Guias e troca de informações sobre destinos do estado de Minas Gerais
#882855 por Antonio Romulo
25 Set 2013, 15:16
Imagem

Veja os posts com fotos em: http://retrip.com.br/site/tiradentes-doce-ar-pitoresco/
outros posts relacionados a tiradentes: http://retrip.com.br/site/tiradentes-fe ... stronomia/
Curta no face: www.facebook.com/retrip.br
Siga no Twitter: www.twitter.com/retrip

TIRADENTES

Antes, Arraial Santo Antônio da Ponta do Morro. Hoje, Tiradentes. O que mudou de antes, uma cidade com uma das maiores concentrações de ouro de superfície do Brasil, para hoje, cidade com grande importância turística no cenário das cidades históricas mineiras? Não mudou muita coisa e Tiradentes ainda preserva muito de sua história. É esse o grande barato da cidade. Muitas características barrocas ainda continuam preservadas.

Na minha opinião, Tiradentes é a mais simpática, charmosa e atraente das cidades históricas mineiras. Acredito nisso pelo fato de que praticamente toda a cidade, faz parte de um patrimônio rico em história, arte e cultura. A bela cidade, ainda com suas ruas de pedras é uma das cidades que fazem parte da Estrada Real.

tiradentes_doce_ar_pitoresco_09 tiradentes_doce_ar_pitoresco_04 tiradentes_doce_ar_pitoresco_05Tiradentes concentra um grande número de restaurantes, pousadas, museus, igrejas e seu turismo foi fortificado em meados dos anos 90. Algumas gravações da rede globo ajudaram muito e Tiradentes começou a ser conhecida turisticamente em âmbito nacional. Hoje ela se tornou ponto de encontro de artistas plásticos, pintores, chefs de cozinha e músicos. Muitos destes, acabaram escolhendo esta acolhedora cidade como reduto de criação e até de moradia.

tiradentes_doce_ar_pitoresco_10 tiradentes_doce_ar_pitoresco_07Apesar de pequenina, Tiradentes reserva a seus visitantes muita opções de cultura, lazer e entretenimento. A cidade toda já é um estímulo a peregrinação pelas suas ruas e becos (use sempre calçados baixos viu?). A arquitetura residencial é um preservado complexo de estilo colonial. Igreja e Museus trazem estampados por toda parte, tanto o estilo barroco quanto o rococó.

Você pode estar se perguntando: Será que uma cidade tão pequena tem tudo isso para se fazer? Digo sim. Vou tentar, nos próximos parágrafos, passar de maneira simples e objetiva o que pode ser visto por lá. Vou dividir em tópicos para facilitar.

Andar pelas Ruas: A cidade de Tiradentes possui ruas com casarios no estilo colonial conservados e bem cuidados. A caminhada pelas ruas já é um grande passeio. As ruas estão repletas de lojas de arte em pedra, madeira, tecido, pinturas, móveis e muito mais. Para os consumistas de plantão, é um estímulo a parte. Ao passear pelas ruas, você vai se deparando com monumentos e muito mais. O monumentos que merecem destaque são: Casa da Câmara, Centro Cultural Ives Alves, Largo das Forras, Museu de Arte Sacra, Estação Ferroviária, Chafariz de São José, Ponte de Pedra, Museu Padre Toledo, Museu da Liturgia.

tiradentes_doce_ar_pitoresco_02Visitar os Museus e Igrejas: Há muitos museus e igrejas em Tiradentes. A beleza das igrejas barrocas do sec. XVII é um capítulo a parte. Merece destaque! São elas: Capela Nossa Senhora do Rosário, Capela dos Passos, Capela Bom Jesus da Pobreza, Capela Santo Antônio do Canjica, Igreja Nossa Senhora das Mercês, Igreja Santo Antônio (matriz), Igreja São João Evangelista, Igreja São Francisco de Paula e Santuário da Santíssima Trindade.

tiradentes_doce_ar_pitoresco_08Comer, comer e comer: Talvez em Tiradentes, Elizabeth Gilbert teria escrito seu livro usando somente o verbo comer. Aqui, o que mais se vê são restaurantes. Para todos os gostos e QUASE todos os bolsos. Esses restaurantes atraem frequentadores das cidades vizinhas e também são referências para quem procura alta gastronomia. Agrada muitos desses apreciadores vindo de grandes centros. São inúmeros e alguns muito bem segmentados. Em Tiradentes, tem-se pizzarias de excelente qualidade, deliciosas casas de carnes, cozinha internacional, portuguesa, italiana, árabe, mineira dentre outras.

Tiradentes possui alguns restaurantes estrelados. O Tragaluz é um deles. Seu prato tradicional é uma delícia! Galinha D’angola. Já a sobremesa é quase sobrenatural. Goiabada cascão com sorvete de goiaba e caldo de Catupiry. Sensacional! Vale muito a pena!

Outra tradição é o Leitão do Luiz Ney. Um conceituado médico da cidade vizinha resolveu inventar um modo de fazer pururucar a pele de um leitão. Deu certo! Um sucesso que foi mostrado, inclusive, em programas de televisão como o de Ana Maria Braga.

Outras tradições fazem parte de Tiradentes e por lá há um doceiro a moda antiga. Chico Doceiro é seu nome. Doces feitos em tachos de cobre são deliciosos e lhe dá a sensação do dever de levar vários para casa.

Se você sempre viaja já pensando nas calorias que irá consumir por lá, Tiradentes talvez não seja então sua melhor opção.

City tour? Pode esquecer qualquer semelhança com o tradicional city tour vistos em grandes centros. Aqueles ônibus panorâmicos que circulam em grandes avenidas mostrando o que a cidade oferece. Em Tiradentes há uma versão jegue. Numa charrete. Várias Charretes ficam à espera por turistas no Largo das Forras (Praça central). Dali as charretes saem em direção aos pontos turísticos da cidade e os “pilotos” também são guias. As crianças adoram e acredito que você também poderá gostar. Apesar do sacode, essa opção pode ser para alguns (mas) mais atraente do que andar pelas ruas cheias de pedras.

Ecoturismo: A Serra de São José atrai os praticantes de trekking. Ela possui trilhas para que os aventureiros percorram por um cenário de mata preservada e visual deslumbrante. Trilhas de nível baixo e médio e até alto são encontradas por toda parte do caminho. É valido sempre ressaltar que faça sempre com guia especializado e credenciado!

Entre as caminhadas e até mesmo os percursos de bicicleta estão: Travessia Águas Santas indo até o Mangue (nível baixo), Travessia Águas Santas indo até a cidade de Tiradentes (nível médio), Trilha do Carteiro (nível médio), Rota das Cachoeiras (nível alto), Vários percursos de bicicleta e a cavalo podem ser consultados também. Mais distante tem o Balneário Águas Santas que também pode ser visitado apesar de estado de conservação deste não ser dos melhores.

Algumas cachoeiras podem ser visitadas também tais como: Cachoeira Bom Despacho (não curto essa cachoeira. ela geralmente fica lotada e o nível de higiene não é dos satisfatórios), Cachoeira do Carteiro, dentre outros pequenos poços.

Eventos: Em Tiradentes, grande eventos acontecem no ano todo. Os eventos de Teatro, Gastronomia, Cinema, Artes e Músicas, se revezam durante os meses do ano todo. Veja aqui abaixo os eventos separados por meses: veja mais sobre o festival clicando aqui.

Janeiro: Mostra de Cinema
Fevereiro: Carnaval de Rua com Blocos e Marchinhas (data móvel)
Março: Foto em Pauta e Semana Santa (data móvel)
Abril: Campeonato de Balonismo, Semana da Inconfidência
Maio: Festival de Teatro, Jubileu da Santíssima Trindade e Corpus Christi
Junho: Vinho & Jazz
Julho: Sempre tem atrativos no mês das férias escolares
Agosto: Festival de Cultura e Gastronomia
Setembro: Feira Mineira de Artesanato, Festival Artes Vertentes e X-Terra
Outubro: Classic Fusca
Novembro: Festival Duo Jazz
Dezembro: Programação Especial Final de Ano.

Finalizando, para aqueles que não estão dispostos a tantas emoções ecoturísticas e menos ainda, em dar um ritmo muito dinâmico e acelerado em sua passagem por Tiradentes, vai aqui um “Top Ten” feito por mim. Sinta-se a vontade em substituir algum item, caso a sugestão pareça não interessar. Veja aqui a lista.

Como Chegar a Tiradentes

Vindo de São Paulo, você poderá vir de ônibus, carro ou avião. De ônibus, o trajeto é feito pela Viação Gardenia. De carro são 480 km vindo pela Rod. BR 381 (Fernão Dias) e depois a BR 265. Se preferir avião, em São João del Rei tem voos para São Paulo – Campinas (Ver horários e disponibilidades – sempre há mudanças)

Vindo do Rio de Janeiro, as opções são ônibus e carro. A primeira é feita pela Viação Transur. já a segunda opção, possui o trajeto pela BR 040 até a cidade de Barbacena, depois pela BR 265 sentido São João del Rei. No total de 330 km aproximadamente.

Vindo de Belo Horizonte, as opção são ônibus e carro. De ônibus, faça pela Viação Sandra e de carro o trajeto é pela BR 040 e depois pela rodovia 383. No total são 200 km.


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes