Quanto vai custar sua viagem? Qual é a melhor forma de pagamento? Como planejar financeiramente a sua viagem?

#1066445 por caah_rodriguees
10 Mar 2015, 17:41
Olá galera,

Pretendo fazer uma viagem em julho passando por Pucón,Santiago,Atacama e Uyuni e estou quebrando minha cabeça para tentar achar a melhor maneira de levar o dinheiro necessário,o que seria cerca de $3500,com essa alta do dólar (R$3,10 hoje 10/03/15) e a cobrança do IOF vale a pena utilizar o VTM,se não,poderiam me dar alguma luz de qual a melhor maneira para levar o dinheiro?? ::sos:: ::sos:: ::sos:: ::sos:: ::sos::

Agradeço desde já ::mmm:
#1066500 por Porreca
10 Mar 2015, 19:55
Olá caah!

Vou lhe indicar a leitura desse excelente artigo do Viaje na Viagem sobre o assunto que provavelmente vai tirar todas as suas dúvidas.

Mas pra você ter uma noção vou falar minha tática quando fui ao Chile. Basicamente eu levei 50% do que gastaria em reais e fiz câmbio lá. Estando lá, saquei em torno de 30% da grana em caixas eletrônicos e o restante gastei no Cartão de Crédito. A escolha do método de pagamento ficava basicamente por conta da segurança e da conveniência. Eu fiz o câmbio enquanto tinha reais, depois disso passei a sacar no caixa eletrônico. O Cartão de Crédito eu usei por exemplo quando ia pra alguma balada, quando estava de saco cheio e não queria ir na casa de câmbio ou quando o valor que carregava em espécie não era suficiente para pagar.

Lembre-se que as casas de câmbio não são muito vantajosas fora das capitais. Em lugares inóspitos como o Atacama ou Uyuni é ainda pior. Mas não é o fim do mundo. Dá pra sobreviver com o câmbio de lá também. Nesses lugares eu preferia sacar no caixa eletrônico.

Mais ou menos isso.

Abraços
#1066697 por caah_rodriguees
11 Mar 2015, 12:26
Porreca escreveu:Olá caah!

Vou lhe indicar a leitura desse excelente artigo do Viaje na Viagem sobre o assunto que provavelmente vai tirar todas as suas dúvidas.

Mas pra você ter uma noção vou falar minha tática quando fui ao Chile. Basicamente eu levei 50% do que gastaria em reais e fiz câmbio lá. Estando lá, saquei em torno de 30% da grana em caixas eletrônicos e o restante gastei no Cartão de Crédito. A escolha do método de pagamento ficava basicamente por conta da segurança e da conveniência. Eu fiz o câmbio enquanto tinha reais, depois disso passei a sacar no caixa eletrônico. O Cartão de Crédito eu usei por exemplo quando ia pra alguma balada, quando estava de saco cheio e não queria ir na casa de câmbio ou quando o valor que carregava em espécie não era suficiente para pagar.

Lembre-se que as casas de câmbio não são muito vantajosas fora das capitais. Em lugares inóspitos como o Atacama ou Uyuni é ainda pior. Mas não é o fim do mundo. Dá pra sobreviver com o câmbio de lá também. Nesses lugares eu preferia sacar no caixa eletrônico.

Mais ou menos isso.

Abraços


Muito obrigada,excelente artigo! Acho que para evitar o cartão de crédito vou usar o VTM mesmo e fazer como você disse,50% em reais e o restante vou sacando por lá mesmo. ::otemo::
#1066916 por Porreca
11 Mar 2015, 20:52
Se você vai usar o cartão para sacar lá, vale mais a pena usar o cartão do banco para sacar nos caixas eletrônicos porque a cotação do VTM normalmente é muito pior do que a do saque por cartão. Sei que há VTM em peso argentino, mas não sei se há em peso chileno. Isso significa que você terá que fazer o VTM em outra moeda. Isso é muito ruim pois você perde muito na conversão da moeda do cartão para a moeda do saque. Esse problema não existe com o saque com seu cartão do banco. Pense nisso. Hoje em dia, cada dia menos vale a pena usar o VTM por causa da cotação que se paga.

Abraços
#1067032 por xxxxxxxxxx
12 Mar 2015, 05:22
A instabilidade da cotação deu uma sobrevida aos VTM, pois a grande vantagem do VTM e afins é travar a cotação da moeda estrangeira, nestes tempos de dólar e outras moedas subindo dia após dias, você carrega o valor no VTM e pode explodir o dólar a R$ 5.00 que não afeta mais você. A desvantagem, é que se você passar por vários países diferentes, com moedas diferentes, você paga taxa de conversão para a moeda local, que pode chegar a 3% do valor da compra.

A vantagem do cartão de débito não ter taxa de conversão, você sempre saca na moeda local ao custo da cotação da hora do saque. As desvantagens são: que por pagar a cotação da hora do saque, você nunca sabe exatamente quanto vai gastar, pois se viajar daqui a 3 ou 4 meses, a cotação do dólar/peso, etc pode ter subido 20% e o seu orçamento que já estava apertado não será mais suficiente para a viagem. Outro problema é o limite baixo de saques, é o suficiente para as despesas do dia a dia, hotel, etc, mas se for pagar coisas de mais valor, pode não ter limite suficiente mesmo tendo saldo na conta. E finalmente, os cartões de Débito da Visa não costumam funcionar direito no exterior, se você tiver um cartão de débito da Visa tem que achar uma agência do seu banco para funcionar o que pode ser bem complicado fora das capitais, não pode usar qualquer caixa automático para sacar dinheiro como nos cartões Mastercard.
#1067034 por marceloespanha
12 Mar 2015, 05:45
Os mais viável seria o VTM entao? E o interessante, pra quem pretende viajar daqui a um ano pra mais é ir abastecendo aos poucos o cartão em real, dólar ou euro? Como consigo esse VTM e os depósitos são feitos como um cartão normal desses que usamos no Brasil? Se precisar por alguma nessecidade posso utilizá-lo no Brasil com cartão de débito?
::otemo:: Valeu
#1067091 por D FABIANO
12 Mar 2015, 10:18
Especuladores americanofilos, reacas, fascistas e eleitores do aetico never levaram o dolar as alturas.Como tudo e uma fase passageira, esperem cair, oss fundamentos do país, para o maldito capitalismo, , são solidos.Esquecam que esse tal de Vtm existe.
#1067372 por Porreca
12 Mar 2015, 21:59
marceloespanha escreveu:Os mais viável seria o VTM entao? E o interessante, pra quem pretende viajar daqui a um ano pra mais é ir abastecendo aos poucos o cartão em real, dólar ou euro? Como consigo esse VTM e os depósitos são feitos como um cartão normal desses que usamos no Brasil? Se precisar por alguma nessecidade posso utilizá-lo no Brasil com cartão de débito?
::otemo:: Valeu


Você contrata o VTM em grandes casas de câmbio (eu fiz os meus na Confidence) ou nos grandes bancos. Só vale a pena ir colocando o dinheiro no VTM aos poucos ao longo do ano se houver expectativa de elevação da moeda, pois não há nenhum tipo de rendimento lá. Se não houver expectativa de elevação da moeda, o melhor é guardar a grana numa poupança ou investir de alguma forma e depois realizar a carga no cartão de uma vez só. A recarga do cartão é feita através da operadora que lhe forneceu o cartão. Você faz um pagamento ou depósito para eles e eles realizam a recarga. Quando estive na Europa fiz um VTM e fiz as recargas que precisei através de transferência on-line da minha conta para a da Confidence. O saldo aparecia no cartão em poucas horas. Você pode usar o cartão no Brasil, porém pagará pela conversão da moeda do cartão para o Real. O mais viável, como já foi discutido mais acima no tópico, é pensar em algum tipo de mescla. Hoje em dia, se for viajar para os EUA pode ser uma boa fazer o VTM de dolar, pois a moeda americana está subindo. Mas se for para a Europa a vantagem praticamente desaparece pois o Euro não está tendo o mesmo comportamento. O mesmo se dá para o VTM em Peso Argentino. Então depende da moeda que você vai usar na viagem. Mas no geral, o melhor mesmo é mesclar dois ou mais meios de carregar o dinheiro.
#1067386 por marceloespanha
12 Mar 2015, 22:26
[media][/media]
Porreca escreveu:
marceloespanha escreveu:Os mais viável seria o VTM entao? E o interessante, pra quem pretende viajar daqui a um ano pra mais é ir abastecendo aos poucos o cartão em real, dólar ou euro? Como consigo esse VTM e os depósitos são feitos como um cartão normal desses que usamos no Brasil? Se precisar por alguma nessecidade posso utilizá-lo no Brasil com cartão de débito?
::otemo:: Valeu


Você contrata o VTM em grandes casas de câmbio (eu fiz os meus na Confidence) ou nos grandes bancos. Só vale a pena ir colocando o dinheiro no VTM aos poucos ao longo do ano se houver expectativa de elevação da moeda, pois não há nenhum tipo de rendimento lá. Se não houver expectativa de elevação da moeda, o melhor é guardar a grana numa poupança ou investir de alguma forma e depois realizar a carga no cartão de uma vez só. A recarga do cartão é feita através da operadora que lhe forneceu o cartão. Você faz um pagamento ou depósito para eles e eles realizam a recarga. Quando estive na Europa fiz um VTM e fiz as recargas que precisei através de transferência on-line da minha conta para a da Confidence. O saldo aparecia no cartão em poucas horas. Você pode usar o cartão no Brasil, porém pagará pela conversão da moeda do cartão para o Real. O mais viável, como já foi discutido mais acima no tópico, é pensar em algum tipo de mescla. Hoje em dia, se for viajar para os EUA pode ser uma boa fazer o VTM de dolar, pois a moeda americana está subindo. Mas se for para a Europa a vantagem praticamente desaparece pois o Euro não está tendo o mesmo comportamento. O mesmo se dá para o VTM em Peso Argentino. Então depende da moeda que você vai usar na viagem. Mas no geral, o melhor mesmo é mesclar dois ou mais meios de carregar o dinheiro.


Grato pela explicação.
Semana que vem vou solicitar meu passaporte espanhol e começar a planejar minha trip nas europa rsrsrs
Valeu ::otemo::
#1077843 por psemple
13 Abr 2015, 14:26
Como qualquer meio de pagamento, é bom legal back-up, as vezes passa num lugar o cartão e em outro não, principalmnente se são valores mais altos.

Eu sempre costumo levar pelo menos 3 cartões nas viagens.
#1110718 por viviianerangel
29 Jul 2015, 11:08
Eu fiz duas reservas pelo booking.
Uma eu paguei integral, com IOF, com o cartão de crédito no mês passado.
A outra, fui comunicada hoje, 3 dias antes da estadia, de que o meu cartão não foi validado.
Há a possibilidade de ter que refazer esses pagamentos lá?

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitantes