Roteiros de Viagem no Brasil
#1124123 por ELIEL FONTENELE
20 Set 2015, 20:13
Eu e minha namorada fizemos a trip em setembro de 2015, mais precisamente do dia 05/09 a 12/09.

05/09: SÁBADO.
Saímos do aeroporto de Brasília-DF às 12h do dia 05/09 e chegamos em Recife-PE às 14:30. Decidimos ficar até em Recife-PE para conhecer a cidade. No desembarque do aeroporto tivemos acesso tanto a táxi (especial e comum) como a ônibus coletivo. Constantemente fomos abordado por taxistas, teve até um que tentou nos convencer que a corrida até o bairro de Boa Viagem por o valor fechado R$ 30,00 seria mais barato do que usando taxímetro nos táxis comuns (não caiam nessa, fomos em um usando o taxímetro e a corrida saiu por apenas R$10,00). Ficamos hospedados na Pousada da Praça (81 3343-1179 / 81 8147-8847 - diárias a R$ 160,00). É uma hospedagem com limitações, mas é bem localizada, a poucos metros da praia, da praça de boa viagem (onde tem uma feirinha com artefatos e comidas típicas nordestinas), de bancos, de restaurantes e até mesmo um forró (fica colada a pousada, dependendo da localização do quarto você se sentirá no forró mesmo sem ter ido). Como já chegamos no turno tarde decidimos apenas dar uma volta na orla da praia de Boa Viagem e a noite sairmos para jantar. Fomos para a orla e ficamos até o pôr do sol, ela possui todas as conhecidas deficiências de praias urbanas, não é bem frequentada (se é que me entendem), de baixa infraestrutura (pouquíssimos quiosques dispersos quando comparada a outras como Iracema em Fortaleza-CE, por exemplo), sem falar da "possível" presença de tubarões. A noite fomos jantar no restaurante Parraxaxá, que fica também em Boa Viagem. Um excelente restaurante nordestino, com a decoração toda característica (casa de reboco, garçons de lampião etc) com cardápio tanto "à la carte" como "self-service" bem recheado de iguarias nordestinas, desde a tapioca até a buchada de bode. Para completar ainda tinha uma banda de forró (Manoelzinho Do Acordeon & Cirlene Menezes) animando com os consagrados sucessos de Alceu Valença, Geraldo Azevedo, Luís Gonzaga etc. O taxí saiu por R$ 10,00 tanto a ida como a volta.

06/09: DOMINGO.
No domingo resolvemos fazer o tour city por Recife-PE e Olinda-PE terminando o dia com a visita ao castelo medieval do Ricardo Brennand. Fechamos o passeio com a empresa Jardineira Tour (81 99707-4925/81 98207-7657, R$ 80,00 por pessoa. O passeio é feito dentro de um ônibus bem extravagante que eles chamam de jardineira. A guia explica tudo detalhado sobre os locais e interage bem com as pessoas. O ônibus foi nos pegar às 09:30 e de lá saímos pela cidade, conhecendo toda a cidade (pontes, monumentos, fortes etc). Fizemos uma parada no Recife antigo e fomos conhecer o Marco Zero e toda a sua história. A próxima parada foi na Casa da Cultura, um centro artesanal que fica no prédio no formato de uma cruz onde antigamente funcionava um presídio. Após admirarmos todos aquelas obras artesanais e comprarmos algumas coisas fomos para Olinda-PE. Ao chegarmos fomos logo almoçar pois já passava das 12:00. Após o almoço seguimos a pé nas ladeiras de Olinda, a ladeira é alto mas no fim a vista compensa, sem falar da famosa tapioca do Alto da Sé (é do tamanho de um hamburguer kkkkk). Depois de admirar a bela vista do Alto da Sé seguimos caminho para o Castelo do Ricardo Brennand. A visitação ao castelo só é liberada a partir das 13:00, a entrada tem um custo de R$ 20,00 e funciona até ás 17:00. Ele fica localizado na Mata Atlântica e nos proporciona uma excelente contato de preservação mesclado com castelos medievais. O Ricardo Brennand construiu esses castelos para guardar as obras de arte que ele adquire pelo mundo, como quadros, estátuas, armaduras, espadas, bonecos de cera etc. Ficamos até as 17:00 e voltamos para a pousada. Depois de um dia cansativo fomos jantar na tradicional feirinha da praça de Boa Viagem e dormir.

07/09: SEGUNDA.
Acordamos tarde, arrumamos as malas e fomos para o aeroporto para pegar um transporte até Porto de Galinhas-PE. Na área de desembarque existe um ponto onde o ônibus (com saídas a cada 30 min) que vai para Porto de Galinhas-PE, sem falar dos motoristas que fazem o traslado que nos abordam a todo momento. Como o nosso check-in na pousada em Porto de Galinhas só seria às 14:00 estávamos com tempo sobrando e fomos almoçar em um restaurante do aeroporto. Ao retornar o Paulo Henrique (81 98480 6866), que já tinha nos oferecido o traslado no valor de R$ 20,00 por pessoa assim que chegamos no aeroporto, nos abordou novamente baixando o valor para R$ 15,00. Fechamos com ele (o valor do ônibus é de R$ 15,00 por pessoa e os taxistas fazem de R$ 150,00 até R$ 200,00 a viagem) e fomos com mais um casal goiano até Porto de Galinhas, o veículo era um honda civic, a viagem teve duração de no máximo 1h devido ao fato de termos ido pelo pedágio. Ficamos hospedados na Pousada São Jorge (81 3552-1681) com diárias a R$ 160,00. A pousada pertence a uma família de portugueses, a estrutura e o atendimento são excelentes, super recomendamos. Ela fica localizada a duas quadras (menos de 100 m) tanto da praia como do calçadão (que é onde fica todo o movimento noturno). Verificamos na tábua das mares e identificamos que o dia ideal para mergulho nas famosas piscinas naturais seria 10/09, pois estaria 0.4 m. Depois de deixar as malas no quarto fomos logo para a praia e ficamos até o pôr do sol. Os restaurante da praia disponibilizam (leia: alugam) cadeiras e guarda-sol na praia, mas se você atingir a consumação mínima eles dispensam o valor (que na verdade fica uma coisa pela outra). Na praia eles somente servem bebidas em lata e as tais cadeiras são recolhidas da praia ás 16:00 por todos os restaurantes. Durante a noite fomos jantar no famoso calçadão (super estruturado com bares, restaurantes, lojas etc), aproveitamos e passamos na TMC Turismo para comprar o passeio para a praia de carneiros, que fica em Tamandaré-PE, no valor de R$ 50,00 por pessoa. O passeio já inclui o passeio no catamarã.

08/09: TERÇA.
A van da agência de turismo foi nos pegar na pousada às 08:30 e seguimos para a praia de carneiros, a viagem tem duração aproximada de 01 h 30 min. Ao chegarmos na praia o motorista nos deixa em um restaurante (o acesso a praia se dá através dos restaurantes) que é o ponto de apoio. O restaurante possui porta volumes (R$ 5,00) e nos permite fazer o pedido do almoço com antecedência para quando retornarmos do passeio do catamarã o prato ser servido com pontualidade (serviço diferenciado). Reservamos nossa mesa, guardamos nossos pertences no porta volumes, fizemos nosso pedido e embarcamos no catamarã. A primeira parada é em uma piscina natural para mergulho com snorkel (o alguel do snorkel + ração dos peixes custa R$ 10,00 por pessoa). Em seguida fizemos uma parada em um banco de areia em alto mar, excelente para banho. Logo após paramos em uma praia onde existem baldes com argila para banho (os nativos pregam que a argila é milagrória, mas é 99% fé e 01% a argila). Por fim passamos pela igrejinha para fotos e retornamos para o restaurante. Ao chegar na mesa o pedido chega automaticamente, pratos deliciosos com o preço equivalente a qualidade do atendimento, estrutura etc. As 15:00 a van foi nos buscar e retornamos para Porto de Galinhas. Durante a noite fomos novamente para o calçadão para jantar e beber um pouco. Como gostamos do passeio retornamos na TMC Turismo e compramos o passeio para a praia de calhetas, que fica no Cabo de Santo Agostinho-PE, no valor de R$ 50,00 por pessoa.

09/09: QUARTA.
Como no dia anterior o transporte da empresa foi nos buscar às 08:30. A diferença é que dessa vez fomos apenas nós e mais um casal goiano (só da goiano lá kkk) em um carro particular, devido a baixa busca pelo passeio na baixa temporada. A viagem tem duração de 50 min e a estrada não é tão boa, principalmente nos trechos de estrada de areia. Antes de chegar na praia de calhetas fazemos algumas paradas para fotos em pontos turísticos (farol, porto suape etc), o maior destaque vai para a tirolesa que custa R$ 20,00 por pessoa (não deixem de fazer, a sensação é única). Ao chegar na praia de calhetas ficamos no bar do Artur. Calhetas é única, as pedras fazem o formato de um coração. Uma praia bem reservada e tranquila. Porém necessita de um cuidado especial com o mar, devido tanto pela agitação como pelas pedras. Ficamos até as 14:00 quando o motorista da empresa foi nos buscar. Pessoalmente gostamos mais de Calhetas do que de Carneiros, vale a pena conferir. Como de costume a noite fomos ao calçadão para jantar e beber. Marcamos o transfer de Porto de Galinha até Maragogi-AL com o mesmo Paulo que nos trouxe (gostamos do serviço), fechamos o valor por R$ 140,00 (as empresas cobram R$ 210,00 e os taxistas cobravam R$ 150,00 pelo serviço) saindo ás 12:00 (nosso check-in seria somente ás 14:00).

10/09: QUINTA.
Acordamos cedo e fomos fazer o passeio das piscinas naturais (a maré baixa de 0.4 m seria as 08:20), o pagamento é feito na banca da associação dos jangadeiros que fica a beira mar e custa R$ 20,00 com snorkel incluso, tendo duração de ni máximo 01:30. O jangadeiro nos leva até as piscinas naturais, que ficam a alguns metros da praia, onde descemos nos arrecifes e apreciamos os peixes nas águas cristalinas. Em especial tem a formação de uma piscina que tem a forma do mapa do brasil (achei mais parecido com a América do Sul). Em seguida voltamos para a jangada e fomos até a piscina natural onde descemos para fazer o mergulho com o snorkel. Uma palavra decifra a sensação: impressionante. Ao término voltamos para a jangada e retornamos para a praia. Como viajaríamos às 12:00 encomendamos o almoço para ás 11:00 e ficamos aproveitando a praia. Após o almoço voltamos para a pousada para arrumar as malas e sairmos. Como combinado o Paulo estava na pousada para nos pegar às 12:00. A viagem para Maragogi-AL é mais longa e tem duração aproximada de 02:20. Ao chegarmos em Maragogi ficamos hospedados na Dolphin Pousada (82 3296 1545 / 82 9680 3339 / 82 9924 5270 / 82 9122 5977) com diária a R$ 150,00. Pegamos a pousada em uma época não tão boa, pois estava acontecendo uma reforma. Porém o atendimento da Katja e seus pais é de alta excelência, os quartos são bem limpos e o café da manhã é de primeira qualidade. Ela nos explica o que tem de passeio na cidade e nos indica com quem contratar, no nosso caso pedimos para ela fechar para nós os serviços. Deixamos nossas malas no quarto e fomos para a praia (na esquina da rua da pousada). Achamos o movimento fraco e o garçom do bar nos informou que os turistas vem pela manhã e vão embora antes das 16:00. A praia é bem tumultuada pelos próprios moradores (estudantes fazendo educação física, pessoas jogando bola, cachorros, pombos etc). Durante a noite saímos para jantar na orla, diferentemente de Porto de Galinhas a noite de Maragogi fraca, a maioria dos estabelecimentos fecham cedo (alguns nem abrem a noite), sem falar das poucas opções. Ao retornar para a pousada pedimos para a Katja confirmar o passeio ao Galés para a manhã do dia seguinte a um custo de R$ 65,00 por pessoa.

11/09: SEXTA.
A lancha veio nos pegar em frente a rua da pousada às 08:30 e nos levou até os Galés (6 km da praia), o passeio de lancha é bem legal (e com emoção kkkk). Ao chegarmos nos Galés descemos da lancha em cima das piscinas naturais e fomos fazer o mergulho. O condutor da lancha nos alugou o snorkel por R$ 10,00 por pessoa. As piscinas realmente são muito bonitas, águas cristalinas e peixes coloridos. O mergulho do cilindro custa R$ 100,00 por pessoa e tem como pre-requisito a aprovação em um "teste" (gratuito). No nosso caso só fizemos o teste e tiramos umas fotos com o equipamento de mergulho. Realmente o mergulho nas piscinas de Maragogi é bem melhor do que em Porto de Galinhas. O passeio tem duração aproximada de 02 h. Terminado o nosso tempo a lancha nos deixou de volta a praia, onde ficamos até o fim da tarde. A noite saímos cedo para jantar e retornamos logo para a pousada. Pedimos para a Katja fechar o Transfer até o aeroporto em Rio Largo-AL (o aeroporto fica fora de Maceió-AL) pelo valor de R$ 180,00 (as empresas locais estavam cobrando R$ 210,00 pelo serviço.

12/09: SÁBADO.
Acordamos cedo, tomamos um café reforçado e fomos aproveitar a praia, pois marcamos o transfer para às 11:30 ( a logística até o aeroporto é difícil e as estradas não são muito boas). Retornamos para a pousada, no horário marcado o carro foi nos pegar e saímos para o aeroporto, a viagem tem duração média de 03 h. Almoçamos no aeroporto e embarcamos de volta para Brasília.

CONSIDERAÇÕES:
1 - Vale fazer a avaliação se é melhor ficar hospedado em Porto de Galinhas e apenas fazer o passeio para conhecer Maragogi, já que a van retorna às 15:00 e o fluxo turístico da cidade de Maragogi tem término às 16:00, sem falar que a vida noturna em Porto de Galinhas é bem melhor e mais estruturada.
2 - Caso decidam ir para se hospedar em Maragogi-AL planejem o retorno pelo aeroporto de Recife-PE, a distância é menor e as estradas são melhores. Vale lembrar que o aeroporto de Recife fica dentro da cidade, facilitando a logística.


Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 3 visitantes