Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
#1193352 por _helen_
06 Jun 2016, 10:21
Oi, Ana Paula!

Comprei direto no site da Vietnam Airlines.
Eles usaram o Verified By Visa para validar os dados do meu cartão, talvez seja este o problema que esteja acontecendo contigo...

Meu cartão é do Banco do Brasil (se esse for teu caso, já vou adiantar as informações), pra usar o Verified by Visa tem que habilitar o computador pra fazer transações: http://bbseguranca.com.br/conteudo/16-L ... computador

Tomara que dê certo! ::otemo::

Abraço!

#1194641 por _helen_
10 Jun 2016, 20:31
DIA 13 (09/01/16) Da Nang (Marble Mountains)

Acordamos ainda com aquela sensação de estranhos no ninho, e para completar estava chovendo… :?

A ideia era ir às Marbles Mountains, mas com esse tempinho medonho desanimamos. Ficamos pesquisando na internet uma opção para dias de chuva em Da Nang, até que decidimos ir para um shopping. Vimos que tinha um a uns 20 minutos de caminhada e partimos.

Quando saímos tinha parado de chover, mas continuava bem fechado. Entramos em um bar, loucos para tomar um café com leite bem quentinho (estava fazendo um friozinho). Pedimos dois cafés, e vieram em copos cheios de gelo…

#ficaadica: Quando pedir café no Vietnã e quiser que ele seja quente, não esqueça de especificar! Senão eles te servem iced coffee.

DSCN5060-1-21.jpg
Dragon Bridge, a caminho do shopping.
DSCN5060-1-21.jpg (1.05 MiB) Exibido 767 vezes


Ainda no caminho para o shopping, passamos por uma quadra cheia de bares e restaurantes, tinha bastante gente porque já se aproximava a hora do almoço. No meio do povo todo, tinha um casal de ocidentais, olhando para o nada com umas carinhas de cachorros abandonados. Quase fomos lá perguntar se eles queriam um abraço. ::Ksimno:: :lol:

Andamos pelo shopping, usamos o wi-fi dos restaurantes e depois almoçamos um fast food vietnamita. Perguntamos se ali havia uma casa de câmbio, mas ela estava fechada por ser sábado. A gente estava praticamente sem dinheiro, então perguntamos onde poderia ter um lugar para trocar e fomos. Aproveitamos para ir também em algumas agências de turismo que tínhamos pego os endereços, queríamos agendar um tour para Hue.

Para resumir, não havia nenhum local aberto para fazer câmbio, eles só funcionam em dias da semana. Encontramos algumas agências de turismo fechadas, e as que estavam abertas não ofereciam propostas mais interessantes do que aquela que a gente tinha visto no hotel. Achamos até uma oficina de turismo, mas o rapaz que trabalhava ali falava muito mal inglês e não ajudou em nada! Eu já estava com vontade de sumir daquela cidade! A gente não conseguia se comunicar com ninguém, com pouco dinheiro, o tempo feio… ::quilpish::

Resolvemos ir para as Marble Mountains e pegamos um táxi. E finalmente começamos a curtir Da Nang! O lugar é sensacional! Pequenas trilhas levam a diferentes templos, esculturas e grutas. Em algumas cavernas dá para ver morcegos voando.

DSCN5089-3.jpg
DSCN5089-3.jpg (2 MiB) Exibido 775 vezes


DSCN5088-2.jpg
DSCN5088-2.jpg (1.95 MiB) Exibido 775 vezes


DSCN5085.jpg
DSCN5085.jpg (1018.64 KiB) Exibido 775 vezes


Um dos lugares mais legais é uma caverna por onde dá para passar por uma fenda na pedra, e subir até o alto da rocha - de onde se tem uma vista bem legal da cidade. Dá para chegar nesse lugar também por trilha, que foi por onde descemos.

DSCN5070.jpg
DSCN5070.jpg (1.21 MiB) Exibido 775 vezes


DSCN5094-5.jpg
DSCN5094-5.jpg (1.84 MiB) Exibido 775 vezes


Outro ponto que achei demais foi uma caverna com um saguão enorme, com uma estátua bem grande de Buda, e mais um pequeno templo (tipo uma casinha) dentro.

DSCN5097-7.jpg
DSCN5097-7.jpg (835.16 KiB) Exibido 775 vezes


Passamos algumas horas explorando o lugar e curtimos muito! Mais pro final do passeio a chuva recomeçou e fomos embora.

DSCN5104-13.jpg
DSCN5104-13.jpg (1.63 MiB) Exibido 775 vezes


DSCN5110.jpg
DSCN5110.jpg (1.79 MiB) Exibido 775 vezes


Pegamos outro táxi para voltar ao hotel. Reservamos com a recepcionista o passeio para Hue para o dia seguinte, mas o pagamento não podia ser feito em dólares. Fomos obrigados a procurar um caixa eletrônico e sacar dongs. Para melhorar, o caixa tinha limite de saque, e para completar o valor que precisávamos, tivemos que fazer dois saques (e pagar duas taxas… :x ).

Fomos em um mercado comprar lanches e coisinhas para o café da manhã do dia seguinte. Na volta, passamos por um boteco bem simples perto do hotel e resolvemos jantar ali. Era um lugar bem humilde, pelo jeito era uma família que atendia. Vieram três pessoas para nos atender, cada uma falava uma coisinha em inglês, um complementava o que o outro não sabia, enquanto outros olhavam um pouco mais de longe com expressão de curiosidade. Foi muito legal :P ! Eles se esforçaram demais para nos atender bem, trouxeram um cardápio em inglês mas nos ofereceram um prato de noodles com frutos do mar e vegetais que nem constava ali e fizeram um precinho bem amigo. Queridos! E a comida estava ótima! ::otemo::

DSCN5110A.jpg
DSCN5110A.jpg (48.75 KiB) Exibido 775 vezes


Gastos do dia (dongs):
    42.000 dois cafés
    133.000 almoços no shopping
    181.000 táxi até as Marble Mountains
    15.000 entrada Marble Mountains (cada)
    25.000 água (1 litro)
    130.000 táxi de volta para o hotel
    101.000 compras mercado
    900.000 tour para Hue (por pessoa, incluindo almoço e entradas)
    139.000 janta com cevas
#1196483 por _helen_
18 Jun 2016, 21:53
DIA 14 (10/01/16) Bate-volta Hue

Cedinho uma van nos pegou no hotel. Uma moça nos aguardava do lado de fora da van, falando ao celular, só fez sinal para que entrássemos sem nem um “oi”. Ainda passamos em um ou dois hotéis para pegar mais pessoas e partimos.

No início do trajeto a guia falou para as pessoas da van, mas somente em vietnamita. Dali a um tempo, novamente ela falou por alguns minutos, e… somente em vietnamita. Isso se repetiu por mais algumas vezes :roll: . Eu já estava com vontade de me atirar da janela, achando que teria um longo dia sem comunicação e sem obter nenhuma informação a respeito dos pontos turísticos.

Após cerca de uma hora de viagem, fizemos a primeira parada em uma loja de joias e pedras preciosas (aqueles típicos lugarezinhos pega-turista). Veio outro guia falar conosco e disse que trocaríamos de van porque ali o grupo tinha pessoas de outros lugares e ele poderia interagir com a gente em inglês. Uuuuufa! ::hahaha::

Aí sim o tour começou. O cara era muito simpático, comunicativo e engraçado. Ele perguntou nossos nomes e disse que chamava as pessoas pela primeira letra porque os nomes ocidentais eram muito complicados, então éramos Ms. H e Mr. R, e ele se chamava “C” (Ci).

As paisagens durante o caminho são muito bonitas, avistamos umas praiazinhas que dava vontade de ficar por ali mesmo… Dizem que o trajeto de trem entre Da Nang e Hue é fantástico, mas fica para outra…

A primeira visita de verdade do dia foi a Tumba do Imperador Khai Dinh. Nossa, o cara não queria uma tumbazinha simples não! Lugar lindo, especialmente o interior da construção principal, onde está a tumba de fato.

DSCN5121.jpg
Tumba de Khai Dinh.
DSCN5121.jpg (2.08 MiB) Exibido 727 vezes


DSCN5123.jpg
A tumba.
DSCN5123.jpg (2.43 MiB) Exibido 727 vezes


DSCN5136.jpg
Os guerreiros que guardam a tumba :P .
DSCN5136.jpg (1.47 MiB) Exibido 727 vezes


Depois dali paramos em outro ponto pega-turista: uma lojinha de doces, chás e comidinhas típicas da região. Queríamos muito tomar um café vietnamita e fomos pro boteco que tinha ao lado. Um casal de russos que estava na van conosco também veio, o cara era bem falante, gente boa, já a mulher simplesmente não olhou para a nossa cara uma única vez durante o dia todo! E olha que conversamos um monte com o cara… :(
O Ci viu a gente saindo de fininho pro barzinho e veio junto, e ainda por cima, pagou o café para nós! Querido! Disse que era em nome da hospitalidade das pessoas de Da Nang. Quando pedimos os cafés quentes, ele ficou boquiaberto! Como assim, tomar café quente com aquele calor? A gente explicou que era hábito. Pra completar, o russo colocou açúcar no café – que já vem com leite condensado! O Ci não parava de balançar a cabeça, inconformado. Que figura! :lol:

Depois dali, fomos conhecer o Thien Mu Pagoda. O lugar é muito bonito e arborizado, mas o mais impactante é o carro que pertenceu ao monge budista que se auto-imolou em Saigon (Ho Chi Minh) em 1963. Ele partiu nesse veículo de Hue até Saigon, e ateou fogo em si mesmo em protesto às políticas de perseguição aos budistas. A foto (bastante conhecida e premiada) reproduzida junto ao carro mostra o rosto sereno do monge enquanto arde em chamas. Chocante! Dizem que seu coração permaneceu intacto, mesmo após a auto-imolação e a cremação do seu corpo. :shock:

DSCN5144.jpg
Thien Mu Pagoda.
DSCN5144.jpg (2.23 MiB) Exibido 727 vezes


DSCN5151.jpg
Procurem no Google a respeito deste foto: é impressionante!
DSCN5151.jpg (2.09 MiB) Exibido 727 vezes


Depois, fomos almoçar. Que almoço! Um banquete de pratos vietnamitas, porco, frango, peixes, legumes, tudo delicioso! Os garçons eram muito gentis e não paravam de repor a comida na mesa. Sério, que almoço maravilhoso! De sobremesa veio um doce típico embrulhado em folha de bananeira, era uma massa meio gelatinosa verde com um recheio branco e cremoso. Apesar do aspecto no primeiro momento não ser muito apetitoso, o bánh cốm era muito bom!

DSCN5154.jpg
Bánh cốm.
DSCN5154.jpg (1022.22 KiB) Exibido 727 vezes


Última visita do dia: Cidade Imperial. O lugar é muito grande, e o grupo já tinha usado mais tempo do que deveria nos outros lugares e no almoço. Votamos e decidimos alugar um carro elétrico que vai percorrendo o local, parando e descendo para ver melhor alguns pontos, não daria tempo de ver as mesmas coisas caminhando.

DSCN5169.jpg
Cidade imperial.
DSCN5169.jpg (1.4 MiB) Exibido 727 vezes


O lugar é incrível e muito bem conservado. Dá para imaginar como viviam as pessoas por ali na época que aquilo era a humilde residência do imperador. Fantástico! Pena que visitamos meio na correria.

DSCN5167.jpg
DSCN5167.jpg (1.53 MiB) Exibido 727 vezes


DSCN5172.jpg
DSCN5172.jpg (1.5 MiB) Exibido 727 vezes


Entre ida e volta, passamos cerca de 5 horas na estrada. Valeu muito a pena porque os lugares são lindos, mas foi cansativo e muito corrido. Se hoje eu tivesse que refazer o nosso roteiro, tiraria um dia de Da Nang e ficaria pelo menos uma noite em Hue, para fazer o trajeto de trem e para explorar melhor os lugares, em especial a Cidade Imperial. Enfim, o bate-volta foi o que deu para fazer e foi sim bem legal. Ah, e claro, o Ci deu o toque a mais no passeio, acho que se tivéssemos ficado com a outra guia incomunicável não teríamos curtido nem a metade…

À noite fomos para aquela região de bares perto do shopping. Ficamos em um que estava bem cheio de gente – somente locais, de novo éramos os únicos turistas do lugar. Estava bem animado, em umas duas mesas havia aniversariantes, eles cantavam, brindavam, viravam os copos de bebida… Tomamos chopps e comemos petiscos, estava bem legal!

Gastos do dia (dongs):
    100.000 carro elétrico na cidade imperial (por pessoa, rachando com outras 4)
    66.000 mercadinho (água, lanches etc)
    279.000 bar (cevas e petiscos)
#1196561 por _helen_
19 Jun 2016, 15:29
DIA 15 (11/01/16) Da Nang (Lady Buddha); ida para Hanoi 21:50

De manhã fomos aproveitar a praia de Da Nang. Tinha uma leve neblina que escondia um pouco a Lady Buddha nos olhando lá longe. Fiquei só pegando sol, o Rodrigo encarou um banho de mar. Diversos locais estavam tomando banho de calça e camiseta, só tiravam o calçado. Eles também devem nos olhar de biquíni e sunga e achar muito estranho. :lol:

DSCN5187.jpg
Lady Buddha nos olhando lááááá de longe.
DSCN5187.jpg (1.02 MiB) Exibido 694 vezes


Voltamos para o hotel, fizemos o check-out, deixamos as bagagens e fomos para o shopping Vincom para almoçar.
No caminho, fomos abordados por um cara de moto, vários já tinham nos abordado do mesmo jeito "Where are you going? Do you want moto taxi?". Aliás, eu sempre ficava curiosa pra ver o que aconteceria se a gente quisesse, se eles iam socar nós dois na carona. Apesar de que vimos várias vezes famílias de dois adultos e duas crianças em uma moto! Bom, o cara desse dia, depois de perguntar se a gente queria moto taxi, disse "Hey! I know you! You are from Brazil!" . Estamos até hoje sem saber de onde ele já nos conhecia... :?: Aí ele nos perguntou "Do you know Nina?", e a gente "Nina? No...". Ele fez uma cara de brabo, como assim dois brasileiros não conhecem Nina? "Nina! Barcelona! Messi! Suarez!", e nós "Ah! Neymar!", e ele "Yeeeees! Neymar! Neymar, yes!" ::lol3:: E foi embora, faceiro.

Depois de almoçar, pedimos um vietnamese coffee gelado, e esse estava muito bom! Bastante leite condensado! ::otemo::

coffee.jpg
coffee.jpg (544.27 KiB) Exibido 694 vezes


Pegamos um táxi e fomos até a Lady Buddha. O taxista perguntou se queria que a gente esperasse por ele, dissemos que não precisava porque a gente não sabia quanto tempo ficaria ali, mas ele disse que ia esperar mesmo assim. :D

A estátua da Lady Buddha tem 67 metros de altura (para comparar, o Cristo Redentor tem 39m, incluindo o pedestal). Além da estátua ser linda, está no alto de uma montanha com uma bela vista para a cidade e está cercada por um ambiente bonito e agradável, com templos, jardins floridos, bonsais, laguinho… Daqueles lugares que dão uma sensação ótima só de estar ali.

DSCN5214.jpg
DSCN5214.jpg (1.21 MiB) Exibido 694 vezes


DSCN5196.jpg
DSCN5196.jpg (1.52 MiB) Exibido 694 vezes


Ficamos muito tempo curtindo o lugar, caminhando sem pressa, explorando os cantinhos… Os grupos que vinham em excursões chegavam como nuvens de gafanhotos, tiravam muitas fotos incessantemente e logo iam embora, deixando o lugar só para poucas pessoas… que paz!

DSCN5211.jpg
DSCN5211.jpg (1.76 MiB) Exibido 694 vezes


DSCN5215.jpg
DSCN5215.jpg (1.74 MiB) Exibido 694 vezes


No final da tarde, fomos embora. Nosso amigo taxista não estava mais ali, mas não foi problema porque havia vários outros. Os taxistas falam muito pouco inglês, é bom ter por escrito o nome do lugar onde se quer ir, ou uma foto. A gente queria voltar para o shopping, tive que mostrar para ele no mapa onde era. O bom é que todos usam taxímetro.

Quando descemos do táxi, paguei a corrida com uns trocados que eu tinha deixado no bolso da calça. O Rodrigo me perguntou “Esse dinheiro que sobrou é tudo que a gente tem?”, e eu disse “Não, tem mais um milhão na mochila”. Caímos na risada, ainda não tínhamos nos dado conta que estávamos milionários! ::lol4::

Fomos em uma loja dentro do shopping no estilo Lojas Americanas, compramos uns lanches prontos na padaria deles. Levamos para a praça de alimentação, pedimos mais cafés gelados e ficamos usando o wi-fi.

Voltamos para o hotel, pegamos as mochilas e fomos de táxi para o aeroporto. Fizemos um lanche no Burguer King antes de embarcar.

Chegamos em Hanoi e um motorista estava nos esperando, já tínhamos reservado com o hotel por causa do horário de chegada do voo. Logo na saída do aeroporto tinha um acidente de trânsito, o motorista disse que vê isso todos os dias. Como era quase meia-noite, o trânsito estava tranquilo, mas o que vimos nos dias seguintes nos deixou de cabelo em pé… :o

Nosso quarto no hotel tinha uma chaleira elétrica e saquinhos de chá. Jantamos isso junto com uns biscoitos esquisitos que tínhamos comprado há dias e não aguentávamos mais comer. Eles gostam bastante do salgado junto com o doce nos alimentos, mas esse biscoito era salgado demais para quem esperava um sabor doce, e doce demais para quem esperava um sabor salgado. Que troço estranho :? !

Nos ajeitamos para dormir e percebemos que em cima ou ao lado do quarto tinha um motor, tipo uma bomba de água, que fazia um barulhão a cada dois minutos… mesmo com tampões de ouvido, foi uma péssima noite! ::grr::

Gastos do dia (dongs):
    138.000 almoços
    142.000 táxi do Shopping Vincom até a Lady Buddha
    116.000 táxi da Lady Buddha até o shopping
    27.000 lanches
    22.000 cada vietnamese coffe gelado
    80.000 táxi do hotel até o aeroporto
    145.000 lanches no Burguer King
#1198045 por _helen_
26 Jun 2016, 10:23
Hudson Antunes escreveu:Que relato incrível!!!!

Estava procurando algumas dicas para organizar meu roteiro e praticamente todas se resumiam a festas, praias e cachaça.

Acompanhando teu relato, pois é bem o estilo de viagem que pretendo fazer.

Abraços!



Valeu, Hudson!

Realmente, festas e cachaça não são muito a minha... :lol: . Mas quanto às praias, mais pro fim de relato vai ter bastante!

Abraço!
#1198050 por _helen_
26 Jun 2016, 10:45
DIA 16 (12/01/16) Hanoi (Old Quarter e arredores)

Acordei com muita vontade de procurar um outro hotel, mas pensei comigo “é só mais uma noite e amanhã estarei em Halong Bay”, e resolvi deixar pra lá. Tomamos o café bem simplinho no hotel e fomos pra rua. O primeiro objetivo era marcar o tour para Halong Bay para o dia seguinte, tínhamos os endereços de duas empresas bem conceituadas e achamos que seria interessante ir direto à sede delas.

Chegamos no endereço que teoricamente seria da Pelican Cruises, mas era uma agência chinfrim que vendia tour de um monte de empresas. Tem essas agências aos montes, é só caminhar pelo Old Quarter. Pra não perder a viagem, demos uma pesquisada nos valores. Entre diversas opções, tinha um tour com pernoite em Halong Bay por US$ 50, fiquei imaginando que as pessoas devem dormir em basket boats! :lol:

Atravessar cada rua era uma aventura! Trânsito caótico é elogio! As motos vêm de todos os lados, se duvidar vem até de cima. Tu olha para todos os lados, pensa que está tranquilo, e quando está no meio da rua passa uma por trás de ti, em plena contra-mão! É bizarro, mas tirando o medo de ser atropelada, é divertido!

Conseguimos chegar inteiros à sede da Indochina Junk, que fica na rua ao lado da Catedral Saint Joseph. A moça da outra agência tinha nos oferecido o Dragon Pearl por US$ 185 por pessoa, mas na Indochina Junk a atendente apresentou um “last minute deal” e nos ofereceu o Dragon Legend, que é um barco com instalações e serviços mais luxuosos, por US$ 180 cada. Bom, ir à Halong Bay foi o principal motivo de termos incluído o Vietnã na nossa viagem, então porque não se permitir um pouco de “glamour”? Fizemos o pagamento adiantado e saímos ansiosos pelo “momento ostentação” da viagem.

Então começamos o turismo do dia. Olhamos com mais atenção a Catedral, mas não entramos.

DSCN5234.jpg
Catedral Saint Joseph.
DSCN5234.jpg (1.94 MiB) Exibido 625 vezes


Seguimos para o Lago Hoan Kiem. Lugar agradável, canteiros floridos e bem cuidados. Visitamos o Ngoc Son Temple, que é o templo que fica na pequena ilha no meio do lago. Lá dentro há uma enorme tartaruga taxidermizada e alguns painéis contando a história dela, que originou o nome do lago.

DSCN5242.jpg
Hoan Kiem Lake.
DSCN5242.jpg (1.05 MiB) Exibido 625 vezes


DSCN5244.jpg
Ponte para o Ngoc Son Temple.
DSCN5244.jpg (2.06 MiB) Exibido 625 vezes


Nos arredores há muitos restaurantes, de comidas típicas mas também de fast foods. Depois de ter deixado uma boa grana na Indochina Junk, ficamos com a mão fechada :D , e comemos uma pizza que estava em promoção no Domino’s.

Depois, fomos ao Templo da Literatura. Neste local funcionou a primeira universidade do país. As construções mantidas aqui são muito peculiares, realmente muito bonito!

DSCN5260.jpg
Templo da literatura.
DSCN5260.jpg (1.7 MiB) Exibido 625 vezes


DSCN5262.jpg
DSCN5262.jpg (2.18 MiB) Exibido 625 vezes


Tomamos um vietnamese coffee e fomos para o Museu da Guerra. Entramos na construção da Flag Tower, e depois fomos para o museu mesmo. Quando chegamos não faltava muito tempo para o horário de encerramento, então fomos olhando tudo meio na corrida. Confesso que ir a um museu temático sobre guerras não está entre meus programas preferidos, mas fiquei bem impressionada especialmente com a parte externa deste museu. Estão expostos diversos meios de transporte utilizados em combate, tanto usados pelo próprio exército vietnamita como capturados dos inimigos. No centro de tudo, uma enorme escultura com formato de um avião abatido, toda feita com destroços recolhidos das batalhas, realmente impressionante e tocante!

DSCN5269.jpg
Pátio do museu da Guerra.
DSCN5269.jpg (1.97 MiB) Exibido 625 vezes


DSCN5272.jpg
:o
DSCN5272.jpg (1.67 MiB) Exibido 625 vezes


Quando saímos dali estávamos bem cansados de caminhar, então pegamos um tipo de riquixá bem comum por ali, um banquinho para duas pessoas acoplado na frente de uma bicicleta. Se a gente achava até então que atravessar a rua era tenso, estar em um frágil banquinho em uma bicicleta no meio do “fogo-cruzado” é que foi sinistro! :o

phpBB [video]


A gente tinha combinado de ir até o lago, mas uma quadra antes ele disse pra gente descer e seguir caminhando. Foi até melhor, porque ali o trânsito estava ainda mais engarrafado. ::mmm:

Encontramos um supermercado e compramos provisões pra levar pra Halong Bay, até uma garrafa de vinho. As refeições estavam inclusas, mas imaginamos que qualquer lanchinho extra seria bem salgado. Os chinelos não deixam de ser chinelos nem quando fazem um cruzeiro caro. ::tchann:: :lol:

À noite jantamos em uma lojinha de conveniências estilo 7eleven, não me lembro o nome. Comemos uns pratos prontos que eles aqueceram na hora, bem insosso, mas bem barato.

Gastos do dia:
    Dongs
    30.000 Ngoc Son Temple (cada)
    130.000 pizzas
    30.000 Templo da Literatura (cada)
    54.000 dois vietnamese coffees
    40.000 Museu da Guerra (cada)
    100.000 riquixá
    166.000 compras diversas no supermercado
    63.000 janta
    Dólares:
    180 Halong Bay 2D1N (cada)
    16 transporte do dia anterior aeroporto-hotel (pago ao hotel)
#1198823 por _helen_
29 Jun 2016, 10:36
deiafranzoi escreveu:Cade o resto??? Continua!!!! Ta muito bom esse relato!



Obrigada, Deia!

O relato tá saindo aos poucos... ::toma::
Cada vez que eu paro para escrever, eu viajo de novo: revendo as fotos, pesquisando pra confirmar alguma informação que eu vou dar... ::hein: ... aí quando me dou conta, já estou lendo algum site novo sobre a história do Camboja ou qualquer coisa do tipo, e o relato de lado! ::tchann:: Que feio! :lol:

Mas vou escrever todinho, prometo!
#1198995 por _helen_
29 Jun 2016, 20:22
MarinaTardelli escreveu:Parabéns pelo relato!!! Bem detalhado! Adorei! Não vejo a hora do próximo capítulo. Estou usando para planejar minha viagem daqui 9 meses para lá!!! Obrigada!


Oi, Marina!

Obrigada!

Entrei aqui justamente para "publicar o próximo capítulo" eheheh.

Abraço e ótima viagem pra ti!
#1198996 por _helen_
29 Jun 2016, 20:39
DIA 17 (13/01/16) Halong Bay

De manhã cedo uma van da Indochina Junk nos pegou no hotel. Van com somente seis lugares, poltronas enormes de couro, wi-fi… já começamos a nos sentir 8) .

Mais de três horas de viagem depois, com uma paradinha no caminho, chegamos no ponto de apoio, onde eles dividem as pessoas conforme os barcos. Vários embarques de várias companhias acontecem ao mesmo tempo, é uma zona. Um bom tempo de espera, mas finalmente um pequeno barco de apoio nos levou ao barco grande.

DSCN5283.jpg
Embarque.
DSCN5283.jpg (732.16 KiB) Exibido 537 vezes


DSCN5283A.jpg
Chegando no Dragon Legend!
DSCN5283A.jpg (1.21 MiB) Exibido 537 vezes


As bagagens já estavam em frente ao nosso quarto, deram uns minutinhos pra gente guardar nossas coisas antes do almoço. Ao abrir o quarto, as gargalhadas foram inevitáveis! Quê que era aquilo? Uma cama enorme, confortável, ar-condicionado, banheira, janelão com vista… incrível! Eu podia morar ali, facinho!

DSCN5285.jpg
Nosso humilde quarto!
DSCN5285.jpg (1009.78 KiB) Exibido 537 vezes


DSCN5287.jpg
Acho que eu me acostumaria com essa vida... :P
DSCN5287.jpg (1.05 MiB) Exibido 537 vezes


O almoço estava começando a ser servido nas mesas da parte externa do barco. Já estávamos navegando pela baía, com aquele visual incrível, e os garçons superatenciosos trazendo um prato mais gostoso que o outro. O vento que batia era frio, desci para pegar mais um casaco e voltei. O tempo estava nublado, mas não foi isso que diminuiu o deslumbramento com a beleza de Halong Bay.

DSCN5298.jpg
Um dos poucos momentos com um pedacinho de céu azul.
DSCN5298.jpg (1.44 MiB) Exibido 537 vezes


Depois da refeição excelente, tivemos um tempo livre. Andamos por todos os ambientes do barco, curtindo bastante o visual, e depois descemos para o quarto, onde estava mais quentinho. Sentamos no sofá estrategicamente colocado junto ao janelão e ficamos imersos naquela paisagem absurda de linda, passando por ilhota de pedra após ilhota de pedra, vendo de vez em quando um barquinho de pescadores…

DSCN5314.jpg
DSCN5314.jpg (1.41 MiB) Exibido 537 vezes


Lá pelas tantas o guia falou pelo sistema de som, nos tirando do transe. Chamou todos para o passeio de caiaque.

O passeio foi maravilhoso! A sensação de ficar remando naquele lugar, deslizando sobre a água, ouvindo só o barulhinho dos remos… foi indescritível.
Vimos pequenas construções em algumas ilhotas, de pessoas que vivem ali! Imagina! Passamos até por uma ilhazinha artificial com alguns cachorros!

DSCN5315.jpg
DSCN5315.jpg (876.08 KiB) Exibido 537 vezes


DSCN5316.jpg
Olha a faceirice das crianças!
DSCN5316.jpg (809.13 KiB) Exibido 537 vezes


Quando retornamos ao barco, eles deixaram quem quisesse tomar banho de mar. Só uns 3 ou 4 se animaram porque estava um tanto frio. A minha roupa estava toda úmida e eu queria muito um banho quente, descemos para o quarto, enchemos a banheira e ficamos um tempão só de molho, curtindo o cenário.

Todo o cronograma de atividades é seguido à risca, inclusive o guia pede que as pessoas avisem se não forem participar de algo para que ele não fique esperando ou indo atrás. Nos atrasamos cinco minutos para o jantar e já ligaram para o nosso quarto nos chamando!

O jantar foi servido na parte interna, tudo com iluminação suave e muitas velas. Mais uma vez comidas deliciosas e serviço excelente! Um casal de espanhóis estava de lua de mel e a tripulação os presentou com uma pequena torta. Eles muito fofamente cortaram a torta em fatias finas e dividiram com todos os outros passageiros. Depois da janta eles reúnem toda a tripulação, apresentam, fazem uns números musicais, uns discursos, uns agradecimentos, bláblábláblá, um pouco de puxação de saco para a turistada!

DSCN5317.jpg
Jantar chique!
DSCN5317.jpg (1.85 MiB) Exibido 537 vezes


Mais tarde, emprestaram varas para quem quisesse ir para a parte de trás do barco pescar lulas. E eu consegui pescar uma! Fiquei com pena dela quando ela ficou no balde “sufocando”, mas no dia seguinte quando eles serviram anéis de lula empanados eu achei uma delícia. Seres humanos e suas contradições… ::quilpish::

DSCN5332.jpg
Eu pescando e as lulas que a galera pegou.
DSCN5332.jpg (2.28 MiB) Exibido 537 vezes


Ficamos mais um tempão no deck. Dava pra ver as luzes de outros barcos, eles fazem um grupo de barcos passar a noite em uma mesma região, por questões de segurança. Dormimos naquela cama megaconfortável, tudo aquilo estava parecendo um sonho ::love:: .

Gastos do dia:
ZERO (a gente já tinha deixado um rim na Indochina Junk no dia anterior ::tchann:: )
#1201157 por _helen_
08 Jul 2016, 20:27
DIA 18 (14/01/16) Retorno de Halong Bay; Hanoi

Acordamos bem cedo para fazer a aula de Tai Chi Chuan que aconteceria no deck do barco, mas… estava chovendo :roll: . Dormimos mais um pouquinho e levantamos para o café da manhã.

Depois do café entramos nos barquinhos menores e fomos até uma das ilhotas para conhecer uma das cavernas de Halong Bay. O interior da caverna não é grande, mas é bem legal. Como sua entrada fica em uma parte alta, a vista dali é muito bonita. Descemos e ficamos na prainha, quem quisesse poderia andar mais um pouco de caiaque, mas era tão pouco tempo que nem fomos.

DSCN5343.jpg
DSCN5343.jpg (1.61 MiB) Exibido 471 vezes


DSCN5349.jpg
DSCN5349.jpg (954.65 KiB) Exibido 471 vezes


DSCN5354.jpg
DSCN5354.jpg (1.47 MiB) Exibido 471 vezes


Ao retornar para o barco tudo foi bastante corrido: desocupar os quartos, almoçar, pagar os gastos que não estavam inclusos, deixar gorjeta para a tripulação etc. Quando percebemos já estávamos de volta ao pier e já tinha acabado nosso tour em Halong Bay…

DSCN5357.jpg
Já estou com saudades...
DSCN5357.jpg (1.61 MiB) Exibido 471 vezes


Foi mágico! Mesmo com o templo chuvoso e o céu cinzento, com vento frio e sem banhos de mar ou de sol, foi incrível! Uma das melhores partes da viagem ::love:: .

phpBB [video]


Ainda aguardamos um tempo até eles separarem todos nas vans que voltariam para Hanói. Dessa vez a van era comum ( :lol: hora de voltar à realidade!), mas pelo menos tinham poucas pessoas e deu para deitar e ir dormindo. No caminho, paramos em um local para assistir uma pequena apresentação de Water Puppet Show (estava incluso no pacote). Foi interessante, ou melhor, acho que curioso seria a palavra.

phpBB [video]


Nos deixaram no hotel que tínhamos reservado quando ainda estávamos no outro hotel medonho, antes de ir pra Halong Bay. Esse era muito melhor, mas claro, nada que se comparasse ao quarto do barco. A recepcionista do hotel tentou nos oferecer mil pacotes e excursões, mas murchou quando a gente disse que estava voltando de Halong Bay e que iríamos embora no dia seguinte. Ela ofereceu um táxi para o aeroporto, mas dissemos que pegaríamos a van que faz esse trajeto. Ela disse que a van demora quase três horas até o aeroporto, porque vai parando em muitos lugares e que era melhor a gente deixar eles chamarem um táxi para nós blá blá blá ::quilpish:: . Dissemos que iríamos com a van mesmo assim ::toma:: .

Largamos as coisas no quarto e saímos pra rua para fazer um lanche e para ver direitinho de onde saíam as tais vans, para não ficar no dia seguinte procurando com o mochilão nas costas. Encontramos algumas informações na internet mas nenhuma dizia exatamente onde era. Não foi difícil de achar, fica bem na esquina da Quang Trung com a Tràng Thi, pertinho do Hoan Kiem Lake. Vimos o quadro de horários (saíam de hora em hora) e um cara nos informou que levava aproximadamente uma hora até o aeroporto.

Antes de voltar para o hotel passamos no supermercado e no caminho paramos para comer um pho, estava bem bom. A comida vietnamita agradou demais! ::cool::

De noite saímos para fazer compras. Eu queria um casaco da North Face, tem dúzias de lojas vendendo muitos produtos da marca. Não encontrei nenhuma informação segura sobre se esses casacos são falsificados ou não, mas procurando em diferentes lojas dava para ver a diferença quando a roupa era muito mal feita ou quando era bem aceitável (até mesmo porque nunca tive um original para comparar). Acabei comprando um por US$32 e o Rodrigo, um por US$28 (rolou uma pechincha básica), já adianto que usamos eles depois em Amsterdã e eles deram conta do frio e do vento, eram bem quentinhos. ::otemo::

Demos mais uma passeada ao redor do Hoan Kiem Lake, todo com iluminações coloridas, bem bonito! Depois jantamos um fast food no Burger King que tem ali pertinho.

Gastos do dia (dongs):
    429.000 barco (duas taças de vinho, dois cafezinhos e gorjetas)
    75.000 dois pho
    35.000 compras supermercado
    160.000 janta
#1201174 por _helen_
08 Jul 2016, 21:52
DIA 19 (15/01/16) Hanoi (Mausoleu de Ho Chi Minh); ida para Chiang Mai 16:45

Só na noite anterior lembramos que o Mausoléu de Ho Chi Minh fecha às sextas-feiras, deveríamos ter ido no outro dia em que estávamos em Hanói. Fazer o que, fomos lá ver ele por fora pelo menos…

A caminhada da ida foi bem legal, passando por umas ruazinhas mais estreitas do Old Quarter e vendo um pouco mais da rotina local. Pessoas fazendo compras em mercadinhos, lojas com centenas de bugigangas espalhadas sobre a calçada… aliás, calçada é meio que uma terra de ninguém, ou está tapada de produtos de alguma loja, ou tomada por alguma barraca com aqueles bancos baixinhos onde eles estão comendo a qualquer hora do dia. Bem interessante.

A área do Mausoléu é cheia de militares, um ar muito sério. Depois fomos ver o One Pillar Pagoda, que é ali quase do lado.

DSCN5374.jpg
Mausoléu de Ho Chi Minh.
DSCN5374.jpg (1.41 MiB) Exibido 458 vezes


DSCN5379.jpg
One Pillar Pagoda.
DSCN5379.jpg (1.87 MiB) Exibido 458 vezes


DSCN5386.jpg
Templo bonitinho ao lado do One Pillar Pagoda.
DSCN5386.jpg (1.8 MiB) Exibido 458 vezes


DSCN5389.jpg
Museu de Ho Chi Minh (não entramos).
DSCN5389.jpg (1.11 MiB) Exibido 458 vezes


Voltamos para o hotel, novamente curtindo as ruas de Hanói. Paramos no caminho para tomar um último vietnamese coffe, e por acaso foi o mais gostoso e mais bonitinho que tomamos :D . Eles serviram a xícara em cima de um rechaud, e a vela mantinha o café quente. Acompanhando, uma mini-leiteirinha, do tamanho da xícara de cafezinho, com leite condensado para colocar a gosto. Muito fofo! Mais tarde, no aeroporto, fiquei namorando esse kit pra comprar, mas seria mais uma bugiganga delicada para carregar e cuidar pra não quebrar.

No check-out ganhamos mais dois doces iguais aqueles que tínhamos experimentado em Hue, o bánh cốm. ::otemo::

Pegamos os mochilões e chegamos para pegar a van uns 5 minutos antes de horário de saída dela, e sentamos nos últimos dois lugares! Ufa ::mmm: ! Meio minuto depois, chegou mais uma moça, aí o motorista tirou sei eu de onde um banquinho desses pequenos que eles tem em tudo que é lugar e colocou no corredor da van pra mulher ir ali :shock: . E partimos.

Levou cerca de uma hora até o aeroporto. Almoçamos uma pizza com calma e ficamos matando tempo até a hora do voo.

Sobre o Vietnã: foi incrível ter conhecido uma parte dele! Muita riqueza cultural, muita história, paisagens maravilhosas, povo simpático, comidas deliciosas… Dos três países visitados, o Vietnã é o que eu menos imaginava um dia visitar. Até hoje às vezes me dá aquela sensação de “puxa, eu estive no Vietnã”! E foi fantástico! Mas era hora de retornar pro país que já tinha conquistado mesmo nossos corações: Tailândia! Ebaaaaaa!

Voamos com a Qatar Airways até Bangkok, que companhia! Um enorme avião, e o conforto no nível dos voos que fizemos com a Etihad.

Chegada em Bangkok e todo aquele trâmite de novo: passar primeiro no Health Control, depois na imigração… pelo menos dessa vez a gente já sabia o caminho. A vontade era se tocar lá pra Khao San Road e repetir tudo! Mas procuramos o balcão da Thai Airways e já despachamos as bagagens.

Tomamos umas cevas e depois jantamos no aeroporto. Que sensação gostosa estar de volta à Tailândia, com tudo cheirando a incenso! Até o interior do avião da Thai Airways cheirava a incenso! ::love::

Pousamos em Chiang Mai depois das 11 da noite. Na saída do desembarque eles já oferecem táxis por preços decentes, pegamos um até o nosso hotel, fizemos check-in e boa noite.

Gastos do dia:
    Dongs:
    25.000 vietnamese coffee lindo (cada)
    40.000 van até o aeroporto (cada)
    140.000 almoços
    Bahts:
    126 cevas
    166 janta
    160 táxi
Editado pela última vez por _helen_ em 07 Ago 2016, 18:58, em um total de 1 vez.
#1202480 por _helen_
13 Jul 2016, 20:44
DIA 20 (16/01/16) Chiang Mai (centro histórico, Doi Suthep, Night Bazaar)

Primeira coisa do dia foi procurar um lugar para tomar café da manhã, e adivinha onde fomos parar? 7Eleven velho de guerra :D ! Fomos até a sede da Thai Farm Cooking reservar curso de culinária para dali a dois dias, o pagamento tinha que ser adiantado mas a gente precisava trocar bahts. Saindo dali encontramos uma casa de câmbio e trocamos dinheiro.

Caminhamos pela avenida principal do centro histórico, onde tem praticamente um templo ao lado do outro. As entradas na maioria dos templos na cidade são grátis, então é só pensar “gostei desse aqui, vou olhar lá dentro” e entrar.

O primeiro que entramos foi o Wat Phan On, desconhecido, mas bonito. Na saída, um rapaz nos abordou e nos ofereceu ingressos para assistir lutas de Muay Thai. Estava nos planos, mas a gente ainda tinha bastante tempo em Chiang Mai para escolher o local e o dia que a gente iria assistir.

DSCN5394.jpg
Wat Phan On
DSCN5394.jpg (1.53 MiB) Exibido 396 vezes


Depois entramos no Wat Phantao, um templo construído de madeira. O pátio tem uma área cheia de flores artificiais presas às árvores, um efeito bem bonito!

DSCN5400.jpg
Pátio do Wat Phantao, e a imagem - onipresente - do rei.
DSCN5400.jpg (2.3 MiB) Exibido 396 vezes


Logo ao lado, está o templo que na minha opinião é o mais bonito e mais impressionante dentro do centro histórico: Wat Chedi Luang. O local é grande e abriga mais de um templo, estátuas, jardins etc. A construção principal foi parcialmente destruída por um terremoto, mas, ainda assim, é bem imponente.

DSCN5417.jpg
Wat Chedi Luang.
DSCN5417.jpg (1.57 MiB) Exibido 396 vezes


DSCN5424.jpg
Wat Chedi Luang.
DSCN5424.jpg (1.8 MiB) Exibido 396 vezes


DSCN5431.jpg
Acendendo um incenso para Buda...
DSCN5431.jpg (1.7 MiB) Exibido 396 vezes


Depois, fomos para o Wat Phra Singh. Um assédio básico de motoristas de tuc-tuc oferecendo passeios a templos fora da cidade e uma movimentação enorme de turistas, mas também é um lugar muito legal.

DSCN5432.jpg
Wat Phra Singh.
DSCN5432.jpg (1.98 MiB) Exibido 396 vezes


Voltamos até a sede da Thai Farm Cooking para pagar o curso, e depois almoçamos em um restaurante ali perto. Um lugar bem simples, a família nos atendeu com o bebê no colo. Muitas opções de pratos típicos, ótimos preços, ceva gelada e comidas deliciosas! Combinação perfeita ::otemo:: ! Voltamos para almoçar lá mais vezes, o nome do lugar é Number 9 Restaurant. Ah! E a pimenta ficava separada sobre a mesa, para colocar a gosto. ::mmm:

Começamos a procurar transporte para subir ao Doi Suthep. Os motoristas de tuc-tuc não iam até lá porque a subida é muito íngreme. A toda hora passa uma caminhonete adaptada vermelha que faz esse transporte, mas a gente só perguntava o preço e andava mais um pouco, na esperança de encontrar mais pessoas que quisessem rachar o valor. Dali a pouco desistimos e fechamos com um cara, é importante negociar não somente o valor, mas também o tempo que ele vai ficar te esperando lá.

Realmente a subida é bem íngreme, o templo fica bem na parte alta da montanha e lá de cima a vista é muito bonita. Mas, espetacular mesmo é o templo em si! Muito dourado, Budas dourados, sinos dourados, estupas douradas, tudo reluzindo à luz do sol… uau! Como sempre, muitas pessoas orando, colocando velas, acendendo incensos! Lugar lindo e com energia ótima.

DSCN5453.jpg
Doi Suthep.
DSCN5453.jpg (1.63 MiB) Exibido 396 vezes


DSCN5454.jpg
DSCN5454.jpg (2.1 MiB) Exibido 396 vezes


DSCN5464.jpg
DSCN5464.jpg (1.83 MiB) Exibido 396 vezes


À noite fomos para a região do Night Bazaar. Foi engraçado porque entramos uma rua antes do lugar certo, então estava tudo deserto, aí passamos por uma ruazinha e saímos em outro lugar com algumas lojas fechadas e eu disse “Isso aqui é o night bazaar? Que decepcionante!”. Mas quando seguimos caminhando vimos que o comércio é gigante. Muitas bancas na rua e muitas galerias cheias de lojinhas vendendo de tudo: roupas, artesanato, calçados, eletrônicos, enfim, bugigangas das mais variadas. Só pesquisamos preços de coisas que queríamos comprar mais tarde.

Tinha um terreno só com barracas de comida, um ambiente muito legal onde as mesas e os assentos eram todos de materiais reaproveitados: tonéis, bancos antigos de cinema, fardos de feno, caixas de madeira etc. Estava rolando música ao vivo da melhor qualidade, o grupo tocava pop rock internacional e a vocalista tinha uma voz incrível. Jantamos ali e ficamos um bom tempo desfrutando o momento. :D

Gastos do dia (bahts):
    79 café da manhã
    20 “doação” no Wat Chedi Luang para comprar um kit de incensos para oferenda
    40 entradas no Wat Phra Sing
    1300 curso de culinária dia inteiro (por pessoa)
    210 almoços com ceva
    500 transporte para Doi Suthep (para ambos)
    60 entradas Doi Suthep
    170 compras diversas no 7eleven
    120 janta
Editado pela última vez por _helen_ em 07 Ago 2016, 19:00, em um total de 1 vez.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante