Guatemala quer um ‘Guggenheim’ Maya

Guatemala quer um ‘Guggenheim’ Maya


No destaque o templo “El gran Jaguar” no sítio arqueológico de Tikal
Foto: Silnei L. Andrade/Mochila Brasil

O Instituto Guatemalteco de Turismo (Inguat) divulgou recentemente sua intenção de construir um Museu Maya de categoria mundial, ao estilo Guggenheim (em Bilbao, na Espanha) ou de outros renomados museus da Europa ou EUA.

De fato o país, apesar de contar com impressionantes construções da civilização Maya, como o magnífico sítio arqueológico de Tikal carece de um espaço para abrigar os principais objetos de seu legado histórico.
Em uma coletiva de imprensa, o diretor do Inguat, Pedro Duchez disse que o museu não só será fundamental para a história da Guatemala, como aumentará o turismo e por consequência, incrementará a economia do país. O projeto poderia gerar benefícios de USD 225 milhões ao ano de acordo com o Actualidad.rt.com que publicou a notícia.
Ele qualificou como “lamentável” o fato de que a Guatemala, sendo “o verdadeiro coração do mundo maya” não conte com um museu que mostre a magnitude e importância desta civilização.

Nota: Guatemaltecos e mexicanos têm, assim como argentinos e brasileiros (quando em se tratando de Maradona e Pelé) uma certa “rivalidade” com relação à quem pertence o título de verdadeiro coração do mundo maya.



Deixe um comentário

Log in

Esqueceu a senha?

Forgot your password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Fechar
de

Enviando Arquivo…