Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#342701 por FABIO CAMARGO
20 Jan 2009, 16:40
ogum777 escreveu:peraí, guia pro cavalinho? vc quer umguia pra te levar até laá? ou um carregador pra te carregar no cavalinho?

outra coisa, vcs não deviam colocar mails e msns. sempre tem a turma do spam passando por aqui pra caçar e-mails alheios. o fórum tem uma ferramenta ótima, chama "mensagem privada". dá pra montar grupos.



A ideia do guia seria além de nos guiar(obvio), também porque lendo em muitos sites tem muitas pessoas relatando os mesmos problemas de totens e marcas falsas, também seria por que aquele tal de cavalinho dizem ser o um dos lugares mais dificeis de serem transpostos, as vezes necessitando até o uso de cordas. Por isso queremos ir com alguém experiente. E obrigado pelo toque sobre as MP's

#342830 por piacitelli
21 Jan 2009, 08:53
Fábio...


Bom dia.

Na Peterê não precisa de cordas....nem mesmo no famoso "cavalinho" que nada mais é do que uma pedra caída no meio do caminho....só que ela caiu num trecho de "escalaminhada".

Mas não é nada tão radical a ponto de precisar de cordas.....

Com relação ao guia....não desista dessa idéia....ou então vá com um grupo que tenha alguém que já passou por lá muitas vezes....(leia...muitas vezes). Se perder lá isso sim é muito fácil.




abração
#351510 por vanderleilima
27 Fev 2009, 22:21
Boa Noite pessoal,

Eu to me organizando pra fazer a travessia no feriado de 01/05/2009. A idéia é fazer a clássica em 3 dias bem tranquilo.
Fiz o Açú em 2007 e fiz completa de petro-tere em 2008 com um amigo que já tinha feito.
A vantagem de se fazer nesse dia é que a trilha vai estar cheia, fica muito mais fácil fazer a travessia assim pq tem mais pessoas que já fizeram e ajudam os outros menos experientes, ou até mesmo os que estão em dificuldades. O problema de dias com muito movimento é que você pode chegar na portaria do parque e não conseguir entrar (são permitidos 200 pessoas por dia em cada portaria do parque), dividir recursos naturais (água) e a falta de higiene de algumas pessoas.
Pra quem nunca fez a travessia e/ou não tem costume de fazer atividades desse tipo ouçam todos os conselhos já informados nesse forum pq mesmo pra quem tá acostumado a fazer atividade física a travessía não é mole. Eu acho mais difícil o 1o dia pelo desnível, ano passado precisei usar salompas em gel, pq as minhas coxas se torciam de câibra ehehe

Bom de qualquer forma estou a disposição para tirar dúvidas, e quem tiver afim de ir no dia 01/05 a gente pode ir combinando.

Abraços,

Vander
#351685 por waldyrneto
01 Mar 2009, 11:20
Ola Fábio e demais,

Eu passo no Cavalinho sem cordas, mesmo de mochila cargueira. Mas se estou com um grupo heterogêneo sempre levo uma cordinha para o caso de alguem ter dificuldade com o lance. Uma cordinha pequena (uns 10m) com uns nós. Assim fica a sugesão: Num grupo onde todo mundo se garante, não pecisa de corda. Na dúvida quanto aos participantes, leve uma cordinha. No mínimo ajuda no lado psicológico.

[]´s Waldyr



Na Peterê não precisa de cordas....nem mesmo no famoso "cavalinho" que nada mais é do que uma pedra caída no meio do caminho....só que ela caiu num trecho de "escalaminhada".

Mas não é nada tão radical a ponto de precisar de cordas.....

Com relação ao guia....não desista dessa idéia....ou então vá com um grupo que tenha alguém que já passou por lá muitas vezes....(leia...muitas vezes). Se perder lá isso sim é muito fácil.




abração[/quote]
#351807 por katish
02 Mar 2009, 00:45
Ogum, vc disse que devemos nos preparar pra essa travessia com outros trekkings com pernoite, você pode dar algumas indicações - quais seriam bons roteiros de treinamento?

Pessoal, to nessa pra junho heim!?

bjs!
#351864 por ogum777
02 Mar 2009, 11:48
katish,

se estiver no rio, trechos da própria travessia. subir e descer via petrópolis, dormir no açu. serve pra duas coisas: 1 já se tem uma idéia de como é o priemiro dia, e das dificuldades que enfrentará. 2. avaliar como estará no segundo dia, lembrando que nesse caso vc estará voltando, portanto será fácil.
#362628 por marcosplf
20 Abr 2009, 12:34
É muito complicado fazer a travessia só com mapa e bussola? Pergunto pq quero ir pra lá e não curto mto guias é como o ogum disse é pagar por uma coisa que vc pode fazer vc mesmo, tenho experiencias em trekking mas não em navegação, meu conhecimentio se resume ao que aprendi no livro do beck.
#362744 por Milton RJ
20 Abr 2009, 21:07
Amigo, eu tb a primeira vez fui sem conhecer o que ajudou é que tinha muitos grupos fazendo a travessia então fica facil.

Tem um livro muito bom Guia de trilhas de Petropolis nele você consegue fazer a travessia tranquilamente.

http://lojadireta.locaweb.com.br/loja/e ... od_canal=1

Quem ainda não foi vai tranqüilo, sem preocupação, caminhada muito linda e gostosa, só se atentar a cumprir os horários e dar uma olhada na previsão do tempo.

Já fiz a travessia no sentido Petro-Tere e Tere-Petro, em 1 dia em 2 dias e 3 dias.

Quando fui em 3 dias levei mais peso, mais comida etc.. Em 2 dias levei menos peso e nem levei barraca somente o saco de dormir, pernoitei no abrigo de pedras no Açu. Quando fui em 1 dia não levei nada só lanchinho...

Em relação a equipamento o bastão ajuda, mas não é necessário, se for no sentido Tere-Petro a descida do Açu para portaria de Petrópolis he bizarra, cuidado com calçado apertado, apertado que falo é calçado do mesmo tamanho do seu pé, (lembre que o teu pé vai inchar) na descida os dedos ficam pressionando no bico do calçado e isso pode ser terrível. Frio no Açu ja peguei -2, Economize no peso quanto menos peso levar melhor vai ser ....

Se precisar posso passar a lista de equipamento principais em 3 dias.

Abaixo segue um cronograma normal e um cronograma muito legal que segui em 1 dia, foi barra pesada, mas foi legal pq fizemos na madrugada com lua cheia.

Cronologia em 1 dia:

http://www.montanhasdorio.com.br/pdf/Pe ... ologia.pdf

Cronograma normal:

Imagem
#362828 por marcosplf
21 Abr 2009, 12:21
Milton obrigado pela resposta, eu tenho experiencia em trekking e um bom set de equipamento, mas fiquei meio receoso depois de ler os relatos que fica dificil a navegação e tbm por ter "guias" que alteram os marcos da trilha para fazer valer seu emprego. Agora em 1 dia vc é guerreiro heheh. Vou dar uma olhada nesse livro e tbm na revista do beck. O link tbm esta mto bom

abraços
#363721 por Milton RJ
24 Abr 2009, 16:56
piacitelli escreveu:Fábio...


Bom dia.

Na Peterê não precisa de cordas....nem mesmo no famoso "cavalinho" que nada mais é do que uma pedra caída no meio do caminho....só que ela caiu num trecho de "escalaminhada".

Mas não é nada tão radical a ponto de precisar de cordas.....

Com relação ao guia....não desista dessa idéia....ou então vá com um grupo que tenha alguém que já passou por lá muitas vezes....(leia...muitas vezes). Se perder lá isso sim é muito fácil.




abração


Paulo, desculpe discordar, mas não sabemos o nível psicológico da pessoa que vai fazer a travessia, o lance do cavalinho PRECISA DE CORDA SIM! 10 metros de corda esta ótimo. Vou citar alguns pontos que a corda se mostra necessária.

1- Choveu Fu..eu
2-O lance do cavalinho é um abismo de uns 400 metros isso interfere no psicológico da pessoa, talvez vc não sente medo, mas outros sim...
3-É um lance relativamente fácil? É ! Mas como se trata de uns dos km finais da travessia já se chega cansado e uma pessoa pode passar dificuldades.


O Guia autorizado pelo parque sempre leva com ele uma cordinha.


Abs
Milton RJ

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes