Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul

#1231237 por rodrigopaulo
08 Nov 2016, 18:53
Jéssika Costa escreveu:kkkk eu ja fui e ja voltei da viagem!
Queria agradecer pelo relato, Rodrigo, com certeza me ajudou muito na minha viagem que deu tudo certo!
Muito obrigada :)


Que massa, Jéssika. Olhei rapidamente teu instagram e achei as fotos massa. Cadê o seu relato? ahahahahaha

gjorup escreveu:Para não, Rodrigão!! Estamos aqui ansiosos por mais um capítulo!!!


Prometo que até o final da semana vou postar!

Abraços!
#1234305 por rodrigopaulo
20 Nov 2016, 19:46
Capítulo 15 - Chi, chi, chi! Le, le le! San Pedro de Atacama e nosso primeiro passo nas terras chilenas - 21/02/2016

4h da manhã estávamos de pé porque o dia seria corrido. A primeira parada seria nos Geiseres Sol de Mañana. É preciso chegar tão cedo assim pois esse é o horário de maior atividade dos gêiseres. Então se quiser assistir o espetáculo tem que madrugar mesmo! Além disso, é bom levar todas as roupas de frio que você trouxe na mochila, porque aqui o frio é de cortar! Estava batendo -5º C ::Cold::

ImagemGeiser Sol de Mañana by rodrigopaulo, no Flickr

ImagemGeiser Sol de Mañana by rodrigopaulo, no Flickr

Em seguida seguimos em direção às águas termales, que é onde, inclusive, também é servido o café da manhã. Quem quiser tomar banho, tem banheiro lá onde você pode trocar de roupas, tomar um banho depois (pago, obviamente). É bem estruturado, até. Antes, porém, é servido o café da manhã, que foi trazido pelo nosso guia Rodrigo. Sinceramente, esse foi o melhor café que eu tomei durante toda a viagem, por incrível que pareça. ::lol4:: Tinha de tudo, geleia, biscoito, pão, iogurte, leite, achocolatado, café, chá. Nem nos melhores hostels da viagem tive um café tão farto.

ImagemAguas Termales by rodrigopaulo, no Flickr

Nessa hora eu estava meio aflito já porque já passava das 8h da manhã e o transfer que nos levaria para o Atacama sairia às 9h e estávamos com muito medo de perdê-lo. E ainda passaríamos por mais 2 lagunas a caminho da fronteira com o Chile; a Laguna Verde e a Laguna Blanca. E a cada minuto que ia passando eu ficava mais aflito, tanto que nem aproveitei muito o visual das lagunas. Apenas queria chegar logo na fronteira ::mmm:

ImagemDeserto de Siloli by rodrigopaulo, no Flickr

ImagemLaguna Verde by rodrigopaulo, no Flickr

ImagemLaguna Blanca by rodrigopaulo, no Flickr

Achei a Laguna Blanca a mais sensacional de todas. É praticamente um espelho refletindo o horizonte. De tirar o fôlego o visual.

O bom é que as lagunas são no caminho da fronteira e conseguimos chegar à tempo de pegarmos o transfer. Nessa hora todos foram uma fila para entrar na casinha de imigração boliviana pra dar saída no passaporte. Nessa hora você tem que entregar também o ingresso da Reserva Eduardo Avaroa e os tão famigerados Bs 15 de propina, que sabemos que é um valor proibido, mas que mesmo assim os policiais cobram. E nós não queríamos confusão, então pagamos e demos tchau à Bolívia. Se quiser comprar briga e decidir não pagar, me conta depois no que deu ::lol4::

Nos despedimos do nosso guia Rodrigo (a quem demos Bs 25 de gorjeta) e pegamos nosso micro-ônibus rumo à San Pedro de Atacama. Já tinha lido em vários relatos que a diferença entre o Chile e a Bolívia já é perceptível quando você cruza a fronteira, mas não achei que seria TÃO perceptível. As estradas todas asfaltadas, sinalizadas, tudo bem organizado, ao contrário da Bolívia.

Após um tempinho chegamos na entrada da cidade onde o ônibus para na entrada da cidade na imigração chilena onde você perde +- uns 30 minutos para revistar suas coisas e carimbar seu passaporte. Deixem quaisquer alimentos na fronteira da Bolívia, porque a imigração chilena é bem rígida. Folha de coca, nem se fala :roll:

Depois disso o ônibus nos deixa na entradinha já da cidade e seguimos caminhando. Aqui, nossa primeira necessidade era um wifi urgente ::lol4:: Afinal passamos 2 dias totalmente incomunicáveis e precisávamos dar e receber notícias aos parentes. Além disso, a gente precisava também achar um hostel, afinal a gente tinha planejado chegar só no dia seguinte e eu só tinha reservado um hostel pra mim (quarto coletivo). Antes disso trocamos o real a Ch 173, cotação melhor do que a gente esperava (Antes estava em Ch 150). Rodamos a cidade e paramos numa casa de sucos para arregar o wifi. Pagamos a módica quantia de Ch 2.000 e ficamos por ali até tentarmos reservar algum hostel pelo Booking, mas não conseguimos nada. Então decidimos sair andando na cidade mas os hostels ou estavam lotados ou estavam os olhos da cara. Acabamos Hotel Chiloe (Ch 50.000 a diária do casal). Sucumbimos. Chegamos no quarto, tomamos um boooooom banho e dormimos naquela cama macia ahahahahahaha.

Nesse ponto eu mudei meus planos e decidi seguir com minha namorada pra Santiago e deixar pra conhecer San Pedro de Atacama numa próxima oportunidade. Adorei a cidade e pretendo voltar pra conhecê-la melhor num futuro não tão distante ::love:: Sem contar que acabei pegando uma promoção de voo ida e volta para Calama por U$ 119 (R$ 502, com dólar a R$ 4,22)

Acordamos no fim da tarde e fomos na rodoviária da cidade para compramos as passagens para Calama, de onde sairia o voo. A rodoviária fica bem afastada da cidade e rodamos um pouquinho até achá-la. Compramos a passagem para Calama pela K-Tur por Ch 3.000. Em seguida fomos dar uma voltinha na cidade e comer alguma coisa, afinal nem tínhamos almoçado.

ImagemSan Pedro de Atacama by rodrigopaulo, no Flickr

ImagemSan Pedro de Atacama by rodrigopaulo, no Flickr

O clima de San Pedro é muito legal. Tem vários cachorros circulando pela cidade, as pessoas são bem good vibes. Foi uma das cidades que mais gostei da viagem. Uma pena que não deu pra conhecer melhor, fazer os passeios, as baladas e tudo mais. Mas ela já tem espaço cativo no meu coração.

Comemos uma pizza na Pizzeria El Charrua. A pizza é deliciosa! Mas é bem carinha também. No final a conta deu Ch 6.725 pra cada um. Depois fomos tomar um helado. É bem tradicional na cidade e existem várias heladerias na rua principal. Fomos na Babalu onde 2 bolas saíam por Ch 2.700. Compramos alguns artesanatos, água e por fim voltamos para o hotel pra dormir.

ImagemSan Pedro de Atacama by rodrigopaulo, no Flickr

San Pedro de Atacama ::love::

Gastos do dia:
Taxa da imigração Bolivia: Bs 15
Propina do guia: Bs 25
Suco: Ch 2.000
Ônibus para Calama: Ch 3.000
Pizza: Ch 6.725
Artesanatos: Ch 1.000
Helado: Ch 2.700
Água: Ch 1.000
Total: Bs 40 (R$ 27) / Ch 16.425 (R$ 94) = R$ 121

Próximo capítulo: Fugidinha pra Santiago!
#1234400 por Débora L Souza
21 Nov 2016, 07:30
Oi Rodrigo!

Você se lembra dos horários disponíveis pra esse transfer para Calama? Vou fazer um passeio que está programado pra chegar as 16:00 e depois queria pegar o transfer. Você se lembra até que horário eles saem?

E sobre o aeroporto de Calama, você acha que daria pra passar a noite la? Eu vou pra lá, como eu disse, quase a noite e tenho um voo marcado pro outro dia de manhã. Já até reservei um Hostel mas vai me custar 37 doletas e não queria gastar isso só pra dormir não. Já dormi algumas vezes em aeroportos mas estou com receio porque não sei se esse ficaria aberto a noite ou se seria perigoso fazer isso. No caso, vou estar acompanhada do meu marido.

Valeu!!!
#1234586 por Amanda Sfair Gonçalves
21 Nov 2016, 16:30
Eu estou completamente encantada com as fotos da sua viagem.

Parabéns pelo relato, estou começando a pensar em uma viagem para o Peru-Bolívia-Chile e cada uma das dicas aqui do Mochileiros está sendo essencial para eu conseguir desenhar o meu trajeto! :mrgreen:
#1234613 por rodrigopaulo
21 Nov 2016, 18:47
Débora L Souza escreveu:Oi Rodrigo!

Você se lembra dos horários disponíveis pra esse transfer para Calama? Vou fazer um passeio que está programado pra chegar as 16:00 e depois queria pegar o transfer. Você se lembra até que horário eles saem?

E sobre o aeroporto de Calama, você acha que daria pra passar a noite la? Eu vou pra lá, como eu disse, quase a noite e tenho um voo marcado pro outro dia de manhã. Já até reservei um Hostel mas vai me custar 37 doletas e não queria gastar isso só pra dormir não. Já dormi algumas vezes em aeroportos mas estou com receio porque não sei se esse ficaria aberto a noite ou se seria perigoso fazer isso. No caso, vou estar acompanhada do meu marido.

Valeu!!!


Oi Débora. Eu realmente não me recordo até que horas os ônibus partem para Calama, mas creio que com certeza deve ter horário depois das 16h porque as duas cidades são muito próximas e há muitas empresas que fazem o trajeto. Creio que isso não vai ser problema. Quanto ao aeroporto de Calama, tem uma parte lá com um mega vão onde dá pra dormir de boa. O aeroporto é pequeno e bem tranquilo. Inclusive quando estávamos lá tinha uma galera cozinhando inclusive ::lol3::

Natália C. Santos escreveu:Eeeei!
Que bom que não abandonou a gente!! hauhauahuahua
ótimo o seu relato!! ::otemo::


Abandonei não. E vou dar um gás pra acabar logo o relato em breve ::otemo::

Amanda Sfair Gonçalves escreveu:Eu estou completamente encantada com as fotos da sua viagem.

Parabéns pelo relato, estou começando a pensar em uma viagem para o Peru-Bolívia-Chile e cada uma das dicas aqui do Mochileiros está sendo essencial para eu conseguir desenhar o meu trajeto! :mrgreen:


Muito obrigado, Amanda. Qualquer coisa que precisar, estou aqui pra ajudar ;)

Abraços!
#1235420 por rodrigopaulo
24 Nov 2016, 20:32
gjorup escreveu:Boooooa Rodrigão. Continue esse excelente relato. Espero q acabe antes da minha viagem...rsrsrsrsrs Ta ajudando demais em tudo.


Viaja quando? Espero terminar o relato em breve, também ::otemo::

Abraços!

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 5 visitantes