Guias e troca de informações sobre destinos do estado de Minas Gerais
#1064335 por Hélio Jr
04 Mar 2015, 17:57
Até estranhei que não houvesse nada sobre São Gonçalo do Rio Preto por aqui. Então resolvi criar o tópico pra divulgar um pouco a cidade, principalmente o Parque Estadual do Rio Preto, que foi o que me levou a conhecer o local.

São Gonçalo do Rio Preto (não confundir com São Gonçalo do Rio das Pedras) fica na região do Alto rio Jequitinhonha, está a 350km de Belo Horizonte e a 70km de Diamantina. O Parque Estadual do Rio Preto é a principal atração por lá, foi criado nos anos 90 para proteger a nascente do Rio Preto, que dá nome ao parque, a unidade de conservação foi reaberta ao público em 2013. Do centro do município até a sede do parque são aproximadamente 16km, percorridos em estrada de terra bem sinalizada (e com outras placas bem curiosas).

COMO CHEGAR:
DE CARRO: Saindo de BH é só pegar a BR-040 sentido Brasília. A 120km de BH está o famoso trevão, lá saímos da 040 e entramos à direita na BR-135, sentido Diamantina. Passamos por dentro Curvelo, onde entramos na BR-259, e continuamos seguindo para Diamantina. Em Diamantina seguimos pela rodovia (dessa vez já é a BR-367) e, após passarmos Couto de Magalhães de Minas, entramos à direita, numa rodovia estadual, para São Gonçalo do Rio Preto.
Falando assim parece até difícil chegar, mas todas entradas são sinalizadas, todo o trecho é asfaltado e quase não há buracos. Depois da 040 o trajeto é feito em pista simples. Na praça principal da cidade tem uma placa indicando o caminho para o parque, é só seguir e ser feliz.

DE ÔNIBUS:, a empresa Pássaro Verde faz a linha BH x São Gonçalo do Rio Preto, com o valor da passagem por volta de R$90. Para chegar o parque a coisa complica, não há linha regular fazendo o trajeto, o negócio é tentar um transporte informal, um moto-táxi ou táxi convencional.

A estrada de terra para o Parque alterna trechos bons e outros mais complicados. O começo dela é margeando o Rio Preto, bem tranquilo. Do meio pro final a coisa complica, são muitas subidas íngremes, passagens estreitas e buracos, mas dá pra ir com carro de passeio numa boa, pelo menos no seco. O pessoal que trabalha no parque calçou os piores trechos da estrada, é possível que eles continuem ajeitando ela com o passar do tempo.

ONDE FICAR:
O Parque Estadual do Rio Preto possui alojamento e área para camping. É necessário agendar com o Tonhão (38 9976-5621), que administra a unidade. O parque também possui quiosques, com área para churrasco, vestiário e restaurante, este último é terceirizado, então também é preciso entrar em contato com a empresa para encomendar café da manhã, almoço, etc.
Em agosto de 2014 o camping estava R$10/pessoa.

A cidade também tem opções de pousadas, mas não posso dar nenhuma indicação, nem informar sobre preços. Pra quem deseja conhecer o parque e fazer as trilhas, a melhor opção é ficar no próprio parque, não compensa fazer o trajeto até a unidade todos os dias.

O PARQUE:
Aberto de terça a domingo, de 7 às 17h. Ingresso: 10$ por pessoa.
Necessário agendamento prévio para utilizar a área de camping e/ou os alojamentos. Quem fica não parque não paga a taxa de ingresso à parte.

O Parque possui várias trilhas, a mais procurada delas é o roteiro “Praias de rio e cachoeira”, onde se passa pela Cachoeira do Crioulo (cartão-postal do parque), Cachoeira Sempre-Vivas, Forquilha e vários mirantes, além de margear uma boa parte do rio Preto. É necessário o acompanhamento de um condutor do parque, que não tem custo. Os horários de saída são 9, 10 e 11h. O trajeto todo tem mais de 10km de extensão (ida e volta), tem alguns trechos pesados (como uma subida bem longa e forte), mas dá pra fazer numa boa. Levar água e lanche.

A trilha do cerrado também é outra boa pedida, tem 4,6km de extensão (ida) e passa por poços e vaus. Não cheguei a fazer ela por completo, mas o Poço do Veado é um lugar que vale a pena ir. Tem outras trilhas mais tranquilas e curtas, que também tem áreas para banho.

O parque também pode ser ponto de partida ou chegada da travessia Rio Preto-Pico do Itambé (Travessia dos Parques), com 50km de extensão. Até visitar o parque nunca tinha ouvido falar dessa travessia, não sei se há muitas informações sobre ela na internet, mas qualquer coisa o Tonhão pode ajudar. É necessário autorização dos parques para a travessia, além de assinar um termo de responsabilidade.

O Parque Estadual do Rio Preto é uma das melhores e mais bonitas unidades de conservação que já visitei, com boa infraestrutura e aquela beleza típica do Espinhaço. Espero que muitas pessoas possam conhecer a região, mas sempre de forma consciente e respeitando o ambiente.

Outras informações:
<http://www.ief.mg.gov.br/component/content/196?task=view

Relato sobre a visita ao parque, as trilhas e mais fotos:
<http://numamoto.blogspot.com/2015/03/parque-estadual-do-rio-preto.html>
Anexos
208.JPG
Praias de rio e cachoeiras
162.JPG
Cachoeira Sempre-Vivas
155.JPG
Rio Preto
075.JPG
Cachoeira do Crioulo
057.JPG
Poço do Veado
017.JPG
Estrada para o PERPreto

#1170096 por Hélio Jr
08 Mar 2016, 10:27
Dando uma revigorada no tópico, pois trata-se de um dos Parques Estaduais com melhor infraestrutura de Minas Gerais. Isso sem apelar para as cachoeiras da região...

Aproveitei um feriado municipal de Belo Horizonte e fui pra SG do Rio Preto. Aproximadamente 5h de viagem até lá. Considerando agora, o tempo foi bem corrido, mas foi melhor passar 3 dias corridos por lá que nenhum. Na tarde da sexta, que foi quando chegamos, visitamos o Poço do Veado (muito bonito e excelente pra banho!) e a Prainha (lugar ideal para crianças pequenas).
No segundo dia acordamos cedo, fomos a prainha novamente e saímos por volta de 10h para fazer a trilhado roteiro "praias de rio e cachoeiras". São aproximadamente 15km no total, trilha de nível moderado que pede um pouco de condicionamento físico no começo. Passamos por diversos mirantes com vista pro vale do Rio Preto, pela Cachoeira do Crioulo e também pela Sempre-Vivas, terminamos a caminhada próximo ao camping, em um local conhecido como Forquilha, que é o encontro da água de dois rios.
No terceiro dia, no qual também faríamos o retorno pra BH, aproveitamos a manhã no Poço do Veado. Como disse anteriormente, o lugar é ótimo pra nado, uma prainha memorável.

Mais detalhes e fotos do Parque Estadual no link:

http://numamoto.blogspot.com/2015/03/pa ... preto.html

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes