Vulcão Cayambe 5790m - Equador Parte 1

Troca de informações e relatos sobre Trilhas e Travessias na América do Sul


Vulcão Cayambe 5790m - Equador Parte 1

Mensagem não lidapor MOCHILEIRO PEREGRINO » 17 Dez 2011, 10:25

:arrow: sites uteis http://www.escalaecuador.tk/ http://www.ecuadorciencia.org/portal.asp?portal=38

Aconselho as pessoas que forem fazer os vulcoes do equador a lerem este topico
:arrow: soroche-mal-de-altura-ou-mal-da-altitude-t24338.html


Cayambe é um dos vulcoes que mais tira vidas em todo o equador, famoso por avalanches e muitas gretas tambem é considerado um dos mais dificeis de se escalar, as frequentes tormentas de gelo e neve fazem a temperatura despencar em minutos. em minha escalada ao Cayambe fui atingido por uma tormenta e fui exposto a uma temperatura de -15 graus mais ventos de 40 km/h, congelando parte do corpo e me trazendo recordacoes incriveis sobre esse ambiente. Ha cerca de 5.200 mts de altitude o gelo por onde eu caminhava se partiu ao meio, e uma avalanche a minha direita foi provocada.
Cerca de 15 pessoas tentaram escalar o Cayambe nesse dia, eu fui o unico a sair do refugio para escalar, todos desistiram antes de comecar, entre eles escaladores europeus e americanos. Nao utilizei nenhum servico de agencia, porem um escalador com experiencia em gelo me acompanhou e me demosntrou tecnicas de progressao em gelo e neve, antes de partir cume a cima fui treinado e orientado sobre o que fazer em tal circunstancia .

Em Quito é possivel pegar um onibus ate o povoado de Cayambe, chegando no povoado deve se pegar um transporte privado ate o refugio, ou proximo ao refugio, lembra se de pedir para o motorista deixar bem claro ate onde ele te levara, pois nem todos os carros conseguem chegar ate o refugio, no meu caso devido a tempestades de neves anteriores, eu fui deixado a 6km de distancia do refugio, o que me deu muito trabalho.

Acampar nos vulcoes do equador é livre e nao paga nenhuma taxa para isso, mas aconselho a usarem o refugio, cayambe é um vulcao com muitas tormentas e fortes ventanias, no meu caso eu acampei por que isso fazia parte do meu treinamento, e foi uma dificuldade tremenda, uma que tive que caminhar 6km ha 4 mil mts de altitude, e pra variar enquanto eu caminhava comecou a ventar muito forte e a nevar tambem, montar acampamento foi uma dificuldade tremenda mas vital para mim, minha experiencia em gelo e altitude era zero, aprendi muito no equador, bem mais do que eu esperava, Para dormir no refugio tem que pagar uma taxa, que eu acabei esquecendo o valor dela, mas ja adianto que nao é uma das taxas mais baratas que existe nao, mas vale a pena, se eu nao me engano custa cerca de 15 dolares por noite. Como disse anteriormente, eu nao contratei nenhuma agencia, ou seja, eu tive que levar todas minhas provisoes, no equador existem diversas agencias que realizam trekkings/escaladas nos vulcoes, mas nao é barato nao, uma empreitada em um vulcao pode custar cerca de 400 dolares, dependendo do servico utilizado e vulcao a ser escalado, ao contratar o servico de uma agencia sera reservado um tempo para pratica de uso de crampons e pilots, mas nao espere que o guia va te ensinar mais do que simplesmente colocar e tirar os crampons das botas e como segurar um pilot.

Como relatado acima, fui deixado a 6km do refugio, o que me fez gastar 1 dia a mais de caminhada, acampando com vista para o Cayambe, no dia seguinte atingi o refugio e fui informado que ha 3 semanas era impossivel fazer o cume, pois devido as tormentas nao dava para se aproximar. No refugio tinham escaladores da europa e dos eua, todos sedentos para sair, mas uma nova tempestade dde neve atingiu o local fazendo a neve se acumular novamente e mais uma vez o clima era implacavel, muito frio, esperei a meia noite e nada, nao consegui sair, 3hs da manha e nada de novo, e finalmente as 5 da manha o escalador que me ensinava e me acompanhava me disse que se eu quisesse sair o momento era aquele, mas que eu deveria estar ciente que algo poderia acontecer, mesmo com todas instrucoes dadas para mim e um treinamento antes realizado, minha experiencia era zero no gelo e isso nao é muito confortavel, no dia anterior a minha saida ao cume, ainda no acampamento, eu tirava minhas luvas e roupas para ir me acostumando a ficar dormente devido ao frio, parecia loucura eu ficar quase sem roupas num frio daqueles, abaixo de 0 graus, mas eu deveria aprender !

Enfim a porta do refugio é aberta para minha saida, e rapidamente fechada. O frio era incrivel e rapidamente fui atingindo por uma tormenta e nao tinha como escapar, nos abrigamos do vento e da neve atras de uma pedra, e comecou a cair pedras de gelo tambem, foi uma experiencia tremenda, fui avisado apartir desse momento que eu passaria por serias dificuldades devido ao extremo frio, e de fato foi verdade, meu corpo aos poucos foi adormecendo e pra variar eu nao poderia ficar parado pra nao congelar, eu bebi agua fervendo com acucar mascavo, pra manter a temperatura do corpo, eu bebia agua fervendo igual agua de torneira. Continuamos a caminhar no meio da tormenta, ate que chegou a hora de colocar os crampons, foi um pesadelo, pois eu deveria tirar minhas luvas impermeaveis, eram muito grossas e eu nao conseguiria manusear os crampons, um momento critico, pois assim que tirei as luvas, minhas maos entraram em choque, mas rapidamente consegui colocar os crampons nas minhas botas, eu levei 3 maquinas fotograficas e o porque disseo é simples, se uma congelar eu usava outra, e foi o que aconteceu, uma maquina minha foi congelada, e com as fortes rajadas de vento e neve, ela foi danificada.

Quando subiamos em direcao ao cume em campos de neve com 45, 50 e 60 graus, avaliamos as condicoes do gelo para possiveis avalanches e deslizamentos, foi quando ha 5200 mts de alt, o gelo por onde caminhavamos se rompeu e logo em seguida uma avalanche a nossa direita, algo que nunca esquecerei em minha vida, continuamos ate os 5300 mts de alt, entao resolvemos descer, pois ja tinhamos ido longe demais e estavamos numa area de grande risco de gretas e avalanches.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
MOCHILEIRO PEREGRINO

Autor do livro - A Senda e o Aprendizado do Mochileiro Peregrino

www.mochileiroperegrino.com

Não se esconda atras de seus sonhos, e sim se coloque a frente da realidade e mostre quem você é, eu apenas faço e sou o que muitos tem vontade e não tem coragem.
Avatar do usuário
MOCHILEIRO PEREGRINO
Colaborador
Colaborador
 
Mensagens: 497
Desde: 31 Out 2009, 11:25

Voltar para Trilhas & Travessias na América do Sul



Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante