Troca de informações sobre o Chile
#354526 por Rodrigo Sanford
16 Mar 2009, 16:42
Pessoal, estarei cruzando os lagos andinos de Puerto Montt para Bariloche no dia 10/05 (segundo roteiro que estou montando)...
Pelo site da cruceandino.com entendi que a partir do dia 1º de maio só é possível fazer a travessia em 2 dias passando a noite em Peulla... certamente isso deixaria a viagem absurdamente mais cara e ainda perderíamos um dia a mais da viagem na travessia...

Alguém que tenha ido sabe se há alguma empresa que faz a mesma travessia em apenas 1 dia???
É seguro comprar a travessia lá?
Alguém que tenha ido recentemente: quanto pagou? É negociável?
#354535 por Adriano Klein
16 Mar 2009, 17:15
Rodrigo

Só existe uma empresa que faz a travessia.
a partir de maio a viagem é dividida em 2 dias, pq os dias ficam mais curtos e a navegação só é feita á luz do dia,até para que se aproveite mais o passeio.
não fiz a travessia e não sei se o preço dobra, mas se um dia fizer prefiro fazer em 2 dias, faz com calma e passar uma noite me peulla não é nenhum sacrifício, pelo contrário.
a idéia de ficar um período isolado no meio da selva valdivina é muito atraente!
para fazer em em um dia, só entre o meio da primavera e o meio do outono.
Abs!
#361872 por JUJU CARIOCA
16 Abr 2009, 15:25
Oi, vou dar a minha colaboração.
Fiz a travessia bariloche - Puerto Varas no ano passado.
É possível comprar a viagem em Bariloche, sem problemas. Qualquer agência vende.
Contudo, não façam o passeio de 2 dias.
Eu fiz e me arrependi. Dormi num lugar no meio do nada onde não havia nada para fazer. O pior foi ter os guias chilenos enchendo a paciência no dia seguinte para gente comprar um passeio.

Espero ter contribuído.
#366720 por Eliana Barbosa
09 Mai 2009, 01:33
Débora,
Estive em Pucón início da abril, saí de lá direto para Puerto Montt e depois pegamos um micro para Puerto Varas, pq era o destino final da região dos lagos que queríamos. Não me lembro de ter linha direta Pucón-Frutillar, não. Mas de qualquer forma, é melhor mesmo se hospedar em Puerto Varas e depois fazer um passeio até Frutillar de micro ou táxi que é bem pertinho. Em Puerto Varas um hotel bem localizado é o Licarayen - 69 dólares quarto duplo.
#430195 por Andre>->-O
16 Dez 2009, 15:00
Olá,

Eu sei que cada um tem suas preferências (eu mesmo achei minha ida a Frutillar uma baita perda de tempo), mas vou deixar aqui a minha opinião sobre o Cruce de Lagos.

Eu fiz esse passeio em dois dias, em março/2008, fim de verão, e não me arrependo. Talvez no inverno seja mesmo chato ficar uma tarde e uma noite em Peulla, mas na época em que fui a parada foi muito agradável. Mesmo. Não sei dizer os custos, porque foi parte de um pacote.

O trajeto, pra quem não conhece, é:
ônibus: Puerto Varas/Petrohue (lago todos os santos ou Esmeralda), +/-2h
barco: Petrohue/Peulla (lago todos os santos), 1h40
(se for fazer em dois dias, passa-se tarde e noite em Peulla)
ônibus: Peulla/Puerto Frias, 2h
barco: Puerto Frias/Puerto Alegre (lago Frias), 20min.
ônibus: Puerto Alegre/Puerto Blest, 10min.
barco: Puerto Blest/Puerto Pañuelo (Bariloche) pelo Lago Nahuel Huapi, 1h20
ônibus: Puerto Pañuelo/Centro de Bariloche(BRC)

Vale explicar duas coisas:
a) Vc pode começar tanto em Puerto Varas, como em Bariloche.
b) a empresa que faz o Cruce, até por questão de logística, concatena sua estrutura com passeios de outras empresas. Assim, a travessia do Lago Esmeralda é feito na verdade por outra empresa, que pode até ser adquirido isoladamente nessa outra se vc estiver em Puerto Varas e não quiser toda a travessia. Tanto que tinha gente no barco que não desembarcou, ou desembarcou para ficar em Peulla e voltar em outra viagem. Da mesma forma, o trajeto Puerto Blest/BRC é o mesmo passeio vendido em BRC para Puerto Blest - quero dizer, metade dele, já que no Cruce ou pegamos o trecho de ida ou o de volta.

Abaixo vão minhas impressões sobre cada trecho da travessia.
#430204 por Andre>->-O
16 Dez 2009, 15:23
...continuando...

Minhas impressões sobre cada trecho:
Tive sorte e peguei dois dias bem ensolarados, de céu azul limpíssimo, sem uma nuvem.

1) Puerto Varas/Petrohue
Ônibus ok, trajeto agradável, vendo sempre os vulcões Osorno e Calbuco. Parada (um pouco rápida) com ingresso incluso nos Saltos de Petrohue. De manhã eles ficam à sombra das montanhas, então fazia um friozinho razoável. Bom lugar para (mais) fotos do Osorno.

2) Petrohue/Peulla
Esse é, de longe, o trecho mais bonito de todo o passeio. Tanto que se alguma vez eu repetir, talvez comece por Bariloche só pra terminar por aqui. A cor do lago é incrível, a paisagem muito bonita, com boas vistas do vulcão Osorno, do Puntiagudo e do Mte. Tronador. Incrível que tem quem more em pontos de suas margens cujo único acesso à civilização é o mesmo barco que nos leva, uma vez ao dia.

3) Peulla - ficar ou não
Quando vamos chegando a Peulla, os guias começam a empurrar passeios a serem feitos por lá, avisando (quase ameaçando) que lá não vai ter absolutamente nada para fazer (balela). Os passeios - pescaria, cavalgada, arborismo, trekking, etc - são bem caros e só valem a pena se vcs tiverem mesmo muito interesse na atividade em questão.
Realmente Peulla fica encravada num ângulo em V formado por montanhas, ao final do lago Esmeralda. Para os turistas, se resume a dois hotéis, já que a vila (100 habitantes, quedevem ser só os trabalhadores dos hotéis) fica atrás deles e é inacessível a quem não é morador.
Mas eu e meu irmão cochilamos no gramado em frente ao hotel, com vista para as montanhas; nos embrenhamos por conta própria nas trilhas da mata, montanha acima, até uma cascatazinha de água de degelo; voltamos até o porto, onde tinha gente tomando banho no Lago Esmeralda (brrr... mesmo no verão); comi amora fresquinha, tirada do pé. Enfim, acha-se o que fazer e o que não fazer. Eu vi sinalização de uma trilha de 3h de duração, até um lago montanha acima. Se eu voltasse lá, pensaria tranquilamente em ficar duas noites para explorar melhor. MAS LEMBRO: eu fui no verão; no inverno, para ficar preso no hotel pode ser mesmo um saco.

4) Peulla/Puerto Frias
Eu não dormi bem, então esse segundo dia me pegou meio mal-humorado.
Esse trecho é em microônibus, iniciando na Imigração ainda em Peulla e com uma parada para fotos num ponto com vista estratégica do Tronador. Em seguida embrenhamos na mata montanha acima, passamos pela divisa Chi/Arg (mais fotos), mata montanha abaixo e chegamos a Puerto Frias. Que não é nada além de um posto de Polícia, acho, um banheiro e o atracadouro. O lago é pequeno, estreito, cercado de montanhas. Vista bonita, sim, mas nada de mais. Tudo bem que, pra nós, qualquer lago entre montanhas já serve pra foto.

5) Puerto Frias/Puerto Alegre (lago Frias)
A única coisa realmente bacana desse trecho é que, à medida em que nos afastamos do Puerto Frias, surge atrás dele o Cerro Tronador. A guia que nos acompanhou nesse percurso explicou em espanhol o que viria pela frente, sem nem se preocupar se era entendida. Eu que observei que uma família de australianos tinha ficado com cara de paisagem e chamei a atenção dela.

6) Puerto Alegre/Puerto Blest
Puerto Alegre é menos ainda que o Puerto Frias. Só a plataforma de desembarque e mais nada. E o trajeto de microônibus é só um traslado, mesmo, sem nada pra se ver.
Já Puerto Blest é pouca coisa mais: além do atracadouro tem um mini-hotel/restaurante e uma prainha de pedra, no lago.
Aqui eu me aborreci por dois motivos: Primeiro, a guia nos empurrou para esse restaurante, afirmando categoricamente ser a única opção. Ele era muito caro, para uma comida feia, sem nada de mais. Caminhe uns 5 minutos na direção de Puerto Alegre e tem uma espécie de lanchonete, muito mais em conta. O segundo aborrecimento foi que chegamos ao meio dia, mas o barco para Bariloche só sairia às 4 da tarde, já que pega-se o mesmo barco que faz o passeio BRC/Puerto Blest, só que no trajeto de volta. E em Puerto Blest até tinha placas indicando algumas trilhas, mas com duração impraticável pra nós, que ainda íamos ter de parar para almoçar. E eram essas coisas que os australianos de que falei antes ficariam sem explicação.

7) Puerto Blest/Puerto Pañuelo
Aqui teve outra surpresa para nós que vínhamos no Cruce: 10 minutos depois que saímos, o barco atraca de novo no meio do nada. Ninguém tinha nos avisado, mas era parte do passeio BRC/Blest aquela parada, para subir até uma cascata, depois ver uma árvore (alerce) milenar e um lago. Coisa de 40 minutos. Para quem estava cansado, irritado pelo tempo já perdido e pela má-informação (e não foi só eu) foi quase motivo de risada. Pelo menos o minipasseio foi legalzinho.
Seguindo viagem para BRC, a vista das montanhas já se torna um pouco repetitiva e não tem mais vulcões para dar um tempero. Restam as aves (gaivotas?) que vêm pegar biscoito na sua mão e a expectativa da chegada, se vc nunca foi a Bariloche - não era o meu caso.

Tentei postar umas fotos, mas o site não funcionou aqui. De minha parte, eu refaria tranquilamente o trecho de Puerto Varas até Peulla.
#430673 por Miziara
17 Dez 2009, 22:17
Oi Andre !

Td bem contigo?
Estou pretendendo fazer o Cruces Andino em Abril/2010 e queria uma informação. Farei o tour de 1 dia saindo de Puerto Varas.
Chegando em Bariloche, qual empresa de bus volta p/ Puerto Varas e qual o valor da passagem?
Já revirei o forum, já pesquisei na Net e não consigo encontrar :(

Abraços !
#440321 por Miziara
22 Jan 2010, 22:07
Pessoal !

Para quem precisar, deixo aqui os Sites das empresas de Bus que fazem o trajeto de Bariloche para: Puerto Montt, Puerto Varas, Osorno e Valdívia e, vice-versa .
Neles vcs encontram os horários e preços das passagens :wink:

Tas Choapa : (http://www.taschoapa.cl/)

Cruz del Sur: (http://www.busescruzdelsur.cl/)

Abs !

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante