Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#1067773 por Acrofales
14 Mar 2015, 12:38
Boa tarde,

Quero fazer a travessia da ponta de Joatinga em Paraty com os meus pais: eles visitam desde Holanda e não pretendem levar mochila de trekking, mas somente mochilas de 30 ou 35 litros. Eu olhei nos relatos aqui e parece que o jeito de fazer é pegar barco para praia grande de Cajaiba e ir até praia Martins de Sá o primeiro dia. A minha pergunta é se é possivel alugar barraca e colchões, ou alugar quarto aí. O segundo dia fariamos a travessia até Praia Negra onde entendi que é possivel alugar quartos.

A pergunta então é se alguem sabe se é possivel dormir em Martins de Sá sem levar barraca nem colchões (ou como contatar o Seu Maneco para poder perguntar), e se não, se é possivel na comunidade Cairuçu?

Abs!

#1068893 por thiagoamorim
17 Mar 2015, 15:07
Não, em Martim não tem aluguel de barraca nem quarto. E é impossível contatar seu Maneco. Aliás é impossível contatar qualquer pessoa lá, porque não tem sinal de nada. Depois de Martim eu não sei se rola, não lembro, mas acredito que não também.

Essa travessia é super flexível, você pode pegar barco pra praticamente todas as praias que tem nesse trecho da costa, inclusive Martim de Sá.
#1069559 por Bullseye
19 Mar 2015, 03:53
Bom...

Então a travessia não começa em Pouso da Cajaiba, lá começa o roteiro mais meia boça, perde as praias mais bonitas.

Fora deste roteiro tem a praia de sumaca, a ponta e o farol noque seria o meio do caminho.

Tem as praias inicias mais bonitas começando por praia grande indo até pouso da Cajaiba.

Sem contar com a parte interna do saco do Mamanguá.

Mas respondendo as suas perguntas.

Nenhum lugar de lá que saiba aluga barracas.

Locais com quartos.

Existe como ficar em casas de temporada em itaoca, itanema, pouso da Cajaiba.
Durante um tempo seu maneco de martins de Sá tinha uns quartos que alugava. Acho que deve continuar.
Cairuçu das pedras não tem quartos.
De lá parte a pior parte da trilha a subida da berta da figueira. Uma subida pesada, quente e desgastante.

Qual experiência eles têm e qual preparo físico?

Ao fim desta trilha chega em ponta negra que tem quartos e na minha opinião a praia mais feia junto a praia de sono. Mas lá é um exelente ponto para dormir pela posição e por ser o ponto de ataque à cachoeira do saco bravo.

De lá tem uma casa ao menos que pode ser alugada em antigos ou antiguinhos, não me lembro exatamente onde.

Na farofa do sono tem algumas casas e quem sabe algum camping que alugue barracas mas acho difícil.

Ao fim e laranjeiras não sei se tem casas lá mas deve ter.

Comida.

Vcs conseguem comida em praia grande, com alguma sorte em pouso da Cajaiba, na última vez que fui em pouso mesmo novelão não tinha um prato feito.

Em sumaca não tinha.

Em martins de Sá o seu maneco tem pf.

Em ponta negra tem comida, assim como sono.
#1070325 por Acrofales
21 Mar 2015, 13:29
Oi Thiago e Bullseye! Muito obrigado pelas dicas! Vou conferir com os meus pais se vale a pena fazer assim.

A razão para levar os meus pais para Ponta Joatinga era porque é um exemplar dum entorno completamente diferente: entre as praias tropicais e a mata atlantica, não tem nada nem perto de comparavel em Europa. Então ainda que ir nas praias e aproveitar das praias lindas lindas, parte da aventura também é para passar pela floresta no meio da ilha.

Mais algumas perguntas então:

1. Os meus pais tem bom preparo fisico, mas também já tem 70 anos de idade. Achei que a travessia desde Martins de Sá não era tão exigente. Na guia que tenho diz que é um caminho de ao redor de 5 horas (sem descansos). Achei isso razoável, mas se é muito mais duro que isso, melhor não fazer.

2. Ouvi falar sobre o farol, mas achei que era mais um dia de trilha desde Martins de Sá. Sabe quantas horas são para ida e volta ao farol?

3. Se sair de alguma praia da Saco de Mamanguá, parece que tem travessia duma barra bem fundo na Praia Grande de Cajaiba. Acho legal poder subir o Pão de Açucar de Mamangua antes de começar a travessia, mas desisti da ideia por ter que travessar essa barra. Se o caminho do lado do Saco de Mamanguá é mais bonito, pode ser que vale a pena fazer uma trilha desde Paraty Mirim até Praia Grande de Cajaíba? Não teremos tempo para completar a travessia nesse caso.
#1107211 por Acrofales
16 Jul 2015, 18:00
Para alguém ainda procurando: no Martins de Sá tem uma casa que aluga quartos, então é possivel!

Não sei quais as praias melhores da peninsula, mas eu preferi Sumaca. Que delicia de praia!

Parece que os borrachudos não estão saindo nunca mais. Agora tem borrachudos em td qq canto na ponta e parece que ficam tudo ano. Que horror de bicho.
#1142112 por Acrofales
01 Dez 2015, 09:46
Não tenho mais informação que isso. Quando a gente estava lá, a dona da casa (sou péssimo com nomes, e esqueci anotar o nome dela :/ ) estava fora (o Seu Maneco falou que ela estava em Paraty para algum assunto pessoal), então não se alugava, mas em geral, tem um quarto disponível para aluguel. O assunto é que como todo Martins de Sá, não tem sinal celular, então não pode reservar com antecedência. Não é uma situação ideal se vai fazer a trilha sem barraca, mas pelo menos sabe que o quarto existe ;) E se vc não consegue reservar, outra pessoa tbm não pode ;)
#1142131 por Augusto
01 Dez 2015, 10:56
Vou deixar minha contribuição aqui.
Não sendo em Reveillon e Carnaval, dá para fazer essa travessia sem usar barracas.
Na Praia do Pouso da Cajaiba existem moradores que oferecem quartos para os turistas. Não dá para exigir muito, mas é uma boa opção.
Ao chegar na praia é só perguntar em alguns barzinhos que eles indicam.
E na Praia de Ponta Negra também não é dificil encontrar um quarto. É só procurar o Teteco, que tem um restaurante na praia.
Mas lembrando que a caminhada será longa, já que sairá da Praia do Pouso até Ponta Negra, passando direto por Martim de Sá.
Talvez dê para dar um Oi para Seu Maneco e Tchau.


Abcs

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes