Relatos de viagens de bicicleta pelo Brasil, América do Sul, Estados Unidos, Europa e outros países do mundo.
#534104 por mjc
19 Dez 2010, 15:03
sou de piracicaba interior de são paulo, gostaria de ir de bike ate a ilha do mel, ilha de superagui e por fim ilha do cardoso,, minha intençao seria ir de bike e fazer o trajeto ficando uns 3 a 4 dias em cada ilha acampado,,,,mais não sei como faço para levAR A BIKE NO ONIBUS ALGUEM JÁ LEVOU A BIKE EM VIAJEM DE ONIBUS COMO FAÇO ISSO????

#534769 por Camilonha
21 Dez 2010, 21:05
Beleza.

então, nas poucas experiencias que tive tudo dependia da boa vontade do motorista, na maior parte das vezes foi tranquilo.

Uma vez para voltar da ilha do mel (Paranagua) ára Floripa me cobraram uma tal de uma taxa e foi uns 25$ do preço da passagem


Abraço
#535274 por danpeig
23 Dez 2010, 14:14
Algumas empresas oferecem restrição a levar a bike no onibus em virtude do tamanho já que a mesma tem 2m de comprimento.
Em longas viagens (principalemente interestaduais) a melhor forma de transportar é retirar as duas rodas, o banco e os pedais. Depois basta embrulhar tudo no jornal em um pacote só.

Se você for transportar de avião, recomendo tirar o garfo para não pagar a tarifa de excesso de comprimento linear.

Tenhho algumas fotos com a sequência de desmontagem e como embalar. Vou preparar um tutorial e disponibilzar no meu site. Até o comecinho da semana que vem (27/12/2010) deve estar online.

DICA: Quando a roda traseira é retirada o braço do câmbio traseiro fica exposto e pode ser facilmente danificado durante o transporte. Use algo para protege-lo ou (recomendável) se você tiver uma bicicleta de melhor qualidade, remova-o com uma chave allen. A regulagem não será perdida.
#535644 por danpeig
25 Dez 2010, 11:08
danpeig escreveu:Algumas empresas oferecem restrição a levar a bike no onibus em virtude do tamanho já que a mesma tem 2m de comprimento.
Em longas viagens (principalemente interestaduais) a melhor forma de transportar é retirar as duas rodas, o banco e os pedais. Depois basta embrulhar tudo no jornal em um pacote só.

Se você for transportar de avião, recomendo tirar o garfo para não pagar a tarifa de excesso de comprimento linear.

Tenhho algumas fotos com a sequência de desmontagem e como embalar. Vou preparar um tutorial e disponibilzar no meu site. Até o comecinho da semana que vem (27/12/2010) deve estar online.

DICA: Quando a roda traseira é retirada o braço do câmbio traseiro fica exposto e pode ser facilmente danificado durante o transporte. Use algo para protege-lo ou (recomendável) se você tiver uma bicicleta de melhor qualidade, remova-o com uma chave allen. A regulagem não será perdida.


Coloquei um tutorial na minha página pessoal. Não é a forma mais elegante de transportar mas funcionou em avião, taxi e ônibus sem precisar pagar qualquer taxa extra.
http://www.danbp.org/w/index.php?title=Como_embalar_a_bicicleta_para_transporte_em_viagens
Abraços.
#550566 por mezabarbabh
02 Fev 2011, 01:29
danpeig escreveu:Coloquei um tutorial na minha página pessoal. Não é a forma mais elegante de transportar mas funcionou em avião, taxi e ônibus sem precisar pagar qualquer taxa extra.
http://www.danbp.org/w/index.php?title=Como_embalar_a_bicicleta_para_transporte_em_viagens
Abraços.


Muito boa a forma de embalar, talvez até melhor que levar um "Mala-bike", falando nele, já fiz duas viagens via São Geraldo, com o mala bike e não tive problemas, mas vi alguns ciclistas reclamando da Itapemirim, que insiste em cobrar uma "taxa" extra pra levar a bike, principalmente se os funcionários da empresa verem a bike antes de ser colocada na mala.

Vou ver como faço esta "embalagem" com os bagageiros, talvez colocarei eles sobre o tubo superior, com as pernas na direção do central, com bastante jornal enrolado e bem fixos para não se moverem.
#555918 por Renan Campi
17 Fev 2011, 03:56
Já carreguei bike algumas vezes em onibus. Em uma delas, ela estava na caixa e não embaçaram. Uma outra vez, o motorista até pensou em cobrar, mas disse que como ela estava bem montada e firme (eu havia travado guidão e rodas com cordeletes), não precisaria pagar.
Em outro caso, com ela montada, o fiscal disse que cobraria a taxa, mas, a correria estava tanta, que acabou nem lembrando de pegar o dinheiro. Saiu free!!!
Resumindo: O dinheiro da bagagem fica com o fiscal, ou com o motorista. E tudo depende da velha e boa sorte!!!

Mas, vale a pena ligar para a empresa antes e tentar se informar sobre o assunto. Tentar pegar o nome do funcionario que atendeu a ligação, e tentar buscar o regulamento da empresa sobre cargas, pra chegar embasado na hora H.


Abraços!
#567238 por mezabarbabh
22 Mar 2011, 10:03
Galera, foi dia 12/03/2011, fui pegar um ônibus da São Geraldo/Gontijo, com a bike no mala-bike, o fiscal me perguntou o que era a mala, disse que era bike e ele me informou que tinha taxa, o valor da tal taxa foi pouco mais de 1/3 do valor da passagem, paguei R$20,00 de taxa, e R$59,00 de passagem.

Da proxima vez, vou desmontar, embalar como a dica do danpeig, colocar ela num mala bike cervado de roupas e tentar despachar como bagagem normal.
Além disso, vou testar na viação Itapemirim (já li que cobram) e tentar embarcar sem a cobrança.

Adendo 24/03/2011:

Só pra deixar todo mundo confuso ::hein: : dia 23/03, estava em Guarapari, peguei um ônibus da São Geraldo (tinha comprado a passagem antecipado e não troquei) e embarquei a bike (na mala-bike) e nem me perguntaram o que se tratava, apenas pedi que a colocassem de pé em um canto apoiada pela outra bolsa (sempre faço isso) e viajei no busão sem pagar a famigerada taxa.

???Será que a empresa (ou os funcionários) queriam tirar o máximo de $$$$$ dos clientes só por ser carnaval???
#568500 por Fábio Borges
25 Mar 2011, 10:18
Galera, de acordo com o art. 3º, inciso I da resolução 1432/06 da ANTT (agência nacional de transportes terrestres) as empresas de ônibus são obrigadas transportar gratuitamente no bagageiro qualquer bagagem, desde que não exceda o limite de 30 kilos ou o volume de 300 decimetros cúbicos, limitada a maior dimensão a um metro.

Ou seja, se a bike desmontada não exceder essas dimensões e o limite de peso, qualquer cobrança é considerada abusiva. Por desisformação da população elas acabam cobrando para transportar a bike. Se mesmo diante desta argumentação a empresa quiser cobrar pelo transporte, teremos dois procedimentos a fazer:
1 - Ir até o posto de atendimento da ANTT e reclamar do ocorrido e exigir que o fiscal intervenha.
2 - Caso não haja posto da ANTT na rodoviária ou que no posto não tenha um fiscal no momento, pague o valor, guarde o comprovante e ingresse no juizado especial cível e peça a restituição em dobro do valor pago, nos termos do parágrafo único, do artigo 42 do Código de Defesa do Consumidor. Você pode pensar que trinta ou quarenta reais não valem a pena perder tempo na justiça, más penso que nosso direito não tem valor pecuniário. Penso, também, que é dever de todo cidadão fiscalizar o cumprimento das leis vigentes, se deixarmos de lado, elas continuarão cobrando e em um universo de milhões de passageiros, imagine o quanto as empresas lucrarão com isso.

segue o link da resolução.

http://www.antt.gov.br/resolucoes/02000 ... 2_2006.htm
#589030 por Hélio Alves
18 Mai 2011, 19:09
Ok...Ok...Ratinho, Eu fui de São José dos Campos- SP à Sluiz do Maranhão de Busão e ainda levando Bike, uma bela viagem, tem que gostar de aventuras... As vzs pedalava até uns 60 km de uma cidade a outra, a bike desmontava as rodas e enrolava num plastico bolha... unica rodoviaria que me cobraram 15 paus pra embarcar com a bike foi em Brasilia ... qualquer dia vou pra outra dessa...30 dias viajando... A proxima quero fazer a trilha de Salkantay no Peru, mas talvez va sem bike... abraço a todos.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante