Relatos de Viagens em Portugal
#838924 por cristianommachado
11 Mai 2013, 00:50
Pessoal,
Estive em Portugal em maio/2013 e considero uma das viagens mais maravilhosas que já fiz.
Voamos pela TAP Brasilia-Lisboa (que tem conexão para Porto). Aviões confortáveis, com sistema de áudio-vídeo muito bom e excelente serviço de bordo.
Hotéis foram reservados no site booking, e escolhidos conforme as avaliações ali feitas, mas sempre tentando hotéis pertencentes a alguma rede internacional. Os nomes dos hotéis falarei no decorrer do post.
O que mais ajudou a otimizar nossa viagem foi ter alugado carro. Inicialmente aluguei diretamente pelo site da autoeurope, mas, diante das dúvidas, resolvi ligar e a atendente me convenceu a mudar minha reserva e, por um preço pouco superior, escolhi um carro maior e com direito a devolução da franquia em caso de sinistro. Por isso, recomendo que aluguem o carro por telefone, diretamente da auto europe. Na verdade não se trata de locadora de veículos, mas de intermediária que oferece, por bons preços serviços de diversas locadoras. Alugamos um utilitário da Nissan bastante espaçoso por quase R$ 800,00, oito dias com seguro e direito a devolução de seguro em caso de sinistro.
Deve-se deixar mais ou menos 130 euros para estacionamento (em torno de 7 euros a diária) e pedágios (que eles chamam de portagens). Falar em pedágio, funciono assim: quando você entra na auto estrada e passa pela primeira barreira, não tem funcionário, siga para a faixa que tenha a parada no posto de pedágio com a placa com um desenho de uma pessoa, nesse momento você deve apertar o botão e retirar o ticket. Siga pela auto estrada... quando estiver perto de sair da auto estrada surgirá novo posto de pedágio novamente se dirija a faixa que tenha uma placa amarela com desenho de uma pessoa, agora aparecerá um funcionário que vai solicitar o cartão e daí se calcula o valor do pedágio com base local em que foi retirado este papel. Não é muito barato, mas vale muito a pena dirigir em Portugal
Importante levar GPS com mapa de Portugal, pois é muito fácil andar por lá, especialmente se deslocar entre as cidades.

Dia 1 - Chegada em Porto
Chegamos por volta do meio dia no aeroporto de Porto, bastante amplo e espaçoso. Simplesmente fantástico, e bastante organizado. Como nosso carro foi alugado junto a Guerin (que ofereceu melhor custoxbeneficio) a fila estava grande para a retirada do carro, mas nada de desânimo, afinal Portugal prometia muito.... Com ajuda do GPS chegamos facilmente ao Hotel Mercury Porto (tarifa de 96 euros a diária mais 21 euros de café da manha por casal). Hotel muito bem localizado, no centrinho de Porto. Se não quiser pagar tanto de café da manhã existem diversas opções perto. Porto é uma cidade de pequena extensão territorial, o único problema é ser uma cidade com bastante ladeiras, mas isso dá o charme...
Passeio saindo do hotel dirigimo-nos a Avenida dos Aliados até a Câmara Municipal, passando pela Igreja dos Congregados e Estação de São Bento. Voltando a avenida, subimos a direita para a Igreja dos Clérigos. Seguindo a direita encontramos a Igreja da Misericórdia e Livraria Lello. A esquerda descemos as ruelas e escadarias da Ribeira rumo ao Palácio da Bolsa, Mercado Municipal e Casa do Infante, quando vimos, estávamos em frente ao belíssimo Rio Douro, com diversos bares, restaurante e lojas de souvernirs... Por sinal os objetos de cerâmica, renda, tecido em Portugal são muito bem trabalhados, dá vontade de levar muita coisa.... Do outro lado do rio já vemos a cidade de Vila Nova de Gaia. Nessa noite tomamos um fino e jantamos um bacalhau ali mesmo, num dos diversos restaurantes em frente ao rio...

Dia 2
Pegamos o carro e fomos para Guimarães. Apesar de distante 40kms a estrada é muito tranquila: totalmente duplicada e sem caminhões. Estacionamos em frente ao Paço dos Duques e Castelo de Guimarães (lembre-se de retirar o ticket na máquina do parquímetro e colocar no painel do carro). Conhecemos esses locais e a pequena Capela de São Miguel, que fica entre eles. Daí fomos em direção ao Largo das Oliveiras, onde fica o antigo Paço dos Concelhos, onde paramos para apreciar a praça e descansar, apesar de ter sido um passeio tranquilo.
Depois voltamos para Porto e, após deixar o carro no estacionamento, fomos de taxi para as vinículas na cidade de Vila Nova de Gaia (atenção!! as vinículas fecham cedo, por isso, interessante chegar o quanto antes). Infelizmente, como chegamos tarde algumas já estavam fechadas, resolvemos parar em um desses bares e apreciar a vista para a cidade de Porto com um bom vinho verde (indico o Muralhas). Se pretende levar vinho do Porto não recomendo comprar nas vineiculas pois achei o preço mais salgado que em supermercados e, ao lado da Igreja dos Clérigos há uma casa de vinhos com preços atraentes. Poderíamos ter feito o passeio de teleférico aqui mesmo e seguir da parte baixa para a alta da cidade de Gaia vendo a cidade do Porto, mas preferimos cruzar a ponte e subir de ascensor. Mas estava fechado!!! Restou a grande escadaria... Para nossa sorte, ela terminava no nosso hotel... Descansamos a noite pois o dia seguinte prometia...

Dia 3
Acordamos cedo e partimos para Aveiro, considerada a Veneza portuguesa. Estacionamos próximo ao mercado do peixe e fomos logo atrás do passeio de barco moliceiro, saindo do canal central.. Nesse delicioso passeio se pode conhecer um pouco da história da cidade. De lá andamos para a Praça da República, onde fica a Câmara Municipal, o Palácio da Justiça, e adiante tem a Sé. No shopping na beira do canal tem um supermercado onde compramos algumas coisas por bons preços. Atravessando a ponte de volta fomos até a Igreja de São Gonçalo e depois para o Mercado do Peixe, que estava vizinho ao local onde estacionado o carro. Apesar de não ter apreciado, conheci os doces de ovo mole de aveiro, que é um creme feito com gema de ovo e açúcar envolvido com uma casca tipo óstia.
Daí partimos para Coimbra, onde nos hospedamos no Hotel Confort Inn. Apesar de pertencer a uma rede internacional, é um prédio velho e pouco distante do centro histórico, por isso, recomendo o Ibis, que tem mais o menos o mesmo preço e fica em frente ao calçadão do rio e atrás tem o centro histórico. Curtimos muito a apresentação de fado no FADO AO CENTRO, excelentes músicos provenientes da Universidade de Coimbra. Apesar de bastante interessados em conhecer a Universidade e a Sé a ladeira bastante íngrime desestimulou o passeio.... Chegamos no lindo largo da Portagem e decidimos subir a ladeira até a universidade... UFA!! bastante cansativo... Outro ponto que não gostei foi que, por ser uma cidade universitária, os bares e pubs abriam muito tarde (o que é ruim para quem gosta de aproveitar o dia). Na praça do comércio compramos lindas peças de cerâmica, apesar de bons preços ainda bastante salgados em razão da excelente qualidade.

Dia 4
Seguimos pela auto estrada com nosso grande e sábio amigo GPS e em 1h estávamos no Santuário de Fátima. Na verdade uma grande praça com diversas edificações.. Momento emocionante foi a missa na Igreja da Santíssima Trindade... Linda a Basílica com os túmulos dos 3 pastorinhos, as colunatas e a via sacra no seu interior. No centro da praça o monumento ao Sagrado Coração de Jesus.. Próximo a Igreja da Santíssima Trindade, a cruz alta e os Monumentos aos Papas Paulo VI e Pio XII. Do lado de fora da praça diversas lojinhas com tudo que se possa imaginar... os preços variam de uma loja para outra, se tiver tempo pesquise... Alguns restaurantes também ao lado oferecem refeições ao custo de 12 euros por pessoas em média (prato principal e bebida).
Dali fomos para Batalha (12kms, mas apesar de perto, por ser estrada secundária o limite de velocidade era de 50kms/h), para conhecer o belíssimo Mosteiro de Batalha (entrada 6 euros por pessoa), a Igreja era de graça, mas o mosteiro vale a pena é simplesmente lindo... em frente tem algumas lojinas e restaurantes bem agradáveis...
Desistimos de ir a Alcobaça, mas quem tiver pique ouvi dizer que o mosteiro de lá também é muito bonito.
Seguimos para Nazaré, a maior surpresa da viagem. Ficamos no Hotel Mar Bravo: excelente localização, excelente atendimento, excelente restaurante e excelente quarto (apesar de não ser grande). Delícia de distrito com muitas lojinhas e o hotel fica em frente ao elevador que leva a parte alta onde fica o centro histórico com linda vista para o mar com belos edifícios históricos... (mas essa parte de cima deixamos para o dia seguinte, pois queríamos andar no calçadão e pisar na areia da praia, além de tomar um bom fino (chop) em frente ao mar..

Dia 5
Após o passeio pela parte alta da cidade, fomos para Óbidos, linda vila medieval cercada por muralha... vale a pena passear e comprar lembranças na Rua Direita, especialmente o licor de Ginja de Óbidos, que deve ser apreciado num copinho de chocolate que ao final se come... Andamos bem em cima das muralhas e tiramos belíssimas fotos..Após almoçar deliciosa lasanha de salmão e espinafre num restaurante da rua direita, seguimos para Lisboa.
Em Lisboa, ficamos no Hotel Príncipe Lisboa, boa localização: em frente a estação de metrô, ao lado de shopping centre com diversas promoções e de onde partia o ônibus de dois andares que percorria os principais pontos turísticos da cidade e perto do lindo Parque Eduardo VI. Nesse dia andamos por essa região curtimos o shopping (que é igual em todo lugar), o parque Eduardo VI.

Dia 6
Acordamos cedo e seguimos de metrô em direção ao Parque das Nações, descendo na lindíssima estação oriente e shopping Vasco da Gama. Andamos pelos lindos edifícios construídos para a EXPO`98. Aguardamos as 10hs pela abertura do Oceaneario... O aquário mais impressionante que vi na vida... lindo curtir diversos tipos de peixes, dos grandes aos minúsculos, andando em círculo apreciamos tudo de todos os ângulos e em dois andares... além de diversas espécies de todos os oceanos.... Depois subimos o teleférico que proporcionou linda vista do Parque das Nações....
Voltamos a estação do hotel e pegamos o ônibus que faz o tour pela cidade... Para nós valeu a pena pois estávamos com duas senhoras idosas.. Optamos por descer em frente a Praça do Império. De um lado o Mosteiro dos Jerônimos, do outro o Padrão dos Descobridores, adiante a Torre de Belém,,, muita história.... A subida no Padrão dos Descobridores (de elevador) não vale a pena, pois lá em cima quase não dá pra ver nada já que o muro é bem elevado, mas a Torre de Belém, apesar de mais complicado, proporciona linda visão da cidade de Lisboa... Almoçamos no Restaurante Portugália (prato enorme de carne bovina para 4 pessoas 13 euros para cada). Subimos no ônibus e continuamos o roteiro, o que deu um ótimo panorama da cidade baixa. Depois de um bom banho, pegamos o metrô para a praça do comércio tomar um fino apreciando a bela paisagem... A noite almoçamos o melhor bacalhau da viagem num restaurante LAURENTINA bem perto do hotel...

Dia 7
Acordamos cedo e seguimos para Sintra.. Na verdade, gostaríamos de ter conhecido antes o Palácio de Queluz, mas por distração, apesar das placas de sinalização deixamos passar (acreditando que poderíamos conhecê-lo na volta). Sintra é simplesmente linda... Vale a pena a subida de carro até o Palácio da Pena (após a entrada importante comprar o transporte para chegar até o palácio... que vista linda para a vila e para o Castelo dos Mouros... belíssimo palácio...
Seguimos para Cascais. Por ser domingo a praia estava bastante cheia, mas nada que atrapalhasse o passeio! Gostoso passear pela orla e se perder nas calçadas atrás de lembrancinhas.... As fotos do Forte na praia são lindas.. Por preguiça não fomos até a Boca do Inferno (ponto mais ocidental da Europa que estava 1,5kms do forte.
Voltamos a Lisboa e após merecido banho (pois fazia impressionantes 30graus) fomos de metrô para a praça dos restauradores e andamos pela ruelas entre bares e lojinhas de souvenirs. Belas fotos do Elevador de Santa Justa, do Teatro Maria III, Av Liberdade, Hard Rock Cafe etc... Interessante nessa região que os bares possuem cardápios diferenciados para clientes de dentro e de fora do estabelecimento (dentro as coisas são 40% mais baratas)...
Na volta arrumamos as malas para partir no dia seguinte.

Dia 8
Fomos rapidamente ao Shopping El Corte Ingles ao lado do Hotel para comprar produtos de beleza e perfumes e partimos para o aeroporto. No caminho, numa rotatória abastecemos e seguimos as placas (rent a car) para devolução do carro, o que ocorreu sem problemas...O único imprevisto da viagem ocorreu com a devolução do IVA (tax free). Deixo a dica: ao chegar no aeroporto faça o check in. O funcionário da companhia aérea irá perguntar se os produtos adquiridos que você tem o formulário do tax free estão na mala que será despachada ou na mala de mão. se estiver na mala a ser despachada, você deverá se dirigir ao guichê 107 (alfândega) para despachá-la e onde o funcionário da alfândega irá carimbar o formulário. Se os produtos estiverem na mala de mão, após passar pelo raio x do embarque, do lado esquerdo fica a alfândega para que seja carimbado o formulário. Após o carimbo, ao lado direito da saída do raio x tem uns guichês onde eles devolvem imediatamente os valores (23% do valor pago).
Subindo a escada tem um enorme free shop... Mas planeje bem o tempo, pois o portão de embarque internacional é bem distante,... correndo dá uns 8min de caminhada até a imigração... Infelizmente, como nos atrapalhamos muito com a devolução do imposto, não aproveitamos o free shop e seguimos na correria, mas conseguimos embarcar sem problemas e morrendo de vontade de voltar a Portugal para conhecer mais lugares de carro alugado....

O passeio sem dúvida só foi possível graças aos relatos do site mochileiros.com, deixo aqui minha contribuição e me coloco a disposição de todos para auxiliar no planejamento da viagem..

#1014561 por debalves
23 Out 2014, 17:38
Olá cristianommachado! Obrigada por deixar seu relato por aqui! Estou colhendo informações sobre viagem para Portugal que dure entre 7 e 10 dias para uma futura viagem. Você achou que sua viagem foi "corrida" ou deu pra aproveitar tudo com calma? Abraços!

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes