Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
#1079610 por chcosta
18 Abr 2015, 13:31
Fala Mochileiros, finalmente vou registrar um relato.
Ano passado iria fazer da nossa Eurotrip mas com a correria acabei esquecendo, então prometo ser o mais detalhado possível.

Vou estruturar o relato no estilo de um diário e no final farei um perguntas e respostas.
Mas vou tentar focar nas questões mais práticas, ok!?
Mas se tiverem dúvidas e/ou sugestões é só comentar que prometo tentar responder a todos!

Aproveito para já pedir desculpas pelos erros de português e qualquer frase sem sentido, pois é tanta coisa para lembrar e escrever em pouco tempo...

País: Tailândia
Roteiro: Bangkok (3 dias) - Koh Tao (3 dias) - Koh Phi Phi (3 dias) - Bangkok (1/2 dia)
Data: Março/Abril 2015
Estilo: Viagem a dois (Casal).

Vamos lá... ::otemo::

ROTEIRO RESUMIDO
Dia 1 (Bangkok)
- Grand Palace
- Wat Pho
- Wat Arum
- Khao San
- Massagem
Dia 2 (Bangkok)
- Passeio de barco pelo Chao Phraya
- Conhecer área nova/comercial de Bangkok (Shoppings)
- Siam Paragon
- MBK
- Asiatique
- Sirocco / Sky Bar ("Se beber não case 2")
- Chinatown
- Khao San
- Andar de Tuk Tuk
- Massagem
Dia 3 (Bangkok / Ayutthaya)
- Bike pela cidade histórica de Ayutthaya
- Khao San
- Massagem
Dia 4 (Bangkok > Koh Tao)
- Avião + Ferry de Bangkok para Koh Tao (Dia praticamente perdido)
Dia 5 (Koh Tao)
- Ilha Koh Nang Yan
- Snorkel no Japanese Garden
- View Point de Koh Nang Yan
- Passear pelas feirinhas da praia de Sairee
- Assistir os malabarismos com fogo nos bares
Dia 6 (Koh Tao)
- Passear com barco privado pelas principais praias da ilha
- Passear pelas feirinhas da praia de Sairee
- Assistir os malabarismos com fogo nos bares
Dia 7 (Koh Tao)
- Alugar uma Scooter e ir até Aow Leuk e Tanote Bay
- Massagem Tailandesa
- Assistir os malabarismos com fogo nos bares
Dia 8 (Koh Tao > Koh Phi Phi)
- Ferry + Bus + Ferry de Koh Tao para Koh Phi Phi (Dia praticamente perdido)
- Passear pelas feirinhas a noite
Dia 9 (Koh Phi Phi)
- Barco privado para as principais praias (Maya Bay, Viking Cave, Bamboo, Mosquito e Monkey)
- Passear pelas feirinhas a noite
- Bares a noite
Dia 10 (Koh Phi Phi)
- Kayak até Monkey Beach e Wang Long
- View Point de Phi Phi
- Passear pelas feirinhas a noite
- Massagem
Dia 11 (Koh Phi Phi)
- Relaxar na piscina do hotel
- Aproveitar a praia do hotel (Loh Dalam Bay)
- Passear pelas feirinhas a noite
Dia 12 [1/2 dia] (Koh Phi Phi > Bangkok)
- Tatuagem com Bamboo no Bangkok Ink
- Khao San

Observação: Nossa viagem foi de 15 dias, mas como vocês podem ver tivemos 9 dias e 1/2 para realmente aproveitar. Os outros dias foram gastos em deslocamentos. Quando compramos a passagem aproveitamos um preço baixo e não tínhamos ainda o roteiro bem definido. Então a dica é tentar comprar a passagem depois de ter um roteiro mais ou menos certo do que você deseja. Quando a gente viaja sempre da vontade de passar mais tempo nos lugares, mas acreditamos que os dias foram suficientes em cada lugar, apenas Bangkok ficamos com vontade de ficar 1 dia a mais.


PREVISÃO DE GASTOS
Abaixo está a nossa projeção de gastos por cada cidade. Não tive ainda tempo de fazer a planilha de gastos reais, mas nesse relato você encontrará bastante informação sobre nossos gastos. O que posso dizer é que mesmo fazendo passeios em barcos privados (+caros que em excursão), comendo em restaurantes mais caros (as comidas na rua são mais baratas) e comprando lembranças para toda família ainda sobrou dinheiro no final da viagem.

gastos.jpg
gastos.jpg (269.32 KiB) Exibido 15242 vezes


MAPA DO GOOGLE COM VÁRIOS PONTOS DA VIAGEM E INFORMAÇÕES
Nesse mapa coloquei alguns dos principais pontos de interesse da viagem. Dará para vocês terem uma idéia de distâncias. Também tem informações sobre o trajeto que fizemos de kayak em Koh Phi Phi, o qual darei mais detalhes durante o relato.

LINK PARA O MAPA: https://www.google.com/maps/d/viewer?mid=zO3VNHTW5AMg.kxz39FwRcE1w
mapaGoogle.jpg
mapaGoogle.jpg (100.89 KiB) Exibido 15242 vezes



DIÁRIO

VOANDO PARA A TAILÂNDIA
Voamos para a Tailândia com a ETIHAD, na ocasião foi a com o melhor preço.
Nós compramos a passagem aprox. 8 meses antes da viagem e pagamos R$ 6.830,00 (casal) ida e volta com pagamento em 5X no cartão.
Trajeto de ida: Guarulhos > Abu Dhabi > Bangkok
Trajeto de volta: Bangkok > Abu Dhabi > Guarulhos
As outras empresas com preços bons foram a Emirates e a Quatar.
A Quatar tem uma página no site deles que sempre tem umas promoções, vale a pena acompanhar.


NO AEROPORTO - IMIGRAÇÃO E HEALTH CONTROL
- A Tailândia não exige visto antecipado, pelo menos para brasileiros que eu saiba. O visto é dado na hora pelo agente da imigração.
- Não nos foi feita nenhuma pergunta (tempo de permanência, hotel, lugares que visitaríamos...).
- A única exigência feita a brasileiros é estar com a imunização da Febre Amarela em dia (válida por 10 anos).
- Ao desembarcar é necessário que você vá antecipadamente ao Health Control para apresentar sua carteira de vacina internacional, expedida pela ANVISA, com a devida imunização de Febre Amarela.
- Foi um pouco difícil para nós acharmos o Health Control, o aeroporto estava em obras e não se via placas do Health Control. Quando encontramos vimos que era um balcãozinho, bem diferente do que imaginávamos. Foi só preencher um formulário e apresentar a carteira de vacina internacional.
- Depois do Health control vá a fila do Passport Control / Imigração. Foi só apresentar o passaporte e a liberação do Health Control e fomos aceitos! Sem perguntas!
- Dica 1: Não esqueça de verificar se sua vacina de Febre Amarela está em dia.
- Dica 2: Vá ao Health Control antes do Passport Control.
- Dica 3: As malas você pegará só depois que passar pelo Passport Control. Não se preocupe, mesmo que seja um pouco demorado tudo isso elas normalmente estarão lá!


BANGKOK - TROCANDO DÓLAR POR BAHT
Na Tailândia a moeda oficial é o THAI BAHT, ou apenas BAHT.
Nós levamos dólares para trocar por baht (não vimos ninguém trocando reais por baht).
Quando fomos (Mar/15) a cotação era em média 1 dólar para 32 baht.

Aqui demos uma mancada... ::putz::
Sabemos que as cotações no aeroporto são as piores, mas acho que o cansaço e a ansiedade afetou nossa capacidade de raciocínio e trocamos metade dos dólares, pelo menos foi só metade.
A cotação acho que foi 1 dólar para 30.5 baht.
Depois próximo ao Hotel, sem pesquisar muito, trocamos 1 dólar por 32.05 baht.
No montante da uma diferença boa!
Dica 1: Aconselho a pesquisar nos sites especializados as cotações no dia da viagem para ter uma idéia quando chegar lá, e não seja vítima do cansaço e da ansiedade!!!
Dica 2: Tenha o passaporte em mãos, é necessário para trocar o dinheiro.


BANGKOK - TAXI AEROPORTO > HOTEL
Optamos por pegar um Taxi até nosso hotel, que ficava próximo a Khao San, pois o Sky Train não chega até lá.
De Sky Train teríamos que ir até o ponto final e depois pegar um taxi/tuk tuk até o hotel.
O Sky Train para dois do aeroporto ao ponto final da 180 BAHT, de taxi com taximetro gastamos 500 BAHT.
Gastamos um pouco mais pois o trânsito estava infernal. Levamos em torno 1h30min. Para terem uma idéia a volta do Hotel para o Aeroporto levou uns 40min.

Para pegar taxi no Aeroporto é bastante simples e organizado.
Você desembarcará no PISO 2, basta descer para o PISO 1, onde ficam os "Public Transportations".
Saia pelo GATE/PORTA 4 ou GATE/PORTA 7.
Os taxis ficam em espaços numerados de 1 a 50, não vá direto ao taxi! Ele não irá lhe atender!
Ao sair na porta 4 você verá do seu lado esquerdo um guichê onde basta apertar um botão e será impresso um número com o Taxi que você deve pegar, basta ir até o taxi e mostrar o ticket.
Normalmente eles já ligam o meter ao sair, mas na dúvida preste atenção e se ele não ligou peça para ligar.
O preço do taxi é o seguinte: taximetro + taxa aeroporto (50 baht) + pedágios (no meu caso passei por 2, mas ele pode desviar para não passar pelos pedágios).
Os pedágios ele paga e depois inclui no valor final da corrida. Um foi de 25 BAHT e outro de 40 BAHT se não me engano.

Se tiverem dúvidas é só perguntar que tenho mais fotos para ajudar!

foto1.jpg
foto1.jpg (73.05 KiB) Exibido 15294 vezes


foto2.jpg
foto2.jpg (96.83 KiB) Exibido 15294 vezes


BANGKOK - HOTEL RAMBUTTRI VILLAGE PLAZA
Endereço: 95 Soi Ram Buttri, Chakkra Phong Road, Phra Nakorn
Telefone: +6622829164
E-mail: reserve@khaosan-hotels.com
Check-in: 29/03 (4 noites)
Check-out: 02/04 (até as 12:00)
Quarto: Deluxe Double with Breakfest
Incluso: Café + ISS (7%) + Taxa de serviço (10%)
Valor: THB 6.400 (+ depósito reembolsável de 1.000 THB)

Fizemos a reserva desse hotel via Booking.com.
Em uma escala de 1 a 5, daria 4 (muito bom) para o hotel.
Pontos positivos: localização ótima (1 quadra da Khao San, próximo ao Gran Palace, próximo a um Pier), sem problemas com a reserva, ar condicionado bom, duas águas de cortesia por dia e santo 7Eleven na porta do Hotel.
Pontos negativos: café com pouca variedade e wifi razoável.

foto3.jpg
foto3.jpg (78.01 KiB) Exibido 15294 vezes


INDO DO HOTEL AO GRAN PALACE (DIA 1 - BANGKOK)
Nosso vôo chegou às 7h10 em Bangkok, nesse dia esquecemos o cansaço das longas horas de vôo e, após uma parada rápida no hotel, fomos para os principais templos na região do Gran Palace.
Acredito que chegamos ao Gran Palace umas 11hrs.
Fomos do Hotel ao Gran Palace caminhando. O trajeto é de mais ou menos 1,2KM. A príncipio é pouco, mas sob o sol forte e calor de Bangkok pode ser um pouco sofrido.
Dica: Aconselho a negociar um tuk tuk ou taxi, mais rápido e menos sofrido. ::mmm: O tuk tuk tinha nos pedido 300 baht, então será necessário um pouco de negociação pois é bastante perto. E de barco por exemplo você gastaria 15 baht por pessoa.

Se tempo não for o problema outra opção é ir de barco (Chao Phraya Express Boat).
- Ir até o Pier 13 (Phra Arthit) e pegar o barco bandeira laranja até o Pier 9 (Tha Chang);
- Pegar a rota Nonthaburi(N30) para Wat Rajsingkorn (S3);
- Preço: 15 Baht cada
- Passa a cada 20 minutos;

foto4A.jpg
foto4A.jpg (104.28 KiB) Exibido 15294 vezes


foto4B.jpg
foto4B.jpg (53.47 KiB) Exibido 15294 vezes


GRAN PALACE (DIA 1 - BANGKOK)
- Custa 500 baht por pessoa.
- Homem deve usar calça. Mulher deve cobri os ombros e as pernas até os joelhos (mas vi gente descoberta).
- Ao passar o portão de entrada você verá várias pessoas entrando em uma casinha do lado direito, esse lugar é para emprestar calça, se você não tiver.
- Para comprar o ingresso passe reto pela aréa de empréstimo e uns 50 metros a frente do lado esquerdo você verá os guiches para compra da entrada.

foto5.jpg
foto5.jpg (85.41 KiB) Exibido 15294 vezes


TEMPLO DO BUDA RECLINADO - WAT PHO (DIA 1 - BANGKOK)
- Entrada 200 Baht cada
- Fomos do Gran Palace ao Buda Reclinado caminhando, da uma caminhada de uns 10min. Não sei se vale a pena ir de taxi ou tuk tuk, pois é muito próximo e o trânsito na região fica totalmente congestionado.
- Nessa caminhada compramos uma água por 20 baht (500 ml).

foto6.jpg
foto6.jpg (105.67 KiB) Exibido 15294 vezes


TEMPLO DO AMANHECER - WAT ARUN (DIA 1 - BANGKOK)
- O Wat Arun fica do outro lado do rio, não fica do mesmo lado do Wat Pho.
- Tem um ferry que sai de trás do Wat Pho e vai para o outro lado da margem por 3 bath;
- Se for subir o Wat Arun não é aconselhado que mulheres vão de saia pois é bastante inclinado para subir;
- Nós não atravessamos o rio para ir ao Wat Arun, estava uma fila muito grande para atravessar o rio e ele também estava em reforma. Não nos animou, ficamos sentados próximo ao pier descansando e observando ele.

foto7.jpg
foto7.jpg (67.03 KiB) Exibido 15294 vezes


Nesse momento que estávamos sentados observando o Wat Arun era umas 16hrs. Como fizemos um vôo cansativo e já fomos direto para esse templos sob o sol quente optamos por voltar para o hotel e descansar um pouco para ir na famosa Khao San a noite.
Na volta, paramos no Burguer King comer, pois estávamos até o momento sem comer nada.
O Burguer King fica no caminho até o hotel, entre a Khao San e a Rambuttri, rua do Hotel.
Pagamos 450 baht por 2 Whooper (Sanduiche, Fritas e Refri).
E fomos para o hotel descansar.

KHAO SAN (DIA 1 - BANGKOK)
- Do Hotel Rambuttri a Khao San é muito tranquilo (3min caminhando).
- Se der uma olhadinha no mapa, verá que a rua Rambuttri é a próxima rua paralela a Khao San.
- A Rambuttri é uma rua muito parecida com a Khao San com barzinhos e barracas vendendo de tudo, porém um pouco menos louca e não tão cheia.
- A Khao San é aquilo que você já sabe, uma doideira, bares disputando no volume da música, buckets, cerveja chang e diversas coisas para comprar.
- Os espetinhos de insetos, escorpiões e variedades foi meio decepcionante, não foi como na TV, parecia meio fake. Não vi ninguém comendo. Era 10 baht para tirar foto com eles, não dizia quanto para comer.
- E o melhor da Tailândia, a MASSAGEM ::hahaha:: !!!! Fizemos a foot massage de 30min por 240 baht (120 cada) na Khao San. Você verá lugares de massagem por todo lado. Mas não no estilo das casas de massagens do Brasil!
- Depois da massagem paramos em dois barzinhos na rua Rambuttri, um com pop rock ao vivo muito bom o Bangkok Live, compramos uma chang média por 60 baht cada, sentamos no meio fio e ficamos curtindo o som.
- Depois um pouco mais a frente paramos em outro que tava tocando um reggae, Bar Lamphu, e acabamos pegando uma mesa porque o som tava excelente.
- Nesse bar nós pagamos acho que 120 baht a jarra de Chang que devia ter uns 1,5L. Como tomamos várias jarras acabei me perdendo nas contas!
- Como você verá em vários bares, não pode faltar a música do Michel Teló, Aí se eu te pego. A turistada enlouquece e faz até coreografia. :lol:

foto8A.jpg
foto8A.jpg (96.51 KiB) Exibido 15294 vezes


foto8B.jpg
foto8B.jpg (92.61 KiB) Exibido 15294 vezes


foto8C.jpg
foto8C.jpg (85.88 KiB) Exibido 15294 vezes


HOTEL > SHOPPING SIAM PARAGON (DIA 2 - BANGKOK)
- Como no dia anterior nós andamos pela área mais antiga de Bangkok e vimos alguns templos, nesse dia decidimos conhecer a área nova/comercial e já aproveitar para fazer o passeio de barco pelo rio Chao Phraya.
- Nosso destino era o Shopping Siam Paragon e o MBK (paraíso da bugiganga).
- O trajeto é composto de barco pelo Chao Phraya + Sky Train;
- Pegar o Chao Phraya Express Boat
- Ir até o Pier 13 (Phra Arthit) e pegar o barco laranja até o Central Pier (Sathorn);
- Pegar a rota Nonthaburi(N30) para Wat Rajsingkorn (S3);
- Preço: 15 Baht cada;
- Pegar o Sky Train (No Central Pier/Sathorn você já verá as placas para pegar o Sky Train)
- Comprar o Single Journey Ticket;
- Da estação Saphan Taksin(S6) para a 6a. parada estação Siam(CEN) - Silom Line - Utilizar a saída 3 bem de frente ao Siam Paragon;
- 34 baht cada (tempo de 9min)
- Colocar o Ticket com a seta preta virada para cima. Guardar o ticket para sair;

foto9A.jpg
foto9A.jpg (92.71 KiB) Exibido 15294 vezes


SHOPPING SIAM PARAGON (DIA 2 - BANGKOK)
- Demos apenas uma andada rápida pelo Shopping pois nosso objetivo não era compras.
- Mas nesse shopping você encontrará lojas de grandes marcas: Forever 21, Chanel, Louis Vuitton...
- Nele fica também o Siam Ocean World, acho que o maior aquário da Asia.

SHOPPING SIAM PARAGON > MBK (DIA 2 - BANGKOK)
- O MBK é bem próximo ao SIAM PARAGON, uma caminhada de uns 10min.
- Aconselhor ir andando por dentro do SIAM PARAGON no sentido do SIAM CENTER, se não me engano. O SIAM Paragon é composto de vários prédios.
- De uma olhadinha no mapa para ver o sentido correto que você deve ir!
- Dou esse conselho pois se sair do SIAM PARAGON e for caminhando no nível da rua você terá que subir uma passarela para atravessar para o outro lado, onde fica o MBK. Não é possível atravessar a via rápida no nível da rua.
- Outro detalhe, é que você vai caminhando por dentro do shopping no ar-condicionado e não sofrendo no calor do asfalto.

foto10.jpg
foto10.jpg (89.2 KiB) Exibido 15294 vezes


MBK (DIA 2 - BANGKOK)
- Esse é o paraiso das compras baratas. Principalmente para comprar algumas lembranças.
- O shopping tem acho que 4 andares, cada andar com um estilo, eletônicos, esportes, lojas de departamentos...
- E no final do corredor acho que do 2o. andar parece que você entra em uma área de camelôs, um labirinto de lojas vendendo de tudo.
- Preço de algumas coisas que compramos no MBK:
- Camiseta - 99 baht
- Mala - 1.000 baht (Mala muito boa, metalizada, com aquelas 4 rodinhas) *Na Khao San estava 1.4000 a 2.000 baht.
- Caixa de Som portátil c/ USB e Bluetooth - 200 baht
- Aqui vai a dica para toda viagem: NEGOCIE O PREÇO!!! SEMPRE!!!
- NEGOCIE O PREÇO em quase TUDO!!! Acho que só não choramos por preço nos restaurantes e 7Eleven.
- No taxi, no tuk tuk, nos passeios e principalmente nas compras chore bastante.
- Normalmente você pagará metade do preço. Mas seja insistente!
- Muitas vezes eles dão o primeiro preço, você fará cara feia e eles perguntam quanto você quer pagar.
- Não se sinta sem graça em oferecer metade do preço que ele pediu, muitas vezes esse é o valor real.
- Tenha em mente o valor médio das coisas e negocie!

MBK > HOTEL (DIA 2 - BANGKOK)
- Após longas horas caminhando e comprando no MBK nós decidimos voltar para o Hotel para deixar a mala cheia de compras.
- A idéia de comprar a mala foi boa, colocamos todas as compras dentro dela.
- O trajeto de volta é o mesmo, Sky Train + Barco (apenas mude o sentido do trajeto);
- Nesse caso você pode embarcar na Estação National Stadium (W1) para não ter que ir até o SIAM PARAGON novamente.
- No trajeto para o hotel comemos novamente no Burguer King, pois era mais rápido e tinha o conforto do ar-condicionado;
- Depois que comemos fomos para o hotel deixar as compras e descansar umas 2 horinhas para ir ao Asiatique, o calor judia bastante.

HOTEL > ASIATIQUE (DIA 2 - BANGKOK)
- Para ir ao Asiatique você deve ir ao Pier de sempre, Pier 13 (Phra Arthit), e pegar o barco laranja até o Central Pier (Sathorn);
- Nesse caso fique atento ao horário, nós demoramos um pouco e quase perdemos o último barco.
- Os barcos param de funcionar relativamente cedo, o último que queríamos era às 19h30.
- O Asiatique oferece um translado grátis de barco do Central Pier até o Asiatique, então basta seguir as indicações no Pier e aguardar na fila o barco;

ASIATIQUE (DIA 2 - BANGKOK)
- O Asiatique parece que era um antigo porto, ele fica em uma área bastante grande. É um complexo com várias lojas, restaurantes, sorveterias e entretenimento.
- O funcionamento dele é noturno.
- Foi um passeio agradável, mas não compramos nada. Apenas tomamos um sorvete que foi 100 baht.
- Agora nosso rumo era para o Sirocco / Sky Bar.

ASIATIQUE > SIROCCO / SKY BAR (DIA 2 - BANGKOK)
- Você deve pegar o translado de barco oferecido pelo Asiatique (sem custo) até o Central Pier e de lá fazer uma caminhada de uns 10min (600 metros).
- Dica 1: Para entrar no SIROCCO / SKY BAR você deve estar um pouco mais arrumadinho, não pode entrar de bermuda e regata.
- Dica 2: Você pode ir com uma mochila e trocar de roupa em um Shopping, na avenida, no meio do caminho entre o Central Pier e o Sirocco.

SIROCCO / SKY BAR (DIA 2 - BANGKOK)
- Para quem não lembra, o Sirocco é onde foram gravadas algumas cenas do filme "Se Beber não Case 2 / Hangover 2".
- Fomos ao Sirocco apenas para conhecer e apreciar a vista, nosso objetivo não era jantar nem beber.
- Para jantar precisa fazer reserva. Dizem ter restaurantes melhores em termos de comida, preço e com vista tão boa quanto.
- Para beber dizem que os drinks são muito caros. Confesso que nem chegamos a ver o cardápio, só ficamos apreciando a paisagem.
- Dizem também que os garçons ficam pressionando, mas ninguém nos abordou.
- Saímos de lá sem gastar nada!
- Dica 1: Ao sair do elevador tem o lado esquerdo e direito, as recepcionistas nos levaram ao lado direito, estava lotado e não era o que eu imaginava. Já estavamos quase saindo quando vi que tinha algo do lado esquerdo do elevador, fui dar uma xeretada e aí sim, reconheci o espaço. Estava bem menos cheio, mas rapidamente começaram a chegar muitas pessoas.
- Dica 2: Ao chegar na portaria do hotel você deverá deixar sua mochila, não esqueça de pegar seus equipamentos fotográficos!
- Agora nosso rumo era Chinatown.

foto11.jpg
foto11.jpg (89.5 KiB) Exibido 15294 vezes


SIROCCO > CHINATOWN (DIA 2 - BANGKOK)
- Depois de pegar a mochila na portaria do hotel a recepcionista nos indicou a saída, achei estranho não deixarem sair por onde entramos. O motivo erá que você sai meio que em um estacionamento, onde ficam vários taxis.
- Não sei se isso era bom ou o hotel tem um esquema com os taxistas.
- O taxista não usava taxímetro para variar... Ele pediu 200 baht até Chinatown, eu sabia que era caro pois já sabia a distância (2KM), ofereci 100 baht. Com um pouco de insistência e aceitou.
- Vale ressaltar que 100 baht é praticamente o dobro do que seria se ele tivesse com o taxímetro ligado. Mas é muito difícil um taxi ou tuk tuk aceitar menos que 100 baht por mais próximo que seja.

CHINATOWN (DIA 2 - BANGKOK)
- Nossa idéia era caminhar por cerca de 700metros em Chinatown, passando por Chinatown Gate, Yaowarat Road, Soi Texas, Old Market e New Market.
- Mas a decepção foi grande, não sei se pelo horário (devia ser umas 22h30), estava meio vazio e não tinha nada de interessante.
- Andamos por uns 10min e decidimos ir para a Khao San.

CHINATOWN > Khao San (DIA 2 - BANGKOK)
- Para voltar a Khao San negociamos um Tuk Tuk por 200 baht.
- A distância é 3KM até a Khao San. Não foi o melhor preço, mas estávamos cansados e a região de Chinatown não estava parecendo muito amigável. :?

foto12.jpg
foto12.jpg (89.97 KiB) Exibido 15294 vezes


KHAO SAN (DIA 2 - BANGKOK)
- Nada melhor que uma foot massage para relaxar. :D Pagamos os mesmos 240 baht por 30min de massagem para 2 pessoas.
- Minha mulher comprou também duas regatas femininas por 100 baht cada.
- Depois disso fomos até um restaurante bem ao lado do nosso hotel, na rua Rambuttri, e comemos uma pizza de salame/calabresa por 290 baht para 2 pessoas.
- Agora descansar que amanhã madrugaremos para pegar o trem e ir para a cidade história de Ayutthaya.

HOTEL > Hualomphong Railway Station (DIA 3 - BANGKOK)
- Para ir até Ayutthaya nós escolhermos ir de trem, uma viagem barata e que da para ir observando a paisagem fora de Bangkok.
- Se pegássemos excursão seria tudo incluído e do modo deles, e nossa idéia era alugar bicicletas para passear do nosso modo.
- O trem sai da Hualomphong Railway Station (Bangkok Central Station) a 5Km do nosso hotel.
- Fomos até lá de Tuk Tuk negociado por 150 baht, o trajeto foi de uns 10 a 15min.

TREM BAGKOK > AYUTTHAYA
- Há dois balcões que vende tickets, um que vende tickets antecipados (balcão 15 a 22) e outro que vende ticket para dia.
- Ir no que vende ticket para o dia;
- Compramos o Trem 111 das 07:00 - Rapid (Chegaria às 8h35 em Ayutthaya);
- O modelo de trem Rapid tem terceira classe e segunda classe com ventilador.
- A atendente nem perguntou qual nós queríamos, nos vendeu a terceira por 15 baht cada (muiiito barato).
- Vale ressaltar que o trem demorou quase 1h30 para sair da Estação, isso atrapalhou um pouco nossos planos, tínhamos medo de não achar bicicleta disponível por chegarmos mais tarde. Mas no final deu tudo certo.

foto13.jpg
foto13.jpg (64.92 KiB) Exibido 15294 vezes


ALUGANDO BICILETA EM AYUTTHAYA
- Eu tinha mapeado vários lugares que alugavam bicicletas em Ayutthaya com medo de não achar bikes disponíveis, mas encontramos já no primeiro ponto bem em frente ao terminal de trem.
- Logo que você sair do terminal terá uma ruazinha um pouco a direita, na esquina alugam bike, se não tiver, um pouco mais a frente tem outra loja do lado esquerdo da rua.
- A mulher nos pediu o passaporte, Puuutz não pensamos nisso... Então ela nos pediu uma cópia impressa, Puuuutz também não tínhamos... Mas ela aceitou a cópia digital no celular!!! Na realidade nem viu, só pediu para eu anotar o número do passaporte no caderninho.
- Pagamos 40 baht por cada bicicleta e com uma corrente para prender.
- A bike não era uma super bike, mas foi satisfatória. A nossa não funcionava a marcha, então o pedal era um pouco pesado, mas como já costumamos andar de bike foi tranquilo.
- Aqui não é preciso fazer aquela inspeção em busca de riscos, amassados, como quando se aluga motos. Só de uma olhada se não tem nada quebrado para não ter problema, mas ela nem conferiu nossas bikes quando devolvemos.
- Dica 1: Tenha um preparo físico razoável! Pedalamos uns 20Km! E debaixo daquele sol forte e temperatura de uns 40 graus, foi preciso bastante ânimo!
- Dica 2: Peça um mapa com os principais pontos turísticos.

foto14.jpg
foto14.jpg (81.13 KiB) Exibido 15294 vezes


PASSEANDO DE BIKE POR AYUTTHAYA
Wat Yai Chaya Mongkol
- Pedalamos sentido Wat Yai Chaya Mongkol, esse templo/mosteiro é um pouco mais retirado, não fica no centro histórico.
- Um grande gosteiro criado em referência a vitória do povo tailandês contra o povo birmanês. Nele há diversas estátuas de buda vestido de amarelo.
- Não pagamos para entrar.
- A pedalada foi beirando uma rua/rodovia, não tivemos problemas, aparentemente os carros respeitam as bikes.
- Na ida vimos que tinha um 7Eleven, então na volta paramos e comemos. Gastamos 80 baht um sanduiche de queijo, um de carne e um chá.
- Vale ressaltar que esse foi o único 7Eleven que vimos em Ayutthaya, mas acredito que devem ter outros.

Wat Phra Mahthat
- Agora pedalaríamos sentido o centro histórico, onde fica esse templo.
- Aqui é onde fica a famosa cabeça do buda presa nas raízes de uma árvore.
- Pagamos 50 baht por pessoa para entrar.
- Essa pedalada foi um pouco cansativa, pois como falei o templo anterior ficava mais retirado fora do centro histórico.
- O problema aqui foi cruzar o rio, há duas opções, pegar um barco para atravessar para o outro lado (não achei esse barco em lugar nenhum) e a outra opção é pedalar por cima do viaduto.
- Subir o viaduto pedalando aquela bike com a marcha pesada foi um desafio.
- Depois atravessar a rápida naquele trânsito foi outro desafio.
- Depois que atravessamos foi tranquilo, fomos por uma ruas mais tranquilas até lá.
- A bike tem que ficar do lado de fora! Próximo a onde compra o ticket você verá um lugar para deixar a bike. Por via das dúvidas passe a corrente!

What Ratchaburana
- Ao lado do Mahthat. Templo com duas torres que foram construídas em memória aos dois irmãos, ainda crianças, que morreram lutando pelo trono.
- Não fomos nesse templo, já que ele parecia ser semelhante ao que tínhamos ido antes.
- Parece que o preço é +-30 baht.

Wat Phra Sri Sanphet e Phra Mongkhon Bophit
- Wat Phra Sri Sanphet - Foi o mais importante templo de Ayutthaya e situado dentro do recinto do Palácio Real. Ele serviu como um modelo para o Templo do Buda de Esmeralda. O templo era utilizado exclusivamente pelos reis.
- Phra Mongkhon Bophit - É um templo budista acredita-se ser construído no ano de 1538. Nele tem uma estátua do Buda em bronze medindo 12,45 metros de altura (sem contar a base) e 9,55 metros de largura. A escultura é acreditada dados entre o ano de 1448 e o ano de 1602.
- Não pagamos nada para entrar.
- A pedalada foi tranquila até esses templos. Até esbarramos com uns turistas passeando em cima de elefantes.
- Aproveito para fazer uma observação aqui, nós não gostamos muito de passeios que "exploram" animais. Os elefantes estavam cheios de correntes no pescoço e nas patas e teve uma hora que o "adestrador", se é que posso chamar assim, acredito que bateu no elefante e o elefante deu um grito que parecia de sofrimento. Foi bastante triste.
- Mas quando passamos na área que ficam todos os elefantes eles aparentemente estavam sendo bem tratados, estavam dando comida e banho nos animais.
- Dica: Aconselho a ver as fotos dos templos antes de ir, são tantos templos que as vezes você faz confusão. Nós fizemos um pouco de confusão com esses dois templos, na entrada do Phra Mongkhon Bophit tem uma placa com o nome Wat Phra Sri Sanphet. Então ficamos que bem bobos procurando o tal do Mongkhon Bophit.

Wat Lokayasutharam
- Templo do buda reclinado. Este Buda, cuja cabeça repousa sobre uma flor de lótus, tem dimensões de 37 metros de comprimento e 8 metros de altura.
- A pedalada para lá foi tranquila até, apesar do calor.
- Não paga nada para entrar.

Wat Chaiwattanarm
- Foi um importante templo real onde o rei Prasatthong e seus descendentes realizavam ritos religiosos e cremação de vários membros da realeza.
- Dizem ser um dos mais bonitos, mas não tivemos energia para ir até lá e não queríamos correr o risco de perder o horário do trem da volta pois ele era um pouco distante.

foto15.jpg
foto15.jpg (83.86 KiB) Exibido 15294 vezes


foto16.jpg
foto16.jpg (82.74 KiB) Exibido 15294 vezes


foto17.jpg
foto17.jpg (112.58 KiB) Exibido 15294 vezes


foto18.jpg
foto18.jpg (86.37 KiB) Exibido 15294 vezes



TREM AYUTTHAYA > BKK
- Devolvemos a bike e fomos para a estação pegar o trem de volta;
- Compramos o ticket para o Trem 76 (Express) das 15h35 com previsão de chegada em Bangkok às 17h10.
- Nesse tivemos um probleminha, quando compramos o ticket não nos foi perguntado novamente qual classe queríamos e nos foi vendido a 3a classe por 15 baht cada.
- Na hora de embarcar não sabíamos onde era a 3a classe ou 2a classe, o trem parou e nós entramos e sentamos.
- Vimos que estava um pouco diferente, mais confortável que antes, mas não nos preocupamos.
- Quando veio o responsável cobrar o ticket disse q estávamos na segunda classe e que deveríamos ir para a 3a, mas se quisessemos podíamos pagar a diferença.
- Decidimos ficar e pagamos 450 baht de diferença (para os dois). Achei meio caro, pois dizem que a 2a classe era 45 baht cada. Não sei se pagamos alguma multa. Mas o rapaz deu até uma notinha com o preço certinho.
- O preço foi carinho mas confesso que valeu a pena, estávamos esgotados e o banco macio, com ventilador e um pouco de ar-condicionado foi o paraíso.

foto13B.jpg
foto13B.jpg (63.39 KiB) Exibido 15294 vezes


HUALOMPHONG RAILWAY STATION > HOTEL (DIA 3 - BANGKOK)
- Na estação pegamos um Tuk Tuk que após negociação saiu por 150 baht;

KHAO SAN (DIA 3 - BANGKOK)
- Descansamos um pouco no hotel e fomos para a Khao San gastar nossa últimas horas em Bangkok, dia seguinte partiremos para Koh Tao.
- Dessa vez fizemos a foot massage de 1 hora por 440 baht (casal).
- Compramos mais algumas lembranças e comemos na pizzaria ao lado do hotel novamente por 290 baht (com bebida).


Continuarei no próximo post com Koh Tao... ::otemo::

#1079697 por chcosta
18 Abr 2015, 20:58
IDA DE BANGKOK > KOH TAO
- Fizemos esse trajeto de avião + ferry (barco).
- Dessa vez pegamos o taxi do hotel, pois não estávamos com saco para ficar negociando taxi na esquina do hotel e o valor também não era tão alto.
- Pagamos 490 baht na recepção do hotel e 5min já estávamos dentro do taxi;
- A ida até o aeroporto levou uns 45min;
- Já havíamos comprado, ainda no Brasil, um voo da Bangkok Airway de Bangkok para Koh Samui e pagamos 10.020 baht o casal (02/04/15 - Saída: 12:30 - Chegada: 13:35).
- Chegamos no Aeroporto de Samui e precisávamos ir para Bangrak Pier, esse foi o transfer mais caro da nossa viagem 400 baht por 1Km (nem 5min de deslocamento). ::vapapu::
- O transfer nós tivemos que pegar em um guiche no aeroporto, não vimos nenhum taxi e nenhuma outra forma. Até quando o transfer saiu eu procurei se não tinha fora do aeroporto e também não vi. É pagar e aceitar pelo jeito...
- Ah, não vimos nada para comer no aeroporto de Samui, ele é bem pequeno. Deixamos para procurar algo próximo ao pier.
- Chegamos no píer e vimos que a uns 50metros tinha um 7Eleven... Santo 7Eleven :D ... Compramos os sanduíches que eles esquentam na hora, bebida e salgadinho e pagamos 140 baht.
- Aguardamos por um bom tempo o ferry, que só sairia às 16h30.
- O ferry de Koh Samui > Koh Tao compramos no site http://www.ferrysamui.com.
- Pagamos 117,70 dólares (já incluso o trajeto de volta de Koh Tao até Koh Phi Phi). Acredito que o valor tenha ficado um pouco mais barato que comprar na hora.
- Basta imprimir o voucher, apresentar no guichê e trocar pelo ticket do ferry. Bastante simples!
- Ferry Koh Samui > Koh Tao
- Data: 02/04/15 - Saída:16:30 (Bangrak Pier) - Chegada:18:30 (Mae Haad Pier)
- Boat Name: Seatran Discovery
- O ferry faz uma parada em Koh Phangan primeiro e quem vai vai quem não vai fica, então segue para Koh Tao.
- Ah, nos ferrys normalmente tem um balcão que vende bebidas e salgadinhos. Não comprei mas acho que era o preço padrão.
- Ele atrasou 1 hora, chegamos às 19h30.
- O hotel que já havíamos reservado tinha um transfer do píer ao hotel, chegando lá foi só reconhecer a placa com o nome do hotel.

foto1.jpg
foto1.jpg (88.89 KiB) Exibido 15190 vezes


KOH TAO - SIMPLE LIFE RESORT
Endereço: 14/11 Moo 1, Sairee Beach
Telefone: +6677456142
Check-in: 02/04 (4 noites - a partir 13h)
Check-out: 06/04 (até as 11h)
Quarto: 1 Quarto Standard com Cama de Casal ou 2 de Solteiro
Incluso: Café + ISS (7%) + Taxa de serviço (10%) + Imposto Municipal (1%)
Cobrado no Cartão de Crédito: THB 7.600 (+ depósito reemb. de 1.000 THB em dinheiro)

- Fizemos a reserva desse hotel via Booking.com.
- Em uma escala de 1 a 5, daria 4 (muito bom) para o hotel.
- Pontos positivos: localização boa (1 quadra da praia, próximo a bares, restaurantes, aluguel de motos), quarto bastante grande, sem problemas com a reserva, duas águas de cortesia por dia e uma piscina bem boa.
- Pontos negativos: café com pouca variedade, wifi razoável e ar-condicionado um pouco fraco pelo tamanho do quarto.
- Utilizamos a lavanderia do hotel, a roupa mais pesada não veio tão limpinha mas veio cheirosa, pagamos 50 baht por 1Kg (apenas lavado, sem passar).
- O hotel fornece o transfer gratuito apenas do Píer para o Hotel, na volta você tem que pagar. Nós pagamos 300 baht (casal) na recepção para ir do Hotel ao Pier.
- Esse trajeto do píer ao Hotel é feito na caçamba de uma caminhonete do hotel.
- Devido ao horário que chegamos não tinha muito o que fazer nesse dia, decidimos jantar e descansar para acordar cedo.
- Aqui comemos umas das melhores pizzas da viagem, foi no restaurante Farango. Uma pizza para dois + bebida por 320 baht.

foto2.jpg
foto2.jpg (94.06 KiB) Exibido 15190 vezes


ILHA KOH NANG YUAN (DIA 1 - KOH TAO)
- Para quem ainda não ouviu falar Koh Nang Yuan são três ilhas privadas conectadas por uma estrita faixa de areia a uns 10min de Koh Tao.
- Pagamos 600 baht (casal) por um longtail taxi boat para nos levar e buscar.
- Ele nos deixou lá e nos buscou no horário combinado, às 17hrs, quando fecha a ilha para o público. Pois como falei é uma ilha privada que tem apenas um resort com um restaurante.
- A negociação desse longtail taxi não foi produtiva, os valores eram meio tabelados. Foi só andar pela orla da praia para ver as plaquinhas.
- Nosso hotel fica na praia de Sairee a 1 quadra (longa) da praia. Para pegar um longtail taxi foi só caminhar pela orla e tinham vários. Nós pegamos em frente ao "Wind Beach Resort".
- Chegando na ilha é cobrado 100 baht por pessoa.
- Não é permitido levar garrafa plástica, eles pedem para já deixar na entrada. Mas só perguntam, não fiscalizam.
- Essa ilha me surpreendeu positivamente no preço, esperava gastar mais lá com bebida e comida já que é uma ilha privada.
- Nossa referência é o Brasil, que nos faz pagar 20 reais por um pãozinho de queijo no aeroporto. Imagina o preço das coisas em uma ilha privada e paradisíaca da Tailândia;
- Os preços são:
- 30 baht a agua;
- 45 baht o refri;
- 150 baht o conjunto de cadeira e guarda-sol para o casal o dia inteiro;
- 240 baht pizza para uma pessoa;
- Passamos o dia inteiro lá fazendo snorkel, descansando e subindo o view point;
- No snorkel deu para ver nossos primeiros peixes, mas não foi tão magnífico quanto nos outros lugares que fomos no outro dia.
- O lugar de Snorkel é conhecido como Japanese Garden.
- Subimos duas vezes no view point. A subida é tranquila até. Algumas escadas mas nada desesperador. No final para subir nas pedras que dão uma visão completa da ilha é preciso um pouco de jeito para escalar duas pedras, mas também nada desesperador.
- A primeira vez que subimos estava lotado, uma disputa para tirar foto.
- Na segunda vez estávamos só observando da praia e vimos que estava vazio, era final da tarde, próximo de fechar a ilha às 17hrs, então corremos para lá.
- Ficamos por uns 5min sozinhos lá curtindo a vista, então já chegaram algumas pessoas. Mas estava bem tranquilo.
- Então às 17hrs fomos para o pier pegar nosso barco de volta.
- Dica 1: No nosso caso não foi o barqueiro que nos levou que nos buscou, nós guardamos o número do barco para saber e quando deu 17hrs não achamos ele lá, mas escutamos um barqueiro gritando o número do nosso barco então fomos lá e deu tudo certo. O nosso deve ter ido para algum passeio privado e mandou outro para nos buscar. Acho que é uma prática comum.
- Dica 2: Quando entramos nesse outro barco, um casal americano ficou meio que resmungando dizendo que o barco era deles, mas nem demos bola, afinal é um taxi boat e não um private boat. E além do mais fomos chamados pelo próprio barqueiro. Então não estranhe se tiverem outras pessoas no seu barco na volta.

foto3.jpg
foto3.jpg (83.23 KiB) Exibido 15190 vezes


foto4.jpg
foto4.jpg (101.88 KiB) Exibido 15190 vezes


foto5.jpg
foto5.jpg (71.69 KiB) Exibido 15190 vezes


CAMINHADA COMÉRCIO LOCAL / FEIRINHAS (DIA 1 - KOH TAO)
- Após Koh Nang Yuan fomos para o hotel descansar para a noite jantar e fazer uma caminhada pelas feirinhas.
- Comemos novamente uma pizza no Farango e a conta deu 430 baht.
- Próximo ao hotel tem umas ruazinhas com comércio e feirinhas vendendo artigos para turistas, óculos (falsificados), itens de mergulho e por aí vai.
- Nas ilhas o comércio é um pouco mais caro que em Bangkok. Em Bangkok uma camiseta era uns 100 a 150 baht, já em Koh Tao estava entre 200 a 250 baht.
- Mas aqui também vale a regra de negociar muito.
- Outros exemplos de preços: Ray-Ban falsificado = 200 baht / Ímã de geladeira = 40 baht / Pringles = 55 baht / Cerveja Chang média = 60 baht

BARES E FESTAS NOTURNAS (DIA 1 - KOH TAO)
- Na região que estávamos vi apenas bares na beira da praia e o roteiro era o mesmo todo dia, garotos fazendo malabarismos com fogo e sendo animados por um DJ.
- Confesso que não achei muito animada a noite em Koh Tao. As pessoas ficavam sentadas vendo a apresentação com fogo, escutando a música e tomando sua Chang ou Bucket.
- A meia-noite acabavam as festas nos bares... iam diminuindo o som, recolhendo as cadeiras e o povo ia embora...
- Pelo que entendi em dias específicos devem ter festas mais animadas... Você sabe sobre elas através dos cartazes colados pela cidade...
- Enquanto estávamos em Koh Tao não teve nenhuma dessas festas...
- O lugar que fomos por duas noites se chamava Lotus Bar, ele fica na beira da praia e a uns 5min caminhando do hotel. Parecia o mais animado da região.

foto6.jpg
foto6.jpg (80.81 KiB) Exibido 15190 vezes


BARCO PRIVADO AO REDOR DA ILHA (DIA 2 - KOH TAO)
- Nesse dia acordamos cedo para pegar um barco privado para fazer o passeio pelas principais praias da ilha.
- Em Sairee, região do Hotel, basta dar uma caminhada pela praia que você já vê uns barqueiros oferecendo o serviço.
- Assim como o longtail taxi, o valor era meio tabelado e inclusive estavam exibidos em placas onde ficavam os barqueiros.
- O preço era normalmente 2.500 baht um longtail por 6 horas e 5 pontos de parada (até 3 pessoas se não me engano).
- Ah, eles fornecem snorkel, pé de pato e colete salva vidas.
- Negociamos um pouquinho e fechamos por 2.300 baht (6 horas e 5 paradas).
- Optamos pelo barco privado para curtir cada lugar no nosso estilo, mas se quiser fazer tour em grupo é possível também. Pela ilha você encontra várias placas divulgando esses tours.
- O preço por pessoa para fazer o tour em grupo estavam entre 600 à 750 baht.
- Nosso barqueiro pediu 10min para ir buscar uma marmita e então partimos. Saímos de Sairee e demos a volta na ilha no sentido anti-horário.
- Dica 1: Se não quiser colocar a boca em um Snorkel utilizado por centenas de pessoas leve o seu próprio. Compramos na Decathlon de Curitiba duas máscaras e gastamos menos de 100 reais. Logicamente nada muito profissional, mas foram perfeitas para nós!
- Dica 2: Se quiser registrar os momentos leve uma máquina aquática (GoPro), pois você passará praticamente as 6 horas dentro da água.

foto7.jpg
foto7.jpg (130.04 KiB) Exibido 15190 vezes


Freedom Beach
- Essa foi a primeira parada. Uma prainha bem curtinha que tinha uns 20 metros de largura.
- Não gostamos muito, a prainha estava cheia de lixo e na água não era tão boa para snorkel. Talvez nadando mais para longe da praia fosse melhor.
- Ficamos uns 20 minutos aqui.

Aow Leuk
- Aqui sim o Snorkel foi bacana.
- Se quiser almoçar aqui é um bom lugar. Vá ao restaurante Aow Lek II.
- O barco parou em uma área de snorkel um pouco longe da faixa de areia, se quiser ir ao restante é bom pedir para o barqueiro levar próximo a areia.
- Nós voltamos nessa praia depois de moto.

Tanote Bay
- Aqui o Snorkel foi legal também. Os peixes ficavam tudo ao redor do barco, possivelmente se alimentando das alga presas no barco.
- Nessa praia fica a famosa pedra para subir e pular na água. Não vimos ninguém pulando. Subir a pedra é um desafio, há apenas uma corda para escalar.
- Nesse caso o barqueiro parou mais próximo a faixa de areia, então fomos nadando e relaxamos um pouco na areia.

Hin Wong Bay
- Essa é uma região bastante rochosa e mais profunda. Talvez seja melhor para mergulho.

Mango Bay
- Confesso que esperava mais dessa praia, pois ouvi falar tanto dela.
- O barqueiro nos indicou para almoçar aqui mas não almoçamos, o restaurante não tinha muitas opções de comida e estava completamente vazio. Deixamos para almoçar próximo ao hotel.
- Tomamos apenas uma coca por 60 baht.
- O restaurante fica em cima das pedras, tem que subir uma escadaria até ele. A vista lá de cima é legal.
- O snorkel aqui foi legalzinho mas não melhor que a Aow Leuk e a Tanote Bay.
- Depois dessa praia voltamos para Sairee e deram certinho 6 horas de passeio.
- Em nenhuma dessas praias tivemos o prazer de ver o tubarão galha-preta, que dizem ser inofensivo. Talvez mergulhando se tenha mais sorte! =/
- Não fomos para Koh Nang Yuan pois já havíamos ido no dia anterior.

foto8.jpg
foto8.jpg (108.41 KiB) Exibido 15190 vezes


foto9.jpg
foto9.jpg (75.04 KiB) Exibido 15190 vezes


foto10.jpg
foto10.jpg (78.56 KiB) Exibido 15190 vezes



NOITE (DIA 2 - KOH TAO)
- Quando voltamos do passeio de barco final da tarde comemos um sanduíche no restaurante do hotel, nossa conta deu 390 baht por 2 cheese burguer e 2 refri.
- Não espere muito dos hamburgueres, a carne é bastante diferente, parece uma carne de terceira misturada com alguma farinha ou algo do gênero. Só o hamburguer do Burguer King que era igual ao nosso (Mc Donalds não experimentei).
- Caminhamos pelas feirinhas novamente, compramos uma panqueca com Nutella por 45 baht e fomos novamente no Lotus Bar.
- No Lotus Bar foi o mesmo esquema, shows com fogos, música, povo sentado e bebida. Tomamos dessa vez a cerveja Singha, ao invés da Chang, por 65 baht cada long neck. Meia noite acabou!


ALUGANDO UMA SCOOTER (DIA 3 - KOH TAO)
- Nesse dia nosso plano era ir até a praia que mais gostamos no passeio do dia anterior e ficar por lá relaxando.
- Quando terminou o passeio com o barco privado eu questionei o barqueiro sobre o meu interesse em um taxi boat até a Aow Leuk, ele queria 2.000 baht, falou que pra ele não valia a pena ir e voltar, teria que ficar esperando. Ele mesmo me orientou que eu pegasse um taxi por terra, disse que era uns 1.000 baht ida e volta para duas pessoas.
- Achamos caro ir de taxi boat e também de taxi (caminhonete), nossa opção foi alugar uma scooter que nos deixaria mais a vontade para transitar.
- Bateu um pouco de medo... Lemos tantas histórias de como o povo tinha problemas com aluguel de motos... Mas decidimos arriscar...
- Alugamos uma scooter 150cc por 200 baht, o período de 24horas, na Banana Bikes. Ela está a uns 50 metros a esquerda do hotel. Fica de esquina e na varanda de uma clínica médica (seria um sinal!? rs...) ::ahhhh:: .
- Foi necessário deixar o passaporte. O carinha vistoriou a motoca, pediu que eu vistoriasse também e anotou em uma folhinha onde tinha avarias na moto. Depois me mostrou o nível da gasolina e pediu meu OK...
- Me deu também um contratinho que dizia o valor da moto caso eu perdesse ela (como assim!? ::ahhhh:: ) e um valor para o caso de avarias, acho que era 5.000 baht + peças (não me lembro). E que se eu tivesse problema não poderia levá-la em outra loja para arrumar porque tinha uma multa (as peças tem uma marcação própria).
- Depois tirei fotos de vários ângulos da motoca seguindo indicações dos blogs.
- Dica 1: No quarto do Hotel Simple Life tem um alerta sobre problemas com motos e eles indicam que os hóspedes aluguem motos na frente do Hotel na loja STAMP TRAVEL. Lá eles pediram 250 baht pela moto, mas achei o pneu da moto muito fino e liso.
- Dica 2: Escolha uma moto com pneus mais largos e no estilo pneu de mountain-bike pois terão alguns trajetos de terra e bastante íngremes.
- Dica 3: Se não tem experiência com moto e quer um pouco mais de tranquilidade e segurança alugue um ATV (quadriciclo). Estavam cobrando 800 baht, mas deve ter negociação.
- Dica 4: Não se esqueça que o trânsito funciona na mão inglesa!

foto11.jpg
foto11.jpg (105.11 KiB) Exibido 15190 vezes


INDO DE SCOOTER ATÉ AOW LEUK (DIA 3 - KOH TAO)
- Como o posto de gasolina era já do outro lado da rua decidimos abastecer. Mas exagerei na gasolina. A motoca tava com 2 barrinhas, botei 70 baht (acredito que era 2 litros, mas foi tanta gasosa que eu acho que a medida era outra). De 2 barrinhas a motoca marcou 5 barrinhas, quase encheu o tanque.
- Tanque cheio nosso destino era a Aow Leuk e depois a Tanote Bay.
- Aconselho a dar uma olhada no capa como chegar lá, é difícil explicar aqui mas é relativamente tranquilo de chegar.
- Eu já tinha me informado sobre os trajetos, sabia que pegaríamos umas subidas e descidas íngremes e algumas partes de terra, então estávamos preparados.
- Até a Aow Leuk o trajeto foi uns 80% por asfalto e outro pedaço por terra. As descidas eram bastante íngremes e a estrada bastante estreita, na parte de terra é preciso ir com muito cuidado. Pois além de ser de terra, algumas partes a terra não é lisa, é cheia de pedregulhos pequenos e grandes.
- Depois de alguns momentos tensos finalmente chegamos a praia! ::mmm:
- Deixamos a motoca na entrada da praia ao lado de várias outras.

AOW LEUK (DIA 3 - KOH TAO)
- Chegamos e já fomos direto para a água, a areia estava muiiito quente. Fizemos também snorkel próximo as pedras.
- Almoçamos no restaurante Aow Leuk II, o qual indico bastante. Comemos 2 sanduiches + 1 fritas + 4 refris por 540 baht.
- Fomos bem atendidos, o sanduiche acho que foi o melhor que provamos na Tailândia, a batatinha veio bem servida e a vista do restaurante é muito bacana.
- A praia não tem muita sombra, achamos uma sombrinha bem ao lado do restaurante.
- Após algumas horas na Aow Leuk decidimos ir para a Tanote Bay.

foto12.jpg
foto12.jpg (58.17 KiB) Exibido 15190 vezes


foto13.jpg
foto13.jpg (86.83 KiB) Exibido 15190 vezes


foto14.jpg
foto14.jpg (100.39 KiB) Exibido 15190 vezes


INDO DE SCOOTER DA AOWN LEK ATÉ A TANOTE BAY (DIA 3 - KOH TAO)
- Nesse trajeto tivemos um pequeno probleminha... Logo que saímos da Aow Leuk em uma subida bastante estreita e íngreme fui devagarzinho pelo canto, com medo do pessoal que descia rápido (nas curvas normalmente só passa um veículo por vez), e a inclinação nos puxou para fora do asfalto. ::putz:: A camada de asfalto é bastante alta, então a moto deu uma pequena raspada em baixo. Achei que teríamos problemas na entrega da motoca, mas como foi supercial não tivemos qualquer problema.
- Depois desse probleminha passei a ir mais rápido nas subidas para dar mais estabilidade na motoca.
- Nesse trajeto também pegamos algumas descidas de terra mais complicadas.
- Para chegar lá seguimos, se não me engano, as placas para o Montalay Resort já que não tinham muitas placas indicando Tanote Bay.
- Deixamos a motoca no estacionamento de um hotel, não vi o nome, e descemos por uma longa trilha do hotel até a Tanote Bay.

TANOTE BAY (DIA 3 - KOH TAO)
- Nessa praia entramos no mar, fizemos um pouco de snorkel e relaxamos na areia.
- Nessa praia cuidado com seus pés se for fazer snorkel, os corais começam bem próximos a praia e é facinho de se cortar.
- As sombras ficam um pouco mais para trás do mar. Lá tem alguns bares, mas não compramos nada. Tem um lugar para fazer massagem também.

foto15.jpg
foto15.jpg (85.45 KiB) Exibido 15190 vezes


foto16.jpg
foto16.jpg (87.71 KiB) Exibido 15190 vezes


ENTREGANDO A MOTOCA
- O trajeto de volta é mais tranquilo, subir a estrada de terra é melhor que descer.
- Entregar a motoca foi tranquilo também. ::otemo::
- Como falei, achei que teríamos problemas com aquela raspado embaixo da moto, mas ele só deu uma volta na moto, disse que estava tudo ok e entregou o passaporte.
- Quando entregamos a motoca ela continuava a marcar as 5 barrinhas de gasolina. O cara até brincou que eu entreguei com o tanque cheio.
- Dica: A motoca é locada por 24 horas, nós utilizamos só durante o dia e devolvemos no final da tarde, se quiser pode entregá-la só no outro dia. O hotel tem um estacionamento para motos.


NOITE (DIA 3 - KOH TAO)
- Após um longo dia de passeios nada melhor que uma massagem tailandesa!
- Fizemos a massagem tailandesa de 1 horas por 300 baht por pessoa. :P Escolhemos uma casa de massagem pequena bem na porta do hotel.
- Essa foi a legítima massagem tailandesa, um pouco dolorida mas excelente.
- Elas te colocam em uma salinha com ar-condicionado e protegida por umas cortinas e pedem para você tirar toda a roupa, ficando apenas de roupa íntima... :shock: :P .... então trazem uma roupa para você colocar.... :(
- Aí começou a massagem!!! =) Só não apaguei totalmente porque era um vira, puxa, aperta... Para nós a massagem foi uma das melhores coisas da Tailândia.
- Pra se despedir de Koh Tao jantamos novamente no Farango, nosso restaurante preferido, e demos uma passadinha no Lotus Bar.
#1079747 por Renatinhaas
19 Abr 2015, 08:42
Estou adorando o relato!!

Comecei a pesquisar e vou começar a montar meu roteiro, pretendo ir no finalzinho de Agosto - começo de Setembro, como é para mulher viajar sozinha pela Tailândia? Você viu ou ouviu alguma coisa em relação a ser perigoso??

Bjos!
#1079772 por chcosta
19 Abr 2015, 11:14
Olá Renatinha, que bom que está gostando! Devo terminar o relato de Phi Phi ainda essa semana e depois vou complementar com algumas dúvidas frequentes!

Só de uma pesquisadinha se nos meses de Ago e Set não é muito chuvoso para onde você pretende ir, lembro de ter lido que a época de chuvas na Tailândia vai até Outubro. Mas pegamos tanto calor na Tailândia que é difícil imaginar chovendo por lá! ::mmm:

Quanto a sua dúvida, eu acredito que não há problema algum para uma mulher viajar sozinha pela Tailândia. Vimos muitas pessoas viajando sozinhas e inclusive muitas mulheres. Lá percebemos como é comum tantas pessoas viajarem sozinhas! Confesso que ouvi muitas histórias e por isso pedi até para minha esposa cuidar com as roupas muito curtas e decotadas, mas não tivemos qualquer problema, tanto em Bangkok como nas ilhas, os tailandeses sempre foram muito respeitosos... Acredito que prevalece aquelas regras básicas para ir a qualquer lugar, sozinho ou acompanhado: hospede-se em lugares confiáveis (Booking e TripAdvisor são grandes aliados), tenha suas bebidas sempre em mãos (preferencialmente compre bebidas fechadas), não ande sozinha por lugares desertos e principalmente siga sua intuição (se achar que algo está estranho, confie SEMPRE na sua intuição). Mas não fique encanada não... Curta muito a Tailândia pois é um lugar incrível!!! Com certeza você fará muitas amizades e voltará cheia de histórias para compartilhar com o Mochileiros!

Aproveite a viagem!! E se tiver mais dúvidas pode perguntar! ::otemo::
#1079776 por Renatinhaas
19 Abr 2015, 11:36
Vou fazer muitas perguntas sim...

Na verdade estou na Austrália, mas antes de voltar para o Brasil quero fazer Tailândia.. vou ter apenas 10 dias!! A princípio estou indo sozinha, mas até lá provavelmente terei companhia, já que daqui é mais fácil...rsrs

Em Bangkok tenho amiga Thai p/ me ajudar... quero fazer apenas Bangkok e as ilhas no Sul.. onde tem essas paisagens maravilhosas!!!

Quanto as chuvas também li sobre esse período... mas não tenho muita escolha!! Fui p/ Bali no período de chuvas e consegui aproveitar bastante... choveu todos os dias, mas era apenas uma pancada e depois sol... então vou torcer para q seja assim.

Estou ansiosa pelo relato de Phi Phi... vou ficar torcendo p/ vc terminar logo...
#1079806 por chcosta
19 Abr 2015, 13:25
Poxa para você que está na Austrália facilita muito mesmo!!!
O trajeto Brasil - Bangkok é bastante cansativo...

Com 10 dias é bom visitar ilhas mais próximas mesmo...
Talvez Phang Nga, que tem a famosa James Bond Island, que é mais próxima de Phi Phi....
Para nós os 15 dias se transformaram em apenas 9... O restante foi em deslocamentos....
Veja se vale a pena Koh Tao no seu caso, pois o trajeto até lá é de praticamente 1 dia, seja de bus + ferrys ou avião + ferrys...
No entanto, Koh Tao foi muito melhor para snorkel do que Phi Phi, mas de repente não fomos nos lugares certos para snorkel em Phi Phi...
Maya Bay não tinha muitos peixes, talvez mais longe da praia, na Monkey também, pelo menos perto da praia também, Bamboo a mesma coisa, mesmo em uma área cercada para snorkel vimos poucos peixes, na Mosquito não fizemos snorkel e em Wang Long, realmente para mim essa é a praia, uma lagoa deserta da qual vou falar mais no relato de Phi Phi, também não vimos tannntos peixes...
Por isso Koh Tao é conhecida como o paraíso dos mergulhadores....

Mas essa questão é pessoal né... Depende muito do que cada um procura...
Pode deixar que logo logo finalizo o relato de Phi Phi ! ::otemo::
#1080486 por chcosta
21 Abr 2015, 14:51
INDO DE KOH TAO > KOH PHI PHI
- Para ir de Koh Tao a Koh Phi Phi compramos o transporte oferecido no site http://www.ferrysamui.com por 80,99 dólares para 2 pessoas.
- O transporte é operado pela Seatran Discovery e é composto de ferry (Koh Tao > Surat Thani) + Bus (Surat Thani > Krabi) + ferry (Krabi > Phi Phi).
- Essa mudança do ferry para ônibus é tranquilo, o pessoal da Seatran vai orientando.

Ferry Koh Tao > Koh Samui
Data: 06/04/15 - Saída: 06h30 (Mae Haad Pier) - Chegada:10h00 (Donsak Pier)
Boat Name: Seatran Discovery

Ônibus Pier Donsak > Krabi
Tempo: 3 horas

Ferry Krabi > Phi Phi
Tempo: 2 horas
Chegada: 16h30

foto1.jpg
foto1.jpg (88.89 KiB) Exibido 14956 vezes


PHI PHI - HOTEL PP CHARLIE BEACH RESORT
Endereço: 104 Moo 7, PP Island, Krabi Phi Phi Don;
Telefone: +6675601166
E-mail: gm@ppprincess.com
Check-in: 06/04 (4 noites)
Check-out: 10/04 (até as 11:00)
Quarto: Economy Double Room
Incluso: Café + ISS (7%) + Taxa de serviço (10%)
PAGAR: THB 8.000 (+ depósito reemb. de 1.000 THB em dinheiro)

- Fizemos a reserva desse hotel via Booking.com.
- Em uma escala de 1 a 5, daria 3 (bom) para o hotel.
- Pontos positivos: localização boa (próximo a praia, bares e restaurantes), ar-condicionado bom, sem problemas com a reserva, duas águas de cortesia por dia, piscina bem boa na beira da praia e o melhor e mais variado café da manhã.
- Pontos negativos: wifi péssimo (tanto nos quartos como na piscina), quarto um pouco judiado (precisando de manutenção) e água do chuveiro salgada (problema só para mulheres lavarem o cabelo, pra homem não tem diferença).
- Localização, piscina e café são as principais qualidades desse hotel!
- O hotel fica na região de Loh Dalam Bay (veja no mapa).
- A piscina e a área que é servida o café da manhã ficam a uns 150 metros do prédio onde estão os quartos.
- O café da manhã era bastante variado com pães, bolos, diversas outras coisas e uma omelete feita na hora que você escolhe os ingredientes. Muito bom! Sem falar que o café é servido "pé na areia".
- Para quem gosta de um pouco mais de conforto, uma estrutura mais nova e não se incomoda em pagar um pouco mais eu indicaria ficar no PP Princess, não tenho certeza mas pelo que entendi o PP Princess e o PP Charlie compartilham o mesmo espaço comum (piscina e café da manhã). O PP Princess fica bem em frente ao PP Charlie.
- No começo ficamos um pouco desanimados pois viemos do Simple Life que era muito bem cuidado, mas no final o PP Charlie valeu muito pelo custo benefício, pois a gente acaba ficando tão pouco no quarto.
- Já aviso que nós sofremos um pouco para encontrar hotéis com bom custo benefício em Phi Phi. A hospedagem aqui foi a mais cara.
- Para ir do pier ao Hotel o trajeto é feito caminhando, nesse caso as mochilas são uma boa opção ao invés das malas com rodinhas. Da uma caminhada de uns 200 metros até a recepção do hotel.
- Vale lembrar que não há veículos automotores (carros, motos, tuk tuk) transitando pela ilha, tudo é feito a pé, de barco ou kayak.

foto2.jpg
foto2.jpg (97.25 KiB) Exibido 14956 vezes


foto3.jpg
foto3.jpg (189.76 KiB) Exibido 14956 vezes


NOITE (DIA 1 - PHI PHI)
- O ferry para variar deu uma atrasada, era para chegarmos 16h30 e devemos ter chego umas 17h20.
- Após fazer o check-in, deixar as coisas no quarto e tomar um banho saímos dar umas voltas e jantar.
- Phi Phi acho que tem umas 3 ruas longas com feirinhas, para quem gosta de feirinhas de rua lá é o paraíso.
- A principal rua com feirinhas é ao lado do pier, uma rua bastante comprida com várias coisas para vender, mas não vi tantos restaurantes e bares/baladinhas.
- Tem duas outras ruas perpendiculares a essa do pier que tem mais restaurante e bares, uma dessas ruas passa bem atrás do hotel (cerca de 30 metros do hotel).
- Pra variar jantamos em um italiano e comemos pizza. Pagamos 550 baht por 2 pizzas e 2 refris (220 em média a pizza e 50 o refri). Foi um exagero pois uma pizza dava para 2 pessoas sem uma fome exagerada. O nome do restaurante é "Italiano" e fica na rua próximo ao pier. O Wifi lá era muito bom!
- Com relação a preços, comprei uma regata masculina por 150 baht e 2 águas 1.5L no mercadinho por 60 baht.
- Nesse dia também demos uma pesquisada no valor do barco privado pois tinham vários barqueiros com placas próximo ao pier.

foto4.jpg
foto4.jpg (105.16 KiB) Exibido 14956 vezes


PEGANDO UM BARCO PRIVADO (DIA 2 - PHI PHI)
- Nesse dia tentamos acordar bem cedo pois nosso objetivo era pegar um barco privado para percorrer as principais ilhas e praias, e queríamos tentar pegar a Maya não tão lotada.
- Nosso roteiro era Maya, Bamboo, Mosquito e Monkey.
- Fomos próximo ao pier onde ficam vários barqueiros oferecendo seus serviços.
- Pagamos 3.000 baht por um longtail privado para duas pessoas pelo período de 6 horas.
- O engraçado foi que falamos com um barqueiro, que falou com uma cozinheira, que levou nós até outro carinha que então nos levou até dois garotos... E estes sim eram nossos barqueiros...
- Dica: Se deseja fazer o passeio já no início da manhã e a primeira parada será Maya Bay, pegue o barco no pier (Ton Sai Bay) e não do outro lado na orla da praia (Loh Dalam Bay) pois a Maya Bay fica para baixo, mais próximo ao pier.

PASSEIO COM BARCO PRIVADO PELAS PRINCIPAIS ILHAS/PRAIAS (MAYA, BAMBOO, MOSQUITO E MONKEY) (DIA 2 - PHI PHI)

MAYA BAY "A Praia"
- O barco partiu do pier e devemos ter levado uns 30 min até Maya Bay, o barco parou na areia de Maya Bay e não atrás da ilha, como li em alguns relatos.
- O barqueiro nos avisou que deveríamos ir até uma cabininha na areia pagar a taxa de visita.
- Fomos até a cabine e pagamos 200 baht por pessoa, o carinha falou que a taxa era para o dia inteiro e falou algo que o barqueiro seria avisado que nós pagamos, mas achei estranho, eles não parecem ter muito controle sobre quem paga a taxa.
- Chegamos acredito que umas 9hrs, a praia já tinha bastante gente mas não tão cheia... Logo começaram a chegar os barcos grandes descarregando dezenas de pessoas...
- Não tem muita novidade que eu possa falar de Maya Bay, a ilha mais conhecida da Tailândia, a única coisa que posso falar é que é realmente muito bonita, a água cristalina e tem muiiita gente.
- Snorkel ali não é tão legal, pelo menos na área próxima a praia. Não vimos nenhum peixe...
- Ficamos acredito que 1h20 em Maya Bay.
- Dica: Se quiser ficar na ilha com pouquíssimas pessoas aconselho a pesquisar o passeio "Maya Bay Sleep Aboard", aqui no Mochileiros tem alguns relatos sobre o passeio. O preço acho que é um pouco caro, nós optamos por não fazer, mas deve ser bacana!

foto5.jpg
foto5.jpg (79.26 KiB) Exibido 14956 vezes


foto6.jpg
foto6.jpg (92.49 KiB) Exibido 14956 vezes


VIKING CAVE
- Saindo de Maya Bay o barco deu uma passadinha pela Viking Cave, mas não parou.
- Tem várias histórias sobre a Viking Cave, que já foi utilizada como ponto de parada para piratas e que nela há ninhos de uma ave, parecida com andorinha, e que esses ninhos são utilizados para supostamente aumentar a virilidade. Os bambus que se vê nela são utilizados como andaimes para acessar esses ninhos.

foto7.jpg
foto7.jpg (106.53 KiB) Exibido 14956 vezes


BAMBOO ISLAND
- A partir da Viking Cave partimos sentido Bamboo Island.
- O trajeto é longo, a ilha fica bem distante. Deve ter levado 1 hora.
- Nesse trajeto a todo vapor o barqueiro de repente desligou rapidamente o barco e gritou qualquer coisa que não identificamos, mas logo entendemos o motivo, eram dois golfinhos que passaram bem ao lado do barco. Pena que não deu tempo de tirar foto...
- Chegamos a ilha e tinham algumas pessoas, mas a ilha é bem grande. Nem perto da lotação de Maya Bay.
- Nessa ilha há muitos arbustos que não parecem bamboo mas formam uma paisagem bonita.
- O mar era cristalino, não tanto quanto Maya Bay.
- Já o snorkel foi uma decepção, caminhamos uns 10min para uma área delimitada no mar acreditando que haveria peixes mas não vimos nada. O fundo do mar é basicamente areia e algumas pedras, nada de coral. Talvez seja melhor mais longe da praia.
- Não há muito o que comer nessa praia, já que não há restaurante, apenas um quiosque vendendo bebidas. Se tiver coragem tem uns carinhas fazendo uma comida que se parece com um pad thai, tinham algumas pessoas comendo.
- Ficamos nessa praia uns 50min.

foto8.jpg
foto8.jpg (53.69 KiB) Exibido 14956 vezes


MOSQUITO ISLAND
- Da Bamboo até essa ilha deve ter levado uns 30min.
- O barqueiro não parou nessa ilha, apenas se aproximou de um ponto de parada para que observássemos.
- Essa ilha é diferente da Bamboo... A Mosquito é mais rochosa enquanto a Bamboo é mais plana.
- Não chegamos a descer, mas acredito que se puderem escolher peçam para descer nessa ilha e apenas observar a Bamboo do barco. Ela parece mais bonita que a Bamboo, apesar de serem ilhas bem diferentes e cada uma com suas características.

foto9.jpg
foto9.jpg (166.45 KiB) Exibido 14956 vezes


MONKEY BEACH
- O caminho da Mosquito até a Monkey deve ter durado 1 hora.
- A Monkey Beach como o próprio nome diz é a praia dos macacos. Nela ficam muitos macacos fazendo a alegria da turistada.
- Mas para nosso achar, ou sorte, não tinha um macaquinho se quer...
- A faixa de areia é estreita e não muito longa, por isso os barcos ficam meio amontuados.
- Mas a praia é muito bonita, apesar da quantidade de lixo deixada pelos turistas. A água é bastante cristalina e boa de ficar dando uma relaxada, apesar também do constante trânsito de barcos chegando e saindo.
- O Snorkel perto da praia não é bom, possivelmente pelo trânsito de barcos. Tem uma área à direita próxima as pedras que deve ser melhor pois tinham muitas pessoas.
- Voltamos nessa praia depois de Kayak.
- Ficamos nesse dia uns 40min na praia.
- Como não havia macacos na praia o barqueiro foi gente boa e levou a gente do outro lado da ilha, onde aí sim estava lotado de macacos.
- Dica: Cuidado com os macacos, eles vem pra cima querendo comida.
- Depois dessa praia voltamos para o pier e fechou certinho as 6 horas que havíamos contratado.

foto10.jpg
foto10.jpg (87.67 KiB) Exibido 14956 vezes


NOITE (DIA 2 - PHI PHI)
- A noite começamos tomando uma cerveja e comendo uma fritas em barzinho em frente ao Jordan's Pub. Gastamos 380 baht fritas + dois copão de Chang. Barzinho bom mas muito quente.
- Saímos caminhando atrás de um bar mais agitado, muitos bares com músicas mas pouca gente nos bares.
- O tão falado Reggae Bar foi meio que uma decepção, não chegamos a ir, mas sempre que passávamos na frente estava desanimado e vazio.
- Caminhando chegamos a orla da praia onde fica o bar Slinky.

SLINKY BAR
- O Slinky segue o padrão dos bares de praia da Tailândia com músicas animadas e shows de malabarismo com fogo.
- Não cobra entrada, você só precisa pedir algo para beber se quiser sentar nas cadeiras em frente ao show.
- Decidimos sentar ali e tomar uma cerveja, a latinha de Chang (quente por sinal) custava 60 baht. Não importava o quanto pedíamos para a cerveja vir gelada, ela sempre vinha quente. Acho que esse é o segredo... Quanto mais quente a cerveja mais íamos ficando animados com o show...
- Esse foi mesmo o melhor show que vimos, muito animado e muito malabarismo.
- O negócio animou e minha esposa pediu um narguile, que custou 500 baht no tamanho grande, sem limite de tempo e com reposição de essência. O carinha que nos atendia era bem doidinho, minha esposa pediu o Narguile e o carinha ofereceu cocaína...
- Depois do show a festa ficou ainda mais animada... A turistada se divertia com as brincadeiras com fogo enquanto uma garota do bar oferecia Bucket FREE para mulheres de topless e homens pelados... Infelizmente nenhuma mulher se animou com o topless (que minha esposa não leia!)... Foi decepcionante, só se via uns magrão pelado e tomando seu bucket FREE...
- Então começou a cair uma chuva, primeira e única que pegamos, ela deu uma engrossada mas não durou 15 minutos.
- Nesse período que estávamos indo embora por causa da chuva cruzamos com um outro barzinho muito animado, o Kongsiam Bar.
- O Kongsiam Bar era menorzinho, também não cobrava entrada e tocava um repertório mais pop rock internacional.
- Não sei se porque já estávamos mais calibrados mas o barzinho foi muito animado. Todo mundo no bar já estava meio calibrado...
- E pra variar o cantor reconheceu que nós éramos brasileiros (ainda não descobri como eles reconhecem os brasileiros) e pra variar mais ainda tocaram "Ai se eu te pego", além do "Tche Tche Rere" do Gusttavo Lima. Nesse momento os brasileiros virão a atração do bar...
- Gastamos 700 baht em bebida... Mas dessa vez não guardei o tipo, tamanho e preço de cada bebida... =)

foto11.jpg
foto11.jpg (76.89 KiB) Exibido 14956 vezes


ALUGANDO KAYAK (DIA 3 - PHI PHI)
- Esse dia foi tenso... Uma ressaca feroz da noite anterior... Mas tínhamos nos programado de alugar um kayak, então o jeito foi tomar o café e criar coragem... E depois do Kayak subiríamos a longa escadaria até o View Point.
- Dica: Se for pra noitada não programe passeios tão pesados para a manhã do dia seguinte... O sol e o calor forte não cooperam com a ressaca...
- Alugamos o Kayak bem em frente a área de café do hotel PP Charlie. Lá ficam dois carinhas alugando kayak.
- O carinha nos passou o valor de 300 baht a hora... Falamos que queríamos 4 horas e ele disse que fazia um desconto por 800 baht... Choramos e ele fez por 400 baht por 4 horas.
- Por isso lembre da regra, NEGOCIE!!!
- Além do colete ele forneceu um daqueles sacos grandes bem resistentes a prova de água para colocar nossas coisas pessoais. Foi bem útil!


KAYAK PARA WANG LONG (DIA 3 - PHI PHI)
- Saímos da praia em frente ao hotel (Loh Dalam Bay) e fomos até a Monkey Beach esse trajeto foi de uns 1,4Km e durou 15min.
- Essa primeira parte foi muito tranquila, o mar está bem calmo, liso e sem nada de vento.
- Ficamos um tempo relaxando na Monkey Beach.
- Dessa vez tinham muitos macacos desse lado da Monkey. E novamente aviso para terem cuidado com os macacos!
- Para exemplificar vou contar o que aconteceu com a gente... Estacionamos nosso kayak no canto da praia, próximo as pedras, e por ter ouvido vários relatos sobre os macacos trombadinhas eu amarrei nossa sacola, os chinelos e os coletes no kayak. E ainda coloquei os remos em cima disso tudo. Enquanto isso um macaco ficou sentadinho na pedra só observando e disfarçando... Foi eu virar as costas e ele pulou para o kayak e ergueu os remos e os coletes para puxar a sacola... Sorte que estava tudo bem preso... Então eu corria e ele corria para as pedras, eu virava as costas e ele voltava para tentar pegar a sacola... Ficamos nessa por um tempo, até ele desistir e ir atrás de outros turistas menos avisados... Se as coisas não estivessem presas ele teria levado, e possivelmente seria difícil recuperá-las...
- Depois de uns 40min relaxando partimos para Wang Long.
- O trajeto da Monkey para a Wang Long é um pouco mais cansativo, o mar já fica mais agitado.
- Fomos beirando os paredões de rocha. A paisagem é muito bonita, mas o trajeto exige um certo preparo físico e um trabalho conjunto do casal!
- Não vimos ninguém fazendo esse trajeto. O tradicional é ir até a Monkey e voltar para praia. Talvez por isso éramos a atração para os barcos que passavam pela gente no trajeto.
- Mas pode ter certeza que vale o esforço até Wang Long.
- Da Monkey a Wang Long levamos uns 45min remando sem parar e o trajeto é de uns 3Km. Minha mulher chegou meio que passando mal, possivelmente pela combinação de ressaca, sol, calor e bastante esforço.

foto12.jpg
foto12.jpg (110.61 KiB) Exibido 14956 vezes


foto13.jpg
foto13.jpg (101.05 KiB) Exibido 14956 vezes


WANG LONG (DIA 3 - PHI PHI)
- Beirando as rochas haverá uma fenda de uns 25 metros de largura, entrando nessa fenda terá uma lagoa, virando a esquerda nessa lago tem uma prainha de uns 35 metros de largura totalmente deserta, mas com indício de que alguém já morou ou mora ali....
- Parece clichê mas é impossível descrever essa praia em palavras ou fotos.
- Para mim essa é a verdadeira "A Praia"!
- Deserta, silenciosa, água cristalina, uma pequena faixa de areia, uma cabana, um balanço e uma caverna...
- Havia uma placa com algo escrito em tailandês que não sabíamos o que dizia...
- De tão deserta que estava dava até um medo ficar ali... Tinha uma escadinha de madeira que dava para uma caverna... Mas não deu coragem de subir e olhar o que tinha dentro...
- Ficamos uns 20min... Minha esposa estava com muito medo e pediu para irmos embora...

foto14.jpg
foto14.jpg (160.39 KiB) Exibido 14956 vezes


foto15.jpg
foto15.jpg (130.13 KiB) Exibido 14956 vezes


foto16.jpg
foto16.jpg (106.32 KiB) Exibido 14956 vezes


foto17.jpg
foto17.jpg (61.48 KiB) Exibido 14956 vezes


DEVOLVENDO O KAYAK (DIA 3 - PHI PHI)
- A volta de Wang Long até a Monkey foi novamente de uns 45min...
- Ficamos mais um tempinho descansando na Monkey e retornamos para a praia devolver o Kayak...
- Isso tudo deu certinho 4 horas.
- Como ficaram nossos braços? Acabados... E a mão cheia de calos.... Mal dava pra lavar a cabeça... Mas no dia seguinte já estávamos inteiros!
- Dica: A maré em Loh Dalam, praia do hotel, começa a baixar por volta das 16h30/17hrs... Portanto, tente voltar antes disso, senão você terá que arrastar ou carregar o kayak pela areia por uns 50 metros... E fazer isso depois de remar tanto pode ser bem complicado...

TARDE (DIA 3 - PHI PHI)
- Após remarmos 9 Km precisávamos reabastecer, então decidimos comer no restaurante do hotel mesmo.
- O restaurante do hotel é no mesmo lugar onde é servido o café da manhã.
- Pra dar uma variada comemos adivinha o que???? Pizza!!! Pagamos 220 baht por cada pizzinha bem meia boca. No hotel as pizzas são individuais. O refri custava 40 baht.
- Após comer deitamos em uma sombrinha debaixo de uma árvore na beira da praia para descansar e esperar a hora de ir ao view point. Queríamos ver o pôr do sol do view point.

VIEW POINT (DIA 3 - PHI PHI)
- Muitos relatos que li falavam para seguir as placas de rota de evacuação/tsunami para chegar ao view point, mas não vi muitas dessas placas. Vi apenas uma placa...
- Eu tinha em mente a direção do view point, então fui meio que no instinto.
- No caminho minha esposa comprou um fuit shake por 40 baht. Esse shake é bom para dar uma refrescada e também para dar energia, a subida até o ponto mais alto é um pouco pesada.
- No começo são algumas escadarias que parecem não ter fim... Mas tem uns pontos para descansar se precisar....
- Nesse caminho tem uns pontos de observação que não são pagos, mas não chegam nem perto da vista do ponto mais alto.
- Chegará uma hora nessa subida que você perceberá que entrará em uma área privada, pois terá uma mulher cobrando a entrada. Pagamos 30 baht por pessoa.
- Nessa parte que tem a cobrança nós compramos uma água pequena por 10 baht.
- Logo que você paga tem duas trilhas: uma para o view point 1 à direita e outra para o view point 2 (mais alto) seguindo em frente.
- Agora não são mais escadas, são umas trilhas asfaltadas até o topo.
- Não fomos no view point 1, não queríamos perder tempo, mas ele fica a uns 100 metros.
- O view point deve ficar a uns 600 metros, acredito eu. Nessa hora você já tá tão cansado que qualquer 50 metros parece 200...
- Ao final você já começa a visualizar a galera toda sentada nas pedras...
- Dependendo do horário que chegar você consegue um lugarzinho bom para sentar e observar... Nós chegamos era umas 17hrs... Logo encheu de gente...
- Ficamos lá até quase o por do sol, decidimos descer um pouco antes pq descer aquela galera toda e ainda mais a noite seria demorado.
- Descemos tranquilo e chegamos lá em baixo logo que o sol se pôs.
- Dica 1: Leve bastante água para a subida no view point.
- Dica 2: Tente chegar entre 16h30 e 17hrs para conseguir um lugar bom para sentar e aguardar o pôr do sol.
- Dica 3: Leve repelente...

foto18.jpg
foto18.jpg (98.41 KiB) Exibido 14956 vezes


foto19.jpg
foto19.jpg (68.15 KiB) Exibido 14956 vezes


foto20.jpg
foto20.jpg (76.39 KiB) Exibido 14956 vezes


foto21.jpg
foto21.jpg (34.65 KiB) Exibido 14956 vezes



NOITE / MASSAGEM (DIA 3 - PHI PHI)
- Depois do view point demos uma descansada e saímos para comer.
- E para variar adivinha o que comemos???? Não, dessa vez não foi pizza!!! Foi hamburguer!!!
- Comemos no "COMIC 2"... Dois sanduiches com refri sairam por 380 baht...
- Na feirinha compramos um imã de Phi Phi por 60 baht (preço inicial 150 baht)... Ainda tinha margem pra negociação, mas chega uma hora que você já não tem mais saco para ficar chorando preço....
- Depois de um dia cansativo nos demos ao prazer de uma foot massage...
- Fizemos no "Harmony Massage" 2 foot massage de 1 hora por 600 baht... A massagem foi tão boa que uma hora acordei com o meu ronco e a risada da minha esposa e da massagista...
- Esse dia foi difícil achar um lugar de massagem com uma aparência boa, na maioria dos lugares parecia que quem precisava de massagem era mais as massagistas do que nós... Elas ficam lá jogadas no sofá com as pernas pra cima vendo o celular....
- Quando não era isso os lugares de massagem pareciam mais para uma massagem erótica com "happy end" do que para uma foot massage...
- Pra quem interessar, pros lados do view point os lugares de massagem tem mais esse estilo "Red Light"... Mas cuidado para não ser surpreendido por um Lady Boy!
- A Harmony Massage eu indico bastante.
- O Anita Massage também parece bom, mas nesse dia elas estavam bem largadas... Já no outro dia elas estavam uniformizadinhas e com a aparência melhor...
- Depois da massagem voltamos para o hotel, nada de bebedeira esse dia... Queríamos aproveitar o último dia da viagem... =(


PISCINA E PRAIA DO HOTEL (DIA 4 - PHI PHI)
- Nesse dia, por ser nosso último dia, optamos por aproveitar um pouco a piscina e a praia do hotel.
- Parecia ser um ótimo programa, já que estamos de férias vamos desacelerar e relaxar um pouco né... Afinal é o último dia... Mas confesso que depois de 1 hora já ficou meio entediante...
- A piscina do hotel está liberada somente às 9hrs, mas antes disso você já pode ir lá e deixar sua toalha para reservar uma cadeira... Fizemos exatamente isso.... Depois de um tempo você já não acha mais lugar...
- Pedimos uma fritas na piscina e achei que saiu bem barato, 100 baht.
- Deixamos nossas coisas reservando a cadeira e fomos almoçar....
- Dessa vez comemos no "COMIC 1"... E o cardápio foi pizza mesmo... Mas eu explico... No dia anterior o cheirinho da pizza estava tão bom que deu vontade... E a pizza era boa mesmo.... Pagamos apenas 220 baht por uma pizza para dois e mais refri.
- Voltamos para mais um pouco de piscina e praia...
- Dica: Para esse dia eu tinha programado pegar o kayak e ir para Nui Bay (3Km) e Loh Lanna Bay (1Km) totalizando 4Km, mas minha esposa não se animou devido ao cansaço do dia anterior. Depois confessou que deveríamos ter feito esse passeio... Se pesquisarem irão ver que Nui Bay é muito bonita! Mas fica como uma desculpa para voltarmos para a Tailândia!

foto22.jpg
foto22.jpg (67.42 KiB) Exibido 14956 vezes


foto23.jpg
foto23.jpg (52.88 KiB) Exibido 14956 vezes


NOITE (DIA 4 - PHI PHI)
- Nesse dia ficamos bem tranquilos a noite também porque no dia seguinte voltaríamos para Bangkok para minha esposa fazer uma tatuagem e para pegar o voo de volta para o Brasil... =(
- Jantamos em um restaurante que tinha uma aparencia bem legal mas infelizmente não lembro o nome.
- Mas com certeza ele vai chamar a atenção de vocês quando estiverem caminhando mais ou menos próximo ao Anita Massage...
- Eu comi um macarrão bolonhesa, mas que não era com carne e sim com frango. Minha esposa comeu algo que era uma mistura de macarrão com sopa e alguns frutos do mar irreconhecíveis. Comida + bebida saiu por 375 baht.
- O único problema desse restaurante foi a demora.... Levou uns 30 min e veio o prato da minha esposa... Então mais uns 40 min veio o meu prato... Resumindo fiquei olhando minha esposa comer e depois ela, quase dormindo, ficou esperando eu comer....
- Isso estragou nosso plano de fazer uma última massagem... Os lugares encerram as massagens às 22h30, pois fecham às 23hrs...
- Então minha esposa comprou um sorvete que é preparado de forma bem diferente e ficamos sentados um pouco em frente ao Kongsiam Bar curtindo o som...

DICA - REPELENTE
- Leve repelente!!! A noite quando saíamos para a rua sempre passávamos repelente, você vê muito esgoto a céu aberto um pouco mais para fora do centrinho... Possivelmente devido ainda ao Tsunami muita coisa ainda está em construção, como o tratamento de esgoto... E vimos vários relatos de pessoas que pegaram dengue... Ninguém quer estragar a viagem por algo que não custa nada, só passar o repelente....
#1083985 por Fabiano Gauss
30 Abr 2015, 15:57
Cara, que belo relato. Tô indo pra Tailândia em dezembro.

Agora uma pergunta. Curti muito Wang Long pelas suas fotos, mas acho que não aguento remar tanto como vcs hahahaha, como faço?
Será que os barqueiros me levariam lá?

Ahh, deixa eu abusar com outra pergunta, a mala que vc comprou é grande?? Tem idéia das dimensões?

Grande abraço!!!
#1083993 por chcosta
30 Abr 2015, 16:30
Fala Fabiano, putz você vai aproveitar muito a Tailândia! É um lugar que vale a pena voltar!

Quanto as suas perguntas...

WANG LONG
Cara o trajeto de kayak até Wang Long não é tão pensado não... Em duas pessoas vai tranquilo até...
Nós sofremos um pouco mais porque estávamos bemmm ressaqueados da noite anterior...
Aqui nesse mapa tem o trajeto certinho: https://www.google.com/maps/d/u/0/viewer?mid=zO3VNHTW5AMg.kxz39FwRcE1w
Mas ir de taxi boat é uma boa opção também... Com certeza eles levam... Só não sei dizer ao certo o preço...
Mas como referência, em Koh Tao nós pagamos 600 baht (casal) o taxi boat para ir de Sairee até Koh Nang Yuan e voltar, uma distância talvez um pouco maior que ir do pier de Phi Phi a Wang Long. Acredito que cobrem em torno disso para duas pessoas, apesar de Phi Phi ter um preço um pouco mais alto que outras ilhas.
DICA 1: Talvez vale a pena combinar com o barqueiro um tempo para ele aguardar vocês lá, não sei se vale a pena ficar lá por um longo período de tempo. Porque normalmente quando é taxi boat eles te largam lá e combinam um horário para buscá-lo.

DICA 2: Veja o que acha de Nui Bay e Loh Lanna Bay! Esse trajeto da para fazer de kayak também. Ir para os dois lugares da mais ou menos 8km ida e volta (igual Wang Long). Ou pegar um taxi boat também. Loh Lanna Bay talvez de para ficar um pouco mais de tempo pois é uma praia maior. Mas Nui Bay parece que é mais legal!

Quanto as malas, vou utilizar um texto que já tinha meio pronto aqui para publicar ok! Veja se ajuda!

Vocês levaram malas com rodinhas ou mochilas?
Lendo os relatos optamos por levar mochilas e acredito que foi a melhor escolha. Arrastar a mochila em ferrys, calçadas e areia seria um pouco trabalhoso. Foi nossa primeira viagem com mochilas, então tivemos que comprá-las. Não estávamos dispostos a gastar muito com elas, já que não somos legítimos mochileiros, então não fomos atrás das grandes marcas, optamos por opções mais econômicas. Compramos uma mochila de 50L e uma 70L por 220 reais (as duas). Nem metade do preço de apenas uma mochila de marca conhecida. A de 50L era bem meia boca, costura fraca e já soltou uma costura no começo da viagem. Mas como embalamos ela no papel filme não tivemos nenhum problema. Já a de 70L surpreendeu, um ótimo custo benefício. Costura forte, ziper de bom nível e vários compartimentos. Essa mochila não tem marca, compramos em uma dessas lojinhas que vendem malas para sacoleiros próximo a rodoviária de Curitiba. Nos surpreendemos como couberam tantas coisas nessas mochilas...

mochilas.jpg
mochilas.jpg (110.26 KiB) Exibido 14628 vezes


Vocês embalaram as mochilas no aeroporto?
Não! Em Curitiba/PR para embalar as duas mochilas gastaríamos 90 reais. Optamos por um modo mais econômico. Compramos 1 rolo de papel filme e 1 fita adesiva no mercado por 10 reais. Conseguimos embalar as duas malas e ficou tão bom quanto! Na Tailandia compramos no mercadinho também 1 rolo de papel filme e 1 fita adesiva. Devemos ter gasto uns 80 baht. No aeroporto de Bangkok era 500 baht para embalar as duas malas. No começo minha mulher encheu o saco, mandou eu parar de ser pão duro.... ::prestessao:: Mas no final viu que o serviço fica bão mesmo! ::cool::

Qualquer outra dúvida é só perguntar!
::otemo::
#1084768 por Bruna M.Correard
03 Mai 2015, 10:54
chcosta

Excelente relato, já favoritei para quando for à Tailândia!
Parabéns!
#1084774 por jessica.edwirges
03 Mai 2015, 11:36
Ola,

Primeiramente parabéns pelo seu relato, estarei na Thailandia por 23 dias em junho e sera muito util seu depoimento sobre o pais.
Gostaria de te perguntar onde foi que a sua mulher fez a tatuagem (Bangkok mesmo?) e se ele fez com os monges. Estou recolhendo informaçoes para fazer a tatuagem com bamboo feita pelos monges.

Obrigada, Jéssica

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes