Guias e troca de informações sobre destinos do estado de Minas Gerais
#988791 por henrique.rk
04 Ago 2014, 20:36
O texto da postagem ficou meio longo, mas tentei ser o mais preciso possível.. Para fotos acesse: http://terramediaexpedicoes.wordpress.com/minas-gerais/

Embora clichê, aquela história de “Minas Gerais, quem te conhece não esquece jamais” é a mais pura verdade. Desconheço (até o momento) outro lugar no Brasil que concentre tantos atrativos históricos, culturais e naturais como a região que circunda Belo Horizonte.

E eis que a primeira vantagem pra quem quer conhecer MG é justamente essa: boa parte dos lugares a serem visitados estão num raio de 150 km de distância da capital, onde é muito fácil chegar, seja voando ou por terra.

Partindo de BH, o mochileiro pode traçar um roteiro de atividades priorizando aquilo que lhe convém, portanto, seguem algumas sugestões:

Parque Nacional da Serra do Cipó:

•Localização: Em Cardeal Mota, distante cerca de 100 km do centro de BH e 76 km do Aeroporto de Confins.
•Como chegar? De ônibus. A Saritur faz o trajeto de BH até Cardeal Mota.
•Por que ir? A serra do cipó é um dos principais pontos para a prática de escalada em rocha no Brasil, mas, se essa não é a sua praia, sugiro que alugue uma bicicleta ali na comunidade (existem diversos pontos de aluguel) e vá pedalar pelas trilhas que levam até a cachoeira da farofa e ao cânion das bandeirinhas.
•Onde ficar? Sem sombra de dúvidas, no Abrigo Cipó (facebook e site do abrigo). O lugar conta com quartos privados e coletivos e cozinha coletiva devidamente equipada, isso sem falar na decoração e na simpatia da Rafa e do Barão (nunca me senti tão em casa em uma trip) e tudo isso por um preço pra lá de tranquilo (paguei R$ 50,00 por noite no quarto coletivo). O abrigo fica a 6 km da entrada do parque.
•Quanto tempo ficar? Para quem não vai escalar, um ou dois dias são suficientes pra conhecer as principais atrações do parque.
•Outras informações:
•se não estiver de ônibus, vale a pena dar uma parada pra conhecer a gruta da Lapinha no caminho pra Cardeal Mota. Não fui até lá, mas todo mundo recomenda…
•para aqueles que vão sair de MG de avião, partindo do aeroporto de Confins, recomendo que deixem o parque nacional da Serra do Cipó como última atração do roteiro, podendo ir diretamente ao aeroporto sem precisar passar pelo centro de BH.

Santuário do Caraça

•Localização: Entre Catas Altas e Santa Bárbara, distante 117 km do centro de BH.
•Como chegar? De ônibus (BH – Santa Bárbara) com a PássaroVerde + táxi da rodoviária de Santa Bárbara até o Caraça (aprox. R$ 90,00)
•Por que ir? O santuário do Caraça é uma Reserva Particular do Patrimônia Natural (RPPN) que mistura história, religião e natureza de uma forma única: já foi hospedagem para romeiros, seminário/colégio e local de descanso dos imperadores Dom Pedro I e II (inclusive há uma marcação em uma das calçadas no lugar onde o monarca mais jovem teria levado um grande tombo). Tentar descrever toda a história do Caraça em uma única postagem é impossível, mas para aqueles que estão dispostos a ler, acesse santuariodocaraca.com.br. Quanto aos atrativos, o local conta com um museu, uma igreja em estilo neogótico, construções do período imperial e uma biblioteca com livros do século XVI para aqueles que preferem algo mais light, e mais de dez trilhas em meio a mata atlântica e o cerrado para aqueles que buscam maior contato com o meio natural, mas, sem dúvida, a maior atração é a tradicional visita que o Lobo Guará faz ao santuário todas as noites.
•Onde ficar? O Santuário conta com uma hospedagem de quartos privados e banheiros coletivos que inclui todas as refeições do dia (culinária colonial de primeira!). Obs: não me recordo, mas vale conferir pois acho que existem quartos com banheiro privado também.
•Quanto tempo ficar? O Caraça tem atrações pra mais de uma semana, mas cerca de dois a três dias são suficientes pra conhecer as principais.

Cidades Históricas

•Localização: Ouro Preto, Mariana, Congonhas.
•Como chegar? De ônibus com a PássaroVerde. Vale a pena ir até Ouro Preto e lá alugar um carro pra poder se deslocar até as outras cidades próximas sem perder muito tempo.
•Por que ir? Cidades consideradas Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela ONU, Corrida do Ouro, Inconfidência Mineira e Tiradentes, Aleijadinho, Arquitetura Histórica, Templos Religiosos e blábláblá… É tanta coisa no mesmo lugar que difícil é encontrar motivos pra não visitar as cidades históricas mineiras.
•Principais Atrativos: • Ouro Preto: de qualquer forma você vai cruzar pela praça Tiradentes e o local onde a cabeça do dentista revolucionário ficou exposta; nessa mesma praça vale visita o Museu da Inconfidência pra aprender um pouco mais sobre esse importante movimento na história do Brasil. Não muito longe dali existe uma feira de artesanato indispensável pra quem quer levar alguma lembrança. O Museu Casa dos Contos também tem informações legais sobre a escravidão e outros aspectos relevantes do nosso país, tais como moedas e afins, vale a visita! Eu particularmente não curti muito o Museu de Arte Sacra que, embora seja subterrâneo, não apresentou um conteúdo que me chame a atenção, mas, se você é mais atento a história da religião vale experimentar. Ouro Preto conta ainda com mais de quinze igrejas/capelas cujas esculturas e pinturas apresentam tantas particularidades que dá vontade de visitar todas elas, com destaque para Igreja São Francisco de Assis (uma das principais obras de Aleijadinho), Igreja Nossa Senhora do Pilar (segundo mais rica em ouro do Brasil) e Igreja Nossa Senhora da Conceição (onde o corpo de Aleijadinho está enterrado). Dica importante: nas praças de Ouro Preto existem diversos guias devidamente identificados com os quais você acerta um preço na hora e ele te acompanha explicando cada igreja e, acredite, vale cada centavo! Com base nas informações que ele te passa cada construção deixa de ser uma mera igreja botina pra virar verdadeiras obras de arte. Para saber mais sobre Ouro Preto acesse: http://www.ouropreto.org.br/. Por último, não visitei, mas quem foi sempre recomenda uma passadinha na Mina Jejê! Visitei e Mina da Passagem e achei bem interessante pelas explicações quanto a geografia do solo e as formas de exploração, mas, dependendo da época o movimento lá pode te fazer perder bastante tempo até conseguir um carrinho pra descer, então, cuidado pra não perder a tarde ou a manhã inteira ali parado…E o trem? Bom, eu fiz o passeio de Maria Fumaça entre Mariana e Ouro Preto e, sinceramente, não achei nada espetacular… É clichê e todo mundo faz, mas eu não recomendo… E
•Mariana: com sinceridade? Uma Ouro Preto um pouco menor…Prefiro ficar uma tarde a mais em Ouro Preto do que ir até Mariana.
•Congonhas: É lá que estão os famosos “Doze Profetas de Aleijadinho” e, logo em frente, algumas outras obras muito bem conservadas que, acompanhadas das explicações do guia do local (não lembro se o guia é pago separado, mas, se tiver que pagar, pague!) traduzem com perfeição a genialidade do artista. Vale a visita!
•Onde ficar? Não tenho nenhuma recomendação específica, mas o que não falta por lá são hotéis/pousadas/albergues/etc… Dependendo da época é bom reservar com antecedência.
•Quanto tempo ficar? Deixe Mariana de lado, passe uma tarde em Congonhas e de 2 a 4 dias em Ouro Preto (depende do quão a fundo você que aprender sobre os atrativos – 3 dias eu creio que seja o ideal)

Espero que ajude !!

#990488 por raphaelcamposandrade
09 Ago 2014, 13:20
fala pessoal.. sou apaixonado por MG.. tenho um blog com trilhas e atrações.. quem quiser ver mais acesse. http://leoesdamontanhamg.blogspot.com . Vale a pena destacar perto de bh o distrito de casa branca.. com cachoeiras e pousadas.. a serra da moeda.. o topo do mundo.. lugares muito proximos e de muita beleza

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes