Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul

#464945 por AndreMarques
23 Abr 2010, 10:38
Olá Victor

Muito bom mesmo seu relato, será que pode me mandar a apostila pra mim também

marqueal@hotmail.com

Fico agradecido.... obrigado
#465244 por fabi lima
24 Abr 2010, 19:58
Oi Victor,

Meu, sua viagem foi d+. Ficamos super empolgados com seus relatos, não vemos a hora de continuar a ler sua história. Como este espaço é feito de pessoas de muita boa vontade como vc, também pedimos sua biblia para nos auxiliar em nossa viagem que será bem parecida com a sua. Abrazo. (fabiana.ap@ig.com.br)
#465495 por Victorcolonna
26 Abr 2010, 00:07
Fala galerinha!!! finalmente vou conseguir acabar o meu relato rsrs espero que gostem...

22º dia – Puno


Chegamos em Puno as 4h da madrugada, com um sono daqueles, muito frio e fome, (coisa típica de mochileiro). O objetivo em Puno é conhecer o lado peruano do lago Titicaca onde se encontram as ilhas flutuantes de Los Uros. Logo no terminal de bus vai ter um monte de tiozinho querendo te oferecer hotel e os passeios para as ilhas, tome cuidado, pois nunca se sabe qual a real intenção deles, o que eu fiz foi ignorar todos e dar um tempo ai sentamos no terminal conversamos, depois sim fomos procurar alguém que parecesse confiável. A dica é: negocie bastante com eles, nós fechamos com um senhor o transporte até o hostel onde poderíamos ficar na área comum e no refeitório até o horário do passeio sem pagar nada, tomamos café da manha por lá mesmo quando era mais ou menos umas 6 da manhã deixamos nossas mochilas no próprio hostel e saímos para conhecer a cidade, para variar fomos até a praça principal que tinha a catedral na frente kkkk a praça chama atenção pelo formato das árvores é no mínimo diferente... a cidade é feia, bagunçada, o transito é uma loucura não param de buzinar um minuto, e tem um monte daquelas bicicletas táxi para atrapalhar ainda mais, o clima é arido e seco, de noite e de madrugada faz muito frio e de manha o sol é bem quente.
Os passeios pelo Titicaca saem às 9:00 da manha do porto de Puno, a primeira impressão que tivemos do Titicaca não foi boa, é uma poluição terrível e quase não conseguimos ver o lago, e sim uma crosta verde por cima dele cheia de lixo. O passeio nos custou 15,00 soles, é um passeio de meio dia que é o suficiente para conhecer a cultura dos Uros e algumas ilhas, ao todo são mais de 40 ilhas flutuantes naquela região nós fomos em 2 delas, pegamos o barco lotado de gringo, incluindo um casal de Brazucas e fomos em direção as ilhas. Quando fomos entrando no lago, ai sim vimos um lago bonito, limpo, habitado por pequenos patos, e com bastante vegetação, a famosa totora, matéria base para a cultura dos Uros. Na chegada fomos recepcionados pelas tradicionais cholas e o presidente da ilha, é tudo muito legal, lógico, coisa pra turista, mas ainda assim é bacana. La conhecemos o modo como as ilhas são feitas e ate comemos a totora que é a base de toda ilha desde o chão, as casas, barcos e artesanatos que os Uros fazem. Tiramos muitas fotos, conversamos com os moradores fomos para outra ilha que tinha uma vendinha, (até coca cola eles tinham por lá) depois voltamos para terra firme.
Em Puno há outras opções, como por exemplo, a ilha Taquile que é bem mais longe do que as ilhas de Uros, o passeio é um pouco mais caro também, e ainda existe a opção de vc pernoitar na ilha, porem eu acho q se vc tem intenção de ir na ilha do sol no lado boliviano do Titicaca, não precisa ir à Taquile. Outra coisa famosa em Puno são as curiosas torres que ali são conhecidas como Chullpas, são altas câmaras funerárias cilíndricas, construídas pelos aimarás com pedra, tem uma em especial que é bem famosa por lá mas também esta um pouco longe da cidade.
Já na cidade almoçamos em uma Cevicheria, comemos uma truta deliciosa, não lembro bem o nome do lugar só sei de uma coisa, se alguém te oferecer uma bebida chamada leite de tigre, NÃO BEBA!!! kkkk
Depois do almoço pegamos nossas bagagens e partimos de volta para a nossa amada Bolívia, para a cidade de Copacabana, tem ônibus regularmente quase a toda hora não precisa se preocupar, são ônibus bem simples, mas a viagem é curta nós pagamos 20,00 soles. Passamos na imigração no finalzinho da tarde, as margens do Titicaca, o sol se pondo e nós voltando para a Bolívia, onde íamos voltar a ser ricos com 1 dólar valendo 7 bolivianos rsrs, estávamos realmente muito felizes o Peru foi um país incrível e tivemos grandes momentos por lá, antes de atravessar a fronteira gastamos nossos últimos soles comprando algumas Inca Cola para levar de recordação, a imigração é bem tranqüila mas foi a única vez que pediram a carteirinha de vacinação internacional que nessa altura do campeonato já estava toda amassada dentro da doleira. Chegamos na cidade de Copacabana, procuramos um albergue, nos fixamos, saímos pra conhecer a cidade e comer alguma coisa em uma das muitas opções de restaurantes de Copacabana amanha cedo iremos a ilha do sol conhecer o lado boliviano do Sagrado Titicaca.

GASTOS:

• Café da manha – 5,00 soles
• Passeio ilhas de Uros – 15,00 soles
• Almoço – 15,00 soles
• Passagem para Copacabana – 20,00 soles
• Inca Cola – 3,00 soles


PUNO
Uma familia Uros em suas ilhas flutuantes, bacana conhecer.


23º dia – Copacabana

Copacabana é uma cidade pequena e muito agradável; além de ser o ponto de partida para a Isla del Sol e ter uma belíssima Catedral. É uma cidade com ótimas opções noturnas de pub’s, bares e restaurantes. O custo é baixíssimo (inclusive p/ compras), encontra-se albergues até de Bs.10,00 mas procure ficar nas ruas entre a catedral e o porto, nós ficamos no Hostal Center que fica na rua principal a Av. 6 de Agosto, em frente a uma praça o valor é de Bs. 25,00, quarto com banheiro privativo, TV e tudo mais, o bacana é que o próprio hostel tem os passeios para o Titicaca, se preferir pode fechar com eles os preços não variam muito.
Acordamos cedo e fomos fechar o passeio para ilha do sol, existem dois tipos de passeio pra quem sai de manhã para ilha do sol, o do dia inteiro que o barco te deixa na parte Norte e você tem que caminhar até a parte Sul da ilha. A caminhada é cansativa, pois no caminho há muitas subidas. Dado a altitude de aprox. 3700m acima do nível do mar, em alguns trechos você tem que parar para descansar. Leve muita água, pelo menos uma garrafa de 2 litros por pessoa. As paisagens são muito belas! A outra opção de fazer o passeio de apenas meio dia, para conhecer a parte Sul da ilha, um bate-volta vai as 08:00 e volta +- 13:00, foi a nossa escolha hehehe, pagamos Bs. 15,00 para ir e mais Bs. 5,00 na ilha; a galera não tava muito afim de fazer a extensa caminhada e o nosso busão pra La Paz iria sair na parte da tarde, mas o passeio ainda assim, apesar de mais rápido, foi muito bom, a viagem de barco dura em torno de 1h e agente foi fazendo amigos, tirando fotos e quando pensa que não chegamos! Estamos em um dos pontos mais importantes da cultura Inca, muito legal. Subimos a escadaria do inca tem uma fonte lá em cima depois tem um mirante bem bonito onde existe uma vendinha e vc pode comprar alguma bebida e curtir a paisagem. Descemos o nosso barco tinha ido visitar um templo ali perto e nós não fomos preferimos ficar mais apreciando as coisas e os lugares, tentando criar coragem de entrar na água super gelada do lago, mas a coragem só foi o suficiente para molharmos os pés, valeu a pena! De volta a Copacabana, almoçamos em um restaurante muito bom Restaurante Galeria, um ambiente agradável e comida então nem se fala... comemos truta o prato típico da região, aqui é bem barato da para esbanjar. Depois do almoço, fomos conhecer a Catedral de nossa senhora de Copacabana, muito bonita por sinal, parece uma mesquita, muito grande e bem freqüentada na frente da catedral as pessoas realizam uma cerimônia de consagração de seus carros novos, é meio estranho, mas é cultura né? Todo mundo que compra um carro leva lá na frente da igreja, ai tem umas tiazinha que cobrem o carro com flores e ficam meio que benzendo o carro, cantando e tocando umas musicas e bebendo rum ao mesmo tempo. Não deixe de subir ao mirante no topo de um morrinho que há na praia. O lugar é local de romaria religiosa dos locais, mas também oferece a melhor vista panorâmica do lago e da cidade.
Para La Paz existem várias companhias que fazem o trajeto e todas têm os ônibus de mesma qualidade. Algumas cobram mais caro e te mostram um ônibus luxuosíssimo, mas no final, todo mundo sai nuns busões da década de 1950 (ou seria de 1940?), então vá pelo preço mesmo, nós pagamos Bs. 15,00. Entre Copa e La Paz, o ônibus pára no Estreito de Tiquina, onde é preciso descer e tomar uma balsa (paga a parte) até o outro lado, onde o ônibus está a espera num pequena praça. De lá até La Paz, destaque para os maravilhosos nevados da Cordillera Real e para a visão panorâmica da capital boliviana a partir de El Alto: uma cratera rodeada de montanhas e preenchida por favelas. A viagem toda dura cerca de 5 horas, depende de quanto tempo vc vai ficar esperando em Tiquina, mas é tranqüilo, afinal estamos chegando em La Paz!

GASTOS:

• Hostal Center – Bs. 25,00
• Pizzas – Bs. 30,00
• Almoço com trutas ao creme de Champignon – Bs. 38,00
• Café da manha – Bs. 10,00
• Passeio Titicaca ½ dia – Bs. 15,00
• Entrada na Ilha do Sol – Bs. 5,00
• Passagem La Paz – Bs. 15,00
• Lembranças – Bs. 45,00


Legenda da Foto
Ilha do Sol - Lago Titicaca.


24º, 25º, 26º e 27º dias – La Paz

Chegamos em La Paz já pela noite, os ônibus que vem de Puno param nos pontos que ficam perto do cemitério, observação não é o terminal de bus, ao sair do coletivo fomos abordados por um policial que nos alertou sobre os perigos da capital boliviana, confesso q ficamos um pouco assustados e mais espertos ainda, mas nada aconteceu, pegamos um taxi indicado pelo seu "poliça" e fomos procurar um hostel. Tinhamos algumas indicações, porém depois de algumas buscas e poucas vagas, optamos ficar no Hotel Torino, Calle Socabaya, 457, do lado da praça Murillo (praça da armas), nesse hotel funciona um centro cultural onde existem aulas de teatro, dança, música entre outros, alem de um restaurante super badalado onde vimos alguns shows de graça, valeu super a pena ter ficado neste hotel, até porque ficamos 4 dias por aqui, indico a todos.
La Paz é uma cidade fascinante, está entre um vale profundo rodeado por montes e montanhas de grande altitude pertencentes a Cordilheira dos Andes, e num nível acima esta a cidade de El Alto, como se fosse as bordas do caldeirão. A altitude de 3.500m já não nos afeta mais, só colabora para as incríveis paisagens que estão à volta da cidade, incluindo a figura do imponente monte Illimani. Junto a essa característica geográfica própria, o intenso movimento nas ruas da cidade e a vitalidade cultural justificam uma estada de alguns dias na cidade, fora que daqui pode-se fazer alguns passeios muito bacanas.
O primeiro dia tiramos para conhecer a cidade, dar uma volta ter aquele primeiro contato com o lugar e com os moradores, fomos a Praça Murillo onde tem a sede do governo boliviano, casa do ermano Evo Morales, tem também a catedral e para a nossa surpresa estava sendo gravado um filme comemorando o bicentenário da independência boliviana, tentamos fazer algumas participações de figurantes mas não tivemos sucesso rsrs. Interessante conhecer Plazas Murillo, San Francisco e Del Estudiante, onde estão os principais museus e mercados de artesanato. Procurando cultura local ir ao Ojo de Água. Se pretende fazer compras o lugar certo é a Bolívia, principalmente roupas de frio e artesanato. Em La Paz tem a Calle Sarganaga e a Calle Uyustus que é uma verdadeira loucura. Perto dali também existe o que o pessoal chama de mercado das bruxas que fica na calle linares lá de tudo se vende, inclusive os famosos fetos de lhamas, os sapos, pele de pulmam, cobra e etc, a maioria usados em oferendas a Pachamama. O mercado é impressionante, parece q estamos a muitos séculos atrás, envoltos por feiticeiras, com um aroma natural do ambiente q completa a sensação, faz agente lembrar daqueles filmes de bruxa que ela tem uma receita para uma porção mágica que leva asa de morcego, patinhas de aranha, chifre de bode raspado, e pasmem... você acha tudo isso pra comprar lá hehehe doideira mas é bacana você tirar um tempo e conversar com essas tias que sempre tem muitas historias.
Outra dica interessante é utilize TELETAXI com $ 10,00 você roda a cidade e nunca tome taxis não oficiais, ou você pode não voltar para escrever no fórum kkkk.
Para quem gosta de museus os da Calle Jaen são: Museo Costumbrista "Juan de Vargas" (onde se compra o bilhete para os 4 museus), Casa de Murillo, Museo del Litoral Boliviano (sim, litoral!! rsrs... antes de ser perdido para o Chile) e o Museo de Los Metales Preciosos (na minha opinião, o melhor de todos).
Como era domingo e nós somos brasileiros, não perdemos a oportunidade de assistir um jogo no estádio de La Paz, aquele mesmo em que a Argentina perdeu de 6x1 para a seleção da Bolívia (que dia!!!). O estádio é super tranqüilo muitas famílias, crianças, pouca bagunça... da pra se divertir ensinando alguns gritos de guerra para as torcidas do La Paz Futebol Club rsrs. Nos domingos também existe a opção de você assistir um evento que eu classifico no mínimo como bizarro: ‘Luta livre de Cholas’. Acredite se quiser, existe! Quase um Super Catch hauhauhau.
Mas vamos ao que interessa, os passeios. Eu reservei um dia para ir para o passeio do Tihuanaco e outro dia para fazer o downhill até Coroico, porém tive que mudar o ultimo passeio por alguns motivos... talvez a única coisa na viagem que eu tenha me arrependido foi não ter feito o downhill, mas enfim, a grana estava pouca, um dos nossos companheiros de viagem não tinha tanta intimidade com bikes, e um turista inglês tinha morrido havia dois dias tava meio climão ainda nas agencias, então resolvemos trocar downhill pelo passeio da Valle da Luna e Chacaltaya que também é muito bacana!

Chacaltaya+Valle de La Luna: montanha com 5395m, onde se encontra a base da estação de esqui (mais alta do mundo). Passeios saem de La Paz pela manhã e ainda inclui uma visita no Vale de la Luna. Custo de Bs. 50,00 por pessoa, incluindo transporte e guia + 15 Bol para subir o nevado + 15 Bol entrar no Vale de La Luna. Vale muito a pena fazer, principalmente para quem nunca teve contato com a neve, se estiver em período frio a montanha pode estar coberta. Nos próprios hotéis ou albergues vc pode comprar os pacotes não tem muita diferença comprar direto nas agencias.

Tiahuanaco – Tiwanaku: Sitio arqueológico que está para Bolivia assim como Machu Picchu esta para o Peru, aberto das 9 as 17horas, entrada, com ingresso valendo também para a visitação do museu próximo as ruínas. Melhor maneira de chegar é através de agencias de viagens que fazem o passeio durante o dia, mas você pode economizar algum dinheiro se optar ir por conta própria, o que não é tão difícil. As vans para o sitio saem dos pontos perto do cemitério, o mesmo lugar que chegamos de Puno, os caras te cobram 20 bol mas vc consegue pagar até 15bol se chorar muito, ai é esperar a van encher e cerca de 1h de viagem você está lá. A entrada é cara com força quase uma exploração, 80 bol mas vale a pena o passeio é fantástico, para quem gosta de história então vai se deliciar, o grande monolito de Pachamama, com 8m de altura de umas 20 toneladas é de arepiar! perfeito!! pena q como não se pode tirar fotos mas pode ir pq vale a pena. Vale a pena também pagar o guia que no nosso caso custou 10 bol e dois pacotes de passatempo kkkk.

Sobre o Downhill não vou postar muitas coisas, pois não fui, mas quem tiver dúvidas pode entrar no site da empresa Xtreme downhill que lá tem todos os detalhes necessários (http://www.xtremedownhill.com/english/xtreme/index.htm). Outro passeio que está se tornando muito comum é a subida ao nevado Huayna Potosi – 6.088 m, já que a neve ta ficando escassa no Chacaltaya, é um pouco mais caro e acho que exige mais esforço físico, e quando se trata de uma altitude de 6000m não é bom brincar, mas de qualquer forma ai vai a dica.

No quarto e último dia em La Paz o clima já era de despedida, arrumamos tudo nos preparamos fizemos o check out no hotel, compramos a passagem para Santa Cruz de La Sierra para as 17:30, pela empresa Transcopacabana por Bs. 100,00 com previsão de 17h de viagem, como já estava no fim de viagem e cansado, não lembrei de pegar os horários dos ônibus, mais vocês não vão ter dificuldades com isso.
Como as demais viagens de bus pela Bolivia essa por ser a ultima tb teve de tudo um pouco, desde os famosos cantores, vendedores de tudo q se possa comer e beber, uma inusitada família de alemães albinos, o patriarca e mais uns 6 meninos e umas 2 meninas, todos de cabelo branco e olhos azuis, e carinhosamente apelidados por um vendedor meio bebado de "seleção de puno", e pra ajudar ainda o filme que passou no busão foi A vida é bela... foi engraçado. Claro q o atraso na chegada tb se fez presente, chegamos 3h atrasados, e depois do taxi voltamos ao nosso primeiro albergue, o Jodanga, em Santa Cruz de la Sierra.

GASTOS:

• Taxi até o centro – Bs. 12,00
• Hotel Torino diária – Bs. 45,00
• Pizza Grande – Bs. 30,00
• Desayuno completo – Bs. 8,00
• Almoço em média – Bs. 10,00
• Presentes e camisetas – Bs. 160,00
• Ingresso para o jogo de futebol – Bs. 20,00
• Internet hora – Bs. 3,00
• Telefone minuto – Bs. 2,00
• Van ida e volta para Tihuanaco – Bs. 16,00
• Entrada em Tihuanaco – Bs. 80,00 + 10,00 (guia)
• Água grande – Bs. 5,00
• Passeio Chacaltaya e Valle da Luna – Bs. 50,00+15,00+15,00 (entradas)
• Passagem para Santa Cruz (transcopacabana) – Bs. 100,00



Legenda da Foto
Sitio arqueologico Tihuanaco, uma aula de história e cultura.



Legenda da Foto
Chacaltaya a estação de esqui mais alta do mundo.


28º e 29º dias – Santa Cruz de la Sierra

Estavamos em clima de despedida, como já tínhamos conhecido a cidade aproveitamos para descansar, tomar banho de piscina, ver filmes e bater papo com os gringos que estavam no hostel, fomos em um restaurante de comida brasileira chamado Rincon Brasileño que fica próximo ao parque urbano e matamos a saudade do nosso querido feijão a comida estava caprichada.
A única coisa que tenho pra falar da volta é um toque para quem vai de avião, o check in de vôos internacionais tem que ser feito com pelo menos 1h de antecedência, e que para sair do país todo aeroporto internacional sempre cobra uma taxa, que no caso do Viru Viru em Santa Cruz custa nada menos do que U$ 24,00!!! Então evite qualquer surpresa, reserve esses U$ 24,00, para a volta e chegue com pelo menos umas 2 horas de antecedência ao aeroporto, nós quase nos demos mal, mas eu prefiro não comentar kkkkkk.
Então é isso... valeu de mais toda a viagem, volto pra casa muito satisfeito com tudo, com muitas historias pra contar e com muitas fotos pra mostrar, a América do Sul é fantástica e esta tão pertinho da gente, temos q valorizar mais nossos hermanos. É um povo muito alegre, rico em cultura e muito receptivo sobretudo quando falamos q somos brasileiros, passamos por paisagens muito diferentes, vimos de desertos a montanhas nevadas, andamos de todos os meios de transporte possíveis e imagináveis, conhecemos gente do mundo inteiro, comemos desde truta em um super restaurante a churrasquinho de lhama numa barraquinha no meio da rua foi tudo muito bom tudo muito intenso e sem dúvida foi um prazer compartilhar estes momentos com vocês aqui da comunidade, eu tenho certeza que daqui uns dias vocês estarão vivendo momentos como estes que vocês acabaram de ler agora, e vão lembrar do dia que você estava ai sentado no seu PC sonhando e planejando a super viagem, e vai ser uma sensação de muita felicidade quando você vê que putz... consegui to aqui!!!! Meu desejo é que tudo de certo na viagem de vocês e se precisar de algo até lá pode perguntar aqui no fórum, na medida do possível vamos tentar ajudar.
Agradecimento especialíssimo a Deus, sem Ele nada disso teria acontecido, graças a Ele tudo deu certo e eu pude ver com meus olhos todas as maravilhas criadas por Ele.
E aos meus parceiros de viagem que estiveram comigo nesta grande aventura: Archanjo, Richelmy, Jesse, Jerônimo e Fernando.

Um abraço a todos


Legenda da Foto
A galera: Archanjo, Chimyn, Fernandão, Jesse e Jerônimo. Grandes amigos.
#465502 por Victorcolonna
26 Abr 2010, 00:15
É isso ai galera, o relato acabou mas se houverem dúvidas podem perguntar por aqui mesmo nesse post assim se sua dúvida for a mesma de outras pessoas agente acaba se ajudando...

Na época da viagem nós fizemos um blog para que nossos parentes e amigos pudessem acompanhar nossa viagem, tem mais detalhes por lá, se quiserem conferir o endereço é http://mochilaclub.blogspot.com/

Outra coisa, para quem quiser pegar um gostinho dos lugares por onde passamos vejam esse clip que fizemos, mostra um pouquinho de cada cidade e um pouquinho de tudo o que contei, vale super a pena!!!

http://www.youtube.com/watch?v=UdDqoNrS364

Um forte abraço

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 10 visitantes