Relatos de Viagens nos países do Subcontinente Indiano: Índia, Bangladesh, Maldivas e Sri Lanka
#1132423 por Rubens_manoel
23 Out 2015, 13:44
Bom, finalmente consegui um tempinho para deixar meu relato sobre as duas semanas que passei na Índia.
Vamos começar com os pontos básicos:

• CUSTO
A Índia é um país onde é tudo muito barato, você economiza com comida e hospedagem, porém o que irá pesar no custo total será o valor passagem que você encontra sempre na faixa de R$3500-4000. Eu consegui passagens pela Etihad por R$2800 com escala em Abu Dhabi.
Assim o custo total da minha viagem foi de R$6000.

• ROTEIRO
A Índia possui cidades com características totalmente diferentes e o clima muda muito de uma região para outra. Viajei entre final de abril e começo de maio e peguei temperatura acima de 40 graus quase todos os dias, sendo a máxima de 45 graus. ::mmm:
A minha entrada/saída no país seria por Nova Deli, assim pensei um roteiro que não fizesse viagens longas mais saísse um pouco do já manjado Triângulo Dourado dividindo assim:
Nova Deli (3 dias ) – Agra (2 dias) – Jaipur (3 dias) – Jaisalmer (3 dias) – Jodhpur (3 dias)

• TRANSPORTE
No deslocamento entre cidades o melhor custo x benefício é o trem, mesmo com o grande número de acidentes ferroviários. ::ahhhh::
No deslocamento dentro das cidades usa-se o tuk-tuk pra tudo é prático e barato. Em Delhi tem metro e em Jaipur estava para ser inaugurado.
Para poder comprar passagens de trens regionais é preciso ter um cadastro no Sistema de Trens da Índia.

• VISTO
O visto é tirado pela internet através do preenchimento de formulário e pagamento de uma taxa de 60 dólares. É só imprimir o INDIAN TOURIST VISA ON ARRIVAL (TVoA) e apresentar no aeroporto. O visto não pode ser tirado com muita antecedência, consulte os prazos no site.


Na próxima parte do relato colocarei minha percepção sobre cada uma das cidades que passei.


#1132454 por Rubens_manoel
23 Out 2015, 15:18
Nova Delhi

Uma grande metrópole com muita gente, muita confusão, trânsito caótico e muita sujeira. Chega na Índia por aqui já me causou um mega impacto, pois mesmo sabendo que há muitos brasileiros vivendo abaixo da linha da pobreza fiquei assustado com aquele número de famílias vivendo nas calçadas em meio a lixo, animais e fezes inclusive dos próprios humanos. :shock:
Sim, isso é realmente normal encontrar fezes pelas ruas e, eventualmente, encontrar alguém fazendo suas necessidades em qualquer lugar.
Os indianos são um pouco chatos, ::vapapu:: tentam te vender tudo, muita gente pedindo esmola, mas acho que já estava psicologicamente preparado para isso.. mas Depois de alguns dias me acostumei um pouco com o jeito deles e conheci pessoas incríveis.. e em diversas situações fiquei emocionado em ver algumas pessoas, principalmente crianças e agradeci muito por ter tido uma vida bem diferente.. ::Ksimno::

Porém eventualmente algo me irritava, e olha que sou calmo.. mas difícil viver num lugar em que é difícil atravessar uma avenida, ninguém respeita fila (fila indiana seria uma ironia? rs), falta de sinalização e informação, conceitos de higiene diferente dos nossos e calor (muito calor!) Caso queira fazer uma rota similar, tente fazer entre novembro-fevereiro.
Delhi não é uma cidade tão turística, mas possui alguns lugares maravilhosos que não podem deixar de ser visitados.
Destaco os templos Gurudwara Bangla Sahib e Bahai Lotus Temple.
O Túmulo de Humayun também é obrigatório..
Mas o lugar mais incrível que visitei na cidade é sem dúvida o Templo de Akshardham! Só é uma pena não poder tirar fotos no local, mas aquele lugar jamais sairá da minha memória.. ::love::
Chandni Chowk é um mercado famoso, mas nada de especial..
Jantar Mantar não está tão bem cuidado, achei o de Jaipur bem mais bonito.

Para comer recomendo a região do Khan Market.. ótimos restaurantes, onde é possível ter refeições incríveis pagando metade do que pagaria em São Paulo.

O aeroporto está conectado ao centro através de uma linha de trem que leva até New Delhi Station e a maior parte dos trens regionais sai desta estação, inclusive foi daí que saiu meu trem para Agra, meu destino seguinte..
Nos trens há vários tipos de classe, sendo 3 opções com ar condicionado:
A1 – cabine com 4 camas
A2 – cabine com 6 camas
A3 – salão aberto com diversas camas..
Peguei classe A1 em todas.. muito confortável, fora que conheci pessoas bacanas e pude ir conversando com pessoas bem interessantes..

Agra

Numa viagem de trem de 3 horas chegue a cidade do Taj Mahal.
Agra é bem parecida com Delhi, só que menor..
O principal motivo para visitar esta cidade era conhecer um dos marcos arquitetônicos mais singulares do mundo..

E realmente ele superou todas as minhas expectativas.
Se você também gosta de simetria irá se apaixonar por esse lugar. ::otemo::
Tudo extremamente alinhado nesse mausoléu que possui uma linda história de amor de pano de fundo.
A entrada custa 750 rúpias (aprox. 40 reais)
O local abre para visitação a partir das 6h00.
O nascer do sol é o melhor horário para as fotografias, porém é bem cheio.
O horário das 9 às 11hs também é cheio devido aos tours de 1 dia que saem de Delhi e Jaipur e chegam por volta desse horário no mausoléu. A parte da tarde é o horário mais tranquilo
O museu que fica nas dependências funciona das 9 as 17hs.
Ao lado da bilheteria eles fornecem uma proteção para você colocar nos pés quando for entrar dentro do Taj..
Após conhecer o Taj na parte da manhã, aproveitei para visitar o Agra Fort na parte da tarde.. Outro lugar sensacional que merece ser visitado..

Há algumas outras opções para serem vistas em Agra, mas nada que mereça ser destacado aqui.
Muitas pessoas optam por pacotes fechados que incluem o transporte entre hotel e atrações em van com ar condicionado, mas a sensação de fazer tudo sozinho, utilizando tuk-tuk, vivendo realmente o lugar é única..

No dia seguinte bem cedinho peguei mais uma vez um tuk-tuk e fui até a estação para encarar 5 horas de trem até Jaipur

Jaipur

Em Jaipur vivi uma sensação única, mas bem cara, vistei o Elefantastic ::cool::
Um zoo park localizado próximo ao Amber Fort, custa 5100 rúpias para 1 pessoa.
Acredito que valores para 2 ou 3 pessoas deva compensar mais
Lá realizamos as seguintes atividades:
Um elefante é selecionado para passar o período com você
Você o alimenta, depois o pinta com tintas que não fazem mal para ele.
Após isso você dá banho e pode subir em cima dele pra esfregar as costas. Eles adoram :)
No final você faz um passeio com ele pela Elephantvillage.
É incluso uma refeição na casa do proprietário do parque (Rahul) e bebidas durante todo o dia.
Está incluso também transfer entre hotel e o parque.
É necessário agendar com antecedência pois a procura é grande.

É possível conciliar uma visita ao Elefantastic e ao Amber Fort no mesmo dia..
Amber Fort é imponente e possui o Sheesh Mahal (Palácio do Espelho).
No caminho ainda é possível observar o Jal Mahal (só pra parar e tirar umas fotos)

No centro da cidade (Pink City) estão City Palace, Jantar Mantar e Hawa Mahal

O Triângulo Dourado é o maior eixo turístico da Índia e eu queria ver mais que atrações turísticas.. Claro que ver o Taj Mahal e todos outros lugares foi muito bom, mas queria viver sensações diferentes e foi na segunda parte da viagem que consegui viver isso..
#1133015 por Rubens_manoel
26 Out 2015, 09:46
Bom, para finalizar meu relato falo um pouco sobre as duas últimas cidades que passei..

Jaisalmer

A viagem de trem noturno entre Jaipur e Jaisalmer levou 12 horas e foi bem cansativa..
Porém quando cheguei vi que era outra Índia.. mais limpa, menos caótica..
Jaisalmer é a última cidade antes do deserto de divisa com o Paquistão, então pense o calor que passei lá.. ::mmm:
Mas adorei o povo, mesmo eles me olhando como se eu fosse um ET, rs
Olhavam minha tatuagem, pediam para tirar foto comigo.. ::lol4::
No centro da cidade visitei o Fort Jaisalmer, incrível! Muitas pessoas ainda vivem lá dentro..
Há diversos Jain Temples para se visitar também.. Gadsisar Sagar Lake é um ótimo lugar para ver o pôr do sol..
Mas meu principal objetivo nesta cidade era acampar no deserto, passando uma noite sob as estrelas..
E foi a melhor sensação que vivi nesta viagem.. e uma das melhores que vivi na minha vida.. ::otemo::
Acertei no próprio hotel um passeio que sai de Jaisalmer de jeep as 14h00 para na Kuldhara Abandoned Village (razoável), Bada Bagh (cemitério muito diferente) e um templo Jain (lindo)..
O jeep chegou no deserto por volta de 17h00 e assistimos o pôr do sol..
O indiano que me levou preparou um jantar indiano lá no meio do deserto (estava excelente) e colocou uma cama na areia (peguei um edredon porque sabia que iria esfriar de madrugada ::Cold:: ) e fiquei observado o céu se encher de estrelas e peguei no sono..
quando deu meia-noite acordei com a lua rs, estava tão escuro que a luz da lua fazia sombra da minha cama na areia.. que momento mágico! :o
Por volta de 6 da manhã acordei com o sol nascendo, outro momento lindo..
Organizamos as coisas e saímos para um passeio de camelo.. onde ele me deu a opção de quanto tempo eu queria rodar pelo deserto.. falei que 2 horas estava bom.. andamos no meio das dunas perfeitamente desenhadas pelo vento e coloquei ‘Feeling Good’ da Nina Simone pra ouvir.. que sensação incrível.. :D
Recomendo muito esse passeio!
no final da manhã retornamos para o hotel (antes que o sol começasse a fritar).

Gostei muito de Jaisalmer e descobri essa cidade através de uma dica aqui do Mochileiros, por isso é tão bom compartilharmos experiências.. pois graças a colega viajante vivi uma mega experiência.. ::otemo::

Jodhpur

Minha última parada seria Jodhpur que foi escolhida por sua posição geográfica, visto que uma viagem direta entre Jaisalmer – Delhi seria muito cansativa..
Tive uma grata surpresa com essa cidade, muito arborizada e mais limpa que as demais..
Se tivesse que morar na Índia, escolheria esta cidade..
Ela não é tão turística mas como fiquei pouco tempo deu tudo certo..
Forte de Mehrangarh é lindo (sim, mais um forte rs)
O centro da cidade é azul, então observá-la do alto é interessante..
A cidade também possui boas opções de restaurantes e com preços ainda melhores que Delhi..
De lá peguei um voo para Delhi pela Air India pois estava cansado de viajar de trem..


Bom para fechar o relato..
A Índia foi sem dúvida meu maior desafio, mas é legal ter passado por tantas sensações singulares e ter conhecido uma cultura tão diferente da nossa.. Minha mente se abriu ainda mais nessa viagem..
Se você tem vontade de fazer essa trip, se prepare, pesquise bastante e mergulhe...
Acho que não voltaria, mas não me arrependo nem um pouco de ter feito essa viagem..

Caso alguém queira perguntar algo, estou à disposição..

abraços
#1139791 por diana emidio
22 Nov 2015, 11:30
Olá Rubens!!! Relato incrível hem! trilha sonora com a maravilhosa Nina Simone ....sensacional! comecei meu projeto india, pretendo ir em abril de 2017, é falta muito ainda, mas ariana nata é assim mesmo, ajudou bastante seu relato ja que inclui valores, ajudou e muito! só senti falta de fotos rs. Vou ficar de 20 a 25 dias. Uma pergunta comprou a passagem com quanta antecedência? não to achando por menos de 4,000, o valor q vc pagou ( R$2800)é com as taxas inclusas? ;) vlw
#1139806 por sam.lima
22 Nov 2015, 12:11
Que máximo, cara!
#1140061 por Rubens_manoel
23 Nov 2015, 09:54
Valeu Sam!

Olá Diana,
você está mais que certa de já começar a se planejar, também sou assim.. dessa forma conseguimos economizar em muitas coisas..
Sobre as passagens aéreas realmente dei muita sorte..
Nas pesquisas sempre achava passagens por volta de 3700 reais e já tinha aceitado pagar isso.
Quando vi esse preço pela Etihad (2800 reais com taxas) comprei na hora (cerca de 7 meses antes da viagem)..
Você pretende chegar e sair por Delhi né?

Vou separar algumas fotos para postar aqui :D

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante