Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul
#1213712 por Maryana Teles
29 Ago 2016, 13:17
Paulinha.Lima16 escreveu:Amandooooooooo seu relato!
Estou me programando para ir em Abril de 2017.
A principio terei apenas 15 dias e vou focar no Peru, mas ainda nao comprei passagens.
Atualmente o melhor preco que vi esta em R$1800,00 aereo completo (BH/LIMA/AREQUIPA/CUSCOBH) confesso que estou quase comprando, porque assim posso fechar logo os passeios, ou melhor pesquisar mais e viajar na viagem das outras pessoas ate chegar minha vez rsrs.
A principio irei sozinha, mas estou me jogando nesta ideia e sem medo de ser feliz, e nao tem idade para ser mochileiro/a ne? rsrs
Eu comecei a viajar mais tarde, depois que morei 10 anos na Australia... algo dentro de mim acordou e agora quero aprender, a relatos como estes inclusive sobre oque levar/quantidades me ajudam muito. Eu sempre levo 4 x o necessario sabe... rsrs
Hoje fiquei super feliz comprei minha mochila da Quechua de 50L e tambem uma jaqueta 3 em 1 da mesma marca...

Estou acompanhando suas dicas e se puder ajudar, acha que espero mais um pouco para comprar a passagem ou meto bala semana que vem?

Obrigada um milhao de vezes e muitas viagens para voce!


Oi Paulinha! Sou ansiosa que nem você! Como vc só vai em abril eu esperaria mais um pouco.

Você não vai fechar nenhum passeio agora. A maioria dos passeios você fecha na hora ou no dia anterior durante a viagem mesmo.

Eu paguei na minha 1.843,00 porque comprei um mês antes, mas o Rodrigo pagou 600,00 na dele numa promoção que teve.

Coloca um deadline, tipo até meados de Outubro ou início de Novembro vc compra. A parad é pesquisar no skyscanner e colocar alertas pras datas que vc ta pensando em ir, porque todo dia ele te manda um email dizendo se o preço subiu ou desceu.

Boa sorte negaaaaa! ::otemo::

#1213713 por Maryana Teles
29 Ago 2016, 13:18
Rabisco escreveu:NUM SOME NÃO, CARAAAAAAAAAA



CARAAAAAAA! Foi mal! Volteiiii pra sua felicidade!

Tava atoladona com as Olimpíadas! Precisava de uma graninha extra pra próxima viagem hhahahahahahaha ::lol4::

Volto hoje, JURO!

Bjs
#1213716 por rodrigovix
29 Ago 2016, 13:30
Posta mais, posta mais, posta mais! :D

Foi pras olimpíadas? Também tava lá. Loucura total. Muito bom. Acabou que por isso viagem internacional ficou pro ano que vem rs. Quase gastei mais do que gastei na viagem do ano passado, tá louco hahaha.
#1213746 por Maryana Teles
29 Ago 2016, 15:30
rodrigovix escreveu:Posta mais, posta mais, posta mais! :D

Foi pras olimpíadas? Também tava lá. Loucura total. Muito bom. Acabou que por isso viagem internacional ficou pro ano que vem rs. Quase gastei mais do que gastei na viagem do ano passado, tá louco hahaha.


Falaaaaa Rodrigão! Poww trabalhei pra adidas! Foi muito bom!!!!

Minha próxima viagem vai ser curtinha, mas já to querendo! Vou pra Barcelona comemorar o niver de 30 anos do boyfriend!

Depois tô pensando em fazer alguma viagem de inverno... rs
#1213752 por Maryana Teles
29 Ago 2016, 15:54
CAP.7: As Piedras Rojas, as Lagunas Altiplânicas e o Salar de Atacama

IMG_0837.jpg
IMG_0837.jpg (4.42 MiB) Exibido 712 vezes


06/04/2016

[Você pode ler esse relato ao som de Sugar] (https://www.youtube.com/watch?v=09R8_2nJtjg)

2º dia: Piedras Rojas, Lagunas Altiplânicas (Miscanti e Miñique), Salar do Atacama e Laguna Chaxa

O dia começou cedinho como de praxe! Eu acordava sempre 1 hora mais cedo que todo mundo, pra dar aquela viçadinha (não sei se escreve assim, só sei que uso essa palavra direto, então, acostumem-se) básica na internet e aproveitar pra dar um “oi” pro boyfriend, né?

Como meus companheiros de viagem adoravam uma cama, eles se embalavam sempre num sono profundo e a missão de acordá-los ficava sempre comigo! Às 6:30 da manhã acordei a galera e todo mundo já tinha tudo separado pra se arrumar, faltava só dar uma última conferida nas mochilas de ataque (água, biscoitos, protetor solar, gorro, câmeras, baterias) e esperar a van vir nos buscar às 7:00.

Uma coisa importante: SPA é bem quente, tipo uma filial do inferno (rs), mas não se enganem! Durante os passeios bate um vento do mal vindo do sudoeste (mentira nem sei da onde vem, só sei que é frio hahahaha), então, leve sempre um casaco quentinho e outro normal (tipo corta vento), porque aí a parada é deixar o casacão sempre na van e se fizer frio tu pega. Melhor do que fazer que nem eu: Ir só com o casaquinho crente crente que ia abalar nas fotos e passar frio!

Não se preocupem com o café da manhã e com o almoço, pois todos os passeios do Atacama tem isso incluído (pelo menos todos que fizemos rs). O trajeto é bem longo, entre idas e vindas percorremos algo em torno de 260 km. Nosso dia foi mais ou menos assim: Saímos às 7:00 e retornamos lá pelas 16:30.

Caraaaaa! Pausa pra um adendo: O guia desse dia foi SENSACIONAL! Sério! Pensa numa pessoa divertida, animada, de bem com a vida, que ama o que faz e que tem o maior prazer de fazer o seu passeio inesquecível, esse era o Daniel! Gente, o cara não só explicava tudo muito bem, como fazia piadas e ainda tirava altas fotos, sem você nem ter que pedir. Ele mesmo já te posicionava no ângulo e bang! Foto foda pra caralh*! No final, até dei uma gorjeta pra ele (300 pesos), porque fiquei tão in love com o serviço dele que achei que ele merecia! BEIJO DANIEL! ::love::

Continuando... Daniel foi nos buscar lá no nosso hostel e nos explicou que iríamos fazer uma parada rápida (20 minutinhos) no povoado de Toconao pra gente conhecer um pouco da história atacameña e depois iríamos na Laguna Chaxa pra ver os flamingos. Paramos numa praça super charmorsinha que tem uma igrejinha antiga, cuja a torre é datada do século XVIII e ainda mantém elementos originais da sua construção.

Nossa segunda parada foi o Salar do Atacama e a Laguna Chaxa, ambos fazem parte Reserva Nacional Los Flamencos (assim como as Lagunas Altiplanicas, o Salar de Tara, o Valle de la Luna, etc), uma área protegida pelo governo chileno. A Laguna Chaxa é um dos melhores lugares para se observar as diversas espécies de flamingos, mas você precisa dar sorte, porque nós conseguimos ver pouquíssimos e o que estava mais próximo da gente tava com a cabeça enfiada na água parecendo um avestruz, não tirava a cabeça pra fora nunca!

Pagamos uma taxa de 2.500 pesos na entrada do Parque (aqui não tem desconto para estudante) e o Daniel nos dirigiu para uma sala com diversas fotos e nos deu uma breve, mas profunda explicação de como o Atacama foi formado, quais são as espécies de animais que podemos encontrar lá, nos contou algumas curiosidades sobre os flamingos, exemplo: Você sabia que os flamingos só têm um companheiro pra vida toda e quem cuida dos bebês são os flamingos mais jovens e não os próprios pais?

Depois do momento Telecurso 2000, seguimos um caminho de pedra admirando a beleza daquele lugar! Genteee que coisa linda! Ficamos um tempo tirando fotos e esperando o bendito flamingo levantar a cabeça, mas acho que a parada debaixo d’água tava mais interessante (aparentemente eles estava comendo)! Rs

IMG_6863.JPG
IMG_6863.JPG (2.82 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6885.JPG
IMG_6885.JPG (3.01 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6874.JPG
IMG_6874.JPG (2.87 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_0696.jpg
IMG_0696.jpg (2.32 MiB) Exibido 712 vezes


Seguimos direto para Socaire, um outro povoado da região - a gente tava morrendo de fome, já eram 10:00. Lá paramos para tomar o café da manhã e depois descobrimos que também era a parada do almoço. Nosso desayuno foi maravilhoso, nos empanturramos de pão com ovo, geleia, manteiga, chá e café (tava bem ruim, mas ok). Depois de abastecidos (rs), seguimos viagem para a parada mais linda do passeio.

Daniel ia nos contando algumas histórias do Atacama durante o percurso até as Piedras Rojas. E, ele criou um jogo que era: Grite “ANIMAL” se você ver qualquer animal ao longo do caminho. E aí foi mó zoeira. Nego começava a gritar e dependendo do animal, Daniel pedia pro motorista parar pra gente descer da van e fazer umas fotos!

Antes de chegarmos às Piedras Rojas, fizemos uma parada linda no meio da estrada pra tirar fotos com um vulcão atrás (não lembro o nome, #foimal), mas só sei que as fotos ficaram iradas e ainda deu pra tirar aquelas fotos clássicas sentada no meio na estrada com mó visual atrás, sabe?

Enfim, continuamos a viagem e adivinhem? Daniel começou a gritar ANIMAL, ANIMAL e nego que nem doido procurando o bendito animal, até que Daniel diz que viu um coelho verde! Aí geral: Ah! Ta bom! Valeu! Coelho verde... Uhum! Rapaz! Não é que existe um coelho verde mesmo?

Daniel pediu pro motorista parar a van e geral desceu devagarzinho pra não assustar o coelho e bang! O coelho tava lá, lindo e belo saltitando esbanjando sua beleza verde pelo Atacama. Hahahaha Fiquem atentos aos animais é cada um mais lindo que a outro!

IMG_6910.JPG
IMG_6910.JPG (3.47 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6914.JPG
IMG_6914.JPG (2.7 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6917.JPG
IMG_6917.JPG (3.21 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6934.JPG
IMG_6934.JPG (2.73 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6930.JPG
IMG_6930.JPG (2.78 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6935.JPG
IMG_6935.JPG (3.12 MiB) Exibido 712 vezes


Agora sim! Chegamos às Piedras Rojas e foi paixão à primeira vista! Que lugar incrível, que paisagem foda, que vontade de nunca mais voltar pra casa! Hahahahaha

Fomos andando meio que extasiados com a beleza do lugar e não sabíamos pra onde olhar primeiro de tanta coisa linda junta! As pedras são vermelhas mesmo (eu diria marrom avermelhado, mas não gosto de ser do contra rs), devido à concentração de ferro oxidado oriundo das erupções dos vulcões ao redor. Depois que você caminha um pouco você se depara com uma laguna de água verde claro com umas montanhas de fundo! É SURREAL DE LINDO! Aí seguindo mais um pouco para a direita, você encontra um cenário perfeito: as Piedras Rojas, a laguna de água verde claro e um vulcão ao fundo, tudo isso a 4.000 metros de altutude! É foda demais!

Obs: Não deixe de incluir as Piedras Rojas no seu roteiro, porque é simplesmente de outro mundo a beleza desse lugar!

Depois de muitas fotos e uma gratidão imensa por ter contemplado uma paisagem dessa, era hora de conhecer as famosas Lagunas Altiplânicas, que são: Laguna Miscanti e a Laguna Miñique (elas levam os mesmos nomes das montanhas que foram formadas (degelo).

IMG_0753.jpg
IMG_0753.jpg (1.94 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_0823.jpg
IMG_0823.jpg (1.67 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_6964.JPG
IMG_6964.JPG (2.27 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_0783.jpg
IMG_0783.jpg (1.6 MiB) Exibido 712 vezes


Pagamos uma taxa de entrada de 3.000 pesos preço normal e 2.500 pesos pra estudante. Lembrando que todas essas taxas não estão inclusas do pacote que fechamos na agência. Então, não esqueça de levar a carteira/dinheiro pros passeios, hein!

Caracaaaaa! Outro paraíso na Terra! É cada lugar mais bonito que o outro. É surpreendente ver como somos sortudos de poder viajar e ver paisagens como essa de pertinho, ao vivo e a cores!

Tiramos altas fotos nas duas lagunas e ficou uma sensação de paz e tranquilidade no peito que só por isso o passeio já valeu a pena!

Obs: Você precisa andar dentro do local estipulado pelos guardinhas do lugar. Eles fizeram um caminho todo bonitinho com pedrinhas e tal pra evitar que os turistas saíssem destruindo tudo. Então, é muito importante que você se mantenha dentro desse caminho, pra que não leve uma advertência e seja convidado a se retirar do local! Eles levam a preservação ambiental muito a sério lá!

Já tava na hora do almoço e chegou a hora de retornarmos pra Socaire. Lá no restaurante, o Daniel dos apresentou todas as opções de pratos e recolheu os pedidos. Tinham duas opções de sopa pra entrada (vegetais e macarrão com feijão – as duas estavam sensacionais) e três ou quatro opções de pratos principais. A maioria dos pratos vinha com pimenta e eu sou intolerante à pimenta, então, só me restou a opção vegetariana de omelete de quinoa que tava um delícia! A galera disse que os outros pratos tavam bem apimentados!

Depois de geral encher o bucho, o Daniel disse pra todos irem ao banheiro logo porque a próxima parada seria já em San Pedro de Atacama. Chegamos por volta das 16:30 e fomos direto pra rodoviária na Turbus comprar nossas passagens pra Arica (sairíamos no dia seguinte 08/4 às 21:30 direto pra Arica, sem parar em Calama como a maioria dos mochileiros faz). Pagamos 25.800 por um assento semi-leito, mas foi super tranquilo.

Dica: Se você está viajando de ônibus, a primeira coisa que deve fazer quando chegar numa nova cidade é comprar sua passagem pra próxima cidade pra não correr o risco de ter lotação ou preços mais altos.

Por exemplo: Nós deixamos pra comprar nossa passagem pra Arica um dia antes da viagem e além de não conseguirmos ir no ônibus das 19:30 (como queríamos), ainda pagamos mais caro por serem as últimas passagens das 21:30. A diferença de preço de quem comprou um dia antes da gente pro mesmo ônibus que pegaríamos foi de 5.300 pesos!

Dica 2: Pegue o ônibus direto pra Arica, sem parar em Calama – Não tem nada pra fazer em Calama e você perde tempo de bobeira na baldeação e ainda tem a possibilidade de não achar o ônibus, já que as informações nas rodoviárias não são as melhores.

2015_0101_050858_019.JPG
2015_0101_050858_019.JPG (3.79 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_0891.jpg
IMG_0891.jpg (2.14 MiB) Exibido 712 vezes


IMG_0924.jpg
IMG_0924.jpg (302.93 KiB) Exibido 712 vezes


Voltamos pro hostel e o Arthur o Vitor já estavam arrumando os mochilões deles pra partirem. O roteiro deles estava mais curto que o nosso e eles não teriam 3 dias pro Atacama. Decidimos jantar todos juntos como forma de despedida e fomos andando até a cidade pra comer naqueles restaurantes baratinhos atrás do Mercado Central. Eu e Elisa dividimos uma empanada (acho que não era esse nome, mas era o mesmo gosto rs) e pagamos 800 pesos cada.

Terminamos o jantar, nos despedimos dos nossos parceiros de viagem (que fizeram muita falta) e fomos dar a última volta pela cidade pro Vagner comprar um carregador de pilhas, já que ele fritou o dele colocando um carregador de 110v numa tomada de 220v. rs

Eu aproveitei pra comprar meus postais por 500 pesos (eu coleciono postais de todos os lugares que viajo). Demos mais umas voltinhas pela cidade e acabamos decidindo trocar mais 8,00 dólares (just in case) o que nos deu uma bolada de 5.360 pesos (fico boba com esse câmbio hahahaha), compramos mais uma água pro dia seguinte (500 pesos) e depois disso fomos descansar porque teríamos mais um passeio cedinho no dia seguinte para o Salar de Tara. Nosso último dia no Atacama! :cry:

SALDO DO DIA:
- 2.500 pesos – Entrada Salar de Atacama
- 2.500 pesos – Entrada Lagunas Altiplânicas
- 300 pesos – Gorjeta Daniel
- 25.800 pesos – Ônibus Turbus | SPA X Arica
- 800 pesos – Jantar
- 500 pesos – Postais
- 500 pesos – Água
* Trocamos 8,00 dólares = 5.360 pesos (cotação de 670 pesos por dólar)

TOTAL: 32.900 pesos

PRÓXIMO CAPÍTULO: [CAP.8] O Salar de Tara e a despedida do Atacama

Se você tá curtindo meu relato, me segue lá no IG @vidamochileira que tem um monte de dicas legais também e dá uma passadinha no meu blog, tem um montão de coisas legais por lá e muito mais vindo aí!
#1214024 por Rabisco
30 Ago 2016, 16:59
Olha eeeeeeela, voltou!

Isso aí, cara. Seu relato tá fodástico demais.

E eu aqui morto de vontade de viajar, programando "micro-viagens" pra ver se o tempo passa mais rápido.

Então, ouvi dizer que em SPA não é dos melhores locais pra quarto de casal, procede?
No Hostel que você ficou tinha essa opção? quanto custava?
#1214233 por Maryana Teles
31 Ago 2016, 12:07
Rabisco escreveu:Olha eeeeeeela, voltou!

Isso aí, cara. Seu relato tá fodástico demais.

E eu aqui morto de vontade de viajar, programando "micro-viagens" pra ver se o tempo passa mais rápido.

Então, ouvi dizer que em SPA não é dos melhores locais pra quarto de casal, procede?
No Hostel que você ficou tinha essa opção? quanto custava?


Não sei sobre isso! Talvez seja difícil você conseguir quarto de casal em hostel, mas se você procurar em hotel talvez consiga.

Onde eu fiquei a gente dividia a cozinha com gatos e lutávamos pra não entrar gato no quarto, então essa opção de hostel com certeza não tem quarto pra casal!

Eu aconselharia a se aventurar em quarto coletivo em SPA e deixar pra 'namorar' nas outras cidades. Esse é aquele tipo de viagem que você tem que cagar baldes no conforto e coisas de casal. hahahahaha

Viajamos com um casal que só conseguiu ficar duas ou três noites em quarto privado o resto foi tudo no quarto coletivo mesmo! ::lol4::
#1214239 por mercadante
31 Ago 2016, 12:28
Rabisco escreveu:Olha eeeeeeela, voltou!

Isso aí, cara. Seu relato tá fodástico demais.

E eu aqui morto de vontade de viajar, programando "micro-viagens" pra ver se o tempo passa mais rápido.

Então, ouvi dizer que em SPA não é dos melhores locais pra quarto de casal, procede?
No Hostel que você ficou tinha essa opção? quanto custava?


Dá uma olhada no http://www.hostelworld.com e no http://www.booking.com que da pra ter uma ideia das hospedagens que possuem quartos privados e os preços. O bom desses sites é que dão notas para os estabelecimentos e também tem as reviews da galera que se hospedou...já dá pra ter uma noção bem boa do que esperar. ::otemo:: ::otemo::

PS: Mals por me intrometer eheheheh

Aliás, aproveitando a brecha...

Maryana, como você mesma disse, você levou a GoPobre ::lol4:: ::lol4:: vale a pena esse investimento? Pelo o que andei lendo a bateria não dura muito...cerca de 90 minutos..essa informação procede?
#1214266 por samlima
31 Ago 2016, 14:09
Rabisco escreveu:Olha eeeeeeela, voltou!

Isso aí, cara. Seu relato tá fodástico demais.

E eu aqui morto de vontade de viajar, programando "micro-viagens" pra ver se o tempo passa mais rápido.

Então, ouvi dizer que em SPA não é dos melhores locais pra quarto de casal, procede?
No Hostel que você ficou tinha essa opção? quanto custava?
.

Eu vou ficar no Hostal Terracota. Quarto casal , banheiro privativo. Parece muito bom.
#1214495 por Maryana Teles
01 Set 2016, 10:47
mercadante escreveu:
Rabisco escreveu:Olha eeeeeeela, voltou!

Isso aí, cara. Seu relato tá fodástico demais.

E eu aqui morto de vontade de viajar, programando "micro-viagens" pra ver se o tempo passa mais rápido.

Então, ouvi dizer que em SPA não é dos melhores locais pra quarto de casal, procede?
No Hostel que você ficou tinha essa opção? quanto custava?


Dá uma olhada no http://www.hostelworld.com e no http://www.booking.com que da pra ter uma ideia das hospedagens que possuem quartos privados e os preços. O bom desses sites é que dão notas para os estabelecimentos e também tem as reviews da galera que se hospedou...já dá pra ter uma noção bem boa do que esperar. ::otemo:: ::otemo::

PS: Mals por me intrometer eheheheh

Aliás, aproveitando a brecha...

Maryana, como você mesma disse, você levou a GoPobre ::lol4:: ::lol4:: vale a pena esse investimento? Pelo o que andei lendo a bateria não dura muito...cerca de 90 minutos..essa informação procede?


Oiii! Então pra mim rolou de boa, porque na verdade meu investimento foi pouco porque comprei ela na Inglaterra, então pra mim o valor foi suave, já que eu moro lá!

O problema é que me irrito um pouco com gopro e gopobre pq vc nunca sabe exatamente onde tá batendo a foto, né?

Então sou muito mais minha velha e amada Canon e meu Iphonezinho pobre que estufou a tela durante essa viagem e hoje sobrevive através de durex!

A bateria dura em torno disso sim, depende da sua frequência com ela ligada né? Eu tenho duas baterias extras então isso não era um problema pra mim!

Mas a gopobre ajudou no Downhill por exemplo. Prendi ela na bike e fui embora.

Eu curto mais a gopobre quando vou pra lugares de praia que posso mergulhar com ela e tal. ::lol4::
#1214496 por Maryana Teles
01 Set 2016, 10:50
Eduardo_JK escreveu:Oi Maryana! Tudo bem menina? Posso te perguntar uma coisinha? Em qual empresa de ônibus vocês viajaram no Chile? Você recomendaria?

Brigadão e abraços!



Oi Edu! Então, no nosso pacote do Salar de Uyuni nó fechamos o passeio já com transfer incluído. Então, saímos da Bolívia e fomos de transfer pro Chile.

Já no Chile a gente fez os passeios com a Towanda Agency, que terceirizava os transportes e pra sair do Chile e subir pro Peru pegamos a Turbus, que foi super okay!

Recomendo, porque além de ser barata ela é bem organizada! ::otemo::
#1214497 por Maryana Teles
01 Set 2016, 10:52
samlima escreveu:
Rabisco escreveu:Olha eeeeeeela, voltou!

Isso aí, cara. Seu relato tá fodástico demais.

E eu aqui morto de vontade de viajar, programando "micro-viagens" pra ver se o tempo passa mais rápido.

Então, ouvi dizer que em SPA não é dos melhores locais pra quarto de casal, procede?
No Hostel que você ficou tinha essa opção? quanto custava?
.

Eu vou ficar no Hostal Terracota. Quarto casal , banheiro privativo. Parece muito bom.



Tão lindo ver você "luxando"! ::lol4::

Se vocês vissem nosso hostel iam dar risada! hahahaha

Mas foi massa! Tínhamos uma vista maravilhosa pro vulcão e era super bem localizado. A única parte que irritou bastante foram os gatos, mas aí a gente ligou o foda-se e curtimos a experiência.

::lol4::
#1220726 por Maryana Teles
27 Set 2016, 18:16
CAP.8: O Salar de Tara e a despedida do Atacama

IMG_1095.jpg
IMG_1095.jpg (3.65 MiB) Exibido 492 vezes


07/04/2016

[Você pode ler esse relato ao som de Don't Stop Me Now] (https://www.youtube.com/watch?v=HgzGwKwLmgM)

3º dia: Salar de Tara

Último dia no Atacama e já estávamos tristes de ter que ir embora de uma cidade tão receptiva como SPA, mas a gente sabia que tinha muito mais coisa boa por vir! Não estávamos nem na metade do mochilão e a viagem já estava sendo uma das melhores que já fiz na vida!

Acordamos às 7:00 da manhã, nos arrumamos e tentamos deixar os mochilões os mais arrumados possíveis, caso chegássemos muito em cima da hora de ir pra rodoviária. Pelos relatos, teríamos tempo de sobra, mas nunca se sabe, né? No final, tivemos que correr pra caraca porque nosso passeio atrasou na hora da volta.

Tudo pronto, mochilas de ataque e mochilões já no esquema, fomos fazer o check-out e perguntamos pra mocinha super simpática se poderíamos deixar os mochilões lá no hostel e tomar um banho na volta, porque seria nosso último banho até chegarmos em Arequipa. Ela disse que não tinha nenhum problema e não nos cobrou nada a mais pelo banho pós check-out.

O nosso micro-ônibus chegou às 8:00, entramos e seguimos para buscar as outras pessoas que fariam o passeio também, no meio do caminho a Elisa lembrou que esqueceu a doleira dela com TODO dinheiro da viagem debaixo do travesseiro dela lá no hostel. PQP! Ela saiu correndo pra pedir pro nosso guia voltar, porque ela tinha esquecido o dinheiro e os documentos lá e ele disse que não voltaria várias vezes, que ela não ia precisar de dinheiro nesse dia, que não tinha problema e blá blá blá, ela insistiu muito e voltamos pro hostel. Depois de um milhão de tentativas de entrar no hostel, porque ninguém atendia a campainha, ela conseguiu acordar um menino do outro quarto, gritando ele pela janela e ele abriu a porta pra ela! Ufa! Imagina esquecer todo seu dinheiro debaixo do travesseiro e só voltar 10 horas depois pra pegar? Tá malucoooo! Ainda bem que ela insistiu porque quando voltamos o nosso quarto já tinha sido alugado pra outras pessoas!

Depois do susto, fizemos uma última parada em SPA numa vendinha pra quem quisesse comprar água ou biscoitos e o guia que já no começo nos deixou com ódio por ter sido idiota de não querer voltar, foi se mostrando mais legal ao longo da viagem e depois ficou show de bola! Ah! Ele ainda alertou a galera que banheiro seria escasso nesse passeio, então quem tivesse que fazer alguma coisa que fizesse agora ou segurasse até a próxima parada pra fazer no mato!

O Salar de Tara é um passeio que dura o dia todo (140 km de SPA), mas é cada paisagem incrível no caminho que você entende por que a resposta pra qualquer coisa é viajar, porque você esquece dos problemas, você vê visuais maravilhosos e percebe o quão privilegiado é de curtir isso tudo ao vivo e a cores!

Dica: Deixe o Salar de Tara para o último dia, porque você passa o dia todo em altitudes elevadas. Por isso, leve um casaco quentinho, porque bate um friozinho do mal de vez em quando e venta muito!

Nossa primeira parada do passeio foi em Vegas de Quepiaco. Uma região linda com alguns arbustos amarelados, uma estrada vazia (passavam poucos carros) e o vulcão Licancabur com o topo cheio de neve ao fundo. Foi com essa vista que tomamos nosso desayuno a mais de 4.000 metros de altitude.

Depois de uns 30 minutos por lá, seguimos viagem e fomos parar na parte off road do Salar de Tara. Saímos da estrada e seguimos por um caminho de areia e pedras sem qualquer marcação ou sinalização, coisa bem desértica, sabe? Paramos no meio do caminho pra tirar umas fotos nessa paisagem bem desértica.

Depois seguimos viagem para a próxima parada, uma paisagem linda com umas montanhas atrás e uma laguna cheia de arbustos amarelados. Ficamos ali pouco mais de 10 minutos e seguimos viagem.

IMG_0955.jpg
IMG_0955.jpg (2.62 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_0985.jpg
IMG_0985.jpg (2.63 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_1025.jpg
IMG_1025.jpg (2.34 MiB) Exibido 492 vezes


4.JPG
4.JPG (3.13 MiB) Exibido 492 vezes


OBS: Você que ama tirar foto, tenha bom senso com as pessoas que também querem tirar fotos no mesmo lugar que você. Não adianta fincar teu pé lá e tirar trilhões de fotos, porque isso não é coisa de gente sensata. Assim como você, tem dezenas de pessoas que só terão ESSA oportunidade de visitar esses lugares, então tirou suas fotinhos, dá uns passinhos pro lado, vai conferir se as fotos ficaram boas em outro lugar e deixa espaço pra outras pessoas também tiraram. Dica de quem ama tirar fotos, mas entende que é sempre bom deixar os coleguinhas também registrarem os momentos deles.

Tô dizendo isso, porque pegamos o passeio com 3 meninas que amavam tirar foto, até aí ok, eu também amo, mas o problema é que elas não se ligavam que estavam a mais de 10 minutos no mesmo lugar com uma fila de gente esperando pra tira foto lá também! BOM SENSO GALERAAAA! POR FAVOR!

Depois dessa rápida parada fomos em direção ao El Indio - Monjes de la Pacana, são formações rochosas de origem vulcânica resultantes da erosão (vento, chuva...). A mais famosa é a que parece um índio gigante e por isso o nome é “El Indio”. Nosso guia nos contou uma curiosidade bem legal: Aquele trajeto que estávamos fazendo no luxo do micro-ônibus, os incas faziam a pé e quando chegava perto do anoitecer eles paravam e cavavam um buraco para se aquecerem durante à noite e seguirem viagem no dia seguinte pela manhã. Ficamos ali um tempinho, tiramos fotos e seguimos.

No meio do caminho nosso guia nos perguntou se poderíamos estender o passeio até 18:30/19:00 e todos disseram que sim e nós só o alertamos que tínhamos ônibus às 21:30 saindo da rodoviária de SPA e ele nos garantiu que daria tempo de boa. Ele disse que o motivo de querer estender um pouquinho é porque queria nos mostrar um lugar especial!

IMG_7043.JPG
IMG_7043.JPG (2.32 MiB) Exibido 492 vezes


Enfim, todos aceitaram estender um pouco mais o passeio e seguimos para a próxima parada: um lugar no meio do nada cheio de areia e pedras. Rs Nessa parte paramos super rápido porque o guia queria nos explicar algumas curiosidades das pedras que existiam no meio do Salar, então, basicamente, paramos mais para um “momento Telecurso 2000” para conhecimentos gerais do que para fotos e belas paisagens. Algumas pessoas aproveitaram essa parada para se aliviaram atrás do micro-ônibus (eu fui uma delas, a experiência de fazer xixi com um vento frio batendo na sua bunda não é muito agradável, mas tive a sensação de que venci na vida, já que não fiz xixi nas calças no meio do micro-ônibus). Comecem a se soltar, tem coisas que fazemos em viagens de que não temos orgulho, mas temos a necessidade! hahahahahaa

Seguimos para a próxima parada: Las Catedrales de Tara. Um lugar incrível composto de lagoas do Salar de Águas Calientes e uns rochedos lindos que pareciam coisa de outro mundo de tão bonito caraaa! Ficamos ali uns 20 minutos e fomos para a próxima parada.

Nosso guia foi contando várias histórias ao longo do caminho, eis que paramos num lugar com várias pedras enormes, com formatos engraçados antes de irmos para a parada do almoço. Ficamos ali uns 15 minutinhos e seguimos viagem para a parada mais linda: O Salar de Tara!

2.jpg
2.jpg (2.16 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_7111.JPG
IMG_7111.JPG (2.65 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_1081.jpg
IMG_1081.jpg (2.37 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_7098.JPG
IMG_7098.JPG (2.52 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_7084.JPG
IMG_7084.JPG (3.15 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_1194.jpg
IMG_1194.jpg (187.63 KiB) Exibido 492 vezes


O guia te dá duas opções: descer andando uns 20 minutos e encontrar o micro-ônibus lá embaixo ou descer de micro-ônibus. Óbvio que escolhemos descer andando pra ir tirando mais fotos e ir curtindo mais a vista. Depois de curtir intensamente esse lugar maravilhoso, nós chegamos ao ponto do almoço. Nosso guia montou uma mesinha lá cheia de quentinhas e pasmem: nós almoçamos com a vista pro Salar de Tara! Que coisa perfeita genteeeee!

PS: Foi nesse almoço que eu, Vagner e Patrícia descobrimos a maionese mais perfeita da vida! Detalhe: Quando Vagner colocou a maioneses na salada eu disse: Vagner, não coloca que vai dar dor de barriga! Mas, ele comeu mesmo assim. Aí Patrícia colocou um pouquinho e disse que tava maravilhosa. Eu como vou com o fluxo, coloquei também e tava sensacional! #saudademaionese Não aconteceu nada com a gente no dia seguinte e olha que lambemos a tigela de maionese do cara.

Todo mundo satisfeito, chegou a hora de voltar pra San Pedro que a viagem era longa pra caraca. Depois de dormir e acordar 345 vezes, chegamos em SPA lá pelas 19:00 e saímos correndo pro hostel pra poder tomar banho, comer alguma coisa e partir pra rodoviária. Chegando no hostel, adivinhem quem a gente encontrou? O Victor, o nosso amigo que teve que ficar uns dias extras em Sucre esperando o mochilão que se perdeu no voo, lembram?

Ele tinha acabado de chegar em Atacama e tinha acabado de voltar do passeio do Valle de la Luna, só conseguimos tirar uma fotinho rápida, conversar um pouquinho, tomar banho e partir pra comer.

Achamos um pé sujo na rua atrás do nosso hostel com uns preços bem em conta e umas comidas bem gostosas! Pena que não achamos isso antes! Rs Pagamos 2.000 pesos num cachorro quente delicioso e eu e Elisa rachamos uma empanada pra viagem (310 pesos pra cada).

5.JPG
5.JPG (2.44 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_1156.jpg
IMG_1156.jpg (2.54 MiB) Exibido 492 vezes


IMG_7105.JPG
IMG_7105.JPG (3.13 MiB) Exibido 492 vezes


Nosso ônibus estava marcado para às 21:30, acabamos de comer e fomos correndo pra rodoviária que ficava a 5 minutos do nosso hostel. Chegamos lá e nem precisamos esperar, o motorista já estava colocando as malas dentro do ônibus, aí colocamos a tag que eles dão pra identificarem as malas e subimos pra ter uma noite maravilhosa de sono (pior que nem foi tão ruim não. Melhor dica pra essa viagem é: leve um travesseirinho de ônibus pra esse mochilão – sabe aquele travesseiro que nego compra pra usar em voo? Essa parada é perfeita pra longas viagens de ônibus).

A gente acordaria já em Arica e nosso dia seria quase que inteiro só de baldeações até chegarmos em Arequipa.

Então, vou deixar pra contar essa novela ambulante no próximo capítulo.

SALDO DO DIA:

- 2.000 pesos – Cachorro Quente
- 310 pesos - Empanada

TOTAL: 2.310 pesos

PRÓXIMO CAPÍTULO: (CAP.9) Cruzando à fronteira do Peru pra chegar em Arequipa

Se você tá curtindo meu relato, me segue lá no IG @vidamochileira que tem um monte de dicas legais também e dá uma passadinha no meu blog (http://www.vidamochileira.com.br), tem um montão de coisas legais por lá e muito mais vindo aí!


Usuários navegando neste fórum: anabaccarinxp, MariaEmilia, TatiRochha e 16 visitantes