Guias e troca de informações sobre destinos do estado de Minas Gerais
#344268 por Augusto
27 Jan 2009, 05:11

Este é um tópico-guia sobre 2 cidades do circuito Mantiqueira: Monte Verde e Gonçalves.
Ele contêm informações e dicas postadas por usuarios aqui no Fórum e de outras fontes.
Se divide em história, atrações principais, trilhas, hospedagem e curiosidades sobre as cidades.
Também contêm mapas, fotos e vídeos que ilustram o guia e será atualizado sempre que possível.

Quer tirar duvidas sobre as cidades do circuito?
Faça perguntas ou deixe suas dicas no tópico:
Monte Verde - Perguntas e Respostas
Gonçalves - Perguntas e Respostas

Quer escrever um relato de uma trip pela região?
Crie um nesse Fórum: Clique aqui

Veja aqui os relatos de caminhadas na cidade postados no Fórum
Travessias Marins-Itaguaré, Serra Fina e Serra Negra Autor: Augusto
Serra Fina - Caminhando entre gigantes Autor: eleonardo
Picos de Monte Verde/MG e travessia até S.F. Xavier/SP Autor: Augusto
Travessia Pico do Carrasco (Piquete a C. do Jordão pela crista) Autor: Augusto
trekking noturno trilha do jorge São Francisco Xavier Autor: bruno sjc
trilha do jorge -pedra toca da onça-mirante - SFX Autor: bruno sjc
Sem Limites na Travessia S. Francisco Xavier x onte Verde Autora: negrabela
Do Pico da Onça 'a Pedra Partida... a pé! Autor: Jorge Soto
Sem Limites e Sem Água na Travessia Marins - Itaguaré Autor: Fábio Borges
Circuitão São Francisco Xavier - Monte Verde Autor: Jorge Soto
Travessia "Serra Fina" 2009 Autor: Marcos R. S.
Travessia da Serra Fina - Camelos de Mochila - Julho de 2009 Autor: Alberto Monte
Travessia São Francisco Xavier - Monte Verde (Jan/09) Autor: marcelobaptista
Travessia Monte Verde x São Francisco Xavier -19 e 20/04/09 Autor: Marcos R. S.

#358605 por Augusto
02 Abr 2009, 00:02
Monte Verde

A família Grinberg chegou ao Brasil em 1913, junto a outros tantos imigrantes da Letônia e foi morar em 1921 na então recém-fundada Colônia Varpa, próxima à cidade de Paraguaçu Paulista e formada por seus patrícios letões.
Lá, ao se casar com dona Emília Leismeir, resolve passar sua lua de mel em Campos do Jordão, região parecida com a sua terra natal; o jovem casal se empolga com o clima de montanha e com as paisagens da Serra da Mantiqueira.

Em 1936, a família ouviu falar dos Campos do Jaguari, município de Camanducaia hoje Monte Verde, lugar de clima e paisagens semelhantes a Campos do Jordão. Imbuído de espírito empreendedor, sobe até o pé da Serra da Mantiqueira em lombo de burro, abrindo picada no meio do mato.

Em 1938, ali adquire terras e inicia a formação da Fazenda Pico do Selado, aos poucos a família Grinberg foi cedendo lotes para que amigos e conterrâneos construíssem casas e viessem viver aqui.
Esse povoado recebeu o nome de Monte Verde. Finalmente, em 1952 Verner Grinberg decidiu lotear parte da fazenda, o que atraiu principalmente letões, húngaros e alemães que deram início à construção de uma vila com aspecto tipicamente alpino.

A pequena vila cresceu devagar e pouco mudou durante muito tempo, mas nos últimos anos o aquecimento do turismo levou a um crescimento inevitável.
Sob o olhar de alguns moradores preocupados com o progresso descontrolado, em fins dos anos 80 a estrada de acesso acabou sendo parcialmente asfaltada.

O sobrenome da família deu o nome à cidade: “grin”, verde, e “berg”, monte.



Gonçalves

O povoado que deu origem à cidade surgiu em 1878, depois que Policarpo Teixeira de Almeida Queiroz Júnior, cumprindo antiga promessa, doou seis alqueires de suas terras para a construção de uma capela dedicada a Nossa Senhora das Dores.

Vinte anos mais tarde, por discórdia entre os herdeiros da fazenda, a capela foi transferida para as margens do Rio Capivari, local da atual matriz. Residiam no local três colonos de sobrenome Gonçalves que legaram o nome ao povoado que foi se formando ao redor da capela.

O povoado começou a crescer e já contava com alguns estabelecimentos comerciais quando em 1909 o Capitão Antonio Carlos elevou Gonçalves a Distrito de Paz, trouxe agência dos Correios e o cartório de Registro Civil, além de lavrar em ata a fundação da Lira Nossa Senhora das Dores que existe até hoje.

O povo de Gonçalves a partir de então passou a lutar pela emancipação política, visando o desligamento do município de Paraisópolis. Em 30 de dezembro de 1962 foi concedida a autonomia a diversos municípios mineiros, entre eles Gonçalves.
Finalmente em Primeiro de março de 1963, deu-se a instalação oficial do novo município de Gonçalves.

Com uma economia basicamente agropecuária , hoje o município se destaca como pólo turístico da Serra da Mantiqueira, devido ao seu agradável clima sub-tropical de altitude, sua belíssimas cachoeiras e suas características interioranas que não se perderam com o passar dos anos.
#361787 por Augusto
16 Abr 2009, 11:48
O que ver em Monte Verde

O cenário da cidade já é um passeio em si, pois lembra uma paisagem dos Alpes suíços: espalhadas pelo vale e pelas encostas das altas montanhas da Mantiqueira, sempre em meio a muito verde.
Pegue Campos do Jordão e retire o asfalto da maior parte das ruas e acrescente uma quantidade muito grande de vegetação.
É isso o que se encontra em Monte Verde. As casas são construídas em autêntico estilo alpino.
No inverno, a neblina encobre quase toda a região, dando um aspecto mais impressionante e belo à cidade.
Abaixo segue algumas opções de passeios.

Mirante
mirante
De todas as caminhadas pelas montanhas, o Mirante é o ponto mais baixo e também o mais rápido de se alcançar. É uma grande rocha plana, situada na encosta da montanha, de onde se tem uma visão geral de toda Monte Verde.


Platô
platô
Próximo à pedra do Chapéu do Bispo e ponto estratégico para se chegar ao Pico do Selado, o Platô fica a poucos minutos de caminhada do Mirante. Dessa extensa laje de granito descortina-se um bonito visual, dominado ao fundo pela presença imponente do Selado, a mais alta montanha da região e o maior desafio para os andarilhos.


Chapéu do Bispo
chapéu
A apenas 15 minutos do Platô, a pedra do Chapéu do Bispo (2030 metros de altitude) é bastante visitada pelos turistas nos finais de semana. Os mais ousados podem subir no seu topo, com a ajuda de ferros fincados na rocha, ou mesmo fazer um rapel.


Pedra Redonda
pedra
De todos os passeios pelas montanhas, a Pedra Redonda é, talvez, a que proporciona a vista mais bonita de Monte Verde (embora esteja a apenas 1990 metros de altitude, enquanto que os outros picos situam-se a mais de 2000). Atingir o seu cume exige um pouquinho mais de esforço: apesar da trilha ser curta, a subida tem trechos bastante íngremes, mas o trabalho compensa quando se chega lá em cima. Aí é só sentar, relaxar e ficar curtindo o visual.


Pedra Partida
partida
A partir da mesma trilha que leva à Pedra Redonda, pode-se chegar também à Pedra Partida. Essa caminhada nos leva a 2050 metros de altura, em um trajeto mais longo, porém mais tranqüilo e sem subidas abruptas. O visual lá do alto é semelhante ao que se tem na Pedra Redonda: avista-se toda a vila de Monte Verde e, ao longe, a Pedra do Baú (em S. Bento do Sapucaí) e a região de Campos do Jordão.


Pico do Selado
selado
Ponto mais alto de toda a região, o Pico do Selado fica um pouco mais distante de Monte Verde, e é necessária uma caminhada de aproximadamente 2 horas a partir do Platô para se alcançar seu cume, a 2083 metros de altitude. A trilha é um pouco cansativa, com trechos íngremes (razão pela qual não é recomendável levar crianças pequenas). No topo do Selado tem-se uma soberba visão panorâmica de toda a serra, e as nuvens abaixo dão a impressão de que estamos em um avião! Ao final da tarde, se o dia estiver claro, podem-se ver as luzes de sete cidades da região e do Vale do Paraíba.


Travessia Monte Verde - São Francisco Xavier
caminhada
Para quem gosta de caminhar de verdade, uma boa pedida é fazer a trilha que liga Monte Verde à vizinha São Francisco Xavier.
São 2 opções bem conhecidas: uma pela Fazenda Santa Cruz, cujo inicio é ao lado da Pedra Redonda e terminando na Fazenda Santa Cruz, já em São Francisco Xavier.
O outro é pela Fazenda Monte Verde que se incia no Bairro Operário e termina próximo ao centro de São Francisco Xavier. As duas opções de caminhadas normalmente são feitas entre 5 e 7 horas, com trechos de subida e descida enquanto se vence a serra. Este passeio também pode ser feito de bicicleta ou a cavalo.




Mais opções
http://www.guiamonteverde.com.br/eco/index.html
#361790 por Augusto
16 Abr 2009, 11:52
Cachoeira do Retiro
Imagem
retiro
A caminhada para esta cachoeira é uma das mais leves e de fácil acesso, talvez por isto seja uma das mais visitadas pelo público em geral. Saindo do centro de Gonçalves percorre-se 2,5 km até chegar à trilha que possui 1,4 km no total e consiste em um caminho estreito, porém de mata aberta de onde se vê as montanhas ao redor. Em 15 minutos avista-se a enorme cachoeira de 400 m. O visual é magnífico e impressionante. A área em que ela se encontra é bem espaçosa e pode-se mergulhar em um lago formado por uma de suas quedas, porém sempre tomando muito cuidado, pois existe forte correnteza. Leve roupa de banho, protetor solar e água.


Cachoeira das Andorinhas
andorinhas
No rio Capivari, em meio a uma densa mata ciliar, esconde-se a Cachoeira das Andorinhas. São dois saltos principais, o primeiro com cerca de 7 m de altura e o segundo com 10 m, formando piscinas naturais. Há uma grande laje de pedra com curiosos buracos redondos e profundos, modelados pela água, além de uma pequena ilha com grandes árvores.


Cachoeira do Cruzeiro
cruzeiro
Depois de percorrer uma bela várzea, fazendo curvas acentuadas, o rio Capivari cai por uma grande laje de pedra inclinada à cerca de 40º, desaguando numa piscina natural. É um local de grande luminosidade e beleza, a queda tem cerca de 7 m de altura. Acesso: Estrada que liga Gonçalves ao Distrito dos Costas por 1,5 km até a bifurcação para o sertão do Cantagalo. Nesse ponto, segue-se à esquerda, em direção ao Cantagalo por 700 m. Entrar pelo pasto a direita e descer 400 m.


Cachoeira dos Henriques
henrieue
São 100 m de várias quedas, de fácil acesso, várias trilhas por entre as pedras, local para nadar e prática de rapel. Para quem quiser, é oferecido treinamento antes, mas, de qualquer forma, para aqueles que não têm experiência em rapel, é aconselhável fazer a descida mais fácil, de 10 m.
Acesso pela estradados Martins, sentido Bairro dos Henriques, a 9 km do centro.



Pedra do Forno
forno
Situada no Bairro Terra Fria, a Pedra do Forno pode ser avistada por todo o bairro. Com 1970 metros de altitude, o acesso é feito por trilhas no meio da mata e pode levar até uma hora de caminhada até o topo.Recebe este nome por ter o formato de um forno à lenha. Ao chegar no sopé da pedra existe uma escada de ferro presa à rocha e no topo existe uma capelinha. A vista também é incrível e pode-se avistar a Pedra do Baú (São Bento do Sapucaí), Campos do Jordão, Monte Verde e Pedra de São Domingos. Está a 12 km do centro de Gonçalves. Você pode usar o seu telefone celular lá de cima.
Acesso: Estrada que liga Gonçalves ao Bairro Terra Fria , seguir por 12 km por estrada estreita.


Pedra Chanfrada
chanfrada
Situada no Bairro Terra Fria, a 1.771 metros de altitude, recebe este nome por ter um dos lados com um corte oblíquo, de 130 metros a 10 km do centro de Gonçalves. A vista que se tem do topo da pedra é espetacular, avista-se grande parte da região de Campos do Jordão, Paraisópolis e Itajubá.
Acesso: Estrada que liga Gonçalves ao Bairro Terra Fria , seguir por 10 km por estrada estreita, até o sopé da pedra. O acesso até o topo é feito por trilhas com 40 minutos de caminhada, sendo metade do percurso por pastagem e a outra metade por mata nativa, e muitas araucárias .


Pedra de São Domingos
sao domingos
É o segundo ponto mais alto do município. Com 2.050 m de altitude. A visão que se tem do topo é espetacular, abrangendo grande parte da Serra da Mantiqueira, a quase totalidade do município de Gonçalves e em dias limpos, algumas cidades do sul de Minas além de Campos do Jordão e Monte Verde. A sensação é de se estar no topo do mundo.
Acesso: Estrada que liga Gonçalves ao Distrito dos Costas. Após 1 km entra-se a esquerda subindo a serra por estrada estreita e sinuosa até o sopé da pedra.


Pedra do Cruzeiro
pedra
Maciço rochoso que emerge isolado no vale do Lambari. Assume formas variadas conforme o ângulo de visão. O topo está a 1.152 m de altitude onde há uma pequena capela, construída em setembro de 1976 e uma cruz. Em uma das faces há uma fenda que leva a uma gruta, de difícil acesso. Nos meses de frio o cenário torna-se onírico, a pedra transforma-se numa ilha em meio a um imenso mar de nuvens.
Acesso: Estrada que liga Gonçalves ao bairro Atrás da Pedra, no bairro, perto da ponte, entra a esquerda na porteira que dá acesso ao bananal. A estradinha interna sobe por cerca de 300 m, terminando numa trilha que leva ao topo.


Mirante do Cruzeiro
mirante
No topo de um morro de conformação suave, coberto de pastagens e fileiras de araucárias está o Mirante do Cruzeiro.
Facilmente alcançado por carros, está a 1.488 m de altitude e é o local ideal para se avistar a totalidade geral de cidade, o bairro Sertão do Cantagalo, e ao longe, toda a região de Pouso Alegre e as serras de Paraisópolis, Brasópolis e São Bento do Sapucaí.
Acesso: Estrada para o Sertão do Cantagalo. Segue-se em direção ao Distrito dos Costas até a bifurcação para o Sertão, seguindo-se por mais 500 m. Entra-se a esquerda, no topo da estrada, na cerca de arame farpado.


Serra da Balança
balança
É uma sucessão de picos formando estreitos platôs, como um muro ascendente em forma de ferradura que culmina com o Alto do Campestre. As altitudes vão de 1.300 a 1.750 m. Alguns têm paredões verticais de mais de 100 m. voltados para o Vale do Sapucaí. A visão é sempre espetacular, seja para quem observa a serra a partir da rodovia MG-173, seja para quem se aventura a alcançar seus cumes, por trilhas ou cordas.
Acesso: Seguindo pela estrada que liga Gonçalves ao bairro dos Venâncios.




Pedra Bonita
bonita
Pico a 2120 metros de altitude. Visão de 360º sem obstáculos, incluindo o Vale do Paraíba. Acesso por trilha. É o ponto mais alto da região. Uma caminhada ao pico da Pedra Bonita equivale a uma fantástica aula de geografia sobre a Mantiqueira. Saindo de um vale a 1650 metros de altitude, atravessam-se campos, riachos, bosques e florestas em diversos estágios de desenvolvimento. No topo, grandes blocos de rochas formando platôs, lâminas e escarpas cobertas de bromélias e musgos, a paisagem é estonteante, avistando parte do sul de Minas, Vale do Paraíba e Serra do Mar. Chega-se ao cume por trilhas pela mata, sendo imprescindível o acompanhamento de guias.
Acesso: Estrada de Gonçalves ao bairro do Campestre (15 km). Na frente do Espaço Kalevala toma-se a bifurcação à direita até a fazenda Campestre (mais 1 km), percorre-se então a estrada particular da fazenda até o pé da montanha onde começa a trilha até a vertente. É necessário pedir a autorização na fazenda.



Mais opções
Site da Prefeitura de Gonçalves
http://www.goncalvestur.com.br/lazer.htm
#361791 por Augusto
16 Abr 2009, 11:53
Pousadas
Cadastradas no GHEB.net
Relação das pousadas

Pousada Mirante da Colyna
Rua do Selado, 187
Fone (35) 3438-2613

Pousada Águia Dourada
Avenida Sol Nascente, 1778
Fone (35) 3438-1685

Pousada Cantos & Contos
Rua Pau Brasil, 801
Fone (35) 3438-1286 e (35) 3438-1808

Pousada da Trilha
Rua do Aeroporto, 150
Fone (35) 3438-1165 e (35) 3438-1978

Locanda Belvedere
Rua do Moinho, 70
Fone (35) 3438-1225

Pousada Villa de Lucas
Rua Bem-te-vi, s/n
Fone (35) 3438-2595 e (35) 3438-2388

Pousada Dona Ana
Rua da Represa, 215
Fones (35) 3438-1142 e (35) 3438-2007

Estalagem Wiesbaden
Rua Bem-te-vi, 459
Fone (35) 3438-1121 e (35) 3438-1635

Pousada Jardim Monte Verde
Rua do Paiol, 177
Telefax (35) 3438-1350

Bramasole Pousada
Rua Europa, 305
Fone (35) 3438-1219

Pousada Sonho Verde
Avenida das Montanhas, 686
Fone (35) 3438-1188

Pousada Maristela
Avenida Sol Nascente, 1244
Fone (35) 3438-1304 e (35) 3438-1705

Fazenda Fonte Alegre
Estrada Camanducaia-Monte Verde, km 27
Fones (35) 3433-1400 e (35) 3433-1280

Pousada Fazenda Engenho da Mata
Estrada Camanducaia-Monte Verde, km 25
Fone (35) 3438-1832

Pousada Fazenda
Estrada Camanducaia-Monte Verde, km 24
Fones (35) 3438-2640

Pousada Borogan
Avenida Sol Nascente, 1919
Fone (35) 3438-1925

Pousada Lago Azul
Rua do Terreiro, 99
Fone (35) 3438-1424

Pousada Fazenda Monterey
Estrada Camanducaia-Monte Verde, km 25
Fone (35) 3438-2775

Chalé da Floresta
Rua da Floresta, 151
Fone (35) 3438-1817


Outras opções de hospedagem
http://www.monteverde.com.br/onde_ficar_todos.php

http://www.guiamonteverde.com.br/pousadas/index.html


Camping
Camping Recanto dos Bambus
#395992 por Augusto
23 Ago 2009, 07:06
Pousada cadastrada na Gheb.net
Pousada do Rio

Outras opções
Pousada Três Orelhas
Bairro São Sebastião
(35) 3654 - 1376
http://www.trêsorelhas.com.br

Pousada Dona Manoela
Bairro Atrás da Pedra
(35) 9945 - 8636
http://www.pousadadonamanuela.com

Pousada Passaredo
Bairro Terra Fria
(35) 3654 - 1473
http://www.pousadapassaredo.com.br

Pousada Vida Verde
Bairro Boa Vista
(35) 3654 - 1217
http://www.pousadavidaverde.com.br

Pousada Ao Som das Aguas
Bairro São Sebastião
(35) 3654 - 1183
http://www.pousadaaosomdasaguas.com.br

Ao Nascer do Sol
Bairro Terra Fria
(35) 3654 - 1213
http://www.pousadaaonascerdosol.com.br

Pousada Serra Vista
Bairro Boa Vista
(35) 3654 - 1314
http://www.pousadaserravista.com.br

Pousada Riachos das Pedras
(35) 9833-1325
Rua João Carlos da Silva, 370
(35) 3654 - 1343
http://www.pousadariachodaspedras.com.br

Espaço Kalevala
Bairro do Campestre
(35) 3654 – 1292

Pousada Terra Fria
Bairro Terra Fria
(35) 3654 – 1347

Pousada Rubens Neto
Rua Coronel João Vieira , 65 - Centro
(35) 3654 - 1262

Pousada Curiango
Bairro Dona Luciana
(35) 3654 - 1184


Mais opções de hospedagem
Site da prefeitura

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes