Faça perguntas e responda tópicos sobre qualquer tema abordado pela comunidade Mochileiros.com. Uma pergunta por tópico.
Regras do fórum: Fórum Perguntas & Respostas

Esse fórum é exclusivo para o envio de perguntas.

Importante:
- Envie apenas uma pergunta por tópico e não esqueça de escrever a pergunta no campo "título".
- Se você quer postar várias dúvidas sobre um roteiro de viagem por exemplo, o fórum correto é o de Roteiros de Viagem. Clique aqui para saber mais!
- Os tópicos criados que não forem perguntas claras serão renomeados ou movidos para outros fóruns mais adequados dentro do site.

Clique Aqui para postar sua pergunta!


#1248350 por Joycedesouzalima
13 Jan 2017, 14:11
Olá pessoal!
Estou com uma dúvida seríssima, que difinitivamente está tirando a minha paz.
Pretendo passar 90 dias na Europa, inclusive minha viagem será agora, dia 24.
Vou fazer um trabalho voluntário na Polônia, ensinando inglês para crianças, por uma ong. Passarei 3 meses lá. O trabalho voluntário durará 1 mês, e nos próximos 2 meses ficarei na casa de uma amiga polonesa.
Tenho dinheiro mais que suficiente, cartões de debito internacional, minhas passagens de ida e volta estão compradas, o seguro saúde também.
O problema maior é carta convite. Tenho duas, uma da ong e outra está sendo providenciada pela amiga polonesa. Acontece que, eu não sei se a Polônia exige que a carta convite seja autenticada, já pesquisei e não achei nada sobre isso na internet, e além disso temo que eles achem que eu queira imigrar ilegalmente para lá, visto que vou sozinha, sou jovem e brasileira. Vou levar meu comprovante de matrícula da universidade, tudo pra tentar convence-los de que não pretendo ficar lá. Estou apavorada.
1.Vocês acham que eles vão desconfiar de mim e me mandar de volta?
2. Será que a carta convite polonesa deve ser autenticada? Não tenho mais tempo.
3. Como vou por uma ong, é verdade que há menos chance de eu ser mandada de volta?
Por favor, me ajudem!

#1248388 por poboscov
13 Jan 2017, 16:10
Eu não me preocuparia. Pelo jeito você fez sua lição de casa e está tudo ok.
Esquece essa história de autenticar: penso que se tiver assinada e com as informações de contato de quem escreveu já está bom. Além do que, na falta de uma você tem duas!

Vai na fé!
#1248437 por adrianolb
13 Jan 2017, 17:55
Não posso lhe ajudar muito a respeito da perguntas que você fez, mas gostaria de lhe alertar a respeito de outra coisa.

Polônia faz parte do Tratado Schengen, e com um visto de turista você pode ficar no máximo 90 dias dentro do Espaço Schengen a cada 180 dias, ao esgotar os 90 dias no Espaço Schengen, você tem que ficar no mínimo 90 dias fora de lá, em algum país que não faça parte do Espaço Schengen.

Lembro de outra postagem sua de que você queria ir a vários países do Leste Europeu, entre eles Rep. Tcheca, Hungria, Eslováquia, Eslovênia, etc... O problema é que todos eles fazem parte do Tratado Schengen e você já terá gasto todos os seus 90 dias lá na Polônia.

Então antes de vencer os 90 dias do Espaço Schengen, você tem que ir para algum país que não faça parte do Tratado Schengen e não retornar para nenhum país do tratado Schengen antes de passar no mínimo 90 dias fora dele.
Editado pela última vez por adrianolb em 13 Jan 2017, 18:00, em um total de 1 vez.
#1248440 por adrianolb
13 Jan 2017, 17:59
Eu não sei como funciona a Polônia, mas na maioria dos países você precisa de um visto mesmo que seja para fazer trabalho voluntário, você já entrou em contato com o consulado Polonês mais próximo da sua casa para se informar a respeito da exigência de vistou não para trabalho voluntário na Polônia?

Quando você ligar lá no consulado polonês, aproveite e já pergunte a respeito da carta-convite.
#1248646 por LF Brasilia
14 Jan 2017, 16:39
Joyce,

Confira:

"Os cidadãos brasileiros, portadores de documentos brasileiros de viagem válidos, podem permanecer interruptamente em território polonês por até 90 (noventa) dias, sem visto.
A isenção de visto refere-se às viagens de turismo, visitas, negócios, participação não-remunerada em conferências, seminários, etc. " Fonte: http://www.brasilia.msz.gov.pl/pt/info_cons_pt/vistos/
Seu caso cai exatamente no "etc"!

O site da embaixada da Hungria, por exemplo, refere-se a "atividade não remunerada": Dos países da América do Sul cidadãos de Argentina, Brasil, Chile, Colombia, Perú, Uruguay e Venezuela podem entrar na Hungria sem visto, caso o motivo da sua entrada não seja uma atividade remunerada e sua estadia na zona Schengen não ultrapasse 90 dias (https://braziliavaros.mfa.gov.hu/bra/pa ... na-hungria)

Fiquei com muita dúvida sobre isso porque já estive na Hungria e na Alemanha fazendo aqueles cursos de idiomas de até 4 semanas e não sabia se esses casos teriam o mesmo tratamento de turismo... mas até hoje nunca tive problemas.

Seu trabalho voluntário é pela AIESEC? Dê uma conversada com eles para ficar mais tranquila.

Boa viagem!

PS: Outra coisa: como não há voos diretos entre Brasil e Polônia, as possibilidades são:
1) Você entrar na zona Schengen por outro aeroporto desse espaço (ex: Frankfurt, Madri, Lisboa, Paris... ). Nesse caso o oficial da imigração que vai decidir sua entrada não vai ser a autoridade polonesa, e sim a autoridade desse aeroporto por onde você entrar.

2) Você pegar um voo com conexão fora do espaço Schengen (ex: São Paulo - Istambul - Varsóvia). Nesse caso sim, você entra na zona Schengen pela Polônia.
#1248758 por MauroBrandão
15 Jan 2017, 04:34
Conforme vc afirmou. Tem numerário para sobreviver, passagem nos conformes seguro e esta dentro do tempo 90 d. Não vejo por que se preocupar.
A carta convite convite é um detalhe, diminui o risco. Proceda normal. Entregue o passaporte e a passagem, o resto depende da entrevista.
Tem o Forum
europa-schengen-e-uniao-europeia-dicas-importantes-t75885.html
que informa sobre vistos.
Como o LF informou, vc vai fazer a entrevista em outro país. Relaxe, vai dar certo.

Adriana; Quando o convite é Trabalho Voluntário, e/ou carta convite. Entende-se casa e comida Free.
https://www.jafezasmalas.com/workaway-t ... -exterior/
#1248768 por adrianolb
15 Jan 2017, 08:40
O tratado de Schengen estabelece normas básicas e comuns que tem que ser seguidas por cada país membro, mas cada um dos países membros pode ter legislações e exigências complementares a serem observadas na hora de conceder a autorização de entrada, desde que estas exigências complementares não entrem em conflito com os princípios básicos do Tratado Schengen.

As principais divergências entre os países são na interpretação do que é considerado trabalho não remunerado, e se deve ser permitido com visto de turista ou não, alguns países interpretam que trabalho não remunerado precisa de visto, outros não. Também há divergência em relação a vistos de estudantes, entre outros..

A divergência nestes assuntos é tão grande, que por exemplo o Ausländerbehörde (serviço que cuida de estrangeiros e vistos na Alemanha), recomenda que caso você vá fazer trabalho voluntário na Alemanha ou pedir um visto de estudante, você chegue na Alemanha em um voo direto, ou então em um voo que faça conexão fora do Espaço Schengen, para evitar que algum policial, por exemplo lá de Madri ou Lisboa, lhe cause problemas por você estar em desacordo com a interpretação do que é permitido ou não lá em Portugal e Espanha, mas permitido na Alemanha por exemplo..

Mas o resultado final de tudo vai depender da entrevista lá no aeroporto no momento da imigração, de você conseguir convencer o policial de que você não representa risco de ficar ilegal por lá e de que vai embora dentro do prazo legal de 90 dias de Espaço Schengen.

Ou seja, mesmo que esteja em desacordo com a interpretação que Portugal, Espanha , Alemanha, etc fazem do Tratado Schengen, se você convencer o policial que não representa risco, que vai para outro país, etc, ele pode autorizar a sua entrada. E nesta hora, quanto mais documentos e comprovantes você tiver, maiores as chances de você conseguir convencer o policial.


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 60 visitantes