Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul


#1247311 por wagnerdonato
10 Jan 2017, 16:59
Fala galera, como esse blog me ajudou muito no roteiro para este mochilão, essa é a forma de agradecer a voces pela ajuda! Espero que ajude vcs tbm! \o

A idéia do roteiro:
Em 2015 eu fiquei em dúvida entre ir para a Colombia ou fazer o roteiro de Bolivia Chile e Peru. Abri mão da Colombia e fiquei de coração partido ::lol3:: mas em 2016 saiu do papel!

O resumo do roteiro:
Peru:
    Lima - 1 dia
    Huaraz - 4 dias
    Trujillo - 1 dia
    Mancora - 1 dia

Equador:
    Guayaquil - 1 dia
    Banos - 2 dias
    Latacunga - 1 dia
    Quito - 1 dia

Colombia:
    Ipiales - 1 dia
    Cali - 3 dias
    Medellin - 3 dias
    Taganga + Tayrona - 5 dias
    Cartagena - 2 dias
    San andres - 4 dias
    Providencia - 2 dias

Img do roteiro no Tripline:
roteiro_peruequadorcolombia.jpg
Roteiro Tripline: Peru, Equador e Colombia
roteiro_peruequadorcolombia.jpg (91.18 KiB) Exibido 21064 vezes


Link que também contém informações de horários e alguns valores:
https://www.tripline.net/trip/Peru%2C_E ... =39#editwp


Bom, no inicio do roteiro eu queria conhecer as cidades da Colombia com praias em 15 dias, mas o roteiro aumentou um pouco e tomou uma proporção maior chegando a 34 dias kkkkkk
Comecei com a ideia de San andres, Cartagena e Santa Marta, crescendo incluindo Medellin e Cali.. foi quando deu a ideia de dar um "pulo" no Equador, ja que estava perto da fronteira e o pais é pequeno.. e quando eu olhei no mapa a localização das cidades, percebi que passaria perto também do norte do Peru, e que dava para passar e "terminar" o roteiro do ano passado (2015 Bolivia Chile e Peru). Foi ai que eu tive a ideia de traçar um roteiro saindo de Lima e voltando de San Andres!

Eu procurei bastante relatos na net de pessoas que fizeram um roteiro parecido e encontrei poucos.. mas um que me deu muita luz pro meu e eu recomendo muito também é o do LiCo, segue o link:
https://www.mochileiros.com/peru-equado ... 88029.html


Este trajeto indo para uma cidade e voltando de outra para alguns pode ser que encareça, mas para mim ficou melhor!
A passagem para Cartagena estava R$1.100 e ela indo para Lima e voltando de San Andres ficou R$1.200 comprando 3 meses antes!

No roteiro eu fiz 2 trajetos de Avião que foram Medellin x Sta Marta (mto indicado pois o valor é parecido com o de ônibus e o tempo é mto menor! de onibus da qse 24h) e passagem de Cartagena x San Andres (apenas ida pois a volta estava na outra passagem).

Passagem de Cartagena x San Andres = 180.000 COP com 3 meses de antecedência
Passagem de Medellin x Sta Marta = 100.000 COP com 3 meses de antecedência
Os outros trajetos foram feitos apenas com ônibus / vans.

Eu considero esse mochilão como a parte "mochileira" e a "férias em acapulco". De Lima até Cartagena foram muitas experiencias com outros mochileiros, lugares baratos e no modo econômico de mochileiro. A parte de San Andres ja é mais turismo de férias, pessoas passando alguns dias apenas na ilha e que não foi tão econômico..

Este roteiro ficou muito barato comparado ao de 2015 (Bolivia Chile e Peru) e muito mais barato do que viajar no brasil.
Nos 3 países eu achei muito barato a comida, hospedagem e transporte publico. Ja os passeios chegaram a ser salgados em alguns momentos e principalmente em San Andres (esperado).
E o "plano" do mochilão SOZINHO ficou no papel. Foram tantos lugares e turistas que eu conheci nesta viagem que nao posso dizer que foi sozinho! Teve muito intercambio cultural, aprendi muito espanhol e treinei bem meu ingles sempre que eu podia! Eh como eu digo, quando voce esta sozinho você esta aberto para conhecer outras pessoas!


Informações de VALORES será postado na moeda local ($Peru = Soles; $Equador = Dólar Americano; $Colombia = Pesos Colombiano)

Cambio turismo em Nov/2016 para 1 real:
Peru (Soles) - de 0.95 a 1.0
Equador (Dólar) - 0,29
Colombia (Peso Colombiano) - 860

Sobre como eu levei o dinheiro:
Eu levei 1/3 em Dólares para uso no Peru e Equador (deu ok);
Uma parte menor eu levei no cartão de crédito (pobre é foda);
O restante eu saquei pela Western Union assim que eu entrei na Colombia (em Cali).
Pra quem não sabe ou precisa de mais informações sobre envios pela WU (apelidinho da western):
A WU é um banco que faz cambio, envio de dinheiro para exterior e deve fazer mais.
A transferência de dinheiro entre países tem uma cotação com valores melhores do que os praticados por casas de cambio, e cobra uma taxa pequena para realizar este envio! Com isso, os mochileiros como não são bestas pensaram "ué, já que a cotação é melhor do que as de casas de câmbio, eu vou enviar dinheiro pra mim mesmo em outro país e recebo la!". E assim criou um jeito mais econômico de cambiar dinheiro, e mais seguro do que levar em espécie! Com o cartão também da para fazer isso mas como eu disse, a taxa é menor e o cambio geralmente é melhor.



Planilha com datas, horários e valores por cidade / passeio / transporte / hospedagem / comida:
Roteiro em Excel dia a dia
(23.81 KiB) Baixado 377 vezes


Instagram aberto com algumas fotos: wagner.donato
Editado pela última vez por wagnerdonato em 24 Abr 2017, 16:16, em um total de 29 vezes.

#1247313 por wagnerdonato
10 Jan 2017, 17:03
PERU

DIA 03/NOV - Lima x Huaraz:
Chegada em Lima as 7h e aquela muvuca de taxista puxando pela camisa pra ir com eles ¬¬
Havia lido em alguns relatos que em Lima cada agência de onibus tem um endereço, mas eu peguei um taxi do aeroporto até o terminal de onibus Plaza Norte e pelo que vi la tem todas as agencias de onibus!
Fiquei no terminal das 8h até as 12h para pegar o onibus para Huaraz.
Trajeto de Lima x Huaraz dura cerca de 7h e custou uns $30 (soles). Eu cheguei em Huaraz as 20h e de novo aquela muvuca de guias puxando oferecendo hostels e tours.. chato eim
A cidade é pequena e a locomoção fácil. Conversei com um guia que achei de confiança e fui para o Hostel Casa Jaimes indicado por ele. O hostel não tem uma ótima localização mas como a cidade é pequena, fomos a pé!
O Hostel tinha quarto privado sem banheiro no quarto e sem café da manhã com uma diaria em 15$ e eu recomendo pelo preço e hospitalidade.

Na mesma noite eu fechei 3 tours com o mesmo guia.
Nevado Pastoruri - 30$;
Laguna 69 - 35$;
Bike para ir até a Laguna Wilcacocha - 35$.

A noite eu encontrei muitos restaurantes servindo PF de 6$ a 15$ tranquilo.

IMG_20161104_103909.jpg
Vista do Hotel - Cidade de Huaraz
IMG_20161104_103909.jpg (2.37 MiB) Exibido 20776 vezes



DIA 04/NOV - Nevado Pastoruri:
A van passou no hostel para buscar as 10h da manhã.
O Nevado Pastoruri serve como rota de climatação para os outros trekkings mais pesados. Ele é um tour que chega 5100msnm (metros acima do mar).

20161104_170424_1486055372132.jpg
Parede de Gelo - Nevado Pastoruri
20161104_170424_1486055372132.jpg (1.97 MiB) Exibido 20776 vezes


Eu não sei se foi o período que eu visitei ou se o degelo está muito forte, mas eu não achei o nevado tão bonito..
O pico é alto, é difícil caminhar, falta ar sim, eu tomei uma "chuva" de neve tensa e deu uma dor de cabeça muito forte na volta..

20161104_163659.jpg
Caminho para o Nevado Pastoruri - Gopro
20161104_163659.jpg (2.43 MiB) Exibido 20776 vezes


Há cavalos que levam as pessoas até o pico sem fazer o trekking mas eu estava la pra "trekkar" mesmo kkkkk
Retornamos para o hostel umas 17h.
Para o tour eu levei apenas lanches de trilha.


DIA 05/NOV - Llaganuco e Laguna 69:
Logo um dos primeiros dias do mochilao ja foi logo um dos pontos altos dessa trip fazendo com este passeio!
A van passou as 9h no ponto de encontro e esperamos mais uma galera chegar até umas 9h30.
La na laguna não tem estrutura nenhuma então é obrigatório levar lanches de trilha.
Após 1:30 de trajeto na van chegamos a laguna Llaganuco. A laguna é enorme, com um azul muito forte e muito linda! eu não esperava tanto desta laguna. A parada é rápida, dura cerca de 20min pra tirar aquelas fotos show.

IMG_20161106_113855_1486399441879.jpg
Laguna Llanganuco - Gopro
IMG_20161106_113855_1486399441879.jpg (3.32 MiB) Exibido 2423 vezes


Com mais 30min de trajeto chegamos ao começa da trilha da laguna 69. No começa da trilha ja devia ter quase 4000msnm.
O trekking é punk pra quem não está com um bom condicionamento físico (tipo eu, claro) ou que não está acostumado com grandes trekkings. É frio pra caramba e deu vontade de desistir algumas vezes! Foram 3h de trilha chegando a 4600msnm no final. A trilha passa por bonitas paisagens e da pra ver algumas quedas de cachoeiras que por sinal são lindas.

Amizades de Trilha. Sempre bem vindas!
G0829833.JPG
Amizades de Trilha - Gopro
G0829833.JPG (2.2 MiB) Exibido 2408 vezes


Quando voce pensa que esta chegando na laguna, eis que vem uma subida enorme que não acaba nunca ::essa::
Mas no final da trilha quando começa a aparecer uma parte da laguna ja da p respirar com ar de "valeu a pena!". O lugar é lindo e a laguna tem um azul turquesa que dói os olhos.
Assim que eu cheguei na laguna não aguentei a emoção e estreei um mergulho naquela agua quentinha (só que nao kkkk).

Foto mais fiél a cor da agua da Laguna 69:
20161105_144118_1486399502219.jpg
Laguna 69 - O azul turquesa que dói os olhos
20161105_144118_1486399502219.jpg (2.89 MiB) Exibido 2423 vezes


Ficamos cerca de 2h curtindo o lugar e ja deu o tempo para retornar. Mais 2h30 de trilha pq na volta é mais descida.
Chegamos em Huaraz cerca de 17h exausto..

A noite eu estava querendo tomar uma cerveja e o dono do hostel ofereceu a companhia. Como a entrada era de graça, tomamos 1 cerveja em cada discoteca que passamos. Não é SP "rua Augusta" mas vale a pena!


DIA 06/NOV - Bike Tour p Wilcacocha (nao recomendo ir de bike):
A trilha para a Laguna Wilcacocha é tão punk quanto a laguna 69, e isso o guia FDP não me avisou.. alias, ele disse que era uma trilha LEVE! ¬¬
O sem noção me alugou a bike dizendo que seria uma boa eu subir a laguna com ela e que a descida seria emocionante (mas foi)
Eu sai de bike de Huaraz até o pé da trilha da laguna levou uns 40min. Chegando no pé da trilha ja entendi que tinha me fodido! a trilha é ingrime, cheia de buraco e terra, e subir de bike é coisa pra ciclistas!
Demorei 3h para subir com a bike entre pedaladas e empurradas. Quando cheguei na laguna eu achei que fosse até uma brincadeira.. a laguna estava com pouquíssima água e não estava como esperado.
Acredito que tenha sido uma infelicidade de ter ido neste período, pois é pré chuva e ela só fica bonita com o reflexo das montanhas de gelo quando ela esta cheia.

G0980356_1478481319328_high_1486401809115.JPG
Laguna Wilcacocha - Gopro
G0980356_1478481319328_high_1486401809115.JPG (2.15 MiB) Exibido 2372 vezes


Enfim, curti meu tempo que eu tinha na laguna e me meti a descer de bike aquela trilha do capiroto.
Eu sabia que descer de bike é algo insano e eu deixei as coisas mais insanas ainda descendo o mais rápido que eu podia. Como "curti pouco" a laguna eu queria tirar o atraso de curtição na descida que ja é terrível. Bom, foram 2 rolas, 1 quase morte no barranco abaixo e foram 20min descendo.

Mas antes de ir para Huaraz, uma Cusquenha pra hidratar:
20161106_192208_1486401807596.jpg
Pit Stop da Cerveja
20161106_192208_1486401807596.jpg (2.18 MiB) Exibido 2372 vezes


A volta pra cidade de Huaraz eu tive um problema com a corrente, que se enfiou no meio da roda e quase me fodeu! depois de qse 1h com o canivete (me salvou) eu consegui arrumar!!!
Não, não foi bom, não valeu a pena subir de bike.. e não aconselho fazer a wilcacocha no período pre-chuva. Cheguei em Huaraz cerca de 19h totalmente EXAUSTO! não fiquei tão exausto assim em nenhum outro dia do mochilão.
Eu só não matei o guia depois porque ele sumiu ¬¬


DIA 07/NOV - Laguna Churup por conta:
O tour para a laguna Churup eu recomendo DEMAIS.. chega a nivel da laguna 69 em beleza e pouco feita por mochileiros.
A laguna churup pode ser feita com guia tbm e eles cobram cerca de 60$ com o transporte.
Eu fui por conta por nao encontrar nenhum grupo com guia para ir.. mas foi mais barato.
As vans saem na parte da manhã proximo as agencias de ônibus sentido Pitec / Laguna Churup (perguntar) e custou uns 25$ ida e volta até o pé da trilha. Para ingressar na trilha precisa pagar mais 15$.
Segundo algumas pessoas, a trilha dura 2h mas eu fiz em 2h30. A trilha é punk também, chegando a 4250msnm e tem uma parte que precisa "fazer um rapel aventurado" numas pedras.. não é fácil, tem gente que fica com medo e deve ter gente que desiste. Mas não é um bixo de 7 cabeças, é ter cuidado e ir de vagar.

G1110811_1478555955150_high_1486413058326.JPG
Mini cachoeira no caminho para Churup
G1110811_1478555955150_high_1486413058326.JPG (2.24 MiB) Exibido 2100 vezes


A laguna é show com uma água verde transparente e tem poucos turistas comparado a laguna 69! la também não tem estrutura nenhuma então levem lanches de trilha!

G1291014_1478555834929_high_1486413059306.JPG
Laguna Churup - Um espetáculo de paisagem
G1291014_1478555834929_high_1486413059306.JPG (2.23 MiB) Exibido 2100 vezes


Há uma "lenda" (rs) de que depois da Laguna Churup tem uma laguna chamado Laguna Churupita (tem no mapa de trilha). Eu nao fiz a trilha para Churupita pois estava exausto e nem tinha tempo. Caso alguem queira ir para la eu aconselharia acampar (eu vi gente acampar em Churup mesmo e sem estrutura). Caso facam, se preparem pois deve fazer um frio forte e não encontrará comida!

Um ponto de atenção na ida por conta deste tour: A van que me levou para o começo da trilha estava esperando no horário combinado, porém haviam mais pessoas do que foram, então quem chegou por ultimo ficou sem lugar e ficou sem ir na van! caso isso aconteça vc terá que caminhar um tempo bom ou pedir carona para ver se consegue voltar para Llupa e depois para Huaraz.
Retorno em Huaraz por volta de umas 17h

Chegando na cidade de Huaraz eu fui direto comprar passagem para Trujjilo. Custou 30$ saindo as 22h e chegando em Trujjilo as 5h

Após esses 4 dias de trekking punk ja devo ter perdido meus 3kg facilmente kkkkkkkkkkkkk


DIA 08/NOV - Trujjilo:
Como eu iria para Máncora e são 8h de viagem, eu fiquei o dia na praia de Huanchaco (famosa praia de la) curtindo o primeiro encontro com o mar Pacífico. Em Huanchaco não havia muito turismo, apenas um tour com aqueles barquinhos de palha famosos por la.
O táxi do terminal até a praia foi cerca de 30$ ida e volta.
Aconselho para quem puder e quiser, visitar o sitio arqueológico de Huanchaco que me disseram valer bastante a pena, mas eu não cheguei a ir.

20161108_114529_1486498775933.jpg
Famosos barquinhos de palha em Trujillo
20161108_114529_1486498775933.jpg (2.06 MiB) Exibido 1473 vezes


O onibus para Máncora custou 40$ saindo as 20h com jantar, chegando as 5h (não foi legal chegar neste horario, ainda escuro e um pouco perigoso)


DIA 09/NOV - Máncora:
Mancora é uma cidade pequena de mochileiros e surfistas. É ótimo para surf e só vê mochileiros e baladas..
Chegando em Mancora as 5h da manhã eu conversei com os taxistas que enchem o saco te assediando e perguntei sobre um Hostel bom e barato (como eu sempre fazia kkk). O taxista de Tuc-Tuc me indicou um e disse ser 35$. Chegando no hostel eu olhei e não curti, mas como ia ficar 1 dia eu fiquei com o quarto.
O quarto custou $35 e era privado com banheiro e sem café da manhã. Não lembro o nome do hostel e não recomendo. Fui mal atendido pelo dono do hostel toda hora me perguntando "que horas eu ia sair" e a janela nao trancava (meus pertences tudo la dentro ¬¬ )
Na cidade da para encontrar café da manha completo por $8 a $10 e almoços por $15 tranquilamente.
Bom, com hostel fechado, café da manhã tomado eu fechei uma aula de surf e um role de standup por $65 os dois.
A aula de surf foi muito valido, o guia fica sempre na água por perto e são ondas atras de ondas!

IMG_20161110_122146.jpg
Após algumas aulas e caldos
IMG_20161110_122146.jpg (123.55 KiB) Exibido 1473 vezes


O standup também foi muito valido pois tem uma parte da praia que não tem onda.
Após os passeios e decidido do que fazer no dia seguinte eu comprei a passagem de Máncora x Guayaquil para o dia seguinte.
A noite eu tive um piriri na barriga depois de comer tudo que eu via pela frente (ceviche, frutas na rua, hamburgers..) e acabei nem pegando a noite na cidade :/


DIA 10/NOV - "O dia do translado eterno":
Depois de quase morrer no quarto do hostel eu parti as 8h30 para pegar uma van que iria sentido Guayaquil - Equador.
O "pacote" de translado fazia Mancora x Tumbes x Uma cidade estranha x Guayaquil e custou 65$.
Na verdade voce pode fazer este trajeto por conta e sai mais barato. Mas eu sinceramente recomendo pagar logo o "translado todo" porque sempre tem alguém te esperando no final de cada trajeto e te coloca no próximo onibus com novo rumo e achei seguro.
Cheguei em Guayaquil as 20h e comprei passagem para Banõs saindo as 22h e custou $11 (dólares, ja mudou a moeda)


EQUADOR

DIA 11/NOV - Baños - Turismo tranquilo:
Cheguei em Banõs umas 6h da manhã e já fui assediado por guias e donos de hostels próximos. Eu conversei com um guia e ele me passou um valor de 10$ por dia num quarto privado com banheiro e sem café da manha em um hostel em frente ao terminal de bus (Hostel TIVI).
O hostel foi ótimo, o guia muito atencioso e eu já fechei todos os tours que eu queria diretamente na agencia dele e pedindo vários descontos (que eu consegui).
Para o mesmo dia eu fechei o tour pelas 7 cachoeiras que custou 5$ e é um tour light, que não precisa fazer esforço. As quedas são bonitas mas nao impressionam muito, a não ser pela Cachoeira 'Pailon del Diablo'.
O tour sai as 9h do hostel e volta umas 12h.

20161111_120353_1486501545609.jpg
Cachoeira Pailon del Diablo
20161111_120353_1486501545609.jpg (1.97 MiB) Exibido 1466 vezes


A tarde eu já tinha fechado o tour para o balanço do fim do mundo com saida as 13h e retorno as 15h. Também não é um tour cansativo. O balanço é legal e alto, eu soh não consegui um visual com o fundo do Vulcao Tugunrahua (pena).

67D94557578544B84E8A581041FD13AC.jpg
Balanço do Fim do Mundo
67D94557578544B84E8A581041FD13AC.jpg (438.95 KiB) Exibido 1466 vezes


A noite eu fiz o tour de 'Chiva' para o mirador da cidade com uma parada na discoteca, saindo as 19h e retornando as 21h. A Chiva para na discoteca que eles escolhem e dão um drink gratis. Eu tomei o drink fui conhecer o Leprechaun Bar (famoso barzinho de Banõs - recomendo).

panoramica_lepre_chiva.png
Vista Panoramica da Cidade - Leprechaun Bar (foto da net) - Chiva de turismo
panoramica_lepre_chiva.png (3.56 MiB) Exibido 1466 vezes




DIA 12/NOV - Baños - Muita adrenalina:
Neste dia eu já tinha 3 passeios para fazer e consegui fazer os 3!
As 9h da manhã o guia me buscou no hostel para fazer o passeio de Rafting! O passeio é show, a descida eh nivel4 e eu recomendo muito fazer.
É um tour um pouco cansativo mas tranquilo até. Retorno as 13h e custou 35$
Assim que cheguei em Baños corri para o ponte de 100metros para fazer o salto que durou 20min e custou 30$. Eh um salto legal também, e bem alto.. soh faltou a queda ser maior, pois o precipício é alto mas voce cai por poucos metros e pouco tempo..
salto_ponte_banos.jpg
Salto - 100m
salto_ponte_banos.jpg (135.34 KiB) Exibido 948 vezes


Do salto da ponte eu ja corri para o lugar de encontro para ir fazer o tour do Canyioning (rapel na cachoeira). O guia nos buscou umas 14h em um grupo de 4 pessoas. Esse passeio foi mais legal e mais adrenalina do que eu esperava. Recomendo muito faze-lo! Retorno do passeio umas 17h.
A noite mais umas cervejas e uma caminhada pra conhecer a igreja e despedida da Cidade.
Iglesia de Baños

obs: Infelizmente as fotos do Rafting e do Rapel na Cachoeira eu não tenho. As fotos estavam pagas, mas como fui embora de Baños na manhã seguinte eu pedi para o pessoal do hostel me enviarem. Este é o unico ponto negativo neste hostel, pois até hoje eu espero essas fotos que eles concordaram em me enviar.


DIA 13/NOV - Latacunga - Vulcao Quilotoa:
Eu havia conhecido um Equatoriano na cidade e chamei ele para ir para o Vulcao Quilotoa e ele topou..
Acordamos cedo neste dia para pegar o ônibus Baños x Latacunga as 7h. O ônibus custou 2 dólares e demora 2h até a cidade perto de Latacunga onde você precisa pegar outra condução que custa mais uns 2 dólares.
Nós fomos dessa cidadezinha Taxi até o começo do vulcão Quilotoa e custou $20 (dividindo em 2 pessoas).
Chegamos no alto do vulcão umas 11h, então começamos a andar pelo canto dele. Andamos cerca de 40min e nao rodamos nem 1/6 do vulcão, ele é enorme!!
Tivemos sorte das nuvens terem saido por alguns momentos e deu pra ver a cor verde bem forte! um espetáculo!


Assim que cansamos, começamos a descer para a lagoa do vulcão e fizemos um Caiaque no lago (recomendo bastante) que deve ter custado uns 6 dólares (dividindo por 2 pessoas)

Ficamos no vulcão até umas 15h. A descida do vulcão já foi algo um pouco cansativo, e pra subir é cansativo DEMAAAAIS!!! Demoramos cerca de 2h para subir tudo. A subida é muito ingrime e falta muito ar!
Existem cavalos que fazem este trajeto de subida por 15 dólares mas é de dar pena dos cavalos subindo naquele sol o dia todo, então não tivemos coragem!
Retornamos para a província de Cotopaxi para pegar o ônibus para Quito as 18h.
Cheguei em Quito as 20h sem ideia de hostel ou pousada. Foi quando eu vi um mochileiro saindo da estação e perguntei para onde ele estava indo e se tinha algum hostel em mente. O Chileno disse que tinha fechado um hostel pelo booking proximo a Plaza Foch e então eu pedi para ir com ele e raxar o valor do taxi e ele concordou! No carro fizemos amizade e ja fechamos de fazer o tour pela "metade do mundo" do dia seguinte juntos!


DIA 14/NOV - Quito - Mitad Del Mundo:
Em Quito fechamos um hostel por $6 só que não me recordo o nome, mas ele fica a 2 quadras da Plaza Foch. Quito é enorme mas próximo a Plaza é bem policiado e fácil acesso para transporte público. Para almoço e janta encontramos de $3 a $9.

Esta noite foi um pouco de terror que virou uma piada depois. No quarto que fechamos estava eu, o Chileno e um casal de colombianos com uma filhinha de uns 6 anos. Quando o casal chegou no quarto nós já estávamos nos arrumando para dormir. O homem era um vendedor de películas (CDs de filme) bem carismático mas com um jeito um pouco doido. A mulher era "a cara da insônia" com uma cara fechada e não abriu a boca pra nada.

Bom, depois que todos já estavam no quarto acomodados, fomos dormir umas 23h... as 4h da manhã eu acordei e olhei pra cama do casal, a mulher estava sentada com aquela cara de doida virada pro meu lado da cama! Eu virei para o outro lado da cama, fiquei um tempo e quando me virei de novo a doida ainda estava lá paralisada olhando para minha cama. Não preciso nem dizer que não dormi direito depois disso né! A tarde eu conversando com o chileno foram só risadas lembrando da situação que passamos - "um quarto com uma garotinha simpática, um pai descendente de Pablo Escobar (vendedor de películas envenenadas kkkkkkk) e uma mulher assustadora com cara de louca". =)

Após o sufoco na madrugada, eu e o Chileno saímos as 7h30 rumo a metade do mundo de transporte público. Nós perguntamos no Hostel como podíamos ir, e demorou quase 1h30 para chegar lá. Os transportes púbicos em Quito são muito barato, custando de $0,15 a $0,35 centavos.

Na entrada do monumento da Metade do Mundo você tem que pagar $8 o ingresso completo ou $4 o parcial que não deixa entrar em alguns lugares. Compramos o ticket de $8 mesmo. O ingresso permite visitar vários "museus". A grande parte é de atrações educativas como um planetário e um museu com experimentos científicos, museu com quadros dos vulcões do Equador e alguns lugares turísticos (como machu picchu).

A visita no sitio todo dá pra fazer em 4h tranquilamente.

Após sair do monumento da metade do mundo fomos para o Teleférico da cidade, que demorou mais de 1h de ônibus.

Chegando ao "pé do teleférico" precisa pegar um taxi que custa $5 ou subir a pé.. pegamos o taxi mesmo pois estávamos com pressa. Chegando no teleférico a atendente informou que estava com uma neblina muito forte (realmente e visivelmente estava) e que talvez a gente não conseguisse ver a cidade como o desejado. A entrada do teleférico custava uns $17 então optamos por nem tentar, vai que né :/

Voltamos para o Hostel umas 7h da noite. Eu fiquei apenas 1 dia em Quito e fiz apenas este tour para a metade do mundo, mas gostaria de ter feito o tour para "Mindu", só fiquei com medo de apertar o roteiro (besteira minha, tinha dias de sobra ainda)..

 
DIA 15/NOV - Quito x Tulcan x Ipiales x Cali:
Sai do Hostel as 7h da manhã neste dia rumo ao terminal onde saiam os ônibus para Tulcan com transporte público.

A passagem de Quito para Tulcan custou uns $3 e durou quase 2h. Chegando em Tulcan eu já fui direto procurar van para ir para Ipiales. A van custou $5.000 (Pesos Colombianos já mudou a moeda de novo) e durou cerca de 1h de viagem até o terminal. Chegando no terminal eu comprei a passagem saindo as 19h para chegar as 6h em Cali no outro dia (a viagem mais longa do mochilão).

Então, como eu tinha quase 5h de espera, eu peguei um taxi até o santuário de Las Lajas para conhecer. O taxi custou uns $10.000 ida e volta, e a entrada no museu do santuário foi uns $10.000.

O santuário é bonito, com um cenário de filme e o museu que tem dentro dele vale a pena visitar também.. mas não é um lugar que eu colocaria no roteiro, foi mais como um passa tempo.

Visitei o santuário tranquilamente em umas 4h com retorno de taxi para o terminal.


DIA 16/NOV - Cali - Um susto no portunhol:
Cheguei em Cali umas 5h, antes do planejado. De primeira impressão o lugar não parecia muito seguro e principalmente naquele horário principalmente pra um gringo com uma mochila enorme.

Fiquei em shock, rodei um pouco ao redor do terminal, e comecei a perguntar por hostel bom e barato (tática boa né kkkkkkkk). os cidadãos não souberam me informar nada mas disseram para pega uma buseta que passava por um lugar com muitos hostel.

Então eu peguei essa tal buseta, as 5h e pouco da matina, tudo escuro.. eu ja estava meio assim com a cidade, e o carrinho começou a passar por uns lugares que pareciam a cracolandia em SP (quem conhece sabe a situação trágica). Como se não bastasse a buseta começou a esvaziar e ficou eu, um homem e o motorista.. cara, sério, acho que foi a parte de mais medo no mochilao kkkkkkkkkkkkkk

Mas ok, cheguei em um Hotel que o motorista disse que eu podia ficar e que perto haviam alguns outros.

Eu perguntei o valor do Hotel e ele me disse cerca de $ 80.000 e logicamente eu nao aceitei. O recepcionista me disse pra eu procurar vaga no El Viajero Hostel (eu sabia dele em Cartagena e San Andres mas não em Cali). O El Viajero ficava a uns 4min do Hotel e eu fechei ele sem pensar 2x!!

Recomendo muuuito esse hostel, foi o melhor da viagem sem duvidas.. o Hostel custava uns $ 35.000 com quarto p 8 pessoas com ar condicionado, piscina, café da manha bem servido, aula de Yoga e aula de Salsa inclusos! Fora a discoteca show que rola no bar do hostel..

Bom, após tudo fechado e café da manhã tomado eu fui direto na Western Union sacar a maior parte do meu dinheiro da viagem.

Chegando na WU foi um outro susto e suadeira fria! Eu com meu maravilhoso portunhol tentamos falar para a mulher do caixa que eu (wagner) gostaria de sacar um dinheiro enviado por mim (wagner) do Brasil. Eu achei que fosse algo normal e que acontecesse sempre, então eles entenderiam! O Gerente foi chamado e nao entendeu meu portunhol também..

Com a confusão rolando o segurança percebeu que estava rolando um desentendimento e veio conversar comigo em inglês. Eu também não entendo muito bem inglês mas estava mais fácil do que o espanhol dos atendentes. O diálogo foi do segurança falando em ingles e eu respondendo uma mistura de português/espanhol/inglês =) no final ele entendeu a situação e conseguiu me ajudar! (mas eu hoje, indico pegar logo um google tradutor).

Após o rolo todo que deu, era o momento das minhas férias tranquila.. caminhada pelo centro da cidade, comer tudo que ver pela frente e curtir a piscina, a aula de yoga e aula de salsa que tinha no hostel.

Eu não fiz nada a mais do que bater pernas e pegar ônibus aleatórios para conhecer a cidade em Cali. Eu achei uma cidade muito movimentada, com uma vida noturna muito forte e com muito calor!! Pelo calor forte que tem lá eu recomendo muito hostels com piscina..



DIA 17/NOV - Cali - Muito calor:
Mais um dia de piscina e intercâmbio com os gringos no hostel.



DIA 18/NOV - Cali - Mais calor:
Um pouco mais de pernada pelo centro e compra de passagem para Medellin.

Passagem de Cali x Medellin custou uns $45.000 e durava umas 9h de viagem. Meu ônibus partiu umas 21h



DIA 19/NOV - Medellin - Uma SP 'modernizada':
Peguei um taxi do terminal de ônibus até o 'El Poblado' (lugar com mais vida noturna na cidade) e ja de primeira impressão percebi a beleza de Medellin.

A cidade é enorme e tem gente pra todo lado lembrando muito São Paulo, mas mais bonito! Um dos pontos que achei que chamou mais a atenção é que a cidade inteira é bem arborizada e muitas casas são feitas apenas com aqueles tijolinhos bonitos que não precisam de acabamento..

A cidade possui uma grande conexao de transporte publico com o metro e ônibus e com uma passagem mais barata do que em SP. O clima também eu achei bem parecido com a cidade de São Paulo com um clima bom de dia, garoando as vezes a tarde e a noite com uma temperatura mais baixa mas nao muito frio

Eu fechei o Hostel Purple Monkey por recomendação de umas 'chicas' mexicanas que eu conheci em Cali! Eu recomendo ele também. O hostel ficou uns $38.000 com um quarto pra 8 pessoas, banheiro fora do quarto e café da manhã incluso (valorizo isso rs)

Este dia eu tirei para andar por um shopping que eu não me lembro qual, caminhar pelas ruas e dormir mais um pouco.

Este dia era um sábado e eu fui pra Medellin pegar a noite, mas justamente nessa cidade não rolou nenhuma amizade nova pra fazer este roteiro comigo :/ deu que eu bebi todos os drinks coloridos que eu via nos barzinhos e acabei indo dormir sem entrar em nenhuma balada kkkk



DIA 20/NOV - Guatapé - "O melhor de medellin":
Eu acordei umas 7h pra ir pra Guatapé que era a parte mais anciosa de Medellin! Eu fiz uma merda enorme nesse dia porque eu fiquei esperando o café do hostel que foi sair só 8h30! acabei saindo do hostel as 9h.

Eu fui a pé do hostel até a estação de metro e comecei o translado de metro e ônibus rumo a Guatapé. O tempo do translado todo deve ter durado cerca de umas 4h entre metro, espera saída do ônibus e o caminho do ônibus.

Cheguei em Guatapé e o tempo estava meio nublado, mas ainda estava valido. Eu andei um pouco pelas feirinhas de artesanato e comida um pouco até encontrar um local para comprar tickets de passeio de "escuna" por lá.. eu não sou de negar passeio então fechei ele sem pensar 2x! O tour deve ter custado uns $15.000 e durou 1h30.

O passeio é nada menos que andar pelo lago inteira com escuna ouvindo um sonzinho colombiano maroto. Neste tour eu encontrei apenas colombianos e achei que vale a pena fazer sim! Eu só tive um probleminha nele, porque quando o passeio começou a neblina apertou de uma forma absurda.. a gente não conseguia ver um palmo na frente, e como o barco estava no meio do lago numa neblina ferrada o frio apertou também!! eu dei sorte que estava com a corta vento mas se não tivesse eu tinha me ferrado igual muitos. Este passeio foi "um fracasso" pra mim pois eu não consegui ver nada e exatamente no momento que voltamos do tour a neblina foi embora (foi tipo bruxaria mesmo!!).

Saindo deste tour eu fui de ônibus direto para o "Piedra del Penol" que é aquela pedra de 200m que parece o Pão de Açucar no Rio de Janeiro e tem o tão sonhada visual de Guatapé de cima que eh lindo demais!!

O ingresso para o a Piedra del Penol custou uns $15.000. A subida tem uma escadaria bem cansativa mas uma hora vocês chegam e o esforço vale a pena..

Como eu tive a infelicidade de pegar um dia nublado e estava muito tarde, eu peguei mais neblina no topo da pedra, que dificultou muito a visualização mas deu pra ver em alguns momentos e sacar umas fotos.

Bom, eu sei que após curtir o topo da pedra e tudo que eu poderia ter feito em Guatapé, eu desci ela e fui chegar no ponto onde passam as vans quase 18h30 com medo de não ter mais vans de retorno pra Medellin.

Os pontos que a van passa e tudo mais vocês podem perguntar pros locais que são sempre receptivos e ajudam!

Obs: Eu não dormi em Guatapé por falta de incentivo de outros. Mas eu recomendo dormir 1 dia na cidade e conhecer ela melhor que eh muito bonita!! Eu dei uma olhada e preços de hostels por lá e o preço não fugia muito de Medellin.. Para almoçar também encontrei pratos em conta (tipo uns $10.000)


DIA 21/NOV - Medellin - Bater pernas e aguardar:
Este dia eu já estava com passagem comprada pra Santa Marta saindo as 19h pra chegar as 21h..

Passei o dia todo batendo pernas pelo centro da cidade com o mochilão já nas costas, andando com o famoso metrocable que tem na cidade e visitando a praça Botero que é bem turística com as esculturas dos gordos espalhada, e em frente fica o museu que eu não cheguei a ir.

Sobre o role de metrocable, eu subi até a ultima parada possivel e desci para andar um pouco pelas vielas que tinham ali.

Eu andei por um tempo subindo morro que me lembrou muito Osasco-SP onde eu moro. O lugar é bem pobre e tem um ar de "não é lugar pra turista isso".

Quando deu umas 15h eu chamei um taxi para me levar até o aeroporto que fica muito longe de tudo. A taxista era uma mulher muito simpática deu uma de guia e conversamos muito.. pena que o taxi custou meus $90.000 que doeram no bolso! Mas era o único jeito de chegar no aeroporto :/

Neste momento da viagem eu comecei a ficar "um pouco desanimado", pegando frio, sem praias, conhecendo poucas pessoas.. Mas a vibe mudou totalmente assim que eu sai pra fora do avião! Estava um tempo abafado muito quente e aquela sensação praiana foi a melhor coisa naquele momento.. eu desci do avião com um sorriso grande que eu não acredito ate agora kkkkkk

Saindo do avião tem alguns taxistas que cobram uns $40 pra levar até o centro de Santa Marta. Como eu estava sozinho esperei aparecer mais gente pra dividir esse taxi. Encontrei 1 casal colombiano afim dessa divisão e fomos. No caminho de Santa Marta, conversa vai, conversa vem e os colombianos (casal e taxista) me indicaram e conseguiram me convencer de ir pra Taganga que pra mim que estava sozinho e solteiro seria uma boa ideia porque la era bem movimentado e lugar pra mochileiro.. A ideia deles me serviu como uma luva e eu fui! Assim que deixamos o casal no hostel, eu dei mais $10 pro taxista me levar pra Taganga.

A cidade (vilarejo) me pareceu  bem pobre e um pouco inseguro pra andar sozinho a noite. Como já estava tarde eu fechei um hostel em conta que encontrei por $15.000 com ar condicionado, dei uma volta pela praia naquele calor fortíssimo e fui dormir porque no outro dia eu estava querendo ir para o Parque Tayrona que era meu foco por lá..


DIA 22/NOV - Taganga x Tayrona - Trilha ao Paraíso:
Acordei umas 7h da manhã com toda disposição do mundo e muito calor pra ir para o Tayrona..

Arrumei a mochilona toda, perguntei algumas informações, comprei umas maçãs e peguei o ônibus rumo ao ponto que saem as vans para Tayrona e Palomino (não fui para Palomino mas me disseram que vale bastante a pena por la).

Eu cheguei na entrada do Parque Tayrona umas  11h e o ingresso de entrada custou uns 40.000 COP.

Eu achei a trilha bem punk.. como tinha chovido a uns dias e o trajeto passam cavalos que levam as pessoas na trilha eu encontrei muita parte com lama e difícil passar! eu ainda inventei de levar o mochilão junto com medo de deixar num hostel em Taganga acabei sofrendo um pouco mais.. a trilha durou umas 3h mas tem poucas subidas que ajuda muito ja..

A praia que os viajantes costumam parar (eu recomendo também) é a Cabo San Juan que tem uma estrutura de restaurante e campings/redes.

Eu peguei uma carpa (barraca em espanhol) e custou 25.000 COP a diária com banheiro e locker. A maca (rede em espanhol) custava 20.000 com ducha e locker também. Uma boa ideia para quem quer dormir em rede é dormir no mirante de Cabo San Juan! Eu me arrependi de não ter pego 1 noite lá pois deve ser incrível..

A praia em si estava com a agua um pouco barrenta porque tinha chovido muito dias anteriores, mas achei muito linda, tranquila e com a agua quentíssima (até de madrugada). A praia deve ter uns 100metros de extensão e lotada de gringo. O nascer do Sol é uma otima ideia pegar pelo menos uma vez.

A comida no restaurante custava de 20.000 a 30.000 COP e vinha comida o suficiente. Cerveja no quiosque custava uns 4.000 COP a lata da Aguila e Agua.

A tarde eu fiquei ansioso pra ver a noite naquele lugar mas infelizmente eu não consegui sair nenhuma porque choveu forte nas duas.. mas deve ser bem badalado!!

Obs: Eu fiquei 3 dias e 2 noites no parque e gostei muito disso! Eu ia ficar só 1 noite mas com vontade de ficar +1 até conhecer uns gringos que me fizeram mudar de ideia. Na volta eu retornei de barco que custou uns 45.000 COP, demorou 1h e deixou a gente em Taganga (onde eu queria ficar).

Eu recomendo 2 noites naquele paraíso *---*

Obs2: Tem mais coisas para conhecer no parque, como a praia de naturismo, e o sitio da civilização indígena que morou no local mas os dois lugares precisam andar bem pra chegar e eu só queria descansar por la. Deve existir mais lugares para visitar mas de cabeça, e que eu tenha ouvido falar são só esses.


DIA 23/NOV - Tayrona - Só praia:
Esse dia eu tirei pra rolar na areia e entrar na agua pra me limpar da areia que eu rolei.. acordei as 6h da manhã, (a noite anterior começou a chover 6h), coloquei a samba canção, peguei o óculos e fui ver o nascer do sol. Daí, só praia o dia todo *---*

A tarde os gringos que eu conheci chamaram para visitar o sitio dos antigos indígenas do parque e eu neguei porque queria ficar descansando e já era tarde (3h da tarde).

A trilha pra chegar no sitio deve durar umas 2h e pelos meus cálculos eles não deveriam ter ido.. pois eles foram, e passaram o maior perrengue! Na volta até Cabo San Juan começou aquela pancadaria de chuva e anoiteceu por conta dela.. os gringos se perderam no caminho de volta e chegaram em Cabo San Juan só no outro dia de manhã na hora do nascer do sol :/ então, não recomendo pegarem trilhas tarde principalmente em lugares desconhecidos.. calculem bem os passeios para não se ferrarem.

A noite foi aquele chuvarel de novo..


DIA 24/NOV - Tayrona x Taganga - Mais praia e partiu:
Este foi mais um dia lindo em Cabo San Juan com sol estralando e muito mergulho na praia.. peguei o nascer do sol e curti a praia até a saída do barco as 16h. Chegando em Taganga novamente eu procurei outro hostel (um pouco melhor) junto com os gringos que conheci no parque.

Encontramos um hostel ótimo e com custo x beneficio muito alto!! O hostel tinha quarto pra 10 pessoas por 14.000 e 4 pessoas por COP e 17.000 com ar condicionado, café da manhã e piscina que eu achei totalmente valido pois é muito calor em Taganga! Ficamos no quarto p 4 pessoas pois estávamos em 4. Infelizmente esqueci o nome do hostel agora mas ele é do lado do hostel Nirvana que eh bem conhecido por lá. O Nirvana é melhor ainda! piscina maior, mais bonito, mais gourmet.. mas eu chuto que custava uns 35.000 COP.

A noite a recepcionista do hostel que eu estava me chamou para ir no Nirvana conversar com o pessoal e tomar umas e quem sabe fumar marijuana por lá.

Esta noite foi um intercambio gigante que eu fiz naquele hostel pois parecia que todas pessoas queriam conhecer todas as pessoas que estavam la no bar. Uma hora era portunhol, na outra era português (para ensinar português para alguns gringos), na outra arranhando um espanglish e assim foi a madrugada..


DIA 25/NOV - Taganga - Muita praia:
Este dia eu bati uma perna para as praias do lado (20min andando) e fiz um snorkel que não consegui enxergar nada.. foi mais um dia de descanso e noite de intercambio kkkk


DIA 26/NOV - Cartagena - Translado para Cartagena:
Eu tirei esse dia para fazer a ida para Cartagena que dura cerca de 6h.

Peguei algumas informações na cidade e peguei a lotação rumo o local onde saem as vans para Cartagena.

A van para Cartagena custou cerca de 40.000 COP. Eu sai de Taganga as 10h e cheguei as 18h em Cartagena.

Assim que eu cheguei na cidade já parei em uma agencia de viagem para ter informações de como eu faria para ir para a Ilha Baru (onde fica a 'playa blanca'). O guia me passou um pacote full-day no valor de 65.000 COP saindo de Cartagena passando pelas ilhas Rosários (muito valido ir) e parando na playa blanca por umas 3h para almoço e curtir a praia.  Eu queria mesmo dormir uma noite na playa blanca para fazer o passeio dos plânctons fluorescentes mas eu estava com pouco tempo para arriscar isso. Pelo que eu vi, o único passeio legal por lá é esse tour com os plânctons que eh feito a noite, e deve custar uns 30.000 COP..


DIA 27/NOV - Cartagena - Playa Blanca e Ilha do Rosario:
Pacote todo fechado e as 8h eu estava pronto esperando a van para ir até o cais e sairmos no tour.

Na parada das ilhas Rosários o barco parou proximos a alguns corais e cobrou 30.000 COP pelo snorkel e colete (que você paga se você quiser, claro).

Eu paguei pelo snorkel porque estava sem mas não achei tão bom assim.. deu pra ver algumas piabas e nada demais. (eh bom mas nada comparado a San Andres né!).

O almoço em Cartagena saia em torno de 15.000 a 30.000 COP tranquilos e na playa blanca custou 20.000 (bem ruinzinha a comida).

Após o retorno do passeio e tudo organizado eu fui andar pela cidade e conhecer a muralha a noite (que eh bem bonita).

Era um final de semana já e eu estava sem amizade pra beber a noite rs.. Então eu vi um bike motorizada alugando por lá que custava 15.000 COP a hora.. sem pensar 2x eu aluguei a bike e sai igual uma criança andando ao redor da muralhada com a bike kkkkkkkkkkkkkk ela deve pegar uns 20km/h e eu aluguei por 2h (mas queria mais) =)


DIA 28/NOV - Cartagena x San Andres - Por do Sol e partiu San Andres:
O último dia em Cartagena eu queria fazer o Free Walk Tour que é muito recomendado por lá. Acordei atrasado para o "verdadeiro free walk" que sai uma multidão de gente.. entrei em desespero por alguns minutos ate aparecer um guia cobrando 10.000 COP pela Free Walk (que ironia né kkkkkk).

O Free Walk durou umas 3h ao todo e eu achei interessante a história contada. Recomendo este tour.

Assim que acabou o tour eu fui para o Café del Mar (lugar gourmet famosinho para ver o pôr do sol em cima da muralha) mas infelizmente as nuvens não deixaram eu ver um por do sol melhor..

Fui de taxi para o aeroporto de cartagena e custou uns 15.000 COP.

Chegando em San Andres eu fui andando até o hostel El Viajero (único hostel já fechado da trip.. eu fechei o hostel pelo Booking e nao tive problemas).

O hostel custou uns 56.000 COP a diária em um quarto pra 8 pessoas com ar condicionado, banheiro privado e café da manha. O hostel tem muito gringo e muuuuitos brasileiros (assim como em San Andres todo tem muito brasileiro). O hostel tem um barzinho bacana com cerveja não muito cara. A maioria dos viajantes que eu encontrei no hostel eram solteiros e baladeiros (dica pra alguns rs).


DIA 29/NOV - San Andres - CHEGUEI PORRA!! Dalhe Mergulho:
Neste dia eu queria fazer logo o tão sonhado mergulho de cilindro na ilha!

No hostel eu olhei o catálogo de passeios (tour para ilha, mergulho, carro de golfe, aluguel de moto, tour de caiaque de vidro, etc..) e eles não estavam caros e alguns ficaram até mais baratos. Como eu fechei uns 4 tours com o hostel eu consegui uma pequena queda no valor mas nada demais.

Como o mergulho durava apenas umas 4h e começaria as 13h eu fechei também o tour para o Aquário Natural que custou 15.000 COP e o mergulho custou 140.000 COP (mais barato do que em alguns lugares pesquisado).

O Aquário natural já foi o primeiro 'baque' com o caribe! A ida para o aquário já da p ver a cor azul fortíssima e já da p respirar com ar de 'valeeu a pena!'. O aquário também é outro shock de realidade, com peixes enormes e a agua clarinha..

Assim que eu voltei do tour do aquário corri para o de mergulho.

Eu nunca tinha feito mergulho de cilindro antes e achei que fosse algo não muito difícil.

Pois não foi.. desde o começo não foi kkkkk o cara chegou com a papelada para aceitar os termos de uso e o medo ja começou a bater ali mesmo. O negocio tava em espanhol mas dava p entender nitidamente que você 'podia se foder' e tiraria toda a responsabilidade deles.. no grupo tinham uns 8 brasileiros e 2 gringos. Uma menina ja resolveu desistir do mergulho lendo os papeis!

Tivemos a aula teórica e fomos pra piscina aprender algumas tecnicas e treinar. Na piscina eu pensei algumas vezes em desistir também pois não conseguia ficar mais que 4min respirando com o cilindro e nem consegui fazer as técnicas ensinadas.. mas como já estava pago eu fui pra ver se seria mais fácil..

Foi difícil do mesmo jeito mas quando começava a curtir o passeio e esquecia da respiração difícil era a melhor coisa do mundo enxergar tudo em baixo da agua..

Voltamos do mergulho umas 18h e sai para beber na praia com os gringos do quarto. Uma noite de muito room, risada e o resto eu esqueci kkkkkkkkkkk

San Andres é bem maior do que eu imaginava, e tem de tudo por lá.. O hostel que eu fiquei fica próximo (1km) do aeroporto e eu recomendo bastante fiarem por la também! é perto dos barzinhos, da saída dos barcos de passeio, alugueis de carros e eh mais movimentado..

Pra comer eu encontrei restaurantes de 10.000 COP a uns 25.000 COP tranquilo.. fora os lugares 'gourmet' que saem por uns 50.000 COP a refeição.

Cerveja custava cerca de 3.000 COP a longneck na padaria e uns 7.000 COP nos barzinhos..

Fez calor todos os dias que eu estava na ilha mas em alguns momentos ficou nublado durante o dia mas nada que atrapalhasse. Dei sorte com o tempo, pois 1 semana antes da minha chegada, passou o Furacão Otto por lá e deu problema p muita gente (empatou passeios, aeroporto ficou fechado..)


DIA 30/NOV - San Andres - Volta na ilha com Carrinho de Golfe:
A amizade de bebedeira da noite anterior formou um quarteto para o tour de carro de golf pra este dia.

Acordamos 8h e fomos alugar um carro para nós! Pechinchamos bastante e alugamos um por 75.000 COP com gasolina inclusa dividido pelos 4.

O tour de carrinho de golf tem umas paradas recomendadas que são Rock Cay, La piscinita e West View!

A primeira parada foi em Rock Cay e ficamos umas 3h por la! Fizemos um role de Jet-ski que custou uns 65.000 COP meia hora e dividimos em 2. O passeio de jet-ski por lá eu recomendo bastante pois da para ir até o barco naufragado e a agua la é muito transparente..

Visitamos a ilha de Rock Cay e partimos para West View. Em West View ficamos umas 2h pulando do trampolim, descendo de tobogã e curtindo o sol forte que estava! La piscinita fica a 3km de West View e eh uma 'west view menor'. Eu particularmente preferi a La Piscinita pois estava vazia comparada a West View.

Voltamos para o hostel umas 19h para beber mais a noite. Dessa vez só cerveja pra não esquecer de nada kkkk

 
DIA 01/DEZ - San Andres - Aquário + Johnny Cay + Mantarraias (arraias):
Recomendo muito fecharem os 3 tours juntos pois saem mais barato, o tour dura o dia todo e o 'roteiro' é perfeito. O pacote ja é fechado por indicação das agências, e pode incluir também o tour de Submarino de vidro que eu acabei nao fazendo mas dizem que vale a pena.

O pacote com os 3 tours saiu por uns 35.000 COP fechado no hostel. O tour leva primeiro no Aquário e fica umas 2h para curtir. Em seguida ele vai para a ilha de Johnny Cay e fica umas 3h, que é o tempo de dar a volta na ilha tranquilamente curtindo e tirando fotos, passar na área de iguanas gigantes e almoçar. No final da tarde o barco volta para levar de volta para o aquário porque as arraias vão para comer apenas naquele horário.

Eu recomendo os 3 tours, e se possível ficar 1 dia em Johnny Cay e 1 dia no aquário seria uma ótima também!

Retorno para o hostel umas 17h.

A noite eu não preciso nem dizer né, mais cerveja na praia kkkkkk


DIA 02/DEZ - San Andres - Dia cansativo:
Para este dia eu tinha fechado o tour de snorkeling com o Fernando (whats dele da Colombia: +573112030259 podem add) que é bem conhecido e recomendado pelos Brasileiros para o tour de Snorkeling, mas ele tem outros passeios também como mergulho, aquanautas, etc. para umas 12h. Como eu tinha a parte da manhã livre eu fechei 40min de Jet-Ski por 90.000 COP de frente com a ilha Johnny Cay pois eu queria chegar o mais próximo possível que só pode chegar a 100m com o Jet e fui sozinho desta vez. Eu curti o rolezinho mas acho que peguei um dia um pouco nublado para faze-lo.

Saindo do Jet eu fui para o local de encontro do snorkeling. O tour foi fechado por 60.000 COP e na hora ele ofereceu tirar fotos por +60.000 COP só que eu não aceitei, mas a câmera dele era uma profissional pra mergulho e pelo que eu vi ele tirou fotos legais dos outros brasileiros que estava no tour. O passeio durou quase 1h30 e o tempo todo é dentro da agua tendo que boiar, então eu não recomendo para quem tem dificuldades de nadar ou se manter bastante tempo boiando na agua. O guia nos levou de barco para um local com muitos corais e bem fundo dependendo do lugar (chegava a uns 10m eu acho).Neste tour eu vi algumas arraias enoormes, muito peixe, muitos corais mas não vi Tubarões que eu tanto queria ver neste tour :/

Este passeio foi bem cansativo mas foi show e eu recomendo muito faze-lo!

Do snorkeling eu fui correndo para o tour do Caiaque de Vidro que eu tive que pegar um moto taxi e cobrou uns 4.000 COP e ficava a 10min do Hostel.

O Tour do Caiaque de Vidro também é pouco conhecido em San Andres mas eu recomendo muito também!! É um tour com Caiaque de Vidro pelo mangue de agua cristalina de San Andres (sim um mangue de agua cristalina) e ele dura umas 2h ao todo. É necessario levar repelente ou comprar la na hora).

Fomos em 4 pessoas em 2 caiaques contando o guia. O tour visual em si já vale a pena, mas o guia vai parando em alguns lugares para a gente ver e aprender de perto sobre medusas, pepinos do mar e outros animais. No meio deste tour eu mergulhei pra ver o peixinhos perto de uma árvore e encontrei um peixe enorme que eu até filmei.. quando eu fui ver o vídeo deu pra perceber que era um Tubarão de uns 1,6cm O.O

O tour acabou umas 17h e eu fui direto para o aeroporto para ver se tinha passagem de avião para a ilha de Providencia (o famoso mochileiro 'deixa a vida me levar'). Bom, pessoalmente não tinha passagem para o dia seguinte então eu entrei no site e consegui compra-la para as 11h do dia seguinte e custou 350.000 COP pela Satena (https://www.satena.com/). Pensa numa felicidade pra dormir nesta noite kkkkk

 
DIA 03/DEZ - San Andres x Providencia - Ansiedade a mil:

Pulei da cama neste dia para ir até o aeroporto e confirmar se a passagem estava fechada e se estava tudo Ok! Caso não tivesse sido comprada eu ia ver o que fazer neste dia em San Andres.

Fui na Satena assim que abriu e confirmaram que a compra estava fechada mesmo \o

Me organizei melhor durante a manhã e esperei a saída do avião. O avião é um teco-teco com capacidade pra umas 15 pessoas e bem pequeno a ponto de dar medo mas da pra segurar. A duração do voo foi de uns 20min e bem tranquila.

Chegando na ilha logo um pequeno susto! para ingressar na ilha é necessário tem algum hotel fechado e eu não tinha nada disso kkkkk como isso deve acontecer algumas vezes por lá, a atendente chamou uma moça que a família dela tinha quartos para hospedagem e ofereceu um por 70.000 COP em um quarto privado, com café da manhã e banheiro privado e de frente com a "praia". Eu de cara fechei com ela pois precisava e achei bom o valor.. mas no final das contas ficou barato por esse valor!! A moça me levou de moto para a casa de hospedagem e chegando lá, a dona e mãe dela me tratou tão bem que eu não acredito até agora kkkkk. Sentei na mesa e ela me ofereceu aluguel de moto por 60.000 COP, um Caiaque full day por 40.000 COP para ir até a ilha de Cayo Cangrejo no dia seguinte e ainda ofereceu maconha e um suco de muito bom de laranja.

Assim que eu me acomodei nós fomos alugar a moto (era tipo uma biz) e ela me levou até uma praia bem bonita e tranquila que tinha alguns restaurantes para comer.. como eu só tinha aquele dia e metade do dia seguinte para ficar na ilha eu almocei e peguei a moto para dar a volta na ilha. Eu dei a volta na ilha em mais ou menos 1h pois o caminho eu não vi muitos lugares para parar. Assim que eu cheguei no centro da cidade eu parei na ponte que dava acesso a ilha de Santa Catalina e resolvi turistar um pouco por lá. A ilha de Santa Catalina é bem pequena, menor do que eu imaginava e da para conhecer em 30min a 1h tranquilamente. Eu fui até as duas pontas que tem acesso da ilha e encontrei apenas uma "mini praia", que não tinha ninguém e é bonita, mas não era aquela agua de caribe esperada. Voltando para a ponte e pro centro de providencia era quase o por do sol então eu parei no meio da ponte para assistir um espetáculo e o único pôr do sol que eu peguei na viagem e que já valeu por todos que não peguei.. Recomendo muito mesmo pegarem um pôr do sol na ponte (ponte dos namorados o nome) caso não encontre um pico alto e melhor.

Anoiteceu e eu parti pra pousadinha entrando em todas as ruas possíveis porque eu não lembrava onde era :/ Após muito sufoco eu encontrei a pousada e quando eu cheguei um conheci um nativo doido afim de sair a noite pela cidade e me chamou pra ir junto.. nós fomos na minha moto e chegando lá eu encontrei "um baile de favela há lá providencia" com a rua fechada cheio de gente ouvindo um reggaton nervoso kkkk saquei da longneck naquele calorão e ficou tudo certinho rs


Providencia é uma ilha bem pequena também, e uma grande parte dela é montanhosa e não tem acesso, então diminui bem o espaço por lá.. eu recomendo alugar uma moto ou um carrinho pra andar por la, pois é um pouco necessário. A comida lá eu encontrei de 15.000 a uns 25.000 COP.

Os nativos de San Andres falam um espanhol misturado com inglês, mas os de providencia falam um inglês misturado com espanhol e colocam algumas palavras que eu não consegui entender que língua era kkkkk beem difícil entender quando eles conversam entre eles.

Pelo que me disseram na ilha, são cerca de 6.000 nativos e existem mais ou menos 100 turistas por dia, que chega a ser bem pouco.


DIA 04/DEZ - Providencia - O Paraiso:
Chegou o dia de conhecer Cayo Cangrejo eu acordei umas 6h sem despertador e a mil já kkk tomei o café da manhã e já pedi por favor para a dona do hostel chamar o dono do caiaque. O cara chegou umas 7h e fomos de moto até onde o caiaque dele ficava e 7h30 eu ja estava colocando ele na agua.

O dia ainda estava ficando claro mas a agua cristalina já estava nítida e de impressionar!

Recomendo MUITO alugar um caiaque o mais cedo possível igual eu fiz e ir para a ilha o quanto antes. A ilha de Cayo Cangrejo é "fechada" e só abre as 9h, então antes disso não tem pessoas, e ao redor da ilha é todo e só sua!! Como eu cheguei antes de poder subir no pico da ilha, eu dei umas 4 voltas na ilha com o caiaque ouvindo um som no celular até abrirem a ilha (saudade desse role!!).

Deu 9h, os funcionários chegaram e eu estacionei meu caiaque kkkkk eu desci e já fiquei bravo com a taxa de 17.000 COP e a cerveja a 7.000 COP a lata >.<

Bom, caiaque estacionado cerveja tomada e mochila guardada saquei meu snorkel que eu comprei em San Andres e fui nadar ao redor da ilha.. lá é um ótimo lugar pra praticar mergulho livre e é valido dar a volta na ilha nadando que da pra ver bastante tartarugas e muuitos peixes!! A ilha é beem pequena e não tem muito o que fazer a não ser mergulho com snorkel e observar a paisagem linda. Eu recomendaria 370 dias por ano na ilha mas eu só pude ficar 1 dia. Foi o dia todo de pulo na agua, subida ao pico, fotos e cerveja até as 2h30 da tarde (bem cedo, porque meu avião saia as 17h infelizmente).

Deu meu horário, eu voltei pra pousada correndo, tomei a ducha, levei a motoca de volta e partiu voltar pra San Andres..

Eu parei pra agradecer a dona da pousada e falar que eu gostei muito da ilha e que queria voltar um dia, ai ela disse pra voltar sim pois havia passado o furacão Otto  a pouco tempo e a agua nao estava tao linda como eh normalemnte.. (ela me convenceu que eu tenho que voltar!)

Obs: O trajeto para chegar na ilha de Cayo Cangrejo pode ser feito com um barco que te leva até la, ou ir de caiaque. Eu recomendo muito pegarem um caiaque, pois ja é um tipo de passeio voce poder dar uma volta na ilha com calma no seu tempo remando de caiaque.. a ida até a ilha demora uns 30min se for direto e não chega nem a cansar.

A noite os gringos que eu fiz amizade no hostel se reuniram para tomar mais cerveja na praia e eu não podia faltar né rsrs maaais club colombia de despedida!!


DIA 05/DEZ - San Andres x Realidade - Merda, acabou :/ :
Este dia meu avião saía 12h da ilha e não dava pra fazer nada além de gastar os 100.000 COP que eu ainda tinha que eu acabei não gastando porque deu preguiça de andar muito kkkk

Na hora de entrar no avião, aquele calorão eu saquei das havaianas regata e bermuda e despachei o resto.. inocente kkkkkkkkkkkk O avião fez escala em Cali (mais calor, legal!!) e depois foi pra Bogotá (22h da noite eu cheguei lá) onde eu fiquei 3h tremendo no aeroporto parecendo um marginal de chinelo e regata kkkkkkkkkkkkkkk



E é isso, sai do frio de 0 grau de Huaraz, passando pela metade do mundo, e acabando a trip nos 34 graus na lua do caribe colombiano pesando 5kg a menos, mais moreninho, com uma história de algumas linhas, algumas 6mil fotos e com muita experiência vivida!

#gratidão


[CONTINUA.. O site esta um pouco bugado para editar o relato no computador. Entao quando voltar eu termino se inserir as imagens, e enfeito mais!]
Editado pela última vez por wagnerdonato em 04 Mai 2017, 10:47, em um total de 55 vezes.
#1247541 por glauciacribeiro
11 Jan 2017, 10:14
Olá, bom dia!!! Você mal começou o relato e já tenho perguntas... kkkkkkkkkk
Qual o valor total (aproximadamente) que você gastou?


PS.: Desculpe.... depois que vi a planilha com os custos ::hahaha:: ::putz::
Editado pela última vez por glauciacribeiro em 31 Jan 2017, 10:34, em um total de 2 vezes.
#1254566 por wagnerdonato
02 Fev 2017, 16:35
glauciacribeiro escreveu:Olá, bom dia!!! Você mal começou o relato e já tenho perguntas... kkkkkkkkkk
Qual o valor total (aproximadamente) que você gastou?


PS.: Desculpe.... depois que vi a planilha com os custos ::hahaha:: ::putz::

Ta tranquilo!! Kkkk
Mas de qualquer forma eu vou falar a quebra de valores.. que se divide em 2, e praticamente 2 tipos de viagem diferente.
A parte do mochilao antes de San Andres (caribe) pode se considerar um gasto e um tipo de viagem com experiencia de mochilao, encontrando muitos mochileiros, economizando sempre que possível e gastando bem menos. Tanto que os gastos ate chegar em San Andres foi bem baixo, dando um salto na ilha!
Na ilha ja foi uam experiencia mais "viagem badalada".. mta festa, mta gnt fazendo uma viagem mais "ferias" e gastando mais, tanto pq eh mais caro quanto pq eu ja estava no espirito gastão.. mas de qualquer forma, nos dois os gastos com passeios nao foi regulado e em San Andres nao houve regulagem nenhuma quase.. eh isso se tiver duvidas pode mandar sim!!
#1262078 por wagnerdonato
09 Mar 2017, 12:19
wclwilker escreveu:Gostaria de saber como foi a toda logística desde o Peru a Bogotá, e valores


Fala Wilker, beleza!?

Cara, eu vou colocar a logística pelas cidades com valor e duração de trajeto.. o detalhe maior to tentando colocar no relato dia a dia

Eu sai de Lima - Peru e fui até Medellin apenas de ônibus.

Trajeto:
Lima -> Huaraz -> Trujjilo -> Máncora -> Guayaquil (translado fechado de Mancora até Guaya) -> Baños de Agua Santa -> Quito (passando por Latacunga) -> Ipiales (translado feito com ônibus até a fronteira e o restante de Van) -> Cali -> Medellin

Lima -> Huaraz = umas 9h de ônibus e custou uns 30 Soles;
Huaraz -> Trujjilo = umas 9h de ônibus e custou uns 35 Soles;
Trujjilo -> Máncora = umas 9h de ônibus e custou uns 45 Soles;
Máncora x Guayaquil = translado fechado em Mancora por 65 Soles que incluia ida até Tumbes, a travessia da fronteira até uma cidade do equador que eu nao me lembro o nome, e desta cidade para Guayaquil (recomendo este "translado fechado pois nao tem preocupação com qse nd). O translado durou quase 13h ao todo;
Guayaquil -> Baños = durou cerca de outras 9h e custou 13 dólares;
Baños -> Quito = dura umas 5h direto e custou 5 dólares;
Quito -> Ipiales = durou cerca de 5h e custou uns 8 dólares até a fronteira + 10.000 COP em duas vans de acesso ja na Colombia;
Ipiales -> Cali = durou quase 13h e custou 50.000 COP;
Cali -> Medellin = durou umas 9h de custou 45.000 COP;

No caso eu nao cheguei a passar por Bogota, ma deve dar umas 8h de ônibus e uns 50.000 COP..


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 12 visitantes