Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#1099790 por marcio.gambôa
22 Jun 2015, 01:47
TRAVESSIA URICANAL - O 3º DIA DE DESAFIO PARA OS ASPIRANTES À CAMINHOS DA SERRA DO MAR


Imagem

Após "amarelarmos" em cumprir a missão de chegarmos ao final de toda a mística Travessia Cobiçado-Ventania, eu e minha esposa partimos para fazer um reconhecimento prévio da Trilha (na verdade, uma travessia bastante extensa) Uricanal. Ainda não pude pesquisar o nome dessa curiosa trilha.

Diferentemente da Trilha do Ouro (a 1ª etapa da Caminhos da Serra do Mar), a Uricanal pode ser considerada realmente uma caminhada de nível leve-superior. A única dificuldade da trilha, a princípio, são os 11,5 km aproximados.

Nossa primeira ideia foi deixar o veículo estacionado em um largo em frente a Igreja Santa Izabel:

https://www.google.com.br/maps/dir/-22. ... 506885!3e2

Outra alternativa é deixar o veículo em um pequeno largo em frente à padaria, mercearia e bar São Thomé (é bom chegar cedo para pegar uma vaga):

Imagem

Por sugestão de um dos moradores do local, decidimos ir com o veículo até a região de plantações no Cachambu. A partir da Igreja Santa Izabel (que dá nome ao bairro), seguimos pela Estrada José Almeida Amado, passamos por um posto de saúde da Prefeitura de Petrópolis à direita (possui uma quadra esportiva, fácil de identificar). Um pouco antes do São Thomé há o largo para deixar o veículo, do lado direito. Um pouco antes desse largo, também à direita, é o início da Estrada do Caxambú. Entrando nela, logo nos deparamos com um ponte que atravessa um riacho:

Imagem

Ao final da ponte há uma bifurcação. Basta seguir o caminho da direita e continuar na Estrada do Caxambú. Fizemos esse primeiro trecho de carro, mas, no dia 5 de julho pretendemos fazer todo o percurso até a placa de entrada da travessia a pé. O lugar é magnífico, vale muito a caminhada.

Mais à frente, subindo pela Estrada do Caxambú, encontramos novamente uma bifurcação. A esquerda, descendo, chega-se a algumas fazendas do local. Nosso caminho, no entanto, é pela direita, subindo. Nesse ponto já é possível assistir o belo espetáculo de montanhas e plantações que fazem a história desse local.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Chega-se a um ponto da Estrada do Caxambú que acaba o asfalto e começa o trecho de terra batida. Logo na curva entre o pó e o asfalto há um ponto de ônibus. Não sei qual linha passa por ali e quais horários, mas seria um excelente ponto para se começar a travessia para quem vem de ônibus. Andando mais um pouco avista-se uma casa muito bonita estilo colonial em que o Goggle Maps diz ser um bar e mercearia. Neste dia de reconhecimento não tivemos a oportunidade de fazer uma visita ao local. Aqui é o ponto final em que se pode observar o percurso pelo Street View do Google Maps.

Seguiremos pela Caxambú até o ponto de encontro com a Estrada Alberto Pulling. Seguiremos uma estrada de terra em frente. Para acompanhar o caminho agora somente com o auxílio do tracklog.

Estou usando um smartphone para acompanhar os tracklogs que tenho baixado. No entanto, nesse dia o GPS do celular não estava captando os sinal de modo que eu pudesse seguir as rotas previamente traçadas. Mas não há qualquer dificuldade em se chegar a entrada da trilha. Há um ponto intermediário em que deixamos o veículo estacionado em um larguinho em frente a casa de um dos moradores da região. Espero poder trazer mais detalhes em breve. Por enquanto, os interessados em curtir essa magnífica podem acompanhar algumas fotos:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Ganha uma bala Juquinha quem adivinhar os nomes desses dois morros:

Imagem

Imagem

Caminho bloqueado no meio da trilha. Basta acessar o atalho ao lado para superar o obstáculos das árvores tombadas:

Imagem

Imagem

Primeiro ponto de água cristalina com poço. Dá até para tomar um banho.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A travessia sempre bem sinalizada pela equipe da Caminhos da Serra do Mar:

Imagem

Imagem

OBS.: HÁ UM MOTIVO BASTANTE JUSTO PARA QUE ESSAS TRILHAS NÃO SEREM MUITO DIVULGADAS E SÃO POUCOS OS GUIAS (AO MENOS EU NÃO CONHEÇO NENHUM) QUE TENHAM TENTADO PROMOVER ESSA PRIMEIRAS ETAPAS DA CAMINHOS DA SERRA DO MAR (O FINAL DELA É A MANJADA TRAVESSIA PETRÓPOLIS-TERESÓPOLIS, DENTRO DO PARNASO): AS TRILHAS NÃO SÃO 100% SEGURAS. NÃO DÁ PARA COMENTAR OS DETALHES EM UM FÓRUM ABERTO, SUGIRO MUITO QUE OS INTERESSADOS EM FAZER AS TRÊS PRIMEIRAS ETAPAS QUE A FAÇAM EM GRUPOS GRANDES, EVITANDO IR SOZINHO, EM GRUPOS SOMENTE FEMININO OU DE CASAIS SOMENTE. ::otemo::


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes