Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul


Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 01 Out 2010, 14:06

Dia 01 – La Paz
Chegamos La Paz às 1h30 da manhã, depois de um vôo de 9h, com escala, mudança de aeroporto, tudo que vc tem direito. Sabe como é, isso economizou muitos dólares.
Reservamos o Hotel Rosário e combinamos o transfer do aeroporto por US$ 5,00 e estava lá conforme o combinado. O hotel é uma gracinha, super limpinho, com aquecedor satisfatório, depois que vc aprende a usar. Pagamos Bs 440 (divida por 4 para saber o preço em reais) para duas pessoas com ótimo café da manhã. Escolhemos um hotel 3 estrelas porque chegar direto em La Paz (3.800m), do nível do mar pode trazer surpresas por causa da altitude. Então, não achamos conforto, neste momento, dispensável.
Dormimos bem, nos acostumando com a altitude e acordamos tranqüilas, para passear na cidade. É importante dizer que a super hidratação é medida importante para a altitude, porque vc precisa de mais água para absorver oxigênio. La Paz é muito frio, alto e seco, então recomendo levar cibalena-A, uma analgésico especial para altitude que nos serviu bem, sorine infantil para umidecer as narinas e segunda pele de montanhismo. O que sentimos foi mais dor de cabeça e, pessoalmente, senti enjôo ao subir escadas e caminhar mais rápido, mas, pelo que dizem por aí, foi muuuito tranqüilo.
Passeamos de bobeira em La Paz. É uma capital super diferente, louca. Difícil descrever os detalhes. Reparar nas bolivianas típicas, ficar enjoada com a quantidade de frituras que vc encontra na rua, ficar espantado com os preços absurdamente baratos, tirar fotos dos ônibus e estilos diferentes faz parte das aventuras de La Paz que parece uma grande favela olhada de cima, mas muito tranqüila, tome apenas cuidado com os furtos, porque dizem que são freqüentes.
Adoramos o mercado das bruxas, próximo ao hotel, onde vc compra lindas roupas e acessórios de lã e outras coisinhas super diferentes e muito, mas muito baratas.
Encontramos uma feira cultural (http://www.lapaz.bo/culturas), onde convivemos com as pessoas de lá, shows típicos, dança, rock, tudo. Preciso comentar que as crianças são lindas e muito educadas, tratadas como adultos, participando do cotidiano das famílias. Experimentamos um chá de canela diferente por Bs 1,00 e nos divertimos, observando tudo.
Almoçamos o menu, comum na Bolívia: Bs 18,00 com direito a salada, sopa (incluindo um milho gigante que eu me apaixonei) e prato principal. Bem gostosinho, principalmente diante das opções da rua que só embrulham o estômago. Restaurante calmo e muito simples, principalmente se vc pensar que era um típico almoço de domingo da família boliviana de La Paz.
À noite, jantamos no hotel, o restaurante fica lotado, talvez haja poucas opções à noite na rua, não sei dizer. O restaurante é muito bom, refinado e, por causa da moeda tão desvalorizada, o preço sai muito atraente para brasileiros.

La Paz
Rua central de La Paz em um domingo, com seus ônibus diferentes e o style das bolivianas


La Paz
Moça dos sucos nas ruas de La Paz


Dia 02 – Chacaltaya e Valle de La Luna
Combinamos o passeio para ir ao Chacaltaya e ao Vale de La Luna com uma agência em La Paz (Bs 50,00 por pessoa). Não se preocupem com os passeios, existem diversas agências em toda a cidade.
Saímos 8h. A estrada para Chacaltaya é muito interessante, vc observa La Paz por cima e percebe como realmente parece uma favela.
O Chacaltaya é uma montanha que vc chega quase no topo de carro. A paisagem vai ficando árida, sem vegetação e animais ao ponto que vc sobe. O carro chega até o clube andino boliviano a 5.300m e depois há uma caminhada. Mas que desafio! Cada passo a mais de 5.000m é como se vc carregasse pedras, não tivesse pulmão e ficasse sem ar com míseros 2m caminhados. O Chacaltaya tem 2 cumes. Chegando ao primeiro, já me senti muito feliz e descansei. Do topo, vc pode observar a antiga pista de esqui mais alta do mundo, desativada há uns 10 anos pela diminuição da neve no local. Depois de descansar, tomei coragem e caminhei até o segundo cume, chegando a 5.480m de altitude, uma sensação inimaginável! Do topo, avistamos o Huayna Potosi (acima dos 6.000m), outros picos nevados, La Paz e, com o dia claro, o lago titicaca. Sensação incrível de conquista, com certeza um destaque da viagem!
Em seguida, fomos para o Valle de La Luna, um conjunto de rochas que se assemelham às crateras da lua. É uma caminhada tranqüila, um local diferente.
No caminho, pudemos perceber como La Paz apresenta uma incrível desigualdade social. As pessoas ou são muito pobres ou muito ricas e ficam totalmente separadas. O salário comum do boliviano de La Paz roda em torno de Bs 650,00, enquanto existem mansões gigantes e prática de golf com diárias caríssimas para uma minúscula parcela da sociedade.
À noite, jantamos no hotel: Lhama! Interessante, parece um boi mais suave.

Chacaltaya
Visual do cume do Chacaltaya, a 5.480m de altitude, com Huayna Potosi ao fundo


Valle de La Luna
Parte da natureza diferente do Valle de La Luna


continua...
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor Thalita Figueiredo » 04 Out 2010, 14:27

Olá!!

Irei passar basicamente por onde vc passou na mesma quantidade de dias, só q não incluo Lima no meu roteiro... Estou gostando do seu relato e de mtos outros q servem de base para minha trip e espero q vc continue até meu embarque p/ La Paz dia 13/10...sr Iremos em um grupão, onde neste momento alguns já começaram a aventura!

Abraços e parabéns pelo relato!!
Conheça Rio Branco- Acre rio-branco-dicas-t40026.html
"Há outras coisas no caminho onde vou..."
Avatar do usuário
Thalita Figueiredo
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 389
Desde: 30 Nov 2009, 16:48
Localização: Rio Branco/AC

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor LeVimeney » 04 Out 2010, 16:16

Só pelo início já gostei do relato, muito bem feito!
Agora tô esperando ansiosamente pelo resto :D
" Alice: O senhor poderia me dizer, por favor, qual o caminho que devo tomar para sair daqui?
O Gato: Isso depende muito de para onde você quer ir.
Alice: Não me importo muito para onde...
O Gato: Então não importa o caminho que você escolha. "


_______________
Relato "Bolívia e Peru - Cochabamba-La Paz-Copacabana-Cusco-Lima - jan/2011 - 16 dias
Relato "5-dias-no-rio-grande-do-norte-natal-maracajau-pipa-e-sao-miguel-do-gostoso"
Avatar do usuário
LeVimeney
 
Mensagens: 94
Desde: 14 Set 2010, 21:58
Localização: Rio de Janeiro

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 04 Out 2010, 16:23

Obrigada, meninas!
Vou continuar sim... fico feliz que estejam aproveitando!
Beijocas
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 05 Out 2010, 11:45

Dia 03 – Copacabana, Isla del Sol e Puno
Contratamos o transporte com a empresa do Hotel Rosário para Copacabana, o ônibus coletivo para Copacabana da turisbus = Bs 64,00 por pessoa. O ônibus sai às 8h e chega às 11h30 em Copa. No caminho, passamos pelo estreito boliviano no Titicaca, no qual vc paga Bs 1,50 para atravessar e no qual você começa a ter noção da imensidão do lago, porque a parte mais estreita já é bem grande. Na parte menor do lago, na Bolívia, vc vê o outro lado, mas no Peru já não é possível de tão grande.
Chegando em Copa, tem um mirante muito bonito, onde vc vê a cidade toda, não sei se todas as empresas param, mas a turisbus para para lindas fotos.
Não nos hospedamos em Copa, porque decidimos ir direto para Puno à noite, por causa dos passeios no Titicaca do Peru. À tarde, visitamos a Isla del Sol, aproximadamente a 1h de barco de Copa.
O lago Titicaca é o mais alto lago navegável do mundo, com 3.800m de altitude, 8.500m quadrados e cuja parte mais profunda é de 276m.
A Isla del Sol é a maior ilha natural do lago Titicaca e é turística. Fizemos o passeio para a parte sul da ilha, mas é possível fazer o passeio completo, de 1 dia, que inclui uma caminhada da parte norte até a parte sul. Decidimos pelo passeio somente à tarde por causa dos passeios em Puno no dia seguinte.
É importante dizer que as ilhas cobram entrada, é barato, mas, se vc comprar um pacote com os passeios incluídos, pergunte se as entradas também estão, para não se surpreender em cada ilha do titicaca.
A parte sul da ilha é bem turística, mas muito bonita. Uma caminhada tranqüila até umas ruínas pré-incas, passando por alguns habitantes, lhamas, áreas utilizadas para a agricultura antigamente, entre outras coisas. Achei o mais lindo o visual das cordilheiras bolivianas, porque você observa o lago azul azul e as montanhas nevadas, uma maravilha.
Em direção à Puno, passamos pela imigração, muito trânsito, muita confusão, mas sem muita fila nos dois países. Incrível a diferença da Bolívia para o Peru. No primeiro, fui recebida com um “Brasillll, Rio de Janeiro!!!” e todo mundo fazendo festa. No segundo, eles verificam o papelzinho todo, preste atenção porque todo mundo teve de preencher de novo. Mas foi tranqüilo.
Em Puno, havíamos reservado o hotel Conde de Lemos (US$ 60,00 para duas pessoas com café da manhã) e estava tudo ok, um hotel muito gostoso, recomendamos. Dormimos depois do dia cansativo!

Copacabana
Copacabana, na Bolívia vista da estrada


Titicaca
Lago Titicaca visto da Isla del Sol com as montanhas nevadas bolivianas ao fundo
Editado pela última vez por debasg em 22 Nov 2010, 09:46, em um total de 1 vez.
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor Marla* » 06 Out 2010, 10:39

oi!
bem bacana seu relato!
qd vc fez essa viagem? (para eu ter noção da atualidade dos preços, estou indo para Bolivia em janeiro ;-) )
Mochilão Bolivia 2011 [video] http://www.youtube.com/watch?v=lG-e7hzybrk&feature=youtu.be

CAMPANHA: Doe um mapa mundi para um mochileiro perdido (comparecer as aulas de geografia é fundamental para mochilar) ;-)
Avatar do usuário
Marla*
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 256
Desde: 10 Set 2010, 20:20
Localização: São Paulo/ SP

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 06 Out 2010, 10:53

Marla Santos escreveu:oi!
bem bacana seu relato!
qd vc fez essa viagem? (para eu ter noção da atualidade dos preços, estou indo para Bolivia em janeiro ;-) )


Eu acabei de voltar! Minha viagem foi de 04 a 18 de setembro. Abraços!
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), C

Mensagem não lidapor Marla* » 06 Out 2010, 12:51

ai que otimo! entao vou aproveitar para te perguntar um monte de coisas rsrsr

Pq vc nao foi ate o Salar?
Vc teria uma planilhinha com os seus gastos para me passar?
abs! e continue seu relato que está muito legal.
Mochilão Bolivia 2011 [video] http://www.youtube.com/watch?v=lG-e7hzybrk&feature=youtu.be

CAMPANHA: Doe um mapa mundi para um mochileiro perdido (comparecer as aulas de geografia é fundamental para mochilar) ;-)
Avatar do usuário
Marla*
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 256
Desde: 10 Set 2010, 20:20
Localização: São Paulo/ SP

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor Dig Dig » 15 Out 2010, 15:02

Muito legal o seu relato estou acompanhando passo a passo e ja estou ansioso pelo proximo relato
Avatar do usuário
Dig Dig
 
Mensagens: 4
Desde: 28 Set 2010, 13:10
Localização: Sao Sebastiao Sp

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 22 Nov 2010, 09:43

Dia 04 – Islas Flotantes e Isla Amantani
Neste dia e no seguinte, contratamos o passeio das ilhas do Peru, 2 dias/1noite, passando pelas ilhas flutuantes Uros, dormindo na Amantani e, no dia seguinte, conhecendo a Ilha Taquile.
A empresa nos buscou às 8h no hotel e fomos de ônibus até o cais, onde pegamos a embarcação. Barco confortável, com guia divertido.
Rapidamente, chegamos nas ilhas flutuantes dos Uros, passando por partes cheias de tutora, planta utilizada na construção das ilhas flutuantes, dos barcos, casas, muitas coisas das ilhas flutuantes.
As ilhas de Uros são lindas! As que recebem turistas são super comerciais, claro, eles descobriram que podem ganhar a vida assim, mas não deixa de ser interessante por isso. Caso contrário, nunca as conheceríamos. Rs
As mulheres se vestem todas coloridas e eles ensinam como se contrói a ilha e permitem a visitação nas casinhas das famílias. Pagando à parte também (10 soles), você pode andar em um barco de totora.
Em seguida, fomos para a Isla Amantani (ilha natural), 3 horas de barco. Chegando lá, fomos recebidos pelas famílias, que dividiram o grupo para hospedagem. Ficamos com 3 espanhóis em uma família bem simples, que estava inclusive começando a receber hóspedes.
Primeiro, prepare-se: esqueça banho e “número 2”. O banheiro é super simples, não há água gelada e é do lado de fora da casa. A roupa de cama também é duvidosa, então leve uma toalha ou canga e, de resto, não há problema, porque vc dorme agasalhado de tanto frio.
Além disso, a comida é muito simples, que eles estão acostumados e isso que é o interessante: viver a vida deles um pouquinho. O almoço foi sopa de quinoa, queijo frito, 2 tipos de batata, legumes e arroz sem sal. Para beber, chá.
Após o almoço, o grupo foi reunido perto dos templos de pachatata e pachamama para explicações sobre o povo e, em seguida, caminhamos para os templos (subida) para ver o por do sol. Uma caminhada bastante exigente. Os templos se encontram a 4.100m de altitude. Vale a pena.
À noite, o jantar foi sopa de macarrão e depois arroz e batatas. Para beber, chá. As famílias emprestam roupas para quem quiser vestir à caráter e rola uma festa típica, com dança e fogueira. Bem divertido.
Noite fria em pleno Lago Titicaca.

Isla Uros
Peruanas típicas na Isla Uros, vendendo os produtos. Estrutura e casa feita de Totora.


Isla Amantani
Com nossa anfitriã na Isla Amantani


Dia 05 – Isla Amantani e Isla Taquile
Acordamos na Ilha, tomamos café (panqueca com geléia e chá) e fomos embarcar. Nos despedimos das famílias que nos acolheram com carinho e fomos para a Isla Taquile, próxima, também natural. Caminhamos por lá, muitas ovelhas passeando, fotos, etc. Também muito bonito.
Retornamos para Puno à tarde e, à noite, fomos a uma pizzaria na pedra, muito gostosa, pena que não lembro o nome. Puno é bem bonitinho, existem diversas opções para uma saidinha à noite.
Pacote = Almoço em Copacabana + Passeio na Isla Del Sol simples (1 tarde) + transporte Copacabana-Puno + passeio Isla Uros, Amantani e Taquile com almoço, jantar, café e pernoite na Amantani = US$ 125,00
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 22 Nov 2010, 10:50

Dia 06 – Rota Puno – Cusco
Compramos a viagem Puno-Cusco com a empresa www.inkaexpress.com: US$ 50,00 com direito a almoço e várias paradas, além das explicações do guia. O preço é meio salgadinho, mas valeu a pena, porque aprendemos muitas coisas, inclusive nas estradas, porque o guia era muito bom. Foi a Ruta Del Sol.
Entendemos porque muitas casas no Peru não são pintadas, ficam nos tijolos mesmo: O governo, inteligentemente, cobra mais impostos quando as casas são finalizadas e isso é um incentivo para contruí-las direitinho por dentro e por fora deixar inacabado. É mole?
As paradas foram muito interessantes: as ruínas de Pukara, o Abra la Raya (encontro entre as cordilheiras Bolivianas e Peruanas, a 4.338m de altitude) e Raqchi. Nas explicações compreendemos o caminho pré-inca de La Paz até Cusco. Infelizmente, não visitamos as ruínas de Tiwanaku em La Paz, mas não deixem de ir se a intenção for conhecer a cultura inca, porque eles utilizam este sítio arqueológico como referência inicial para toda a história.
Chegando em Cusco, ficamos no hostal Loki, super jovem, parece até que vc está em uma universidade inglesa, porque só tem gringo lá. Rs Ficamos à noite relaxando e batendo papo no pub, muito divertido.
http://www.lokihostel.com/es/cusco

Abra La Raya
As montanhas de Abra La Raya, a 4.338m de altitude, na separação das cidades de Puno e Cusco.


Dia 07 – Cusco
Tiramos o dia para rodar de bobeira em Cusco. Encontramos um carro em forma de vagão de trem, que roda pela cidade, explicando os locais: Tranvia de Cusco, 15 soles. Interessante para dar uma olhada geral, mas só para no mirante da cidade, onde tem a réplica do cristo redentor, não muito interessante para cariocas. Rss
Ficamos lá mesmo e fomos conhecer as ruínas de Sacsaywoman, que dizem que representa a cabeça da pantera. Aliás, as cidades incas tinham formas de animais sagrados e o que lembro é que Cusco tem forma de pantera e Machu Picchu de Condor.
Uma dica: É meio complicado visitar ruínas sem guia. É lindo, mas vc fica sem as explicações. Visitamos Sacsaywoman sem guia, mas tenho certeza que perdemos muitas coisas interessantes.
Importante conhecer o boleto turístico: vc paga um valor fixo e pode visitar diversos locais em 10 dias. Tem a versão compacta e a completa, que inclui os passeios do vale sagrado. Compramos a completa por 130 soles.
Depois, voltamos para a cidade a pe, passeamos pelos cantinhos, tiramos fotos... Cusco é uma cidade para contemplar também, são muitos cantinhos bonitinhos. São 21 igrejas, realmente um local histórico e bem diferente.
Estávamos em dúvida de como seguir para Águas Caliente e MP e encontamos os espanhóis que ficaram conosco no Lago Titicaca e resolvemos realizar o mesmo que eles: compramos um pacote com guia (por causa das explicações, detalhes, não queríamos perder nada) e ficamos com tudo ok para os dois dias seguintes.
Pacote = Passeio pelo Vale Sagrado com guia (Pisac e Ollantaytambo) + trem para Águas Calientes + pernoite em Águas Calientes + entrada para MP com guia + ônibus Águas Calientes – MP + trem de volta para Ollantaytambo + ônibus para Cusco = US$ 180,00. Considerando somente a entrada para MP de US$ 43,00, consideramos bem interessante ficar despreocupadas.
Descansamos para a longa jornada.

Sacsaywoman
Ruínas de Sacsaywoman em Cusco


Cusco
Praça das Armas - Cusco
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 23 Nov 2010, 13:45

Dia 08 – Vale Sagrado e Águas Calientes
Fomos em direção ao Vale Sagrado com um grupo grande, mas apenas alguns iriam seguir conosco para Águas Calientes. Na verdade, as agências juntam os interessados para os passeios, que são os mesmos. Ou seja, em um mesmo passeio, tem gente que pagou menos e que pagou mais, dependendo de onde comprou. Resultado: Procure uma agência simples na rua, mas com fotos, recibo, tudo organizadinho (são muitas) e não compre os passeios com antecedência ou no hotel cinco estrelas. É tudo a mesma coisa.
O guia era muito divertido e ensinou muitas coisas interessantes no caminho e nas ruínas. Descemos o vale, paramos primeiro em Pisac, visual maravilhoso, com muitas montanhas lindas ao redor. Explicações sobre a agricultura e o que eu achei muito interessante: o cemitério de Pisac era organizado em uma montanha, com buracos... diz-se que há mais de 5.000 tumbas nas paredes da montanha... agora, como eles levavam os corpos para lá? Rs Realmente muito interessante.
Em Pisac, realizamos uma caminhada nas bordas da montanha (nada mortal, acreditem), sempre com explicações fascinantes. Em seguidas, fomos para Ollantaytambo, realmente fascinante, achei incrível. Interessante os níveis da agricultura... eles testavam os alimentos conforme a altitude e por isso existem vários degraus. Existem construções e desenhos nas paredes das montanhas, também como foram parar lá, não sei... rss Fotos lindas, super visual.
O trem para Águas Calientes saiu às 19h30. Em pleno dia de semana, estação cheia. Deve ser assim todo dia. Mas o local é reservado. Fomos no trem Backpackers, tranqüilo. 2 horas de trem, muita gente animada com a viagem, divertido.
Chegamos mortos em Águas Calientes, para saber que o ideal é estar no ponto de ônibus para MP às 3h30 do dia seguinte, para garantir a trilha de WaynaPicchu (400 pessoas por dia só)... Puts! Exausta, coloquei o despertador para às 2h50, sem pensar sobre isso!!

Pisac
As tumbas nas paredes das montanhas de Pisac


Ollantaytambo
As incríveis montanhas do vale sagrado, com as esculturas de pedras, no visual incrível de Ollantaytambo


Dia 09 – Machu Picchu
Acordei às 2h50 (força!) e às 3h30 estava na fila para o ônibus sozinha. Fui a 14a da fila, incrível. É importante saber que em MP não se compra nada, então, leve água e comida para o dia todo. O primeiro ônibus sai às 5h30 (não me lembro bem) e nesse que eu fui. A estrada é linda, dá uns 20min e você vai se maravilhando com as montanhas que surgem do nada.
Machu Picchu abre às 6h e, na fila, vc recebe o carimbo tão disputado para a trilha de Waynapicchu, aquela montanha famosa que aparece em todas as fotos do local. Nesta trilha, somente vão 400 pessoas por dia: 200 às 7h e 200 às 10h, por isso a necessidade de chegar tão cedo lá.
Escolhi a trilha das 10h e entrei em MP com sol nascendo, vazio, só eu e mais ninguém olhando as paisagens maravilhosas. Chegue cedo, para ter fotos sozinha em MP. O sol vai subindo, vai ficando ainda mais lindo e os turistas vão chegando, até ficar bem cheio (umas 9, 10h, quando os turistas que vêm de Cusco chegam).
Dei mole e perdi nosso guia, acho que foi de tanto babar por aquela paisagem. Às 10h, subi para Waynapicchu. A trilha não é muito difícil, é moderada para quem tem costume de trilha e, em mais ou menos 1h, chega-se no topo. O visual lá de cima é realmente incrível, vc percebe o formato de MP, que parece um Condor ao contrário. Waynapicchu também é grande e você tem muitas pedras e ruínas para conhecer também.
Ao final do dia, encontrei os amigos que não acordaram tão cedo quanto eu e pegamos o ônibus para Águas Calientes. De dia, faz bastante calor, sol.. prepare-se para se proteger de frio e calor.
Em Águas Calientes, fomos conhecer as piscinas térmicas e é muito engraçado e fedido. Só entrei porque estava morta e ainda tinha um trem pela frente. Voltamos no trem Vistadome e a diferença é uma mesa que me serviu de travesseiro e serviço de bar bem, bem simples.
De volta em Cusco às 23h, apagamos no Loki hostal novamente.

Machu Picchu
A foto padrão em Machu Picchu, com Waynapicchu ao fundo.


Machu Picchu
Macchu Picchu visto de Waynapicchu, em formato de um condor de cabeça para baixo


Dia 10 – Cusco
Mais um dia tranqüilo em Cusco. Pela manhã, visitei o museu Qoricancha, pequeno, mas que apresenta coisas bem interessantes sobre os incas. Vale à pena, é incluído no boleto turístico.
Andar de bobeira em Cusco é bem legal.
Encontramos nossos amigos espanhóis e andamos muito pelas ruas, conhecendo as feiras de artesanato mais distantes do centro, onde o preço é bem melhor.
Queríamos comer comida típica Peruana mesmo e encontramos, bem distante do centro, o restaurante Pachamama, super gostoso: comemos ceviche (peixe cru temperado, super diferente), lomo saltado, milho gigante (rsrs adorei esse milho), aji de galinha, muitas delícias que valem à pena!
À noite, fomos em um pub com show de músicas latinas, em um bairro alto da cidade, bem bonitinho... Km 0 o nome do pub, super animado e com double drink, inclusive pisco sour (como se fosse uma caipirinha cremosa), que quem vai ao Peru tem que experimentar!

Pachamama
As deliciosas comidas típicas do Peru.


Dia 11 – Cusco – Lima Eu já estava exausta. Mas saí pela manhã para tirar as últimas fotos da cidade. Passei pela praça de São Francisco e, infelizmente, não consegui ir ao Mercado de São Pedro, mas dizem que vale muito à pena.
Voamos para Lima na hora do almoço e lá, encontramos um amigo da minha amiga, que mora lá. Nos hospedamos no Flying Dog, um hostel bem simpático, mas menos badalado que o Loki. Fomos muito bem atendidos.
Almoçamos comida típica pela cidade e descansei o resto do dia, estava já ficando acabada. Rss
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor Marcele Sypriano » 07 Dez 2010, 16:16

Adorei seu relato, vou usar algumas de suas idéias para minha viagem ::cool:: !!! Tenho alguns amigos que fizeram o mesmo no fim do ano passado, eu ia junto mais acabou não dando certo, mas em janeiro estou indo, eles me deixaram mto empolgada e me passaram o roteiro que fizeram...mas minhas idéias e planos mudaram um pouco, então o roteiro dos meus amigos não me interessa mto agora, porq além da aventura eu pretendo conhecer bem a história Inca, as trilhas e a cultura local, faço faculdade de Arquitetura e tdo me vale além de aventura e experiência, como horas academicas que é ::otemo:: ...
Avatar do usuário
Marcele Sypriano
 
Mensagens: 10
Desde: 03 Nov 2010, 18:18
Localização: São Sebastião - No Mundo

Re: Da Bolívia ao Peru - La Paz, Copacabana e Puno (Titicaca), Cusco e Lima - 14 dias

Mensagem não lidapor debasg » 18 Ago 2011, 14:52

Dia 12, 13 e 14 - Lima
Vou resumir Lima, porque eu não vi muita graça, não sei se porque já estava cansada ou porque não tem mesmo... rs Ou seja, não precisa ficar este tempo todo lá.
Fomos ao Monastério de São Francisco, passeamos de bobeira pelo centro, praça das armas, praça de San Martin, tomamos inka cola light, mas o que eu mais gostei em Lima foi o Museo de La Nation, realmente muito interessante se realizado com o guia. Custa somente 15 soles e o serviço foi realizado com muita boa vontade e aprendemos muito.
O shopping Larcomar também é muito interessante, porque, apesar de ser um shopping como outro qualquer, vc pode passear de frente para as pedras do litoral do oceano pacífico, inclusive tomando um café havanna, que é o maior estilo.
Tem um restaurante também, puxado pra dentro do oceano, próximo ao shopping, que infelizmente não fomos, mas me disseram ser ótimo.
Fora isso, Miraflores é o melhor bairro para se hospedar, por ser mais arrumadinho, com melhores opções. Tem algumas ruas próximas com lojas de artesanato, mas não vi nada de muito interessante, os arredores de cusco são melhores.
Visitamos o templo de Pachachamac, mas, depois de cusco, fica difícil achar interessante.
E o ceviche... bom, realmente muito gostoso. Dá vontade de comer até enjoar.
Valeu, Pessoal! Espero ter ajudado.
Larcomar
Visual do shopping Larcomar - oceano pacífico
Avatar do usuário
debasg
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 79
Desde: 02 Jul 2009, 10:08
Localização: RJ



Voltar para Viagem por 2 ou mais países da América do Sul - Relatos de Viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante