precipício. Não cabe dois carros , então se for a Machu Picchu By Car prepara o coração kkkkkkkkkkk Alguns pontos a Van tem que dar ré pra que o carro que vem em sentido oposto possa passar. Chegamos em nosso destino e agora era só encarar a trilha de duas horas até águas calientes =)... O visual é lindo. Você caminha praticamente dentro de um vale. Posso afirma que a trilha é uma recompensa pelo caminho percorrido até ali. Voltando, depois de 2 horas de trilha, sentamos e esperamos o guia com o restante da turma, chegamos em Águas Calientes onde recebemos algumas instruções e do horário do janta, deixamos nossos passaportes com o guia e fomos se hospedar no hostel que estava incluso. Tomamos um banho e descemos para o restaurante onde iríamos jantar. Jantamos e logo veio o guia, explicar como seria o dia seguinte. O guia sairia 4:30 da manhã para subir a pé até Machu Pichu, quem preferir pegaria o bus. As passagens para o trem de volta são compradas juntos com o ticket para machu pichu, no qual foram entregue em nossas mãos. Nosso trem sairia as 13:30 do dia seguinte, ou seja, teríamos meio dia pra ficar em Machu Pichu.

Hostel em Águas Calientes nesse caso, estava incluso no pacote. Caso se for passar mais dias lá, procurar hostel e consultar se à vagas para o determinado dia.

Custos: P/ 2 pessoas
Dia 23 de agosto;
Sorvete - 8 soles
Machu picchu - 853 soles
Total: 861 soles



24 de agosto – Machu Pichu.

Acordamos 4;30 da manhã, tomamos nosso desayuno e partimos para MP junto com um casal chileno que conhecemos no jantar da noite anterior. Nos dividimos, uns foram para fila do bus e outros comprar a passagem pra pegar o bus. Embarcamos no terceiro bus para Machu Pichu. O trajeto demora cerca de 25 minutos, chegamos por volta das 6:00 em Machu Pichu. Vimos muita gente subindo, felizes da vida. Não fizemos o trajeto para poupar energia já que passaríamos meio dia e teríamos muiiiita coisa pra ver. E foi o que aconteceu. Encontramos o guia, juntamos o grupo e durante algumas horas ouvimos explicação sobre Machu Pichu e seus antigos moradores. Enquanto tirávamos algumas fotos, meu brother olha pra trás e diz: Ei, não é a Fabi? Eu: Será? E não é que era a Fabi mesmo. Conhecemos a Fabi naquele tal grupo do face que meu irmão criou, sabíamos que ela estava em Cusco mas até então não tínhamos conseguido nos encontrar. Ficamos felizes com o encontro inesperado, mas logo cada um seguiria o seu caminho, pois Fabi iria subir Wayna Potosí e nos continuar com o guia. Tudo é fantástico em MP, absolutamente tudo. Durante toda a explicação, ou seja, 2 horas e meia, a neblina tomava conta, não se via nada muito longe. Por volta das 9:00 fomos liberados e poderíamos circular MP. E ai, que foi dado a largado, corrrrrrrrrrrrrrrre. Sobe, sobe, sobe degraus e primeira parada para admirar MP do alto, segunda parada o Caminho Inca... Depois uma caminhada de mais de 1 hora até o Portal do Sol, aonde acaba a trilha inca... depois desce, encontra uma galera, tira as fotos clássica e tudo mais... Até que cai a ficha. Um sonho virando realidade, uma sensação indescritível, um bem estar que só aquele lugar pode proporcionar, é perfeito, é muito mais do que eu esperava é muito mais que eu posso falar. Somente estando lá para entender. Descemos para entrada de MP aonde iríamos pegar o bus de volta a Águas Calientes. Na fila para carimba o passaporte quem encontramos???? Fabi novamente. borá pra AC, pegamos o bus junto e em 25 minutos foi muito papo, ficamos conversando durante todo o caminho até a hora de pegar o trem sentido hidrelétrica. Despedimos-nos da Fabi e bora enfrenta mais 6 horas dentro daquela Van.


Imagem



Custos: P/ 2 pessoas
Besteiras: 28 soles.
Onibús para subir até Machu Pichu - 36 dólares.

25 de agosto – Cusco x Puno

Acordamos por volta das 8:00, tomamos banho e arrumamos as mochilas. Deixamos tudo pronto e fomos até a rodoviária de Cusco, para saber horário de ônibus para Puno. Andamos um pouco, perguntando para as pessoas na rua e logo achamos a rodoviária... Não é tão perto mas tbm não é longe da Plaza. Saímos perguntando nas empresas o valor de bus cama. Como sempre, compramos as passagens na empresa que sentimos confiança, mas nesta iríamos rodar. Voltamos para o hostel e fomos fazer o chek-out. Nem precisamos pedir pra deixar as mochilas, eles logo oferecem ::cool:: Fomos para o Plaza, no qual tivemos o pior tempo durante toda a viagem... Um dia cinzento e garoando a todo momento, mas mesmo assim não tirava o brilho de Cusco. Paramos pra almoçar um lanche e depois fomos aos mercadões compramos algumas camisetas e tal. Enrolamos o dia inteiro e foi muito bom, quando estava escurecendo fomos até o hostel pegar nossas mochilas. Entramos no hostel, no qual podemos usar o banheiro e o wifi, enrolamos mais um pouquinho, brincamos com o gato do hostel. Era hora de ir embora, de se despedir da galera mto simpática daquele hostel... Descemos para o Plaza para pegar um táxi, poderia ter ido andando, mas pelo valor e pelo peso da mochila valeu mto a pena o taxi. Chegamos na rodoviária, conforme combinado. Uma muvuca, queriam pegar nossos ticket de embarque, sem esclarecer nada... a moça da empresa, falou que poderíamos dar... logo eles voltaram e o ticket de embarque era de outra empresa. Wtf, como assim? Ficamos puto, mais garantiram que o bus era de bom estado e que não precisava se preocupar. Fomos sentar, comemos salgadinho e um refri, estávamos indignados, reparei bem para empresa e vi que a empresa que iríamos era do lado. Fui como se não quisesse nada e perguntei o Valor da passagem, na mesma apresentação, bus cama e é claro que o valor era a baixo, sim, a primeira empresa vendeu nossos lugares e jogou a gente para outra empresa. Putos da vida fomos para o embarque. Chegamos na plataforma, bus caindo aos pedaços e já começamos a resmunga entre nos mesmo... Não é possível que seja esse bus... Começamos a debater sobre o estado do ônibus, meu irmão foi perguntar a respeito e disseram que não seria aquele ônibus e sim outro. Continuamos puto e conversa vai e conversa vem entra uma terceira pessoa na conversa interrogando – Ei, brasileiros? Era o Álvaro (The King) de SP, ele estava com medo do busão ser aquele que estava na nossa frente. Conversamos e ele disse que pagou mais barato que a gente nas passagens... Es que chegou o Bus e bora embarca.
Por ironia do destino a poltrona do Álvaro era a nossa direita e por tanto foi papo pra dar e vender. Foi ai que descobrimos que teríamos uma nova companhia dali pra frente pois nossos roteiro era o mesmo até o final do nosso mochilão.


Imagem

Custos: ?

A partir de agora não atualizamos mais nossa planilha, saímos um pouco do controle, graças as nossas novas amizades. ::lol4::


26 de agosto – Puno x Copacabana x Isla Del sol

Chegamos em Puno bem cedo e nem bem colocamos os pés para fora da plataforma e já fomos alvo de predadores querendo vender a qualquer custo o passeio para Islã Flutuantes de Urus.
Até então iríamos fazer o passeio da Islã Flutuante, mas o tempo estava tão feio que optamos em seguir direto para Copacabana.
Só pra deixar registrado, os predadores te oferecem passeios entre 50 a 60 soles, mas vc consegue fechar por 30 facilmente apenas dizendo que já esta fechando com outro vendedor. =P
Puno então seria apenas passagem para Copacabana, então compramos as passagens e subimos para o segundo andar para tomar um chá de coca enquanto esperávamos o horário do embarque. Durante o caminho a criançada fazia a festa no fundão do busão, e a gente querendo dormir. Ok, chegamos na imigração e uma fila enorme, enorme mesmo. São vários ônibus que para, tudo junto.
Conversando na fila és que surge uma voz vinda de trás da gente – Ei, brasileiros? Era a Cíntia, de SP! Conversamos os 4 e vimos que o roteiro da Cíntia tbm seguiria junto com o nosso, então combinamos de seguir viagem juntos dali em diante. Cíntia estava em outro bus, então nos encontraríamos em Copacabana e seguiríamos para Islã Del Sol.
Mais uma figura que encontramos na fila da imigração foi um Japonês de Tókio que morou um tempo no Brasil e estava viajando pela América do Sul á 2 anos. Apelidamos ele carinhosamente de “O Ultimo Samurai Noia”. =P
Bom, passamos pela imigração sem problemas, inclusive o policial era muito engraçado e filho da mãe... Não queria entrega meu passaporte, isso na brincadeira. - Pega, opa, não vou te dar. Rá ::tchann:: enfim, pegamos nosso bus e a Cíntia o bus dela. Chegamos praticamente juntos em Copacabana e fomos sentido ao lindo Titicaca. De frente tem uma espécie de quiosque onde compramos as passagens de barco para o lado sul da Ilha. No tempo livre até a partida do barco, fomos ligar para família e comer alguma coisa...

Já no barco... da-lhe conversa. O visual lindo do Titicaca é impressionante. Chegamos na Isla, e vc é recebido por uma galera que lhe oferece estadia. MASSSSSSS no barco em que fomos para a Isla tinha uma Brasileiro (outro) com um guia. Esse cara nos indicou uma pousada que fica no topo da Islã, e pra la fomos. O hostel era um pouco caro pros padrões oferecidos, mas como estávamos de volta a bolívia, nos sentimos ricos kkkk Pegamos um quarto para 4 pessoas com vista para o Titicaca. Perfect!
Saímos para comer, paramos em um restaurante com uma varandinha para virada para o Titicaca. Fizemos uma das melhores refeições dos últimos dias (Arroz, batata frita e ovo frito) acompanhados de mto Pisco Sour, A noite caiu e presenciamos um lindo por do sol. Logo fomos atrás de algo para beber... Voltamos para o hostel e ficamos na varanda, ouvindo musica, bebendo e conversando com nossos novos amigos. Mais uma vez uma clima perfeito =)


Imagem


De puno para Copacabana usamos a empresa de ônibus. “Titicaca”, nada a reclamar.
Hostel: Não lembro o nome do hostel, mas a hospedagem na Islã é para todo o tipo de bolso. Vale a pena pernoita no topo da Islã.

27 de agosto – Isla do Sol x La Paz

No dia seguinte acordamos cedo e deixamos as mochilas no jeito. Tomamos o desayuno e fizemos check-out. Logo em seguida partimos para mais uma caminhada. Destino: Lado norte da islã.O plano era o seguinte, atravessa a Islã para o lado norte e de lá pegar o barco para o lado sul novamente, subir, pegas as mochilas e descer para pegar o barco que nos levaria para Copacabana. Como eu disse, o plano era esse.
Pegamos a trilha para a parte norte e como tudo na ilha pra onde se vai tem que pagar taxas, do nada aparece um mestre do mago na sua frente te comprando 5bs. Compre e guarde o tickte que ele te der, vc vai precisar.
A trilha realmente é perfeita, visual realmente único. A trilha demorou cerca de 3 horas, chegando a parte norte e perguntamos sobre barcos para a parte sul. Somente particular naquele local... Pedimos informação pra chegarmos até as ruínas que existe na Isla, e nos indicaram que deveríamos seguir em frente... e seguimos e seguimos até nos ver perdidos na parte agrícola da Islã. Kkkkkk. Bom, voltamos e encontramos o caminho correto, pagamos mais uma taxa e logo saímos em algumas ruínas, só que depois de Machu Pichu nada que me surpreendesse ali, apenas o visual mesmo.


Imagem


Poderíamos pegar o barco para voltar ao lado sul mas não sei porque voltamos caminhando =P Agora o caminho era diferente, pra ir a parte norte fomos pelo caminho beirando o Titicaca e voltamos ao lado sul por um caminho que seguia por cima da Islã. Bom que tivemos uma visão geral do lugar e ambos os caminhos nos proporciona paisagens inesquecíveis.
De volta ao hostel tomamos uma das piores limonadas da minha vida. Logo pegamos o caminho de volta a Copacabana. Enquanto Aguardávamos o barco resolvemos comer um lanche. Pão com Ovo, Queijo e Tomate... Ficamos uma farofada só naquele barquinho, mas foi engraçado =P...
P.S. Ainda bem que ninguém passou mal... ::hahaha::


Chegamos em Copacabana e pra descer do barco é tenso, naquela. Uma plataforma estreita de madeira, instável e frágil ao mesmo tempo. O coitado do Álvaro quase caiu. Quando olhei ele estava mais branco do que eu ::lol4:: só nos restou boas risadas =). ::tchann:: Ok, vamos procurar agencia de bus para La Paz, entramos em uma e a mulher falou o valor e disse que estava saindo... literalmente saindo. E tinha exatamente 4 lugares no bus... então chicos...correeeeeeeeeee chegamos no local onde partiria o bus e não encontramos o bus mas o motorista nos achou (sei lá como). Bus já estava ligado com todos passageiros a bordo, só nos esperando... O caminho até La Paz passou mto rápido. Pelo caminho o bus passa em alguns lugares sombrios, por uma balsa e uns caminhos mto louco... Nem sei quantas horas de viagem, mas estávamos tão cansados, porem como ainda estávamos extasiados nem vimos a hora passar. Quando menos esperávamos chegamos em algum buraco de La Paz. Literalmente um burraco, com nome e tudo. “CEMITERIO”.

Manooooooooooooooooooooo que lugar zuado, mas beleza... pegamos um táxi e partimos para o Loki Hostel.
Chegando lá ficamos em um quarto compartilhado para 9 pessoas, arrumamos algumas coisas, tomamos banho, saímos pra jantar e logo fomos conhecer o tão famoso bar do Loki... Não pegamos nenhum dia que esse bar bombo, mas é bacana, da pra interagir com a galera.

Hostel: Loki
Endereço: Calle Loayza Nº420
Site: http://www.lokihostel.com/en/la-paz" onclick="window.open(this.href);return false;

28 e 29 de agosto - La Paz

Como sempre acordamos cedo e fomos atrás das agências para fazer algum passeio. A principio faríamos Chacaltaya e Tiahuanaco mas na hora bateu um desanimo. Os lugares, os horários que não batiam. Aquilo que planejamos no roteiro já não nos encatava mas continuamos a procurar uma agencia. No sobe e desce entre as ruas de La Paz es que encontramos o Japa... ele mesmo (O Ultimo Samurai Noia) tiramos umas fotos com ele e voltamos ao Loki para trocar de quarto. Conseguimos um quarto só pra gente. Almoçamos e fomos novamente procurar algum tour. Es que entramos na agencia de um cara que foi indicação de um Brasileiro que conhecemos no bar do loki. Ele nos apresentou o Pico Áustria (5270 metros) e de cara ficamos com receio de não conseguir subir a montanha. Já estávamos na merda mesmo, entã demorou... vamos subir essa montanha =D. Cíntia e Álvaro aproveitaram pra fechar outros tour com esse cara. Uma boa agencia. O cara explica tudo nos mínimos detalhes e te passa confiança no serviço que oferece. Tours fechados, Álvaro volta para o hostel, Cíntia vai pra um lado e eu e meu brother fomos fazer algumas compras.
Não demorou mto e os 4 já estávamos unidos novamente. Nos encontramos no hostel e saímos para janta e depois.... bar do Loki =)... Tomamos algumas brejas e logo fomos dormi, afinal, no dia seguinte enfrentaríamos uma considerável alta montanha. lol


Por volta das 7:30 passaram para pegar a gente, fomos até a agencia para pegar alguns equipamentos, pensamos que ia uma galera mais não, era nos 4 e o guia. Pegamos bastões de trekking e o Álvaro pegou bota e estávamos pronto para ir.
Paramos em algum lugar de La Paz para o guia compra nosso almoço a gente tomar um café. Daquele ponto até a base do ciclo de montanhas Condoriri são mais ou menos 2 horas.

Imagem


Começamos a subida em um ritmo bom, porém, pouco a pouco a altitude foi tomando todas as nossas forças. Conforme sobe a tendência é pioraras e cada pausa era uma alivio e cada retomada uma tortura... Embora não tenha preparo físico para esse tipo de atividade, o que mais pega é a falta de ar por causa da altitude... Em meio a muitas pausas e agora faltando uma hora pro cume fizemos uma pausa um pouco maior, neste momento me joguei no chão e lembro do céu, azul, azul. Não tava aguentando mais, puxava ar e não vinha, meu joelho começava a doer. Nesse momento o guia chamou para continuar e eu pedi mais um minuto.. foi então que peguei o celular, liguei o mp3 e partimos.

Nesse momento me desliguei do mundo e das pessoas que estavam em minha volta. Firmei um objetivo e comecei a caminhar no meu ritmo. Não é que deu certo? ::tchann:: Depois de 4 horas de subida chegamos ao cume do pico Áustria, Primeiro Álvaro, depois Eu, Cíntia e Brother, nos cumprimentamos felizes da vida e por um momento em silencio total curtimos aquele visual. Mas depois foi só festa =)... Tiramos nossa amada bandeira do Brasil da mochila e sacamos algumas fotos, (como um agradecimentos ao nosso guia, presenteamos ele com nossa Bandeira kkkkkkkkk =) e logo em seguida começamos a descida.
Enganasse quem pensa que pra descer todo santo ajuda. O joelho vai pro saco fácil e as dores começam a ser constante.
Depois de uma hora de descida paramos para o almoço. Conversando sobre a subida percebemos um pensamento em comum. Todos pensaram em desistir desde antes da metade do caminho, mas como quando “ta junto ta junto”, um levou o outro até o cume e isso é mto gratificante. =)

Imagem


3 horas depois do começo da descida, finalmente chegamos a van que nos levaria de volta a civilização e nosso lar. Chegamos no Loki e cada um foi pra um banheiro. Alias, vale ressaltar que o Loki tem uma ótima infra-estrutura. Logo em seguida saímos pra comer (Burgue King). Es que surgiu o apelido do Álvaro, King... He’s the king... porque???? Segredo kkkkkkkkkkk
Algo ainda não mencionado é que esse mesmo dia era niver do meu brother, então depois do BK fomos comemora o niver dele no bar do loki... Um misturada só de bebida... até folha de coca rolou no meio da pinga, mas graças a Deus todos sobreviveram ao porre na altitude =P...
No dia seguinte eu e meu irmão iríamos compra as passagens pra Sta Cruz, Cíntia iria fazer o Down Hill e o Álvaro iria sumbiza por La Paz... infelizmente estava chegando a hora de cada um seguir pro seu lado!


30, 31 de agosto e 1 setembro – Lapaz x Sta Cruz.

Volta para a casa!
Passamos o dia fazendo compras pela cidade e esperando a hora de parti. Por volta das 18 horas nos despedimos do Álvaro e partiríamos pra Sta Cruz. Uma longa viagem que vai do frio da Patagônia ao calor do Afeganistão. O espertão aqui levou apenas uma blusa de frio e a noite passei mto, mais mto frio. Porem quando começou a amanhecer, o frio foi sendo tomado por um calor insuportável. As 17 horas de viagem de La Paz a Sta Cruz são tensas por causa do clima, mas nada de mais por conta do que já tínhamos vivido.
Chegamos a rodoviária de Sta Cruz achamos uma ducha e tomamos banho de água chegada no subsolo. Sem brincadeira, cena digna de The Walking Dead... Sinistro o lugar, mas o banho gelado ajudou e mto se recompor.
Agora pegamos nosso ultimo táxi. Este tinha como destino aeroporto de Viru Viru.
Chegamos no aeroporto por volta de 14:00 e nosso vôo só sairia as 4:30 da manha... kkkkk mais uma noite de sono no aeroporto. Nesse intervalo conhecemos alguns Brasileiros que por acaso estava naquele tal grupo... enfim... fizemos a hora passar e és que chega o momento de volta pra casa.

.


Dicas antes da viagem:

Seguro viagem: Nós não fizemos, mais recomendo.
CheckUp: Se tiver convênio médico o ideal e passar por algumas consultas e exames simples que garanta uma viajem mais tranquila.
Medicação: Não passou no médico? Procure alguém que atue na área da saúde para te ajudar a fazer um kit com alguns medicamentos, pode ser útil.
Mochila: Pesquise bastante e encontre uma com bom custo benefício. Vá até a loja e experimente a mesma nas costas. Quanto mais conforto melhor. =)
Roupas: Pesquise o clima do lugar que ira visitar, leve somente o necessário.

Dicas na viagem:

Táxi: Pesquise, pesquise e pesquise. Agencias de viagem e gente querendo te enganar está cheio por ai, então feche seus passeios com quem te passar confiança. Ter noção dos preços dos passeios é fundamental.
Empresa de ônibus: Pesquise, pesquise e pesquise. No final, feche com que te passe confiança (mas adianto que vai tbm vai precisar de sorte).
Empresa aérea: Ida e Volta pelo mesmo lugar é sempre mais barato.
Salar de Uyuni: Os 3 dias, sem mais!
Canyon del Coca: Não tem preparo físico? Tenta, se for preciso suba de mula... Na minha opinião vale mais a pena o treeking do que o passeio turístico.
Valle Sagrado: Reserve ao menos 3 dias para esses passeios, a história dos Inca é incrível.
Machu Pichu: Se possível, passe o dia inteiro lá. Não faça como nos que tivemos apenas metade de um dia...
Água: Compre sempre lacrada e evite tomar água de torneira.
Calculadora: Sempre em mãos pode ser uma ferramenta para não ser enganado.
Doleira: Recomendo e cuidado na hora de tirar dinheiro em espaços públicos.
Segurança: Espalhe dinheiro pelo corpo e mochilas, sempre de olho a que está do seu lado e atrás.

Top 5 perguntas mais freqüentes:

Com que roupa eu vou?
R: Eu te pergunto, vai em que época do ano? Depois do roteiro pesquise sobre o clima e calcule o número de dias que ficara na cidade ou no país. Por via das dúvidas tenha sempre o sistema de 3 camadas, segunda pele, fleece e corta vento... São roupas que valem a pena investir e que com certeza ao menos um dia será usada, principalmente se for para o salar no caso dessa trip.
Botas - se for fazer trilhas ou com intenções de subir montanha, vale a pena.. caso contrario, um bom tênis está otimo
É seguro viajar sozinho?
R: Você pode sair da sua casa nesse momento e ser assaltado na rua e assim vai ser na viagem, independendo de com quem está e onde está tudo pode acontecer... Se vc estiver com uma peça de roupa do Brasil, pode ter certeza que sozinho não ficara =P rs
Cartão ou dinheiro? Dólar ou Real?
R: Cartão, mais segurança o problema é se a maquina engolir seu cartão... e o problema do dinheiro é ser assaltado e levarem tudo. Solução? Dividir em meio a meio..
Dólar ta auto? Vai de real! Dólar ta baixo? Vai de dólar.
Como é o transporte?
R: Bolívia, péssimo. Chile e bom e Peru não deixa a desejar. Não falo outra língua eu consigo me virar?
Não falo outro língua eu consigo me virar?
R: Hola chicos , ¿como estas? Particularmente eu falava mais português do que qualquer outra língua, da pra se virar sim...

Outras informações:

Passaporte: Para viagem pelo países do Mercosul não é obrigado o passaporte e tão pouco visto. Apenas um RG recente e está ótimo. Caso pretenda futuras viagens é bom já tirar =)
Carteira internacional de Vacinação: Em certos momentos da viagem a carteira de vacinação pode ser exigido como também não precise... por via das dúvidas, tenha a carteira com as vacinas atualizadas até mesmo pensando em sua própria saúde.
Comprovantes de entrada e saída do país: Para os marinheiros de primeira viagem, toda vez que for entrar e sair de um país se deve preencher um formulário no qual devera guarda o protocolo carimbado pela imigração.


Tá planejando seu mochilão? Além dos relatos esses tópicos podem te ajudar!
Visa Travel: visa-travel-money-perguntas-e-respostas-t44074.html" onclick="window.open(this.href);return false;
Salar de Uyuni - Outros Assuntos: salar-de-uyuni-outros-assuntos-t62123-105.html" onclick="window.open(this.href);return false;
Compras na Bolívia: compras-na-bolivia-t23864.html" onclick="window.open(this.href);return false;
Deserto de Atacama Perguntas e Respostas: deserto-do-atacama-perguntas-e-respostas-t7417.html" onclick="window.open(this.href);return false;
Cusco e Valle Sagrado: cusco-e-valle-sagrado-perguntas-e-respostas-t29879.html" onclick="window.open(this.href);return false;
Como se vestir-se em locais frios: como-vestir-se-em-locais-frios-sistema-de-camadas-anorak-fleece-underwear-t32962.html" onclick="window.open(this.href);return false;
Mal de Altitude / Soroche: soroche-mal-de-altura-ou-mal-da-altitude-t24338.html" onclick="window.open(this.href);return false;



Pra quem gosta de sonhar... sonhe, mas não deixe se iludir... Tudo o que foi relatado acima é muito mais do que se pode imaginar. Se quer ter a certeza? Planeje-se, sonhe e corra atrás para fazer acontecer! Esta ai o pessoal que já fizeram esta trip e não me deixa mentir. #Vamos viver nossos sonhos, temos tão pouco tempo.

Grande abraço a todos,
Bons ventos.
Eduardo!
Editado pela última vez por _Umpdy em 13 Mai 2013, 16:34, em um total de 5 vezes.

#780259 por GUILHERME TOSETTO
21 Nov 2012, 07:26
Cara, sensacional!!!! ::otemo:: ::otemo:: ::otemo::
Muito bom mesmo!!!!
Parabéns a vocês dois, seus malucos!!!! ::lol4:: ::lol4::
Depois disso , as trilhas que a gente faz por aqui serão muito sem graça pra vocês, né... :(

Abração!!!
#780325 por Mak
21 Nov 2012, 10:22
I'm brother =D
Parabéns pelo relado Dudu...Voltaremos pra subir o Huayna Potosi ::otemo::

Minha contribuição para seu relato:
Fotos - https://plus.google.com/u/0/photos/1034 ... 375/albums
Editado pela última vez por Mak em 22 Nov 2012, 11:36, em um total de 1 vez.
#780539 por barbaraleitao
21 Nov 2012, 20:19
To lendo teu relato ainda.. mas gostando muito! Me sinto viajando junto!!
#780609 por _Umpdy
21 Nov 2012, 23:11
GUILHERME TOSETTO escreveu:Cara, sensacional!!!! ::otemo:: ::otemo:: ::otemo::
Muito bom mesmo!!!!
Parabéns a vocês dois, seus malucos!!!! ::lol4:: ::lol4::
Depois disso , as trilhas que a gente faz por aqui serão muito sem graça pra vocês, né... :(

Abração!!!


Gui, em pensar que no começo do ano tava pesquisando as primeiras coisas a ser comprada e você influenciou na compra da bota. ::lol4::
O legal não é a trilha em sí e sim as companhias, to meio afastado por causa do tempo corrido.. e se sabe como é. ::cool::
Valeu!

Mak escreveu:I'm brother =D
Parabéns pelo relado Dudu...Voltaremos pra subir o Huayna Potosi ::otemo::

Minha contribuição para seu relato:
Fotos - https://plus.google.com/u/0/photos/1034 ... 375/albums


Valeu brother e voltaremos sim. ::otemo::

pdavid escreveu:Fazia tempo que um relato não me provocava uma saudade tão grande da viagem que fiz com minha esposa e mais 2 amigas em 2011!!
Viajei de novo!!
Parabéns cara!!


Como é boa essa sensação! Enquanto fazia o relato me diverti relembrando as histórias.
Ah, antes do mochilão, viajei em seu relato... sua busca a realizar um sonho, embora hoje tentamos descrever o que é Machu Pichu, não dá.. falta palavras para descreve aquele lugar.
Muito obrigado pelas palavras!

MariaEmilia escreveu:Olá,

Muito bom o relato.

::lol4:: ::lol4:: ::lol4::

Parabéns pela trip.

::otemo:: ::otemo::

Maria Emilia


Maria, muito obrigado! ::otemo::

barbaraleitao escreveu:To lendo teu relato ainda.. mas gostando muito! Me sinto viajando junto!!


Que bom Barbara, qualquer coisa só perguntar. ::otemo::
#780945 por _Umpdy
23 Nov 2012, 00:43
Aletucs escreveu:ow, deu lumbriga aqui de vontade de voltar pra lá, uahuahuahau, mas agora já to ficando mais tranquilo que falta menos de um mês. o duro é pensar em tudo que tenho pra fazer até lá. valeu o relato. Qual o cambio do dólar por soles em cusco vc pegou?


Voltar, quem sabe um dia. ::hahaha:: rs

1 dólar = 2,61 soles.

Boa sorte com o retorno,
Abraços.
#781712 por juliodesouza
25 Nov 2012, 23:39
Olá, tudo bem?
Parabens pelo relato, ficou muito bom!
Esou montando o meu roteiro pra uma viagem muito parecida e estou com uma duvida:

Vou chegar em Arequipa mais ou menos 19:00 - 20:00 da noite, vc acha que dá pra fechar algum Tour pro Canyon Del Colca ainda nesse dia pra já aproveitar e partir pra esse passeio no dia seguinte? Foi facil achar as agencias pra essa finalidade?

Obrigado pela atenção!
#781727 por _Umpdy
26 Nov 2012, 00:45
juliodesouza escreveu:Olá, tudo bem?
Parabens pelo relato, ficou muito bom!
Esou montando o meu roteiro pra uma viagem muito parecida e estou com uma duvida:

Vou chegar em Arequipa mais ou menos 19:00 - 20:00 da noite, vc acha que dá pra fechar algum Tour pro Canyon Del Colca ainda nesse dia pra já aproveitar e partir pra esse passeio no dia seguinte? Foi facil achar as agencias pra essa finalidade?

Obrigado pela atenção!


Eai, Julio! Obrigado.

Chega em Arequipa e já parti para a Plaza de Armas, em volta da plaza o que mais vai ter são agências! Devido o horário não tem como garantir, primeiro o horário que dependendo já pode estar fechados as agências, segundo que as vagas podem estar preenchidas. Porém, pode contar com a sorte e pegar aquela última vaga e quem sabe com o valor abaixo. ::otemo:: Sugiro deixar um dia a mais em Arequipa. Além do mais, imprevistos acontecem.

Abraços.

wzerocoul escreveu:Ótimo relato meu brother.. E foi um prazer em conhecer você e seu irmão nesse mochilão!! :D foi muito bom!! vlw mesmo!!


Prazer foi nosso mano! Histórias que vão ficar para sempre!

Potosí, potosí a sale. ::lol4:: ::lol4::

Abraços.
#782059 por _Umpdy
26 Nov 2012, 23:09
AlemãoSP escreveu:Estou lendo seu relato ainda não terminei,

tenho uma pergunta, o que você me aconselha levar (roupa) para usar no salar ? Li que é frio demais.


Eai, Alemão!

O sistema de camadas acho fundamental, segue o tópico: como-vestir-se-em-locais-frios-sistema-de-camadas-anorak-fleece-underwear-t32962.html

Só o sistema de camada vai adiantar? Não, não vai! Nós usamos todas as roupas de frio que tinhamos na mochila enquanto estava no salar.

Durante o dia, uma blusa de frio ou um corta vento dá conta.. o problema é a noite! No caso da empresa que fechamos Colque Tour, eles alugam saco de dormir. Foi o que fizemos, na primeira noite chegamos a passar calor, já na segunda noite foi tranquilo mas quando acordamos de madrugada para ir para o Geyrses ai sim passamos um frio que nem todas as blusas que tinhamos dava conta. ::lol4::

Além do sistema de 3 camadas, levamos uma blusa de frio de lãn e mais uma Jaqueta! Surgiro o mesmo, e se possivél alugar o saco de dormir. Antes passar calor, do que frio.

Grande abraço e boa sorte com a trip. ::otemo::
#783210 por raffaelfellipe
29 Nov 2012, 21:07
Cara, to me preparando para fazer este roteiro a partir de 1 de abril de 2013 e suas dias estão sendo de grande importância.
Beleza de relato.
Valew....


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 12 visitantes