Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#624721 por Kássio Massa
18 Ago 2011, 00:39
Fala, mochileiros de plantão! ;D
Estou com mais uma tripzinha saindo do forno - na verdade, foi algo bem improvisado mesmo, - até porque ninguém além de mim e do Gabriel pôde ir - mas um excelente passeio de fim de semana! Confiram aí!
---------------------------------------------------------------

http://rotamassa.blogspot.com/2011/08/c ... museu.html

Trip realizada em 13 de Agosto de 2011

Já visitada em outras venturas, a simpática e centenária vila inglesa ainda nos reserva muitos encantos em suas verdejantes silhuetas serranas.

Após pouco mais que um mês sem darmos com os pés em terras úmidas, estávamos em mais um roteiro pela pacata região, desta vez, com um pouco mais de tempo, o que nos permitiu realizar um combo, englobando três passeios: o Museu da Funicular, a Trilha da Comunidade e a Trilha do Mirante.

Caímos na vila por volta das 11h30, e, mais uma vez, com o tempo amplamente aberto e um Sol irradiante sobre nós, como se tudo conspirasse a nosso favor! Seguimos para a passarela, onde está a entrada do histórico Museu da Funicular, abrigo dos mais variados artefatos remetentes ao já extinto Sistama Funicular de Paranapiacaba - na verdade, eram dois sistemas funiculares, denominados Serra Velha e Serra Nova.

Os prédios que hoje constituem o museu já foram a garagem de trens e a casa de máquinas do 5º Patamar da Serra Nova, o último funicular a operar. O acervo em exposição é mantido pela ABPF, que, para tal, cobra uma taxa de apenas R$2 aos visitantes - nada mais justo, uma vez que as autoridades, que abandonaram as ferrovias, nada fazem nem para preservar. Na visita, pudemos apreciar um pouco da história da vila e da ferrovia, através de maquinários e até locomotivas a vapor, como os quatro Locobreques que alí adormeciam, protegidos da chuva e da névoa externa. A baixa iluminação no interior dos galpões nos impediu de obter boas fotos . Saimos ao pátio, onde também se encontravam mais alguns carros, inclusive um pertencente ao Trem de Prata, que ligou São Paulo ao Rio de Janeiro. Visitamos também, as duas casas de máquinas e o início da Serra Nova, marcado por uma pequena guarita no alto da serra.

Imagem
Sistema de bilhetagem da EFSJ. Detalhe para o Bilhete Único hawuahwuwhawu

Imagem
Área externa, com carros abandonados, próximo à casa de máquinas

Imagem
Guarita no alto da serra, 5º Patamar da Serra Nova

Imagem
Sistema Cremalheira, operado pela MRS. Este foi construído sobre o antigo leito da Serra Velha, o primeiro sistema funicular

Saindo do museu, seguimos agora até a Estrada de Taquarussú, espinha dorsal para vários caminhos selvagens em meio à Mata Atlântica, e também, de onde sai a principal trilha do Parque Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba: a Trilha da Comunidade, que por sinal, estava em nosso roteiro. Esta começa após cerca de 20min de caminhada, saindo de Paranapiacaba, sinalizada por uma placa. O início acompanha o curso de um pequeno riacho, o qual pode ser percorrido até mesmo pela água, bastando cuidado com as pedras escorregadias. Em 15min, chega-se a uma queda d'água, ideal para uma refrescada!!

Imagem
Pequena cascata em meio à trilha

Imagem

A partir deste ponto, as placas indicavam o início definitivo da Trilha da Comunidade, que segue para leste, a fim de alcançar a crista da Serra, em cerca de 1h30min de caminhada, terminando nas ruínas de uma comunidade hippie, e que hoje, está envolta pela alta vegetação.

Imagem
Imagem
Imagem

Atingido o topo, procuramos pelas ruínas, já praticamente escondidas por entre a mata, até que, finalmente, as avistamos.
Nos ajeitamos encima das pedras que, aparentavam ser parte das estruturas das habitações de quem alí se abrigou. A Sudoeste, parecia sair uma picada parcialmente encoberta pela mata, seguindo pela crista da serra. Curiosos, seguimos por ela, porém, notamos que, após certo tempo, a mesma começou a descer e seguir para Norte, além de apresentar bifurcações, o que nos fez desistir e voltar às ruínas, onde ficamos por mais algum tempo, antes de descermos de volta à Estrada de Taquarussú.

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Depois de 1h de descida, a trilha nos conduziu de volta ao início, de frente ao convidativo chuveiro natural, que envolvia o rochedo, mais parecendo um palco, um espetáculo natural! O Gabriel sentiu que teria, de qualquer forma, que se refrescar naquelas gélidas águas, enquanto eu, impedido de tal façanha, pois estava refém de minhas tralhas de mochila, me contentei em apenas realizar meu ensaio fotográfico selvagem!

Imagem

Satisfeitos, decidimos seguir em frente, mas eis que ganhamos a companhia de dois simpáticos bombeiros acompanhados de seu Husky Siberiano, um lindo lobo doméstico, que vinham também a desfrutar das águas calmas daquele lugar. Trocamos algumas informações com eles, a respeito das trilhas da região, e partimos em direção à vila.

Já eram 5h20 quando nos botamos em Paranapiacaba, novamente, e ainda tínhamos mais um destino pela frenrte: a Trilha do Mirante da Grota Funda!

Pusemos-nos na estradinha da Bela Vista e logo, caímos na sinuosa trilhinha, de cerca de 1km, que nos presentearia com uma vislumbrante panorâmica do vale do Rio Mogi e das pontes sobre a Grota Funda! Seguimos em frente, até que, as 18h, atingimos o mirante, onde, para nossa surpresa, encontramos um grupo que estava aguardando a até então, tímida. Lua-cheia, que em instantes, viria a iluminar toda aquela paisagem, já abandonada pelo Sol.

Imagem
Imagem

Após uma breve conversa, resolvemos voltar, pois já havia escurecido e não tínhamos lanternas. O jeito foi utilizarmos nossos celulares para nos mostrar o caminho de volta - o que não impediu que eu levasse pelo menos dois belos escorregões nas pedras do caminho - , até atingirmos algum ponto mais iluminado.

Imagem
Meu souvenir! Xd

Enfim, às 19h, chegamos ao Bar da Zilda, onde paramos para descansar e seguir em direção ao ponto de ônibus para Rio Grande da Serra. > Back Home... ops... Shopping* - pois ainda tínhamos um encontro com um pessoal no Center Norte!
Editado pela última vez por Kássio Massa em 17 Jan 2013, 06:53, em um total de 2 vezes.

#625014 por Kássio Massa
18 Ago 2011, 20:29
Cacius escreveu:Belo relato. Infelizmente neste comp eu não tenho como ver as fotos, mas depois eu volto para vê-las.
Parabéns.


Iaí, Cacius! Td certo?
Valeu pelo comment! Apesar de ter sido tudo improvisado, rendeu boas fotos huawhwuhwu quando der, veja! o/
flws, abrass xD
#645174 por Kássio Massa
24 Out 2011, 00:18
Então, no caso da estrada, a placa não informa a "Trilha da Comunidade", mas sim, a obrigatoriedade de monitor ambiental e outras falácias. Porém, é neste ponto onde você deve adentrar o pequeno riacho, à direita(da estrada, indo sentido Taquarussu), e seguir seu curso até avistar uma singela queda d'água, onde há um tronco deitado. A trilha para a comunidade começa à sua esquerda, a partir deste ponto, como uma subida, sinalizada por uma segunda placa, indicando o início do "circuito água fria, onde a trilha da comunidade está inserida. Subindo por este pequeno trecho, de aprox 25m, voce perceberá uma bifurcação, onde, seguindo para a direita, verá a placa sinalizando a trilha da comunidade. A partir daí, basta subir a trilha, sem erro!

Já a estrada da Bela Vista é a via em paralelepípedos que liga a vila às torres de celular, na crista da Serra. É dela também, que sai a trilha do Mirante, e consequentemente, sua continuação até a Pedra Lisa e Poço das Moças, que resultam na travessia até Cubatão, pelo Vale do Rio Quilombo. inicia-se a partir da própria vila de Paranapiacaba, bastando, tendo como ponto de partida o Bar da Zilda, seguir pela Rua Direita e virar à 3ª direita. No entando, há uma guarita e esta trilha exige acompanhamento de guia ambiental, porém, esta guarita não funciona em certos horários... então dá para adentrar, principalmente nos finais de tarde e à noite.

Abçs
#645318 por trilheirosilvestre
24 Out 2011, 12:56
AMIGOS QUERIDOS DA COMUNIDADE

Venho através desta para realizar um comunicado ( não-oficial ) : A TRILHA DE PARANAPIAÇABA PODE ESTAR COM OS DIAS CONTADOS !

Explico :
Nesta semana passada, houve aqui no RJ , um grande eventos relacionado a transportes urbanos ( me foge o nome agora ).
Como o evento era praticamente "encostado" ao prédio do meu trabalho , resolvi dar um pulinho lá . Foi no Centro de Convenções do SulAmérica

Ao chegar , encontrei um stand , onde após algumas conversas com algumas pessoas , acabei descobrindo que estava de frente para alguns homens FORTES da SECRETARIA DE TRANSPORTES DE SP .

Eram 2 Srs , relativamente simpáticos, que estavam ali sabe lá Deus para quais fins . ::bruuu::

Após um certo passeio , reencontrei-os em outro stand que trata sobre as MALHAS FERROVIÁRIAS DO ESTADO , e projetos de revitalização . Comentei que sou um grande entusiasta de viagens aventureiras e tals .
Foi ai que ENTRE UMA CONVERSA OU OUTRA, UM DELES COMENTOU : O FULANO , AQUELA MALHA DE PARANAPIAÇABA TEM UM PROJETO NAS MÃOS DE DEUTRANO . JÁ TÁ EM ANDAMENTO ! ::hein:

Mas quando fui perguntar mais detalhes , eles se foram , esvaecendo quaisquer esperanças ....

Portanto , fica o aviso : APROVEITEM , POIS O "PARAISO" PODE ESTAR COM DIAS CONTADOS !!!
Esta mensagem não é um hoax ok ? Aproveitemos enquanto podemos o trecho como está !!!
#645689 por trilheirosilvestre
25 Out 2011, 12:43
Olá Kássio !
O que quis dizer é que possivelmente os trilhos antigos e respectivos arredores dessa antiga via funicular podem estar com os dias contados, pois existe uma fortíssima possibilidade que venham acontecer REFORMAS. ::dãã2::

Como disse, conheci 2 Srs da Secretaria de Transportes e que citaram uma 3a pessoa que estava encarregada de reativar essa linha de forma COMERCIAL . Mas NÃO POSSO POR FÉ SE É 100% ISSO ! ::putz::

Fortíssimo abraço !
#645699 por Kássio Massa
25 Out 2011, 12:53
Entendi, cara.
Pelo que me foi entendido, estou sabendo de um projeto da própria MRS para construção de uma esteira de transporte de cargas no leito da Funicular Serra Nova. Deve ser isto...
Lamentável =/
#646259 por Raulz!to
26 Out 2011, 20:05
Kássio, valeu pelas informações! Conheço esse caminho do Mirante, Pedra e Poço, mas não sabia que o nome da via era esse. Aliás, tenho boas e más lembranças daí, inclusive de um reveillon... hehehe. Valeu!
Quanto a notícia do trilheirosilvestre, bem, nos últimos 10 anos vem e vão essas informações sobre a reativação da linha na serra. Já li várias vezes que o projeto havia sido modificado, alterado, melhorado, cancelado, reeditado, queimado, incinerado, exorcizado. Enfim, esperemos algo de concreto acontecer! De qualquer forma, há outros tópicos abertos que falam dele, inclusive com uma notícia recente de que o Governo do Estado teria dito que a verba para a viabilização seria muito alta e que não haveria qualquer prioridade para viabilizá-la. Aguardemos!
#646364 por Kássio Massa
27 Out 2011, 00:59
Que isso, Raul! ::hãã2::
Este lugar nos reserva muitas maravilhas dignas de muitos bate-volta's!

Quanto a estes projetos de infra-estrutura de transporte na região, é evidente que a concessão da malha de Paranapiacaba para a MRS Logística fora mal planejada, e que agora, reflete alguns problemas quanto às condições que viabilizam uma linha que ligue o planalto à baixada.

Como já havia discutido em um outro tópico, aqui no fórum, poderia ser negociada uma suposta parceria entre a CPTM e a MRS, para a implantação, mesmo que parcial e controlada, de um trem de passageiros REGULAR entre R.G. da Serra e Cubatão, ou mesmo Santos - e de quebra, integrar o sistema ao já em projeto sistema metroferroviário da Baixada. Tal ligação serrana poderia aproveitar a linha do sistema cremalheira, uma vez que os trens de passageiros poderiam circular nos intervalos entre os cargueiros - que costumam ser consideráveis - e caso, mesmo assim, a circulação de trens de passageiros e cargueiros conflitar, pode-se cogitar a implantação de "áreas de escape"(não sei qual o termo correto para isto) na ferrovia, que funcionaria como uma pequena secção de trilhos, paralela à via principal, onde uma composição sentido litoral pararia, para que a outra(sentido planalto) passasse. Mas claro, tudo dependerá de condições ambientais, também.

Quanto à Funicular, tirando o fato de seu leito favorecer a reforma, a mesma ainda seria muito custosa, podendo se tornar inviável. Até sou a favor de uma reforma ou mesmo, a volta do sistema Funicular, ligando PNP até Cubatão ou Santos, mas desde que sua memória histórica e sua estrutura não perca identidade.

Agora o projeto da MRS em transformá-la em uma esteira de transporte de grãos, isso é lamentável e nós estamos deixando acontecer... Um país que não preza pela sua memória histórica e cultural é um país fadado ao fracasso no presente e futuro.

Grande Abraço.
#646678 por Raulz!to
27 Out 2011, 22:13
Pow Massa, nem me fale. Lembro muito bem daquele museu 10 anos atrás. Hoje não sobrou 1/10 do que tinha lá. Que dirá das linhas?
Enfim, a falta de interesse na preservação é total. Veja por exemplo o primeiro plano inclinado (serra velha) construído por volta de 1860: despareceu quando instalaram o sistema de cremalheira. E desse fato já faz 30 anos, ou seja, os tombos pelo CONDEPHAAT em 87, pelo IPHAN em 2002 e pelo COMDEPHAAPASA em 2003 nada puderam fazer. E desde então mais e mais material e história tem se perdido, isso sem falar no famoso incêndio. É a última vila ferroviária do mundo e cada vez anda mais desfigurada. Dá dó de ver o que aconteceu desde que eu comecei a frequentar a vila nos idos de 97, 98. Só vi mudar a estética, especialmente agora, mas a história mesmo, se perde no fog cada vez mais.

Já nem sei se gostaria da reativação de um jeito ou de outro...
#646721 por Kássio Massa
28 Out 2011, 02:39
Infelizmente, e óbviamente, preocupações e ações efetivas/eficazes em prol da preservação INTELIGENTE de nossos biomas e bens histórico-culturais nunca fizeram parte das prioridades governamentais, tampouco da iniciativa privada, que sempre vis(aram)ou a economia e o lucro acima de qualquer ítem relacionado à sustentabilidade ou bem estar social.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes