Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.


Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor ricardojcarvalho » 17 Set 2012, 00:31

A Cachoeira do Funil é uma queda d’ água com cerca de 50 metros de altura. Está localizada entre os municípios de Embu Guaçu e Itanhaém e é dos grandes espetáculos naturais do Rio Mambu, um dos principais afluentes do Rio Branquinho. O acesso se dá através de uma trilha confusa, cheia de bifurcações e mata caída, o que requer muita atenção e senso de direção para ser concluída.

Desde quando comecei a andar pelas trilhas do Parque Estadual da Serra do Mar já ouvia falar na Cachoeira do Funil. Porém a falta de informações sobre o trajeto não possibilitava uma real investida até a tal cachoeira. Após meses buscando alguma informação localizei na internet um mapa que se tornaria crucial para fazermos uma “trilha de reconhecimento” ao local.

Pois bem, munidos de poucas informações sobre o trajeto, e portando apenas um mapa impresso com o percurso, mas decididos a “conquistar” a Cachoeira do Funil, o André e eu pegamos a estrada até Embu Guaçu, aonde chegamos por volta das 08h00min da manhã. O acesso à trilha se dá a partir “SP-214 – Rodovia José Simões Louro Junior”, mais precisamente no km 58 onde existe uma placa sinalizando o início das trilhas ecológicas de Embu Guaçu, à esquerda, na Estrada do Casimiro.

Imagem
Acesso às Trilhas Ecológicas

Segundo o nosso mapa, a partir da Estrada do Casimiro era necessário caminhar cerca de 15 quilômetros para chegar à cachoeira. Notamos que existia um mercadinho bem próximo à estrada e resolvemos pedir informações. Quem nos atendeu foi o Sr. José, que foi muito gentil e nos informou que teríamos que entrar na primeira à esquerda, na Estrada Alberto Costa, seguir por ela cerca de 7 km e após passar pela Cachoeira da Macumba e pela Placa do Núcleo Curucutu do PESM, poderíamos deixar o carro estacionado em algum sítio. Agradecemos ao Sr. José e prosseguimos, cruzando suas informações com o trajeto do nosso mapa. Chegamos a um sítio chamado Okinawa, onde estacionamos o carro. Este, por sua vez, fica cerca de 500 metros depois da entrada da trilha. Voltamos pela estrada até a trilha, onde começamos a caminhada por volta das 09h00min da manhã.

Imagem
Entrada da Trilha para a Cachoeira do Funil. (Antiga Estrada) - Foto: André Pimentel

A trilha, que em outrora já fora uma estrada, começa subindo suavemente até atingir o topo do morro, e por sua vez vai avançando mata adentro. Às 09h10min, chegamos a uma bifurcação que ignoramos e continuamos pela principal, ou seja, sempre pela esquerda. Às 09h20min, chegamos a um pequeno riacho, quase seco que contornamos sem maiores problemas e logo em seguida, às 09h26min, passamos por mais uma pequena nascente, acompanhando sempre a trilha principal.

Imagem

Às 09h40min, nos deparamos com uma bifurcação à direita, que nós ignoramos, e 20 metros depois existe outra bifurcação, também a direita. Nesse momento é hora de abandonar a picada principal em favor desta segunda picada à direita. A trilha, inicialmente, vai subindo a serra suavamente onde nivela poucos metros depois, avançando em meio a uma mata bem mais aberta e de fácil transposição. A partir daí é necessário ir acompanhando sempre a picada principal. Às exatas 10h00min, chegamos a um modesto riacho que foi alvo para algumas fotos.

Imagem

Cruzamos o riacho e continuamos a trilha, agora, na outra margem. Continuamos acompanhando a vereda principal onde, poucos metros depois, notei a existência de um antigo forno de carvoaria. Às 10h10min, chegamos a mais outro riacho, que tivemos que cruzar. Nesse momento a trilha começa a acompanhar o riacho, onde poucos minutos depois desemboca no rio novamente. Nesse momento fizemos uma rápida pausa numa prainha fluvial que foi alvo de cliques, onde também aproveitamos para forrar o estomago.

Imagem
Prainha Fluvial

Após esse breve o pit-stop, às 10h30min, entramos numa trilha que vai margeando este modesto riacho e que cerca de 100 metros depois nos faz cruzar o riacho outra vez, só que agora em um trecho mais pedregoso. Fomos avançando em meio às pedras, tomando o devido cuidado para não escorregar, pois as mesmas encontravam-se cheias de limo. Seguimos por mais uns 100 metros pelo leito d’ água até que encontramos a emenda da trilha e seguimos por ela por alguns metros, até que chegamos a um ponto onde era necessário cruzar o rio novamente. Nesse ponto foi possível notar uma enorme fita amarela zebrada amarrada em um pequeno caule, sinal, este, de que a continuação do trajeto, se dava agora por esta trilha.

Imagem
Riacho Visto da Trilha da Fitinha Zebrada

Nesse momento o André e eu, apenas, para termos certeza, analisamos o nosso mapa e a direção em que estávamos indo na bússola, e para nossa alegria, estávamos indo na direção correta, ou seja, sentido sul. Pois bem, a trilha permanece margeando o riacho onde poucos metros depois deixa o leito do riacho principal em favor do leito de um pequeno afluente onde existia uma pequena cachoeira. A trilha novamente sobe um pequeno morro, onde nivela logo em seguida. A partir daqui, começa o trecho mais complicado do percurso, com descampados em alguns pontos e mata caída em outros, o que pode gerar confusão. A atenção deve ser redobrada, pois o local parece um labirinto. Mais uma vez, a bússola foi um instrumento primordial, pois tínhamos que ter certeza que estávamos indo sentido sul.

Imagem
Descampados que confundem o percurso

Ás 11h00min, chegamos a mais um descampado onde já era possível ouvir um forte barulho de água. Notei que já era possível avistar, em meio a um nevoeiro, o Vale da Preguiça, onde está localizada a Cachoeira do Funil.

Imagem
Vale da Preguiça

Pegamos uma trilha à direita do mirante, e que começa a margear as encostas serranas. Encontramos um caminho d’ água pedregoso, que cruzamos e nos fez sair em uma simpática cachoeira que parecia mais um chuveirinho.

Imagem

Continuamos nosso caminho, por uma trilha localizada ao lado da cachoeira. Estávamos a cerca de 730 metros de altitude e o barulho de queda d’ água estava ficando cada vez mais evidente. Às 11h20min, a trilha inicia uma descida íngreme em direção à cachoeira, perdendo altitude rapidamente. Quando estávamos na casa dos 550 metros de altitude já era possível apreciar um belo visual da Cachoeira do Funil por entre as frestas na mata. Chegamos à base da mesma 11h40min.


Imagem
Cachoeira do Funil vista por Frestas na Mata

Imagem
Chegando à Base da Cachoeira do Funil

Imagem
Cachoeira do Funil


Comentei com o André que o poção da base da Cachoeira do Funil lembra, por alto, a Cachoeira do Lago Azul do Rio das Pedras em Cubatão. Ficamos cerca de uma hora e meia filmando, fotografando e curtindo aquele paraíso. Já estávamos até nos considerando os “donos do pedaço”, pois durante todo o tempo em que ficamos lá, não notamos a presença de qualquer alma viva.
Como não bastava apenas ficar na base da cachoeira, resolvemos analisar as encostas serranas, com o propósito de tentar tirar alguma foto da cachoeira de cima. Subimos uma íngreme pirambeira que nos fez sair no patamar superior da cachoeira. A partir desse ponto, é possível ter a plena certeza de que a cachoeira tem, sim, quase 50 metros de altura.

Imagem
Primeiro Patamar da Cachoeira do Funil

Após muito lazer e curtição naquele lugar, o André e eu decidimos que era hora de ir embora, pois já eram 13h00min e ainda tínhamos um longo caminho pela frente e que em hipótese alguma, poderíamos correr o risco de percorrê-lo durante a noite, devido às condições acima expostas. Após concluir todo o caminho de volta, prestando bem atenção pelos pontos que havíamos passado inicialmente, o André e eu chegamos ao Sítio Okinawa exatamente às 15h40min, onde pegamos o carro, agradecemos ao dono do sítio e nos despedimos dele.

Passeios como este, sejam exploratórios ou de reconhecimento, apenas mostram como é grande o leque de opções de trilhas e cachoeiras da nossa Serra do Mar Paulistana. Basta apenas escolher o roteiro, se embrenhar no mato e curtir o que a natureza tem de melhor a nos oferecer.

Vejam o album completo dessa trilha no meu site:

http://www.panoramio.com/photo_explorer#view=photo&position=1&with_photo_id=78961179&order=date&user=6483509&tag=Itanha%C3%A9m%20-%20Cachoeira%20do%20Funil
Avatar do usuário
ricardojcarvalho
 
Mensagens: 16
Desde: 05 Jul 2012, 18:59

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor Otávio Luiz » 17 Set 2012, 08:27

Muito legal a cachoeira, e o relato serve como guia.
Parabéns!!!
Avatar do usuário
Otávio Luiz
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 2974
Desde: 04 Set 2007, 22:44
Localização: Curitiba/PR

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor gvogetta » 17 Set 2012, 17:20

Olá Ricardo!


Parabéns pelo relato. Pernadinha da boa, com direito à vista da Cachoeira como prêmio.
Abraço!
Avatar do usuário
gvogetta
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 2299
Desde: 03 Jan 2011, 11:51
Localização: Curitiba - PR


Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor Kássio Massa » 20 Set 2012, 04:27

Me encantam cachus altas como esta. Recentemente estive na Cachoeira São Francisco, situada no canion do Rio Sorocaba, no município de Votorantim-SP, e realmente estas formações naturais são belas! Parabéns por mais este relato e trip! Abraço!
Avatar do usuário
Kássio Massa
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 147
Desde: 18 Jun 2011, 00:00
Localização: São Paulo

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor Alexsm » 12 Nov 2012, 11:23

Obrigado ao Ricardo pelo relato, consegui ir na Cachoeira graças a este relato, apesar de ter que ir 2x para achar a Cachoeira por na primeira me perdi e ai o tempo apertou, na segunda me perdi também, aos que queiram ir, tomem muito cuidado pois o Lugar é um Labirinto de Trilhas e pra se perder é facinho.
Você sempre volta diferente de uma viagem...
Avatar do usuário
Alexsm
 
Mensagens: 9
Desde: 07 Jun 2008, 11:21
Localização: Cuiabá / São Paulo

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor ricardojcarvalho » 12 Nov 2012, 11:35

Alexsm escreveu:Obrigado ao Ricardo pelo relato, consegui ir na Cachoeira graças a este relato, apesar de ter que ir 2x para achar a Cachoeira por na primeira me perdi e ai o tempo apertou, na segunda me perdi também, aos que queiram ir, tomem muito cuidado pois o Lugar é um Labirinto de Trilhas e pra se perder é facinho.


Ola Alexsm. Realmente as trilhas naquele lugar são bem confusas mesmo.
Quando comecei a andar em trilhas, sempre ouvia a seguinte frase: "Se você estiver na trilha e nesta existir uma bifurcação, pegue sempre a mais batida". No caso da trilha da Cachoeira do Funil, a trilha mais batida não é a correta, e a trilha correta não é a mais batida". Mas apesar do caminho confuso, posso dizer que este é um rolê que realmente vale a pena.

Parabéns por ter conseguido chegar à Cachoeira. Se possível, gostaria de ver as fotos que você tirou de lá.

Abs.
Avatar do usuário
ricardojcarvalho
 
Mensagens: 16
Desde: 05 Jul 2012, 18:59

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor Alexsm » 12 Nov 2012, 19:43

Tem umas fotos aqui nesse meu Álbum que é só das Cachoeiras da Serra do Mar, se tiver alguma que vc viu e quiser dicas é só falar.

A trilha lá é muito foda, muito foda mesmo, eu só recomendo ela para trilheiro nato, aquele que já se enfiou muito no meio do mato, se for um inseguro que não marca bem por onde passou afff esquece.

http://www.facebook.com/media/set/?set= ... 127&type=3
Você sempre volta diferente de uma viagem...
Avatar do usuário
Alexsm
 
Mensagens: 9
Desde: 07 Jun 2008, 11:21
Localização: Cuiabá / São Paulo

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor Bruno D Conde » 22 Jul 2014, 14:20

Olá Galera !!! Por favor
Alguém tem informações, mapas ou dicas de como chegar na cachoeira do funil?

Tks
Bruno

https://www.facebook.com/profile.php?id=100008394609507
Bruno
Avatar do usuário
Bruno D Conde
 
Mensagens: 7
Desde: 25 Abr 2014, 20:08

Re: Trilha da Cachoeira do Funil entre os Municípios de Embu Guaçu e Itanhaém

Mensagem não lidapor Luan kucmanski » 02 Out 2014, 10:54

Eai Galera blz? Acabei vendo o topico ontem e resolvi na hora ir ver onde ficava a entrada da trilha e coincidentemente tenho um amigo de infância que mora ali naquela entrada sinalizada como começo das trilhas conheci um garoto q disse q seu pai conhece o caminho e ele mesmo ja fez o trajeto com o pai mas é tao dificil q ele nao se arrisca ir sem o mesmo. Mas enfim marquei com ele de ver com o pai dele se ele poderia me acompanhar nessa trilha pois ultimamente muitas pessoas estão se perdendo por la pois esta muito fechada e confusa a trilha então não é aconselhável a entrada sem um conhecedor da trilha para intermediários. enfim a aqueles q tiverem interesse entrem em contato comigo que assim que eu fechar com o rapaz e o pai dele aviso aqui para os interessados.
Luan kucmanski
 
Mensagens: 1
Desde: 01 Out 2014, 12:40

Trilha da Cachoeira do Funil

Mensagem não lidapor caueazevedo » 14 Out 2014, 16:50

galera, alguem pode me indicar um guia?
caueazevedo
 
Mensagens: 1
Desde: 14 Out 2014, 16:46


Voltar para Trilhas & Travessias na Região Sudeste do Brasil



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes