Faça perguntas e responda tópicos sobre qualquer tema abordado pela comunidade Mochileiros.com. Uma pergunta por tópico.
Regras do fórum: Fórum Perguntas & Respostas

Esse fórum é exclusivo para o envio de perguntas.

Importante:
- Envie apenas uma pergunta por tópico e não esqueça de escrever a pergunta no campo "título".
- Se você quer postar várias dúvidas sobre um roteiro de viagem por exemplo, o fórum correto é o de Roteiros de Viagem. Clique aqui para saber mais!
- Os tópicos criados que não forem perguntas claras serão renomeados ou movidos para outros fóruns mais adequados dentro do site.

Clique Aqui para postar sua pergunta!
#832909 por Shakmatton
25 Abr 2013, 13:20
Olá a todos. Tenho pesquisado sobre isso na internet mas não consegui achar algo no google como "o mercado de trabalho para o profissional de esportes de aventura no Brasil está aquecido", ou "segundo o Guia do Estudante, faculdade X tem conceito máximo 5 estrelas na área", etc.

Digo isso porque entrei para uma faculdade federal de Turismo, bem conceituada, mas percebi que o que me atrai no Turismo de Aventura é o Esporte de Aventura, ou seja, a parte prática. Mas não tenho certeza se é possível viver apenas como instrutor de esportes de aventura. Então desanimei da faculdade e estou querendo sair por causa disso.

Então lembrei desse site, e resolvi perguntar aqui mesmo, já imaginando que muitos desses profissionais estejam por aqui, ou os mochileiros que tenham contato com eles possam vir a dar alguma informação.

Estou em BH no momento e meu foco seria atuar com esportes diversos e dinâmicos (a emoção de ser monitor de arvorismo deve ser diferente de ser monitor de rafting de rio turbulento :D ), tentando de alguma forma engrenar nisso aí.

Não sei se a idade é fator impeditivo para isso (final do ano faço 30), mas sinto que é minha última chance de evitar de fazer alguma coisa que não gosto para sobreviver (no mundo "fornal", das faculdades, me restaram as opções de fazer faculdade de Engenharia por exemplo). Estou buscando contatos para falar sobre o assunto, e se eu for falar tudo que preciso esse tópico fica gigante. Estou escrevendo meio na correria mas basicamente é isso, uma questão de arriscar ou de ter cautela...

Alguém aí poderia me ajudar ou dar uma opinião (construtiva :D ) ?

No mais, boas viagens o/

#838735 por Krsnananda
10 Mai 2013, 14:32
Olá!
Cara, quando eu morava em SC entrei em um curso técnico em Turismo muito bom. O curso era um "incentivo" do governo ao turismo local, e lá tinha algumas oportunidades no turismo de aventura, principalmente na região dos cânions. Não cheguei a terminar o curso, mas isso foi por causas pessoais, e agora eu me mudei para o Rio Grande do Sul e tenho um amigo que é instrutor de canoagem (ele tbm compete). O que eu posso dizer é que oportunidade na área tem só que em lugares específicos, geralmente cidades com cânions, corredeiras,cavernas, parques ecológicos, enfim muita natureza.
E tem mais, se você quiser realmente seguir nessa área, tem que fazer porque gosta, se está pensando em ficar rico pode esquecer.. Espero ter ajudado. :lol:
#838888 por xaliba
10 Mai 2013, 22:00
Eu conheci beeem de perto o mercado do mergulho e do guia de turismo em lugares irados, e pelo que conheci bem superficialmente sobre outros esportes de aventura arriscaria dizer que tem muitas coisas similares. E o insight q eu posso passar eh o seguinte. Se tem quem pratica, tem quem ensina e vive disso, isso eh um fato. Mas se vc ta perguntando isso, eu suspeito que nem o conhecimento basico do esporte vc tem. E pra virar instrutor dessas porra, vc tem q ser muito BOM. Bem, muuuito bom nao, mas razoavelmente, no minimo vc tem q ser um otimo praticante, aquele cara que pega facil, pra poder aspirar viver dessa porra. Entao primeiro de tudo, vai praticar essa porra, vai ver se vc gosta dessa porra mesmo, se daria a vida pra viver disso... pq sem isso, rapaz, esquece!!!

o outro insight eh menos animador... trabalhos bacanas em lugares espetaculares pagam pouco no mundo inteiro, geralmente muito pouco. Sobreviver disso da, mas nao eh facil, tem q gostar muito mesmo, mesmo pra aguentar as condicoes... pq a lei de mercado em qquer lugar do mundo eh, qto mais bacana o trampo e mais irado o lugar, menor eh o pagamento, disso eu manjo. As unicas pessoas que realmente ganham grana com trabalhos bacanas sao os donos das operacoes, mas eles deixaram de fazer o que gostavam pra administrar o business, poder mandar gente pra operar de fato ganhando pouco e eles ganharem a grana em cima, fato!... a vida deles passou a ser praticamente o tempo todo atras de uma mesa... por isso q volta pro insight anterior. Eh igual artista, ninguem eh artista pq acha bonito e glamuroso, pq ser artista eh foda - esse mercado eu conheco beeem de perto tb - so eh e se da bem quem perseverou tanto, mas tanto, e pra isso, nao fazer a arte eh impensavel, vc faz pq nao concebe a vida fazendo outra coisa, nao pq acha bacaninha... se nao, vc arrega.

por isso, rapa, vai praticar essa porra pra ver se vc realmente nao vive sem isso ou se acha bacaninha... e... desculpe dizer isso... mas se vc tem 30 anos e nao caiu de cabeça, vc esta com grande, grande mesmo, probabilidade de cair no segundo grupo.

ab
#843451 por Shakmatton
24 Mai 2013, 13:23
Ah, achei que não ia ter nenhuma resposta aqui... valeu aí aos dois...

Bom, nunca pensei em ficar rico nem com Engenharia, quanto mais Turismo...
Sempre busquei essa coisa do sentido de fazer algo... vejo pessoas ingressando em diferentes empreitadas, muitas por gosto, muitas por achar que gostam, muitas por eliminação (se não gosto de quase tudo, só resta tal coisa a fazer)... e muitas por realmente se verem fazendo aquilo...

Muitas fazem por dinheiro, por necessidade ou vontade de enriquecer... mas isso é outra história...

Diria que, independente da idade, se você descobre coisas mais interessantes a seguir ou a fazer, então melhor tentar seguir aquele caminho de alguma forma...
Acredito que são muito poucos aqueles que sabiam quando mais jovens o que queriam da vida. Não vejo pecado nem vergonha em admitir que a vontade de viver livremente não é (ou não deveria ser) só um privilégio de crianças, ou de pessoas que não precisam trabalhar para viver.

O cara que tá atrás de uma mesa pode até se acomodar, mas o que ele deseja mesmo é largar aquilo tudo e viver um pouco daquilo que experimentam os "comandados" por ele (aqui me refiro à área do turismo).

Sim, eu não cheguei a realmente a "experimentar a porra", como disseram aí. Eu hein... prefiro experimentar só o turismo mesmo... hehe...
O que me desanimou foi que há muita dificuldade pra exercer a profissão (precisa residir ou ser nativo no local, como no PETAR-SP por exemplo). Ou a falta de perspectiva (algum de vocês aí conhece algum turismólogo ?).

Provavelmente o trabalho atrás de uma mesa é o destino final da maioria das pessoas. Mas isso não significa que você não possa ao menos desfrutar de 2 dias na semana para vivenciar um outro estilo de vida.

Gostaria de saber se alguém conhece algum fotógrafo de turismo. Estou pensando em fazer um meio termo entre trabalho de campo e de "mesa"...

No mais é isso.
Obrigado à todos que leram e que responderam também.
#851908 por Li²
19 Jun 2013, 21:46
Fala aê Shak, tudo bem?

Cara, estou num dilema meio parecido com o seu. Sou profª de Ed. Física, já trabalho na área, mas to pra iniciar uma pós. E então me veio a ideia de fazer o Curso de Esportes e Atividades de Aventura. Não sou capaz de dizer se isso agregará algo útil à minha carreira (trabalho em escolas), mas é o que eu adoro fazer no tempo livre, e já que é pra estudar, que seja algo que eu goste! E como a duração é de um ano e meio, o investimento -tempo e $$- não é tãaaaaao pesado assim.
Ou seja: inicialmente, quero me aprofundar no assunto, ter mais autonomia nas minhas trips. Trabalhar com isso já é outra coisa.

Quanto à opinião construtiva, isso depende: falta muito pra vc se formar? Se a resposta for não, termine o curso.
Vc curte o bastante pra querer fazer disso o seu sustento? Eu acho mais sensato vc ter um emprego que não seja assim perfeito, mas bacana, e que te dê suporte financeiro pra suas viagens.
Outra coisa: agora que as câmeras profissionais e semi-profissionais estão com valores acessíveis, compre a sua e faça um curso de fotografia! Tem uma amiga que conheci numa trip em São Thomé das Letras que faz isso, tira umas fotos superbacanas nas trilhas que faz. Se quiser dar uma olhada...https://www.facebook.com/fotosbibinsana

Espero ter ajudado, boa sorte 8)
#1208423 por Shakmatton
06 Ago 2016, 12:13
Opa! E aí todo mundo !

Eu criei esse tópico em meados de 2013 e esqueci completamente dele... e graças às Olimpíadas do Rio, que acabaram de começar, pensei na ideia dos esportes radicais, joguei isso no google e acabei descobrindo esse post antigo... legal isso, ver como a gente pensava antes e avaliar com a cabeça de hoje... me inspirou a escrever aqui hoje...

Bom... muitos perrengues na vida pessoal, muitas incertezas e indecisões (e decisões erradas :P), e a impressão é que, de lá pra cá, nada mudou... não nego, continuo na mesma graduação, ainda lutando pra me formar (como é difícil entrar, e mais difícil ainda sair !)...

Maaassss, dizem que tudo na vida tem seu lado ruim e seu lado bom também... e acho que pra mim o lado bom foi o crescimento pessoal que tive, dentro das escolhas que fiz na vida. Maturidade é algo que te dá uma paz absurda, realmente.

Eu abri minha mente pra muitas outras coisas... ainda não fiz curso de fotografia, embora não descarte fazê-lo em algum momento (por agora, fotos mesmo só no smartphone, for fun).

Andei vendo coisas sobre tecnologia, administração, marketing, mídias sociais, geoprocessamento, línguas estrangeiras, e venho estudando por fora coisas sobre computação... tudo isso de uma forma ou de outra tem relação com a área de Turismo, o que me deixou mais animado sobre o futuro.

Não vou mentir, ainda sonho muito com o lance de se trabalhar com o que se gosta (nem que seja como nômade digital), e como sou teimoso, volta e meia tô pesquisando alguma coisa sobre o tema. Acho que a verdade é que não desisti da ideia de estar envolvido com as atividades de aventura, sejam elas em forma de esporte/turismo/negócio.

Como (ainda) não consegui me inserir neste meio, resolvi concentrar forças para formar e procurar fazer algo que me colocasse em contato mais direto com a parada (e não com "a porra", como disse um dos usuários acima... mas que "analogia do caralho" hein rapaz ? hehe...)

A notícia de que Olimpíadas de 2020 terão modalidades de esportes radicais (surf, skate, escalada) me animou, o que me fez pensar em investir de alguma forma numa graduação ou pós na área de Educação Física (por exemplo). Tem muito chão pela frente até lá, e vale o que o "usuário da porra" disse (ter certeza de que gosta de verdade e de que faria as atividades por amor mesmo, tal qual um artista).

A vida continua, as dificuldades também... porque não os nossos sonhos ?

Valeu o/
#1208433 por Rodrigo e Gí
06 Ago 2016, 13:35
Acho que você precisa de mais autoconhecimento e ação.

Autoconhecimento para poder traçar um planejamento de vida mais focado e objetivo.

Ação simplesmente porque seu primeiro post tem 3 anos e você não fez nada.

Vai investir em uma graduação tão somente por causa de um evento que dura 30 dias?
Na área que você quer atuar os títulos pouco importam.

Minha filosofia é de que posso ter uma vida profissional e também lazer paralelamente. Basta se organizar, planejar e correr atrás das metas.
Será que ter um emprego do tipo que você busca realmente é melhor do que ter a grana para fazer as mesmas coisas nas horas vagas?

Grande abraço!!!

Rodrigo Cavalcante

Usuários navegando neste fórum: Riti Riti e 5 visitantes