Roteiros de Viagem no Brasil
#868535 por Elyson Leite
08 Ago 2013, 15:46
Olá Mochileiros, tudo bem?

Hoje vou deixar um roteiro mais voltado para casais - mas que pode ser realizado muito bem por amigos e afins - dessa cidadezinha grudada em Campos do Jordão que não deixa a desejar no quesito natureza + romantismo. Estou falando de Santo Antônio do Pinhal - SP. Depois de pesquisar bastante, separei algumas coisas que seriam imperdíveis e que (penso eu) dá pra fazer em três dias ou em um Fim-de-semana.

O que ver e fazer em Santo Antonio do Pinhal

As belezas da Serra da Mantiqueira servem de plano de fundo para a maioria das atividades praticadas em Santo Antônio do Pinhal, como as caminhadas por trilhas e a subida ao Pico Agudo para apreciar o pôr-do-sol. Os cenários são semelhantes no passeio de trem que leva a Campos de Jordão e no Jardim dos Pinhais.

1#Jardim dos Pinhais Ecco Parque (SÁB – 10h)
Imagem
Formas e cores enchem de charme o conjunto de oito jardins temáticos, cortados por 1.200 metros de passarelas e riachos. Espécies botânicas de diversos países enfeitam os espaços, como o jardim canadense, tomado por um tapete de flores coloridíssimo. Já o japonês ensina aos visitantes o significado das pontes, dos bambus e dos peixes. No jardim desértico, a aridez fica ainda mais explícita com os cactos espinhosos; enquanto no tropical há bromélias gigantes e um gazebo para descanso em plena mata. Os passeios são guiados. Para os aventureiros, há ainda trilha por um bosque de araucárias até um mirante para a pedra do Baú e arvorismo com seis travessias, três tirolesas e rapel. O parque oferece ainda um belo restaurante, instalado em um deck, com belíssima vista e cardápio variado.
Endereço: SP-046, 2.600 Telefone: (12) 3666-2021 | (012) 9167-5619 Valor: R$35 o casal

2#A Bodega (SÁB – 13h)
Imagem
Ponto obrigatório para quem visita a cidade. No local encontramos diversas cachaças, vinhos e delícias. Além disso, existem um lindo jardim e uma mini fazenda com animais pequenos. Passeio ideal para família. O acesso é feito pela Estrada do Machadinho, (7 km de estrada asfaltada, partindo do centro da cidade).
No alambique artesanal são encontrados mais de 40 tipos de cachaça produzidos em toneis de carvalho. Funciona aos Sabados e Domingos das 10h às 16h!

3#Cachoeira do Lageado (SÁB – 16h)
Imagem
Movimentada nos finais de semana, Lageado fica a sete quilômetros da cidade, oferecendo espaço para piqueniques e poço para banhos, sendo procurada também para a prática de rapel. Possui boa estrutura para atender ao turista. Possui cantina, sanitários limpos, mesas para piquenique e trilha. O acesso é fácil em estrada de terra.
Valor: R$2

4#Pico Agudo (SÁB – 17h30)
Imagem
O topo, a 1.700 metros de altitude, descortina vista panorâmica que vai da Pedra do Baú ao Vale do Paraíba. Procurado para saltos de asa-delta e parapente, o pico é ponto de encontro também para apreciar o pôr-do-sol.
O acesso é feito por estrada de terra (7KM do centro). NÃO é recomendado em dias de chuva.

5#Fábrica de Cerveja Baden Baden (DOM - 9h30)
Imagem
A Fábrica de Cerveja Baden Baden produz 120 mil litros de bebida por mês. Durante a visita, você conhece o processo de elaboração, prova dois tipos de cerveja e leva um brinde. Hoje a Baden Baden tem em sua produção 10 tipos de cervejas, sendo 6 da linha oficial, três sazonais e uma que é produzida exclusivamente para o Restaurante Baden Baden, que fica na Vila Capivari, com uma produção mensal de 80 mil litros, que na alta temporada pode chegar a 100 mil litros.
Endereço: Av. Matheus da Costa Pinto, 1856 – Vila Santa Cruz Telefone: (12) 3664-2004 Entrada: R$15

6#Passear de trem em Campos do Jordão (DOM – 14h)*
Imagem
Apenas 19 quilômetros de estrada de ferro separam as duas cidades, porém, o traçado sinuoso e repleto de curvas e rampas é vencido somente depois de mais de duas horas de viagem. No caminho, bonitas paisagens como a emoldurada pela ponte metálica sobre pilares de pedra. O roteiro inclui também a passagem pelo trecho de ferrovia mais elevado do país, o Alto do Lageado, a 1.743 metros de altitude. O percurso tem 19 quilômetros, saindo da estação Emílio Ribas (em Campos do Jordão) até a estação Eugênio Lefevre (em Santo Antonio do Pinhal). Ao longo do trajeto, o visitante pode apreciar o belíssimo visual da Serra da Mantiqueira. O passeio é realizado de quinta a domingo, com duas saídas diárias, a partir de Campos do Jordão: às 10h e às 14h. Em Santo Antonio do Pinhal, o trem faz uma parada para que os visitantes possam admirar a vista do mirante, com todo o panorama de diversas cidades da região do Vale do Paraíba. Os turistas poderão comer o famoso bolinho de bacalhau e experimentar o tradicional suco de uva branca, atrações locais. Há também lojas de decoração, roupas e artesanato, onde podem ser compradas lembranças da visita. O passeio todo tem duração de 2h30 e custa R$ 45 (ida e volta).
Já está em vigor um novo serviço de turismo, operado apenas aos finais de semana, no trecho de 4 quilômetros entre as estações Emilio Ribas e Abernéssia. A tarifa do Bonde Turístico Urbano, ida e volta, é de apenas R$ 6.
Telefone: (12) 3666-1400 / (12) 3666-0200

7#Fazenda Renópolis(DOM – 14h)
Imagem


8#Caminho das Artes (DOM – 15h)
Imagem
Para quem gosta de artesanato de qualidade, o “Caminho das Artes” é imperdível. O roteiro foi elaborado pelos próprios artistas que aqui montaram seus ateliês. É possível comprar ou encomendar peças exclusivas em cerâmica, joias, móveis, arte em madeira e tecido, além de velas, produtos de banho, chás e temperos.
Do roteiro fazem parte os artistas Leonardo Bueno, que transforma madeira descartada como resíduo em peças de arte e design; Morito Ebine, mestre na confecção de móveis de encaixe com técnicas da tradicional marcenaria japonesa; e André Marx, que também utiliza a madeira como matéria prima e faz móveis com madeiras amazônicas, provenientes de manejo sustentável ou demolição. Outro ateliê que não pode deixar de ser visitado é do premiado artista Eduardo Miguel, que utiliza madeira descartada como lixo e a transforma em verdadeiras obras de arte. Gravetos, sementes, bambu, restos da construção civil ganham formas belíssimas nas mãos de Eduardo.
O roteiro inclui também os trabalhos em cerâmica, presentes no Jardins de Barro Cerâmica, um misto de chácara e ateliê. Já na Cerâmica Dejulis, a milenar técnica japonesa, conhecida como Raku, garante às peças uma esmaltação bem diferenciada. Outros tipos de arte também podem ser apreciados: na Prata d`lua tem peças produzidas em prata, cobre e latão com pedras semipreciosas. Todas com design exclusivo. Quem curte velas vai encontrar várias na Oficina das Artes, além de luminárias artesanais produzidas com madeira, bambu e flores secas.
No Caminho estão ainda a Phamarcia de Quintal com produtos elaborados artesanalmente com ervas e flores; a Casa da Mata que, literalmente, fica no meio da mata e vende shiitake e outros produtos artesanais como chutneys, geleias e antepastos; a História em Retalhos com trabalhos em patchwork; a Arte Madeira & Memória, onde peças e móveis antigos são restaurados e transformados; a Fazenda Renópolis que, além de vender produtos artesanais feitos com material da fazenda, como palha de milho e sementes, tem uma casa de chá onde o turista pode escolher entre mais de 40 tipos para acompanhar os bolos e tortas vendidos por lá.
Há mapas com localização dos ateliês disponíveis no Centro de Informação Turística, que fica na entrada de Santo Antônio do Pinhal; e na Associação Comercial, na Praça do Artesão.
• Telefone: (12) 3666-1444 / (12) 3666-2595 / (12) 3666-2105

9#Fontes Naturais
Imagem
O acesso é fácil e próximo ao centro da cidade.
• Fonte Santo Antônio (Foto)
• Fonte Santo Estevão
• Fonte São Benedito


______________________________________________________________________

Farei a viagem amanhã, dia 09/08/2013 e volto dia 12/08/2013 com mais informações e fotos do local.

Forte abraço para todos!

#871978 por Elyson Leite
19 Ago 2013, 19:37
Amanhecer em Sto. Antonio do Pinhal. Não vale a pena conhecer?
phpBB [video]

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes