Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul


Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 10 Jan 2011, 23:02

Roteiro: Jaraguá do Sul (SC) – Foz do Iguaçu (PR), Ciudad del Este, Asuncion, Santa Cruz de la Sierra, Cochabamba, La Paz, Copacabana, Puno (Ilhas Flutuantes), Arequipa, Cañon Del Colca, Cuzco, Machu Picchu, La Paz (Chacaltaya), Santa Cruz de la Sierra, Asuncion, Ciudad del Este, Jaraguá do Sul (SC) - 17 dias, com fotos e custos.

Viagem realizada do dia 21/12/2010 até o dia 06/01/2011.

Os mochileiros:


Eu (Cid) e minha esposa Araci
Imagem

Dhaya (filha da Araci) e o Sávio (esposo da Dhaya)
Imagem



Primeiramente quero agradecer a todos os moderadores, colaboradores e usuários do Site mochileiros.com, pois foi deste site a base de dados de toda a consulta para a montagem de todo o roteiro.
Não vou citar nomes para não ser injusto com ninguém, portanto, todas as pessoas que postam seus roteiros, idéias e comentários meu muito obrigado.

Optamos em levar dinheiro em espécie (dólares) e um cartão Visa Travel Money (VTM) para em caso de emergência poder recarregá-lo.

Levamos conosco U$ 3650,00, pois queríamos esbanjar nas compras em La Paz e CDE, resultado sobrou somente U$ 101,00 hehe.

Os dólares compramos ao longo do ano, por isso a cotação deve ser feito uma média:
U$ 450,00 foi comprado à R$ 1,86, no final de 2009 (sobra da viagem a Argentina).
U$ 1100,00 foi comprado à R$ 1,82 comprados em setembro de 2010.
U$ 2100,00 foi comprado à R$ 1,78 comprados em dezembro de 2010.
U$ 100,00 (VTM) foi abastecido à R$ 1,78 em dezembro de 2010.

Nossos gastos com refeição foram altos para mochileiros hehe, pois optamos em sempre que desse, comer pratos típicos da região. Mas em resumo dava para fazer refeições decentes por 15 soles, 20 bolivianos por pessoa.

Se alguém tiver alguma dúvida ou desejar alguma ajuda, sinta a vontade em questionar pois estarei a disposição para ajudar.

Vamos ao relato.

1º dia (21/12/2010) – Jaraguá do Sul – SC , Foz do Iguaçu - PR

Saímos de carro de Jaraguá do Sul às 19:30. Por medida de segurança, pois iríamos viajar a noite toda, optamos em ir pelas rodovias pedagiadas do Paraná.

Praticamente dirigimos a noite toda com chuva, chegamos em Foz do Iguaçu as 07:00 e fomos até o apartamento do Juan, amigo nosso, para deixar o carro.


Gastos do dia:
- Jantar R$ 21,25 por casal.
- combustível R$ 60,00 por casal.
- Pedágios R$ 38,50.
- Red Bull R$ 9,00.
- Água 2,5l R$ 2,80

Total do dia por casal: R$ 131,35


2º dia (22/12/10) – Foz do Iguaçu, Ciudad del Este, Asuncion, Santa Cruz de la Sierra

O Juan nos serviu um café da manhã e nos levou até a Aduana de Ciudad Del Este, enquanto o pessoal dava entrada no Paraguay, eu fui até uma loja em CDE para comprar uma máquina digital um pouco melhor. Comprei uma Sony HX1, um bom investimento.

Quanto eu voltei da compra, eles já tinham feito todos os tramites da aduana inclusive o meu hehe.

Pegamos um táxi ali na aduana mesmo para nos levar até o Terminal de Omnibus de CDE.

Por afobação compramos sem muito pesquisar e pegamos o ônibus da Stel Turismo com destino Asuncion. Ônibus por fora até era bonitinho, mas por dentro estava bem sujinho e o acento que nos foi vendido já estava ocupado e a passagem que o ocupante tinha também era o mesmo numero do nosso. Não teve maiores problemas pois tinha outros bancos sobrando. Alem de sujo o ônibus fazia muitas paradas no caminho até Asuncion. Ponto positivo do ônibus era que o Ar condicionado gelava bem.

Saímos de CDE às 10:00 (horário do Paraguai, ou seja uma hora a menos que Brasília) e chegamos em Asuncion às 15:30.

Paramos em umas das varias paradas antes do Terminal de Omnibus de Asuncion e pegamos um táxi até o aeroporto.

Chegamos no Aeroporto as 14:00, com bastante folga, pois nosso vôo era somente as 19:30.

Fomos tomar um café no Aeroporto de Asuncion para aguardar a saída de nosso vôo.

Pegamos o vôo da Aerosur as 19:30 e às 20:00 chegamos em Santa Cruz de la Sierra (lembrando que na Bolívia tem 2 horas a menos que o horário de Brasília).

Pegamos um táxi do aeroporto até o Terminal Bimodal. Chegando no terminal não tinha mais ônibus para La Paz, para não ter que ficar em Santa Cruz, compramos passagens até Cochabamba pela Trans San Miguel (bus cama, 3 fileiras em cima também, limpo, muito bom, recomendo).

Saímos as 22:15 de Santa Cruz de la Sierra com destino Cochabamba.

Cambio do dia:
U$ 20,00 = 137,00 Bolivianos
Gastos do dia:
- Máquina digital, capa de proteção e MS 4GB U$ 396,00 (R$ 705,00).
- Táxi aduana paraguaia até Terminal Omnibus CDE R$ 10,00 por casal.
- Duas águas R$ 4,00.
- Duas passagens de ônibus CDE até Asuncion R$ 40,00.
- Uso do banheiro no terminal de CDE R$ 1,00.
- Duas “Chipas” para um pseudo almoço R$ 2,00.
- Táxi de uma das paradas do ônibus até o aeroporto de Asuncion U$ 10,00 por casal (R$ 17,80).
- Café e um suco no aeroporto U$ 5,50 (R$ 9,80).
- Duas passagens aéreas de ida de Asuncion até Santa Cruz de la Sierra U$ 120,20 cada, compradas duas semanas antes (R$ 399,00).
- Água no Aeroporto de Santa Cruz de la Sierra 10,00 bolivianos (R$ 2,60).
- Táxi do aeroporto até o terminal Bimodal 25,00 bolivianos por casal (R$ 6,50).
- Duas passagens de ônibus de Santa Cruz até Cochabamba 180,00 bolivianos por casal (R$ 47,00).
- ½ pacote de “pão de queijo boliviano” 5,00 bolivianos (R$ 1,30).
- 1 coca-cola 6 bolivianos (R$ 1,60).
- Taxa de embarque do terminal bimodal 6 bolivianos por casal (R$ 1,60).


Total do dia por casal: R$ 1249,20


3º dia (23/12/10) – Santa Cruz de la Sierra, Cochabamba, La Paz


Acordamos, a caminho de Cochabamba, as 02:30 com o ônibus parado para a galera fazer as necessidades básicas.

As 04:30 acordei novamente e não dormi mais para ir apreciando a subida da serra até Cochabamba.

Viemos conversando bastante tempo com um “milico” como dizemos aqui no sul que estava vindo de Santa Cruz para Cochabamba.

Em Cochabamba tem um monte nevado muito bonito, um pouco antes da cidade já se pode avistá-lo. O soldado que vinha conosco no ônibus até falou o nome do cerro mas eu não lembro mais o nome dele.

Chegamos em Cochabamba as 08:45 e já compramos passagem para La Paz pela Flota Bolívar (Bus cama 3 fileiras) que já iria partir.

Compramos soroche Pills no terminal de Cochabamba, pois iríamos subir ainda mais.

Pagamos a taxa de embarque e as 09:20 já saímos de Cocha com destino a La Paz.

A subida da cordilheira é linda, maravilhosa.....faltam palavras...

As 13:15 parada em Caracolo para o almoço, um prato com arroz, papas fritas, um picanho de alpaca e uma saladinha.

Chegamos em La Paz as 18:00, a idéia era emendar até Copacabana, mas abortamos, pois já estávamos cansados e mesmo tomando Soroche Pills eu estava com uma dor de cabeça enorme. Por sugestão de uma senhora no ônibus a caminho de La Paz, tomei paracetamol mas também não estava dando jeito.

Optamos em pegar um hotel próximo ao Terminal de Buses de La Paz.

Ficamos no Hostal Tambo de Oro, bem em frente ao terminal. Hostal bom, quarto matrimonial, banho privado, agua quente, tv no quarto, preço bom.

Jantamos no hostal mesmo uma hamburguesa e uma sopa e fomos dormir. Pois a altitude estava fazendo estrago em mim.


Cambio do dia:
U$ 100,00 = 697,00 Bolivianos
Gastos do dia:
- Duas passagens de ônibus Cochabamba até La Paz 120,00 Bolivianos por casal (R$ 30,70).
- Soroche Pills comprados no terminal de Cocha 40,00 Bolivianos (R$ 10,20).
- Taxa de embarque do terminal de buses de Cochabamba 5 bolivianos por casal (R$ 1,30).
- Almoço incríveis 13,00 Bolivianos por casal (R$ 3,30).
- Hostal Tambo de Oro 1 pernoite 100,00 Bolivianos (R$ 25,50).
- 4 soroche pills comprados no hostal 14,00 Bolivianos (R$ 3,60).
- Copo de gelatina no hostal 1,00 Boliviano (R$ 0,25).
- 1 agua 2,00 Bolivianos (R$ 0,50).

Total do dia por casal: R$ 75,35



4º dia (24/12/10) – La Paz, Copacabana

Depois de uma noite mal dormida devido a calafrios e dor de cabeça, acordamos as 06:30 e fomos arrumar as coisas.

Pedimos um desayuno no hostal. A senhora responsável demorou a chegar e abortamos o desayuno pois o ônibus para Copacabana partiria as 08:00.

Atravessamos a rua e já estávamos no terminal de buses de La Paz novamente.

Compramos passagens para Copacabana pela Copacabana hehe. Micro ônibus “meia-boca”.

Tomamos café no terminal de buses e embarcamos com destino a Copacabana.

Na localidade de Tiquina tem um estreito no lago Titicaca, então é feito a travessia do lago. Os passageiros descem do ônibus e pegam um barquinho e o ônibus atravessa em uma balsa.

O lago Titicaca é lindo.

Chegamos em Copacabana as 12:00, procuramos hostel.

Optamos em ficar no Hostal Los Kantutas, hostal muito bom, quarto matrimonial, banho privado, desayuno, água quente. Único problema é que nosso quarto ficava no 3º andar.

Saímos para almoçar, pedimos 3 pratos a Truta e um Pollo pra Dhaya pois ela não come nada de peixe, frutos do mar, etc. O restaurante é o Jardin Bolívia, bem aconchegante e os pratos estavam uma delícia.

Depois do almoço começou meu perrengue. Eu estava com aquela dor de cabeça forte pra caramba, e quando fomos dar uma volta por Copacabana comecei a passar mal. Fui para o hostal, subi todos aqueles degraus, quase morri para subir. Desci do meu quarto e fui procurar o pessoal que estava andando pela cidade. Não encontrei eles e voltei para o hostal pois estava chovendo e eu não estava legal. Depois por teimoso, resolvi dar mais uma volta para encontra-los e dalhe sobe e desce de escadas. Encontrei eles próximo a igreja. Voltamos para o hostal pois eu estava ainda pior, também já não estava bem e subi e desci zilhões de vezes escalas M... de escadas.

Tomei Soroche Pills, paracetamol, chá de coca e nada de melhorar, pelo contrário só piorava. Estava deitado na cama tentando dormir quando não agüentei e só deu tempo de correr para o banheiro para botar “TUDO” pra fora.

Voltei pra cama, tomei um Dramin e um Faixa Preta da Araci e fui tentar dormir novamente.

O faixa preta e o Dramin não foram suficientes, acordei varias vezes a noite com aquela dor de cabeça infernal.

Cambio do dia:
Não teve cambio neste dia.
Gastos do dia:
- Duas passagens de ônibus La Paz até Copacabana 50,00 Bolivianos por casal (R$ 12,80).
- Desayuno (2 chás de coca, 2 misto-quente) no terminal de buses de La Paz 20,00 Bolivianos (R$ 5,10).
- Taxa de embarque do terminal de buses de La Paz 4 bolivianos por casal (R$ 1,00).
- Barquinho pra atravessar o Titicaca 3,00 Bolivianos por casal (R$ 0,75).
- Hostal Los Kantutas 1 pernoite 110,00 Bolivianos (R$ 27,50).
- Almoço com truta no Jardin Bolívia 114,00 Bolivianos por casal (R$ 28,50).

Total do dia por casal: R$ 75,65

Cordilheira Real no caminho entre La Paz e Copacabana, de tirar o folego.....
Imagem

Imagem

Imagem

Lago Titicaca sem palavras....
Imagem

Ao Fundo a cidade de Copacabana, o Cerro Calvario e o Lago Titicaca
Imagem


Continua.......
Editado pela última vez por cid74 em 06 Fev 2011, 18:15, em um total de 5 vezes.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 16 Jan 2011, 14:12

Continuando.......

5º dia (25/12/10) – Copacabana, Puno, Arequipa


Acordamos as 07:30 para ir fazer o café da manhã e eu ainda não estava bem.

O desayuno do hostel era bem básico (pão, manteiga, geléia, suco, chá de coca).
Recomendo o hostal Las Kantutas.

Fizemos o check-out, deixamos nossas mochilas e fomos procurar passagens para Puno.

Depois de muito pesquisar optamos em ir com a TourPeru, ônibus semi-cama. Pegamos os acentos da frente para ir apreciando a viagem.

Depois fomos almoçar em um restaurante muito bem decorado um saboroso menu.
Depois do almoço fomos a feirinha comprar umas lembrancinhas.

Entramos no ônibus e pontualmente as 13:30 saímos de Copacabana com destino a Puno. Ponto positivo para a TourPeru (pontualidade, ônibus limpo e as duas fileiras da frente é show de bola).
Paramos na aduana boliviana e tivemos que tirar um xerox, de nossas permissões. “Convenientemente” tem um lugar ao lado da aduana para tirar o xerox.
Caminhamos até a aduana peruana para dermos entrada no Peru, hehe.

Cambiamos dólares e para me livrar de algumas moedas de bolivianos, comprei um sorvete por 7 bolivianos.
Chegamos em Puno e já compramos passagens para Arequipa. Compramos passagens pela Julsa, ônibus bus-cama que iria sair as 23:00. Com isso tínhamos tempo de fazer o passeio as ilhas flutuantes dos Uros.

Contratamos o passeio as ilhas flutuantes, deixamos nossas mochilas no guarda bagagem e fomos ao passeio.

O porto de embarque é próximo a rodoviária e daria para ir a pé, mas como parte integrante do passeio é o translado da rodoviária ao porto optamos em ir de van com o resto do pessoal.

O passeio as ilhas flutuantes tem quem gosta e tem quem não gosta. Eu e minha esposa somos da turma que gostaram do passeio.
Fizemos o passeio com a “Mercedes” que não estava incluso no valor do passeio contratado.
Compramos alguns souvenirs e as 18:00 pegamos o barco novamente para voltarmos para Puno.

Chegamos no terminal de buses de Puno e fomos comer alguma coisa antes de embarcarmos para Arequipa.
Pontualmente as 23:00 saímos de Puno para Arequipa. Ponto positivo para a Julsa (pontualidade, ônibus limpo).

Cambio do dia:
U$ 100,00 = 280,00 Novo Sol

Gastos do dia:
- Duas passagens de ônibus Copacabana até Puno 50,00 Bolivianos por casal (R$ 12,80).
- Almoço um menu (sopa+arroz+salada+truta, frango ou carne de boi) por 67,00 Bolivianos por casal (R$ 16,80).
- Xerox na aduana 2,00 Bolivianos por casal (R$ 0,50).
- Sorvete 7,00 Bolivianos (R$ 1,75).
- Duas passagens de ônibus Puno até Arequipa 50,00 soles por casal (R$ 31,80).
- Passeio as ilhas flutuantes dos Uros 40,00 soles por casal (R$ 25,40).
- Guarda mochilas na Rodoviária de Puno 2,00 soles por mochila, 8,00 soles (R$ 5,10).
- Passeio na “Mercedes” 20,00 soles por casal (R$ 12,70).
- Lembrancinhas 70,00 soles (R$ 44,50).
- Sanduba e cha de coca 5,00 soles (R$ 3,15).

Total do dia por casal: R$ 154,50

Ilhas Flutuantes dos Uros
Imagem

A "Mercedes" ancorada na ilha
Imagem


Panorâmica do lago
Imagem

Continua..........
Editado pela última vez por cid74 em 26 Jan 2011, 19:15, em um total de 2 vezes.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor Pericles David » 16 Jan 2011, 16:57

Está ficando muito bom o relato!!! Parabéns. As anotações de valores atuais estão me ajudando a ajustar meu planejamento!
Abraço.
Avatar do usuário
Pericles David
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 688
Desde: 21 Mar 2010, 20:08

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 17 Jan 2011, 19:50

pdavid escreveu:Está ficando muito bom o relato!!! Parabéns. As anotações de valores atuais estão me ajudando a ajustar meu planejamento!
Abraço.


Muito obrigado pelos elogios.
Que bom que está sendo util.
Quero ver se concluo o relato até o fim de semana.
Se tiver alguma duvida ou questionamento, ou se precisar de dicas de onde ficar e oque fazer é só perguntar que estamos aí para ajudar, pois foi com base nos relatos da galera que já postou aqui que montei o meu roteiro....e a viagem foi um sucesso.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 18 Jan 2011, 19:21

Continuando......

6º dia (26/12/10) – Arequipa

Apesar do bus-cama da Julsa ser muito bom, pra variar não consegui descansar devido a forte dor de cabeça enquanto cruzávamos a cordilheira.

Chegamos em Arequipa as 06:00 da manhã e o Marlon da Marlon’s House estava a nos esperar no Terrapuerto de Arequipa.
Pegamos um táxi e fomos pro hostel do Marlon. Deixamos nossas mochilas e fomos ao terraço para tomar um cha de coca e apreciar a vista maravilhosa dos vulcões El Misti e Chachani que cercam a cidade de Arequipa. Durante o chá de coca conhecemos o Luis Gustavo e a Cristiane, com os quais íamos nos “esbarrar” outras vezes. Na própria hospedagem o Marlon tem uma agencia de turismo e conversamos com ele a respeito dos passeios que queríamos fazer. De cara fechamos com o ele o passeio ao Cânon Del Colca 2D/1N.

Tentamos tomar um banho (pois a água estava fria) e fomos almoçar. Arequipa é famosa pela gastronomia, então optamos em degustar de algumas iguarias típicas peruanas. Fomos ao restaurante Terrace que fica na Plaza de Armas de Arequipa e pedimos 6 pratos diferentes para degustarmos. Entre outros pratos estavam os famosos Ceviche e o Cuy Crocante. O Ceviche é muito apimentado e o Cuy é exótico hehe os outros pratos não chamaram muita a atenção hehe. Tomamos nossa primeira rodada de Cusquena, por sinal aprovadissima.

Depois do almoço fomos ao museu da Universidade Católica de Santa Maria, onde encontra-se a múmia Juanita. O museu fica bem próximo a Plaza de Armas. Assistimos um documentário de como e onde a múmia foi encontrada e fomos a visita guiada. Gostei bastante das explicações da guia, por isso optei em pagar a propina para a guia, visto que era opcional.

Depois do museu fomos tomar um café. Pegamos uns docinhos muito bons no Antojitos de Arequipa. Ligamos para o Brasil para darmos noticias, compramos umas lembrancinhas e demos uma volta por Arequipa.

A noite saímos para passear pelo centro de Arequipa, a Plaza de Armas de Arequipa é uma das mais lindas que já vi.
Nosso jantar foi uma deliciosa Parrillada no El Viñedo. Pena que quando chegamos lá os músicos não estavam mais tocando.

Retornamos para o hostel para arrumarmos uma pequena bagagem para ir ao Cânon Del Colca no dia seguinte. Eram 23:00 quando fomos dormir.


Cambio do dia:
U$ 500,00 = 1400,00 Novo Sol

Gastos do dia:
- Táxi do terrapuerto até o hostel 3,00 soles por casal (R$ 1,90).
- Almoço com direito a Ceviche, Cuy, e mais 4 pratos, 6 Cusqueñas e 2 sucos 100,00 soles por casal (R$ 63,60).
- Entradas no museu 30,00 soles por casal (R$ 19,00).
- Pagamento do guia no museu (opcional) 10,00 soles (R$ 6,60).
- café da tarde 10,00 soles por casal (R$ 6,60).
- Docinhos no Antojitos de Arequipa 6,00 soles (R$ 3,80).
- Cartão para ligação internacional 10,00 soles (R$ 6,60).
- Lembrancinhas 120,00 soles (R$ 76,30).
- Jantar no El Viñedo, uma deliciosa Parrillada 100,00 soles (R$ 63,60).

Total do dia por casal: R$ 248,00

Fotos:

Vulcão El Misti visto do terraço do hostel Marlon’s House
Imagem

Panorâmica da Plaza de Armas de Arequipa tirada do restaurante Terrace
Imagem

Uma das iguarias da culinária peruana, Cuy Crocante
Imagem

A Plaza de Armas de Arequipa de dia
Imagem

A Plaza de Armas de Arequipa de noite (Eu e a Araci na foto)
Imagem

Continua.......
Editado pela última vez por cid74 em 26 Jan 2011, 19:21, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 19 Jan 2011, 19:47

Continuando......

7º dia (27/12/10) – Cañon Del Colca

Acordamos tomamos nosso desayuno que não estava incluso na diária. Pagamos a hospedagem, o passeio ao Cânon e deixamos nossas mochilas maiores no hostel.

O micro-onibus passou no hostel para nos pegar eram 08:30. No micro-onibus tinha 8 brasileiros, alem de nos 4, ainda tinha o Luis Gustavo com a Cris e o Alfonso com a Tânia que conhecemos no ônibus.

O nosso guia para o passeio a Cânon Del Colca foi o Jesus, cara muito gente boa, falava devagar para que nós o entendêssemos.
Antes de sair de Arequipa teve uma parada para comprarmos produtos a base de coca, pois iríamos sair de 2400 m.s.n.m e iríamos a mais de 4900 m.s.n.m, no Mirador de los Andes.

Começamos a subir a cordilheira e a contornar os vulcões que cercam a cidade de Arequipa. Parada dentro do Parque Salinas e Aguadas Blancas para avistarmos vicunhas. Mais uma parada parada agora para tomarmos uma chá de coca e apreciarmos a vista dos belos vulcões El Misti e Chachani. O tempo não estava muito bom, mas mesmo assim deu para tirar boas fotos.

Mais uma parada, agora para avistar um rebanho de alpacas e seguimos em frente. Mais uma parada agora no Mirador de Los Andes, uma pena estar o tempo ruim pois não dava para ver muito a região toda, mas mesmo assim o lugar é lindo com muita neve nos montes espalhados pela região.
Apesar da altitude ser de 4910 m.s.n.m eu não senti nenhum desconforto maior, mas também experimentei tudo a base de coca, mascava a folha, tomava o chá, comi umas bolachas a base de coca e até um refrigerante a base de coca o Cocawell.

Começa então a descida até Chivay. Chegamos em Chivay eram 13:30, pagamos o boleto turístico que não estava incluso no passeio e fomos almoçar.
O buffet livre do restaurante era muito bom. Depois do almoço nos deixaram na nossa hospedagem e o Jesus comentou do horário que o micro passaria para levar o pessoal as águas termais, não não fomos pois não trouxemos roupa de banho.

Chegamos no hostel Inca Wasi Kolping (incluso no passeio) e fomos tomar banho, e pra variar a água não estava quente. Descansamos pois as 19:30 o ônibus nos buscaria para o Jantar típico.

Fomos para o jantar, e lá sentamos na mesma mesa com o Alfonso e a Tânia e ficamos jogando conversa fora. Aproveitei para tomar uma Cerveja de nome Arequiña que ainda não havia experimentado.
Participamos das danças, foi só festa. Para comer pedimos duas pastas que estavam muito boas por sinal. Gostei bastante da jantar com danças típicas.
Retornamos para o hostel eram 22:00 e fomos dormir.


Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia.

Gastos do dia:
- Desayuno 16,00 soles por casal (R$ 10,20).
- Uma diária de hospedagem em quarto matrimonial com banho privado sem desayuno 40,00 soles por casal (R$ 25,50).
- Passeio ao Cânon Del Colca 180,00 soles por casal (R$ 114,50).
- Água, folha de coca, cocawell 15,00 soles (R$ 9,50).
- Chá de coca e bolachas de coca 10,00 soles (R$ 6,40).
- Almoço buffet livre 46,00 soles por casal (R$ 29,25).
- Jantar com dança típica, 2 pastas, uma inka cola, uma Arequipeña e uma Cusqueña 60,00 soles por casal (R$ 38,20).
- 10 soles para os músicos (R$ 6,40).
- 20 soles para os dançarinos (R$ 12,80)

Total do dia por casal: R$ 252,75

“Oásis” no meio do deserto ainda próximo a Arequipa, a caminho de Chivay
Imagem

Vicunhas na Reserva Nacional Salinas e Aguada Blanca
Imagem

Panorâmica dos vulcões que cercam Arequipa
Imagem

Vulcão El Misti
Imagem

Alpaca
Imagem

Subindo a Cordilheira, a estrada passa do ladinho de cumes nevados
Imagem

Continua................
Editado pela última vez por cid74 em 06 Fev 2011, 10:28, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 22 Jan 2011, 11:11

Continuando....

8º dia (28/12/10) – Cañon Del Colca, Arequipa, Cusco

Acordamos as 05:00 para tomarmos nosso desayuno (incluso e bonzinho). As 05:30 pegamos nossas coisa e saímos para o passeio ao Cañon Del Colca. Fizemos algumas paradas em alguns povoados que ficam a beira do Cañon para batermos algumas fotos. Neste dia estava bastante nublado e o guia nos avisou que não ia ser fácil de avistar os condores voando, mas mesmo assim ficamos na torcida. Mesmo estante bastante nublado dava pra ver bem a profundidade e a beleza do Cânon.

Fizemos uma parada um pouco antes da Cruz Del Condor para fazermos uma caminhada a beira do Cañon. Ali avistamos nosso 1º condor, passou tão rápido que nem deu pra bater foto dele. Continuamos caminhando a beira do Cañon aproximadamente uma hora e meia. Depois começamos a retornar pois nosso guia falou que talvez na volta nós conseguiríamos avistar mais algum condor. Dito e feito na volta paramos 3 vezes para admirar a imponência do condor com seus 3 metros de envergadura. Agora consegui bater umas fotos, um pouco de longe, mas deu para bater.

Desejo realizado (bater foto do condor), pegamos a estrada de volta a Chivay, chegamos no restaurante para almoçar eram 12:00 horas. Desta vez paramos em outro restaurante, este também tinha buffet livre uhuuuu. Buffet muito bom, deu pra encher a pança hehe.

As 13:30 começamos o caminho de retorno a Arequipa. Chegamos na Plaza de Armas de Arequipa as 17:00. Pegamos um táxi até o Terrapuerto de Arequipa para comprarmos as passagens para Cusco. Compramos passagens da empresa Carhuamayo, ônibus bus-cama.

Pegamos um táxi e retornamos a Plaza de Armas, fomos até o Lucianno para tomarmos um café e retornamos para o hostel para pegarmos nossas mochilas e para negociarmos com o Marlon o passeio a Machu Picchu.

O Marlon nos ofereceu por U$ 190,00 por pessoa o seguinte pacote para Machu Picchu:
- Táxi de Cusco até Ollantaytambo.
- Passagens de trem de Ollantaytambo até Águas Calientes.
- 2 Pernoite em hostel em Águas Calientes.
- Boleto de entrada em Machu Picchu.
- 1 passagem de ônibus de Águas Calientes até Machu Picchu.

Achamos o preço razoável e fechamos com ele, pois iríamos fazer o trecho de trem de dia. Ele nos passou que chegando em Cusco era só ir no hostel Marlon’s House que ele possui em Cusco para pegar as passagens com a outra irmã dele que cuida das coisas dele em Cusco e para chegar horários, etc.

Saímos do hostel as 19:45 e fomos pegar um táxi para irmos ao terrapuerto. “Todos” do hostel vieram nos ajudar a pegar um táxi, foram muito atenciosos.

Apesar do banho frio e da localização ser um pouco afastada da Plaza de Armas, eu recomendo o Hostel Marlon’s House por mais de um motivo. Era limpo, as roupas de cama estavam impecáveis, o preço era muito bom e o atendimento tanto do Marlon quanto das irmãs dele foi muuuuuito bom. E também os passeios tanto do Cañon Del Colca quanto Machu Picchu foi tudo dentro do combinado.

As 20:40 saimos de Arequipa com destino a Cusco.

Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia.

Gastos do dia:
- Almoço buffet livre 46,00 soles por casal (R$ 29,25).
- Táxi da Plaza de Armas até o Terrapuerto 4,00 soles (R$ 2,50).
- Passagens de Arequipa para Cusco, ônibus semi-cama Empresa Carhuamayo 90,00 soles por casal (R$ 57,25).
- Táxi do Terrapuerto até Plaza de Armas 5,00 soles (R$ 3,20).
- Café no Lucciano Café 12,00 soles por casal (R$ 7,60).
- Passeio Machu Picchu U$ 190,00 por pessoa, U$ 380,00 por casal ( R$ 676,40) que incluía:
- Táxi de Cusco até Ollantaytambo.
- Passagens de trem de Ollantaytambo até Águas Calientes.
- 2 Pernoite em hostel em Águas Calientes.
- Boleto de entrada em Machu Picchu.
- 1 passagem de ônibus de Águas Calientes até Machu Picchu.
- Táxi do hostel até o Terrapuerto 5,00 soles (R$ 3,20).

Total do dia por casal: R$ 779,40

Fotos:

Falcão me encarando
Imagem

Estrada que vai beirando o Cañon Del Colca
Imagem

O Sávio e a Dhaya contemplando a beleza do Cañon
Imagem

O Condor dos Andes, imponente...a maior ave voadora do mundo
Imagem



9º dia (29/12/10) – Cusco, Ollantaytambo, Aguas Calientes
Depois de 9 horas de viagem, chegamos as 06:00 horas da manhã em Cusco. O onibus da Carhuamayo era mais ou menos e consegui descansar um pouco na viagem. Pegamos um táxi até o hostel Marlon’s House de Cusco para acertarmos o detalhes do passeio a Machu Picchu e deixarmos nossas mochilas maiores. O hostel estava lotado e não tinha vaga para o dia 31 quando voltaríamos de Machu Picchu, então optamos em deixar para procurar um hostel dia 31 mesmo quando voltaríamos a Cusco.

Acertamos tudo com a Sunovia (irmã do Marlon) a respeito de passagens, guia, etc para Machu Picchu. Aproveitamos e tomamos um banho quente na hospedagem sem custo algum.

Saímos para tomar um café em frente a Plaza de Armas de Cusco.

Com o Walter da Pumas Treek acertamos o passeio ao Vale Sagrado para o dia 02/01/11. Fomos para as feirinhas comprar algumas lembranças. Comprei um agasalho do Peru que acabou sendo “incorporado” a minha pele de tanto que eu o utilizei hehe.

As 13:00 retornamos para a hospedagem para pegarmos o taxi (incluso no pacote) que iria nos levar até Ollantaytambo. No caminho para Ollantaytambo, paramos em um mirante para batermos fotos. Chegamos em Ollantaytambo as 15:00 horas e fomos tomar umas Cusqueñas e comermos um lanche antes de pegar o trem.

As 16:00 estavamos na estação de trem. Para ir a Aguas Calientes fomos com o trem Vistadome. Vagão muito bom, tem umas janelas que abrem bastante e uma parte do teto é de vidro o que possibilita uma vista incrível do vale onde cruza a estrada de ferro.

Dica: façam esta viagem durante o dia a vista é incrivel deste vale, o rio Vilcanota estava bastante cheio, tem um montes nevado muito lindos tambem.

Chegamos em Aguas Calientes as 18:30, ou seja, foram duas horas e meia de uma viagem de trem muito agradável, até lanchinho serviram no trem hehe.

Na estação tinha um rapaz a nossa espera e nos levou ao hostel El Tumi (incluso no pacote). Hostel muito bom, quarto amplo, limpo, com banho privado e agua “caliente”. Pra variar era quarto doble, ou seja, eu e a Araci terimaos que dormir em cama de solteiro novamente (aconteceu isto tambem no Cañon del Colca). Mas a cama novamente era bem larguinha e não tivemos maiores problemas para dormir. Fomos tomar um banho e pra variar a agua não estava quente (que “sorte” a nossa com os chuveiros peruanos hehe).

A noite saimos para jantar e beber alguma coisa. Em aguas Calientes os grupos de musicas tipicas vão tocando de bar em bar. Compramos um CD de um destes grupos. Depois da janta andamos pela rua dos restaurantes e encontramos o Savio e a Dhaya em outro restaurante e paramos para tomarmos mais algumas com eles. Nesse restaurante chegou um outro grupo e começou a tocar. Eles chegam na rua, se instalam e vão tocando. Este grupo tambem era muito bom. Compramos o CD deles tambem. Acho eu que devemos ajudar, pois com isso eles tem a possibilidade de se manterem e manterem a cultura.

Passamos no mercadinho para comprarmos alguma coisa para levarmos para Machu Picchu, visto que passaríamos o dia inteiro lá.

Chegamos no hostel e combinamos com o guia o horário e tudo mais, eu e o Sávio iríamos acordar cedo, pois nós dois iríamos querer subir Wayna Picchu. A Dhaya e a Araci iriam mais tarde, pois o guia só estaria as 07:45. Pedimos para sermos acordados as 04:00 para irmos para a fila do bus que sobe somente as 05:30.

E fomos dormir pois o dia seguinte teríamos que estar em pé cedinho.

Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia.

Gastos do dia:
- Táxi do terminal de buses até o Marlon’s House 5,00 soles (R$ 3,20).
- Café da manhã na Plaza de Armas 26,00 soles por casal (R$ 16,50).
- Passeio ao Valle Sagrado 50,00 soles por casal (R$ 31,80).
- Casaco do Peru 40,00 soles (R$ 25,45).
- Cusqueñas e lanche em Ollantaytambo 26,00 soles por casal (R$ 16,50).
- Jantar, uma cusqueña, um spaghetti a carbonara e um omelete com queijo 82,00 soles por casal (R$ 52,15).
- 2 CDs de músicas típicas 50,00 soles (R$ 31,80).
- Compras no mercadinho 40,00 soles (R$ 25,45).

Total do dia por casal: R$ 202,85

Fotos:

Panorâmica do Valle Sagrado
Imagem

Eu e a Araci dentro do trem a caminho de Águas Calientes
Imagem

Um dos montes Nevados que se avista de dentro do trem a caminho de Águas Calientes
Imagem

Vista do Vale....combinação perfeita, neve, verde das arvores e o rio Vilcanota serpentiando o vale
Imagem


Continua................
Editado pela última vez por cid74 em 06 Fev 2011, 10:36, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 24 Jan 2011, 20:34

10º dia (30/12/10) – Machu Picchu

Acordei por conta as 04:00, ainda bem por que o carinha do hostel chegou no quarto já quando estava saindo. As 04:30 já estávamos na fila pra pegar o busão, já tinha uma galera na fila. Pra ajudar começou uma garoa, mas nada que desanimasse. Pegamos dois cafés am uma cafeteria que ficava bem a nossa frente na fila. As 05:30 começou a encher os ônibus, pra variar sempre tem uma galera folgada que furaram a fila. As 05:40 chegamos em Machu Picchu e já fomos pra fila pra carimbar nossas entradas para subir Wayna Picchu. Como a fila estava enorme, não consegui a senha para subir as 10:00 e quase fico sem a senha para subir as 08:00. o minha senha foi a de nº 200, ainda carimbaram a do Sávio que estava junto comigo e entreguamos os dois ingressos juntos e a de um surfista gaúcho que estava em uma trip de surf pelo Peru e resolveu conhecer Machu Picchu, ele ficou implorando e conseguiu convencer os caras, venceu pelo cansaço hehe . O nome do surfista é Marcio, muito gente boa ele.

Beleza, ingressos carimbados, eu queria subir as 10:00 para não perder a visita guiada mas fazer o que. Agora foi aguardar a Dhaya e a Araci que iriam chegar mais tarde. Elas chegaram as 07:45, peguei alguma coisa pra comer e fui subir Wayna Picchu, o Sávio não queis subir Wayna Picchu e deu seu ingresso para o Luis Gustavo que havia subido a pé de Águas Calientes até Machu Picchu só que chegou depois do nosso ônibus e acabou não conseguindo senha pra subir. Então saímos eu e o Luis Gustavo, o surfista já tinha se “jogado morro acima hehe”. O tempo estava bem fechado e não dava pra ver muita coisa. Aos poucos o tempo foi abrindo e a visão começou a ficar espetacular. A subida pra Wayna é um pouco puxada mas qualquer pessoa com o mínimo de preparo consegue fazer.

As 09:15 já estava no topo de Wayna Picchu, ali fiquei de bobeira curtindo o visual e “me perdi” do Luis Gustavo. Apreciei bastante o local, tirei muitas fotos e comecei a descida. Já dizia o ditado popular “pra baixo todo santo ajuda” e as 11:00 horas já estava em Machu Picchu. Chegando lá me encontrei com a Araci, o Sávio e a Dhaya e começou um chuva mais forte. Aproveitamos para “tomar um café” e esperar a chuva amenizar. A chuva deu uma trégua e fui para minha “visita guiada pela Araci” hehe. Andamos por tudo, fomos até a ponte inca e voltamos, subimos e descemos escadarias, aproveitamos ao máximo e as 16:30 descemos para pegarmos o ônibus de volta pra Águas Calientes. A idéia era descer a pé, pois nossa passagem de regresso não estava inclusa e nos queríamos aproveitar este momento ultimo no local, mas o cansaço era maior e optamos em voltar de busão.

Chegamos ao hostel e fomos tomar um bom banho, desta vez água estava caliente. Fomos trocar alguns dólares (cambio ruim) e fomos a feirinha de águas calientes comprar algumas lembrancinhas. A noite saímos para jantar juntamente com o Sávio e a Dhaya.

Fomos para o hotel para dormir, pois estávamos exaustos e nossa passagem de trem era para bem cedo, as 05:10 da manhã do outro dia.


Cambio do dia:
U$ 200,00 = 540,00 Novo Sol

Gastos do dia:
- 2 cafés 15,00 soles por casal (R$ 9,50).
- passagens de ônibus de Machu Picchu pra Águas Calientes U$ 14,00 por casal (R$ 24,90).
- duas camisetas de Machu Picchu 25,00 soles (R$ 15,90).
- Jantar U$ 65,00 o casal (R$ 115,70).

Total do dia por casal: R$ 166,00

Fotos:

Vista de Machu Picchu de cima de Wayna Picchu
Imagem

Eu, Araci, Machu Picchu e Wayna Picchu ao fundo
Imagem

Ruínas de Wayna Picchu visto de Macchu Picchu
Imagem

A foto clássica, Machu Picchu com Wayna Picchu ao fundo
Imagem

Continua................
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC


Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 06 Fev 2011, 10:57

Continuando......

11º dia (31/12/10) – Águas Calientes, Cusco

Acordamos as 04:00 e fomos para o terminal de trem, compramos 2 cafés no terminal. Chegamos em Ollantaytambo e pegamos uma van com destino a Cusco (a van não estava incluso no pacote por isso tivemos que pagar).

Chegamos em Cusco e começamos a procurar um hostel para ficarmos por duas noites. Como era dia 31/12, foi um pouco complicado encontrar um bom custo-beneficio. Optamos em ficar no hostel Imperial II, quarto matrimonial com banho privado. Deixamos nossas mochilas no hostel e fomos almoçar. Encontramos um restaurante irlandês próximo a Plaza de Armas e pedimos um menu. Depois do almoço voltamos para o hostel para descansarmos, pois a noite iríamos sair para comemorarmos a entrada do ano novo.

As 21:30 acordamos e fomos até a Plaza de Armas que já estava tomada pela galera. Optamos em pegar um restaurante por acharmos mais seguro do que ficar ali no meio da muvuca. A galera é meio insana, ficam soltando fogos ali no meio da multidão. Quando deu meia noite os locais e turistas também, começaram a dar as tradicionais (para os cusqueños) 3 voltas correndo ao redor da praça.
Neste restaurante conheci o venezuelano Jose Diego, com o qual ficamos conversando um bom tempo.

As 01:30 fomos para o hostel para dormir.


Cambio do dia:
U$ 500,00 = 1400,00 Novo Sol

Gastos do dia:
- 2 cafés 15,00 soles por casal (R$ 9,50).
- Van de Ollanta para Cusco 16,00 soles por casal (R$ 10,20).
- 2 diarias no Hostel Imperial II, quarto matrimonial com banho privado 45,00 soles a diária (R$ 57,20).
- Almoço 2 menus por 15,00 soles por menu (R$ 19,10).
- Jantar de ano novo, com direito a espumante e talz, uma facada 300,00 soles para 4 pessoas (R$ 190,80).

Total do dia por casal: R$ 286,80


12º dia (01/01/11) – Cusco

Acordamos as 08:30 e fomos tomar nosso café da manhã, fui na lavanderia buscar duas blusas que havia deixado pra lavar. E fomos andar pela cidade de Cusco. Na praça Regocijo encontramos o Alfonso e a Tânia, conversamos com eles sobre a noite anterior e eles nos falaram que ficaram no meio da galera na Praça na hora da muvuca, os dois acabaram sendo “brindados” com fogos pelo corpo, ainda bem que não foi nada mais serio.

Ao meio dia fomos almoçar, para depois do almoço irmos até a pedra de 12 angulos, aproveitamos e fomos também a pé até o Qorikancha. No final da tarde fomos até o mercado municipal para comermos uma salada de frutas.

A noite não resistimos e fomos jantar no Mc Donalds. Fomos pra cama cedo, pois tínhamos que acordar cedo para fazermos o passeio ao vale sagrado.


Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia.

Gastos do dia:
- lavanderia 5,00 soles (R$ 3,20).
- Almoço 55,00 soles por casal (R$ 35,00).
- Salada de frutas 3,50 soles por casal (R$ 2,20).
- Jantar no Mc Donalds 29,50 soles por casal (R$ 18,80)

Total do dia por casal: R$ 59,20

Fotos

Plaza Regocijo
Imagem

A famosa pedra dos 12 angulos
Imagem

Qorikancha
Imagem


13º dia (02/01/11) – Cusco, Valle Sagrado, La Paz

Acordamos as 07:00, tomamos café e fomos pra Plaza de Armas para pegarmos nosso ônibus para o passeio ao Valle Sagrado.

Chegamos na Plaza de Armas as 08:20, visto que nosso passeio era pra sair as 08:30. Nos conduziram até a Plaza Regocijo e esperamos, esperamos e nada do micro sair. Saiu somente as 09:40.

Primeira parada antes de Pisac para comprar artesanatos e busão novamente.
Próxima parada agora em Pisac, o tempo não estava muito bom, estava chuviscando. As ruínas são show de bola mas depois que você Machu Picchu o restante, mesmo belo, não chama mais tanta a atenção.

Dica, façam o Valle Sagrado antes de fazerem Machu Picchu.

As 13:30 fizemos uma parada em Urubamba para almoçarmos, buffet muito bom por sinal.

Chegamos em Ollantaytambo e já estávamos de saída, visita muito rápida. Ollanta mereceria um dia de visita só ali.

Chegamos em Chinchero já no final da tarde fomos em um local onde fazem tecidos, explicam como funciona e talz e tentam te vender mais algum artesanato. Pegamos o busão novamente e as 19:30 chegamos na Plaza Regocijo em Cusco.

Este passeio ficou abaixo das expectativas por alguns motivos:
- Eu fui a Machu Picchu primeiro, o que ofuscou um pouco a beleza das ruínas do Valle Sagrado.
- Nosso passeio saiu muito atrasado, o que acarretou no atropelando do passeio.
- Muitas paradas para compras, uma em Pisac e esta no fim em Chinchero, o que “roubou” tempo que poderia ser gasto em Ollanta.

Chegamos na Plaza Regocijo e nos encontramos com o Sávio e a Dhaya que não fizeram o passeio e fomos comprar mais algumas lembranças. Fomos jantar uma pasta (meia-boca) e tomar um vinho no Don Ceferino. Retornamos para o hostel para pegarmos nossas cargueiras. Pegamos um táxi e fomos para o terminal terrestre de Cusco. As passagens para La Paz, o Sávio havia comprado a tarde pra nós. Optamos em ir a La Paz via Desaguadero pela empresa Nuevo Continente, ônibus (meia-boca) semi-cama .

As 23:00 saímos de Cusco com destino a La Paz.



Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia.

Gastos do dia:
- Almoço em Urubamba 50,00 soles por casal (R$ 31,80).
- Manta de Alpaca comprada em Chinchero 50,00 soles (R$ 31,80).
- Poncho para a Araci 42,00 soles (R$ 26,70).
- Jantar no Don Ceferino 77,25 soles por casal (R$ 49,10).
- Táxi do hostel ao terminal terrestre de Cusco 5,00 soles (R$ 3,20).
- Duas passagens para La Paz ônibus semi-cama empresa Nuevo Continente 70,00 soles por passagem 140,00 soles por casal (R$ 89,00).

Total do dia por casal: R$ 231,60

Fotos

Ruínas e Terraças de Pisac.
Imagem

Ruínas e Terraças de Ollantaytambo.
Imagem

Ruínas e Terraças de Chinchero.
Imagem


Continua................
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 25 Jul 2011, 20:11

Depois de um 1º semestre corrido na faculdade e no trabalho, "roubei" um tempinho para concluir o relato.....

Continuando....

14º dia (03/01/11) – La Paz

Dormi bem praticamente toda a viagem. Acordei as 06:00 perto de Juliaca a beira do lago Titicaca. Esta parte do Peru é horrível, nunca vi tanto lixo jogado pelas ruas. Um contraste com a beleza do lago.
Chegamos na aduana peruana as 09:10. Tudo certo na aduana peruana e atravessamos a ponte e entramos na Bolívia novamente. O mau cheiro sobre a ponte era quase insuportável. Tudo certo na aduana boliviana também, adiantamos o relógio e as 10:50 pegamos a estrada novamente.
As 12:45 chegamos no terminal de ônibus de La Paz. Troquei dólares ali no terminal mesmo. O Sávio e a Dhaya já compraram as passagens para Santa Cruz para este dia mesmo, visto que eles partiriam de busão e nós iríamos ficar por La Paz ainda.
Pegamos um táxi e pedimos para nos deixar em um Burger King, ele nos deixou no Shopping Center Norte (Burger King ficava ao lado), próximo ao Hotel Torino. Comemos um lanche e nos despedimos do Sávio e da Dhaya e fomos a pé para o Hotel Torino, pois era bem próximo do Shopping.
O Hotel Torino era bonzinho, pegamos um quarto bem arejado. Único problema é que este quarto ficava no 3º andar. O hotel Torino fica localizado “colado” a Plaza Murillo. Fizemos check-in e fomos deixar nossas coisas no quarto. Nisso caiu uma chuva de granizo que deixou os telhados cobertos de pedras de gelo.
Saímos para darmos uma volta para olharmos os preços das coisas. A Araci começou as compras de anéis de prata dela. Fomos a pé da Plaza Murillo até a Lhampu para ver os preços dos artigos mais “técnicos”, é um pouco puxado mas para quem já estava “aclimatado” até que não é tum ruim assim essa caminhada.
Jantamos no restaurante Sabor Cubano que fica na calle Sagarnaga. Pedimos dois pratos, um era o vaca frita (o melhor) e o outro não lembro o nome (só sei que era de carne de porco). Tomamos duas Paceñas e um Daiquiri.
Pegamos um táxi para voltarmos para o hotel. Conversando com o taxista perguntei quanto ele cobraria para levarmos nós até o Chacaltaya, visto que não tínhamos fechado o passeio com nenhuma agencia. Ele nos falou que cobraria 120,00 bolivianos, ou seja, mais barato que algumas agencias cobraria e com o diferencial que poderíamos ficar o tempo que quiséssemos. Combinei com ele de nos pegar no dia seguinte as 09:00 em frente ao hotel.

Cambio do dia:
U$ 500,00 = 3485 Bolivianos

Gastos do dia:
- Fotocópia dos documentos próximo a aduana peruana em Desaguadero 0,20 soles (R$ 0,10).
- Táxi do terminal de buses de La Paz até o Burger King 10,00 bolivianos (R$ 2,50).
- Almoço no Burger King 75,00 bolivianos por casal (R$ 18,75).
- Anel de prata 140,00 bolivianos (R$ 35,00).
- Jantar no Sabor Cubano (2 pratos, 2 Paceñas Oro, 1 Daiquiri) 106,00 bolivianos por casal (R$ 26,50).
- Táxi da calle Sagarnaga até o Hotel Torino 10,00 bolivianos (R$ 2,50).


Total do dia por casal: R$ 85,35



15º dia (04/01/11) – La Paz (Chacaltaya)

Acordamos cedo, fomos tomar um super-café no próprio hotel e fomos pra frente do hotel aguardar o taxista Sr. Pedro que havia combinado no dia anterior.
Esperamos, esperamos e nada do Sr. Pedro. Nisso aparece o Mateo da agencia de turismo que fica em anexo ao Hotel Torino e começou a nos questionar o que estávamos fazendo e o que iríamos fazer e talz. Explicamos que estávamos aguardando um certo taxista para nos levar ao Chacaltaya, ele perguntou se conhecíamos o taxista e começou a nos botar medo, falou que estava barato demais e seria perigoso, ele disse que deveríamos conhecer o taxista e talz.
Resumindo, ele conseguiu nos botar medo e convenceu-nos que deveríamos aceitar a sugestão de que um amigo dele poderia nos levar.
Deixamos o Mateo para nos arrumar um táxi “confiável” e fomos comprar passagens de avião de La Paz para Asuncion. Fomos na agencia Camel que fica na calle Linhares, quase esquina com a calle Sagarnaga. Compramos passagem pela Aerosur com saída as 13:30 ecom conexão em Santa Cruz de la Sierra e chegada em Asuncion as 18:00.
Chegamos de volta ao hotel eram 10:00 e o Mateo e o taxista Sr. Macário já estavam a nos aguardar para irmos ao Chacaltaya. O valor que eu ia pagar por conta era 120,00 bols e “graças” a “ajuda” do Mateo saiu por 200,00 bols, ou seja, quase o dobro. Sem problemas, pois quem no Brasil pegaria o seu táxi e levaria duas pessoas por duas horas em uma estrada ruim e esperaria o tempo que fosse necessário para apreciarmos o lugar por um valor desses.
O caminho para chegar ao Chacaltaya é muito lindo, aos poucos você vai se aproximando tanto do Chacaltaya quanto do Huayna Potossi, dá para ver as grandes geleiras que ainda tem no Huayna Potossi.
Tivemos muita sorte, já vi relatos aqui de mochileiros que quase não encontraram neve no Chacaltaya, para os tempos atuais (aquecimento global) tinha bastante neve, o caminho para chegar no refúgio estava todo nevado. O visual lá de cima é indescritível. O tempo estava praticamente o tempo todo aberto, o que rendeu belas fotos, só de vez em quando vinha uma nuvem e chegou a cair um pouco de neve em um determinado momento. Pra nós que nunca tinha visto neve e muito menos nevando, foi o máximo. Curtimos bastante o local e começamos a descida para La Paz. Devido o estado precário dos pneus do táxi, no caminho furou um dos pneus. Pra piorar o estepe estava em pior estado de conservação, achei que não agüentaria o regresso, mas agüentou hehe.
Regressamos ao hotel com o “dever cumprido” já podíamos retornar pra casa, pois vimos neve ueba....Chegamos no hotel eram 13:45 e fomos até o Shopping Norte almoçar. A praça de alimentação do shopping é bem fraquinha mas deu para comermos um “Piche Macho” (picadinho de carne com linguicinha, batata frita, pimentão, cebola), pedimos também uma lasanha e duas Paceñas.
Depois do almoço fomos as compras na Calle das Brujas, ali a Araci fez a festa nos artigos de prata. Comprei uma camisa da Bolívia pra mim e mais alguns souvenirs. Na calle Llampu fizemos a festa novamente, compramos muitas roupas “técnicas” de “marca” duvidosa (The Nort Face, etc), sabíamos que provavelmente eram falsificadas mas mesmo assim achamos os produtos razoáveis e compramos mesmo assim.
No caminho de volta paramos para tomar um suco e comer uma mega salada de frutas.
Perto da Plaza Murillo encontramos um calçadão onde tinha uma feirinha e aproveitamos para comprar mais algumas coisinhas. Fomos fazer uma ligação para o Brasil para darmos noticias e voltamos pro hotel pra dormir.

Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia

Gastos do dia:
- Café da manhã no Hotel Torino 40,00 bolivianos por casal (R$ 10,00)
- Passagens aéreas La Paz – Santa Cruz de la Sierra – Asuncion 180,00 dolares por pessoa (R$640,80).
- Táxi para ir ao Chacaltaya 200,00 bolivianos por casal (R$ 50,00)
- Almoço na praça de alimentação do Shopping Norte (um Piche Macho, uma lasanha e duas Pacenas Oro) 94,00 bolivianos (R$ 23,50)
- Anéis de prata 500,00 bolivianos (R$ 125,00)
- Camisa de futebol da Bolívia não oficial 100,00 bolivianos (R$ 25,00)
- Roupas “técnicas” de “marcas” duvidosa ( 2 casacos, uma polar, uma calça que vira bermuda, uma calça 2ª pele, uma blusa 2ª pele, uma mochila pequena) 2100,00 bolivianos (R$ 525,00)
- Suco e mega salada de fruta 27,00 bolivianos (R$ 6,75).
- Souvenirs na feirinha perto da Plaza Murillo 60,00 bolivianos (R$ 15,00)
- Pacena no hotel 15,00 bolivianos (R$ 3,75)

Total do dia por casal: R$ 1.424,80

Fotos

Imagem
Huayna Potosi à nossa esquerda e Chacaltaya à nossa direita

Imagem
As geleiras do Huayna Potosi

Imagem
O caminho cheio de neve até o refúgio no Chacaltaya

Imagem
O cume do Huayna Potosi encoberto pelas nuvens, visto do Chacaltaya

Imagem
A Araci feliz da vida na neve

Imagem
O caminho para chegar no Chacaltaya visto de cima do Chacaltaya

Imagem
Olha só a nossa cara de felicidade

Imagem
Um “lugarzinho” pra se chamar de “home sweet home”

Continua................
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor cid74 » 31 Jul 2011, 17:36

Continuando....

16º dia (05/01/11) – La Paz – Santa Cruz de la Sierra - Asuncion

Acordamos as 08:00 horas e começamos a arrumar as malas. Começa o desespero, pois as duas cargueiras mais uma mochila pequena já estavam cheias e ainda tinha uma “centena” de coisas compradas no dia anterior pra guardar.
Ainda não sei como, mas coube tudo, socamos algumas coisas na mochila pequena que compramos. As 10:00 pagamos as duas diárias do hotel e fomos tomar um café no Alexander Café.
Terminamos o café e fomos dar um ultimo “role” por La Paz, fomos até a avenida Camacho para bater foto do Monte Nevado Illimani, impressionante. Nos encontramos por acaso com a Cris que havíamos ficado no mesmo hostel em Arequipa, ela disse que estava sozinha naquele dia pois o Gustavo tinha ido fazer o down hill de Coroico. Nos despedimos da Cris e fomos até a Plaza Murillo bater as ultimas fotos de La Paz.
Voltamos ao hotel para pegarmos nossas mochilas, pegamos um táxi em frente ao hotel com destino ao aeroporto. Uma das coisas que me impressionou era a quantidade de taxistas que víamos. Por curiosidade e brincando com o taxista que nos levava para o aeroporto eu disse “parece que todo boliviano que tem carro é taxista” e ele me falou que não parece é quase que uma realidade hehe.
No check-in a moça da Aerosur começou se empombar, nosso vôo era de La Paz para Asuncion com escala em Santa Cruz de la Sierra e nós não tínhamos passagem que comprovasse que nós iríamos sair do Paraguai. Conversa vai conversa vem e eu já me estresando falei que nós iríamos sair do Paraguai de ônibus por esse motivo não tínhamos comprado passagem ainda e talz. Até hoje não entedi o porque deste receio dela mas sei lá. Problema resolvido e as 12:30 estavamos na sala de espera. As 13:35 levantamos vôo com destino Santa Cruz de la Sierra. Ainda bem que optamos em voar de dia, pois deu pra ver bastante cerros nevados do avião. O lado direito do avião nos possibilitou a visão única do Illimani, passamos bem pertinho dele.
Vôo tranqüilo de La Paz até Santa Cruz de la Sierra. Chegamos ao aeroporto Viru-viru em Santa Cruz de la Sierra as 14:25. fomos para a fila gigantesca da imigração, achamos que não iria dar tempo. Devido a fila enorme nosso vôo saiu um pouco atrasado, saindo somente as 15:55. De Santa Cruz de la Sierra até Asuncion o vôo não foi muito tranqüilo, pegamos bastante turbulência e as 18:30 chegamos em Asuncion. Fila pequena na imigração, cambiamos alguns dólares e fomos pegar um táxi. Não tinha táxi nenhum e enquanto aguardávamos ficamos conversando com um casal um tanto moderno conforme afirma a esposa, o marido mora em Asuncion e a esposa mora em Santa Cruz de la Sierra. Depois de uns 36 minutos esperando, apareceu um taxista o Fred com um nissan que eu não lembro o modelo, mas foi o melhor táxi que pegamos na viagem toda hehe. Pedimos para ele nos deixar no terminal de omnibus de Asuncion. Chegamos no terminal e fomos perambular por ele pra ver se encontrávamos o Sávio e a Dhaya que tinha feito a “odisséia” Cusco até Asuncion de ônibus. Não encontramos eles, fomos até uma “lan house” no terminal para mandarmos noticias e ver se o Sávio e a Dhaya tinha se comunicado com o pessoal do Brasil. Compramos passagens para Ciudad del Este pela Empresa San Luis. Jantamos um sanduba no terminal mesmo e as 22:45 encontramos o Sávio e a Dhaya ufa, conversamos com eles e nos disseram do perrengue que passaram, ônibus estragou algumas vezes, caramba desde Cusco até Asuncion emendando um ônibus atrás do outro, mas isso é historia para eles contar hehe. Aliviados por ter encontrado com eles, conversamos um pouco e logo o ônibus deles já iria sair. Combinamos de eles nos aguardar no terminal de Ciudad del Este. Nos despedimos deles e fomos tomar uma cerveja antes de pegarmos o nosso busão.

Cambio do dia:
U$ 40,00 = 174.000 Guaranis

Gastos do dia:
- Duas diárias no Hotel Torino 240,00 bolivianos por casal (R$ 60,00)
- Café da manhã no Alexander Café 54,00 bolivianos por casal (R$ 13,50)
- Táxi do hotel até o aeroporto de La Paz 50,00 bolivianos (R$ 12,50)
- Água no Aeroporto de La Paz 8,00 bolivianos (R$ 2,00)
- Táxi do Aeroporto de Asuncion até o terminal de omnibus de Asuncion 21,00 dolares (R$ 37,40)
- Internet no terminal de omnibus de Asuncion 1.500 guaranis (R$ 0,60)
- Refrigerante no terminal de omnibus de Asuncion 5.000 guaranis (R$ 2,00)
- Duas passagens de onibus de Asuncion para Ciudad del Este 100.000 guaranis (R$ 40,90)
- Janta (sanduba de bife a milaneza + uma empanada + 1 coca 500ml) no terminal de omnibus de Ciudad del Este 15.000 guaranis (R$ 6,15)
- Cerveja no terminal de omnibus de Asuncion 6.000 guaranis (R$ 2,45)


Total do dia por casal: R$ 177,50

Fotos


17º dia (06/01/11) – Asuncion – Ciudad Del Este – Jaraguá do Sul

Nosso ônibus chegou um pouco atrasado, eram 00:50, pelos menos era limpo, novinho, com ar condicionado. Tivemos que pagar uma taxa de 1.000 guaranis para cada mochila para ir no bagageiro. O ônibus saiu do terminal de omnibus de Asuncion e trafegava bem devagar e ia parando para pegar outros passageiros pelo caminho nos arredores de Asuncion. Quando o ônibus pegou a estrada pra valer eu apaguei.
Acordei as 03:45 com o policial dentro do ônibus pedindo nossas identificações e as permissos. Chegamos em Ciudad Del Este eram 06:00 da manhã. Era para o Sávio e a Dhaya já estarem a nossa espera, visto que eles saíram antes de Asuncion, e não que o ônibus deles estragou e tiveram que esperar outro, que “sorte” a deles. Demorou um pouco e eles chegaram, pegamos um táxi ali no terminal de omnibus de Ciudad Del Este e fomos pra Foz do Iguaçu para pegarmos nosso carro. Pegamos o carro na casa do Juan, deixamos em um estacionamento perto da ponte da Amizade e voltamos para Ciudad Del Este para fazermos umas compras. Depois da manhã toda andando por Ciudad Del Este, pegamos a estrada para voltar pra casa. Paramos para abastecer e almoçar e as 02:00 da madrugada do dia 07/01 chegamos em casa.


Cambio do dia:
Não houve cambio neste dia

Gastos do dia:
- Taxa para levar as mochilas no bagageiro 1.000 guaranis por mochila (R$ 2,20)
- Táxi do Terminal de omnibus de CDE até Foz do Iguaçu (R$ 25,00)
- Estacionamento próximo a ponte da Amizade (R$ 15,00)
- Compras no Paraguai 400,00 dolares (R$ 712,00)
- Combustível (R$ 120,00)
- Almoço (R$ 60,00)


Total do dia por casal: R$ 934,20

Fotos



Mal acabamos de chegar e a já estávamos a programar a próxima viagem, me apaixonei pelos paises hermanos. Próxima etapa Patagônia argentina e chilena.
Avatar do usuário
cid74
 
Mensagens: 99
Desde: 23 Jul 2010, 22:09
Localização: Jaraguá do Sul / SC

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor Karis » 07 Out 2011, 20:03

Oi Cid!

Seu relato é fantástico! Vou para MP em fevereiro e li muitos relatos, mas, o seu realmente está muito próximo do que pretendo fazer, coroando meu primeiro mochilão.

Como sou marinheira de primeiríssima viagem, queria uma ajuda sua: vamos sair de BH para Lima e de Lima para Cuzco. Como terminaremos a viagem em La Paz, penso em ir de Cuzco para Arequipa, de Arequipa para Puno-Copacabana-La Paz.
Tenho visto muitos relatos de colegas que foram para Puno e de lá para Arequipa. Mas de Arequipa - Puno não. O que você acha?
Outra dúvida, você escreveu que precisou tirar cópia da permissão em um dado momento do relato. Desculpe-me a ignorância mas, me explique do que se trata a permissão?

Um abraço, tudo de bom e boas viagens!
Avatar do usuário
Karis
 
Mensagens: 116
Desde: 03 Out 2011, 09:18

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor rpn » 07 Out 2011, 23:25

Parabéns pelo relato e pelas fotos, estão maravilhosas. Onde estava esse relato que foi feito em Janeiro e só agora eu vi, rs!
Abraço!
Muito mais em meu blog pessoal, com dicas e detalhes das minhas viagens para mais de 20 países http://mochilaobarato.com.br/
Avatar do usuário
rpn
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 294
Desde: 26 Jan 2009, 22:19
Localização: Campo Grande - MS

Re: Bolivia (via Asuncion, Santa Cruz, La Paz, Copacabana) - Peru (Puno, Arequipa, Cuzco) - Com fotos

Mensagem não lidapor marcosmarin » 11 Out 2011, 17:43

Cid, parabéns pelo relato muito bem detalhado, sou de Curitiba (vizinho seu hehe) eu e minha esposa vamos no final deste ano num roteiro parecido com o seu, e está colaborando muito para nosso roteiro, vamos por Corumbá de trem ou de avião até Santa Cruz, quero saber mais detalhes de Arequipa pois não está em nosso roteiro.
Muito legal este seu "passeio", vi que gostou e já está programando outro para a Patagônia, no final do ano de 2010, fomos de Curitiba até o Ushuaia de carro, deu 12.500km, se precisar de alguma informação estamos a disposição, eu com certeza vou tirar mais dúvidas com você .
Valeu até mais!
Marcos
Avatar do usuário
marcosmarin
 
Mensagens: 35
Desde: 08 Out 2009, 22:43

Próximo

Voltar para Viagem por 2 ou mais países da América do Sul - Relatos de Viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes