Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Relatos de viagens na região sudeste do Brasil (Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo)


Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Eunice Lima » 01 Ago 2013, 22:58

Olá pessoal,
Há muitos relatos de viagem nas cidades históricas de Minas, mas Minas é ::otemo:: nunca é demais falar dela.

Sábado 08 junho 2013 - Primeiro dia

Chegamos ao aeroporto de Confins por volta das 22:00 hrs, já havíamos reservado o carro da locadora AVIS através do site rentcars.com.br, indico os dois serviços pois fomos muito bem atendidas. A reserva foi sem pagamento antecipado e ao receber o carro tivemos um upgrade e nos disponibilizaram um carro com ar condicionado e direção hidráulica com apenas 6.000 km.
Alugado o carro seguimos para o hotel, guiadas é claro pelo GPS, pois BH é muito grande e o Aeroporto de Confins fica cerca de 40 km do centro.
Dica: se puder chegue pelo aeroporto da Pampulha que é bem mais perto e estando em BH não ultrapasse o limite de velocidade, a cidade tem um radar atrás do outro.
Reservamos o hotel Financial bem no centro da cidade perto do Obelisco. Não recomendo o hotel é caro para o que oferece ::bad:: .

Domingo 09 de junho 2013 - Segundo dia
Levantamos cedo é claro, pois não fomos lá para dormir. Neste dia nosso roteiro era o INHOTIM Instituto de arte contemporânea e Jardim Botânico na cidade de Brumadinho que fica a + ou – 60 km de BH. O acesso de carro é fácil e de ônibus a empresa Saritur faz o percurso com saída da Rodoviária de Belo Horizonte.
O Inhotim é enoooorme é preciso no mínimo um dia para visitar tudo. Como jardim botânico é magnífico, as exposições em minha opinião nem tanto, arte contemporânea nem sempre me agrada. Mas com certeza vale a pena visitar. ::otemo::
Aos domingos o ingresso é R$28,00. Existe opção de serviço de transporte interno para facilitar o acesso aos locais mais distantes, como já disse o Inhotim é enorme, mas é possível visitar quase tudo sem este serviço.
Inhotim I.jpg
Inhotim III.jpg

Inhotim II.jpg
Inhotim IV.JPG


Segunda-feira 10 de junho 2013 – Terceiro dia
Nosso destino neste dia Ouro Preto, mas antes resolvemos passar por Sabará que fica a 20 km de BH. Cidade acolhedora com lindas igrejas e casarões históricos, porém era segunda-feira e a maioria dos pontos turísticos estava fechado para visitação. Estacionar no centro da cidade é difícil, ruas estreitas e com movimento razoável. Como nosso carro estava cheio de malas ficamos com medo de estacionar na rua e optamos por deixar no único estacionamento privado da cidade, o que não é bem um estacionamento, mas sim um lava rápido (não me lembro o nome). Fiquei espantada com a habilidade da garota do estacionamento em manobrar o carro num espaço minúsculo, me deu inveja ...rsss
Deixamos o carro lá e fomos andar pela cidade. Munidas do mapa fornecido no ponto de informações turísticas visitamos os pontos mais importantes. No almoço comemos o prato típico da região “ frango com ora-pro-nobis”, não achei nada de espetacular parece um espinafre, mas vale a pena como novidade.
Dica: não deixe de visitar a Igreja Nossa Senhora do Ó, ao olhar por fora é muito simples não convida a visitar, porém quando entramos nosso queixo caiu. É liiiinda!!! :o
O nome é devido às ladainhas de Nossa Senhora que sempre começam com o Ó e seguem com algum agradecimento.

Sabará IV.jpg

Sabará III.JPG

Sabará II.JPG

Igreja Nossa Senhora do Ó.jpg


No final da tarde pegamos a estrada para Ouro preto, aí aconteceu a primeira “roubada” da viagem. Aprendi que nunca se deve confiar totalmente no GPS e que três mulheres e um GPS não combinam. ::lol4::
O GPS nos mandou de volta a BH quando poderíamos ter ido em direção a Caeté, passamos por BH as 18:00 hrs em pleno horário de rush. Ninguém merece!!!
Demoramos mais de duas horas para sair de BH e pegar a estrada. Chegamos a Ouro Preto às 22:00 hrs. Cansadas pelo estresse da viagem fomos direto dormir.
Dica: tenha sempre um mapa rodoviário em mãos para confrontar com o GPS.
BH II.JPG

BH I.JPG


Terça-feira dia 11 de junho 2013 – Quarto dia.
Ficamos hospedadas na Pousada Clássica, ótimo lugar e bem central nos permitiu fazer quase todos os passeios a pé. Café da manhã bom, limpa e aconchegante ::cool:: . A reserva pode ser feita através do Booking.com. A dica deste lugar é pedir quartos na parte dos fundos, Ouro Preto é cidade universitárias com muitos bares e o barulho da rua até altas horas pode atrapalhar um pouco nos quartos da frente.

A pousada fica a + ou – 100 metros da Praça Tiradentes e do ponto de informações turística, fomos direto para lá. Ainda estava fechado, porém encontramos um guia e após algumas negociações contratamos o serviço R$20,00 por pessoa. Está foi a segunda “roubada” da viagem. O guia nos levou para conhecer os principais pontos do centro e durante todo o passeio nos contou diversas estórias como se fossem histórias. Durante o restante de nossa estada em OP descobrimos que muito do que ele falou era mentira para turista ingênuo, e o pior é que este é um padrão dos guias não credenciados, o que nos deixou muito frustradas. :(

Dica: vale a pena contratar o guia, pois as explicações tornam tudo mais interessante e sem ele muitos detalhes bonitos e importantes passariam despercebidos, mas contrate guias credenciados no ministério do turismo que contarão a história verdadeira.

Mesmo com esta roubada o passeio foi esplêndido, tudo é lindo. O único senão é não poder tirar fotos dentro das igrejas, o que é claro acabamos por entender que é por questão de preservação das obras e por segurança.
Quanto mais víamos as obras de Aleijadinho, mestre Athaíde e outros mais ficamos encantadas com tanta beleza e com tanto talento. As fotos e as palavras não conseguem expressar a beleza. “Tem que ver para crer”.
Todas as igrejas possuem taxa de visitação algumas insignificantes outras um pouco mais caras, porém todas elas valem cada centavo.
OP III.jpg

OP IV.jpg

OP II.jpg

DSCF1924.jpg


Andar em OP é preciso muiita perna, a cidade tem ladeiras por todos os lados. Pode comer à vontade que não há como engordar, todas as calorias são gastas nas ladeiras...rsss.
Coisa boa é que a pousada serve chá da tarde das 17:00 às 19:00 hrs, após gastar todas as energias nos passeios não há nada melhor.
OP VIII.jpg


Em frente a Igreja Nossa Senhora do Pilar, que diga-se de passagem, é indescritível, compramos após muita negociação por R$ 20,00 um DVD com a história de diversas cidades de Minas. O DVD é vendido como sendo de produção uma universidade. Talvez o DVD original tenha realmente sido produzido por uma universidade, mas há muito tempo pois as pessoas da foto vestem roupa da década de 90, porém a cópia vendida neste local não passa de uma cópia pirata de péssima qualidade.
Dica: procure nas lojas se não há o DVD oficial.
Outra dica: não deixe de comer pastel de angu no restaurante Acaso 85. Lugar bonito, comida boa, bom atendimento e bom preço.
Acaso 85.jpg


Quarta-feira dia 12 de junho 2013 – Quinto dia.

Acordamos cedo e após um belo café fomos de carro para a cidade de Mariana que fica a 12 km de OP.
Pegamos o mapa da cidade no ponto de informações turísticas e saímos conhecer a cidade. Foi meio que uma decepção, pois apesar das igrejas serem lindas, as obras estão totalmente negligenciadas.
Mariana I.JPG


Ao voltarmos para OP paramos na Mina de Passagem que é uma mina de ouro desativada. Esta sim vale a pena conhecer, o ingresso não é barato R$ 30,00 por pessoa, mas é muito interessante. Começamos descendo em um daqueles carrinhos que vemos em filmes (trolley), depois disto a guia nos levou por diversas galerias subterrâneas onde vimos um lindo lago que surgiu depois que uma explosão que perfurou o lençol freático. Além do banho cultural o interior da mina é muito lindo. A guia que nos acompanhou também era muito simpática dando explicações a todo momento sobre cada detalhe da mina.

Mina Passagem - Mariana.jpg

Mina de Passagem_Mariana.JPG

Mina de Passagem -Mariana.JPG

Mina de Passagem - Mariana.jpg


Voltando para OP fomos comer no Bar Barroco que fica ao lado da pousada e possui a coxinha mais famosa da cidade, o bar é bastante freqüentado por universitários a coxinha é realmente boa, mas tem-se que fazer vista grossa para a aparência do lugar, pois é literalmente um “buteco”. No restante da tarde aproveitamos para visitar o que ainda faltava em OP, como a Caso dos Contos, Museu o Oratório, Casa da Ópera, etc. e fizemos compra na feirinha de artesanato de pedra sabão em frente a Igreja São Francisco de Assis.
A noite ainda tivemos pique para sair jantar fora e tirar fotos noturnas da cidade.
Dica: se for à Tiradentes deixe para comprar os artesanatos de pedra sabão por lá, pois são mais baratos.
OP VII.JPG

OP VI.JPG

OP V.jpg


Quinta-feira dia 13 de junho 2013 – sexto dia.

Nosso destino neste dia era Tiradentes, mas antes de pegarmos a estrada fomos dar uma última volta em OP, queríamos aproveitar até os últimos minutos nesta cidade linda e encantadora.
Resolvemos ir para Tiradentes pela Estrada Real, afinal queríamos aproveitar cada centímetro do nosso roteiro. A Estrada Real é bonita, porém cheia de curvas e não permite desenvolver alta velocidade.
Estrada Real II.JPG

Estrada Real.JPG


No Caminho para Tiradentes paramos em Congonhas para conhecer o Santuário Bom Jesus do Matosinho onde estão expostas diversas obras de Aleijadinho entre elas Os Doze Profetas, ao todo são 78 obras do mestre. As esculturas possuem tamanho natural e cada detalhe nos deixava de boca aberta. ::ahhhh::
Congonhas IV.jpg

Congonhas III.jpg

Congonhas II.jpg

Congonhas.jpg


Depois de Congonhas seguimos direto para Tiradentes, onde ficamos hospedadas na pousada Berço da Liberdade. Pousada simples, mas limpa, com bom café da manhã e muito bem localizada. ::cool::
Depois de instaladas saímos dar uma volta na cidade, Tiradentes é cidade pequena e a pousada fica próximo ao centro o que facilita, pois é possível andar pela cidade a pé.
A cidade encantou-nos logo de cara, pequena e acolhedora com uma praça no centro onde acontecem as atrações culturais, ao redor da praça também estão diversos bares e restaurantes.
A noite estava um pouco fria e nos rendemos a um ótimo caldo para esquentar.


Sexta-feira dia 14 de junho 2013 – sétimo dia


Levantamos cedo e nos decepcionamos ao ver o tempo todo “encaretado” , pensamos que o dia seria todo daquele jeito, mas enquanto tomávamos café o sol foi aparecendo timidamente e no meio da manhã estava radiante.

Depois do café saímos passear e após algumas “pechinchadas” na agência de turismo de nome Estrada Real contratamos o passeio de Maria fumaça até São João Del Rei incluído também passeio naquela cidade. Não é um passeio barato R$ 70,00 por pessoa.
O passeio de Maria Fumaça é divino, o som e o balançar do trem incita nossa imaginação e nos leva a uma divina viagem ao passado.
DSCF3320.JPG

Tiradentes V.jpg


Chegando em S.J. Del Rei a van da agência de turismo nos esperava para um rápido passeio pela cidade, quando digo rápido é rápido mesmo ::bruuu:: . A pressa do guia não nos permitiu apreciar nada, tudo foi na correria. Em S. J. Del Rey estão as únicas igrejas em que se pode tirar fotos internas e devido a pressa do guia não tínhamos tempo para isto.
Mas apesar disto vale a pena conhecer.
Dica: se você quer apreciar o passeio vá por conta própria. É possível comprar os ingressos para Maria Fumaça na própria estação de trem por R$ 28,00 o trecho, o único inconveniente é que a estação de trem em S.J.Del Rei é um pouco distante, mas ainda é melhor perder tempo na locomoção do que fazer tudo correndo.
DSCF2449.jpg

S. J Del Rei II.jpg


Chegando de volta em Tiradentes fomos almoçar um delicioso tutu mineiro e depois fizemos compras nas inúmeras casas de artesanato que existem na cidade, dá vontade de levar tudo. A noite depois de um pequeno descanso, pois ninguém é de ferro, fomos ver o espetáculo Som e Luz que acontece de sexta a domingo na igreja matriz de Santo Antônio, com duração de 25 minutos o roteiro narrado conta a história da edificação da igreja que é a segunda igreja mais rica do Brasil, em quantidade de ouro. Narrado pelo ator Paulo Goulart, o espetáculo recebeu também o reforço de efeitos especiais de som e luz para explicar a história.
Também nesta noite acontecia na praça central o festival de Vinho e Jazz, com degustação de várias marcas e apresentação de alguns artistas. Muito legal também, pena que não havia vinho suave e eu não gosto de vinho seco, mas minhas companheiras de viagem se “esbaldaram”.
Tiradentes.JPG

Tiradentes III.jpg

Tiradentes II.jpg

Tiradentes I.jpg


Sábado dia 15 de junho 2013 – oitavo dia
Novamente o dia amanheceu nublado, mas logo o sol apareceu, concluímos então que é uma característica da cidade durante o inverno. Neste dia fomos visitar a gruta casa de pedra, este passeio tem que ser feito de carro, pois fica na estrada entre Tiradentes e S.J. Del Rei. A gruta fica dentro de uma pedreira e possui visita monitorada com duração de + ou – 40 minutos- ingresso R$ 10,00 por pessoa. O lugar é simplesmente lindo, com formações rochosas nos mais diversos formatos, são cinco lindos salões com estalactites e estalagmites. O guia um simpático senhor conta a história da gruta. Nas diversas formações é possível usar a imaginação e visualizar bichos, objetos, etc. Claro que cada um vê o que quer...rsss

Dica: durante a semana é possível fazer visita agendada, nesta visita diferente da que fizemos não há tempo para o passeio, é possível demorar dentro da gruta e observar cada detalhe.
Tiradentes VI.jpg

Tiradentes XI.JPG

Tiradentes VII.JPG

Tiradentes VI.JPG

Tiradentes IX.JPG


De volta a Tiradentes fomos almoçar e conhecer os pontos turísticos que ainda não tínhamos visto, no final da tarde fomos comer pastel de angu. Uma delícia!!!!
Compramos doces no Chico doceiro, um simpático senhor na casa dos 80 anos que é famoso na cidade por seus doces de abóbora, canudo de doce de leite, cocada, etc.
O lugar é simples, passaria despercebido se não fosse o cheiro maravilhoso que vem do dos doces sendo preparados no tacho de cobre.

A noite fomos a missa na igreja Matriz de Santo Antonio e depois fomos jantar na padaria O Rocambole, comemos sanduíche de file mignon com queijo quente de minas .Simplesmente divino!!! Comemos também queijadinha, gran fino e rocambole de leite. ::otemo::
Tudo divino exceto a conta que ficou cara...rsss :lol:

Domingo dia 16 de junho 2013 – nono dia
Dia de voltar para BH, mas antes fomos tirar mais algumas fotos, tudo é tão lindo que por mais fotos que se tire sempre tem-se a impressão de que não foram suficientes. Fomos também comprar doce de leite de Bolota, o doce tem este nome porque foi inventado pelo senhor Bolota que era diabético. Feito com 15 litros de leite e apenas 200 gr de açúcar é simplesmente divino.
DSCF2755.jpg


DSCF3210.JPG


Próximo a hora do almoço pegamos a estrada para BH.
Chegamos a BH no final da tarde, e mais uma fez o GPS deu “baile” em nós. Foi difícil achar o hotel seguindo as instruções. Ficamos hospedas no hotel Rio Jordão no centro da cidade. Hotel simples, mas limpo.
Como nosso vôo de volta era as 6:00 hrs da segunda, e tínhamos medo de errar o caminho para o aeroporto e perder o vôo, optamos por devolver o carro na locadora no domingo mesmo. Voltamos para o hotel de ônibus executivo que faz a linha aeroporto x rodoviária. R$ 9,25 por pessoa.

Segunda-feira 17 de junho 2013 – décimo dia.

Pegamos taxi do hotel até a rodoviária R$ 10,00 e novamente o ônibus executivo rodoviária x aeroporto (cerca de 1 hora de percurso).

Acabou nossa saga pelas cidades Minas, mas nosso coração voltou cheio de alegria e satisfação. Cada cidade por onde passamos nos encantou de algum modo. A arquitetura, o povo, a beleza das tradições religiosas, a natureza, tudo é magnífico. Minas é tudo de bom!!
Editado pela última vez por Eunice Lima em 07 Ago 2013, 12:51, em um total de 1 vez.
Eunice Lima
 
Mensagens: 6
Desde: 20 Jul 2013, 10:23


Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Eunice Lima » 03 Ago 2013, 23:07

Olá Suelih

Q bom q gostou. Adoro este site, mas é a primeira vez q posto uma viagem!!
Com certeza vc irá adorar Minas.

bjos

Eunice
Eunice Lima
 
Mensagens: 6
Desde: 20 Jul 2013, 10:23

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Erika Beltrão » 04 Ago 2013, 11:25

Oi Eunice,
amei seu relato, as fotos, tudo!
estaremos fazendo um roteiro parecido com o seu em dezembro, a única diferença é que Sabará não está nos nossos planos... Você achou que o aluguel do carro valeu a pena? Quantos dias você locou e se puder me dizer, quanto vc gastou? A divisão dos dias foi satisfatório?
Erika
Erika Beltrão
 
Mensagens: 74
Desde: 13 Jul 2013, 07:56

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Eunice Lima » 04 Ago 2013, 20:29

Oi Erika,

com certeza o aluguel do carro vale a pena, pois não há ligação direta de Ouro Preto a Tiradentes de ônibus, é preciso voltar para Belo Horizonte e dai perde-se muito tempo, eu gastei R$ 580 por 8 dias (com seguro total). Se vc for de avião para BH e descer em Confins o taxi até a rodoviária fica em cerca de R$ 120,00 só nisto já quase compensou o aluguel do carro.

A divisão dos dias foi boa, o único senão é a segunda-feira que está quase tudo fechado.

se precisar de mais dicas é só me falar.

bjos

Eunice
Eunice Lima
 
Mensagens: 6
Desde: 20 Jul 2013, 10:23

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Eunice Lima » 05 Ago 2013, 08:12

Oi Erica,

complementando a informaçã, no aerporto tem ônibus executivo que leva até a rodoviaria R$ 9,25 e volta também . Mas de qualquer forma se tiver condições alugue o carro, pois ganha-se no tempo.

abraços

Eunice
Eunice Lima
 
Mensagens: 6
Desde: 20 Jul 2013, 10:23

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor marcioangelin » 01 Set 2013, 16:26

Oi Eunice,

Obrigado pelo seu relato. Ajudou bastante no planejamento de minha viagem.
Agora queria mais detalhes da estrada:
1 - vc disse que resolveu ir para Tiradentes pela Estrada Real. Teria uma alternativa caso não quisesse parar em Congonhas?
2 - Na volta de Tiradentes para BH vc passou por Congonhas novamente ou fez outro caminho?
Eu fiz este mapa no google maps para planejar a viagem de carro... foi este trajeto que fez também?

Eu farei o trajeto Ouro Preto - Tiradentes numa segunda-feira, por isto pensei em parar em Congonhas quando voltasse de Tiradentes com destino a Inhotim.
Um abraço e obrigado pela ajuda.
Márcio Angelin
Avatar do usuário
marcioangelin
 
Mensagens: 7
Desde: 03 Jul 2012, 20:01

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Eunice Lima » 12 Set 2013, 21:03

Olá Márcio,

Indo para Tiradentes pela estrada real há um cruzamento em que você escolhe seguir direto para Tiradentes ou desviar até Congonhas, é bem sinalizada a entrada. Se preferir um caminho mais rápido vá pela Fernão Dias (acho que é a BR 040)

Foi exatamente este trajeto que fiz, apenas um detalhe se vc for até Sabará pode seguir direto para Ouro Preto sem passar por BH novamente, é só seguir em direção a Caeté BR 262, só descobri isto no volta lendo relato de outras pessoas. Só não sei a condição da estrada. Cuidado com os radares, recebi hoje uma multa referente excesso de velocidade perto de Itabirito.

Na volta eu não passei por Congonhas, pois voltei pela Fernão Dias que apesar se ser um trajeto mais longo, é mais rápido.
Nas segundas, quase tudo é fechado, então se eu fosse você eu aproveitaria este dia para descer pela estrada real com calma (bom não dá pra correr muito mesmo pelas curvas...rsss) comer rocambole de rolo e outras guloseimas e neste dia passar em Congonhas pois lá a grande atração da cidade são os doze profetas que ficam no pátio da igreja a céu aberto.

Espero que vc goste da viagem. Eu amei

Se precisar de mais dicas, é só falar.

Abraços

Eunice
Eunice Lima
 
Mensagens: 6
Desde: 20 Jul 2013, 10:23

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Callu » 28 Mar 2014, 23:10

Eunice, obrigada por deixar seu relato aqui. Vou fazer exatamente a mesma viagem q vc, a única diferença é que não vou pro Inhotim, e sim para Sete Lagoas.

Vou seguir a sua dica e depois de Sabará vou seguir para Ouro Preto pela 262, sentido Caetes.

Mas eu não entendi bem por onde vc voltou para BH, no final da viagem. Vc saiu de Tiradentes, destino Congonhas e subiu pra BH foi?

Meu voo de volta pra casa é num sábado de manha, eu estou pensando em ficar na noite anterior numa cidade próxima ao aeroporto. Lagoa Santa ou Vespasiano, o que vc acha? eu tb penso na economia, pois os hoteis de BH são mto caros.

Eu nao vou levar GPS, tive uma experiencia muito ruim com GPS e nao uso mais. Baixei um app e vou confiar cegamente nele.. ::hein:
Portugal 2011 http://goo.gl/HveV8u
Serra Gaucha 2012 http://goo.gl/okc5Q2
Santiago do Chile 2013 http://goo.gl/NbxsJh
Minas Gerais 2014 http://goo.gl/maSwTU
Avatar do usuário
Callu
 
Mensagens: 64
Desde: 17 Jan 2011, 08:37
Localização: Recife/PE

Re: Minas Gerais - Belo Horizonte a Tiradentes de carro

Mensagem não lidapor Eunice Lima » 01 Mai 2014, 12:55

Oi Callu,

Desculpa fiquei um tempo sem acessar e não vi sua mensagem. Ainda precisa da dica?

Hoteis em Vespasiano e lagoa Santa os hoteis são mais caros, eu escolhi ficar no centro por conta do preço. Eu sempre utilizo o booking.com.br pra escolher os hoteis e ver a pontuações que os hospedes dão ao hotel, até hoje sempre deu certo.
Eu sugiro o Hotel Rio Jordão que tem um preço bem em quanto e fica muito proximo da rodoviaria.

Para voltar em fui pela Fernão Dias.

Abraços

Eunice
Eunice Lima
 
Mensagens: 6
Desde: 20 Jul 2013, 10:23


Voltar para Brasil - Sudeste - Relatos de viagem



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes