Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#766379 por Carol Montoaneli
07 Out 2012, 14:49
Oi Otavio!!!!

Pensei que fosse seu. Que confusão, hein?! haha
Mas fiquei morrendo de vontade!!!!!

Pico Paraná eu nunca ouvi falar. Aliás...até mês passado não sabia direito nem o que era Pico! ::lol4::

Vou dar uma pesquisada. Pra mim... ficou com gostinho de quero mais!rsrs
Obrigada pelas dicas!

beijos

#769013 por gvogetta
15 Out 2012, 19:50
Olá Carol!

Otávio Luiz escreveu:

[...] o relato quem fez foi o Getúlio, parceiro de caminhadas. [...]



Falando em mim... Ói eu aqui... :mrgreen:

Belo relato menina! Gostei muito. Sem dúvida uma trip emocionante, com direito a todos os ingredientes necessários a uma "iniciação": perrengue, frio, medo, cansaço, incerteza, Amigos (isso mesmo, com "A" maiúsculo), superação, emoção, estrelas... e por aí vai...

Vou fazer uma crítica, construtiva, mas necessária - a todos os 5 participantes e a quem mais ler este tópico. ::toma::

Não me levem a mal, mas onde já se viu montar uma trip dessas entre desconhecidos, especialmente levando uma (?) pessoa sem qualquer experiência anterior numa caminhada desse porte??? Pode parecer exagero (você agora sabe que não é, certo?!) mas este tipo de situação pode facilmente levar uma pessoa despreparada a situações extremas de stress psicológico e físico, podendo causar acidentes sérios, que num ambiente como aquele pode ser fatal - isso além de colocar os outros membros do grupo, ainda que experientes, em risco.

Vocês tiveram sorte (você mais ainda, pois topou com um grupo bacana e que foi bem compreensivo - veja adiante outros comentários), não saiu nada errado, mas não se pode contar com a sorte nessas situações. Não vou ficar também imaginando ou citando o que poderia ter acontecido de ruim, já foi, passou. Planejamento + conhecimento prévio de pessoas e lugares é que podem proporcionar alguma segurança (note que eu disse "podem" e "alguma"). Já vi muitos grupos se formarem para trips por aqui e depois relatarem seus sucessos. Aqui nunca soube, mas já li em outros sites de viagens e trekking relatos de pessoas que simplesmente foram abandonadas na trilha pelos "companheiros" por terem apresentando alguma dificuldade no percurso. Eu mesmo já me enfiei em alguns perrengues que marcamos aqui pelo Fórum com pessoas que não conhecia ou conhecia muito pouco - com a diferença de que eu (e os outros envolvidos) sabíamos no que estávamos nos metendo. Tenham CUIDADO neste sentido, se informem bem ANTES. O CUIDADO nunca é demais. Que fique o ALERTA. É um Fórum aberto a quem quiser ler e é minha obrigação, como cidadão, forista e montanhista advertir. Não gostaria de ver alguém, quem quer que seja, algum dia, sem a devida cautela (ou noção de perigo, como queiram) ter problemas ou se acidentar por causa de uma situação semelhante por ter lido ou se espelhado em algum tópico aqui do Mochileiros.com ou ainda de qualquer outro sítio.



Carol Montoaneli escreveu:Essa com certeza é a história mais louca que tenho pra contar, mas eu espero de coração que não seja a única!
[...]

Cara!!! ali acho qe a minha ficha tinha caído! Pela primeira vez eu tava tentando administrar todo aquele cansaço, junto com a bagunça de sentimentos e os 11 quilos da mochila!!! ui!!!

[...]

O Edu tava carregando 17 quilos e pegou a minha mochila com mais 11 quilos e subiu.
Eu não entendi como alguém que eu nunca tinha visto na vida... tá! ok!!! estávamos subindo um pico algumas horas... mas como alguém que não tem intimidade comigo, não é meu amigo, não faz parte do meu convívio tava fazendo aquilo por mim!
Uma hora eu ia chegar no pico. talvez a noite, mas eu não tinha como ficar ali sozinha... então uma hora eu tinha que subir.... mas eu não tava entendendo como alguém podia me ajudar daquela forma.
Tudo muito distante da minha realidade... da minha rotina!!!
Enfim.... acho que pela primeira vez eu entendi pra que servem as nossas mãos... pra estender quando alguém realmente precisar!

Ele continuou subindo e parava pra me olhar... ver em que ponto eu estava, e me orientava "vai por ali, segue aqui!" e assim subimos.

[...]

Eu tinha uma única certeza... a de que sozinho não somos nada nessa vida e não chegaremos a lugar algum!
Pra chegar lá em cima você não precisa apresentar sua carteira, seu diploma, tão pouco preencher ficha com o perfil pra ver se preenche os pré-requisitos! rsrsrsrs

Quando o susto começou a passar, sentei numa pedra e desembestei a chorar! Falo mesmo!!! todo mundo viu!!!! hauhauahuahauhauahauh
Eu não sei pq chorei.... eu acho que juntou um pouco o susto com a alegria, com a emoção de ver tudo aquilo!!! sei lá!
Talvez gratidão!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Eu só agradecia a Deus por conseguir chegar lá em cima, por ter colocado pessoas tão bacanas no meu caminho!!! Por tudo !!!!

[...]

Acho que terei muita história pra contar! Sempre lembrarei com muito carinho de cada momento! Lembrarei pra sempre do peso da mochila e de como foi importante a ajuda que recebi.
Acho que levarei para sempre cada sensação de gratidão cada vez que uma mão me foi estendida!!!!

[...]



Fiz questão de citar estes trechos, não a toa. Estas passagens são um retrato do que é um montanhista. Não conheço o cidadão (Edu) mas pela descrição não pode ser outra coisa. Montanhismo, além do óbvio - subir montanhas, ascender cumes, escalar, enfim, é apoiar os companheiros nas mais diversas situações, tanto as boas quanto as ruins, e especialmente nestas manter a cabeça no lugar, o braço forte e a mão amiga, seja para carregar a mochila, seja para injetar ânimo, compartilhar a água escassa, carregar os feridos... etc. É o que separa uma amizade comum daquela amizade (diria mais, irmandade) que se forja nas montanhas. Montanhismo é muito mais do que o pico, do que atingir o cume, é o processo, é a subida (e a descida) com todos que saíram.


Carol Montoaneli escreveu:
[...]

Não me canso de olhar as fotos e os vídeos. Cada vez que vejo as muralhas de pedras ou a neblina me dá frio na barriga, mas tenho saudades e uma imensa vontade de voltar.... claro!!! que devidamente equipada, acompanhada e fisicamente preparada! rsrsrs



O maior equipamento você adquiriu nesta trip, não tenha dúvida. A experiência vivida supera tudo, especialmente os equipamentos.
E o "vírus" já te infectou. Sinto te informar, mas não há cura! ::lol4:: ::otemo::

Grande abraço!
#769034 por vernerbezerra
15 Out 2012, 21:00
Gvogetta, concordo com seu alerta e assino embaixo. Muito bom que as pessoas tenham em mente que o montanhismo nao seja somente montar um grupo (ainda mais com desconhecidos) e seguir. Tampouco que chegar ao cume seja o único objetivo, ignorando todo o percurso e todos os seus degraus.

De certa forma, considero sim uma atitude irresponsável as pessoas se juntarem sem se conhecer se seguir numa trip sem uma certa experiência. Mas veja, no nosso caso tivemos duas pessoas com conhecimento pleno do local, sendo uma delas inclusive bombeiro militar, na qual tivemos o prazer de desfrutar da sua experiência. Inclusive, ele foi um anjo e, apesar de ser sua sétima subida, desfrutou como se fosse a primeira! (Na verdade, poderia ser a milesima, nunca seria a mesma coisa hauah).
Quando eu convidei Carol, imaginei que ela tivesse experiência, mas quando ela disse que nao tinha, apesar de nao conhecer, fiz questão de firmar compromisso com ela desde o inicio de que estaríamos junto dela. Alias, se acontecesse dela desistir, tenho certeza que todos voltariam.

Quando fiz o convite, sabia que nao era algo impossível sequer ora um iniciante. A prova é que a Carol resistiu bravamente.
Ela superou muitos dos seus limites. Ou melhor. Talvez tenha alcançado os que pensu que jamais alcançaria.

Tambem foi minha primeira experiência em montanhismo desse nível. Tive a preocupação de conhecer o Pico dos Marins, saber seus problemas, e compartilhar com todos do grupo. Sempre nos alertávamos sobre os possíveis perrengues. Portanto, nao foi algo tao irresponsável quanto pareceu uahauhau.
Tudo foi plenamente conversado antes da viagem. Tanto que nao tivemos surpresas (a nao ser pela bela paisagem)

Aproveitamos muito o caminho ate o cume. Eu por exemplo nao parava de fotografar! Fiz das tripas coração pra tirar uma câmera enorme no meio do caminho sempre que via algo surpreendente. E acredite: tudo era surpreendente!

A Carol, antes de qualquer coisa, merece os parabéns pela superação.
Seu alerta é bastante pertinente, entendi completamente sua intencao e por isso assino embaixo. Inclusive levarei algumas de suas passagens escritas aqui pras próximas aventuras, amigo. Mas gostaria respeitosamente de deixar registrado que a irresponsabilidade acima dita nao é exatamente como disseste. Por isso, os apontamentos.

Grande abraço a voce e obrigado por ter agregado sua experiência!
Carolzinhainhainhainhainha, saudade!!
#769152 por Otávio Luiz
16 Out 2012, 09:08
Vou copiar aqui um aviso do AltaMontanha:
"Atenção: O portal AltaMontanha (e agora o mochileiros.com :mrgreen: ) alertam que as atividades de montanhismo são adrenantes e viciam logo ao seu primeiro uso. Os perigos existem , principalmente quando os limites não são respeitados, porém é uma atividade muito segura se praticada com moderação, consciência e respeito a natureza."
::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo:: ::otemo::
#769305 por gvogetta
16 Out 2012, 13:48
vernerbezerra escreveu:

[...]

A Carol, antes de qualquer coisa, merece os parabéns pela superação.
Seu alerta é bastante pertinente, entendi completamente sua intencao e por isso assino embaixo. Inclusive levarei algumas de suas passagens escritas aqui pras próximas aventuras, amigo. Mas gostaria respeitosamente de deixar registrado que a irresponsabilidade acima dita nao é exatamente como disseste. Por isso, os apontamentos.

[...]




Olá Verner e Carol!


Sem dúvida a Carol merece os parabéns! Aliás até me esqueci (agora que percebi) de parabenizá-la pelo feito. :oops:

Eu não falei nada sobre irresponsabilidade, ao menos diretamente, só fiz o alerta, vocês entenderam o real sentido das minhas observações e outros que lerem o relato certamente entenderão também. Esse é o espírito da coisa.

Bacana que você tenha esclarecido algumas das circunstâncias nesse seu último post (compromisso de apoio, troca de informações prévia, etc.). Da forma como foi postado originalmente pela Carol no relato dá uma maior impressão de que alguns cuidados teriam sido relegados. E só para esclarecer, o fato de existir no grupo uma ou mais pessoas experientes, habilitadas e conhecedoras da trilha ou do terreno minimiza mas não afasta o risco de um sinistro.

Abraço e boas trips a vocês! Não deixem de compartilhar.
#769977 por Carol Montoaneli
18 Out 2012, 01:10
Oi Gvogetta ,

Poxa!!!! que honra vc por aqui no meu relato! hahaha
Acompanhei alguns relatos seus e pirei, viu?! haha

Então... quando eu fiz o relato, a intenção era justamente alertar o pessoal que vai pra Marins que não é uma coisa tão simples. Claro que não é impossível, mas todo mundo precisa estar devidamente preparado. Eu vi alguns relatos de alguns marinheiros de primeira viagem falando sobre os perrengues e tudo mais. Mas eu não tinha noção do que me esperava pela frente... ::lol4::

Poxa! será que dei bobeira e não comentei que o Edu era nosso guia? Ele foi vaaaaaarias vezes pra lá. E quanto a isso eu estava bem tranquila.

Quanto a gente não se conhecer... Acho que você tem razão. Olhando assim... LOUCURA total! Mas acho que só sentindo mesmo. Nos adicionamos no face, trocamos muuuuuuuuuuuitas informações, a Theruco e o Verner me ajudaram a "montar minha mochila"... a sintonia foi tão doida que parecia que a gente se conhecia pessoalmente, sabe?! Mas acho que você tem razão mesmo e vale a alerta!

Muuuuuuuuuito obrigada pelos comentários! Fiquei bem feliz!
Ah! já era... estou infectada... graças a Deus! hahahahahaha

Nesse ultimo feriado, inventei de acampar na praia e senti uma falta danada da montanha, do pico, das pedras, da vista.... daquela pressão no peito... daquela falta de ar... daquela sensação inexplicável de como somos pequenininhos diante daquela imensidão! sei lá! rsrsrs



Otávio Luiz,
Isso é hora de me passar essa alerta??? Agora??? Já era!!!! estou viciada e só de lembrar daquele ventinho gelado batendo no rosto ::Cold:: me dá um frio na barriga e a vontade de voltar torna-se incontrolável! ::lol4::

valeu!!!!! Beijos!!!!!!!!!!


Vernerzinhozinhozinho!!!!!!! Amor da minha vidaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!
Nem preciso dizer que tu mora no meu coração, né?!
Poxa! tão pouco tempo, tantos perrengues e descobri um irmão que tava perdido no mundo!!!!
Se tudo der certo... próxima trip agora em novembro, né?! Tô mega ansiosaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!!!!
Saudade que dói, viu?!

beijocas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
#769985 por Tethe
18 Out 2012, 01:24
Carolzinhaaaa????
que som é esse??????
que choro é esse?????
Tem pico, não tem pico!!!
::hahaha::

(Gente, não sei deixar mensagens direito aqui ainda, mas eu aprendo, sou muito jovem!! aushuashuash)

Carola, Veh - não sei explicar, mas nossa trip foi escolhida, foi angelicalmente preparada pra receber a gente!! Cada um de nós!!!
Foi tudo perfeito...não sei se chamaria de SORTE, como li por aqui. Chamaria de energia!!! De vibração!!!

O Edu conhecia bem o lugar, quintal da casa dele. Filho do sertão!!!!
O Miltão deu uma força lá pra gente tbm.
Eu já tinha feito a trilha uma vez, e quando me encontrei com o Edu, na semana antes da nossa trip foi pra conhece-lo, pra sentir a vibe dele...afinal eu tava tirando você Vehzin, lá dos seus maranhão...'travessando' o país pra escalar um pico sem o devido apoio???
Fiquei preocupada sim.
O Miltão eu já conhecia (foi meu guia da outra vez) então sabia que poderia contar com ele.
O Edu, apenas pelo facebook...por isso fiz questão de conhece-lo antes, pessoalmente. Além disto, traçamos o plano B!!!!!

Vehzin e eu já estávamos 'íntimos' de tanta conversa por email, facebook, telefone....
Ou seja, não éramos tão estranhos assim!!!! :o

O Juliano tava nos emails com a gente....fiquei meio assim com ele...ele quase não falava muito...sei lá.
Mas pelo telefone parecia muito tranquilo, de boa. E que cara gente boa demais da conta viu!!
Será ótima companhia pro Roraima!!!!

A Carola???? meninaaaa.....nem me fale!!! Foi ultra-mega-super-rápida a nossa empatia!!!! Pelo face, emails, telefone!!! e a gente se parece em tantas coisitas né????

Eu, como boa oriental, até fiquei um cadim (oriental-mineira???) preocupada pelo fato de não nos conhecermos de fato...mas sabe a estória da vibração? Da energia que nos envolvia?? Pois é.
E tudo fluiu.
Perfeito.
Cozo mais gostoso!!!!
::hahaha::

Pra quem quiser se inspirar numa dessas, eu diria que o que vale é o COMO lidar com os perrengues!!
Perrengues vão existir SEMPRE nas nossas vidas!! Sempre.
O que muda é o modo como lidamos com eles...

Beijão Carolas, Veh, Juju e Duduuuuu!!! Amo!!!!
#769987 por Carol Montoaneli
18 Out 2012, 01:49
::lol4:: Teteeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!!!
Que som é esse? hahahahahaha
Desculpa gente!!! Piadinha interna! ::putz::

Foi animal mesmo......... Praticamente amigos de infância!!!!!!!!!!

Ow!!! quero deixar aqui registrado que eu não sabia que a Tete conhecia o Edu. Poxa!!! agora tô ficando como a paty pirada da história! hahahahahahaha ::mmm:

Tá tudo certo Te!!! A msg veio inteirinha!!!! haha

Amoooooooooooooooooooooooo!!! Bora pra próxima!!!! hahahaha

beijocas!!!!!
#770085 por gvogetta
18 Out 2012, 12:48
Carol Montoaneli escreveu:Oi Gvogetta ,

Poxa!!!! que honra vc por aqui no meu relato! hahaha
Acompanhei alguns relatos seus e pirei, viu?! haha

Então... quando eu fiz o relato, a intenção era justamente alertar o pessoal que vai pra Marins que não é uma coisa tão simples. Claro que não é impossível, mas todo mundo precisa estar devidamente preparado. Eu vi alguns relatos de alguns marinheiros de primeira viagem falando sobre os perrengues e tudo mais. Mas eu não tinha noção do que me esperava pela frente... ::lol4::

Poxa! será que dei bobeira e não comentei que o Edu era nosso guia? Ele foi vaaaaaarias vezes pra lá. E quanto a isso eu estava bem tranquila.

[...]




Olá Carol!


Somos todos irmãos na natureza primitiva de nosso ser, nossa sociedade pseudo evoluída é que nos distancia e nos torna desiguais... Na montanha, muito mais do que em outros ambientes naturais, nos reencontramos com este estado natural, atávico. A mesma honra que você me deferiu por ter comentando seu relato é a que sinto em poder contribuir com aqueles que de coração puro apreciam a natureza de nossas montanhas, como parece ser o caso de vocês (nossa... ficou até poético isso, rsrs!). Não é "rasgação de seda" não, hein?!

No seu relato você citou sim o Edu como guia do grupo e entendi que era ele quem tiraria vocês de alguma enrascada (bombeiro, quintal da casa dele, etc). O que eu disse, e que não sei se compreenderam, é que o fato de ter uma pessoa experiente e conhecedora da região no grupo não é garantia de que os demais deixarão de correr riscos altos, em variadas circunstâncias. Mas não quero mais ficar focando nessa questão, a ideia foi mesmo de deixar um alerta (pelas circunstâncias em que a trip de vocês ocorreu, nada pessoal, ok?!), não quero ficar dando uma de chato e tirar o brilho dessa bonita conquista de vocês.

Recebi sua mensagem de e-mail e fiquei feliz por ter encarado minhas observações numa boa. Às vezes fico no dilema de dizer algumas coisas ou não em determinadas situações, justamente por que algumas pessoas não encaram de forma saudável certas observações que precisam ser feitas.

Se mais tarde quiserem trocar alguma ideia sobre os próximos desafios de vocês, fiquem à vontade. Inclusive já estudei bastante o Monte Roraima, que pelo visto é a meta maior de vocês para os próximos meses (e para mim um sonho antigo e ainda não realizado). :wink:

Abraço!
#770111 por Carol Montoaneli
18 Out 2012, 14:04
Oi Gvogetta!!!!!!!!!

Bom... eu já fui muito cabeçuda e nunca gostei muito de ouvir a opinião dos outros. Mas depois que parei pra escutar, analisar, digerir e daí sim tirar minhas próprias conclusões tudo ficou taaao mais fácil! kkkkkkkkkk

Claro que a gente não deve levar tudo ao pé da letra, seguir tudo a risca ou até mesmo se ofender com que as pessoas dizem. Levei numa boa mesmo pq pode ser que alguém veja meu relato e fique todo empolgado pra montar grupos e acabe se enfiando numa enrascada, né?! E de gente com boas intenções.... tem um lugar aí que tá cheio! hahahahahaha
Deu certo pra gente, mas pode ser que não dê certo para outros por aí.
Depois que montei esse relato, conheci muita gente bacana aqui no fórum e algumas até me adicionou no face. Gente bacana mesmo, sabe?

Olha só que ironia! Eu sou bancária... no meu circulo de "amigos" ninguém curte essas doideiras. Tá todo mundo me chamando de sem noção e sem juízo até agora, mas se eu não tivesse arriscado dessa vez, não teria conhecido essas pessoas incríveis que levarei comigo pro resto da vida! Eu tô apaixonada! tô infectada! Para mim agora só bate aquela sensação de liberdade e que o limite só existe na cabeça da gente...rsrsrs

Sai um pouco daquela minha zona de conforto e descobri outro mundo! Descobri coisas que agora fazem muito mais sentido pra mim! E isso tudo foi apenas num perrengue de 48horas! hahahaha

Eu sempre gostei muito de trabalho em equipe, trabalho voluntário e sempre procurei estar engajada com algo que fizesse sentido na minha rotina. Talvez com toda essa experiência eu tenha aprendido a ajudar cada vez mais quem está do meu lado. Meus heróis agora são outros! rs

Agradeço de coração seu toque! E eu acho que não devemos ficar nos dilemas...rsrs
Eu sempre tento tomar cuidado com a forma que eu falo pq quando fico irritada, decepcionada ou até mesmo chateada não meço muito as palavras. Mas tô aprendendo.
Mas uma coisa é certa.... se meu coração mandar... de dilema eu não vou morrer jamais! hauhauahauhauhauahauh

E quanto ao Roraima, por enquanto estou fora! Eu não vou conseguir as folgas no meu trabalho. Acho que quem vai é a Tethe, o Verner e o Juliano!
Muuuuito obrigada pela ajuda!

Beijocas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
#782871 por andre_andrade
28 Nov 2012, 19:32
Pessoal, boa noite!

Sou "viciado" neste site. Fico horas lendo relatos e acho, muitos deles, simplesmente sensacionais!! Viajo junto nas fotos e nos relatos dos colegas que postam aqui e já tenho uma lista com "n" lugares que quero conhecer (nesta vida ainda).

Carol, seu relato foi bárbaro!! Voce conseguiu passar, para todos os que leram, várias das emoções humanas (alegria, tristeza, sofrimento!, incrível!! Numa das passagens sem perceber, de repente estava lacrimejando!!
O Marins também é um sonho que quero realizar com minha esposa mas ainda estou iniciando. Quero começar com trips menores antes de enfrentar uma como esta.

Quero também parabenizar o colaborador "gvogetta" pelas importantíssimas observações!! Meu caro, gostei muito do que voce falou e realmente nós precisamos deste tipo de informação. A forma com que a Carol relatou foi tão contagiante que ao final do relato a gente tem vontade de subir o pico no final de semana seguinte. Mas sabemos que não é simples assim.

Um grande abraço a todos!!!
André Andrade
#784337 por Carol Montoaneli
03 Dez 2012, 23:20
Andrade!!!!!!

Poxa!!!!! Estou sem palavras com seu recado! Fico feliz por ter contribuído de alguma forma (mesmo que apenas com as risadas).
Eu sou fão de carteirinha do mochileiros.com. Quando eu leio os relatos me sinto como se estivesse conversando em uma mesa de bar com um amigo que acabou de volta de viagem.
E quando volto de alguma viagem, me sinto na obrigação de compartilhar aquele turbilhão de sentimentos que estão em ponto de ebulição! kkk

Eu acho muito gratificante todos os recados que todos tem deixado aqui. Sou e serei eternamente grata!rs

Quando ao Gvogetta... olha... anota num caderninho as dicas que ele passa, viu?! O cara manja, viu?! hahahaha

Vai fazer Marins com a sua esposa sim, viu?! Super recomendo! Tenho certeza que vocês vão amar!!!!!
Mas olha..... se prepara, viu?! O perrengue é grande! Eu lembro até hoje de cada passo e cada choro! hahaha

Beijão bem grande!!!!!
#786669 por Wéll Bericat
11 Dez 2012, 23:23
Parabens pelo relato e pela conquista, o marins é mágico, e quando se passa por um perrengue como esse e ainda curtiu o lugar corre-se um grande risco de ter sido picada pelo mosquitinho da montannha e querer se aprimorar no esporte sempre querendo mais e mais... ::otemo::
parabens
#787631 por Carol Montoaneli
15 Dez 2012, 23:23
Oi Wéll Bericat!
Fico feliz que tenha gostado do relato! E obrigada, viu?! Com certeza... sair viva de Marins foi uma vitória! haha

Posso te garantir que o bichinho da montanha me picou, viu?!rsrs

beijocas

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes