Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

#534918 por Lucil
22 Dez 2010, 10:06
Vivi, você viu só... Só a elite passando por aqui, acho que tem dedo seu fazendo propaganda ai hein rss... Brincadeirinha... Me chama mesmo nessa trip e não some, espero coincidir com o trabalho e que dê certo.

Te encontrei aquele dia no bazar mas, eu já estava de saida meio decepcionada por que não achei uma mochila bacana pra mim, enfim, nem falamos muito.

Nessa travessia da Joatinga, quando for fazê-la novamente pela 4ª vez iniciando no Sono eu topo fácil viu :D

Ótimo final de ano pra vc também.. Cuida-te

Bj


Imagem
#539097 por jorge_nit
05 Jan 2011, 20:36
Vivi
Você esta em todas.
Domingo dia 09/01/11 estarei fazendo esta trip.
Vou começar por Paraty Mirim, ficarei dois dias no Saco do Mamangua, com a subida do Pão de Açucar.
Depois partir para a Praia do Engenho, Praia Grande .... até Martins de Sá, ficarei mais uns 3 dias com martins como base. Para subir o Miranda, Praia de Sumaca e tentar chegar no farol. Deois seguir para Ponta Negra e ficar mais dois dias, visitar a cachoeira do Saco Bravo e depois partir para o Sono e Laranjeiras, devo ficar uns 9 dias nesta trip.
#539561 por piacitelli
06 Jan 2011, 19:59
Lucil

Sou teu fã.
Parabéns pela coragem.

O "ponto" que você se perdeu eu também entrei errado quando passei por lá. Orientado por uma familia de caiçara que vinha sentido contrario. Achei estranho mas entrei na trilha. Caminhei menos que você..uma meia hora..40 minutos...e voltei.

Esse é o segredo..saber voltar. Parabéns

Passei o link do teu relato para muitas amigas...que sirva de exemplo.

Abração
#545031 por Lucil
19 Jan 2011, 16:40
Essa é uma travessia que vale muito a pena, recomendo tanto fazê-la solo quanto com bons amigos, as paisagens são maravilhosas e há muitas outras possibilidades de exploração, inclusive, esses caminhos que o Jorge citou.
Quando fui, fiquei interessada em conhecer o Farol mas, acabei não indo pelo pouco tempo disponível e por não ter conseguido maiores informações quanto ao caminho para chegar até ele... Com certeza, quando eu for novamente nessa travessia sentido contrário, começando por Laranjeiras, eu quero ir no Farol.

Jorge, já deve ter voltado, depois manda o link do relato, quero sentir mais saudades desse lugar e conhecer os outros caminhos que percorreu.

Pi, há muitas trilhas batidas naquela direção de Ponta Negra, ai fica complicadinho mesmo saber qual a certa mas, é esse esquema mesmo, sabendo voltar é só pegar outra picada e nunca desistir!!

;)
#547137 por rpn
24 Jan 2011, 22:00
Parabéns pela travessia e pelo relato. Fiz a versão mais curta, iniciando em Pouso de Cajaiba em dezembro de 2009. Foi show. Em pouso nem precisei montar barraca, pois aluguei a parte de cima da casa de um morador por R$20,00 para duas pessoas. Para mim é fundamental ficar pelo menos um dia inteiro em Martins Sá, a praia é muito linda e conviver com a cultura da família que lá reside é muito legal. Chegou a conhecer uma senhora, acredito que quase que centenária, que vive lá? De Martins Sá para Ponta Negra realmente é trash. A subida é muito íngreme, muito puxada. Pegamos algumas vezes as bifurcações erradas, mas em todas as vezes percebemos logo que era o caminho errado. O segredo é sempre seguir pela trilha onde pode-se ver às raízes das árvores. Quando você pega a trilha errada, logo ela começa a encurtar e a vegetação logo cobre a trilha. Ponta Negra também não estava muito atraente quando fui. Havia sacos e mais sacos de lixo na praia. Acredito que era o dia que algum barco leva o lixo do local. Adorei a praia do Sono. Não estava muito cheia. Fiquei uma noite por lá também.
Agora, quem sou eu para te dar conselho, não conheço suas experiências em trilhas, mas fazer essa travessia sozinha, chega a ser um pouco de irresponsabilidade. Olha, tem muita cobra, principalmente no trecho entre Martins Sá e Ponta Negra. Há a possibilidade de torcer um pé, tomar um tombo, passar mal, etc. Sem alguém para procurar socorro, sua situação pode ficar complicada. Além disso, acredito ser fundamental ter meios de comunicação (apesar de em boa parte o celular não funcionar), mapas e relatos detalhados e se possível um GPS. Eu fui com um relato super completo, que indicava vários pontos para orientação (árvores, pedras grandes, cachoeiras, etc), além de dizer a altitude e o tempo estimado para cada deslocamento. Outra opinião, mais pessoal ainda, não querendo criticar sua atitude, é que para mim "quem sai junto chega junto", nunca andaria mais a frente de um companheiro de trilha, muito menos o deixaria no meio do caminho. Desculpa, não é uma crítica, apenas minha opinião e é assim que gostaria de ser tratado caso fosse eu que estivesse em maus lençóis. Mas, como deu tudo certo, acredito que vá tirar algumas lições de tudo que ocorreu.
No mais, valeu pelo relato, matou minha saudade e deu vontade de logo voltar lá.
Abraço!
#547701 por Vivi Mar
26 Jan 2011, 08:59
PS: "Chegou a conhecer uma senhora, acredito que quase que centenária"

Da ultima vez que estive em Martim de Sá, em novembro, esta senhora estava lá firme e forte, participando de tudo, pitando seu cigarrinho, e chegou a cantar parabens para os 2 aniversariantes que estavam com a gente, e até presenteou um deles.

kkkk
Muito bom mesmooooooooooooo
#547709 por wagnerponce
26 Jan 2011, 09:22
Eu perguntei para o Seu Maneco, ele disse que a mãe dele está com 103 anos! Ela contou várias histórias que atravessava várias vezes por dia para o pouso. Se não me engano ela era de outra praia daquelas, mas não ouvi essa parte da história, cheguei depois.
#547730 por Lucil
26 Jan 2011, 10:03
Oi Rpn,

Eu conheci essa senhora sim, quando cheguei em Martin ela me indicou onde tomar um café da manhã e estava lá, caçando os gatos para dar comida, chamando um por um e eles nem ai rsss... Estava firme e forte, agora se ela tem 103 anos eu fico na dúvida, para essa idade estava muito bem. É, viver em um paraiso traz muitos beneficios pelo visto rsss..

Rpn, eu sabia dos riscos em ir sozinha, ouvi falar das Cobras mas, segui com cuidado dobrado... Como já disse anteriormente, a gente não deve deixar de fazer algo simplesmente por que há riscos, se eu fosse ver dessa forma, não fazia 1/3 das coisas que já fiz na vida, não fui irresponsável, só não deixei a desejar.

E quanto a acompanhar quem foi comigo, bom, cada um sabe dos seus limites e quando se propoe a fazer uma travessia dessas e enche o peito dizendo que consegue e já no primeiro dia já começa a arriar, deveria realmente pensar na travessia em si, e saber se consegue ou não. Eu tinha um tempo disponivel para a travessia e para falar a verdade, foi ótima do jeito que foi, mudaria nadinha (talvez só o meu perdido rs).
#547758 por Vivi Mar
26 Jan 2011, 10:52
Lu, tô contigo e não abro !!!
rs

Rpn, que legal que vc postou sua opinião. Eu não ia me manifestar, mas não aguentei, rsrsrs, me desculpe, mas eu discordo dos seus argumentos, e acho que estamos aqui justamente para isso né, trocar informações, discutir assuntos, divergência de opiniões, etc.
Enfim....Não achei irresponsabilidade da Lu não. Conheço bemmmm esta travessia, já percorri estes caminhos algumas vezes, e posso afirmar que as trilhas são abertas, praticamente avenidas (pois geralmente varamos mato no peito), tem moradores em todas as praias, socorro de barco a qualquer momento com os pescadores, você pode parar para pedir informação sobre as bifurcações, além de ser uma tradicional travessia, e entre todosssss os perrengues que a thurma aqui já passou, eu até arriscaria dizer que para os padrões Sem Limites de ser, rs, é uma travessia super light !!!! Light sim!!! Por todos os argumentos acima, e também por caminhar com pouco peso na cargueira (sem equipos de inverno, anorak, fleece, saco de dormir pesado, etc), pouca comida pois tem estrutura em todas as paradas, etc.
Ou seja, acho que a Lu mandou super bem, e mesmo que inconscientemente escolheu a trilha certa para fazer solo.
Gostaria de ressaltar também que ela já fez caminhadas, já fez trilhas, já se meteu em perrengues, ou seja, não é uma sedentária se arriscando na floresta né. E claro que as noções de navegação vem com o tempo e presepadas.
Cobra realmente tem, já vi várias !!!! Já vi cobras na Ilha Grande, na Joatinga, e até mesmo na ilha bela, ou seja, elas estão em qualquer parte, mesmo que sejam praias habitadas como na ilha bela.
Bom, por outro lado, assim como você, antes de encarar uma trilha que eu não conheça, eu também procuro o máximo de informações, como relatos, pontos de referencia, distancias, tempos, ou mapa, enfim, qq informação nessa hora ajuda !!!
Quanto ao companheiro dela que não terminou a pernada, bom, ai eu costumo avaliar caso-a-caso.
Também sou bem a favor da parceria, companheirismo, terminar a pernada juntos, alias, acho que trabalhamos isso numa trilha né. C-o-m-p-a-n-h-e-i-r-i-s-m-o.
Mas neste caso da Lu, em especial, o amigo não queria ficar por desgaste muscular, machucado, lesionado, precisando de cuidados, etc, nada disso!!! Ele não quis continuar caminhando pois não estava curtindo mesmo, ele não estava curtindo a caminhada, ele não continuava por indisposição, porque não estava afim, preferia curtir a praia, etc. Então neste caso ela continuou a caminhada dela, afinal, ela já saiu de casa com este pensamento. Enfim, não vi nada demais nisso, ninguém nasceu engessado né, cada um faz aquilo que mais lhe agrada, e NAQUELE MOMENTO: a Lu queria caminhar, e o parceiro queria curtir a praia e repousar. Enfim, nada demais. CLARO, desde que antes tenham conversado e chegado nesta conclusão numa boa, de que iria um para cada lado curtir a sua maneira. TENHO CERTEZA que se ele estivesse em maus lençóis, precisando de cuidados especiais, machucado, sem R$, sei lá, etc, ela jamais o deixaria ali sozinho.
Mas enfim, felizmente deu tudo certo para ambos, e tenho certeza que os dois retornaram com boas histórias pra contar...hehehe, e certamente absorveram muita experiencia com essa trip !!!!
Bom, essa é somente a minha opinião ok, não precisam concordar nem discordar, rsrsrs, só gostaria também de expor, assim como o amigo fez.
Bjãoooo a todos !!!!!!!
Vivi´s
#547776 por rpn
26 Jan 2011, 11:29
Oi Lucil, oi Vivi!

Obrigado por aceitar numa boa minha opinião, também aceito e respeito à de vocês. Realmente, estamos em um fórum e debates sempre são bem vindos.
Mais uma vez peço desculpas Lucil, já que não quis te criticar. A minha preocupação é de que pessoas com pouca ou nenhuma experiência em trekking acabem se encorajando em realizar essa travessia, sem entender os riscos inerentes a ela e a qualquer outra travessia. Concordo que ela é considera de nível baixo e que o socorro é de fácil acesso, porém estando na trilha errada (onde provavelmente nenhum morador irá passar) inconsciente ou impossibilitada de se locomover as coisas complicam. Quanto seu amigo Lucil, agora entendi melhor a situação. De toda forma desculpa pela intromissão e boas trilhas!
Abraço!

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes