Roteiros de Viagem no Brasil
#547122 por green.ferreira
24 Jan 2011, 21:18
Então, carnaval vem aí e como um bom soteropolitano é o momento de fugir de Salvador, como já faço a vários anos vou mais uma vez para Chapada Diamantina, dessa vez com um espírito um pouco mais aventureiro, prentendo fazer o Vale do Pati. Na verdade eu preciso o contato de algum guia responsável, vou pra lá com minha namorada e mais uma casal. Aguardo a ajuda de vocês!

#549121 por mishellytomaz
29 Jan 2011, 13:54
Green.

Tem um cara muito gente fina lá, o Marcio. Ele é nativo da Chapada, Guia, Brigadista Resgate e Combate a Incendio Florestal. Tenho muito boas referências dele e, estou também organizando uma trip com ele.

Ele também tem uns preços massa se você for em grupo. Dá uma sacada e, se de repente, você for com ele mesmo, não deixa que colocar aqui teu comentário sobre ele.

Segue o contato do facebook dele e do site também:

http://www.facebook.com/#!/marcioguia?sk=info

http://trilhaem360graus.com.br/
#1116517 por mari_gois
21 Ago 2015, 09:03
Gente, quero ir ao Pati em outubro, mas os pacotes com guias estão muito caros!! Tem algum grupo saindo nessa época? quero ir de 2 a 9/10 ou 12 a 19/10 (durante o festival ficarei em Lençóis). Se alguém conhecer um guia mais acessível ou fizer sem guia e quiser companhia por favor me avise! meu e-mail: mary.gois@gmail.com Obrigada!
#1171943 por Everton_oa
14 Mar 2016, 20:59
green.ferreira escreveu:Rsrsr Binho, somente agora vi sua msg, postei isso em 2011. De lá pra cá já fiz o Pati umas 4 vezes, espero que tenho ocorrido tudo bem no seu Trekking!


Fala green! blz?
tem algum guia pra indicar?
to querendo fazer o vale em abril, mas to vendo se da pra encaixar no meu orçamento...
achei varios preços mas ainda to achando caro.
em media 200 por dia.
se tiver alguma dica, será super bem vinda.
vlw
#1202082 por derlinevieira
12 Jul 2016, 15:49
Minha experiência no Vale do Pati em Janeiro 2016:

Fui com meu esposo e uma amiga, ficamos hospedados em Lençóis na Pousada da Lurdinha.
Saímos na terça, bem cedo, chegamos no povoado da Guiné por volta das 9hr e iniciamos a trilha.

Dia 1:
Subida do beco da Guiné por cerca de 1h30m bem puxada, mas sem dificuldade na subida, é praticamente toda de degraus.
Depois andamos bastante por uma área plana até chegar no Rio Preto e então passamos por cima de alguns rios pequenos, através de troncos e depois de andar muito chegamos ao Mirante do Pati que tem uma vista linda.
Para descer um mirante, a descida é bem complicadinha, mas indo devagar, dá tranquilo, acho que o nome é rampa da ruinha, tem algumas pedras soltas, uma escada e é bem comprida.
Quando chegamos embaixo já era por volta das 14hr.
Daí tem outra subida grande, tem o cruzeiro mais acima e descemos uma grande ladeira até chegar na casa de Sr. Wilson, onde pernoitamos a maior parte dos dias.

Dia 2
Saída para o Mirante do Cachoeirão, muitas subidas, descidas e também parte plana. A trilha toda deve ter durado pelo menos 4 horas de ida e 4 horas de volta.
Na volta, pegamos muita chuva mesmo e muito frio, era janeiro, choveu todos os dias no mesmo horário e com muita intensidade.
Como estava nublado, não pegamos muito a vista do mirante, então é muito importante ir em dia de bastante sol.

Dia 3
Eu havia machucado a perna na trilha do dia anterior e minha amiga estava com tudo doendo, então nós ficamos na casa de Sr. Wilson já que no dia seguinte nós teríamos que ter disposição para sair para a outra casa. Então meu esposo foi só e fez a trilha para a Gruta do Castelo, que é muito bonita, mas muito difícil, a subida é por pedras soltas, lugares bem altos, passando perto de penhascos.
À tarde, fomos todos nós para uma cachoeira próxima de Sr. Wilson, acho que cachoeira dos Funis, algumas descidas, subidas, pulamos o rio 3 vezes pelas pedras.

Dia 4
Saímos da casa de Sr. Wilson para a casa de Sr. Joía, bastante subida, descida, área plana, passamos pela prefeitura do vale e andamos muito.
Perto da casa de Sr. Jóia tem uma subida gigante, cansativa, muito mesmo, pegamos chuva mais uma vez. Como não paramos para comer por causa da chuva, chegamos lá cedo, por volta das 15hr.

Dia 5
Para sair do Vale do Pati pela casa de Sr. Jóia, é necessário subir a ladeira do império, que na maioria das trilhas é feito de forma oposta, descendo esta.
Então saímos bem cedo, por volta das 7hr no máximo, logo após uma pequena descida, atravessamos um ponte de troncos sobre o rio e fizemos a subida da ladeira.
A subida é bem longa, bem longa mesmo, mas a vista durante a subida é muito bonita.
Depois da subida, andamos muito, muito mesmo, sem parar porque queríamos almoçar na cidade e depois de 7horas de caminhada sem parar, chegamos em Andaraí, onde um carro nos levou para Lençóis.

Avaliação final:
Tudo tem que ser muito rápido, é muita coisa pra ver e tudo é muito, muito longe.
É uma experiência maravilhosa, é impossível esquecer o silêncio, a inexistência de eletricidade no local. A ausência de uso do celular e tv durante 5 dias.
Acordar com os passarinhos cantando literalmente não tem preço.
A noção de cuidar da natureza, de levar seu lixo, de manter inalteradas as características do lugar é muito impressionante.

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 6 visitantes