Troca de informações e relatos de trilhas e travessias na região sudeste do Brasil. Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.
#422021 por mpmarques
20 Nov 2009, 16:20
Participaram desse trekking: Marcio Marques (eu), Valéria e Léo .
Foram Nove dias e aproximadamente 100km, contabilizados pelo GPS.

1º dia (11/5)
Tudo combinado e acertado, na madrugada do dia 11, peço a minha esposa para chamar um táxi e parto para a casa da ValériaDSC-0004 e Léo, chego lá as 5:15 e eles já me esperavam com as mochilas no carro. Partimos para Mangaratiba, onde iríamos pegar a barca das 8h. Chegamos com quase meia hora de antecedência, com tempo suficiente para estacionar o carro e irmos para a barca. Passagem comprada entramos e nos acomodamos. Foram quase duas horaDSC-0009 s até a ilha e não via a hora de chegar e iniciar a logo à tão sonhada volta. Já na ilha, uma breve parada para fotos e “pé na trilha” para o nosso primeiro destino, praia de Palmas. Demos uma passada no camping Paraíso na Praia Brava para dar um alô no João Pontes e resolvemos ficar por ali mesmo.

2º dia (12/5)
DSC-0033Acordamos cedo e partimos para o Farol de Castelhano, passamos por Palmas, Pouso Mangues, Aroeiras e Praia de Castelhano, e com o adiantar da hora, resolvemos não ir ao farol. Na volta, pegamos uma estadinha de terra que leva a DSC-0049igrejinha de Lopes Mendes e pudemos apreciar aquela imensidão de praia, e não é a toa que é considerada uma das praias mais linda da ilha.

3º dia (13/5)
Acordamos bem cedo, pois o nosso objetivo era Caxadaço, e teríamos que pegar a temida trilha Santo Antonio x Caxadaço. A VDSC-0058 aléria partiu na frente, eu e Léo ficamos desarmando o acampamento e nos encontraríamos com ela na bifurcação de Sto. Antonio x Lopes Mendes. Entramos na trilha para Sto. Antonio e logo na frente encontramos a bifurcação para Caxadaço, entramos e fomos seguindo as dicas do J. Bernardo (autor do livro Trilhas da Ilha Grande). A trilha esta bem marcada no início e depois somente algumas DSC-0062marcações antigas nas arvores, mas com calma e muita atenção, da pra fazer na boa (levamos aproximadamente 3h15m). Essa foi a trilha mais bonita que fiz na ilha. Chegamos a Caxadaço e deparamos com aquela praia pequena e maravilhosa, sua água azul e cristalina, e em minha opinião, a mais bonita da ilha, não resisti e fui logo mergulhar.

4º dia (14/5)
Acordamos muito cedo para desarmar o acampamento, pois ali não é permitido acampar, tomamos o café da manha e partimos paDSC-0071 ra o nosso destino, a praia de Parnaioca. Fizemos uma parada em Dois Rios no Bar da Janete e ficamos proseando com o sr Pedro, escutando as historias da ilha e do “Calderão do Diabo”. Quase uma da tarde, “metemos o pé” para o nosso destino, chegando lá por volta das quatro horas, trilha um pouco longa, mas bem tranqüila, ela já sai atrás do camping da Janete. Acampamento armado, dia lindo e noite estrelada, com direito a bolo e parabéns, era aniversário de um IMG_6457dos hóspedes (André Cypriano, fotografo) e quando souberam que naquele dia era o meu aniversário e no dia anterior o da Valéria, nos convidaram para os parabéns, com direito a soprar vela e tudo mais. Fomos dormir com o céu estrelado, mas derrepente o tempo muda, estava entrando uma frete fria com previsão para sexta feira, mas ela se antecipou e tivemos que fazer três pernoites em Parnaioca por causa da travessia do costão do Demo.

7º dia (17/5)
Com o acampamento desarmado, partimos por volta das 9h30m, com destino ao Aventureiro. Atravessamos o rio no final da praia eP1000928 calçamos as botas, pegamos a trilha para a praia do Leste, e na vertente do morro tinha uma placa informado que era proibido ir adiante, pois se trata uma reserva biológica, e lógico que fomos a diante e um pouco mais para frente já se tem uma linda vista das praias do Leste e Sul com o ilhote ao meio. Atravessamos toda a praia e chegamos ao ilhote, onde tem o mangue, e ai veio pergunta: onde é a pasP1000932sagem? Fui checar a profundidade e uma possível passagem, depois de confirmada, fizemos um lanche e partimos com sucesso para a praia do sul. Começamos a caminhar em direção ao costão do Demo, e confesso que fiquei um pouco preocupado, pois a visão frontal que tínhamos era que a pedra era bem inclinada, quase na vertical com o mar indo lá em cima. Chegando ao costão, vimos P1000936que era bem mais fácil que o imaginado, e passamos desviando das línguas negras, que são muito escorregadias. Cruzamos pela praia do Demo e finalmente chegamos ao Aventureiro por volta das 15h30m. Armamos acampamento no camping do Luis e não foi necessário pegar autorização por causa da baixa temporada.

8º dia (18/5)
Partimos do Aventureiro quase 10h da manha com destino a Araçatiba, a Valéria saiu na nossa frente, e de cara pegamos uma DSC-0131subida muito inclinada, a mais íngreme de toda a volta e o esforço foi muito grande, me obrigado a dar algumas paradas para enxugar o suor que caia nos meus olhos, ainda bem que o trecho não é muito longo. Na descida para Provetá se tem uma linda vista da praia de tirar o fôlego, mar azul e transparente e chegando ao final da trilha, me deparei com uma IMG_6531ducha de água desviada de um rio, não resisti, dei um mergulho n o mar e fui fazer uma massagem naquela ducha gelada revigoraste. Pegamos a trilha, uma longa subida, no final passamos pela bifurcação para a gruta do Acaia, passamos por Araçatibinha e por fim chegamos no camping Bem Natural, o camping fica no alto, tem que subir uma enorme escadaria, mas a vista é compensadora.

9º dia (19/5)
Partimos cedo e fomos tomar o café da manha no bar da Nena, que no dia anterior, já com o bar fechado e com a maior boa vontade, preparou um belo e suculento PF para mim. De Barriga cIMG_6542 heia partimos para o nosso destino, a praia de Bananal. Passamos pelas praias da Longa, Ubatubinha, Tapera - onde comemos um delicioso file de peixe com arroz - Sitio Forte, Marinheiro, Maguaraquissaba, Passaterra, Matariz e depois desse trecho, veio uma boa subida, acelerei o passo e acabei deixando a Valéria e Léo um pouco para trás, pois queria pegar o por do sol em Bananal. Cheguei no Bananal por volta de 17h30m, arriei a mochila o fui contemplar o sol morrendo por traz das montanhas de Angra e nada deles aparecerem, conheci um velho pescador que morava em frente, e ficamos batendo papo. ComoIMG_6446 eles não apareceram, achei que poderiam ter ficado em alguma pousada então toquei em frente, fui procurar o pescador Zeca na Praia de Bananal Pequeno, ao encontrar o Zeca ele me falou que não tinha como armar a minha barraca, pois não tinha espaço em seu terreno (uma pirambeira danada), então ele me sugeriu que fosse para a praia, ao chegar lá, vi um pequeno cais de madeira e resolvi fazer um “bivak” ali mesmo. Tudo pronto e arrumado fiquei deitado dentro do meu saco, contemplando as estrelas e acabei cochilando, ao despertar, olho para o céu e não vi mais nenhuma estrela, o tempo estava nublado, então achei IMG_6396 melhor armar a barraca para não ser surpreendido por alguma chuva. Ao terminar de armar a barraca, começaram a cair as primeiras cotas de chuva, ai pensei comigo mesmo, e agora, será que vai passar e amanhecer um lindo dia, ou ficaria chovendo o dia todo. A chuva ia e vinha e em algumas vezes muito forte, então tive que montar um plano para o dia seguinte, caso amanhece-s chovendo. Coloquei o equipamento fotográfico dentro da mochila, amarrei as botas na lateral e joguei a capa em cima de tudo, me preparando para o pior e o pior veio.

10º dia (20/5)
Amanheceu chovendo bastante, só tinha dormido umas 2hs no IMG_6521máximo, então logo desmontei a barraca e partir para o Abraão por vota das 7hs. Fiquei um pouco receoso, pois estava só e sem poder me comunicar com ninguém, a trilha molhada e escorregadia, mas resolvi encarar, coloquei o papete e “meti o pé”, dei uma pequena parada no Saco do Céu para tomar um bom c afé da manha e prossegui o meu caminho. Chegando ao Abraão, foi uma felicidade só por ter completado a volta (nesse trecho foram aproximadamente 17km em 6h30m), mesmo com a queimada de algumas etapas (Gruta do Acaia, Sundara, Mirante Por do Sol em Araçatiba do Espia e outras praias que acabei passando batido, mas que estarão na minha próxima volta) e ao cruzar o centro do Abraão por volta das 13h30m, escutei alguém me chamando e quando olho, era a Váleria e o Léo, ai me contaram que tinham ficado em uma pousada, pegaram um barco de Bananal para o Abrão logo cedo, pois estava chovendo muito. Fui tomar um banho, comer alguma coisa e pegamos a barca para Mangaratiba das 17h30m, ficando a vontade de quero mais e quem sabe com toda a Camelada. E o que posso dizer mais, foi simplesmente muito SHOW!!!!!!!! hehehehe Fotos: Marcio Marques, Valeria e Leo.

Volta na Ilha Grande realizada em maio de 2009

Fotos:
http://mpmarques.multiply.com/photos/al ... lha_Grande

http://mpmarques.multiply.com/photos/al ... lha_Grande

Mapa:
http://www.everytrail.com/view_trip.php?trip_id=359665

#422119 por Fábio Borges
21 Nov 2009, 09:39
Mpmarques,

bela viagem né? estarei fazendo a volta agora em dezembro... quanto em média vcs gastaram com camping?
abraços
#422140 por Fábio Borges
21 Nov 2009, 10:42
Obrigado Márcio,

acabei de ver suas fotos no seu blog... belas fotos... espero pegar bom tempo lá...

vc sabe se dá para chegar na lagoa verde por trilha? bem a lagoa azul eu já tenho certeza que não dá... agora olhando pelo mapa da ilha a lagora verde me parece bem próxima a ela...

abraços
#438759 por Augusto
18 Jan 2010, 13:24
Boas dicas no relato hein Marcio.

Em qual estacionamento de Angra vcs deixaram o carro? Ficou muito caro?

Vcs chegaram a acampar em Lopes Mendes ou ficaram só no camping da Praia Brava de Palmas?

A volta ficou bem legal. Só ficou faltando mesmo a Gruta.

Percebi que vc tentou anexar as fotos, mas tá dando problema, porque não tá aparecendo nenhuma.


Abcs
#505440 por haaj
20 Set 2010, 11:09
Ola amigos. Pretendo fazer a volta na Ilha Grande em 2011. Tenho a possibilidade de fazer em Janeiro ou julho. Preciso de algumas dicas:
* Qual a melhor época para essa volta?
* qual o melhor percuros? sentido Horário ou sentido anti-horário?
* pontos de parada para ambos os sentidos?
* Água potável?
* Dicas sobre o costão do Demo
* Locais para comer na volta
#568969 por mpmarques
26 Mar 2011, 19:59
Augusto escreveu:Boas dicas no relato hein Marcio.

Em qual estacionamento de Angra vcs deixaram o carro? Ficou muito caro?

Vcs chegaram a acampar em Lopes Mendes ou ficaram só no camping da Praia Brava de Palmas?

A volta ficou bem legal. Só ficou faltando mesmo a Gruta.

Percebi que vc tentou anexar as fotos, mas tá dando problema, porque não tá aparecendo nenhuma.


Abcs


Olá Augusto, desculpe pela demora, e que demora. hehehehe

Como moro no rio, deixamos o carro em Mangaratiba, na porta da casa do meu primo. Ficamos só no camping e praia brava e depois fizemos um camping selvagem em Caxadaço. Vou tentar anexar novamente.

ABS

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante