Florianópolis - Guia de Informações

Guias e troca de informações sobre destinos do estado de Santa Catarina


Florianópolis - Guia de Informações

Mensagem não lidapor MauroBr. » 02 Fev 2011, 16:24


Este tópico é um Guia que está sendo construido com informações de viagens realizadas pela equipe do site e também com informações de usuários que foram postadas nos fóruns relacionados ao tema aqui no Mochileiros.com.
Este guia é atualizado periodicamente.

ponte
Florianópolis - Ilha da Magia: linda, bela e monumental. Suas características se evidenciam ainda mais, quando nos deparamos, em cada esquina, com parte dos seus patrimônios históricos e ecológicos preservados até hoje.

A Ponte Hercílio Luz, por exemplo, construída há mais de 70 anos, continua sendo o cartão postal favorito da Ilha. O Palácio Cruz e Sousa, também tombado como patrimônio, foi Palácio do Governo e ainda guarda em seu acervo a memória política barriga-verde.


florianópolis
Mapa Florianópolis


Florianópolis

É uma capital que recebe turismo o ano inteiro, com quase 100 praias as opç/oes são inúmeras, com hotéis, pousadas e campings para todos os gostos.


Como chegar Aeroporto - Cidade - Aeroporto

Aeroporto fica 18 KM do centro da cidade.

Ônibus convencional
Empresa: Insular Transportes Coletivos.
Linha: 186 - Corredor Sudoeste.
Ponto Final: Terminal de Integração do Centro (Ticen).
Tarifa: R$ 2,80 em dinheiro ou R$ 2,20 com cartão passe rápido.
Empresa: Insular Transportes Coletivos.
Linha: 461 - Tapera - Via Túnel.
Ponto Final: Terminal de Integração do Centro (Ticen).
Tarifa: R$ 2,80 em dinheiro ou R$ 2,20 com cartão passe rápido.

Ônibus Executivo
Linha: 6120 - Exec. Aeroporto/Corr.Sudoeste
Ponto Final: Terminal de Integração do Centro (Ticen).
Tarifa: R$ 3,50.
Confira horários e itinerários dos ônibus convencional e executivo no site da prefeitura.

Taxi
Custo aproximado de tarifas:
Aeroporto - Rodoviária (Centro): R$ 31.
Aeroporto - Campeche (Sul): R$ 30.
Aeroporto - Canasvieiras (Norte): R$ 77.

Chegando de Ônibus
Todos os ônibus de transporte rodoviário com linhas para Florianópolis vão até o Terminal Rodoviário Rita Maria, localizado no Centro, a aproximadamente 50 metros das pontes de acesso à Ilha. A rodoviária opera com as empresas de Santa Catarina e com as principais empresas de transporte rodoviário nacional e do Mercosul. Há serviço de táxi na saída da rodoviária e a opção de deslocamento através do transporte coletivo, pois o Terminal de Integração do Centro - Ticen fica a aproximadamente 150 metros da rodoviária, com linhas para os bairros de Florianópolis, Ilha e Continente, e para alguns bairros de dois dos municípios da Grande Florianópolis, São José e Palhoça.
http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba

Como chegar às principais praias

Mensagem não lidapor MauroBr. » 04 Fev 2011, 23:20



Transporte de ônibus

para quase todas as praias vc vai precisar trocar de bus nos terminais. Estando no centro vc pega bus no TICEN.
Para as praias do sul, vc vai trocar de bus no TIRIO (terminal do Rio Tavares). Para saber as linhas e horarios pesquise no site da empresa www.insultartc.com.br
Para as praias do norte, vc vai trocar de bus no TISAN (terminal de Sto Antonio) se for p Jurere, Daniela e Forte. Ou trocar de bus no TICAN (terminal de Canasvieiras) para as outras praias da regiao. Para saber as linhas e horarios pesquise no site da empresa www.canasvieirastc.com.br
Para as praias do leste, vc vai trocar de bus no TILAG (terminal da Lagoa). Para saber as linhas e horarios pesquise no site da empresa www.transoltc.com.br
Para quem esta na Lagoa, alem de bus p o centro, tem bus do TILAG para o TIRIO e para o TICAN, mas sao poucos horarios. Vale a pena pesquisar nos sites das empresas ou da prefeitura.
Os horarios costumam ser cumpridos, exceto qdo os engarramentos nao permitem.

Como chegar as praias de Florianópolis, região Leste - Norte e Sul

Quando atravessar a Ponte Pedro Ivo Campos, em direção à Ilha, vire à direita, seguindo pela curva de contorno da Beira-mar, que passa por baixo das duas pontes, Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, até o semáforo em frente ao Hotel InterCity. Siga então pela esquerda em direção à Beira-mar Norte (Av. Rubens de Arruda Ramos), passando sob a Ponte Hercílio Luz. Continue passando pelo El Divino Lounge (casa noturna), depois pelo Beiramar Shopping (onde a avenida passa a se chamar Gov. Irineu Bornhausen), McDonald's e mais a frente os Supermercados Angeloni (5 km). No percurso há radares junto aos semáforos, controlando a velocidade máxima de 80km/h e impedindo a ultrapassagem do sinal vermelho.

Depois de passar os supermercados Angeloni, fique atento. Em frente ao Centro Integrado de Cultura (CIC), você deverá pegar a Saída 2 e atravessar o Elevado Wilson Kleinubing, seguindo pela Av. da Saudade, que se estende por 1km até o trevo de acesso para a Lagoa da Conceição e praias do leste à direita, pela Rod. Admar Gonzaga (SC-404), e às praias do norte, em frente, pela Rod. José Carlos Daux (SC-401). Siga pela direita.

No final da avenida, você deve tomar à direita, passando pelo bairro Itacorubi e seguindo em frente, onde situam-se a Udesc, Telesc, Fiesc, Senai, Apae e outras entidades oficiais, para depois iniciar a subida do Morro da Lagoa. O caminho é sinuoso em meio ao verde de sítios e mansões privilegiadamente situadas que levam ao topo do morro, onde se encontra o mirante para a Lagoa da Conceição e seus arredores.

Após descer o Morro, no primeiro cruzamento, começa a Av. Afonso Delambert Neto. Seguindo pela a avenida, passe o Posto BR e mantenha-se pela pista da esquerda, em direção à ponte e à Av. das Rendeiras (SC-406). Ali está a famosa Lagoa da Conceição. No final da Avenida, continuando à direita e seguindo em frente pela Av. Pref. Acácio Garibaldi S. Thiago, você encontra a praia da Joaquina (2km). Para se chegar às praias Mole, Barra da Lagoa ou Moçambique, assim que sair da Av. das Rendeiras, você deve seguir pela esquerda, na Estr. da Barra da Lagoa, e subir o morro. A primeira parada é a Praia Mole. Ao lado, indo a pé pela areia, fica a Praia da Galheta. Em seguida, passando o bar Ponto de Vista e descendo o morro, tem-se a Barra da Lagoa e a isolada Praia do Moçambique.


PRAIAS DO LESTE - Barra da Lagoa - Joaquina - Mole - Galheta - Moçambique

Quando atravessar a Ponte Pedro Ivo Campos, em direção à Ilha, vire à direita, prosseguindo pela curva de contorno da Beira-mar, que passa por baixo das duas pontes, Pedro Ivo Campos e Colombo Salles, até o semáforo em frente ao Hotel Diplomata. Siga então pela esquerda até alcançar o próximo semáforo, em frente ao Posto Rita Maria. Faça o contorno à esquerda em direção à Beira-mar Norte (cujo nome é Avenida Rubens de Arruda Ramos), passando sob a Ponte Hercílio Luz. Prossiga passando pelo Café Cancun (casa noturna), depois pelo Beiramar Shopping, Mc Donalds e, mais a frente, os Supermercados Angeloni (5 km). No percurso há radares junto aos semáforos.

Depois de passar os supermercados Angeloni, fique atento. Em frente ao Centro Integrado de Cultura (CIC), você deverá pegar a Saída 2 e atravessar o Elevado Wilson Kleinubing, seguindo pela Av. da Saudade, que se estende por 1km até o trevo de acessopara a Lagoa da Conceição e praias do leste à direita, Via SC-404, e às praias do norte, em frente, Via SC-401. Cerca de 300 m após o início da SC 401, você tem, à direita, o acesso ao viaduto do bairro Saco Grande, onde se encontra a pouco conhecida Praia do Goulart, com fundo de lama monazítica.

Seguindo adiante, você passará em frente à CTAI/Senai e um pouco depois ao Posto BR. Quando passar por este último, cerca de 5 km depois do viaduto do Saco Grande, fique atento à placa indicando acesso, à direita, à primeira praia do Norte - Cacupé. Seguindo em frente pela rodovia, mais 4 km, você tem acesso, também à direita, à praia de Santo Antônio de Lisboa, cujo sotaque revela a origem portuguesa e à praia de Sambaqui, um dos lugares que respiram a tradição açoriana. .

Em seguida, depois de passar os postos de pedágio (desativado) e o da Polícia Rodoviária Federal, você encontra a entrada de Ratones, 200 m a frente. Adiante, cerca de 2 km, mantendo-se à direita, há o acesso a um dos mais sofisticados balneários de Florianópolis, a praia de Jurerê Internacional, atravessando o viaduto. Nessa mesma direção também estão as praias de Jurerê (5km), Daniela (7km) e do Forte, freqüentadas principalmente por famílias.

Passando por baixo do viaduto e seguindo em frente pela SC 401 está a entrada, à direita (no acesso ao Pavilhão do Ilha Shopping), para as praias de Ingleses, com boa infra-estrutura para o turista, e Santinho (10km), com costões e inscrições rupestres de antigos povos da ilha. Continuando pela rodovia, passando por baixo do viaduto, você encontra a praia de Canasvieiras, o reduto dos hermanos argentinos. Pegando à direita do trevo e seguindo em frente, encontram-se as praias de Cachoeira do Bom Jesus, Ponta das Canas, Praia da Lagoinhae Praia Brava. Esta última é um dos maiores points do verão.


PRAIAS DO NORTE - Canasvieiras - Ingleses - Cachoeira do Bom Jesus - Cacupé - Jurerê - Praia Brava - Ponta das Canas - Santinho - Daniela - Praia do Forte - Santo Antônio de Lisboa - Lagoinha - Sambaqui


Saindo da Ponte Pedro Ivo Campos siga em frente, pela Avenida Gustavo Richard (1 km de extensão), mantendo à esquerda. No final desta via, entre no Túnel Deputada Antonieta de Barros. Saindo do túnel fica a Via Expressa Sul, siga até o fim.

No final da Via Expressa Sul fica o acesso ao Aeroporto Hercílio Luz e às Praias do Sul. A pista tripla vira dupla. Se você quiser ir em direção às praias do sul, mantenha-se à esquerda, se for para o aeroporto, mantenha-se na pista da direita, pois depois não será possível a troca de pistas. Haverá uma obra de um viaduto neste ponto. Para chegar ao Aeroporto prossiga por mais 3,5km; é estrada única, pavimentada, que também dá acesso ao Estádio da Ressacada, do Avaí Futebol Clube, e à Base Aérea de Florianópolis. Já para as praias do Sul pegue à direita no trevo, seguindo pela SC-405.

São 3 km até o trevo, passando pela ponte do Rio Tavares, com placas indicativas à direita para as respectivas praias. Ao lado esquerdo do trevo há um Posto Texaco.

Pegando então à direita, 1 km à frente, encontra-se mais um trevo com acesso à Praia do Campeche, boa para o surf. Adiante 4 km, há o trevo bifurcado conduzindo, à esquerda, à selvagem Praia do Morro das Pedras, junto a uma encosta de rochas onde encontra-se uma casa de retiros e à Lagoa do Peri. Seguindo cerca de 2 km da Lagoa do Peri, encontra-se o trevo de acesso à praia da Armação, e por último, 2,5 km à frente, localiza-se a praia do Praia do Pântano do Sul, um importante núcleo pesqueiro, onde finaliza a SC-406.

Retornando ao trevo bifurcado, desta vez seguindo pela direita (Rodovia Baldicero Filomeno), mais 8 km, cruzando o Alto do Ribeirão, pavimentado por paralelepípedos, encontra-se Ribeirão da Ilha, uma das praias que mais cultiva as tradições açorianas na Ilha.

Prosseguindo pela rodovia, você vai passar pela Ponta de Caiacanga-açú, onde encontra-se a Praia de Ponta de Fora. Adiante, fica a Tapera da Barra do Sul, localizada a 10km do Ribeirão da Ilha. 3,5km à frente está a Caieira da Barra do Sul, ponto final da Rodovia Baldicero Filome. Deste ponto inicia-se, por picada, o trajeto de 3,5km através do morro, que leva até a Praia de Naufragados.


PRAIAS DO SUL: Campeche - Ribeirão da Ilha - Armação - Matadeiro - Morro das Pedras - Açores - Pântano do Sul - Solidão - Naufragados - Lagoinha do Leste - Lagoa da Conceição

Lagoa da Conceição

Distância do centro: 20 km
Distância do aeroporto: 16 km
Praias próximas: Joaquina, Praia Mole, Galheta, Barra da Lagoa e Moçambique
Agito a noite inteira

Como chegar
Ao atravessar a Ponte Pedro Ivo Campos e chegar à Ilha de Santa Catarina, vire à direita e dirija-se à Beira-Mar Norte. Siga em frente e logo após o Supermercado Angeloni, tome a Saída II, passando por cima do Elevado Vilson Kleinubing, o qual dá acesso à SC 401. Na rodovia, siga por 800 metros e vire à direita, pegando a SC 404 e vá em direção ao leste.

Você passará pelo bairro Itacorubi, onde situam-se a Udesc, Telesc, Fiesc, Senai, Apae e outras entidades oficiais, para depois iniciar a subida do Morro da Lagoa.

Você pode parar no mirante que estará à sua esquerda. Após descer o Morro, seguindo em frente, você chegará ao Centrinho da Lagoa da Conceição.

A grande quantidade de barzinhos fazem da noite da Lagoa a mais procurada do verão. A diversão começa cedo, geralmente no jantar, que varia de comida típica a pizza, passando por comida chinhesa, japonesa, mexicana e sanduíches. Na Lagoa também estão localizados alguns dos restaurantes mais finos da cidade.
Depois, pode-se escolher entre lugares calmos com música ao vivo, apresentação de bandas alternativas, boates, bar com pista de dança ou ao ar livre. Localizados no Canto da Lagoa, no Canto dos Araçás, no Centrinho, na Avenida das Rendeiras e no Caminho para a Mole, o movimento chega a causar congestionamentos desde o Morro da Lagoa até o final da Avenida das Rendeiras.
Outra boa pedida para a noite é quando tem luau na Ponta da Areia, no caminho para a Costa da Lagoa, sempre com show de bandas locais.

Hospedagem e transporte

Para quem vem de fora e quer fugir dos congestionamentos, uma boa opção é ficar hospedado na Lagoa. Com vários estabelecimentos, principalmente pousadas, tem a vantagem de dar acesso fácil a qualquer lugar da Ilha.
Para quem vem sem carro e não pretende alugar um, este é o balneário mais bem servido em matéria de transporte coletivo.
http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba

Florianópolis, atrativos além das praias

Mensagem não lidapor MauroBr. » 04 Fev 2011, 23:21

PATRIMÔNIO HISTÓRICO
A grande maioria dos atrativos pertencentes ao Patrimônio Histórico de Florianópolis se localizam no Centro da cidade, e seu acesso pode ser a pé, em uma caminhada pelos principais pontos.


Antiga Alfândega Igreja de São Sebastião

Prédio que até adécada de 70 era banhado pelo mar, teve sua estrutura preservada pós ter sido construído o aterro da Baía Sul. É um excelente lugar para rememorar a quietude dos tempos idos, para comprar artesanatos (louças de barro) a melhores preços ou até para relaxar em seus bancos e sombras. A visitação é permitida no andar térreo.

Endereço: Conselheiro Mafra, 151.

Casa Natal de Victor Meirelles
Vitor Meirelles, esse célebre artista plástico de família humilde, nascido em Florianópolis, é o autor do quadro "A Primeira missa no Brasil". Esta casa, que hoje é um museu, conta com obras deste artista, além de outros tantos artistas catarinenses.

Visitação: terça a sexta, das 13 às 18 horas.

Endereço: Rua Victor Meirelles, 59


Mercado Público Municipal
Importante marco da arquitetura, história, gastronomia da cidade, conta com corredores repletos de lojas de souvenir, artesanatos. Local interessante para um happy hour, já que os bares ficam abertos até 22 horas.

Visitação: segunda à sexta, das 9 às 19 horas e sábados das 8 às 12 horas. Fechado aos domingos.


Catedral Metropolitana

Além de templo religioso, esta catedral conta com acervo de pinturas retratando a saída da Sagrada Família do Egito, o órgão de tubos também é de beleza e inigualável produção sonora. Os sinos e vitrais também valem a visita.

Endereço: Rua XV de novembro.

Palácio Cruz e Souza

Também conhecido como Palácio Rosado, de localização central, em frente à Praça XV de Novembro, já foi sede do governo. Abriga atualmente o Museu Histórico de Santa Catarina.

Endereço:Praça XV de novembro.


Fortalezas
Destinadas à proteção da ilha no período da invasão espanhola. Construídas pelo Engenheiro Silva Paes, que fora o primeiro governador da Privíncia de Santa Catarina. São elas:

Fortaleza da Santa Cruz: localizada na baía norte, na Ilha de Anhatomirim. Aberta à visitação

Fortaleza de Santo Antônio: também na Baía Norte, Ilha de Raton Grande (Ratones). Chega-se através de escunas que partem: da Ponte Hercílio Luz, Trapiche Beira-Mar Norte ou da Praia de Canasvieiras. Outra opção de chegada é pela Praia de Sambaqui.
Valor do ingresso: R$ 8,00, (ou R$ 10,00 para esta Fortaleza e Fortaleza Santa Cruz). Os barqueiros devem ser contactados no local e o preço da travessia é estipulado na hora da visitação.

Fortaleza de São José da Ponta Grossa: Localizada entre as praias de Jurerê e Daniela, de fácil acesso, partindo-se do trevo da Praia de Jurerê Internacional.

Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição: Localizada na Baía Sul, na Ilha de Araçatuba.

Forte de São Francisco: Na Praia de Fora.

Fortaleza de Santana: onde hoje é a Ponte Hercílio Luz.



Ponte Hercílio Luz
Cartão postal da cidade de Florianópolis. Desde o ano de 1982, é fechada para travessia por questões de segurança, porém existem projetos em tramitação para a restauração desta ponte. Na cabeceira da ponte, vale uma visita num final de tarde para visualização do centro da cidade.


Igreja de N.Sª. da Conceição


Praça XV de Novembro
Local de admiração da arquitetura preservada do centro de Florianópolis. Conta com uma figueira centenária, marco histórico-cultural da cidade. Podem ser visitados o monumento em homenagem aos herois mortos durante a Guerra do Paraguai.

Igreja de N.S. da Lapa


Teatro Álvaro de Carvalho



PATRIMÔNIO ECOLÓGICO

Lagoa do Peri

Dunas

Morro da Cruz

Lagoinha do Leste (trilha)
Considerada a praia mais selvagem da ilha. Só se chega a ela a pé ou de barco.

Início: Costão direito da praia do matadeiro.

Final: Pântano do Sul.

Tempo de caminhada: 2 horas e 50 minutos, sendo os 30 primeiros minutos, os mais exaustivos, por terreno com subidas íngremes.

Como chegar: Vindo de ônibus: Armação, Pântano do Sul, Costa de Dentro, Costa de Cima.
http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba

Re: Florianópolis - Guia de Informações

Mensagem não lidapor MauroBr. » 04 Fev 2011, 23:21

Passeios de Escuna
Passeios turísticos a partir dos trapiches da Beira-Mar Norte e de Canasvieiras. No roteiro, circundam toda a orla marítima da Ilha , as fortalezas do século XVIII, os golfinhos saltando na Baía dos Golfinhos, e as pequenas ilhas que encantam pelas suas águas claras e tranquilas.
Passeios turísticos a partir dos trapiches da Beira-Mar Norte e de Canasvieiras. No roteiro, está previsto um clima de grandes contrastes, como o antigo, o moderno e a natureza harmonizando-se entre si; as belezas paradisíacas que circundam toda a orla marítima da Ilha de Santa Catarina, as fortalezas do século XVIII, os golfinhos saltando na Baía dos Golfinhos, e as pequenas ilhas que encantam pelas suas águas claras e tranquilas...
Conhecer também
Av. Beira - Mar Norte
Caminho obrigatório de quem visita a Ilha, a Beira-mar Norte, nome pelo qual ficou conhecida a Avenida Jornalista Rubens de Arruda Ramos, na Capital, está sempre repleta de gente caminhando, passeando, andando de bicicleta (possui ciclovia para a prática do esporte), fazendo exercícios, inventando manobras no skate ou simplesmente dirigindo. Não importa a hora, se é manhã, tarde ou noite, para a Beira-mar sempre há um tempinho, mesmo que esteja chovendo.

Contornando a Baía Norte, de frente para o continente, o mar fica de um lado e do outro, prédios luxuosos, grandes hotéis e comércios dos mais diversos tipos - é uma das áreas mais valorizadas de Florianópolis. Com sete quilometros de comprimento, é a principal via de ligação entre as praias do norte e leste da ilha e o centro da cidade, caminho de quem chega na ilha pelo transporte rodoviário. Infelizmente, as águas que banham a Avenida são poluídas e não permitem o banho de mar e em alguns trechos, dependendo do dia, o cheiro desagradável de esgoto pode atrapalhar o passeio
Costa da LagoaPouca gente conhece mas é um dos passeios mais bonito de Florianópolis, onde a gente tem a senssação de estar em Portugal
Costa da Lagoa teve toda sua região tombada pelo município como Área de Preservação Cultural.
O lugar é considerado um dos últimos redutos da cultura açoriana,
com um núcleo de pescadores e rendeiras que ainda vivem como seus antepassados.

Isso é possível principalmente pelo difícil acesso. Para chegar até a costa há quatro opções. A primeira, é pegar uma baleeira no trapiche de Serviços de Transporte, ao lado da ponte no centrinho da Lagoa. A partir dali são 40 minutos de passeio costeando a margem esquerda.

A segunda opção é pegar uma baleeira no trapiche existente dentro do Parque Ecológico do Rio Vermelho. O acesso a este trapiche é feito por uma estradinha de terra transversal à estrada principal. A partir do trapiche são apenas 10 minutos de passeio, desta vez atravessando a Lagoa.

Terceira e quarta opção são para os esportistas. São duas opções de trilhas em que é possível chegar à Costa da Lagoa caminhando por dentro da Mata Atlântica. A partir do final da Estrada Geral do Canto dos Araçás são dez quilômetros de trilha, na maioria plana, passando por dentro da mata preservada. Outro caminho possível para se chegar lá é partindo do Canto do Moreira, em Ratones, subindo pelo morro num percurso de aproximadamente 90 minutos. Essas últimas duas opções são também as mais culturais, uma vez que passam por diversas vilas e pelos antigos engenhos de farinha, preservados para ser atração turística. Para mais informações sobre a trilha, acesse o Guia de Trilhas.


De qualquer forma que se vá, o destino final é o centrinho da Costa da Lagoa e a principal atração são os diversos restaurantes caseiros. Com pratos à base de frutos do mar, na maioria deles são mulheres da vila cozinhando o que os homens pescaram. Sem infra-estrutura de luxo, com ingredientes que não foram comercializados e mão-de-obra familiar, o preço das refeições é bastante acessível.

Outra atração da Costa da Lagoa é a cachoeira, que fica perto da vila. A água gelada refresca os visitantes em dias mais quentes. Mas não se espante se, em época de pouca chuva, ela estiver com pouca água.
http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba

Re: Florianópolis - Guia de Informações

Mensagem não lidapor MauroBr. » 04 Fev 2011, 23:22

Canto da Lagoa
Localizado na parte sul da Lagoa da Conceição, o Canto da Lagoa é um dos lugares mais fascinantes para se conhecer na Ilha de Santa Catarina. Na década de 1980 o metro quadrado era super barato. As casas, quase todas de madeira, pertenciam aos nativos e suas respectivas famílias. Hoje, o lugar é extremamente valorizado. Professores universitários, turistas de várias partes do país, novos ricos, aposentados e alternativos em busca de qualidade de vida escolheram o Canto para se estabelecer. São residências bem estruturadas, sintonizadas com tudo o que há de mais moderno, em termos de tecnologia, dividindo espaço com casas de ilhéus que estão ali há gerações. Só pra se ter uma idéia há pessoas idosas que há muito tempo, em alguns casos anos, não vão até o centro de Florianópolis.
Com boa infra-estrutura em hotéis, pousadas, mini-mercados e principalmente restaurantes, a vida por ali é baseada praticamente no turismo
Como áreas de preservação permanente, as dunas são, sem dúvida nenhuma, uma das maiores atrações turísticas de Florianópolis. É praticamente impossível alguém visitar a Ilha e não ficar encantado com suas areias escaldantes que protegem o avanço das águas do mar.
Importantes neste aspecto, as dunas estão localizadas na Lagoa da Conceição, Praia da Joaquina, Praia dos Ingleses, Praia do Santinho, Praia de Moçambique, Praia do Campeche, Praia da Armação e na Praia do Pântano do Sul.
No entanto, são três as formações mais procuradas por turistas. A menor, fica entre as praias de Ingleses e Santinho.
A praia de Ingleses possui ainda outra formação de dunas. Um pouco maior que a primeira, é usada como trilha para ir até à semideserta Moçambique.
A mais famosa de todas é a que separa a praia da Joaquina da Lagoa da Conceição. Nelas, aliás, nasceu o Sandboard, também conhecido como "surf de areia". Apesar de geógrafos argumentarem que a prática do esporte deteriora os bancos de areia, quem quiser sentir a emoção de descer as dunas em uma prancha pode alugá-la no local.

Lagoinha do Leste
Praia, costões, lagoa, cachoeira e mata nativa. Esses ingredientes estão todos juntos na Lagoinha do Leste, que esconde seu encanto entre os morros do sul da Ilha de Santa Catarina. Um dos últimos redutos de Mata Atlântica ainda preservados em Florianópolis, o Parque Municipal da Lagoinha do Leste, foi criado por lei em 1992 e compreende uma área de 453 hectares de beleza exuberante.

A melhor maneira de chegar à Lagoinha do Leste é a pé. De carro é impossível, não há estrada. Pode-se também ir pelo mar, com desembarque precário por causa da rebentação - ou de helicóptero, um meio nada usual. Essa relativa dificuldade de acesso tem servido, ao longo do tempo, como escudo protetor do lugar. A caminhada dá pra suar a camisa, mas também não exige habilidades de alpinista e pode ser encarada sem sacrifício por quem gosta de estar junto da natureza.

Há duas opções de trilha, cada uma com suas vantagens. Para chegar mais rápido, pode-se fazer a caminhada em uma hora a partir da comunidade do Pântano do Sul, passando pelo meio do mato e dos morros. É o acesso mais utilizado pelos visitantes. O chão é pedregoso e irregular, mas fácil de andar se você prestar atenção onde pisa. Depois da subida, tem-se a surpresa de uma vista fabulosa da Lagoinha. Aí é só descer e afundar os pés na areia da praia
Morro da Cruz

Apesar das dificuldades de acesso à época, o morro já era visitado com frequência tanto por moradores da Capital como por excursionistas. O caminho pela estrada do Pau da Bandeira era a passagem mais curta entre a capital e a freguesia do bairro da Trindade. Hoje, o acesso é pela Rua do Antão (via Beira-Mar Norte), cujas curvas sinuosas permitem uma vista panorâmica da cidade.

O Morro da Cruz é um ótimo ponto de referência para as pessoas que visitam a Ilha. Embora não seja o ponto mais alto da Ilha de Santa Catarina, com 285 metros, é o de mais fácil acesso e o que proporciona o visual mais completo devido à sua localização. De lá pode-se ter uma visão geral das duas Baías, das pontes Hercílio Luz, Colombo Salles e Pedro Ivo Campos. Além disso, do patamar junto à cruz, avista-se grande parte da Ilha, o bairro da Trindade, as pistas do aeroporto e parte da costa leste de Florianópolis, banhada pelo Oceano Atlântico. Também é no Morro da Cruz que está localizada a maioria das emissoras de televisão
Observação de Baleias
Entre os meses de julho e novembro, o litoral catarinense serve de berçário para a Baleia Franca Austral, que sobe pela costa brasileira. Isso acontece porque a temperatura da água é mais agradável para as fêmeas parirem e amamentarem seus filhotes. Quando as crias estão preparadas para alimentarem-se sozinhas, os cetáceos voltam para as águas geladas da península Antártica.
No período que estão na nossa orla elas ficam tão próximas das praias que é possível avistá-las da terra firme.

Onde posso vê-las?

As cidades do estado de Santa Catarina mais propícias para a observação estão ao sul de Florianópolis. Diferente do que muitos pensam, a ilha de Santa Catarina não é o local com melhor infraestrutura para turismo de observação. Isso ocorre porque a periodicidade de baleias no litoral florianopolitano é bem menor do que em cidades como Imbituba e Garopaba
http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba

Florianópolis - Guia de Informações

Mensagem não lidapor MauroBr. » 06 Fev 2011, 00:01

Naufragados

O nome surgiu de um episódio ocorrido naquela praia com um grupo de imigrantes açorianos, em 1753, que, seguindo determinações da Corte Portuguesa, partiriam em dois navios para o Rio Grande do Sul. Uma tempestade inesperada na costa da Ilha de Santa Catarina, porém, fez com que as naus fossem a pique, próximas da ponta de Naufragados, sobrevivendo apenas 77 pessoas. Algumas contudo, prosseguiram para o Rio Grande do Sul, outras permaneceram na Ilha.

Na segunda metade do século XIX, foi construído um farol naquela ponta. Este farol, que se erguia no alto do cabo rochoso, foi inaugurado a 3 de maio de 1861. Ele foi composto por uma torre branca e circular, de alvenaria, construída num maciço de 30 metros, o que elevava o conjunto a 42, 6 metros acima do mar. Hoje ainda são perceptíveis as ruínas de plataforma do antigo farol.

Toda a extensão e beleza de Naufragados também são perceptíveis logo quando se chega à praia. O acesso difícil, se dá por uma trilha que tem seu início no final da Caeira da Barra do Sul, prosseguindo através do morro, no meio da natureza e permitindo desfrutar de lindos panoramas naturais.

Localizada no extremo sul da Ilha, a praia possui areia grossa e mar aberto. Com mínima infra-estrutura, é ideal para quem gosta de acampar, praticar treeking ou pescar nos costões.

Em frente à praia situa-se a ilha de Araçatuba, onde está a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba, de 1744

Parque Ecológico do Córrego Grande

Situado em um bairro sem praia e com uma área total de 21,3 hectares, o Parque Ecológico do Córrego Grande conta com uma infra-estrutura diversificada para oferecer ao visitante mais uma alternativa na área de lazer em Florianópolis.
A grande atração do lugar são as trilhas interpretativas. Ladeadas por mata nativa, contam com placas de sinalização e de identificação de cerca de 100 espécies de árvores. Como as placas têm um papel importante no projeto de Educação Ambiental do Parque, elas foram confeccionadas em metal e receberam uma película protetora para que durem mais. Além disso, o Parque conta com uma trilha adaptada para portadores de necessidades especiais.
Quem quiser mais informações sobre a flora e a fauna poderá contar com quiosques para orientação e com guias especializados, disponíveis durante todo o horário de funcionamento


Além de informações dos usuários, o site: Guia Floripa, clique aqui seviu de fonte para montagem deste tópico
http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba

Re: Florianópolis - Guia de Informações

Mensagem não lidapor MauroBr. » 06 Fev 2011, 00:03

http://viagensindependentesdomauro.blogspot.com.br/


Para ler meus relatos de viagens. Brasil - América do Sul e do Norte - Europa etc.
clique aqui

REGRAS DO SITE , Você já leu?
Avatar do usuário
MauroBr.
Editor Mochileiros.com
Editor Mochileiros.com
 
Mensagens: 6035
Desde: 25 Abr 2005, 21:44
Localização: Curitiba


Voltar para Santa Catarina



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante