Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul

#1145307 por craquel
14 Dez 2015, 18:15
ola luis
adorei seu post, li rapidamente, ms con certeza o salvarei pra ver com calma.
acabei de emitir pssg pra argentina, por buenos aires ida e volta, aproveitando uma promo da gol com milhas e pretendoi fazer bsab-m,endoza-salta, pelo menosem 15 dias. Queria tirar umas duvidas:
a) os recorridos que fez entre as cidades vc comprou com atencendencia ou online, como os trechos disponiveis pela Andesmar? Faz muita diferença no preço? É tranquilo deixar pra comprar por lá?
b) vc voltou por san pedro via stgo ou bsas? sabe se daria pra ir de san pedro pra bsas pela Lan, por ex.? preciso saber qual melhor forma de voltar do noroeste pra bsas.
c) vc viajou sozinho ne? acha q seria arriscado para mulheres?
d) roupa termica, calçado etc, comprou alguma coisa disso em Mendoza? Ultima vez q passei por la, achei o preço atraente (nao sei agora com cambio como está). Tenho algumas coisinhas pra comprar, nao sei se levo daqui...
e) chutaria uma estiumativa de custo medio/dia em pesos?

obrigada de antemão!!
#1150604 por José Luiz Gonzalez
05 Jan 2016, 07:35
craquel escreveu:ola luis
adorei seu post, li rapidamente, ms con certeza o salvarei pra ver com calma.
acabei de emitir pssg pra argentina, por buenos aires ida e volta, aproveitando uma promo da gol com milhas e pretendoi fazer bsab-m,endoza-salta, pelo menosem 15 dias. Queria tirar umas duvidas:
a) os recorridos que fez entre as cidades vc comprou com atencendencia ou online, como os trechos disponiveis pela Andesmar? Faz muita diferença no preço? É tranquilo deixar pra comprar por lá?
b) vc voltou por san pedro via stgo ou bsas? sabe se daria pra ir de san pedro pra bsas pela Lan, por ex.? preciso saber qual melhor forma de voltar do noroeste pra bsas.
c) vc viajou sozinho ne? acha q seria arriscado para mulheres?
d) roupa termica, calçado etc, comprou alguma coisa disso em Mendoza? Ultima vez q passei por la, achei o preço atraente (nao sei agora com cambio como está). Tenho algumas coisinhas pra comprar, nao sei se levo daqui...
e) chutaria uma estiumativa de custo medio/dia em pesos?

obrigada de antemão!!


Olá craquel!

a) Eu comprei tudo durante a viagem! Ou comprava na hora ou comprava com 1 ou 2 dias de antecedência. Foi tudo bem tranquilo e fiz assim pois eu não tinha certeza de quanto tempo ficaria em cada lugar e assim não engessei meu roteiro.

b) Eu voltei de San Pedro para São Paulo com escala em Santiago do Chile. Não sei como funciona pra fazer esse roteiro via BsAs.

c) Sim, fui sozinho! E sim, é tranquilo viajar sozinho independente do gênero.

d) Não comprei nada de roupa durante a viagem, então não sei nada sobre preços em Mendoza ou qualquer outro lugar. Eu já tinha roupas que comprei principalmente na Decathlon de quando viajei para Patagônia uns anos antes.

e) Não faço ideia! Viajei já faz mais de 3 anos e nesse tempo a Argentina viveu uma inflação absurda e desvalorização da moeda que não dá pra saber os valores cobrados atualmente.

Abraço e boa viagem!
#1163431 por craquel
14 Fev 2016, 19:14
Olá craquel!

a) Eu comprei tudo durante a viagem! Ou comprava na hora ou comprava com 1 ou 2 dias de antecedência. Foi tudo bem tranquilo e fiz assim pois eu não tinha certeza de quanto tempo ficaria em cada lugar e assim não engessei meu roteiro.

b) Eu voltei de San Pedro para São Paulo com escala em Santiago do Chile. Não sei como funciona pra fazer esse roteiro via BsAs.

c) Sim, fui sozinho! E sim, é tranquilo viajar sozinho independente do gênero.

d) Não comprei nada de roupa durante a viagem, então não sei nada sobre preços em Mendoza ou qualquer outro lugar. Eu já tinha roupas que comprei principalmente na Decathlon de quando viajei para Patagônia uns anos antes.

e) Não faço ideia! Viajei já faz mais de 3 anos e nesse tempo a Argentina viveu uma inflação absurda e desvalorização da moeda que não dá pra saber os valores cobrados atualmente.

Abraço e boa viagem![/quote]

Ò eu aqui de novo, rsrs
viagem marcada, passagens compradas! agora tenho que conseguir encaixar o trajeto de mendoza a salta nos 5 dias finais da viagem. Consegui convencer as minhas que vão comigo até Mendoza a irem pra Salta também, entao estamos pensando seriamente em alugar um carro (a depender $$)
DAí o dilema é onde parar, o que priorizar em 5 dias? Teria algum lugar desses q vc passou q acharia imperdivel (ou dispoensável, por serem parecidos, sei lá)?
Pensando em um dia em meio nos parques e um dia e meio em Cafayate... Ou melhor ir diretao pra Salta, sem muitas paradas?
Preciso de ajuda pra saber quas dos atrativos seriam prioridade!
#1163507 por José Luiz Gonzalez
14 Fev 2016, 22:23
craquel escreveu:Ò eu aqui de novo, rsrs
viagem marcada, passagens compradas! agora tenho que conseguir encaixar o trajeto de mendoza a salta nos 5 dias finais da viagem. Consegui convencer as minhas que vão comigo até Mendoza a irem pra Salta também, entao estamos pensando seriamente em alugar um carro (a depender $$)
DAí o dilema é onde parar, o que priorizar em 5 dias? Teria algum lugar desses q vc passou q acharia imperdivel (ou dispoensável, por serem parecidos, sei lá)?
Pensando em um dia em meio nos parques e um dia e meio em Cafayate... Ou melhor ir diretao pra Salta, sem muitas paradas?
Preciso de ajuda pra saber quas dos atrativos seriam prioridade!


Olá!

Nessa região eu considero imperdível os Parques Talampaya e Ischigualasto, a Quebrada de Cafayate, Salinas Grandes (principalmente se vc não conhece o Salar de Uyuni) e Purmamarca.

Se você estiver de carro, tudo fica muuuuito melhor pois esses lugares são perfeitos para quem está de carro já que as outras possibilidades são excursões com agências para se conhecer. Sem contar que é possível conhecer os lugares com mais calma e aproveitar melhor!

De carro, daria pra fazer:

1 dia de deslocamento de Mendoza até o Parques Ischigualasto e visita ao Parque
1 dia para conhecer o Parque Talampaya e deslocamento até Cafayate
1 dia para conhecer uma bodega em Cafayate e depois partir para Salta
1 dia para fazer um bate-volta desde Salta para conhecer Purmamarca e Salinas Grandes
1 dia para conhecer Salta

Abraço!
#1163661 por craquel
15 Fev 2016, 12:47
Obrigada Luis
vou pensar nesse roteiro que nos passou, tentando ver melhores horarios pros passeios também, pois não podemos esquecer o tempo que se toma indo de um canto pro outro né?

Sabes se em maio já faz muito frio por lá? Acho que não é periodo chuvoso mais, né? ::Cold::
#1163666 por craquel
15 Fev 2016, 12:56
Se souberem de algum posto onde há relatos de alguem que tenha feito esse trajeto Mendoza - Salta de carro, por favor, avisem! Preciso de dica de empresa para aluguel em Mendoza. Dos portais 'rent a car' fica um absurdo de caro!
#1233648 por Karen Terra
18 Nov 2016, 02:36
José Luiz Gonzalez escreveu:Cafayate

Hospedagem

Fiquei hospedado apenas 1 noite nesse hostel pois cheguei na cidade de madrugada sem reserva e foi o primeiro que encontrei.
Fiquei em um quarto coletivo com 12 camas pois era o único disponível!

Preço da diária: 40 ARS

Pontos Positivos:
  • Preço! Foi disparado o preço mais barato que encontrei em hostel durante a viagem e ainda incluía café da manhã.
  • Os staffs do hostel eram muito legais e passaram todas as informações e dicas mesmo eu ficando apenas 1 noite!
Pontos Negativos:
  • O banheiro do quarto era muito sujo e precisa de reforma urgente.
  • Tomei um puta susto ao acordar com algo arranhando minha perna. Quando olhei, tinha um gato na minha cama!
  • Não existem lockers no quarto.
Avaliação final: Eu não recomendo principalmente pela sujeira do banheiro. Mas se você quer economizar ao máximo, vá em frente! De repente um quarto com menos pessoas ou privativo seja bem melhor!


Fiquei hospedado 2 noites nesse hostel em um quarto duplo com banheiro privado (em Valle Fértil fiz amizade com um italiano que também viajava só e com o mesmo roteiro que eu, assim decidimos mudar de hostel e pegar algo melhor)

Preço da diária: 180 ARS pelo quarto duplo (90 ARS para cada pessoa)

Pontos Positivos:
  • Hostel com cara de pousada! Muito limpo, espaçoso e organizado.
  • O hostel possui uma área comum ajardinada que tem até algumas parreiras.
Pontos Negativos:
  • Pelo que observei, o preço in loco é menor que o cobrado em sites como HostelWorld e HostelBookers. De repente, vale a pena entrar em contato por mail para reservar ou então ir sem reserva (principalmente se não for alta estação)
  • Café da manhã poderia ser mais generoso na quantidade.
Avaliação final: Recomendo! Um dos melhores hostels da viagem (se não for o melhor)! Recomendo tanto para mochileiros sem frescuras (dormitório custava 50 ARS) como para àqueles que querem mais conforto!

Passeios

27/11/2012 - Valle Fértil - La Rioja - Tucumán - Cafayate

Esse dia foi destinado a locomoção basicamente.
Saí de Valle Fértil às 03h00 e após 4 horas de viagem cheguei a rodoviária de La Rioja.
Por volta das 8h00 saía o busão para San Miguel de Tucumán e como era 7h00 quando cheguei, aproveitei para tomar um café da manhã na própria rodoviária antes de partir para a segunda viagem do dia que levou mais umas 6 horas mais ou menos.
Cheguei em Tucumán pouco depois das 14h e infelizmente só havia ônibus para Cafayate às 19h. Menos mal que havia feito amizade com um italiano (que acabou se tornando companheiro de viagem até Purmamarca) e ficamos num restaurante na rodoviária de Tucumán batendo papo e comendo algo até o horário da viagem a Cafayate.
A viagem para Cafayate durou em torno de 5 horas e meia porque é daquelas viagens que o ônibus anda muito devagar e ainda por cima faz diversas paradas em cidadezinhas no meio do caminho. Cheguei em Cafayate já era meia-noite e meia e só deu tempo de buscar o primeiro albergue que encontrei, tomar banho e dormir!

Ônibus Valle Fértil - La Rioja: 52 ARS
Ônibus La Rioja - Tucumán: 155 ARS
Ônibus Tucumán - Cafayate: 118 ARS

28/11/2012 - Cafayate (Visita a Bodega e a Ruína de Quilmes)

Esse dia foi dedicado a visitar as Ruínas de Quilmes. No entanto, como isso não levaria o dia todo, aproveitei para dar uma volta por Cafayate e ir a pelo menos 1 vinícola.
Pela manhã fui a vinícola La Banda que me haviam recomendado no Hostel Backpackers. Essa bodega fica bem próxima a entrada da cidade e vale tomar cuidado pois nos inidicaram como Bodega La Banda mas o cartaz informativo na frente da Bodega indica como Bodega Vasija Secreta.
A todo momento existe tour guiado pela bodega com degustação ao fim do passeio e eles não cobram nada dos turistas pelo passeio! Vale muito a pena fazer pelo menos esse passeio para conhecer e degustar o tão famoso vinho torrontés da região.
Depois peguei o ônibus das 14h para ir a Ruínas de Quilmes e que levou em torno de 1h para chegar ao local. Na verdade, o ônibus te deixa no meio da estrada e desde lá vc terá que andar uns 5 km até chegar a entrada das Ruínas.
Após pagar a entrada nas Ruínas, caminha-se um pouco e então haverá alguns guias que se disponibilizam para fazer o caminho por mais ou menos 1h no local sem um preço fixo (aceitam apenas gorjetas).
Acredito que umas 2h é um tempo bem legal para andar por todas as ruínas, tirar fotos e fazer o passeio guiado!
Depois disso, voltei os 5 km até a estrada onde fiquei esperando o ônibus passar para voltar a Cafayate. Vale ressaltar que ao comprar a passagem em Cafayate me disseram que o busão passaria às 19h mas na verdade ele passou às 20h!!
Curiosidade: acho que poucos aqui (ou seria ninguém?) gostam de música espanhola como eu, mas um fator que enriqueceu ainda mais a visita a Ruína de Quilmes pra mim foi que aí foi gravado nesse mesmo ano o clipe da música Dia Cero do grupo espanhol La Oreja de Van Gogh.

Tour Bodega La Banda (=Vasija Secreta): grátis
Ônibus Cafayate - Quilmes: 23 ARS (cada trajeto)
Entrada Ruínas de Quilmes: 10 ARS
Guia Ruínas de Quilmes: 10 ARS (gorjeta, valor que desejar pagar!)

Imagem
Imagem
Imagem


29/11/2012 - Cafayate (Visita ao Rio Colorado e a Quebrada de Cafayate)

No dia anterior havia reservado o passeio a Quebrada de Cafayate (também conhecido como Quebrada de las Conchas) em uma agência que fica na praça principal e que acredito que é a mesma que vende o tour no hostel Backpackers também. No entanto, esse passeio era apenas às 14h30, então aproveitei a manhã para conhecer o Rio Colorado.
O Rio Colorado é um passeio famoso em Cafayate pois existem 7 cascatas/cachoeiras nele e para conhecê-las é preciso fazer uma trilha que leva praticamente todo o dia.
Infelizmente, eu saí do hostel imaginando que bastava chegar ao Rio Colorado e lá estariam as cascatas ou precisaria pegar uma trilha rápida para vê-las mas estava engando.
Primeiro porque do centro de Cafayate até chegar ao acesso do Rio Colorado já são pelo menos 1 hora de caminhada. Depois disso, existem vários guias nesse acesso que se dispõem a indicar o caminho para as cascatas mas como o caminho era longo e ainda teria que voltar para o passeio a Quebrada, acabei abortando essa trilha.
Vale também falar que no caminho para o Rio Colorado existe uma placa indicando um outro atrativo do local: a Cueva del Suri e Pinturas Rupestres. Ao ver isso, fiquei curioso e saí do caminho principal para conhecer esse lugar. Andando um pouco, um homem nos abordou e disse que era difícil chegar ao lugar sem um guia e que por um pequeno valor ele nos levaria até os pontos de interesse. Aceitamos e fizemos o recorrido que não deve ter levado 30 min por uma cueva que não tinha o menor interesse e a umas pinturas rupestres bem mais ou menos.
Bom, voltei pro centro da cidade e às 14h30 começou o passeio a Quebrada de Cafayate. Foi uma pena que os 2 dias que estive em Cafayate o céu esteve sempre muito nublado mas sem dúvida alguma esse passeio é um dos melhores passeio nesse roteiro que fiz (se tivesse sol e céu azul então, seria o melhor ou um top3 da viagem pelo menos).
O motorista é o guia também e ele percorre a estrada em direção a Salta e pára em alguns dos principais atrativos da Quebrada: La Punilla, Los Castillos, El Obelisco, La Yesera, El Sapo, El Anfiteatro e La Garganta del Diablo. Alguns pontos são paradas bem rápidas apenas para fotos como o Obelisco e o Sapo, enquanto nos outros a parada é um pouco mais longa (principalmente na La Punilla (uns 40 min) e La Yesera (uns 50 min), onde é feito uma caminhada pelo local). Chegamos em Cafayate pouco antes das 20h.

Tour a Quebrada de Cafayate: 80 ARS
Guia para Cueva del Suri/Pinturas Rupestres: 15 ARS

Imagem
Imagem
Imagem

Dicas
  • Muita gente conhece Cafayate e sua Quebrada a partir de uma excursão desde Salta. Eu acho isso válido se existe uma limitação de tempo no roteiro, no entanto acho que vale muito a pena dormir pelo menos 1 noite em Cafayate. A cidade é muito agradável e tem atrações para se gastar no mínimo 2 dias nela.
  • Em frente ao Hostel Rusty-K fica um restaurante chamado El Hornito que eu gostei muito. Ótimo preço e comida muito saborosa. As empanadas são muito boas e pelo menos a napolitana de frango com papas salteñas que comi estava deliciosa. Só não indico o lugar se você não suporta esperar muito pela comida.
  • Se possui o interesse de fazer a trilha pelo Rio Colorado, recomendo tentar ir de táxi (ou pelo menos de bike) até o começo da trilha pois são 5 km do centro de Cafayate até o local por um caminho (principalmente no começo) sem grandes atrativos. Reserve o dia todo para esse passeio ou saia bem cedo.
  • Não perca tempo visitando Cueva del Suri e pinturas rupestres.
  • Se desejar visitar outras bodegas além da Vasija Secreta (La Banda), nos indicaram também a Domingos Hnos, Nani, El Tránsito.



Olá, vc sabe se vale mais a pena ir pra Quebrada de Salta ou de Cafayate???
#1238795 por José Luiz Gonzalez
08 Dez 2016, 19:28
Karen Terra escreveu:Olá, vc sabe se vale mais a pena ir pra Quebrada de Salta ou de Cafayate???


Depende! A Quebrada fica mais próxima de Cafayate, então se você tiver tempo, vale mais a pena fazer a partir de Cafayate. Agora, se seu tempo é curto, acho melhor montar base em Salta e fazer um bate-volta para a Quebrada com um pulo em Cafayate!
#1239018 por José Luiz Gonzalez
09 Dez 2016, 19:15
lucasfm escreveu:Olá José Luiz, estou querendo passar pelo noroeste argentino agora em janeiro e achei seu relato muito bom. Você acha que dá para fazer certos passeios sem contratar tours em agências nessa região?

Abraço!


Sim, sem dúvida dá pra fazer alguns passeios de forma independente! Eu mesmo fui para as Ruínas de Quilmes de ônibus e peguei uma espécie de carro que espera lotar para ir nas Salinas Grandes. E na Quebrada de Humahuaca fui também a Tilcara e Humahuaca de ônibus montando base em Pumamarca.

Dá também para ir de ônibus e não de tour de agências para lugares como San Antonio de los Cobres e Cachi.... o problema aqui é que o melhor desses passeios não é necessariamente o destino final, mas sim as paradas no meio do caminho! Então eu acho que de ônibus não deve ser a mesma coisa, talvez o ideal fosse de carro alugado porque aí daria para fazer as paradas no caminho! Mesma coisa sobre passeios pela Quebradas como a de Cafayate!

Abraço!

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 14 visitantes