Roteiros de Viagem na Europa


#525398 por davlav
21 Nov 2010, 15:24
Pessoal,

como estou neste momento preparando a minha próxima viagem, resolvi colocar todos os passos que utilizo, em um único tópico, como sugestão para todos. Espero que ajude.

Existem várias decisões que devem ser tomadas para a preparação da sua viagem, vou procurar separá-las em etapas.

Etapa 1: Definição do seu perfil de viajante.

Começarei dizendo que não existe a melhor forma de se viajar e sim a que melhor se adequa ao seu perfil de viajante. Assim, a primeira ação a ser feita é definir qual o seu perfil e o das pessoas que irão viajar com você. É importante lembrar que misturar perfis numa mesma viagem não costuma dar muito certo.

Pense em que tipo de coisas você gosta de fazer: Ir a bons restaurantes, do agito da vida noturna, museus, pessoas para todos os lados. E se se ainda por cima você acha que árvores, rios, cachoeiras e vacas são iguais em qualquer lugar do mundo, neste caso o seu perfil é cosmopolita. Por outro lado se você prefere conhecer o interior dos países, ver vistas mais voltadas para a natureza, conhecer pequenas vilas das quais você nunca ouviu falar, ir para lugares em que 99% dos turistas não vai e fica incomodado com o tumulto dos milhões de turistas gritando, seu perfil com certeza é o extremo do primeiro.

E, finalmente, você pode gostar de tudo isto que eu escrevi. Neste caso seu perfil é mais eclético, o que é bom por um lado, mas cria a necessidade de mais tempo para conhecer tudo ou, em muitos casos, fazer “uns cortes” no roteiro. Na prática este é onde a maioria se enquadra.

Claro que existem vários outros perfis mais específicos, como por exemplo os dos que gostam muito de museus, ou que tem por objetivo de viagem apenas lugares para esquiar, os que querem apenas agitos noturnos e por aí vai. O importante é que você saiba bem qual é a sua.

Como exemplo do primeiro perfil teríamos uma viagem para as capitais e maiores cidades, tipo Paris, Roma, Barcelona e Madrid. No segundo, roteiros privilegiando as pequenas cidades e belezas naturais e, no último, o roteiro de quem vai a Lisboa e Óbidos, para Madrid, Salamanca, Segóvia e Toledo, pequenas vilas, dentre outros.

#525400 por davlav
21 Nov 2010, 15:25
Etapa 2: Duração e custo.

Bem, agora que você já sabe o seu perfil, vem a segunda definição: quanto tempo e/ou dinheiro existem disponíveis?

Neste caso você precisa ter uma noção do quanto se consegue fazer com qual valor, o que sem dúvida é muito complicado. Implica em decidir se vai almoçar e jantar todos os dias (normalmente fazer um lanche na hora do almoço economiza dinheiro e tempo), o tipo de hotel, se vai entrar em todas as atrações pelo caminho.

Minha regra básica é: Já que estou indo para a Europa, pagando passagem aérea, e viajar é muito bom, procuro sempre ficar todos os dias que eu consigo liberação no trabalho, normalmente 32 dias. Em relação ao dinheiro eu já começo a juntar no dia seguinte da chegada da última viagem. Se tiver que baixar um pouco o nível do hotel para ficar mais dias, não tenho dúvidas. A maior duração da viagem é a prioridade. Claro que cada um sabe dos seus limites.

Vale lembrar que existem países mais caros (França e Itália) e mais baratos (Portugal, Grécia e Turquia).

Dica: uma opção é viajar com milhas, para diminuir a despesa na hora da viagem.

Dica: Eu reservo 200 euros por dia, para um casal, incluindo hotel (padrão IBIS – Três estrêlas), alimentação (normalmente lancho na hora do almoço), ingressos das atrações, pequenas lembranças e gastos com deslocamento (no meu caso pedágio e gasolina). Não inclui a passagem aérea e o aluguel do carro.

Dica: uma vez que você tenha feito uma previsão diária, dá para controlar. Sobrou em um dia? Gaste em um jantar melhor ou acumule, como reserva para outros dias. Gastou mais em um dia? Corte alguma atração não tão importante no dia seguinte. Se sua previsão for bem feita dará para administrar os gastos.
#525401 por davlav
21 Nov 2010, 15:26
Etapa 3: Época do ano.

Bom, agora que você já sabe o seu perfil, o tempo total e o dinheiro disponíveis, podemos passar para a próxima etapa. Quando?

Com meu foco maior é a Europa, vou usar sempre exemplos de lá. Logicamente o quando dependerá um pouco dos seus objetivos e da sua disponibilidade com o trabalho e filhos. Para esquiar: inverno. Para agito: verão. Para os demais casos acho que os meses de maio e setembro atendem bem: temperaturas amenas, custos mais baixos, menos turistas, maior facilidade para reservas e por ai vai.
#525403 por davlav
21 Nov 2010, 15:27
Etapa 4: Para onde e quantos dias.

Neste ponto vem a parte mais complicada, onde e quantos dias?

Esta é uma das perguntas mais recorrentes no fórum e a resposta é difícil, principalmente quando a pergunta não traz nenhuma dica sobre o autor. Se você não possuir alguma experiência, fica mais complicado ainda. Neste caso o melhor a ser feito é pesquisar antes de perguntar.

Comece pelo principal país que você deseja conhecer. Primeiramente com bons guias turísticos. Leia tudo o que é dito sobre ele. Procure algum amigo que já tenha ido e que você conheça o bem e ouça a opinião dele (com as devidas ressalvas, afinal ele é conhecido. Por exemplo, ele pode gostar de valorizar os lugares em que foi e é preciso dar um desconto).

Analise com critério as opiniões lidas pela internet ou nos fóruns da vida, elas são um bom auxílio mas você precisa usar seu senso crítico. Não que as pessoas não queiram ajudar, mas como todos possuem suas visões peculiares e diferentes de uma mesma situação, em função dos seus valores, experiências de vida, etc o que é bom lugar para um pode ser ruim para outro. Portanto, tudo que você vier a ler, deverá ser fruto de uma análise, em função das suas prioridades e preferências.

Então, como fazer? Vou colocar um exemplo de como eu faço: Digamos que que eu opte pela Espanha e a minha primeira cidade seja Madrid. Pelas minhas pesquisas eu levanto os pontos de interesse: Praça de touros, estádio de futebol, Gran Via, vida noturna, museu do Prado e outros........depois vejo o tempo disponível que eu tenho para conhecer estes locais (se pelo meu perfil a noite é uma prioridade e eu quero acordar sem pressa lá pelas 12:00, praticamente eu teria umas 4 horas úteis por dia (em função dos horários de funcionamento), assim seria uma tarde para o museu, uma tarde para a praça de touros e um passeio na Gran Via, uma noite para ver um jogo e mais um dia para alguma outra atração. Três dias completos.

Outro exemplo: Fiquei três noites e dois dias em Berlin – Foi o bastante para ver a cidade. Andando sem pressa, de 9:00 h até as 19 h. Subi na torre de TV, vi e entrei nos principais prédios históricos, tomei cerveja no fim da tarde na beira dos rios pegando sol, andei pelas principais ruas de Berlin, fui no portal, na parte do muro que ainda está de pé, no principal ponto de controle da época, passeei no principal parque da cidade, entrei em um dos museus, fui num dos palácios no subúrbio, num dos bairros característicos de Berlin e mais algumas coisas.
Você não se vê andando tanto em um dia? Então estipule três.
Você quer ir pelo menos em mais dois museus? São 4 dias.
Gosta de ver os shoppings e olhar lojas? São 5 dias.
Quer ir para a farra todos os dias e estar as 7:00 da manhã, cheio de cerveja, discutindo filosofia com um grupo de alemães (isto sem falar alemão)? Serão....sei lá quantos dias

Dica: Lembre-se que em média se gasta ½ dia para cada deslocamento entre cidades.

Dica: como guias turísticos eu uso sempre os guias visuais que a folha publica aqui no Brasil. Tem um de toda a Europa e também específicos por país. Para mim é o necessário.

Bom, neste ponto entra o seu perfil. Se você quer só grandes cidades, pode ir direto para outra. Se você quer conhecer um pouco melhor o país, coloque mais um dia para Toledo, outro para Segóvia e outro para Salamanca e Ávila, por exemplo. Depois pegue o seu guia e veja: existem ainda Barcelona, Sevilha, Granada, Ibiza e muitos outros lugares. Neste ponto cabe uma decisão que só você pode tomar: Vou ficar 25 dias só na Espanha ou quero conhecer 4 países em 30 dias? E assim você vai montando seu roteiro.
#525404 por davlav
21 Nov 2010, 15:28
Etapa 5. Forma de locomoção

Agora a forma de locomoção. Se seu perfil é do tipo “grandes cidades” a melhor forma eu imagino que seja avião ou trem (o imagino é por conta que só viajo de carro, portanto não quero afirmar nada).

Se seu perfil é o segundo ou terceiro, acho que o trem ou excursões locais podem lhe atender. Neste ponto entra em cena a opção de viajar de carro, que modifica substancialmente a sua forma de viajar. De antemão quero dizer que sou fã de viajar de carro, portanto procurarei dar os motivos para minha escolha e não entrarei em detalhes sobre excursões locais ou trens.

Algumas considerações, caso você pense na opção do carro:

Primeiro: quem for dirigir, precisa gostar. As vezes alguém ouve um amigo falar que fez uma viagem maravilhosa de carro e decide que a próxima será assim, só que quem vai dirigir é o acompanhante (que detesta, mas acaba concordando).
Cuidado: você corre o risco de passar a viagem aturando o mal humor do outro e, lembre-se, numa viagem você convive o dia todo com uma pessoa com a qual normalmente convive 4 horas.

Segundo: não pense em termos financeiros, não deve ser isto a decidir se você vai de carro.

Terceiro: carro não é para andar nas cidades. A maioria você conhece andando e nas maiores é um saco dirigir e existem metrôs.

Quarto: carro não é um meio de locomoção para se ir de um ponto para outro, direto. Tipo, fui de Madri até Paris em 20 hs, só parei para comer e ir ao banheiro, dirijo bem pra caramba!! Vá de trem ou avião.

Quinto: normalmente se viaja de dia, menos perigoso e você vê as coisas pelo caminho. Logo vai se gastar um tempo com o qual você poderia estar curtindo uma grande cidade.

Sexto: se você gosta de ter todos os hotéis reservados, quer cumprir rigorosamente o roteiro planejado, detesta situações inesperadas, pense bem antes de alugar um carro.

Oitavo: andar de carro tem que fazer parte da viagem, tem que dar prazer e não parecer uma obrigação.

Nono: você não precisa carregar a mala para um mês de viagem do hotel para a ferroviária/aeroporto várias vezes durante a viagem.

Décimo: Não pense em ficar apenas nas principais estradas. Deve-se pegar as estradas menores, parar em pequenas vilas, curtir as paisagens.

Décimo-primeiro: você define o que quer ver e não apenas o que é possível da janela do trem. E pode parar quando quiser.

Então qual a vantagem de se alugar um carro? Principalmente a liberdade e o poder de alterar a sua rota no momento desejado. Parar quando se quer para ver algo que você achou especial, sair mais cedo de uma cidade que você não gostou e ir para outra que você nunca ouviu falar, a qual descobriu na noite anterior, tomando cerveja com os habitantes do local.

Desvantagens: Pode sair mais caro para apenas duas pessoas. Engarrafamentos acontecem também lá. É importante ter um GPS. Estacionamentos nem sempre são gratuitos. Não tem economia de hotel (não recomendo passar a noite viajando). Bom, devem existir outras.......
#525405 por davlav
21 Nov 2010, 15:29
Etapa 6. Ordem do deslocamento entre cidades.

Para quem vai apenas nas grandes cidades normalmente as distâncias são maiores. Neste caso o meio de transporte deve ser avião e então as distâncias já não influenciam tanto, é mais uma questão de verificar os preços das passagens.

Se o deslocamento é de carro, trem ou ônibus as distâncias passam a ter importância. O ideal é que o deslocamento seja geograficamente em sequência, a partir da cidade de chegada até a de volta para o Brasil.

Dica: uma vez definido os lugares que você pretende conhecer, analise as melhores opções para a primeira e última cidades do seu roteiro. Veja as promoções e escolha.

Dica: De carro o custo aumenta muito quando se devolve o mesmo em outro país. Faça um roteiro retornando ao ponto de partida, direto para o aeroporto ou outra cidade do mesmo país.

Dica: se você vai se deslocar de trem ou van, talvez compense fazer o tal do “bate-e-volta”. Eu particularmente não gosto pois toda cidade tem um “clima” diurno e outro noturno, eu sempre procuro passar um dia e uma noite na maioria das cidades.

Dica: Viajando de carro eu dificilmente retorno. Procuro sempre ir em frente, passar por lugares diferentes.

Dica: use e abuse do Google maps para estudar seus roteiros.
#525406 por davlav
21 Nov 2010, 15:29
Etapa 7. Escolha de hotéis

Primeiramente vem a decisão de reservar ou não os hotéis. A grande vantagem de reservá-los é não haver perda de tempo cada vez que você chega em uma nova cidade. Se você perder uma hora procurando já será uma grande perda. Portanto, se você vai se locomover de avião ou trem, e já está com as passagens compradas, acredito que reservar os hotéis é uma boa medida.

Se você estiver indo fora de temporada pode até optar para escolher na hora mas nestes casos recomendo pesquisar pelos menos uns três que fiquem próximos para que não haja perda de tempo na escolha.

Para quem viaja de carro, como eu, sugiro reservar o hotel da chegada e o último antes da partida. Em relação aos demais dias, escolho uns três por cidade, próximos da área melhor localizada e entre si.

Para escolher costumo pesquisar no Tripadvisor e vou conferindo a localização no google maps, preferindo ficar sempre em locais próximos das áreas de interesse, mesmo pagando um pouco mais.

[b]Atualização em ago/2013:[/b] Nas últimas duas viagens optei por fazer reservas com antecedência pelo Booking.com (ou algum outro), sem pagamento antecipado, mas garantindo um preço bem melhor. Durante a viagem só dava uma pesquisada para ver promoções de última hora e cancelava ou mantinha a reserva conforme a viagem ia rolando. Com isto também otimizei o tempo ao máximo, o GPS me deixava na porta sem perda de tempo. Claro que para isto o planejamento de onde se vai passar precisa estar muito bem pensado e definido. Em Amsterdan, por exemplo, fiquei no Rho hotel por 60% do preço de quem tentou reservar 30 dias antes.
Editado pela última vez por davlav em 24 Ago 2013, 19:17, em um total de 2 vezes.
#525408 por davlav
21 Nov 2010, 15:31
Etapa 8. Principais pontos turísticos

Sempre que houver pontos de interesses muito frequentados (tipo Vaticano), pesquise sobre as filas e possibilidades de compra de ingressos antecipados. Uma vez tive que voltar a Firenze para ir na galeria d'Ufficci.

Outro ponto importante é verificar quais são os dias em que estes pontos estão fechados e verificar em quais dias você estar prevendo estar lá.

Bom, se lembrar de mais alguma coisa durante o preparativo da minha viagem, complemento.
#525409 por davlav
21 Nov 2010, 15:33
Exemplo prático

Preparei o meu próximo roteiro (depois vou colocá-lo para receber sugestôes em outro tópico), mas vou colocar como o preparei, para servir como exemplo, conforme as etapas descritas no início deste tópico:

1 - O meu perfil é o seguinte: gosto de conhecer grandes cidades mas também o interior e pequenas cidades dos países onde vou. Normalmente durmo entre 23 e 01:00 h e acordo entre 07:00 e 08:00 h. Não saio para "baladas" e normalmente a noite o programa é jantar e ver a vida noturna das cidades. Gosto de ter o controle total sobre o roteiro, evito reservar hotéis e passagens.
2 - Duração e custo: Normalmente uso todas as minhas férias e o final de semana anterior, normalmente 32 dias. Calculo sempre uma médiaa de 200 euros/dia, para um casal, fora o avião de ida/volta e aluguel do carro, o resto está incluso.
3 - Épocá do ano: como não tenho filhos pequenos escolho sempre abril/maio ou agosto/setembro.
4 - Para onde e quantos dias: eu e minha esposa já conhecemos uma boa parte da Europa (eu conheço mais de antes do casamento). Dentro do critério de sempre conhecer o que for possível pelos lugares que passamos (balanceando dias versus o fato de que o mundo é enorme, embora seja possível não dá para ficar 32 em um único país, embora fosse o ideal), selecionamos três opções: norte da Espanha e sul da França, Norte da França, Bélgica, Holanda e Suiça e norte da Alemanha, Dinamarca, Suécia e Noruega. Ganhou a segunda opção.
Para definir o roteiro comprei os guias visuais da Bélgica, Holanda e Suiça (já tinha o da França). Neles tem todos os pontos de interesse dos países. Neste caso parto para o google maps e vou montando o roteiro conforme as pesquisas e as distâncias. Para quem não tem experiência é um pouco complicado, pois são apresentadas centenas de opções por país (o manual da França tem 700 páginas, por exemplo).
Calculo em média 0,5 dias para cidades pequenas, 1 para médias e dois para as maiores (tirando as principais, é claro). Sem contar o que você vai vendo pelo caminho.
5 - Forma de locomoção: com este perfil, só tem um, de carro. Já está até reservado, 660 euros por 22 dias. Para andar pelo interior, pequenas vilas, ir atrás de moinhos perdidos e outras ciosas não imagino outro jeito. E seria uma loucura rodar tanto com malas grandes de outra forma. Assim é só sair do hotel, jogá-las no carro e ir a luta.
6- Ordem de deslocamento: De carro não tem muito o que inventar, é só ir dirigindo....

O resto vou deixar para mais próximo. O roteiro está aí em baixo. Os números entre parenteses são os quilometros andados
Abraços,

David

Dia
19/08/11 Saída Brasil
20/08/11 Paris
21/08/11 Paris
22/08/11 Paris
23/08/11 Saída Paris (0) Château de Pierrefonds (90) Compiègne (101) Amiens (208)
24/08/11 Le Touquet (310) Boulogne Sur Mer (350) Saint-Omer/Cassel/Hondschoote (453) Bruges (521)

Bélgica
25/08/11 Saída Bruges (521) Gent (567) Bruxelas (625)
26/08/11 Bruxelas

Holanda
27/08/11 Saída Bruxelas (625) Middelburg (764) Brielle (839) Kinderdijk (892) Haia (934)
28/08/11 Haia (934) Leiden (949) Delft (972) Haia (984)
29/08/11 Haarlem (1027) Zaanse schans (1057) Voledam (1080) Amsterdan (1110)
30/08/11 Amsterdan (1110)
31/08/11 Amsterdan (1110)

França
01/09/11 Saída Amsterdan (1110) Hertogenbosch (1190) Luxembourg (1518) Metz (1586)
02/09/11 Nancy (1644) Strasbourg (1797)
03/09/11 Obernai (1824) Rota do vinho/ Château du Haut-Koenigsbourg/Colmar (1870)

Suiça
04/09/11 Saída de Colmar (1870) Brugg – Kloster Konigsfelden (1995) Baden (2005) Regensberg (2019) Schaffhausen/Rheinfall (2056) Steinam Rhein 204 Zurique (2130)
05/09/11 Zurique (2130 Kloster Einsiedeln (2169) Zug (2197) Vitznau (2231)
06/09/11 Vitznau (2231) Lucerna (2257)
07/09/11 Pilatus (2269) Engelberg (2299) Meiringen (2363) Interlaken (2392)
08/09/11 Jungfrau – Wengen - Murren (2409)Interlaken (2426)
09/09/11 Lago Thunersee – Thun (2455) Emmental (2478) Berna (2501)
10/09/11 Fribourg (2514) Gruyères (2564) Montreux (2604) Lausanne (2647)

França
11/09/11 Saída Lausanne (2647) Dijon (2867)
12/09/11 Semur-en-Auxois (3129) Chalôns-en-Champagne (3337) Reims (3381)
13/09/11 Saída Reims Paris (3525) – entrega do carro – ida Londres

Londres
14/09/11 Londres
15/09/11 Londres
16/09/11 Londres
17/09/11 Londres
18/09/11 Volta
davlav
Colaborador


Mensagens: 365
Data de registro: 22 Mai 2008, 22:02
Próximo Destino: Londres, França, Bélgica, Holanda e Suiça
Reputation point: 802

MPE-mail davlav
#594337 por davlav
31 Mai 2011, 19:30
Pessoal,

Com prometido seguem as ações já tomadas para a viagem:

1- Pesquisar muito sobre os lugares que eu pretendia passar, seja aqui mesmo, na internet, em guias turísticos.......resultado, primeiro cortei a Holanda e depois a Bélgica, dentro da lógica de que prefiro conhecer melhor por onde vou passar e depois, em outra viagem, conhecer os lugares que estou cortando.

2 - Já paguei o hotel em Paris antecipado (IBIS - 65 euros). Já tenho as passagens aéreas (com milhas). Já comprei as passagens do Eurostar (50 euros), já paguei o carro (Hertz - setenta reais/dia). Já reservei o hotel em Londres.

3 - Pesquisei vários hoteis pelo caminho onde devo passar de carro (22 dias) no tripadvisor, Booking.com, dentre outros

4 - Listei os pontos de interesse pelo caminho (não que na hora não mude tudo, só como diretriz, afinal é a vantagem de se estar de carro)

Bem, se mudar, coloco outras observações.

Segue o roteiro atual (sem Londres).

Abraços,

David.

Imagem
#639039 por davlav
04 Out 2011, 12:10
Bom, voltei.....

Correu tudo bem e a viagem foi maravilhosa. Depois virão os tópicos específicos sobre ela.

Em relação ao planejamento, antes da viagem, verifiquei que o ideal seria cortar Londres, mas como a passagem de avião já estava comprada retornando por lá, não teve como. Com isto acabei cortando alguns lugares da Suíça.

Acho que com isto os passos para planejamento de viagem propostos acima funcionam (ao menos para mim :) ).

O único problema é que como eu viajo com milhas, preciso agendar a passagem bem antes e, automaticamente, já ter meu roteiro bem definido antes também, o que infelizmente é quase impossível.

De qualquer forma as duas semanas para a parte da França que viajei atenderam bem e os oito dias da Suíça foram insuficientes, me obrigando a cortar alguns lugares.

Na verdade a Suíça é maravilhosa, quem quiser conhece-la toda (não em detalhes, é claro) deve prever uns 12/15 dias. Bom, isto eu detalho no relato da viagem.

Abraços,
#642042 por Trota Nando O Ateu
14 Out 2011, 09:08
David gostei de suas dicas, sendo q muitas delas são bem parecidas com o q já faço em minhas viagens, também começo a planejar a próxima antes mesmo de retornar da estrada. Os meses de preferência tb são parecidos, sendo q opto por Março e Setembro, junto cada moeda, e uma coisa q tb faço e acho q foi uma dica muito legal q vc relatou é q quando vc gasta um pouco mais em um dia tem q pisar no freio no seguinte desta força o orçamento não estoura , bem no mais parabéns pelas dicas hoje com a experiência q já tenho posso dizer q suas dicas vão ser muito valiosas para todos e principalmente para os novos mochileiros q ficam perdidos e não sabem por onde começar!!!! ::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo::
#756316 por EdgarNascimento2012
06 Set 2012, 08:48
Assim como voce, tambem sou fa de viagens de carro... nao tem preco, a liberdade da gente decidir ou alterar o destino na hora... como voce disse, visitar aquele moinho que nao esta em nenhum roteiro... parar o tempo que quiser para tirar uma foto ou curtir um belo por do sol...
Todas minhas viagens pelo Brasil, America do Sul e Europa foram e serao de carro... agora, na proxima, vou um pouquinho mais alem, e alugarei um motorhome na Europa, para assim, economizar ainda mais tempo, pois nao teremos o trabalho de procurar hoteis, fazer e desfazer malas, fazer reserva, check in chek out, etc... e ainda poderemos economizar um pouco nas refeicoes, fazendo compras em supermercados...
Tambem gosto de sentir as cidades de dia e de noite, como voce comentou... um monumento bonito, fica ainda mais belo a noite, com aquela iluminacao especial, sem falar o movimento das pessoas que vivem no local, etc
Mas, o que mais esta me estressando agora, seria como vou fazer o acesso ao centro de algumas cidades... se de carro já é dificil, imagine com motorhome... estou pensando em chegar nas cidades sempre de madrugada, ou a noite, mais tarde, para conseguir um ponto estrategico para estacionar o bicho...
Voce terria alguma sugestao?

Um abraco...

Edgar
#756381 por joycebruja
06 Set 2012, 12:49
EdgarNascimento

A minha sugestão referente a motorhomes é que estacione em um camping onde tenha acesso facil a algum transporte público e use-o.
Não é permitido pernoites de motorhomes na maioria das cidades europeias, dificil até caber nas vagas dependendo do tamanho do veículo.
Durante o dia sim se conseguir algum estacionamento vc pode parar porém para pernoitar é mais complicado , principalmente que não é só parar o carro mas também descarregar a água ,o banheiro químico e também colocar água na caixa esta infra estrutura não existe nos estacionamentos normais e voce nao pode largar em qualquer lugar.
Principalmente que estará com uma caravana alugada, aí sim qualquer dano ou roubo pode ser dolorosa em seu bolso.
::cool::


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 9 visitantes