Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul
#429192 por Márcio/Sp
13 Dez 2009, 20:20
Quando falo que viajei sozinho é força de linguagem, só fica sozinho quem quer, é muito fácil conhecer pessoas com os mesmos interesses nos albergues/ônibus/passeios, se tiver um inglês razoável será mais fácil ainda (meu inglês é the book in on the table ::toma:: ) vejo vários tópicos de pessoas procurando companhia pra viagem, muitas adiam a viagem por falta de companhia(eu já fui um desses) mal sabem que provavelmente as melhores companhias estão na estrada. Faça um favor a vc mesmo e vá sozinho, as pessoas se solidarizam com o viajante solitário, a experiência será ímpar.

Pra pessoa que quer fazer uma viagem pela América do Sul o primeiro passo é comprar o "Guia Criativo para o Viajante Independente na América do Sul" autor Zizo Asnis, no livro diz que normalmente o brasileiro está de costas para seu próprio continente, e isso é uma verdade, eu mesmo nem fazia idéia que existia a Patagônia, depois parta para internet que tem informação vasta, o site mochileiros foi minha principal fonte de pesquisas, mas tenho um péssimo defeito, depois de um tempo com o excesso de informação fico de saco cheio de continuar pesquisando, o essencial é saber o que existe de atração em cada cidade e os meios de locomoção para se chegar.

Meu roteiro dos principais lugares que iria era;
Torres Del Paine > El Calafate > El Chalten > Futaleufu > Mendoza > Buenos Aires
mas depois de Futaleufu acabei fazendo Bariloche >Pucon > Viña Del Mar > Santiago > Buenos Aires.
Muito importante não deixar seu roteiro "engessado", não faça reservas em todos os lugares que irá passar, cronometrando cada dia, cada detalhe, numa viagem de 30 dias isso estressa e não adianta, deixe seu roteiro livre pra eventuais mudanças que podem ocorrer.

Caso vc opte em conhecer a linda Patagônia, vc estará em um dos lugares mais inóspitos do continente, não é a toa que em junho e julho muitos lugares estão fechados devido a neve, não será sempre que terá ônibus pro dia e horário que vc quer, já se programe prevendo contratempos como esses. Outra coisa, lugares como Torres Del Paine e El Chalten tem um microclima próprio, previsão metereológica é impossível, se prepare pra pegar chuva
Os meses considerados como “temporada” são de dezembro a final de março, ciente de tudo isso, vá com fé é pé na estrada.

Meu trajeto de avião foi
ida - São Paulo > escala em Buenos Aires > Rio Gallegos
volta - Buenos Aires > São Paulo
O restante foi todo feito de ônibus e algumas caronas

Vamos ao que interessa, se alguém tiver alguma dúvida terei prazer em ajudar, mas não mande mensagem privada, pergunte nesse tópico mesmo, talvez outros tenham a mesma dúvida.
Editado pela última vez por Márcio/Sp em 20 Dez 2009, 15:18, em um total de 1 vez.

#429195 por Márcio/Sp
13 Dez 2009, 20:23
Saída de São Paulo 24/01/2009

Já no aeroporto de Guarulhos a moça da Aerolineas me informa não precisaria ir até o aeroporto doméstico de BaS, que meu vôo para RG partirá de Ezeiza mesmo, a viagem já começou bem ::otemo:: .
Cheguei em Ezeiza e fui no Banco La Nacion fora do terminal de desembarque internacional, cambiei todos os meus reais por pesos argentinos e chilenos ali mesmo, cotação boa, porém essa questão é pura sorte, a cotação pode estar ótima hoje e péssima amanhã.
Tive muitas dúvidas em relação a qual moeda levar, após minha viagem cheguei a conclusão que o ideal é levar U$$300 dolares para alguma emergência e sacar nos caixas eletrônicos direto de sua conta corrente no Brasil o que vai precisar na semana. É necessário pro saque cartão internacional, meu cartão é Visa, a bandeira nos caixas é PLUS, quem usa Mastercard a bandeira é CIRRUS, não tive problemas pra sacar, só não esqueça de desbloquear seu cartão junto a operadora.

Se quiser pesquisar mais a fundo essa chatice, tem esse tópico repleto de informações
guia-e-dicas-sobre-moedas-cartoes-e-gastos-na-argentina-t29014.html

Rio Gallegos sábado


No avião bati papo com uma senhora que me ofereceu carona pra Rodoviária, minha imagem de que os argentinos era todos FDP"s caiu por terra nessa hora, aliás, em todos os lugares que passei fui muito bem tratado, tanto por argentinos como chilenos.
A cidade é no meio do nada, muito esquisita, um vento que não cessa, parece faroeste, só faltou o feno rolando nas ruas.
Escolhi essa cidade pra ir direto pra Patagônia, a passagem era mais barata do que pra El Calafate.

Na rodoviária a empresa El PInguim faz o trajeto até Puerto Natales direto, cheguei no guiche todos feliz e saltitante e a moça me disse que o busão saiu as 11 da manhã e que o próximo somente segunda feira, na hora fiquei com cara de "paisagem", percebendo meu desespero a moça disse que podia pegar um busão até Rio Turbio que é na fronteira com o Chile, de lá seria mais fácil, e foi isso que fiz.

ATENÇÃO: Fuja de Rio Gallegos, depois de ouvir meu amigo dizendo que chegou lá e embarcou direto pra Puerto Natales, nem pesquisei mais nada depois disso, fiquei imaginando que o lugar era praticamente a rodoviária Tietê ::hãã2:: , as partidas dos ônibus são todas irregulares, é bem capaz de vc perder 1 ou 2 dias nesse lugar por bobagem.
É muito simples, se vai pra Patagônia de avião e não vai passar por Ushuaia, o destino de melhor custo x benefício é El Calafate, não tem nem o que pensar.

Rio Turbio

Outra cidadezinha lazarenta, cheguei 01:00 da manhã com um vento frio que doía a alma, e eu só de bermuda, nunca senti tanto frio na vida, mal conseguia falar.
A cidade não tem rodoviária, paramos no escritório da empresa de ônibus, um taxista me abordou, eu disse que queria um lugar barato pra dormir, logo chegou Marcos que também estava no ônibus , outro desafortunado que não conseguiu passagem pro seu destino em Rio Gallegos, disse que tinha uma barraca e que poderia dividir comigo, novamente a solidariedade do povo argentino se fazia presente , fomos pra tipo uma pousada, chegando no lugar as luzes estavam acesas mas ninguém nos atendeu, Marcos montou a barraca e fomos dormir. Acordamos e Marcos teve a idéia de irmos na imigração que ficava bem perto pra ver se conseguíamos um táxi de volta a cidade

A imigração tinha pouco movimento e simplesmente o oficial nos ofereceu carona pra voltar a cidade :shock: , nunca imaginei uma cena dessa, em menos de 24 horas em solo argentino muita coisa já tinha acontecido, depois desse dia em qualquer lugar defendo a maravilhosa nação Argentina com unhas e dentes ::cool:: ::cool:: ::cool:: ::cool:: .
Resumindo, depois de voltarmos a cidade Marcos conseguiu sua passagem pra El Calafate e eu fui pra empresa Cootra, novamente não tinha passagem no dia pra Puerto Natales ::lol4:: , já estava me acostumando com a situação. :roll: . Um taxista me deu a sugestão de voltar pra fronteira e tentar carona pro Chile, foi o que fiz, cheguei lá e pensei que o oficial ia me dar um esporro, expliquei a situação e ele apenas sorriu, no mesmo instante intermediou uma carona pra mim com o casal Carlos e Stela, chilenos que iriam pra Puerto Natales, eles foram muito gentis (como praticamente todos chilenos e argentinos que conheci), o casal me deixou na porta do albergue.
Depois da minha via crucis finalmente cheguei em Puerto Natales, se voltasse no tempo sinceramente não teria mudado nada, pousaria em Rio Gallegos do mesmo jeito,valeu pela experiência próxima que tive com as pessoas, inesquecível
Imagem
Camarada Marcos que dividiu sua barraca

PUERTO NATALES

A cidade: Dá pra fazer tudo a pé, estrutura boa com supermercados, hospedagens e restaurante, por falar em restaurante gostei do “La picada de Carlitos”

Transporte: Saindo de PN rumo a El Calafate fui com a turismo Zaahj, site deles com freqüencia e horários abaixo

http://www.turismozaahj.co.cl/el_calafate_es.htm
Hospedagem:

Fui pro Lili Patagônicos
http://www.portuguese.hostelworld.com/h ... ales/30778
O lugar é gerenciado por Ivan e seu irmão Pablo, Pablo inclusive quando voltei de TDP ligou pra mais de 15 lugares até encontrar uma vaga, A vaga que Pablo encontrou foi no hostel El Mundial, fica ao lado do El Mirffo, paguei 7.000, bom custo benefício, quarto compartido que acabou ficando só pra mim.
Os dois são gente finissíma, alugam equipamentos e guardam nossas coisas até voltarmos de TDP, não tinha vaga no Lili e eles me pagaram um taxi para o outro albergue deles de o El Mirffo, se puder fique no Mirffo o clima de casa de família é propício pra se conhecer muitas pessoas
Paguei 6.000 pesos chilenos a diária.
PN é tão segura que simplesmente não tinha chave o hostel, não tem o menor problema, ninguém mexe

No hostel tinham americanos, chilenos, 1 uruguaio e 1 marroquino, em poucos minutos que estava lá me convidaram para uma "parrillada", o entrosamento foi muito bom, a noite fomos em um lago enorme, engraçado que eram 22:00 e o céu ainda estava claro, muito louco, não imaginava algo assim. Estavam passando uma turma e o Uruguaio que era doido de pedra os chamou, essa turma era toda de italianos torcedores da Juventus, em poucos minutos estávamos todos cantando músicas típicas da Itália, "Vollare" era uma delas, foi muito louco.
Na segunda quando acordei, fui no supermercado Abu-Gosh comprar comida pros dias em TDP e na loja Bulmer comprar barraca.
A maioria do pessoal do hostel foi pra TDP nesse dia, menos Jaime, a noite Patrício e Anita chegaram, tive a feliz experiência de assistir o sulamericano Sub 20 Brasil vs Chile, no chile e ao lado de 3 chilenos e com vitória brasileira, esses momentos fazem valer toda a viagem.

Atenção 1: É muito mais em conta comprar roupas de frio e equipamentos no Chile e Argentina do que no Brasil, lá é cerca de 30% a 40% mais barato

Imagem
Eu o 1º da esquerda com o pessoal do hostel

Imagem
A noite depois da cantoria

Imagem
Momento mágico


TORRES DEL PAINE27/01/2009

Poderia mudar o nome pra Torres del Pânico rs rs rs, mais pra frente explicarei o pq.
Comprei o ticket do busão com o Ivan do albergue, C$15.000 pesos chilenos ida e volta, o ônibus atrasou, e cheguei na portaria do parque acho que depois do meio dia. Seguindo informações daqui do mochileiros resolvi fazer o circuito W começando pelo Glaciar Grey.
MInha chegada no camping foi com sol, coisa que seria rara nos proxímos 2 dias, reencontrei Patricio e Anita e fomos almoçar, eles resolveram fazer a trilha até o Grey no mesmo dia, eu preferi montar minha barraca e ir somente no dia seguinte, poderia apreciar com calma e sem o problema de fazer o caminho de volta a noite.
Por falar em barraca, comprei uma da marca chilena Doite modelo Himalaya, pode ir nela sem medo, a noite uma puta ventania e a barraca se portou com maestria, recomendo fortemente essa barraca.

No dia seguinte acordei com chuva e ventania, comi na barraca, deixei minha coisas dentro dela mesmo e as 08:00 parti pro Glaciar Grey.
A trilha vai em boa parte margeando o lago Grey, se puder escolher vá no começo de dezembro ou até mesmo novembro, vc poderá ver vários icebergs pelo lago.
A trilha até o glaciar é de 03:30, só que eu levei 05:00hs, foi pesada, meu condicionamento físico não ajudava, algumas paradas pra descansar e a chuva e vento me acompanhando, quando cheguei no Grey a chuva cessou, fiquei 1 hora apreciando o lugar, nunca tinha visto uma geleira na vida, muito diferente. No caminho tem tipo um riachinho e entrou água na bota, não demorou muito e comecei a sentir uma puta bolha, que incomodava cada vez mais
A volta foi mais tranquila , cheguei na barraca as 19:30 da noite, entrei e capotei de cansaço, dormi 11 horas seguidas k k k k k k
Quando acordo as 06:30 da manhã, a chuva e o vento estavam novamente presentes , resolvi ficar na barraca até parar, muita inocência da minha parte, deu 2 da tarde e continuou na mesma, eu muito puto desarmo a barraca na chuva mesmo, pego minhas coisas e parto pro Camping Francês.
No caminho o vento soprava mais frio ainda, meu tornozelo é o chamado "bobo", qualquer coisa ele torce, estava sem bastão de trekking e não estava me sentindo seguro, a capa de chuva só cobria a mim e o mochilão ficava descoberto, depois de 40 minutos na trilha o que era apenas chuva e vento se transformou em temporal, um INFERNO, não tinha me preparado fisicamente e nem psicologicamente pra aquilo, desisti e resolvi retornar e ir embora naquele dia mesmo.
No horário do catamarã fui pra fila, de repente me abre um sol "carioca" no parque ::vapapu:: , só podia ser sacanagem, com o orgulho ferido entrei no catamarã.

Imagem
Visão do catamarã atravessando o lago Nordeskjold

Imagem
Chegada no parque com Patricio

Imagem
Guerreira, lutou bravamente

Imagem
Glaciar Grey

Imagem

Imagem
A bolha assassina

EL CALAFATE

Depois de 4 horas que sai de Puerto Natales cheguei em Calafate, achei a cidade simpática, na rodoviária tinha uma oficina de turismo com bastante informações,
Hospedagem
Tem muitas opções, fique em um dos mais baratos chamado El Arroyo, é perto do posto de gasolina na avenida principal (a do mercado), todos conhecem, paguei 30 pesos
Outros bem recomendados são
http://www.americahostel.com.ar/home_ca ... ugues.html
http://www.calafatehostels.com
http://marcopoloinncalafate.com/

Não estava gostanto muito do hostel, achei o banheiro meio estranho mas como ia ficar poucos dias e o preço estava bom nem pensei em mudar.

Atrações:Não tem nem o que falar, glaciar Perito Moreno na cabeça, ao meu ver a única atração é o Glaciar ( cá entre nós eles estão bem servidos somente com isso), então fique o suficiente para ir no Glaciar e logo em seguida ir embora, mais que 3 dias é desperdício

Depois que me instalei no albergue fui na Hielo y Aventura acertar o Big Ice no dia seguinte, paguei 520 pesos no cartão, voltei na rodoviária e comprei passagem pra El Chalten

31/01/2009 sábado
As 07 da manhã estou de pé em frente a loja da H y A pro passeio, eles usam uma van que vai passando nos hotéis pegando o povo.
Existe uma eterna discussão se vale a pena pagar o Big Ice ou Mini Trekking, eu optei pelo Big e não me arrependo, a empresa é a unica com autorização pra fazer esse passeio, é caro sim mas eles tem uma enorme estrutura com vans, ônibus, catamarans, guias, equipamentos etc etc, como usufrui de toda essa infra estrutura que tenho certeza não ser nada barata pra manter, achei o preço razoável.
E outra coisa, quando na sua vida terá oportunidade de andar sobre uma geleira ?
O bom do Big e que vc anda até encher o saco e não querer mais ver gelo na sua frente ::o
Andamos bastante, almoçamos em um lugar com uma parede de 10 metros de gelo na sua frente, fizemos um rapelzinho pra ficar bem perto de um lugar que se formou uma cachoeira, fora a visão de gelo até onde a vista alcança, curti demais, faria novamente sem medo de errar.
Cheguei do passeio as 16:30, no dia seguinte estava rumo a El Chalten

Imagem
Glaciar Perito Moreno e sua imponência

Imagem
Me senti insignificante

Imagem
Você ja lanchou em um lugar assim ?

CONTINUA NA PROXÍMA SEMANA


CONTINUA NA PROXÌMA SEMANA ::cool::
#431219 por Márcio/Sp
20 Dez 2009, 18:17
El Chalten 01/02/2009

A cidade: Minúscula que fica encravada em um vale, todas as atrações estão fora da cidade, tem um ar interiorano típico, bem pacata, porém essa situação vai mudar em pouco tempo.
A cidade já entrou no roteiro mochileiro e turístico, várias construções hoteleiras estão sendo erguidas, acredito que em 5 anos vai perder toda sua identidade, por isso aproveite em quanto é tempo e conheça esse lugar o mais rápido possível.

Transporte: Saí de El Calafate rumo a El Chaten com a Chalten Travel, saídas diárias, o percurso levou 3 horas

http://www.chaltentravel.com/

Hospedagem:

Vou copiar o que escrevi em outro tópico
Pelas boas referências que encontrei no mochileiros.com me interessei pelos hosteis Rancho Grande e Lago Del Desierto, o Rancho Grande estava lotado e então fui pro Lago Del Desierto, e lá tinha vaga, o cara que me atendeu foi bem simpático, eu nem quis olhar os quartos e já fui pagando a primeira diária de $40 pesos.
Entrei no quarto que me deram, DETESTEI ! , muito apertado, a separação das beliches eram mínimas, fui no banheiro e achei tudo velho, da época do Che Guevara, incorformado deixei minhas coisas e fui comer, aproveitei e olhei outros albergues.
Na avenida principal tem o albergue PIONEROS DEL VALE, entrei lá e babei, muito melhor que o Lago Del Desierto, o hostel era novíssimo, muito profissional, em cada quarto tinha um banheiro só com sanitário, e outro só com chuveiro, as camas eram super confortáveis, trocaram os lençois todo dia, amplo jardim, cozinha ótima também, tudo por $50 pesos.
Mesmo já tendo pago a diária no lago Del Desierto não tive dúvidas, peguei minhas coisas e me mandei pro Pioneros, foi o mais caro mas também foi o melhor albergue que fiquei em toda meu mochilão de 30 dias no Chile e Argentina.
Esse relato é bem pessoal, mas para não ter dúvidas vá para o Lago Del Desierto e Rancho Grande e peça para ver os quartos que vai ficar, por último vá no Pioneros Del Vale, assim vc pode tirar suas próprias conclusoes mas D Ú V I D O...... vc não ficar no Pioneros.

Atrações:Muitas trilhas, pra quem gosta de trekking vai se esbaldar, todos os ônibus que chegam fazem uma parada obrigatória na oficina de turismo da cidade, fornecem mapas e informes sobre as atrações, excelente !


Relato: Depois de ter almoçado o maior bife que já tinha visto na vida e resolvido a questão do albergue, fui atrás da passagem para Esquel, optei pela empresa Tacsa, minha intenção era partir na terça, mas só tinha passagem para quinta feira a noite, já estava maldizendo minha sorte, mas por fim acabou sendo uma das melhores coisas da viagem ter prolongado minha estadia.
Lá é muito comum temporais e chuvas de granizo, mas ao contrário de Torres del Paine não peguei nenhuma chuva.
Já li alguns relatos que as pessoas preferem se afastar dos brasileiros nas viagens, mas tive muita sorte e conheci pessoas que tenho contato até hoje, foram momentos ótimos ao lado deles, em uma noite no albergue o papo e as risadas rolaram soltas, fomos "gentilmente" convidados a se retirar e continuamos a conversa até altas horas no gramado. Essa noite sem dúvida ficou marcada.

Trilha do Fitz Roy ( Laguna de los tres)
Fui fazer a trilha do Fitz Roy ( Laguna de los tres) , até o acampamento Poincenot é tranquilo, depois vem uma subida ingreme de ums 700 metros acredito eu, vi muitos desistirem, mas depois a recompensa é estonteante, a laguna de los tres é linnnnda, ao fundo o majestoso Fitz Roy complementa o visual, parece que foi feito a mão, o cenário é perfeito. A sorte virou pro meu lado, peguei um clima ótimo.

Laguna Torre
Trilha mais fácil que a anterior, quando se aproxima da laguna o vento aumenta absurdamente, quase me desequilibrei, leve luvas o vento frio castiga as mãos. Cerro Torre não chega ter a beleza do Fitz Roy mas nem por isso deixa de ser bonito, compensa fazer a trilha.
No local tem uma tirolesa pra atravessar a laguna, depois dessa travessia o Cerro Torre fica a seus pés, pelo que me informei somente com guia pode atravessar, preferi voltar dali mesmo depois de ficar apreciando a paisagem.

Chorrilo del Salto e Mirador de los Condores
São proxímas das cidades, se fazem as duas tranquilamente em meio dia, Chorrilo é uma cachoeira relativamente bonita, imprópria pra banho devido a temperatura gélida da água, não vi nenhum corajoso se atrever a entrar nela rs rs rs
O Mirador se tem uma visão inteira da cidade, fiquei um bom tempo lá em cima apreciando o vale.

Atenção:Não menospreze El Chalten, a beleza da região é privilegiada, além dessa trilhas que fiz tem várias outras. É um "sacrilégio" ficar apenas 1 ou 2 dias como antes eu pensava em fazer, reserve no mínimo 5 dias, esse tempo é importante, como disse antes a exemplo de Torres del Paine ali existe um microclima próprio e não será difícil ficar enfurnado o dia inteiro no albergue por causa de um temporal.

Imagem
Rio de las vueltas, começo da trilha pra Laguna de los tres

Imagem
Laguna de Los Tres

Imagem
Fitz Roy

Imagem
Cerro Torre ao fundo

Imagem
Chorrilo del Salto

Imagem
A turma Brazuka no albergue, nossa alegria incomodou um pouco kkkk

06/02/2009
Depois de uma excelente semana, na madrugada parti em direção ao norte, essas horas são difíceis, sair de um lugar maravilhoso e ir pra outro que talvez não seja tão bom, mas o mochilão é isso, temos que partir

R u t a 4 0

Vou copiar um tópico meu a respeito
Uma grande dúvida pra quem visita a região da Patagônia é como fazer o caminho Bariloche x El Calafate/Chalten ou o inverso, 2 alternativas mais populares são o trajeto de avião ou enfrentar uma viagem de ônibus pela ruta 40. Fui de ônibus mesmo.
Meu proxímo passo era subir até Esquel cidade que fica a 4 horas de Bariloche.Na Patagônia as partidas dos ônibus são irregulares, só tinha passagem para 2 dias da data que eu queria, o que acabou sendo ótimo pois pude aproveitar mais a maravilhosa região de Chalten como relatei anteriormente.
As opções eram a Chalten Travel que fazia o "tour ruta 40", quase 3 dias pra chegar em Bariloche fazendo parada nas cidades de Los Antigos e Perito Moreno, custo de $300 pesos, conheci pessoas que foram e acharam um pé no saco, se não tiver muito tempo disponível será complicado perder 3 dias só nesse pedaço.Acabei optando pela Tacsa $255 pesos que é mais barata e rápida que a concorrente ( não aceitam cartões).

O ônibus ia partir as 23:25 mas só apareceu a meia noite, o ônibus faz uma parada na cidade de Los Antiguos de absurdas 4 horas, a desculpa da empresa e que iríamos em outro ônibus mais limpo e confortável, já fique sabendo que sempre fazem essa parada, uma logística dificíl de entender, depois continuamos subindo pela famosa "Ruta 40", a estrada praticamente não é pavimentada e tem longos trechos de rípio, tinha momentos que o busão ia a 20km por hora devido a várias curvas, pior que o rípio é a paisagem, não tem NADA ! alias, tem, muita pastagem, um cenário desanimador rs rs rs, não recomendo a ninguém, só cheguei em Esquel após 26 horas depois de ter saído El Chalten.

Atenção:: Faça o possível para fazer o trajeto de avião, planejando com antecedência é possível pagar um preço em conta na passagem El Calafate > Esquel / Bariloche, mas se não for possível pense pelo lado positivo, poderá contar a seus amigos que fez o mesmo caminho de Che Guevara rs rs

F u t a l e u f u

Futaleufu é um caso a parte, a sensação de desbravar um lugar desconhecido que não tinha nenhum relato mais detalhado foi excitante, superou todas as expectativas, nos próximos quero sentir isso de novo
.
Abaixo segue o link do meu relato

futaleufu-o-paraiso-do-rafting-t32982.html

Continua
#457776 por Sérgio Vilela
23 Mar 2010, 23:45
Fala Márcio!

Cara, queria te agradecer. Foi depois de ler seu relato que eu convenci os dois malas que viajaram comigo pra fazer o rafting em Futaleufú. Um deles falou que foi o melhor da viagem. Nunca tinha ouvido falar. Valeu mesmo! Aquela água esverdeada, as montanhas nevadas ao fundo.. Show!

Parabéns pelo seu relato, ficou muito bem escrito, com fotos muito bacanas e cheio de informação!

Grande abraço,

Sérgio
#535322 por Arthur/RN
23 Dez 2010, 16:36
Saudações Marcio!

Parabéns! Planejamento é vital mas a sensação de nao saber o que tem na próxima curva é impagavel não é?

Tenho duas perguntas!

1) Em uma viagem de 15 dias pela argentina quantos voce reservaria para a região da patagônia, o básico ushuaia,calafate!

2)Poderia me passar uma estimativa de valores? tipo sua media de gastos na patagônia?

Novamente parabéns!
#535419 por Márcio/Sp
23 Dez 2010, 23:01
carlanog escreveu:Márcio!
Obrigada pelo relato, me ajudou muito a fezer meu roteiro...


Carla, fico muito satisfeito e feliz que o relato tenha te ajudado de alguma forma, quando voltar não se esqueça do seu relato também.
Aproveite muito !

Arthur/RN escreveu:Saudações Marcio!
Parabéns! Planejamento é vital mas a sensação de nao saber o que tem na próxima curva é impagavel não é?
Tenho duas perguntas!
1) Em uma viagem de 15 dias pela argentina quantos voce reservaria para a região da patagônia, o básico ushuaia,calafate!
2)Poderia me passar uma estimativa de valores? tipo sua media de gastos na patagônia?
Novamente parabéns


Arthur, toda minha família é do RN, a maioria mora em Natal, Macaíba, minha mãe e de Caíco ohhhhhhh cidadezinha quente rs rs, saudades do Rn

Rapaz ,essa sensação realmente é impagável, não tem igual, na minha ida ao Peru foi a mesma coisa, vou com expectativa zero e volto sempre extasiado.

Quanto as perguntas
1)Essa é a mais fácil, reservaria TODOS ! Ir pra Patagônia e ficar uma semana é pecado, deve estar até na bíblia, não queira conhecer tudo de uma vez, patagônia merece uma viagem só pra ela.

2)A Patagônia é mais barata que nordeste, o que diminui o orçamento é El Chalten, que só tem gasto com comida e albergue, pra fazer as trilhas não paga nada.
Posso dizer que meu gasto diário na média acabou saindo um pouco superior a R$120 reais por dia
Porém, não sou do perfil mais ecônomico, fiz todos os passeios que dava na telha, comia em restaurantes e fiquei em bons albergues
#535785 por Arthur/RN
25 Dez 2010, 23:07
Mas rapaz que coisa boa!

Meu pai é de caico e minha mae de pau dos ferros! Eu sou de Natal mesmo...vejam só que mundo pequeno heim?

120 reais por dia em media? ha esta otimo!!!!!! e irei seguir sua dica de passar os 15 dias hehehe

Uma coisa...sobre equipamento. Para ficar so em albergue que equipamentos mesmo assim sao vitais?

Muito obrigado pelas respostas!
#541289 por gi_souza
11 Jan 2011, 11:29
Márcio/Sp,
seu relato tá muito bom e aguça ainda mais a minha vontade de conhecer a Patagônia.
Agora em fevereiro eu vou à Santiago/Viña del Mar/Mendoza e gostaria de ler o final do seu roteiro..rs Na verdade gostaria de saber a sua opinião sobre Viña del Mar, já escutei umas coisas boas e ruins.. Vale a pena ir apenas 1 dia para conhecer?

Muito obrigada..
#553979 por Márcio/Sp
11 Fev 2011, 00:46
Arthur/RN escreveu:Uma coisa...sobre equipamento. Para ficar so em albergue que equipamentos mesmo assim sao vitais?
Muito obrigado pelas respostas!


Uma boa bota (de preferência impermeável) e roupas de frio, compre na Argentina ou Chile as roupas se possível.

gi_souza escreveu:Na verdade gostaria de saber a sua opinião sobre Viña del Mar, já escutei umas coisas boas e ruins.. Vale a pena ir apenas 1 dia para conhecer?


Vale a pena se a intenção não for tomar banho de mar, as águas do Pacífico são bem geladas.
Viña achei bem bonitinha, não considero desperdício de tempo, aproveite e vá a Valparaíso pra conhecer a casa de Pablo Neruda.
#639207 por Márcio/Sp
04 Out 2011, 19:07
Sarlo escreveu:Po Márcio, parou o relato?... tava legal!!!
meu primeiro post no Fórum... to pesquisando para ir à Patagônia agora em Outubro/11.
Se puder, termina aí! (ou já terminou e não percebi??...rsrs...)
Abraço!


Olá Sarlo, perdi minhas anotações do restante da viagem, não acho em lugar nenhum, fiquei com preguiça e acabei deixando de lado, vou me organizar e concluí-lo.
Obrigado pelo comentário[/b]
#714382 por dhiancs
08 Mai 2012, 14:40
Grande Marcio.. achei sou seu relato e seu destino!!! Quero fazê-lo qualquer dias desses e incluir atacama no Chile.

Muito.. parabésn!!!!
#731969 por Márcio/Sp
27 Jun 2012, 20:02
dhiancs escreveu:Grande Marcio.. achei sou seu relato e seu destino!!! Quero fazê-lo qualquer dias desses e incluir atacama no Chile.

Muito.. parabésn!!!!


Obrigado Dhiancs

mas incluir Atacama nesse trip necessita certamente de mais de 30 dias pra fazer tudo sem pressa, e também o gasto com locomoção vai encarecer bastante, eu deixaria o Atacama pra outra trip pra fazer junto com o Salar de Uyuni.
Abraço e qualquer dúvida é só perguntar

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 10 visitantes