Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#621537 por marcosplf
09 Ago 2011, 02:51
O relato que passo agora a narrar é uma história única na minha vida, não foi a minha viagem mais emocionante, a melhor, a mais bonita, a que mais gostei ou a que mais planejei. Mas foi a viagem que por um momento na minha vida achei que nunca mais fosse fazer.

Para entender o que estou falando é preciso voltar à 15 e 16 de agosto de 2009. Nessa data fiz meu ultimo trekking, juntamente com meus amigos Haole e DaniloDassi, lá no famigerado Pico Paraná - PR.

Depois disso havia marcado com o haole a travessia Petrópolis-Teresópolis, na Serra dos Orgãos , o que de fato nunca ocorreu pois após essa viagem com meus amigos tive problemas de saúde na minha familia o que me fez cancelar a travessia e qualquer outra viagem/trekking no ano de 2009.

2010 prometia ser um ótimo ano, ja no final de 2009 havia planejado uma viagem de volta as Patagonias, fazendo trekking em Torres del Paine e El Chaltén, iria com Haole, DaniloDassi e com minha grande amiga Mi_GR, pouco antes do final do ano eu ja estava com as passagens compradas para Santiago do Chile para o final de fevereiro, mas a Milena teve que desistir da viagem, sobraríamos eu e os meninos.

Mas o destino nos prega algumas peças e logo após o reveillon de 2009/2010, mais precisamente no dia 4 de janeiro de 2010, sofri um sério acidente de moto, tive uma fratura exposta na perna esquerda, rompi ligamentos, tendões e nervos, corri o risco de perder o pé, passei um mês no hospital, saindo de lá com uma placa e seis parfusos no meu pé e um belo conjunto de cicatrizes.
Imagem
Nesse mês de hospital pensei que nunca mais andaria de moto, que nunca mais faria um trekking, que nunca mais correria e por alguns momentos duvidei que voltaria a andar. Mas tive o apoio de pessoas maravilhosas da minha família, dos meus amigos e dos meus amigos mochileiros. Recebi de membros da "família" mochileiros.com inúmeras ligações, e-mails, recados em redes sociais, e até algumas visitas no hospital. Todo esse apoio de todo mundo me ajudou a não desistir e acreditar que teria um final feliz.

O resultado imediato foi que minha viagem para a Patagonia foi cancelada, por ironia do destino eu chegaria em Santiago no dia 26 de fevereiro de 2010, sendo que no dia 27 de fevereiro o chile foi devastado por um terrível terremoto. Hoje pensando é até engraçado, mas esse viagem não ocorreu só para mim, mas para todo mundo, sendo que somente eu chegaria antes do terremoto, Haole, Danilo e Milena chegariam depois do terremoto, talvez para me retirarem dos escombros.....

Passei o ano de 2010 inteiro e parte de 2011 fazendo fisioterapia e aprimorando a forma física, as vezes olhava para as minhas mochilas (inclusive uma arc'terys novinha que não tinha tido a oportunidade de usá-la ainda) e me vinha o seguinte questionamento: "quando vou colocá-las nas costas novamente e encarrar uma trilha? mas será que um dia vou conseguir fazer isso novamente?". A resposta viria exatos 1 ano e 7 meses após o meu acidente.

No dia 4 de agosto de 2011(quinta-feira) comecei a preparar minha mochila, separei minha barraca que ja me acompanhou por tantos lugares no brasil e até fora dele, e que injustamente descansava em meu armário fazia dois longos anos - o mesmo destino que teve toda a minha "tralha" de trekking, eu já não sabia mais arrumar uma mochila decentemente devido ao longo hiato no estaleiro, mas já tinha um destino e uma idéia na cabeça - Pedra do Sino na Serra dos Orgãos, curioso que este seria o destino do meu "próximo trekking" depois daquele no Pico Paraná em 2009, a minha tão sonhada volta as trilhas depois de 2 anos, mtas incertezas, dor e dúvidas tinha que ser em um lugar especial, com pessoas especias e graças a Deus minha vida é cercada delas (não vou fazer aqui nenhuma menção a estas pessoas especiais que me convidaram, acolheram, caminharam e dividiram estes momentos mais que especiais comigo, todas elas sabem quem são e o quanto foram importantes para mim nesse retorno).

No dia 5 de agosto fui trabalhar ansioso, confesso que fazia tempo q não ficava assim antes de uma viagem, sai do trabalho vim para casa, "joguei" a mochila na caçamba e peguei meu caminho para o Rio, mas a cidade de São Paulo é louca e demorei quase 3 horas para atravessá-la, após uma cansativa viagem cheguei à Cidade Maravilhosa ja no inicio da madrugada, cochilei e acordei logo cedo para encontrar os outros "trekkers", mas não antes de ser abençoada por uma belissima vista do sol nascendo na Baia da Gauanabara.

Cheguei em Teresópolis na sede do Parque Nacional Serra dos Órgãos por volta das 10 da manhã, amarrei o cadarço da minha bota, enchi meu cantil, afivelei a mochila nas costas e as 10:40 do dia 6 de agosto de 2011 finalmente DEPOIS DE 2 ANOS, muita dor, sofrimento, medo, incerteza, perseverança, coloquei meu pé esquerdo na trilha! Fiz questão de começar essa caminhada com meu pé esquerdo, para pisotear nesse último fantasma que me assolava desde meu acidente. Que coisa boa é voltar para o mato, ao contato com a natureza, romper desafios, ganhar terreno, passo a passo ia me sentindo uma criança novamente dando os meus primeiros passos morro acima.

A trilha é muito bonita e o tempo estava bom, ideal para quem estava "começando" novamente. Após 1 hora e 40 minutos cheguei a cachoeira Veu da noiva que estava praticamente seca, ali fiz a primeira "avaliação" do meu estado, meu pé estava muito bem, mas eu senti um pouco o peso que ganhei ::hahaha:: o meu fisico estilo Ronaldo Fenomeno não estava me ajudando em nada, apos uns minutos de descanso e algumas fotos, sigo morro acima. Fui caminhando lentamente no meu ritmo, parando para descansar, beber agua, conversar e agradecer por estar ali.

Imagem

Após umas 6 horas de trilha cheguei no abrigo 4 onde 90% do meu grupo iria pernoitar, mas para mim dormir no abrigo não bastava, 2 anos esperando para esticar o isolante no chão de uma cabana? Eu precisa acampar, sentir o vento bater na barraca, ter o prazer de dormir num terreno irregular, lutando contra as intempéries do tempo, mas acampar no camping do abrigo 4 também era pouco para mim e decidi subir até o cume da Pedra do Sino e acampar por lá.

Imagem

Sai do abrigo 4 ja cansado e subi ate o cume em pouco menos de 1 hora, montei a barraca ja no escuro num pequeno platô abaixo do cume, fui preparar minah janta um "delicioso" miojo. Depois de jantar fiquei apreciando a bela vista da baixada fluminense jogando conversa fora com amigos e principalmente com Deus.

Imagem

Após uma noite de pouco frio (acredito que a temperatura estava na casa de 6ºC na madruga) acordei as 5 da manhã para ver sol nascer. Um espetáculo impressionante, daqueles que só trekkers e montanhistas tem o privilégio de ver e digo isso com propriedade, pois em 2 anos afastado nunca mais tinha visto um espetaculo como presenciei naquela manha de domingo (7/8/2011). Ao ver cenas como essa a qual eu vi na bela serra dos orgãos posso afirmar que o Brasil é um pais lindo demais, e que somos abençoados por Deus que nos deu tamanha beleza.

Imagem
Imagem
Imagem

Após o show da natureza era hora de levantar acampamento e iniciar a descida, feita em pouco mais de 4 horas, almoçamos e ainda demos uma paradinha no mirante para ver o Dedo de Deus.
Imagem
Fiquei surpreso com meu desempenho nas trilha, para quem estava a 2 anos parados acho q fui mto bem, terminei o trekking muito feliz, voltei para São Paulo com a sensação de que esta foi só a primeira de muitas e querendo mais. Caminhar na natureza é uma das melhores coisas que existe para se fazer, é uma terapia, uma hobby fantástico e algo que realmente eu preciso fazer sempre e graças a Deus posso dizer que EU VOLTEI!!!

#621544 por Leo Ramalho
09 Ago 2011, 04:40
ae Marcao.... Bem Vindo de Volta!!! show de bola ver mais um relato depois de 2 anos....parabens pela perseveranca! e como dizem no teatro..quebre a per......nao..melhor nao!!!..kkkkkk

abs

leo
#621549 por Leticia Quaresma
09 Ago 2011, 07:49
eeeeeeeeeeeeeeee Parabéns PFL!!!!!!
Muitas trilhas pra vc sempre! E muito juizo em cima da moto!

Beijos
#621551 por Marcos_Milan
09 Ago 2011, 07:58
Xará!!

welcome back!!!

que seu pé esquerdo enfrente muito mato, terra, barro, rios, cachoeiras, desertos e tornados!!! Nada paga a sensação de voltar as trilhas após um periodo tão tenso!!
Parabens pela superação e força de vontade!!!

Abraço!
#621555 por GUILHERME TOSETTO
09 Ago 2011, 08:23
Grande Marcão!!!!!! Parabéns pelo seu retorno às atividades mochileiras, velho!!!!! Esse teu pé esquerdo ainda vai te dar mais alegrias que o pé do Neto aos corintianos!!!! ::lol4:: ::lol4:: ::lol4::
Cara, teu relato transmite bem a emoção de voltar a fazer algo que te satisfaz, te dá prazer e alegria. Muito bom!!!!

Como disse o Léo em relação ao teatro, só uma palavra (que significa sorte entre os atores): MERDA!!!!!!!!!!!

Grande abraço!!!
#621558 por Otávio Luiz
09 Ago 2011, 08:28
Parabéns pelo retorno!!! Que ele seja duradouro e intenso!!! ::cool::
Eu passei por algo parecido; após 10 anos sem trilhas por motivos familiares, de trabalho (falta de tempo e companhia) tive um problema sério na coluna, e fiquei um ano e meio sem fazer nenhuma atividade física.
Nesse período de molho conheci o mochileiros.com e ficava lendo os relatos (seus, do Haole, Danilo...) pensando que nunca mais iria subir uma montanha, descer uma cachoeira, colocar uma mochila nas costas nem pensar.
Mas graças a Deus minha coluna melhorou, conheci a AMC e voltei pro mato. E como você já sabe, É MUITO BOM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ::otemo:: ::otemo::
E já começou botando pra quebrar hein, Pedra do Sino direto, nem tentou um ataquezinho antes pra testar o pé?
Seja bem vindo de volta... :wink:
#621565 por Andrevertical
09 Ago 2011, 08:43
Parabéns véio! essas coisas que me fazem pensar que vale a pena viver de uma forma alternativa... ou seja viver para nós não para os outros como muitas pessoas fazem!
Pode ter certeza que tu já inspirou e vai inspirar muitas pessoas a fazer algo parecido e sentir o que é respirar por conta própria e ainda com adrenalina!
Superação é tudo!
Abraço!
#621767 por samanthavasques
09 Ago 2011, 16:24
Aeeee Marcão!
Fiquei muito feliz de ler seu relato!
Isso é mais do que clichê, mas é a mais pura verdade que tudo que acontece na vida serve de lição, porque se não fosse esse tempo parado a sensação da volta não seria tão boa
E se prepara porque temos muito mais pela frente!
#621952 por marcelovisk
10 Ago 2011, 07:56
ehhh marcão!!!
cara, sei exatamente o que voce está sentindo. quando detonei meu ombro na chapada diamantina e tive que por um monte de parafuso nele,
nem imaginei que iria conseguir carregar uma mochila no ombro de novo..
quando "voltei", nem acreditava naquilo.. só nao tenho coragem ainda de fazer trilha de moto, mas um dia eu animo!
velho, parabéns pelo belo relato e pela volta em grande estilo.. e que muitas outras venham!
abraços...
ps. ja to treinando o repertório das "velhas virgens" hein!
Grande abraço, Marcelo
#622005 por GUILHERME TOSETTO
10 Ago 2011, 11:15
Marcos ROBERTO CARLOS PLF !!!!!!!!!!!!!

Grande emoções, heheheheheh

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes