Relatos de Viagens em Portugal
#1151737 por juliad
07 Jan 2016, 20:56
dia 08 - Lisboa

De volta à Lisboa, na estação Entrecampos. Não sabia ao certo o que fazer e, lendo o mapa da cidade que o hostel me deu, li que o museu Calouste Gulbenkian tinha entrada franca aos domingos e...ops, hoje é domingo. Além do acervo, parecia que o museu tinha um jardim muito bonito e, para completar, estava próximo ao Parque Eduardo VII, que eu também queria conhecer.
Peguei o metrô até a estação mais próxima e fui procurar o museu.

...nisso, dei de cara com
Foto 11-10-15 11 19 14.jpg
Foto 11-10-15 11 19 14.jpg (1.93 MiB) Exibido 1004 vezes

Já falei que Lisboa é linda e você sempre encontra o Tejo quando menos espera?

#1163815 por juliad
15 Fev 2016, 20:56
volta ao trabalho e uma trip curta para Santiago me impediram de continuar...mas vamos lá! =)
#1163829 por juliad
15 Fev 2016, 21:44
dia 08 - Lisboa

Curti um pouco o Parque Eduardo VI e segui caminho para a Fundação Calouste Gulbenkian, ali na região. Como era domingo, a entrada era franca. Comi um combo de sopa+empada+pastel de nata no café do local, com uma linda vista para os jardins, repletos de patinhos <3
Foto 11-10-15 11 51 26.jpg
Foto 11-10-15 11 51 26.jpg (4.28 MiB) Exibido 840 vezes


...o que eu não sabia é que apenas UMA PARTE do acervo era gratuita. Fiz tanta confusão com o pessoal que acabaram me liberando para o museu todo HAHAH
Para quem gosta de museus é um prato cheio. Achei o acervo permanente um pouco confuso na proposta (era dividido por fases - tendo coisas da grécia, Mesopotâmia, Oriente médio...), mas bem interessante. Lá tem muitos azulejos vindos do Oriente Médio - eu achei isso muito legal porque, depois de vários dias no país você enxerga claramente a influência.

Voltei para o Parque Eduardo, agora descendo. Minha ideia era entrar no bairro Principe Real que, pelo que havia lido, tinham lojinhas legais e bares bacanas.
Não contava que no meio do caminho a Avenida Liberdade estava fechada. Era domingo e tinha um desfile de carros antigos.

Foto 11-10-15 13 25 52.jpg
Foto 11-10-15 13 25 52.jpg (3.17 MiB) Exibido 840 vezes

Os donos dos carros vinham dirigindo, todos orgulhosos com suas esposas no banco do carona. O pessoal da rua ficava aplaudindo e elogiando. Gastei uma boa meia hora vendo aquela confusão non-sense e parti para tentar encontrar algum Miradouro.

Foto 11-10-15 13 39 29.jpg
Foto 11-10-15 13 39 29.jpg (1.87 MiB) Exibido 840 vezes

Taí uma coisa MUITO LEGAL em Lisboa: quando você menos espera, eis que surge uma vista. <3

Fui andando até o Largo Luis de Camões e vi que estava na porta do Hotel Bairro Alto.
Eu havia lido que o hotel tinha um dos rooftops mais badalados da cidade. Mesmo sem grana, roupa ou vontade de me juntar aos almofadinhas, quis conferir a vista. Não teve nenhum stress: bastou pegar o elevador, apertar o último andar para conferir o visual:

Foto 11-10-15 14 04 01.jpg
Foto 11-10-15 14 04 01.jpg (2.19 MiB) Exibido 840 vezes

Lisboa te apaixona a cada vista. E são várias <3

Vi que o sol estava para se por. Havia lido no guia que o hostel me deu sobre uma balsa que atravessava o Tejo, até Cacilhas. Desci a Rua do Alecrim (ai, Portugal, por que tantas ruas com nomes tão lindos?) e logo estava no Cais do Sodré. Deixei algumas tranqueiras no meu hostel e peguei a barca.
Sim, uma barca - é algo bem parecido com aquela que tem no Rio para Paquetá hahahah.

Recomendo BASTANTE esse passeio: custa apenas 1 euro/trecho e você vai estar em cima do Tejo. E, em Cacilhas, avistará toda Lisboa. A viagem não dura mais do que 10 minutos e tem barcas a cada 20/30 minutos. Muito fácil.

Foto 11-10-15 14 20 03.jpg
Foto 11-10-15 14 20 03.jpg (2.23 MiB) Exibido 840 vezes

Sob o Tejo. O senhor ao lado viu que eu era turista e cedeu o lugar para mim. Na realidade, até me sugeriu sentar no lugar dele porque a vista seria mais bonita. A hospitalidade dos portugueses é realmente incrível.

Foto 11-10-15 14 36 23.jpg
Foto 11-10-15 14 36 23.jpg (2.06 MiB) Exibido 840 vezes

Por do Sol em Cacilhas

Li que o rolê por lá era comer frutos do mar nos restaurantes da região. Massss, como toda viagem tem uma roubada, esta foi uma delas: assim como Matozinhos, na região do Porto, Cacilhas só tinha lugar meio caído com cardápios pega-turista. Resolvi comer buzios (uma espécie de escargot) em um deles e foi o único lugar que me senti maltratada em toda a viagem. Os garçons ficaram putos que eu não entendia exatamente bem o que era aquilo (basicamente, é isto aqui: http://static.noticiasaominuto.com/stoc ... 12dd05.jpg . mesmo gostando de moluscos, achei nojento. e fedido) e também brigaram comigo porque eu não iria JANTAR de fato, só petiscar. Vão à merda. Comi dois caracoizinhos aí, virei minha breja e voltei pra Lisboa.

...A essa altura da viagem, fui fazer as minhas contas e constatei que...
ESTAVA.RHYKAH.
Meu planejamento no Brasil era gastar 80 euros/dia. E, naquela altura da viagem, não cheguei nem a 40/dia. Ou seja: tinha grana sobrando e não iria mais miguelar.

dica: Portugal é REALMENTE barata. você come e bebe por pouco e se diverte de graça. Diferente de lugares como Salzburg ou Munique (que quase passei fome), lá você se permite gastar sem pensar no bolso o tempo todo

Com isso, resolvi torrar alguns euros no tal Mercado da Ribeira - Time Out. Voltei para o hostel, tomei um banho e fui para lá.
O Mercado da Ribeira passou, como toda a região do Cais do Sobré, por um processo de revitalização (ou gentrificação, como diriam os arquitetos). Originalmente, era um mercado de peixes e as ruas em volta só tinham prostíbulos (hoje gourmetizaram aquilo e nomearam uma rua ali perto de Pink Street por causa do passado. uá, preguiça disso). Daí que com o capital externo chegando lá, a Time Out resolveu assumir o espaço e fizeram uma seleção dos chefs/restaurantes mais legais da cidade.
Basicamente, é uma praça de alimentação gigante, cheia de turistas e sempre lotada. Mas é uma oportunidade para provar trocentas comidinhas deliciosas.

Foto 11-10-15 17 11 34.jpg
Foto 11-10-15 17 11 34.jpg (1.9 MiB) Exibido 840 vezes

Sente a vibe.

No final, vale uma visita e uns beliscos. O preço não é excessivo, (comi um hamburger de salmão num pão com tinta de lula a 8 euros e, outro dia peguei uma tábua de frios+queijos+vinho por 12 euros) mas o ambiente shopping center me cansa um pouco.

Dica: se tiverem tempo, optem pelo Mercado de Oirinque, mais típico, barato e menos engalerado. Vou falar dele ainda.

Saí de lá e fui conferir a tal Pink Street para tomar um ar.
Também não fui muito com a cara do lugar. Muitos turistas americanos pós adolescentes bebendo. Uá de novo.
Voltei para o Mercado para pegar Wifi e ver quais bares eram legais (eu havia feito uma pré-seleção no Foursquare antes da viagem)

Dica: mesmo que boa parte destas pre-seleções sejam ignoradas, muita coisa boa pode aparecer. Recomendo o site http://www.spottedbylocals.com , onde peguei várias dicas de lugares bacanas em Lisboa e no Porto.

Peguei o metrô e fui até a estação Martin Moniz. A sugestão que eu havia anotado era de um bar num rooftop, escondido em uma galeria abandonada.
Gente?
Desci na estação e tinha uma pracinha com alguns quiosques bacanas. Fui até o tal prédio: Centro Comercial Martin Moniz. Que lugar caído. Provavelmente o lugar seria fantástico!
Tinha um guardinha na entrada, destes que anotam o RG e tiram foto com a webcam para liberar a entrada.
- Boa noite! Aqui que tens o bar no ultimo andar?
- Ah sim, pegas ali o elevador e aperta o 6.

Foto 11-10-15 18 05 54.jpg
Foto 11-10-15 18 05 54.jpg (1.15 MiB) Exibido 840 vezes

Apenas.Que.

Sim, o bar era incrível. Um balcão único com os vidros com vista para toda Portugal e o Castelo de São Jorge ali, iluminado. O chopp? 2 euros <3

Aqui tem mais fotos: http://observador.pt/2015/07/31/novo-ro ... a-terraco/

Deu tempo de tomar uns dois chopps e namorar Lisboa ali, tranquila. Voltei para o hostel loguinho (o metro fechava meia noite) e ainda passei no supermercado da estação de metrô para comprar um Vinho Verde, a 2 euros a garrafa. Bebi com um pessoal do hostel, que havia conhecido no dia anterior.

Como eu disse: Lisboa foi um problema no início, mas já tinha me ganho por completo <3

Antes de dormir, chequei os detalhes para visitar SINTRA, que era o meu plano para o dia seguinte. A ver!
#1163855 por juliad
15 Fev 2016, 23:07
Dia 9 - Bate e Volta Sintra/Cascais

Me permiti dormir "um pouco mais", até umas 9am e daí seguir para Sintra. Como a cidade é próxima e as atrações abriam somente umas 10am, não perderia muita coisa (só recuperaria o sono da noite anterior...)
No dia anterior, entrei no site da cp.pt para verificar os horários dos trens, dei um print e me fui. Peguei o metro do Cais do Sodré até o Rossio e curti a praça ainda vazia.

...e claro, comprovei o que todo mundo havia dito sobre a galera oferecer maconha por lá a torto e direito. Não importa se você está com crianças, se é um casal de idosos: o pessoal oferece mesmo, mas nada tenso.

Aproveitei para comprar meu café da manhã numa padaria e optei por um pão de ló de chocolate, dei mais uma volta e fui na estação pegar o trem.

Foto 12-10-15 04 32 04.jpg
Foto 12-10-15 04 32 04.jpg (1.83 MiB) Exibido 815 vezes

meu deus, o que era isso?

A viagem é rápida, uns 40 minutos. A paisagem é bem mais ou menos - dá pra dormir que você não perde nada =)
Basicamente, todo mundo do trem tá no mesmo rolê que você. E isso é engraçado porque, no que você desce, não há uma sinalização muito clara do que você tem que fazer. Tem um ponto de ônibus ali com algumas opções de visita: Palacio da Pena, Palacio dos Mouros, Quinta da Regaleira....
Meu plano era ir para a Quinta da Regaleira mas, quando taquei o endereço no Maps-me, não me pareceu tão perto. Além disso, o caminho parecia cheio de sobes e desces e tinha uma garoa chata que parecia acompanhar todo o dia.
Assim, optei em pegar o ônibus para a Quinta. Você paga coisa de 6 euros e pode andar dentro desse trecho quantas vezes quiser, durante o dia.
No caminho eu já percebi que tinha feito uma boa escolha. A estrada era linda, mas toda tortuosa e sem nada no caminho. Alias, Sintra é realmente um lugar único, pois castelos e mansões lindas surgem no meio daquele mato, tudo envolto numa nevoa incrível.
O caminho deve ter durado uns 20 minutos de ônibus, daí desci na porta da Regaleira. Ainda estava fechada =/
10 minutos,8 euros e um mapa mega confuso depois, lá estava eu lá dentro.
O mapa realmente não ajuda - a ideia ali é andar para cima e para baixo e se perder mesmo. Existem algumas placas que, ao que parece, deixam de aparecer exatamente para permitir que você se perca. Mas cada espacinho ali é super especial:

Foto 12-10-15 06 09 44.jpg
Foto 12-10-15 06 09 44.jpg (2.16 MiB) Exibido 815 vezes

Foto 12-10-15 06 26 48.jpg
Foto 12-10-15 06 26 48.jpg (2.96 MiB) Exibido 815 vezes

Foto 12-10-15 06 09 14.jpg
Foto 12-10-15 06 09 14.jpg (2.53 MiB) Exibido 815 vezes

Foto 12-10-15 06 22 33.jpg
Foto 12-10-15 06 22 33.jpg (3.23 MiB) Exibido 815 vezes


O lugar é incrível. Não importa para onde você anda: sempre tem algo lindo no caminho. Você vai entrar em grutas, sair em lugares estranhos, trombar com lagos, estátuas, subir torres e ter que pular pedrinhas em lagos para chegar em alguns pontos. E vai se divertir a beça. Eu estava totalmente molhada naquela chuva e o chão, obviamente, estava um lamaçal. Resolvi abandonar o guarda-chuva e andar tranquila ali mesmo. Como disse, tem caminhos fechados e o ar de abandonado dá um charme que só.

Dica: visite logo pela manhã, quando não tem grupos e grupos de turistas. Assim como Machu Picchu, o lugar fica silencioso e parece ser só seu =)

Dentre vários lugares lá dentro, a atração principal é o tal poço. Todo mundo quer visitá-lo, mas encontra-lo não é tão fácil. Eu havia planejado passar uma hora lá dentro mas acho que perdi 1h30 só procurando o tal poço hahah. É um sobe e desce infinito e labiríntico que não leva a lugar nenhum.
Eis que de repente, numa das minhas andanças sem rumo cai numa caverna e fui seguindo. De repente, a caverna ficou sem qualquer iluminação por sei lá, uns 3 minutos de caminhada. Quando vem, literalmente a luz no final do tunel...

Foto 12-10-15 06 55 41.jpg
Foto 12-10-15 06 55 41.jpg (1.53 MiB) Exibido 815 vezes

YAY!

São uns 5 andares de subida nesse espaço mágico. Me lembrou muito aquele cenário do filme Labirinto do Fauno. Espetacular.

Foto 12-10-15 06 58 55.jpg
Foto 12-10-15 06 58 55.jpg (2.56 MiB) Exibido 815 vezes

E o medo do celular cair ali de cima tirando essa foto? =//

Acho que entrar no poço nos dois sentidos - de cima para baixo ou de baixo para cima é igualmente legal. Você simplesmente NAO IMAGINA que aquilo vai aparecer no seu caminho.

Dei mais algumas voltas la dentro, mais algumas fotos...

Foto 12-10-15 07 15 38.jpg
Foto 12-10-15 07 15 38.jpg (2.96 MiB) Exibido 815 vezes


e me perdi de novo. =(
...ainda bem que tinha um gatinho no caminho, que me levou até a saída:

Foto 12-10-15 07 18 29.jpg
Foto 12-10-15 07 18 29.jpg (2.83 MiB) Exibido 815 vezes

-Ah poix, a saída é logo ali, baxta m'acompanhar poix

Sei que muita gente que visita Sintra limita o seu passeio aos castelos mas, se eu puder dar o meu pitaco: vão à Quinta da Regaleira. =)
#1170961 por tania barros nova
10 Mar 2016, 19:10
mil obrigadas! Amei seu relato. Desde o inicio de fevereiro que decidi ir a Portugal, mas sempre esperando alguma companhia. Surgiram vários amigos querendo ir, mas desistindo por algum motivo. Até que tomei coragem - comprei minha passagem. Vou só, decidi. Mas aí minha querida filha decidiu ir junto, ainda que por menos dias. E mais uma amiga. Tudo certo. Curto viajar assim, um minimo de planejamento para garantir otimizar o tempo, mas também e principalmente, oportunidades de se perder...e MUITA informação. Já estou viajando na viagem... Serão vinte dias, entre 20 de maio e 10 de junho.... iupiiiiii!
#1170977 por juliad
10 Mar 2016, 20:45
Tânia, tenho certeza que você irá adorar! E que legal que o pessoal embarcou na sua viagem =)
E vocês estarão lá no verão, Lisboa estará linda!
Portugal é um país muito legal (e seguro) para passear sozinha, porque tem muitas coisas para você se perder (comida, arquitetura) e muita gente simpática, sempre conversando e pronta a te ajudar. Mesmo Lisboa, que tem fama de ser mais arrogantezinha (foi minha ultima cidade, então ouvi muitos portugueses dizendo isso) é uma cidade com pessoas muito simpáticas. Antes de ir, vi muita gente reclamando que o pessoal é mal educado mas eu não senti nada disso - é só ler meu relato aqui.
Os portugueses são muito orgulhosos do país lindo que vivem e estão "se abrindo" pro turismo mais recentemente, então o pessoal não te olha com antipatia como em outras capitais da Europa (oi, Paris! tudo bom, Londres?)
Pra onde você irá? Se quiser qualquer dica ou ajuda, é só me falar. Terei o maior prazer de dar qualquer dica desse lugar incrível.
#1170999 por juliad
10 Mar 2016, 21:56
dia 09 - Bate e Volta - Sintra e Cascais

Com o meu ticket, peguei o ônibus de volta à Sintra downtown. Como estava cansada (e molhada. e cheia de lama), resolvi fazer o caminho mais longo, passando por diversos palacetes que são abertos à visitação.
O caminho, como o da ida até a Regaleira, é lindo. O tempo estava bem instável, com chuviscos e uma neblina incessante. Quase que fantasmagórico, eu diria, mesmo sendo dia. Aliás, Sintra é uma cidade sempre vinculada a ~magia~ e ~ocultimismo~ e, estando lá você consegue entender bem o porquê. Assim como Macchu Picchu, tem toda uma aura envolvente...e olha que eu sou cética pra caramba.
Bom, o ônibus foi até a PQP e voltou pra Quinta. Eu continuei, pq seguiria até o centro e o motorista foi puxar papo. Perguntei se valia a pena subir até o Palacio da Pena ou o dos Mouros, e eis que ele me responde

- Ah, pois. Se não consegues enxergar mei' palm' aqui, imagines lá. Vas a ver apen's nuv'ns.
- Mas não é bonito?
- Tenx um castelo e tens a vista. Palacetes tens acá também. Vista, não terás.

Achei engraçado ele não se empolgar com a maior atração da cidade. No final foi bom ele ter me desanimado, pois eu já estava cansada e só queria dar umas voltas, sem seguir a agenda-do-turista.
Não, não fui em nenhum dos dois e não me arrependo. Como digo sempre aqui: ninguém é obrigado a visitar nada só porque todo mundo diz que é o máximo. Vejo gente perdendo uma tarde em Paris apenas pra entrar no Louvre, só porque temque. Tem que nada, minha filha: cê tá de férias, ter você precisa no trabalho.
Um outro ponto importante: eu já estava cansada fisicamente da viagem. Talvez se fosse nos meus primeiros dias, eu woohooo bora lá, vamo subir. Mas, conforme você vai ficando mais tempo no lugar e fica menos "deslumbrado" com tudo, você começa a ser mais seletivo no que visitar.

Dicona pra qualquer viagem: sempre tenha consciência que nos últimos dias de qualquer viagem você já estará cansado, com pouca grana, menos deslumbrado. Assim, não planeje algo imenso para essa parte do cronograma. Tive o azar de visitar a linda Alhambra em Granada depois de 25 dias rodando a Europa e, obviamente, não consegui curtir tanto como curtiria se fosse na primeira semana de viagem. Tente reservar os últimos dias de viagem numa cidade mais pé-no-chão em que você consiga ter um cotidiano normal, sem tantas afetações turísticas.

De volta à cidade, fui dar uma volta e conferir. Céus, que cidade CHEIA DE TURISTAS. Com ruas apertadas e cheias de lojas de souvenirs, era praticamente impossível andar sem esbarrar em alguém. A sorte é que a cidade é uma graça e é só você andar um pouquinho para respirar um pouco.

Foto 12-10-15 08 32 11.jpg
Foto 12-10-15 08 32 11.jpg (2.25 MiB) Exibido 696 vezes

Sente o clima de filme de terror. Dizem que o Palacio dos Mouros estava lá em cima, mas eu não vi nada.

O clima da cidade, como já disse, é muito único. Toda montanhosa e envolta nessa neblina...que não para de se mover. De repente, aparece do nada um palacete lindo onde só tinha um branco. Fiquei um tempão admirando isso, é coisa de filme mesmo.

Foto 12-10-15 09 03 51.jpg
Foto 12-10-15 09 03 51.jpg (1.81 MiB) Exibido 696 vezes

Essa foi pro instagram.

Foto 12-10-15 09 22 14.jpg
Foto 12-10-15 09 22 14.jpg (1.83 MiB) Exibido 696 vezes

boooo

Foto 12-10-15 09 19 26.jpg
Foto 12-10-15 09 19 26.jpg (3.62 MiB) Exibido 696 vezes

São muitas quintas, palacetes e casas pomposonas. Sintra é riqueza.

Como qualquer cidade portuguesa (com certeza!) que se preze, Sintra tem um doce típico que é divino. Na realidade, conheci dois lá: a queijada e o travesseiro de sintra. Queijada em Portugal é um negócio bem engraçado: em cada região é uma receita totalmente diferente uma da outra. A de Sintra vai com canela e é divina.
O travesseiro mais conhecido do mundo é o de uma padaria super fofa chamada Periquita. O lugar, aliás, é uma gracinha. Muito fácil de encontrar, tá bem ali no centrinho. Mesmo com a cidade lotada, tinha bastante lugar para sentar e todo mundo que trabalhava lá tava de bom humor. O legal é você ver que o pessoal DA CIDADE frequenta aquilo também. Eu reparei isso em outros lugares de Portugal - mesmo tendo segmentação turistaxlocal, ainda tem muita coisa típica de verdade, e não armadilha pra turista.

Foto 12-10-15 08 42 21.jpg
Foto 12-10-15 08 42 21.jpg (2.45 MiB) Exibido 696 vezes

ó a fofura de lugar.

Eu me perguntei porque aquilo se chamava travesseiro e na primeira mordida descobri. Céus! É uma infinidade de massas folhadas fofinhas que parecem que você tá enfiando a cabeça num travesseiro mesmo. Pode ser viagem minha, mas a sensação é essa =)

Parei para comer num lugar tranquilo que só tinha uma senhorinha.

Foto 12-10-15 10 04 23.jpg
Foto 12-10-15 10 04 23.jpg (2.03 MiB) Exibido 696 vezes

Vinho pra afastar o frio.

...não afastou totalmente. Como ainda era umas 13h, resolvi ver O SOL. Para isso, resolvi seguir para Cascais (ou CAIXXXCAIXX, como eles diriam)
#1171037 por juliad
11 Mar 2016, 00:04
dia 09 - bate e volta Sintra-Cascais

Minha ideia era ir para Cascais via Cabo da Roca (o ponto mais ocidental da europa continental). Comprei um ticket de onibus e perguntei para o motorista:
- ola, este ônibus passa no cabo da roca?
- sim, passa.
- legal, eu posso parar lá?
- mas sim, pois.
Nesse momento caiu a minha ficha que eu estava falando em português, não brasileiro.
- ...posso, mas vou ter que pagar a mais por isso?
- mas sim, pois.
- então eu não posso, oras!
- mas podes. tu es livre, fazes o que queres. se queres ir, vá. mas vai pagar a mais.
#sóemportugal

Desisti de ir. Só queria um pouco de sol e mar, sem pinga-pinga em ônibus.

Foto 12-10-15 12 05 20.jpg
Foto 12-10-15 12 05 20.jpg (1.82 MiB) Exibido 676 vezes

eis que surge o mar e um sol tímido...

Acho que foi 1/1h30 de estrada. Capotei um pouco e acordei já em Cascais.

Foto 12-10-15 12 34 50.jpg
Foto 12-10-15 12 34 50.jpg (1.9 MiB) Exibido 676 vezes

ó lá o mar salgado, o mar de Portugal

Eu não sabia exatamente o que fazer na cidade, então fiquei andando um pouco na orla, vendo o mar. A cidade estava bem paradora e a impressão inicial é que era uma cidade de veraneio fora de temporada.
O incrível é que em apenas uma hora eu tinha saido duma neblina enorme e parado nesse clima de praia aí. Demorei um pouco pra me situar.

Queria sentar e tomar uns drinks enquanto carregava o cel (quase sem bateria) e vi uma placa dum lugar dizendo que era "the best rooftop in Cascais". ok, bora lá.

Foto 12-10-15 12 54 29.jpg
Foto 12-10-15 12 54 29.jpg (2.57 MiB) Exibido 676 vezes

Eu só pedi um café e um bolo de laranja. acho que deu uns 6 euros.

O lugar era fofo e todo mundo mega amigável. Mas de repente eu percebi que todos os funcionários ali eram gringos. Na realidade, eles conversavam comigo em inglês (não, não falavam português!). Comi meu bolinho, carreguei um pouco o cel e segui pela cidade.
Daí eu reparei que todos os lugares só tinham placas em inglês. Que todos os donos e funcionários eram de outras partes da Europa. Que só se ouvia inglês, por todos os cantos. Achei aquilo muito estranho, pois já estava há 9 dias em Portugal e não tinha visto uma cidade tão totalmente tomada por gringos como aquela.
Peguei bode, na real. Lembrei que um amigo meu me contou que os europeus de outras partes da Europa compram casas em Cascais porque lá é muiiiito mais barato do que em seus países e também porque né, o tempo lá é sempre bom, mesmo no inverno.

Dei mais umas duas voltas e resolvi voltar para Lisboa. Aquilo parecia Disney demais pro meu gosto. Valeu pelo bolo e pelo tal rooftop, super fofo. Mas eu não voltaria para a cidade não, nem recomendaria.
Voltei para a estação e resolvi pegar um trem que parasse em Belém (sim, Belém é caminho entre Cascais/Lisboa)

Código: Selecionar todosDica: se você tem pouco tempo em Lisboa, é possível otimiza-lo fazendo esse trecho que eu fiz: lisboa/sintra/cascais/belém. Como Belém é mais "afastada", normalmente o pessoal gasta um período para chegar lá. Se você parar na volta (ou na ida), consegue ver a torre e comer uns pasteis =)


Acho que o cansaço da viagem me fez pegar o trem errado. Não atentei que ele não parava na Estação Belém. Na realidade, aconteceu exatamente o seguinte:

que incrível! já li textos do Pessoa descrevendo essa rota de Estoril para Cais do Sodré e, de repente, estou aqui...incrível...ué, qq é aquele predinho? não, não pode ser, ei ei. PEQUENA ASSIM? Me falaram que era pequena, mas...putz, era a Torre de Belém, olha o Padrão do Descobrimento ali...ei, ei, esse trem não vai parar? caramba, qq tá falando no visor, O QUE? PROXIMA PARADA CAIS DO SODRÉ?

Foto 12-10-15 14 45 21.jpg
Foto 12-10-15 14 45 21.jpg (1.62 MiB) Exibido 676 vezes

volta aquiiiii, motorista, vai descerrrrrrrrr!

Fim de viagem é sempre isso. Nesses últimos dias eu fiz mais coisas deste tipo, como perder bilhetes de metrô e voltar para o hostel porque achei que tinha esquecido a carteira...que tava na minha bolsa. ok, ok.

Voltei para o hostel e dei uma boa descansada. Banho, café com vista pro Tejo, zapzap com namorado e amigos...
Fato aleatório: a estação Cais do Sodré tem wi-fi livre. Era muito estranho passar ali sempre e de repente vir um monte de notificações no celular ahahhahah

De volta à querida Lisboa. Andei a toa e encontrei um bar simpático, numa pirambeira daquelas. De repente, avisto isso:

Foto 12-10-15 16 48 08.jpg
Foto 12-10-15 16 48 08.jpg (2.53 MiB) Exibido 676 vezes

Elevador da Bica. Só soube o nome depois.

Mais uma voltinha na cidade, até o Largo Luis de Camões. Já era mais de 22h e tô la à toa e de repente escuto um sino numa loja. Daí, junta uma boa porção de pessoas. Logo entendi tudo: sairam do forno os pastéis de nata <3 <3

Foto 12-10-15 18 22 49.jpg
Foto 12-10-15 18 22 49.jpg (1.58 MiB) Exibido 676 vezes

Na minha opinião, o melhor de Lisboa. Sim, melhor do que o de Belém.

Voltei pro hostel e fui beber com o pessoal do meu hostel. Naquele dia, além dos indianos residentes em NY, do italiano de Genova e das meninas de Heidelberg, juntaram-se também 3 garotos canadenses. Lá pelas tantas, eles resolveram pular na piscina e foram repreendidos pelo cara do hostel. A justificativa? "Man, its always cold in Canada! im so happy its my first trip abroad and the weather is so nice". Não colou.
#1173087 por Thamaracuja
19 Mar 2016, 23:09
Ai que relato deliciosooo!
Portugal nem está nos meus planos ainda, dei uma paradinha aqui só pra ler o começo, mas você escreve tão bem que quando vi já tinha lido o relato inteiro! haha <3

Obs: o que são esses seus diálogos com os portugueses, hein? To morrendo de rir, eles levam tudo ao pé da letra ::lol4::
#1173616 por juliad
21 Mar 2016, 22:40
Oi, Thamaracujá! Obrigada por suas palavras =)
Me empolguei com o relato (que ainda não terminei, tem mais dois dias ainda...) porque, de fato, a viagem foi muito legal.

E sim, eles levam tudo ao pé da letra. Passei por váaarias outras situações dessas e no final eu ria sozinha...No final da viagem eu ficava vendo os brasileiros se estrepando por conta disso, como num dia em Lisboa que uma carioca perguntou "se o café poderia vir em um copo maior". hahaha lógico que o gajo respondeu que sim e deu o menor pra ela. "oras, mas não dissestes que querias, apenas perguntastes se podias" #sóemPortugal
#1185169 por juliad
04 Mai 2016, 02:24
dia 10 - Lisboa

Ah, poix! Nesse dia eu já tinha resolvido todas as minhas "obrigações" turísticas e, por isso, resolvi passear mais tranquila pela cidade. Um dos meus objetivos ao visitar Lixxboa era, com certeza, conhecer um pouco mais sobre o Fernando Pessoa.
...e é claro que tem um museu dedicado a ele, pois!
Depois de tomar meu café no hostel com vista pra o Tejo (finalmente um dia de CEU AZUL, yay!), fui perguntar na recepção aonde era o Museu Fernando Pessoa.

- ah poix, desces acá na 'xt'são Rato e andaxx até aqui, veja. Vas a andar uns bonx 20, 25 minut'x
- opa, brigada. mas pera: pelo mapa, tudo parece muito mais próximo...25 minutos?
- tu não sabes que Lixboa é a c'dad' das 7 colinax? estax a subir e descer a todo tempo, não há como não cansar, poix!

Lição dada, lição aprendida. Não tem como fugir do sobe e desce de Lisboa, sem dúvidas.

Foto 13-10-15 05 34 22.jpg
Foto 13-10-15 05 34 22.jpg (1.41 MiB) Exibido 496 vezes

Estação Rato. A comunicação visual do metrô de Lisboa é muito bacana, com icones diferentes para cada linha. A linha verde (que não fotografei) tem uma nau lindona <3

E bom, lá fui atravessar algumas das sete colinas. No meio do caminho, tinha um parque. Adorável e tranquilo, por sinal. Chama-se Parque Estrela, para os interessados Fiquei lá um bom tempo, já que o museu só abriria 10am e ainda eram 9 e qualquer coisa.
Daí é respirar fundo e ir até o museu.

Foto 13-10-15 06 05 58.jpg
Foto 13-10-15 06 05 58.jpg (2.53 MiB) Exibido 496 vezes

Se não faltam trechos de Pessoa em qualquer rua, aqui é covardia falar...
Sobre o museu: é, na realidade, um centro cultural (assim como o Espaço Saramago, na região de Alfama). Tem alguns objetos do Pessoa - como seus óculos e manuscritos, algumas salas contando um pouco de sua vida e também alguns espaços interativos bem bacanas. Vale a visita sim, e não toma o seu tempo nem sua grana (acho que era uns 2/3 euros)

Na saída, abri o meu Maps-me e vi que pela região estava o tal...Mercado de Oirinque. Opa, um mercado de comidas que promete não ser frufru e não ter aquele tanto de americano que fica com o guia do Rick Stevens aberto? Bora pra ontem, são só umas 10 quadras!

Foto 13-10-15 06 41 27.jpg
Foto 13-10-15 06 41 27.jpg (3.62 MiB) Exibido 496 vezes

Aqui não é o mercado. Aqui é apenas Lisboa sendo Lisboa.

Foto 13-10-15 06 57 46.jpg
Foto 13-10-15 06 57 46.jpg (1.73 MiB) Exibido 496 vezes

...aqui é o mercado Bolo de nozes com ovos moles gigante por apenas 2 euros? Apenas Lisboa sendo Lisboa =)

Cheguei no mercado logo que abriu, mas eles tem diversos stands bem, bem bacanas. Me lembrou muito o Mercado San Miguel, mas bem menorzinho. Os preços são hiper convidativos, a frequencia do pessoal são lisboetas e as comidas que provei estavam deliciosos. Tá, tomei um espresso e peguei uma empada de galinha também. Já disse que a empada portuguesa é deliciosa? Pois

O Mercado de Oirinque, sem dúvida, é uma das minhas maiores dicas da cidade. Sem a afetação do Ribeira-Time Out (acho que cês já perceberam que eu peguei uma certa birrinha com ele, né?), ele é uma ótima opção. Li que às sextas, no happy hour sempre tem um sonzinho rolando...daí já sabe: se estiver por la num finde, cola lá, garanto que não irá se arrepender!
(nota: fiquei tão feliz com o lugar que planejei voltar no dia seguinte, com mais calma. não rolou =((((( )

Saí de lá meio perdida da vida, mas empolgadíssima com o solão. Andei pela região e me perdi um pouco até que meu cérebro resolveu funcionar (será que foi efeito do excesso de glicose do bolo? nunca saberei...) e daí

- epaaaaaaaa! o Electrico 28 (o electrico ~sensação~ que eu peguei numa situ-programa-de-indio no meu primeiro dia na ciade) volta como Estrela. Eu tô nesse tal bairro de Estrela. Será que eu consigo pega-lo (VAZIO PELAMOR!) daqui?


Segui minha intuição e fiquei olhando pra cima, caçando fios de bonde nos ceus. Segui e parei numa praça. Vi um ponto de ônibus e...não é que o bendito passava lá? RA!
Dois minutos depois a gringolandia perdida com um guia da lonely planet começou a se aproximar. Definitivamente era o bonde para Alfama. Eba, vou ver Alfama nesse sol lindro <3
....mas o eba acaba quando eu vejo que a droga do bonde tá lotado e novamente eu irei em pé.

Foto 13-10-15 07 36 24.jpg
Foto 13-10-15 07 36 24.jpg (1.7 MiB) Exibido 496 vezes

Que.Vizu.
Programa de Indio, reloaded.

Sobre o Electrico 28:
Trata-se da mais famosa linha de bonde (tem trocentas em Lisboa)que é muito famosa entre os turistas. É quase um must-have entre os visitantes. O problema? O problema são vários
- a frequência deles é baixa. você o espera por cerca de 30 minutos e não pode confiar no horário que está sendo exibido no painel do ponto. Veja, não quero generalizar, mas as duas vezes que peguei fiquei muito mais tempo que o papelzinho ali falava que eu deveria ficar
- ele está invariavelmente cheio. Isso significa andar em pé, apertado e...claro, sem conseguir enxergar a tal paisagem, que, supostamente é o mais legal. As janelas são baixas, os vidros pequenos e, por isso, pouca coisa lá fora consegue ser apreciada
- ele é lerdo. tá, tá, charme? pra mim, não é agradável ficar amassada por cerca de quarenta minutos sem ver o mundo externo e PARANDO PARA TURISTAS a cada dois minutos.
- a linha é utilizada também por moradores, que, com toda razão, ficam putos com aquela lotação insana. Ao meu lado, uma senhora portuguesa passou a viagem toda reclamando que todo dia era isso, que é um inferno etc. No final, ficamos conversando sobre e ela foi uma ótima companhia hahaha
- os ~espertalhões~.

Sobre os ~espertalhões~ do Electrico 28
Estava em pé, claro, com a mochila entre minhas pernas e o celular na mão, dentro do bolso. Sou brasileira, moro em São Paulo e ando de busão todo dia - não dou mole pra qualquer azar AND já havia lido muito sobre batedores de carteira neste trem.
Pois.
Comecei a sentir, entre uma parada e outra, uma mão andando na minha bunda. Afastei. A mão veio mais próxima. Afastei mais e comentei com minha amiga velhinha portuguesa. Ela resmungou que era sempre essa palhaçada, todo dia. Lisboetas e seu mau humor.
A mão veio de novo, apalpando forte. Segurei com força e olhei pro sujeito, falando num ótimo brasileirês, bem alto
-QUE PORRA QUE É ESSA?
O sujeito tava de mãos dadas com a mulher, por incrivel que pareça. Olhei pra ela, que me disse
- NO PORTUGUESE!
-I DONT GIVE A FUCK, GET THE HELL OUT OF HERE
- NO STRESS, MADAM, a mulher do cara disse
É claro que a portuguesa tava muito da puta nessa hora "ahhh, maxxx todo diaaa isso"
Acho que não passou meio minuto e o ~espertalhão~ veio de novo, agarrando meu bolso.

Gente, eu dei um barraco tão grande, mas tão grande. Lembrem que 90% dos ocupantes ali eram turistões gringolandia
- STAY AWAY FROM ME! DONT FUCKING TOUCH ME!
- NO STRESS, MADAM
- THIS GUY IS INSISTING ON TOUCHING ME, PEOPLE! HES A FUCKING PERVERT!

Bom, o climão foi tamanho que o casal ~espertalhão~ desceu. Confesso que pensei ser um tarado, mas minha amiga portuguesa me corrrigiu
- ahhh, mas todo dia esses ladrões, este aca vem sempre, sempre!

Taí o meu depoimento. Gente, não é para ASSUSTAR ninguém, mesmo porque convenhamos: é um ladrãozinho muito do meia tigela. Nem tarado era, só queria a minha carteira HHAAHAH. O ponto é: a chance de uma mão boba dessas te levar o cel ou qualquer coisa é considerável. Vejam: eu não deixo de andar num lugar por conta de ~espertalhões~ mas, no somatório do electrico 28 a minha conclusão é: ROUBADA (juro, sem trocadilhos)
Lisboa é uma delicia de andar (quantas vezes já disse isso aqui mesmo?). Não acho que o bonde (com uma super lotação das que eu peguei, por exmplo) seja uma boa opção.

Dica: se queres pegar o bonde, sugiro fortemente descobrir um horário mais vazio/tranquilo. Não falo sobre batedores, e sim de aproveitar a viagem mesmo.
#1206520 por juliana.venancio
28 Jul 2016, 15:23
A viagem foi incrível e seu relato ainda mais! Vamos a Portugal daqui 20 dias, na viagem dos sonhos da família. Eu já estive no Porto, mas agora... sonho é sonho! Me encantei com cada detalhes da sua viagem! E acaba assim??? To aqui, mais apegada que em semana final de novela, li tudo de uma vez! Gratidão! O compartilhamento foi incrível!
#1206583 por juliad
28 Jul 2016, 19:33
Juliana, que delícia ler o seu comentário =)
Fico muito feliz que tenha gostado....confesso que estou meio parada para termina-lo por motivos de: trabalho e planejamento para minha próxima viagem agora em setembro (Itália! quero mais comida boa e gente bacana). Faltam só dois dias, mas pretendo faze-lo ainda.

Que ótimo que irás para a terrinha agora, em pleno verão! Sem dúvida nenhuma vocês adorarão o país e a viagem será linda! Lisboa deve ser linda nessa época. Aproveite o Tejo azul por mim <3
Se quiser qualquer dica, só dar um toque. O pouco que eu puder dividir, também ficarei grata <3

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante