Cuba - Perguntas e Respostas

Guias, Troca de informações e Bate-Papo sobre destinos no Caribe


Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor eriva_br » 13 Nov 2012, 13:43

bdurante escreveu:Pessoal, alguém fez Cuba e México no mesmo roteiro de viagem?
Eu vou fazer México e Belize, mas queria passar 1 semana em havana. No início ou final;

Alguém fez isso? Abraços!

fiz multicidade com a copa airlines, na epóca o preço estava legal, o chato é que o avião sempre passa na cidade do panamá, imagima fizemos Havana-Cancun com escala no Panamá..rsss, mas quando estava em Playa del Carmen vi que algumas agência vendem pacotes Cancun-Havana num preço legal, mas não lembro, tenta ver isso.

a vantagem da copa é que fomos pra San-blas e a escala não aumentou nada.
Avatar do usuário
eriva_br
 
Mensagens: 23
Desde: 02 Dez 2009, 07:29

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor _Paulera_ » 13 Nov 2012, 13:45

Bdurante,

Cuba e México é uma boa combinação.
Muita gente faz isso, dependendo da época você encontra passagens a partir de US$250,00 para o trecho Cancun - havana (ida e volta).
Avatar do usuário
_Paulera_
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 616
Desde: 19 Fev 2009, 00:37
Localização: Fortaleza - Ceará

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor bdurante » 13 Nov 2012, 13:52

Obrigado pessoal!
Eu queria fazer cancun-havana direto. Já basta entrar e sair via panamá, rs.

Mas acho essa combinação tão boa que vale tentar!
Para viajar basta existir
Avatar do usuário
bdurante
 
Mensagens: 117
Desde: 06 Mar 2012, 14:01
Localização: Rio de Janeiro

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Gabriel Cabral » 28 Nov 2012, 22:06

Gente!estou indo em janeiro para cuba,queria saber onde eu encontro um site confiavel para pesquisar as casas de familia para hospedagem!!!
Gabriel Cabral
 
Mensagens: 2
Desde: 02 Ago 2012, 18:12

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Pedrada » 29 Nov 2012, 08:34

olá Gabriel Cabral,
fizemos algumas reservas nas casas particulares por meio da agência Cuba Accommodation. No site é possível ver fotos e descrições de casas em várias cidades de Cuba. Nosso contato era Alain Tamaio, sempre muito solícito: enviou voucher com as datas, valores, endereços e telefones das casas, e nos ajudou com outras dicas – http://www.cubaccommodation.com. E-mail do Alain: alain@cubaccommodation.com mas os proprietários preferem que as reservas sejam feitas diretamente com eles, quando isso é possivel...
E no http://www.tripadvisor.com.br também tem fotos e comentários sobre as casas particulares em Cuba.
em nosso relato tem as avaliações sobre as casas em que ficamos e a que tentamos ficar..... não que isso seja o mais confiável heheehe
Avatar do usuário
Pedrada
 
Mensagens: 1415
Desde: 22 Jul 2008, 15:46
Localização: mundo afora, Brasil adentro e América Latina adelante

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Jaumz » 29 Nov 2012, 09:09

Gabriel Cabral escreveu:Gente!estou indo em janeiro para cuba,queria saber onde eu encontro um site confiavel para pesquisar as casas de familia para hospedagem!!!

Gabriel,
Qualquer um dos sites já citados neste tópico é confiável.
Boa viagem.
jaumz
Avatar do usuário
Jaumz
 
Mensagens: 307
Desde: 04 Jul 2009, 22:30
Localização: Brasília - DF

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor gentileza » 29 Nov 2012, 11:47

Em Havana, para quem tem criança pequena, foi bom ter ficado no Hotel Park View. Muito bem localizado (Havana Velha), sendo uma boa relação custo benefício.

Para Cuba evite levar dólar por causa da comissão de 10% no câmbio. Salve engano, para o Euro não há esta comissão.

Havana é sensacional e muito tranquila.

Abraços.
gentileza
 
Mensagens: 2
Desde: 29 Nov 2012, 11:35

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor ruaronr » 03 Dez 2012, 13:38

E ai Pessoal.

Estou indo na minha primeira viagem para Cuba (Havana/Varadero), agora no ano novo e sozinho.. queria saber o seria legal conhecer ou fazer, como festa de fim de ano e baladas essas coisas!? E como é melhor para se locomover la Taxi / Bus ou até mesmo fechar pacotes de passeio?!

Quem estiver indo pra la nos encontramos la!

Vlw
ruaronr
 
Mensagens: 3
Desde: 08 Nov 2012, 10:04

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Gabriel Cabral » 04 Dez 2012, 19:13

Muito obrigado!!seus relatos me ajudaram muito a organizar minha viagem.
grato
Gabriel Cabral
 
Mensagens: 2
Desde: 02 Ago 2012, 18:12

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor ruaronr » 18 Dez 2012, 15:06

Queria perguntar uma coisa, sair a noite em havana e Varadero alguém tem algum lugar legal para ir?

Obrigado
ruaronr
 
Mensagens: 3
Desde: 08 Nov 2012, 10:04

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Jaumz » 18 Dez 2012, 17:01

ruaronr escreveu:Queria perguntar uma coisa, sair a noite em havana e Varadero alguém tem algum lugar legal para ir?

Obrigado


Vixi! Em Havana tem d+!
Avatar do usuário
Jaumz
 
Mensagens: 307
Desde: 04 Jul 2009, 22:30
Localização: Brasília - DF

Re: Dicas: O que fazer em Cuba

Mensagem não lidapor wandredeselva » 05 Jan 2013, 10:54

RELATO CUBA

Primeiramente, o site mochileiros.com não tem muita informação sobre Cuba, se compararmos com outros destinos, tipo Peru/Bolívia. Embora o nome do site seja bem sugestivo, tem gente que escreve para fazer poesia, filosofar, etc. e acha tudo divino, com ares inspiradores, mágico... O que interessa é que se postem informações úteis para aqueles que procuram conhecer o país/local, de maneira informal e econômica, ou seja, colocar as coisas como elas são. É legal que se relatem as boas dicas e as furadas.
Tentaremos transcrever as nossas impressões, sem paixão, exageros ou sensacionalismos. Colocar o que é bom como coisa boa e o que é ruim como coisa ruim mesmo.
Para entrar em Cuba, você deve possuir a "Tarjeta del Turista" que é comprada no balcão da companhia aérea que vai te levar a Cuba. Em geral, as conexões possíveis a partir do Brasil são Lima, Panamá ou Caracas. Quando você chegar no aeroporto aqui no Brasil para fazer o check in, provavelmente vão lhe perguntar se você vai querer a tarjeta del turista e eles mandam um email para a próxima conexão com seu nome; é para eles saberem quantas separar. Nada mais é que uma folha de papel que custa 20 U$ e que sem ela você não entra em Cuba, simplesmente isso. Falamos que queríamos e nos falaram que ao chegar a Lima, era só procurar o balcão da Taca e pegar. Chegamos, pedimos, ela perguntou nossos nomes e mediante 40 U$ adquirimos as duas. Nem se preocupe em pegar aqui no Brasil. Eu vi pessoas aqui mesmo no mochileiros querendo comprar na embaixada de Cuba...olha eles até vendem mais se não me falha a memória é coisa de R$ 170.

Imagem

Ao chegar também DIZEM que você deve ter o seguro saúde. Na verdade, depois de tudo que eu li, cheguei a uma conclusão. Você preenche uma declaração da aduana e uma do Ministério da Saúde deles (ou é tudo em um papel só, não me lembro), daí obviamente se você colocar no papel que tem algum problema de saúde, vão te parar e pedir o seguro saúde dãããã. Coloque tudo NÃO no papel. Você realmente entrega este papel depois da imigração a uma agente de saude, ela olha e se tiver tudo NÃO (vc não tem problema algum de saúde) ela não te pede nada. Se você der o azar do azar de te pedirem e vc não tiver, é possível comprar no aeroporto por 2,5 CUC ao dia para cada pessoa. Uma dica é que se você comprar sua passagem aérea com seu cartão de crédito, você tem direito a um seguro saúde para si e para o dependente (se comprou a passagem dele tbm, óbvio). Pelo menos o VISA é assim. Você entra no site, preenche umm formulário e imprime o seguro. Caso você utilize o seguro, deverá comprovar que comprou a passagem com o cartão.
Ao sair de Cuba, SURPRESA! Você tem que pagar uma módica taxa de saída do país (uso del aeropuerto) de 25 CUC, reserve dinheiro para tal.
A corrida de taxi do centro de Havana ao aeroporto é 25 CUC. Te buscam/levam até a casa particular onde você está hospedado.
Outra dica; avalie bem o preço da passagem pela Via Azul (empresa de ônibus que leva turistas) da cidade onde você está para a próxima. Explico, sempre o dono da casa vai arrumar uma Van ou taxi coletivo para você. O preço é as vezes 5 CUC mais caro que a passagem pela Via Azul, ou até o mesmo preço, porém a vantagem é que vão te buscar na casa onde você está e vão te levar até a porta da próxima casa particular. Se pensar bem, são dois taxi economizados e financeiramente sai zero a zero, porém com esta comodidade.
Compramos o Guia Lonely Planet para ter mais dados e informações. Olha, não podemos dizer que não ajuda, mas com ressalvas sobre as descrições das coisas. Explico; cada vez mais me convenço mais que o Lonely Planet é um guia feito para Norte-americanos/europeus, ou seja, com a visão e ao gosto deles. Quer um exemplo? Tente ver um programa de comédia americano e me diga se consegue achar graça... No guia aterrorizam as pessoas com coisas do tipo: os mosquitos vão te comer vivo, você vai pegar doenças tropicais, beba no mínimo 4 litros de água por dia... Oh... como se alguém fosse morrer de desidratação em um país tropical porque bebeu só 1 litro de água em um dia. Os preços estão em 90% dos casos, desatualizados e os restaurantes recomendados fizeram uma coisa interessante: dobraram o preço e reduziram as porções. Em um restaurante que nós fomos, constava no Lonely Planet como refeições de 6 a 8 CUC e que os pratos eram “memoráveis”... olha, ficou na nossa memória mesmo, porque os pratos estavam entre 10 e 12 CUC e foi o mais mal servido da viagem toda; sem brincadeira, cabia em um pires de café a quantidade de camarão servida. Ah, não mencionaram os 12% (não escrevi errado, 12% mesmo) de taxa de serviço! Foi o “assalto da viagem”, 32 CUC por 2 pratos e 2 refris... Entendem qual é a deles? Foram parar no Lonely Planet, acham que estão com a vida ganha e podem fazer o que quiser, afinal “estamos en la guia”, como dizem.
Pra começar, antes de tudo, primeiramente; uma importante consideração: Cuba é um país pobre e é AMÉRICA LATINA, com todos os seus males e benesses latino-americanos, que nós brasileiros conhecemos ou deveríamos conhecer muito bem.
Não podemos dizer que o cubano é MAL EDUCADO, mas não é um exemplo de educação e amabilidade, ao contrário do que dizem alguns relatos e os guias de viagem. Em 99% das vezes que dirigem a palavra a você (NA RUA, diga-se bem, pois as pessoas das casas te tratam muito bem), é para te oferecer algo. Você vai cansar, se estafar, encher o saco de escutar: Taxi? Cigar? (charuto) Cohiba? City Tour? Where are you from? De que país son? Excuse me Sr? Good Morning! Bon Joux! Hola! Hello my friend! Do you want a good restaurant? Do you speak English? Español? e segundo pessoas que conhecemos, quando você é homem e está sozinho, escuta: woman? chicas? mujeres? (te oferecendo prostituição). Caso você ande um dia inteiro em Havana e não escute pelo menos umas cinquenta vezes tudo isto que coloquei aqui, me mande um email com o Nr da sua conta corrente que eu te deposito mil reais na hora rsrsrs.
Uma observação para aqueles mais curiosos. Se você começar a prestar bastante atenção ao seu redor, vai ver uma cena bem comum que quase passa despercebida. Vai ver um ou dois gringos, via de regra americano ou italiano em uma mesa conversando com uma mulher ou um “casal” cubano. Se você prestar atenção na conversa, um misto de inglês e español, vai ver que se trata de uma coisa: prostituição. Eles estarão combinando um programa ou uma “acompanhante” para o gringo em sua viagem. O cubano fatalmente vai estar intermediando a coisa, ou a mulher até pode estar sozinha combinando. É bem comum você ver um tio europeu ou americano com cara de quem tem muita grana, desfilando de mão dada com uma negra ou mulata cubana. Pode reparar, não foi nem uma nem duas vezes que vimos tal situação.
Agora pasmem! Praticamente não há criminalidade em Cuba. Não há relatos de assalto aos turistas, mesmo em ruas mais desertas e à noite. Obviamente, se você tomar os cuidados que uma criança de dez anos tomaria. Exemplo, não andar com uma máquina fotográfica pendurada no ombro e para trás, carteira cheia de dinheiro à vista, etc...
Os cubanos são MUITO, MUITO, MUITO insistentes quando querem te vender algo. Nem deixe abrir a boca, diga logo NO, GRACIAS! Se insistirem de novo, diga, com mais ênfase e uma cara meio de quem diz “putz, você está me incomodando e não vou querer nada”. Outra opção, quando você já estiver absolutamente sem paciência de responder que não quer nada, apenas ignore, faça cara de paisagem mesmo! Uma terceira opção, se quiser variar, é fazer como fizemos; quando perguntarem/oferecerem algo diga bem gaguejado: NO COMPRENDO... Vão perguntar certamente: Where are you from? Responda: KASAQUISTAN, TADJIQUISTAN, AZERBAJAN... Do you speak English? Diga: NO! Comecem a falar entre vocês um monte de coisa enrolada tipo Achtujhskjhasdkjchaj, que eles desistem...
Se te oferecerem ajuda na rua, não aceite, procure um policial (que via de regra não sabem porcaria nenhuma também). Se você der conversa, vão te pedir dinheiro! Certo como 2+2 são 4!
Não tire foto das pessoas, pois vão te pedir dinheiro na hora. Um cara que estava com uns trajes meio que início do século, veio me oferecer uma pose para a foto com ele e eu disse NO. Coloquei uma moeda no potinho de um grupo que estava tocando salsa ao lado dele. Tirei fotos, filmei, etc... Acreditariam se eu dissesse que quando eu fui sair, o cara veio me pedir 1 CUC dizendo que ele viu que tirei foto dele? Daí, usei todo o meu bom español para mandá-lo para a %$#@ e quase esfreguei a câmera na cara dele para mostrar que não tinha tirado fotos... Não seja cara de pau. Se tiverem tocando ou cantando na rua, coloque uma moeda e fotografe e filme à vontade depois, pois isto é o sustento deles. Se não quiser dar nada ou não te interessar, também não tire fotos nem filme.
Nos museus, toda sala ou conjunto de salas vai ter um funcionário. Na maioria deles, há salas em que não se pode entrar, só olhar da porta (onde geralmente estão coisas mais raras, objetos de valor, etc. Você vai ver, em alguns casos, o funcionário muito solicito e atencioso, deixando você entrar nestas salas, te dando mil explicações e não saindo do seu pé... Não, você não é especial, bonito, etc. Eles querem uma gorjeta. Em alguns casos, até demos, pois a pessoa nos foi muito simpática e nos deu uma excelente explicação. Você vai perceber a diferença da pessoa que só quer te arrancar uma gorjeta, daquela que vai te explicar com gosto e, sabendo que eles ganham muito pouco, você vai querer dar alguma coisa porque acha que valeu a pena.
Como você já deve saber, existe uma dupla economia em Cuba. Os pesos convertibles (CUC) e os pesos nacionales ($). Por falar em ganhar pouco, explicamos o porquê isto acontece. Sabe quanto um médico cirurgião especializado, professor da Universidade de Medicina, ganha em Cuba? 30 CUC ao mês! Isto dá quase R$ 66,00... Vimos este referido médico trabalhando de taxista durante a noite para se sustentar. Não acredita? O Governo cubano tem por princípio o seguinte: TODOS TÊM QUE SER POBRES. Em resumo é isto. Qualquer pessoa em Cuba (QUE TRABALHA, pois mais de 50% das pessoas não trabalha) ganha entre 20 e 30 CUC e ponto! Sabe quanto custa um chinelo em Cuba? 32 CUC. Uma TV LCD 32”? 1220 CUC. Uma lata de cerveja? Entre 1 e 1,5 CUC. Um litro de gasolina? Entre 1 e 1,25 CUC. A conta não fecha, não é? Quando perguntei a um motorista de uma Van, ele nos disse que pagava ao Governo 2.000 CUC ao mês pela Van. Ele nos cobrou 25 CUC por pessoa para fazer uma viagem de 180 Km e só tínhamos nós na Van... pesado a coisa, né? Ele nos disse que o mínimo do mínimo que ele precisa para não passar fome (ele, mulher e dois filhos) em um dia é 60 $; isto fora o aluguel, luz, água, vestuário, etc... Uma conta rápida: 30 x 60$ = 1800$ ao mês. Se um médico ganha 30 CUC (30 x 25 = 750$)...ops! Daí perguntei como fazem? Ele me respondeu: “o problema não é ser cubano, é saber viver em Cuba”. Ou seja, TODO MUNDO tem algum tipo de negócio informal ou ilegal, faz algum bico, se vira nos 30, etc... Ainda, todos os cubanos têm algum parente que trabalha nos EUA e manda dinheiro para a família toda. Oficialmente eles não podem ter TV a cabo, pois é proibido em Cuba. Todas as casas que fomos tem TV a Cabo, tudo ilegal, disfarçado, gato...
Por falar em câmbio, não se preocupe com variação do câmbio ao longo do país, como é o caso dos demais países que seguem a regra geral de que o câmbio no aeroporto é um assalto e quanto mais no interior, pior o câmbio. Lá, como a CADECA (Casa de Câmbio) é estatal, o valor é sempre o mesmo.

Imagem

Quando você falar que é do Brasil, vão falar: ahhhh, Brasil el país de las Novelas!!! Acham os atores e atrizes do Brasil lindos! Atualmente estão vendo Insensato Coração e Por Amor. Nada de futebol, Ronaldo, eles curtem baseball... Também acham que o Brasil é só Samba e Rio de Janeiro, justo por causa das novelas... Bom, já deu para ver para que tipo de lugar você vai, então seguimos adiante:

A viagem estava programada inicialmente:
Chegada em Havana: dia 02 Nov 2012 à tarde
Havana: do dia 03 ao dia 07 Nov. Saída para Santiago de Cuba (são aproximadamente 16h de viagem). OBS: Você sempre chegará em Havana, então, faça Havana primeiro. Vá para o lugar mais longe e depois venha “se aproximando” de Havana, de onde sairá seu vôo de retorno.
Daí, devido ao estrago do furacão Sandy (aquele que detonou a costa leste dos EUA) em Santiago de Cuba, reprogramamos a viagem e fomos para Cienfuegos e ficamos mais tempo em Trinidad.
Passamos 4 dias em Havana, 3 em Cienfuegos, 5 em Trinidad, 2 em Varadero e mais 2 em Havana.

Não fomos a Santa Clara, pois os próprios cubanos disseram que é uma cidade feia e sem a mínima graça, pois só tem o tal Monumento ao Che e mais nada. Além disso, fica bem fora de caminho, cerca de 300 Km de Cienfuegos e Trinidad, ou seja, 2 dias perdidos.

HAVANA

Hospedagem
Ficamos na casa de Isabel – ida112002@yahoo.com (Los Balcones de Isabel) na calle Consulado 152, 3º piso, esq Trocadero y Colón. Muito boa a casa e o café da manhã muito bom também. Um detalhe que deixa a desejar mesmo, principalmente para mulher que tem cabelo comprido, é o chuveiro, que realmente é fraco e não esquentava nada. A dona é meio na dela, não é antipática, mas também não é um exemplo de amabilidade. A diária foi 35 CUC mais 4 CUC do café da manhã por pessoa. Eu recomendaria.

Imagem

Imagem

No mesmo prédio, no 1º andar, há o Hostal Peregrino da Sra Elsa e y Sr Júlio Roque – hostalperegrino@gmail.com (indicado no Lonely Planet), que nos pareceu excelente. Quando retornamos a Havana desde Varadero, íamos ficar lá, porém ela estava lotada e nos acomodou no apartamento de uma prima a 50m de lá. Fomos muito bem recebidos também. É só perguntar a ela, caso esteja lotado. Fica a dica.

Restaurantes

- Los Nardos
Mais chique, custa um pouquinho a mais que o El Troféo. Na verdade a cozinha é a mesma! Literalmente... Os pratos são hiper mega bem servidos, um absurdo para os padrões cubanos. Os preços variam de 4 e poucos CUC a 8 CUC os mais elaborados. Tem uma mega jarra de limonada por 6 CUC. Um jantar para dois sai menos de 20 CUC com certeza absoluta!

- El Troféo
Fica no 2º andar, acima do Los Nardos. A comida é basicamente a mesma do Los Nardos, só que tem menos opções. Os pratos são uns 10 a 15% mais baratos. O ambiente é mais simples. Achamos que este é o ponto de equilíbrio entre qualidade e bom preço.

- El Asturianito
É a pizzaria que fica no 3º andar. Pizza muito boa mesmo. É de 3 e poucos CUC a 5 CUC a pizza. Eu e a esposa comemos a metade da pizza de cada um e levamos o resto para a janta do dia seguinte.
Ah, não estranhe, é mais do que comum em Havana as pessoas saírem do restaurante com marmitex de isopor com o que sobrou do jantar... Você vai ver srrsrs

Imagem

No térreo há 3 filas, uma para cada restaurante. A da pizzaria é sempre menor e anda mais ligeiro. A do El Troféo é a intermediária e a do Los Nardos é sempre a maior e no mínimo você ficará uma hora na fila. Tentamos ir cedo tipo 18:00 e tarde (22:00) e tinha fila igual, mas se quiser jantar muito bem, vale a pena.

Atrações da Cidade
De início, tínhamos planejado ir a muitos locais. Porém, vários locais citados como “Museu” no guia, na verdade são lojinhas sem a menor graça, como Museu do Chocolate, Taller de Arte Experimental, Casa de África, Museu Automobilístico (em Cuba, a própria rua é um museu de carros a céu aberto e de graça), etc.

- Museo de La Revolución (15 CUC, duas pessoas e um permiso para fotografar)
Sinceramente, se você tiver a paciência de ler tudo, vai conseguir ter uma boa ideia sobre todo o processo da Revolução Cubana. Sugiro separar uma manhã ou tarde inteira para lá. É histórica e culturalmente muito interessante, diria imperdível!

Imagem

- Plaza de Armas
Possui uma feira de livros e selos usados de dar inveja. Pesquise bastante e negocie. Eu queria comprar um livro de História de Cuba. Acabei comprando um que eles utilizam em todo o ensino médio lá. Baixou de 25 CUC para 15 CUC.

Imagem

- Museu de la Ciudad (3 CUC por pessoa)
Um museu interessante, com vários objetos da época colonial cubana. O prédio foi o Palácio de lós Capitanes Generales, datado de 1770. Neste local aconteceu um episódio que só reforça a minha opinião sobre a falta de respeito dos europeus na América Latina. Um senhor alemão simplesmente resolveu “testar” o banco de mola de uma carruagem que deve ter uns 200 anos. Ele deu umas 3 pancadas com toda a força do mundo no banco. A mulher do museu que cuidava da sala deu uma senhora mijada nele... bem feito. O cara ainda ficou rindo e tentando se explicar em Inglês que não sabia que não podia tocar nos objetos. Imagina se todo imbecil fosse tocar nos objetos em um Museu... Sem comentários, né? Garanto que se fizer uma dessas na Europa no mínimo é retirado do local ou vai até preso por dano ao patrimônio público...

Imagem

- La Bodeguita del Medio
É, sem dúvida, um dos bares mais famosos do mundo. É famoso porque Ernest Hemingway ficava tomando mojitos lá. É um barzinho bem pequeno e até certo ponto, interessante. Quando entramos, vimos uma espécie de corredor e fomos entrando, lá dentro tinha mesas e tal. Vimos uma escada e subimos; era o restaurante do bar. Um cara, sem muita simpatia nos interceptou e perguntou se íamos comer. Dissemos que não, só beber um mojito. O cara quase nos tocou para fora, falando de maneira bem grosseira que quem vai SÓ beber, era lá na frente. Como eu ia saber, oras? Daí, fomos para uma parte da frente que fica no canto (por isso não reparamos). Pedimos um mojito; 4 CUC !!! Em toda a Cuba é 2 CUC! Esperei aquele mojito, né... Putz, o pior da viagem, na boa... super aguado e quente. O Mojito é feito de Rom 3 anos, água mineral com gás, açúcar e hortelã (hierba buena). Mas pela visita ao bar, valeu. O conjunto que estava tocando era bem legal, mas no intervalo, quando foram nos oferecer um CD deles e dissemos que não queríamos, ficaram bravos. Eu hein...

Imagem

- Castillo de La Real Fuerza - Museu Naval (3 CUC por pessoa)
É a fortaleza mais antiga de Cuba e da América Colonial Espanhola e data de 1558. É um museu que fala tudo sobre navegação. Tem muita coisa interessante sobre o assunto e uma réplica muito bem feita do maior galeão da marinha espanhola (Santíssima Trinidad), que foi construído em Cuba. Há várias peças em ouro e prata, inclusive algumas resgatadas em naufrágios. Há a estátua original em bronze de “La Giraldilha” de 1632, que é um dos símbolos de Cuba e de Havana (tem no rótulo do Rum Havana Club).

Imagem

- Museu de Numismática (1,50 CUC por pessoa)
Passamos pela frente e entramos meio que de curiosos mesmo. Como era baratinho, resolvemos visitar. Nos surpreendeu muito. Acredite ou não, tem moedas de antes de Cristo ORIGINAIS. Tem muitas moedas super antigas de todo o mundo. Tem todas as moedas e notas da história de Cuba.

- Calle Mercaderes
É uma rua que possui uma infinidade de lojas, restaurantes e museus dos mais variados assuntos e gostos. Há bastante artesanato para se comprar.

Imagem

- Camara Oscura (2 CUC por pessoa)
Fica no terraço de um edifício na Plaza Vieja, onde se pode ver praticamente toda a cidade em 360º. Tem uma sala escura com um telescópio onde vão exibindo imagens em tempo real de toda a cidade. Interessante e legal para tirar fotos.

Imagem

- Hotel Nacional (grátis)
Fica no bairro Vedado e é o único Hotel 5 estrelas de Cuba. Pode-se visitar o térreo e os jardins do Hotel sem pagar nada. Estava ocorrendo uma exposição nos jardins sobre a Crise dos Mísseis em Cuba (quando Cuba permitiu a instalação de uma base de mísseis soviéticos e foi gerada uma crise com os EUA, que quase culminou em uma Guerra Nuclear). Os jardins do Hotel, por ficarem de frente para o mar serviram de quartel e foram construídas trincheiras e uma rede de túneis subterrâneos. Demos uma gorjeta para o simpático velhinho que cuidava da exposição e nos explicou tudo.

Imagem

Imagem

- Hotel Havana Livre (grátis)
Era, antes da Revolução, o Hotel Hilton em Cuba. Foi ocupado pelos revolucionários em 1959 e serviu de sede para o governo de Fidel Castro por quase 1 ano. No saguão há fotos desta época e também uma exposição sobre um assunto meio obscuro que você notará em Cuba. É o caso de 5 cubanos (que trabalhavam para o serviço secreto de Cuba) que foram presos pelo FBI na Flórida e condenados a prisão perpétua por espionagem. Eles estavam infiltrados em uma organização anti-Castrista na Flórida. Como sempre, o governo cubano diz que foram vítimas do imperialismo e que foram presos injustamente.

- Universidade de Havana (grátis)
É um conjunto de prédios caindo aos pedaços e igual a uma universidade pública qualquer, só que em estado deplorável de conservação.

- Callejón de Hamel (grátis)
Ao contrário do que os cubanos falam, não tem nada de interessante. É um beco de 50 metros, onde as paredes são todas coloridas e com umas pinturas meio que nada a ver. Pode ser que tenhamos ido em hora e dia errado, pois nos falaram que se reuniam diversos artistas de rua, músicos, artesãos, etc. Não vimos nada disso e sinceramente, tinha um pessoal meio mal encarado, coisa meio que de Brooklin nos EUA.

Imagem

- Plaza de la Revolución (grátis) e Monumento a José Marti (1+2+3 CUC, entrar no monumento, subir no mirante e visitar o Museu. Você fazer qualquer um dos três combinados)
É onde existem os edifícios do Governo com as esfinges do Che Guevara e do Camilo Cienfuegos. É bem legal e enorme. Este é o local onde o povo se reunia para ouvir o Fidel discursar por horas a fio. O monumento a José Marti (um dos heróis da independência cubana) é feito todo de mármore e se pode subir no mirante, de onde se tem a vista mais alta de Havana. O Museu é bem interessante também e conta a vida de José Marti.

Imagem

Imagem

- Parque Morro La Cabaña (6 CUC por pessoa)
É a maior fortaleza de Cuba. É onde foi a prisão, comandada por Che Guevara, onde ficavam os presos políticos, após a Revolução. Eles juram de pés juntos que o tal “Paredón” não existe. É muito bonita a vista de lá para a cidade, pois fica do outro lado da baía de Havana. Não tem jeito, para chegar lá tem que se pegar um taxi e combinar com o motorista apara ir buscar depois. Sai 10 CUC ida e volta. Tem vários museus lá dentro (de armas, de fotos do Che e do Fidel, etc). O interessante é ir no meio da tarde e ver o por do sol desde a fortaleza, que é surreal. A noite tem a cerimônia do Cañonazo, onde soldados vestidos com uniformes coloniais encenam um tiro de canhão. Na época colonial, este tiro alertava para que os portões da cidade que era murada, fossem fechados.

Imagem

Imagem

- Capitólio e Gran Teatro La Havana (não se pode entrar)
Ficam um do lado do outro e são as construções mais grandiosas de Havana. O Capitólio está fechado para reformas há anos e sem previsão de reabertura. É uma cópia do Capitólio dos EUA. O Teatro é muito lindo e infelizmente só se pode entrar para assistir às peças, que são caríssimas.

Imagem

Imagem

- Malecón (grátis)
Vimos muita gente falando que era um lugar lindo, etc. Na boa, é mais que normal, é um calçadão na beira da praia como um outro qualquer, só que mal conservado e sujo. De noite é super escuro e se você não soubesse que Havana é seguro, certamente ficaria com medo do local. Vale dar uma passada e deu.

Imagem

CIENFUEGOS

Hospedagem
Por acaso do acaso, fomos parar na casa da Sra Marta Peña. Calle 39 Nr 5807 esq 58 y 60. Depois fomos descobrir que ela é a mais bem recomendada do site Trip Advisor. Na verdade, fomos na casa da frente (Bella Perla Marina), que é a melhor recomendada do Lonely Planet e um senhor extremamente simpático nos recomendou ela, pois estava lotado. É a velhinha mais querida da viagem, parece a sua avó, nos tratou como netos mesmo. O café da manhã é o campeão da viagem (presunto, queijo, ovos, salada de frutas, suco, etc...). O quarto era muito bom e o banheiro excelente. A diária foi 25 CUC mais 4 CUC do excelente café da manhã por pessoa.

Imagem

Imagem

Restaurantes
- A cidade tem poucas opções de locais para comer bem e barato, infelizmente.

- El Criollito
Um dos únicos restaurantes recomendados pelo Lonely Planet onde diz “os pratos são bem servidos, senão memoráveis! Pratos de 7 CUC”. Nada disso!!! Os pratos são 10 CUC e os de camarão e lagosta são 12 CUC. Cobram mais 12 % de serviço e qualquer refri é 1,5 CUC, enquanto em toda Cuba é 1 CUC. Concordo com o adjetivo “memoráveis”, pois não saiu mais da nossa memória a quantidade de comida que veio; pouquíssima! Já que estava meio tarde e estávamos com fome, decidimos jantar e entre pagar 10 CUC para comer frango ou porco e 12 CUC e comer camarão/lagosta, optamos pelos últimos, um para cada. A quantidade de camarão/lagosta que veio, sem o menor exagero, cabia em um pires de café, mais uma bolinha de arroz e umas 10 rodelinhas de banana frita. Fim das contas 32 CUC. Um assalto!!! No Los Nardos, em Havana deve ter vindo o triplo da quantidade de comida, muito mais gostosa e foi a metade do preço! Todos pela rua (os jineteros) só vão te oferecer este El Criollito. FURADA !!!

- Café San Carlos
Fica no lado direito da rua no Paseo Del Prado (de quem vai para o Malecón). Na verdade é uma lanchonete/bar. Faz uns sanduíches animais de grandes. Comemos os mais caros, um imenso de presunto e queijo e uma hamburguesa dupla, mais refri e nos saiu exatos 6,45 CUC. Recomendo.
No geral, Cienfuegos é bem fraca de restaurantes e são muito caros quando comparados com Havana.
OBS: Eu não sou viciado em refrigerantes, muito pelo contrário (pois só falo em refri nas refeições), porém praticamente não existe suco em Cuba. Quando existe, é nas cafeterias bem chiques e é quase o preço de uma refeição. Você pode comprar na padaria o suco da marca Tropical (a única que tem) que é muuuito gostoso e custa 2,20 CUC o litro.
Na praia Rancho Luna, almoçamos no último quiosque à esquerda de quem chega na praia. Um Sr bem simpático (Sr Ramón) nos ofereceu almoço e acabamos comendo dois pratos de camarão por 7 CUC cada. Considerando-se ser beira da praia, até que valeu, pois estava muito bom.

Atrações da Cidade

- Centro Histórico da Cidade
Tudo fica ao redor do Parque José Marti, que na verdade é uma praça. A cidade é simplesmente linda e sua limpeza chega a chocar quem vem de Havana. Há o Teatro Tomas Terry de 1889, a praça propriamente dita e o Museu Naval que fica a umas 6 quadras para dentro.

Imagem

Imagem

- Rancho Luna (praia)
É uma praia bem legal, super tranquila e de água super transparente. Do terminal de buses saem ônibus de 1 CUC para a praia. Não precisa tomar taxi.

Imagem

Imagem

A cereja do bolo da praia Rancho Luna é o Delfinário (Show de Golfinhos). É mais ou menos uns 500m andando após o fim da praia. Tem show as 15:00 e custa 10 CUC por pessoa. Se você quiser, após o show, fazer o “beso com el delfin” (beijo com o golfinho), custa 10 CUC e mais 10 CUC a foto que ELES TIRAM e te vendem. Se quiser, ainda, nadar 15 min com os golfinhos, nada que 50 CUC não paguem, mais 10 CUC por uma foto ou 40 CUC por um CD com cerca de 40 fotos. É uma paulada!
Agora vem a informação quente rsrsrs. Após dizermos que éramos brasileiros, a simpática tia da bilheteria, vendo que eu estava pensando mil vezes para pagar o beijo com o golfinho para a minha esposa, nos deu uma dica. Falou que durante o show, chamam um homem e uma mulher para interagir com os golfinhos. Daí ela falou, quando pedirem um voluntário, você pula e grita! Adivinha quem foi? 10 CUC economizados e o sonho dela realizado rsrsrs. Ah...e fotos à vontade, pois durante o show pode tirar a vontade. Após, chamam outras duas pessoas para interagir com os golfinhos. Adivinha quem foi voluntária? A mulher do show fez que não viu (afinal queria dar oportunidade a outra pessoa), mas quando a menina que se voluntariou ficou sabendo que era para entrar na água, mudou de ideia. Adivinha quem foi de novo? Rsrsrsrs. Muito legal!
Após o show, ganhamos do nada uma carona até a entrada da cidade de um tio cubano bem simpático que ficou me zoando na plateia (brincou comigo... “Se no sacas las fotos de tu novia com lós delfines, eres um hombre muerto” rsrsr). Mais 1 $ de cada do busão da entrada até o centro da cidade e chegamos em casa.

Imagem

Imagem

Imagem

TRINIDAD

Hospedagem
Ficamos na casa de Elda y Roberto na calle Jesús Menéndez, 166, esq com Fernando H. Echerri y Ernesto V. Muñoz. Olha, não vou dizer que fomos mal recebidos, mas deu problema com a água quente várias vezes. Depois achamos que eles estavam dando uma de “João sem Braço” e desligando; se a gente reclamasse, ligavam. O café da manhã, todo dia iam tirando alguma coisa e se você não pedisse, não colocavam. O primeiro dia foi a manteiga, depois o suco e assim foi. O tal Roberto era taxista e fazia passeios. Fomos no Valle de Los Ingenios com ele, pois era o mesmo preço que o tal trem que faz o passeio e vai parando ao longo do caminho. Ele nos oferecia levar para tudo quanto era lugar, tipo praia, para a Marina e a gente educadamente dizia que ia ver, ainda não sabíamos, qualquer coisa. A insistência dele para nos oferecer taxi realmente foi chata. No Valle de Los Ingenios, ele meio que queria nos forçar a comprar as coisas, consumir, etc (eles sempre ganham alguma coisa quando levam cliente). Como a gente não queria, ele foi ficando de má vontade com a gente. Oras, a gente pagou ele para levar a gente no passeio e não para ir e gastar um monte de dinheiro a toa e ele ganhar comissão em cima... acho que é um direito nosso. O cara, a partir deste dia, sinceramente, virou a cara para nós. Chegava a desviar o caminho e virar a cara quando passava pela gente dentro de casa. Realmente ficou um clima meio chato. Acho que ele e a esposa deles ficaram meio chateados porque a gente só jantou dois dos cinco dias na casa deles. Ora, eles cobram 8 CUC e conseguimos jantar melhor por 5 CUC. Acho também que é um direito nosso. Enfim, achamos falta de educação da parte deles.

Restaurantes
- Dezenas de jineteros na rua te oferecem restaurante. Chega a ser irritante, você diz que não quer e eles te seguem tentando te tocar que nem gado para a porta do restaurante. Não vá para o tal “Terrazas Colonial”, que é em um terraço. Estava tocando uma música e olhamos; logo um jinetero nos abordou e nos levou para cima. Não tinha mesa, daí ele insistia muito com o cara que parecia ser o dono e ele simplesmente dava de ombros para o jinetero que nos levou como quem diz “está lotado, não posso fazer nada”. Sacamos a situação e fomos embora e o cara quase me segurou pelo braço dizendo para ficar porque já estava vagando uma mesa...

- Via Reale (comida italiana, indicado no Lonely Planet)
Estava vazio. Havia um garçon e o pizzaiollo sentados na escada de entrada. Perguntamos se tinha pizza, simplesmente disseram que “NO”, com aquela cara de “putz, tá interrompendo a conversa”, e sentados ficaram. Fomos embora.
OBS: Coincidência ou não, todos os dias que fomos para o Doña Clara, cruzávamos pela frente do Via Reale e estava sempre vazio de não ter ninguém mesmo. Deve ser pela “simpatia” dos empregados...

- Trinidad Colonial (também indicado no Lonely Planet... )
Mesma coisa, o guia dizia que o prato mais caro era de 6 CUC e na verdade, era de 12 a 15 CUC!). Estava lotado com dois ônibus de excursão parados na porta e cheio de velhinhos europeus com bastante dinheiro para gastar e desejosos de pompa e circunstância... O cara falou que era 15 CUC e se a gente quisesse, ele “dava um jeito” de atender a gente.

- Paladar Doña Clara (calle Rúben Martínez Villena Nr 93)
Olhando da igreja para a praça, desça a rua ao lado direito da praça e pegue a primeira à direita. É na segunda quadra do lado esquerdo da rua, após o Via Reale e o Terrazas Colonial, que ficam à direita). Tivemos a sorte da sorte de encontrar por acaso Doña Clara. Todos os pratos a 5 CUC (camarão, lagosta e etc...), são DELICIOSOS e muito bem servidos! Servem uma saladinha tão básica quanto todos os outros servem, um prato de frutas (que os outros nunca servem) e um prato de biscoitinhos salgados locais com manteiga, tudo antes do prato principal. Comemos 7 vezes lá! Cuidado para não passar despercebido, parece uma casa de família na frente. Não torça o nariz por causa do preço baixo ou pela simplicidade do local. Eles não colocam jineteros para anunciar e cooptar pessoas na rua, senão tinham que aumentar de 2 a 3 CUC por prato, pois é o que o jinetero ganha por cada um que leva para o restaurante. Sério, não faça pouco caso pela “falta de beleza” e simplicidade do local e nem porque estará meio vazio. É que eles são quase o último restaurante da rua e “sofrem” pelo fato dos jineteros capturarem os turistas e conduzirem aos outros restaurantes, antes de chegarem no deles. Só para dar uma ideia, se você pedir a lagosta, vem três metades de lagosta no prato, mais arroz e banana frita. O campeão de todos é a parrillada de frutos do mar, onde vem a metade de uma lagosta, uma porção de camarão e um filé de peixe....por...5 CUC. Acredite ou não! Garanto que se você der um crédito e for a primeira vez, vai fazer todas as suas refeições em Trinidad lá!
Não estou dizendo que os outros restaurantes são ruins, mas é fato que custam entre 8 e 15 CUC por pessoa. Se lá no Doña Clara você come tão bem ou melhor que nos outros lugares por 5 CUC, pra que gastar mais? Comemos em locais aqui em Trinidad a 6,5 CUC na praia e na cidade a 8 CUC que perdem feio para o Doña Clara. Fica aqui esta sincera dica! Quando você ver aquelas 3 metades de lagosta no prato por 5 CUC não vai acreditar! No último dia, achamos que era moralmente correto dar uma gorjeta. Fizemos a refeição e deu 13 CUC (dois pratos, uma piña colada e uma água), deixamos 20 CUC e falamos que era pelo excelente atendimento que tivemos. A dona nos deu de presente uma toalhinha bordada que a avó dela fazia. A vovó fica sempre na frente da casa e bordando seus paninhos. Muito amável da parte dela.
OBS: As casas particulares em que você ficar hospedado vão te oferecer jantar por 8 CUC/pessoa. Por educação e para ver como era, jantamos um dia na casa, pois todo dia depois do café perguntavam se íamos jantar. Realmente o peixe era bem farto e estava muito gostoso. Porém volto a dizer, lá no Doña Clara, achei a comida melhor e é 5 CUC.

Imagem

Imagem

Passeios
- Playa Ancón
Muito linda a praia! Não caia na lábia dos taxistas. Tem um microônibus vermelho com ar condicionado (Bustour) que passa em alguns pontos da cidade e que cobra 2 CUC pela ida e volta (o bilhete da ida te dá direito à volta). Os horários de saída de Trinidad são 09:00 / 11:00 / 14:00 e 17:00 e os de retorno da Playa Ancón para Trinidad são 10:00 / 12:30 / 15:30 e 18:00. Na verdade, sugerimos tomar o de 09:00 para ir e o de 15:30 para retornar; se você gostar muuuuito de praia, pegue o das 18:00 de volta. Só ature os jejenes que são os mosquitinhos de areia que aparecem no fim da tarde.

Imagem

OBS: O ponto dos taxis é em frente ao ponto do Bustour, que é em frente ao escritório da Cubatour. Quando você chega para esperar o ônibus te oferecem taxi, dizem que o ônibus não passa mais, que hoje quebrou, etc...tentam de tudo para você ir com eles. Existe uma Van (meio detonada) que faz pelo mesmo preço que o Bustour e é da Cubataxi (a mesma empresa dos taxis oficiais). Ela passa uns 10 min antes do ônibus das 9:00 e se os taxistas verem que você não vai com eles mesmo, tentam te enrolar de novo para ver se você embarca na tal Van, dizendo que é direta, que o ônibus vai demorar. Ou seja, 9:00h seu ônibus com ar condicionado vai passar e você vai pegar ele! Ignore os taxistas! Use a velha fórmula: No, gracias!

Imagem

Imagem

Uma coisa que o Lonely Planet menciona são as tais “pulgas de areia” ou jejenes, como eles chamam. Lá no guia diz que elas atacam no início e ao fim do dia. Sinceramente, no início do dia não vimos nada. Meu amigo...no fim da tarde...putz! Você não consegue ficar parado 1 segundo! São terríveis, pior que qualquer mosquito que você já tenha visto. Sugestão: corra para ir embora antes do fim da tarde.
Outra coisa, fique ligado porque o ônibus das 15:30 é o que mais gente pega. Saímos tranquilos da praia, caminhando até a parada e fomos os primeiros a chegar, tipo umas 15:00. Quando dá 15:20, começa a chegar a galera. O que vocês acham que os gringos, que via de regra acham que América do Sul e Central é a escória do mundo, fizeram? Quando o ônibus chega dão uma de João sem braço e saem correndo para a porta se fazendo de loucos, para poderem ir sentados. Então, fique ligado e quando o ônibus for chegando fique meio que em pé e vá direto para a porta. Se você der uma de educado com os gringos vai em pé e vai ver os cidadãos do primeiro mundo passarem na sua frente e irem sentados. Afinal, você tem a pele mais escurinha e é latino, então eles cag... e andam para você.
OBS: Cada vez mais me convenço mais que os gringos só são educados no país deles e entre eles. Por aqui, acham que podem tudo, que são melhores do que nós e não estão nem aí para nada. Começe a observar os monumentos, locais turísticos pichados e com inscrições. Veja se enxerga algum, fulano de tal – Brasil, Argentina, Paraguai, Peru, Colômbia, Chile... Não...mas vê Mr Fulano – USA, England, France, etc... Só é mesmo uma observação pessoal, fruto de algumas viagens pela América Latina.

- Cayo Blanco (“Seafari”)
Como queríamos ir a um Cayo, pegamos o passeio. O passeio custa 45 CUC. Sai à 9:30h da Marina em Playa Ancón. CUIDADO! Não há como pegar o primeiro ônibus que vai para a Playa Ancón (ele chega na praia pelas 9:30/9:40 e não dá tempo)! Tem que engrenar um taxi/Côcotaxi para te levar até lá mais cedo. A empresa engrenou o côcotaxi por 5 CUC. Realmente o cara chegou antes do horário marcado...OK. Combinamos a volta pelos mesmos 5 CUC para 14:15. Vocês acham que o cara apareceu? Não vou nem responder. Um dilema: esperar até as 18:00 e pagar 1 CUC por pessoa pelo Bustour ou pagar 8 CUC em um taxi? Solução: tem um ônibus que passa às 16:30, e segundo informações às 17:00 também, pelo Hotel Ancón, que é o primeiro na saída da Marina que transporta os empregados. Demos 2 CUC para o cara nos levar e ele ficou bem feliz. Quando contratamos o passeio, disseram que tinha um cocktail de boas vindas na Marina... hahahaha...tá bom então... Claro que não teve nada! Faz-se 1h de navegação até o Cayo. Daí quem quiser ficar na praia fica e quem quiser fazer snorkeling, fica no barco. Mais 10 min e chega-se à barreira de corais. Tem-se 40 min de snorkeling aí, com equipamento incluído (o equipamento não é dos melhores, metade do tempo você fica tentando ajustar e reajustar os óculos, portanto, se tiver seu equipamento, leve). Admito que o snorkeling é surreal, pois você vê muitos peixes e corais, de várias espécies e cores. Após, se prossegue para o Cayo Blanco, onde TEORICAMENTE há um almoço com frutos do mar (foi o que me falaram quando me venderam). Realidade: o bufet tem abacaxi, laranja, repolho ralado, pepino e uma “paella”. Pobre da paella se souber que estão usando o nome dela para designar aquilo que eu comi... Era um risoto onde devia ter uns 10 camarões por m2 e uns pedacinhos de frango e lagosta perdidos. O tal “bar aberto” durante todo o passeio, tem cerveja (as primeiras até que são geladas, mas depois colocam mais no isopor e não dá tempo de gelar), refri não muito gelado, água e Cuba Libre (que fica ruim porque o refri não está gelado, não colocam gelo e usam o rum mais marca diabo de Cuba). Após o almoço, tempo livre na praia até as 14:45h, partida e chegamos de volta na Marina pelas 16h/16:05h.
Sobre a praia, hummmm... olha, não vou dizer que é ruim, mas sinceramente, a Playa Ancón dá de dez a zero. Tem uns eremitas na areia, uma iguana e milhares de jejenes te picando o tempo todo. Depois entendi o porquê o cara da agência mandou levar repelente... Por fim, não vou dizer que não valeu a pena, mas nós não iríamos novamente por 45 CUC por pessoa, que convenhamos, não é pouca grana. O que mais valeu foi o snorkeling, isto realmente admito, pois vi muitos peixes coloridos, corais, etc...Muito bonito mesmo, pena o equipamento ser ruim e ser pouco tempo.

Imagem

- Passeio pelo Vale de los Ingenios
FURADA x 1000!!! Se você nasceu e foi criado dentro de um condomínio de uma grande cidade e o único verde que você pisou foi na grama, até vale conhecer. Mas, se você já viu uma vaca ao vivo, já viu galinha solta, já foi em um sitio na vida, não haverá novidades! Quem te disse que você vai ver ruínas de velhos engenhos de açúcar do século passado? Foi o que eu pensei que ia ver. O que vi foi uma construção que disseram que um dia foi uma fazenda e hoje mais parece um mini shopping, com cafeteria, lojinha de bujigangas. Ah, e no acesso a esta construção, para variar, um corredor de ambulantes querendo te empurrar alguma coisa... Chegando lá dentro, disseram que tinha um trapiche (uma moenda antiga de cana), olha, tinha um telheiro e embaixo, uma coisa bem similar àquelas que o tio do pastel e caldo de cana da feira livre usa. Ah, e te oferecem um elaboradíssimo drink local a 3 CUC (se é que é local mesmo; quiçá alguma coisa que alguém pensou para vender para o turista) feito de aguardente, caldo de cana e melado... ohhhhhh. O fato é que tinha um monte de tios europeus tomando e achando wonderful! great! good! ohhhh! Se você quiser desembolsar 3 CUC por isto...fique à vontade. Tem uma torre de uns 40m de altura e que você pode subir e ver a paisagem lá de cima (que não tem nada demais). Depois, fomos em um local chamado Guachinango, que eu achei que era uma cidadezinha, uma Vila bem típica ou algo assim. Hãããã, era uma casa colonial, sem porcaria nenhuma dentro e umas galinhas soltas, um pobre de um coelhinho comendo banana, e um pobre de um cachorro que me deu pena de tão magrinho. Se você acha que vai ver ruínas de Engenhos de açúcar preservadas, Patrimônio da UNESCO, como o Guia diz...vai sonhando... That’s it! Isto é o passeio do Vale dos Engenhos. Me desculpe azedar as lindas palavras do Lonely Planet, que diz que é “um lindo e bucólico passeio”... Em suma...ridículo chamar aquilo de passeio! Na verdade, é um dia perdido em Trinidad o qual você poderia utilizar muito bem na Playa Ancón ou partir para outra cidade.

Imagem

OBS: Embora eu seja carioca, os asseguro que não acho praia a melhor coisa do mundo. Não pense que disse que seria melhor o dia na praia porque sou fissurado em praia... longe de mim...

Existe um passeio que se chama Topes de Collantes que é uma cidade que tem um parque natural e leva umas duas horas para chegar. Achamos que não valia muito a pena, pois estar em Cuba e ir ver “vegetação nativa e pássaros”, realmente, só se durante 99% da sua vida viu uma selva de pedra. Onde vivemos, em Santa Maria-RS, devem existir umas 50 cachoeiras nas cidadezinhas em um raio de 40 Km. Mas, cada um é cada um... esta é nossa opinião.

Atrações da Cidade
- Museo de La Lucha Contra los Bandidos (1 CUC)
Sinceramente, achamos o mais interessante de Trinidad. Quando ocorreu a Revolução Cubana em 59, surgiram em várias províncias, núcleos de resistência ao novo regime socialista. Formaram-se bandos de guerrilheiros que realizavam atentados, aterrorizavam a população camponesa, etc... O mais significativo destes grupos foi na região de Trinidad, na Sierra del Escambray. O Museu conta a história destes grupos (chamados genericamente de “bandidos”) e do combate a eles. Complementa muito bem as informações aprendidas no Museo de La Revolución, em Havana e no Museo Naval de Cienfuegos. Se você for aos três, uma informação fecha com a outra e vai ter uma boa visão de como se processou toda a Revolução Cubana. A vista de cima do prédio também é bem legal.

- Casa de La Música
É uma escadaria ao lado da Igreja, onde tem um bar e sempre está tocando música. Vimos umas apresentações bem legais. No sábado e domingo é o point da cidade. Vale a pena. Os drinks são 2,5 CUC e são bem menores que nos outros locais, mas...pela música até vale. Tocam uns 3 grupos por noite, afro music, salsa, etc... Todos os grupos vão, após tocar, passar o chapeuzinho pedindo dinheiro e te oferecendo CD. Se curtir, dê.

- Museu Histórico Municipal (2 CUC mais 1 CUC por câmera fotográfica)
Meia boca, sinceramente. O que vale, para não dizer que foi dinheiro jogado fora, é a vista da torre, que é bem legal.

- Casa de los Mártires de Trinidad
Quase despercebida, é bem legal e complementa mais ainda o que você viu no Museu de La Lucha Contra los Bandidos. Conta a história de várias pessoas que foram assassinadas pelos bandos armados que foram contrários à Revolução Cubana e que atuaram na Sierra del Escambray.

- Museu Romântico
Não fomos, pois só de dar uma olhada e ler o que estava no Lonely Planet, achamos que era dinheiro jogado fora.

- Museu de Arqueologia
Não fomos porque o próprio Lonely Planet diz para não ser uma prioridade no seu roteiro. O fato é que não vimos uma viva alma entrando.

- Las Ruínas del Teatro Brunet
Passamos durante o dia e o cara nos disse que de noite haveria música anos 60, 70, Rock, etc... Chegamos e tinha um grupo de tios roqueiros meio estranho, tocando algo que não reconhecemos. O som estava bem ruim e não dava para entender uma palavra do que o tio cantava. Não sei se era rock, pop, salsa, rumba, bolero... um ritmo meio nada a ver com nada. Estava cheio de velhinhos gringos que ao que me pareceu, saíram com seu bus do jantar e o guia resolveu parar ali para preencher o resto da noite deles com alguma coisa. Vi alguns fazerem cara de quem não estava entendendo nada, mas estava gostando... Foram saindo um por um e em pouco tempo o guia se ligou que estavam querendo ir embora. Não ficamos 20 minutos lá...

VARADERO

Hospedagem
Ficamos na casa de um casal de velhinhos, recomendado pelo casal de Trinidad. Como íamos ficar 1,5 dia mesmo, fomos. Um velhinho foi me buscar no terminal de buses. Quando chegamos, a facada. O cara de pau cobrou 35 CUC de hospedagem (acho que deve até ser o preço de Varadero mesmo) e mais 5 CUC do “transporte” hahaha... muita cara dura. Na verdade, o fato dele ir buscar, apenas garante que ele vai conseguir alugar o quarto, ou seja, é em benefício dele mesmo, pois na rodoviária alguém pode lhe interceptar e levar para outra casa. Até que o quarto era meia boca e perto da praia, o que não tem nada de mais, pois em Varadero, que é uma península, tudo é perto da praia. O nome do casal é David e Deimys, calle 58 - Nr 208, entre 2a e 3a avenida. Sinceramente, não recomendaria; só se não tiver mesmo onde ficar (para 1 ou 2 dias é suportável).
Olha, a praia de Varadero é uma praia bonita, mas não tem nada de paradisíaco não, sinceramente. Não entendemos o porquê ela é tão badalada assim. Na verdade, deve ser um lugar daqueles que do nada viraram um destino turístico, mas não tem nada de excepcional, tipo Campos do Jordão-SP e Gramado-RS. São bonitos? Sim, mas não são fora de série, mas alguém colocou um monte de lojas, restaurantes e hotéis, e disse que é um destino chique e pronto, virou lugar badalado.

Imagem

Restaurantes
Não fomos em restaurantes em Varadero. Em geral são caros, pelo que vimos. No Parque de lãs 8.000 taquillas fica o Centro Comercial Hicacos, que tem um supermercado legalzinho. Compramos pão na padaria que tem na outra quadra e queijo, presunto, manteiga, sucos e deu.

Qualquer informação que precisarem, estaremos a total disposição para esclarecer dúvidas, dar dicas, etc. Posso dar dicas também do Peru e Bolívia (já fiz 2 vezes os dois), Colômbia e Equador e Patagônia. Meu email é wandredeselva@yahoo.com.br. Um abraço e desculpe a sinceridade/pragmatismo excessivos em alguns pontos do relato...
A quem interessar, tenho uma planilha de gastos de Cuba. No total, fora as passagens aéreas, gastamos em 18 dias 1800 Euros sem muitas restrições.
Qualquer informação que precisarem, estaremos a total disposição para esclarecer dúvidas, dar dicas, etc. Posso dar dicas também do Peru e Bolívia (já fiz 2 vezes os dois), Colômbia e Equador e Patagônia. Meu email é wandredeselva@yahoo.com.br. Um abraço e desculpe a sinceridade/pragmatismo excessivos em alguns pontos do relato...
Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem Imagem
Avatar do usuário
wandredeselva
 
Mensagens: 15
Desde: 15 Dez 2008, 22:29
Localização: Santa Maria - RS

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor zeldolina » 17 Jan 2013, 21:34

Oi Pessoal,

Vou pra cuba depois do carnaval. Tenho algumas angustias para dividir e quem sabe vocês podem me ajudar.
Vou chegar em Havana a partir de um voo de caracas à 01:30 da manha pela Cubana Aviacion.
Preciso estarno Hotel Panorama as 04:00 para pegar um transfer para Cayo Largo . estou agoniada em saber se:
1. Vai ter taxi no aeroporto às 2 da manhã?
2. Os voos da Cubana atrasam muito?
3. Alguem sabe como posso agendar um taxi/transfer do aeroporto para Havana?

Obrigada!!

beijos


Stella
Avatar do usuário
zeldolina
Membro de Honra
Membro de Honra
 
Mensagens: 33
Desde: 06 Dez 2005, 18:41
Localização: Brazil

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor Pedrada » 18 Jan 2013, 09:00

eai Stella !?!
com certeza terá taxi. pelo menos, quando embarquei na volta, por esse horário, vi alguns....
se quiser garantir, algumas agências (como esta que já citei) fazem o agendamento do transfer (por uns $30) ou se solicitar ao hotel, eles também devem conseguir agendar.
nunca viajei na cubana, mas as noticias ruins que tenho são do aeroporto em caracas, cuide bem de suas bagagens!!!!
e boas viagens !!
Avatar do usuário
Pedrada
 
Mensagens: 1415
Desde: 22 Jul 2008, 15:46
Localização: mundo afora, Brasil adentro e América Latina adelante

Re: Cuba - Perguntas e Respostas

Mensagem não lidapor glucasdeolivera » 20 Jan 2013, 16:18

Olá!!

Seguinte, dia 1 de fevereiro chego em havana. No dia 2 quero ir para cayo largo ficar 4 dias. Verifiquei no site cuba commodations que há voos e hoteis para reserver pelo site entretanto estou sem limite no meu cartão de crédito (por questões óbvias de passagens heheheh) e quero muito comprar as passagens aéreas e reservar o hotel em havana com dinheiro. será que consigo fazer isso lá?
Agradeço muito!!!

Se alguém estiver em Havana do dia 01 de fevereiro até dia 12 podemos combinar de fazer trips internas!

Abraços!
Gabriela G.
Avatar do usuário
glucasdeolivera
 
Mensagens: 3
Desde: 03 Dez 2012, 20:30
Localização: Porto Alegre

AnteriorPróximo

Voltar para Caribe



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante