Relatos de viagens pelos países do Sudeste Asiático: Tailândia, Vietnã, Timor-Leste, Singapura, Mianmar, Malásia, Laos, Indonésia, Filipinas, Brunei e Camboja
#1213903 por janes87
30 Ago 2016, 08:48
Oi, Tanagushi!
Gostaria de opiniões sobre minha viagem à Tailândia.
Terei apenas 12 dias em outubro/novembro de 2016.
Minha ideia é passar 2 dias inteiros em Bangkok, 2 dias inteiros em Krabi e 3 dias inteiros nas ilhas Phi Phi. Os outros dias serão gastos com deslocamentos (o que poderia acrescentar meio dia em cada cidade, mais ou menos). Na volta irei pernoitar em Bangkok para ir embora da Tailândia.
Você acha que 3 dias será muito tempo para Phi Phi? Valeria a pena passar 1 dia em Chiang Mai?
Desde já agradeço! Estou adorando o relato! Abraços!

#1214277 por paulorco
31 Ago 2016, 15:08
Já fui lá em 2014 numa promoção da Delta com milhares de conexões. Agora, vou voltar indo pelo Oriente Médio. Da primeira vez, cheguei aqui já querendo voltar e agora vou concretizar essa meta. O relato está bem bacana e me dando mais vontade ainda de voltar.
#1214343 por Tanaguchi
31 Ago 2016, 18:42
leonardo.lopes1 escreveu:Continuo acompanhando seu relato e aguardando os próximos capítulos. To pensando seriamente em fazer a viagem de trem para chiang mai depois da sua experiência.
Sobre cingapura, estou pretendendo passar dois dias com um deles sendo no Marina Bay sands, preciso saber que área ruim é essa pra fugir haha
Abraço!


Valeu por acompanhar e dar os feedback mano ^^
Eu sinceramente achei muito valido ir de trem, recomendo. Ainda mais no sudeste asiatico onde transporte terrestre de longa distancia não funciona bem.
No dia eu tive azar pois o trem atrasou bastante e nós não nos programamos bem pra esse intervalo de tempo até a partida do trem... mais fora isso foi tudo ok ^^

Putz o lugar do nosso Hotel em Singapura foi meio zuado. Mais quando eu digo meio zuado é pros padrões de Singapura, pra quem foi criado em Osasco é sem novidade kkkkkk
Não chega a ser péssimo, por um lado foi até divertido XD
Mais se eu fosse dinovo concerteza ia procurar outra região;
A parte do relato de Singapura tá meio longe ainda, mais posso te adiantar que o ponto negativo da viagem é a moeda... extremamente forte, visitar Dubai foi mais em conta. Financeiramente quebrou nossas pernas.
#1214347 por Tanaguchi
31 Ago 2016, 19:06
janes87 escreveu:Oi, Tanagushi!
Gostaria de opiniões sobre minha viagem à Tailândia.
Terei apenas 12 dias em outubro/novembro de 2016.
Minha ideia é passar 2 dias inteiros em Bangkok, 2 dias inteiros em Krabi e 3 dias inteiros nas ilhas Phi Phi. Os outros dias serão gastos com deslocamentos (o que poderia acrescentar meio dia em cada cidade, mais ou menos). Na volta irei pernoitar em Bangkok para ir embora da Tailândia.
Você acha que 3 dias será muito tempo para Phi Phi? Valeria a pena passar 1 dia em Chiang Mai?
Desde já agradeço! Estou adorando o relato! Abraços!


Olá!!
Todo mundo gosta de escrever Tanaguchi com "SH" hehehehe maldição XD
Então se for pra passar apenas 1 dias em Chiang Mai definitivamente não vale a pena. Só o transtorno que vc vai ter pra chegar não compensa. Chiang Mai definitivamente te que ser 2 dias no minimo. No valeria passar 1 dia se ela estivesse na sua rota, tipo se depois de lá vc fosse adentrar o Laos, Myanmar ou alguma outro lugar no norte. Como Bangkok e o litoral que vc vai visitar tá tudo no sul não compensa vc subir tudo pra depois descer. Já deixa Chiang Mai pra proxima, pois concerteza vc vai querer voltar hehehe

Eu não sou mega fanatico por praias, e mesmo eu digo tranquilamente que esse tempo não tá muito não. Negocio lá é muito lindo, vc vai achar é pouco kkkkk

E obrigado pelos elogios! Espero ter ajudado! E qualquer nova duvida que surgir posta ae! Abraço
#1214348 por Tanaguchi
31 Ago 2016, 19:12
paulorco escreveu:Já fui lá em 2014 numa promoção da Delta com milhares de conexões. Agora, vou voltar indo pelo Oriente Médio. Da primeira vez, cheguei aqui já querendo voltar e agora vou concretizar essa meta. O relato está bem bacana e me dando mais vontade ainda de voltar.


Valeu brother!!
Tenho passado essas semanas pesquisando tbm. Se tudo der certo em 2017 vo fazer outro roteiro por lá.
Foda que queria ir em Março ou Abril... em Março minha esposa não vai conseguir e em Abril vai ter 3 feriados! junto com fds!! Não quero perder os feriados kkkk tá foda achar uma epoca
#1215053 por fscunha
04 Set 2016, 11:40
Rapaz, o relato da viagem de vocês está muito divertido!
Estou ansioso pelos próximos capítulos da viagem kkk

Irei com minha namorada e um casal de amigos para a Tailândia em Fevereiro/2017 e ainda estamos definindo o roteiro. Ao todo ficaremos 22 dias.
Teu relato vai nos ajudar muito!

Um grande abraço e obrigado por compartilhar as experiencias!
#1215393 por Tanaguchi
05 Set 2016, 19:17
fscunha escreveu:Rapaz, o relato da viagem de vocês está muito divertido!
Estou ansioso pelos próximos capítulos da viagem kkk

Irei com minha namorada e um casal de amigos para a Tailândia em Fevereiro/2017 e ainda estamos definindo o roteiro. Ao todo ficaremos 22 dias.
Teu relato vai nos ajudar muito!

Um grande abraço e obrigado por compartilhar as experiencias!


Valeu ae os elogios velho, muito obrigado!
Feliz que está divertido, sempre quando leio o que escrevi parece tão chato perto dos outros relatos kkkkkk
Qualquer duvida que aparecer deixa aqui! Estou escrevendo num ritmo bem lento, espero que tenha paciencia ^^"
#1215438 por Tanaguchi
05 Set 2016, 23:40
DIA 9- Ran-Tong Elephant Farm e o ápice do Songkran


Ran-Tong Elephant Farm
Desde que iniciei minha pesquisa pra visitar a Tailândia fiquei encantando com a possibilidade de interagir com um elefante; era algo que eu não podia deixar passar em branco.
Como anos atrás fomos ao Zoo de Lujan na Argentina (aquele onde vc pode tirar fotos com tigres e leões), eu não queria repetir uma experiência com animais que pudesse vir a se tornar um arrependimento. Então eu pesquisei muito, muito mesmo sobre o tema.

Você pode ter contato com elefantes por toda Tailandia, mais o que torna Chiang Mai o local ideal pra isso é que lá estão os melhores centros de recuperação de elefantes do pais. Nesses locais você pode ter contato com os animais de forma mais consciente, sem abusos e sem financiar esse tipo de turismo que prejudica os animais.

Mais não se engane, apesar da quantidade de centros de recuperação isso não quer dizer que Chiang Mai não possua tours irresponsáveis que envolvam elefantes. Pelo contrário, os centros de recuperação são minoria.

“Mais Tana, como saber se o centro que vou visitar trata bem ou não os animais?”

Tem alguns critérios básicos, por exemplo : o animal carrega sem prejuízo para si até uma pessoa. Mais do que isso não faz bem pro bicho. Então aqueles lugares onde vc ve casais em cima do bicho + o tratador e mais aquelas cadeiras de transporte... esquece, isso ai vai foder o bicho. Não de imediato, mais ao logo do tempo isso vai acarretar diversos problemas.

Então o ideal são locais onde apenas UMA pessoa possa montar o animal, ou ainda melhor são aqueles centros que NÂO PERMITEM que os elefantes sejam cavalgados.
A ausência de correntes e de armas que os mahouts (tratadores de elefantes) utilizam também são outros fatores que devem ser observados. Evite também a todo custo centros que fazem com que os elefantes realizem truques como pintar quadros ou jogar futebol.

Alem disso vcs vão perceber que esses lugares tem valores muuuuuuito mais altos do que outros tours com efefantes. Depois de visitar esses locais e ouvir o quanto custa pra manter um animal é até compreensível. E pra mim me parece justo.

Se você está fazendo sua pesquisa já deve ter se deparado com o Patara certo? Então eu vos digo: Façam de tudo pra reservar com os caras!!! As descrições tanto antes da viagem como depois com as pessoas que conhecemos por lá são absurdamente positivas. E sem duvida eles parecem oferecer o melhor que essa experiência pode proporcionar.

Quanto a mim? Eu tentei fazer o agendamento com 3 MESES de antecedência no Patara, e todas as datas daquela semana, da semana anterior e dá próxima já estavam esgotadas!!! O_O
Se vc realmente deseja fazer essa visita vc deve procurar reservar o quanto antes.
Eu fiquei muito impressionado com a falta de datas, pois apesar da semana do Songkran; Abril é baixa temporada, então supostamente deveria ser mais fácil arranjar isso.

Como não conseguimos pesquisei diversos outros lugares e acabamos fechando com o Ran-Tong Elephant Farm.
Imagem


O Ran-Tong segue os mesmos moldes do Patara, os animais do local são todos recolhidos de maus tratos, abandono, exploração, etc. São animais que passaram por momentos difíceis e que aos poucos vão reencontrando uma vida tranquila nos centros de recuperação.

Você não vai ter contato com qualquer animal, um elefante que a pouco foi trazido e ainda carrega o stress e o trauma do que passou não pode interagir com um turista (alias nem seria seguro).

Então apenas aqueles animais que já estão totalmente adaptados participam.
O local possui diversos animais, o limite de visitação é de 6 pessoas por dia. Então um elefante que interagiu hoje com um turista não vai interagir no dia seguinte, como se fosse um rodizio, tudo pensando no bem estar do animal.
Imagem


A visita começa pela manha, uma van vai foi até nosso hostel nos buscar, o local não fica próximo da cidade, o trajeto não é rápido. Chegando até lá o grupo da van é dividido entre aqueles que vão fazer o programa padrão com os elefantes e aqueles que vão passar o dia no centro de reabilitação de filhotes.

Ai vem o primeiro ponto negativo em relação ao Patara. Apesar de termos visto um filhote na área onde ficamos não podemos interagir com ele, pois a femea era uma dessas que não estava totalmente adaptada, e ela não aceitava muito bem a aproximação de visitantes ao filhote. Então apesar de ver de pertinho, nada de tocar e interagir com o filhote... e vcs não sabem como isso foi triste pra gente.
Imagem
T_T


Em seguida recebemos roupas de mahouts aprendemos comandos para “pilotar” o elefante XD
Os comandos são todos em tailandês, então vc sõ consegue lembrar deles por 15 minutos. Depois disso vc só se lembra do “seguir em frente” e “pare”. Mais posso garantir com toda sinceridade, os elefantes em nenhum momento obdeceram meus comandos ou os da Terry. Eles simplesmente ignoram o que vc diz e fazem o que dá na telha... e vc vai lá com eles curtir o dia hehehe
Imagem
Ignorando comandos e molhando geral


Cada elefante tem um mahouts, que sempre fica por perto, e apenas os comandos deles os elefantes obedeciam.
Os elefantes não podiam ver uma poça de lama que lá iam eles se esbaldar e com a gente em cima kkkk foi divertido.
Depois de um bom tempo dando um role com eles e fazendo fotos é feita uma pausa pro almoço e na sequencia a guia nos ensina a fazer uma comida que eles adoram. Não lembro ao certo mais acho que era Tamara com um sal bem grosso.

Depois do almoço e uma bela enrolada fomos pra parte 2 do passeio. Um novo trajeto com os elefantes seguido do tão aguardado banho com os elefantes no lago.

E ai veio minha primeira decepção com o lugar....

A área do Ran-Tong é bem grande, e anexo a ele tem um morro que circunda toda a propriedade. O segundo trajeto consiste em circundar esse morro (uma volta em circulo), pra no final voltarmos próximos ao ponto de partida, onde já era possível ver a lagoa.
Sem entender muito oq ia rolar lá fomos nós, felizes da vida. Acontece que a subida é meio pesada, não é um trajeto fácil, ainda mais quando você é um elefante e a temperatura tá beirando os 42 graus.
Proximos do fim dessa parte era possível notar a impaciência do elefante. O pior de tudo foi o fato do trajeto ser totalmente desnecessário. Não precisava ter subido porra nenhuma de morro.
Imagem
O morro desnecessário


E ai veio minha segunda decepção


“Dar banho nos elefantes que dahora”!!! É, realmente foi dahora... só que o lagoa era muito safada... as fotos enganam muito bem... novamente ponto pro Patara que além de uma lagoa muito melhor ainda possuem uma cachoeira.
Imagem
Lagoa safada


Resumindo: Se vc estiver na mesma situação que eu e o Ran-Tong lhe parecer uma boa opção eu posso lhe garantir que uma trip de meio-dia pra lá é o suficiente pra vc fazer as mesmas coisas que eu. Basicamente na visita de um dia inteiro vc vai fazer 2 percursos montados ao invés de 1, o que não se mostrou nem um pouco necessário, pra mim só o primeiro percurso seguido do banho já seria o suficiente; alias eu teria saído de lá até mais satisfeito só com isso.
Na visita de um dia inteiro eles também dão umas boas enroladas pra encher linguiça.
Então lembre-se: De um jeito de visitar o Patara, lá é satisfação garantida... caso não consiga procure bem o centro que vai visitar, espero que meu relato ai possa otimizar sua viista. Mais apesar dos pesares vale salientar que ainda assim é uma experiência fantástica, vale a pena vc incluir no seu roteiro uma visita a algum desses centros de reabilitação.


O Apice do Songkran
Hora de voltar pra cidade depois do passeio no Ran-Tong.
As ruas, mesmo na área do parque estavam tomadas, as pessoas com suas armas, baldes e mangueiras molhando geral. Como estávamos em uma van fechadinha com ar condicionado estávamos de boa.
Chegando na cidade o transito estava caótico, literalmente todo mundo, mais todo mundo mesmo estava na rua molhando um ao outro... e nós na van...

Até que após deixar um dos visitantes em seu respectivo hotel a van não quis mais ligar... isso mesmo... a van morreu... a previsão pra chegada de outra van era de várias horas.
Então a guia bancou um tuk-tuk com o dinheiro do Ran-Tong e lá fomos nos tentar chegar no hotel... nos dias anteriores eu simplesmente invadia (sim eu subia e entreva) nos tuk-tuks que passavam na rua e molhava quem estivesse dentro... eu acho que devo ter molhado até doente terminal, ninguém escapava... ai imagina vc, eu agora no lugar das vitimas que havia feito... pois o Tuk-tuk com certeza é o pior lugar que vc pode estar no Songkran, vc se torna o alvo mais visado da festa... e nós com apenas uma arminha pra proteger a galera toda. Acredito que por estar em um pais tão devoto ao budismo, nada mais justo do que provar o karma instantâneo.
Imagem
Instant karma


E lá fomos nos... fomos molhados pela cidade toda, mais mesmo no papel das vitimas foi divertido rs... pelo transito e por tudo, demoramos bastante pra chegar.
Pegamos nossas armas no Hostel e fomos pra batalha. Eu já tinha achado os dias anteriores mega cheio, mal sabia eu. Dia 13/04 e 14/04 foram o ápice da comemoração, muita gente mesmo.
Quando acaba sua água é só pegar mais no rio (fica um povo puxando com uns baldes, e eles enchem na boa). Tambem tinha uns ladyboys e alguns gays na frente de um hostel e eles enchiam na faixa mediante uma dança. Sim eles pediam pra vc dançar pela água:”Dance for free water” kkkkkkkk meu eles eram muuuuuito engraçados XD
Imagem
Ladyboy atração da festa


Imagem
E lá vou eu dinovo invadindo tuk-tuks


Outro detalhe que eu amei da festa é que lá pelas tantas da noite começa a passar a policia com um aviso sonoro avisando pra parar a brincadeira, dai aos poucos todo mundo vai parando. As ruas continuam com o pessoal aproveitando a noite nos bares e etc,
Super organizado!! Achei isso ótimo, pois conforme a hora vai avançando os gringos ficam muito loucos de cachaça, dai isso acaba evitando de ter confusão com os sem noção. Alias não vimos nenhum incidente, principio de briga ou coisa parecida, é tudo muito pacifico e alegre.
Imagem
Selfie

Lá pelas tantas da madrugada senti fome e fui buscar uns trecos na Seven Eleven... já tinha tomado banho, tava todo pimpão... obvio que um tonto passou e me molhou, mais faz parte -_-
Editado pela última vez por Tanaguchi em 10 Nov 2016, 18:00, em um total de 2 vezes.
#1215471 por paulorco
06 Set 2016, 09:12
Por falar em elefantes, quando fui não tinha nada reservado antes e acabei indo no Baanchang Elephant Park. Dentre as possibilidades, achei que estava indo num lugar bacana porque não tinha o tal banquinho em cima do bicho, se montava no bicho sem sela e etc. Chegando lá não gostei muito do que vi pois deu para ver os estábulos onde eles dormem e os bichos ficam lá com uma perna amarrada na corrente, além de ser um espaço pequeno para eles ficarem, proporcionalmente ao tamanho do bicho, era como se fosse uma casinha de cachorro. No início da atividade quando a gente ia dar comida para os elefantes, eles também estavam amarrados na corrente. Não gostei disso, minha amiga que foi comigo até preferiu nem montar porque se sentiu mal. Não sei como é no Patara, por lá os bichos ficam acorrentados também?
#1216078 por Tanaguchi
08 Set 2016, 17:39
paulorco escreveu:Por falar em elefantes, quando fui não tinha nada reservado antes e acabei indo no Baanchang Elephant Park. Dentre as possibilidades, achei que estava indo num lugar bacana porque não tinha o tal banquinho em cima do bicho, se montava no bicho sem sela e etc. Chegando lá não gostei muito do que vi pois deu para ver os estábulos onde eles dormem e os bichos ficam lá com uma perna amarrada na corrente, além de ser um espaço pequeno para eles ficarem, proporcionalmente ao tamanho do bicho, era como se fosse uma casinha de cachorro. No início da atividade quando a gente ia dar comida para os elefantes, eles também estavam amarrados na corrente. Não gostei disso, minha amiga que foi comigo até preferiu nem montar porque se sentiu mal. Não sei como é no Patara, por lá os bichos ficam acorrentados também?


No Patara não, com quem eu conversei em nenhum momento viram os bichos presos por correntes. No Ran-Tong tinha uma parte com os elefantes que haviam chegado a pouco tempo, eles ficavam separados e tanto pra dormir quanto pra passar parte do dia eles ficavam com uma corrente na pata. A guia disse que era por um periodo de adaptação... mesmo assim é ruim de ver.
Muita gente fica deslumbrada com esse tipo de role e muitas vezes não se liga nos pontos negativos. Mais o Patara realmente parece ser uma exceção a parte, tudo parece otimo... foi realmente uma pena não ter conseguido ir.
#1216080 por Tanaguchi
08 Set 2016, 17:41
marquesbella escreveu:Muito bom o relato! O mais sincero e divertido que já li. Quero ir pra lá em Abril/2017 e essas informações vão ser muito preciosas para montar o meu roteiro :) Continueee!


Obrigado!! Valeu mesmo por acompanhar!! Eu quero voltar em 2017 pra fazer outro roteiro por lá, apesar do calorzão estou pensando em voltar em Abril tbm, quem sabe não nós cruzamos por Bangkok? rs
Abraço!
#1216084 por paulorco
08 Set 2016, 18:11
Valeu, Tanaguchi!
#1216962 por Tanaguchi
12 Set 2016, 19:51
RoSousaAlenc escreveu:Fiquei curioso com sua planilha: aquele valor total (incluindo o que foi pago antes) foi para o casal ou por pessoa?


Opa, blz?
Então todos os valores da planilha são individuais.
Posso garantir que dá pra fazer essa trip com bem menos... agora com a queda do dolár tem aparecido promoções de passagens aereas pra Bangkok por 2k (com as taxas)...

Passagem aerea acaba pesando muito... Dubai e Singapura tbm acresceram bastante no valor final.
Hoteis tbm eu não economizei tanto, dá pra achar hospedagens ainda mais baratas em todas as cidades... muitos hoteis eu queria com piscina, muitos deles nós acabamos nem usufruindo

Apesar de ser mão de vaca pra vários aspectos nós não nos seguramos muito não. Se a gente queria fazer algo e achava o valor justo, a gente ia e fazia, pro nosso padrão devo reconhecer que demos uma estourada hehehe

Com tudo tudo tudo ficou 7,5k por pessoa.
E como eu disse no começo do relato, da mesma forma que vc consegue fazer essa trip com bem menos, esse valor pode aumentar bastante tbm se vc cochilar

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes