Ir para conteúdo

Relatos de Viagem

Mostrando tópicos em Europa - Relatos de Viagem, América do Sul - Relatos de Viagem, América Central, Caribe & México - Relatos de Viagem, Ásia - Relatos de Viagem, África - Relatos de Viagem, Oriente Médio - Relatos de Viagem, Estados Unidos e Canadá - Relatos de Viagem, Austrália, Nova Zelândia e Ilhas - Relatos de Viagem, Volta ao Mundo e RTW - Relatos de Viagem, Cicloturismo: Relatos de Viagem, Viagem de Moto: Relatos de Viagem, Viagem de Carro: Relatos de Viagem, Argentina - Relatos de Viagem, Vanlife: Viver e viajar em uma casa sobre rodas, Vídeo-relatos e documentários de viagem, Chile - Relatos de Viagem, Bolívia - Relatos de Viagem, Peru - Relatos de Viagem, Equador - Relatos de Viagem, Venezuela - Relatos de Viagem, Paraguai - Relatos de Viagem, Uruguai - Relatos de Viagem, Colômbia - Relatos de Viagem, Viagem por 2 ou mais países da América do Sul - Relatos de Viagem, Itália - Relatos de Viagem, Portugal - Relatos de Viagem, França - Relatos de Viagem, Grécia - Relatos de Viagem, Suíça - Relatos de Viagem, Alemanha - Relatos de Viagem, Turquia - Relatos de Viagem, Espanha - Relatos de Viagem, Bélgica - Relatos de Viagem, Holanda - Relatos de Viagem, Áustria - Relatos de Viagem, Islândia - Relatos de viagem, México - Relatos de Viagem, Cuba - Relatos de Viagem, Costa Rica - Relatos de Viagem, Caribe - Relatos de viagem, Panamá - Relatos de Viagem, Ásia Central - Relatos de Viagem, Extremo Oriente - Relatos de Viagem, Subcontinente Indiano - Relatos de Viagem, Sudeste Asiático - Relatos de Viagem, Nepal, Tibete e Butão - Relatos de viagem, Estados Unidos - Relatos de Viagem, Canadá - Relatos de Viagem, Relatos de viagens entre 2 ou mais países na América Central, Caribe & México, Trilhas & Travessias - Relatos de Viagem, Suriname e Guianas - Relatos de Viagem, Outros países da Europa - Relatos de Viagem, Guatemala - Relatos de Viagem, El Salvador - Relatos de Viagem, Honduras - Relatos de Viagem, Belize - Relatos de Viagem e Nicarágua - Relatos de Viagem postado nos últimos 365 dias.

Atualizada automaticamente     

  1. Hoje
  2. Oi Gláucia! Fico feliz em poder ajudar assim como fui ajudada quando precisei! Obrigada pelo feedback! Se tiver alguma dúvida e eu puder responder, estamos aí!
  3. Conexão no Panamá - Aproveitando o tempo!

    Oi Bruna, essa revista foi em Brasilia? No local de raiox ou em sala?
  4. Ontem
  5. Oi, Thalita!!! Muito legal seu relato, me ajudou bastante Uma dúvida: a passagem de Uyuni para La Paz que vc comprou direto no site da TODOTURISMO - vc teve que validar a passagem no escritório da empresa quando chegou em Uyuni ou depois que seu pagamento for autorizado a empresa já manda a passagem por e-mai?
  6. To querendo fazer a travessia do Campo dos Padres aqui em SC ali por Urubici agora em dezembro, e meu projeto é juntar essa trilha com minha viagem de bike também em dezembro. Quero saber de quem ja fez essa travessia, de como é a trilha porque to querendo fazer ela de Mountain Bike, ou se alguém ja se aventurou de MTB por la...
  7. Paraguay e Norte da Argentina

    Gente. Boa! Bem eu estou viajando de carona por parte do Brasil e os últimos tempos foram no Paraguay e agora Argentina. Quero deixar aqui umas dicas para quem viaja de carona ou pretende por esses países. Paraguay é super de boua, pessoas educadas, dão carona mesmo sendo apenas pequenas distâncias, mas juntando todas você chega lá, não é 5 nem 10 minutos em todas, mas se esperar vai ter sim carona, a comida é relativamente barata, mas tem que saber o que vai comer, eles falam Guarany e Castelhano, muitas vezes tudo misturado então não estranha, na região de fronteira a imensa maioria fala ou entende português. Vai na fé que não se arrepende. Não esqueçam de fazer o percusión na imigração, logo na entrada.
  8. Israel, Palestina e Jordânia - Out/2017

    Dia 9 (19/10) - Tomamos café, fizemos check-out no hotel e partimos pro deserto do Wadi Rum (tx JOD 35). Para entrar na reservar do Wadi Rum, tem que pagar uma taxa de JOD5. Já tínhamos reservado o jeep tour + noite no acampamento com a agência Wadi Rum Nomads por email. info: https://www.wadirumnomads.com/ . Achei a agência muito boa, o passeio é simplesmente imperdível, os guias e funcionários são educados e prestativos. O tour sai por JOD50 (inclui jeep tour, noite no acampamento, almoço, jantar e café da manhã). Andar de camelo é opcional e custa JOD20 (na manhã seguinte, vc salta do jeep um pouco antes do vilarejo e completa o trajeto de camelo). Quando chegamos no vilarejo do Wadi Rum, deixamos as malas com o pessoal da agência e só levamos uma mochila com o que íamos precisar pro passeio e pra passar a noite. No jipe, cabem 6 pessoas, então não dá pra levar mala grande. No dia seguinte, pegamos as malas de volta. Para mim, o passeio no Wadi Rum foi uma das melhores coisas da viagem, o deserto é muito bonito, tem variações de cor: vermelho, amarelado, tem dunas, há vários lugares para escalar com vistas fantásticas do deserto (o filme "Perdido em Marte" foi filmado no Wadi Rum). No fim do passeio, voltamos ao acampamento para jantar e dormir. No acampamento, tem banheiro e chuveiro (água fria), uma tenda grande de convivência (onde são servidas as refeições), tendas para famílias (4 ou 5 pessoas) e tendas para duas pessoas. A cama é normal e tem cobertores, pq fez muito frio à noite. No manhã seguinte, após o café, retornamos pra vila do Wadi Rum pra pegar o tx pra fronteira Aqaba-Eilat (JOD25). Todas as refeições estavam boas e fartas. Considero imperdível o passeio e a noite no acampamento imperdíveis para quem vai na Jordânia.
  9. Olá! Vou pra Índia agora no começo de 2018 (Delhi, Rajastão, Agra, e Norte) e estou com uma dúvida sobre hospedagens. Você reservou tudo antecipadamente ou deixou pra procurar lá na hora? O normal é que é melhor reservar antes, mas nas minhas experiências em países mais pobres, percebi que as vezes reservar antes é meio furado, porque a gente olha fotinha no booking e em outros sites e é ótimo, chega lá é uma porcaria, mas dai já não da pra mudar mais... rs Fico na dúvida mais em relação a oferta de hostels se for procurar na hora, acha q é tranquilo? Obrigado!!
  10. Oi Uriel, tudo certo? Então, minha viagem esta confirmada agora para o começo de 2018 e estou com uma dúvida sobre hospedagens. Você reservou tudo antecipadamente ou deixou pra procurar lá na hora? O normal é que é melhor reservar antes, mas nas minhas experiências em países mais pobres, percebi que as vezes reservar antes é meio furado, porque a gente olha fotinha no booking e em outros sites e é ótimo, chega lá é uma porcaria, mas dai já não da pra mudar mais... rs Fico na dúvida mais em relação a oferta de hostels se for procurar na hora, acha q é tranquilo? Obrigado!!
  11. Olá! Vou pra Índia agora no começo de 2018 (Delhi, Rajastão, Agra, e Norte) e estou com uma dúvida sobre hospedagens. Você reservou tudo antecipadamente ou deixou pra procurar lá na hora? O óbvio é que é melhor reservar antes, mas nas minhas experiências em países mais pobres, percebi que as vezes reservar antes é meio furado, porque a gente olha fotinha no booking e em outros sites e é ótimo, chega lá é uma porcaria, mas dai já não da pra mudar mais... rs Fico na dúvida mais em relação a oferta de hostels se for procurar na hora, acha q é tranquilo? Obrigado!!
  12. Parabéns pela viagem,2014 fiz exatamente o mesmo e outro de Puerto Natales a Puerto Montt,saudades da época mais feliz da minha vida!
  13. Olá! Vou pra Índia agora no começo de 2018 (Delhi, Rajastão, Agra, e Norte) e estou com uma dúvida sobre hospedagens. Você reservou tudo antecipadamente ou deixou pra procurar lá na hora? O óbvio é que é melhor reservar antes, mas nas minhas experiências em países mais pobres, percebi que as vezes reservar antes é meio furado, porque a gente olha fotinha no booking e em outros sites e é ótimo, chega lá é uma porcaria, mas dai já não da pra mudar mais... rs Fico na dúvida mais em relação a oferta de hostels se for procurar na hora, acha q é tranquilo? Obrigado!!
  14. Dia 16 – Havana – Rio Tomei aquele café super reforçado que é servido nas casas particulares. Em Havana não rolava o esquema hospedagem por 20 cuc com café simples. Então eu pagava 20 pela hospedagem e 5 cuc pelo café. Mas valia a pena, principalmente nos dias em que eu não estava disposta a comer os sanduiches baratos vendidos nas janelas. Além do café, suco, paes, frios, ovos.. ainda rolava uma boa variedade de frutas. Gastei meus últimos minutos de internet me conectando no wi fi do Hotel Inglaterra e segui para o aeroporto. O taxi custava 20 cuc, e a dona do imóvel quem fazia o contato, dei aquela chorada, falei que era fim de viagem, que eu estava sozinha e não tinha ninguém pra dividir, consegui diminuir apenas 2 cuc, paguei 18 até o aeroporto. Os voos ocorreram sem atrasos e mesmo com uma escala de apenas 47 min no Panamá eu consegui embarcar de boa. Sobre Cuba: Vá!!!!!!!!!!! O país é incrível, a revolução, a forma que vivem, o povo, as belezas naturais.. Se vc quer apenas uma praia do Caribe acho que vale a pena escolher outro destino, existem outros lugares mais baratos e com muito mais estrutura, mas se vc quer mt mais que uma praia, vá a Cuba e não se arrependerá!
  15. Motivos pelos quais você nunca deveria ir ao JAPÃO!

    Ahhhhh, Aokigahara, noooossa, bem lembrado Rogério! Sinistro incluir essa área no roteiro, mas eu faria isso com certeza!
  16. TRILHA SALKANTAY DIA 1: Como combinado, uma van da agencia nos buscou em torno das 4:30 no Hostel. Fui com uma mochila que eu carregaria durante todo o dia, nessa mochila levei agua, capa de chuva, celular, go pro, snacks, protetor solar, repelente, chapeu, jaqueta, dinheiro, documentos.. então ela não ficou muito leve... na outra bolsa, que iria com os cavalos, coloquei as outras mudas de roupa, necessaire e o saco de dormir. Viajamos umas duas horas de Van, tomamos café da manhã em Mollepata... pagamos uma tava de 15 soles se não me engano para entrar na região ( cobram de todos os turistas) e depois viajamos mais um pouco até Sayllapata onde a trilha começaria. Lá o guia nos entregou os trekking poles que tinhamos alugados, entregamos as bolsas ao nosso carregador e iniciamos a trilha... o Inicio era numa altitude em torno de 3200m e o destino já era o acampamento em que dormiriamos naquele dia onde chegariamos em torno do meio dia. O acampamento era em Soraypampa em torno de 3800m de altitude ( eu nao lembro de nada disso, estou consultando o mapa que ganhamos no dia ) Essa caminhada inicial foi bem puxada, bastante subidas e muitas pedras. Como era o primeiro dia, os guias fizeram varias paradas para descanso e para aguardar os que ficavam mais para trás ( geralmente eu !). Comecei a triha com blusa curta, blusa longa, jaqueta impermeavel, gorro... 5 minutos depois eu ja estava só de camiseta... aí nas paradas tinha que colocar a jaqueta de volta... por isso foi bom uma mochila espaçosa e roupas não muito pesadas... O dia estava bonito, sem chuva, e a paisagem era linda... chegamos finalmente no acampamento, onde fomos distribuidos em "Iglus". Essa empresa com a qual fiz o passeio tem acampamento proprio nessa primeira noite, e os iglus são uns amores, de vidro, e à noite dá pra enxergar as estrelas ( ou a chuva). As outras empresas ficam em acampamentos na mesma região, em barracas comuns. Bom, nos acomodamos nos nossos iglus, nos quais tinhamos camas com colchão e cobertor, e logo o almoço estava pronto. As refeições eram sempre fartas e deliciosas! Tinhamos 2 cozinheios que nos acompanharam durante todo o trajeto! Outra coisa legal era que eles faziam pratos especiais pro pessoal que era vegetariano e para uma menina que era gluten free! Após o almoço, chá de coca e uma horinha de descanso fizemos uma caminhada até o Humantay Lake! A caminhada é pura subida e o finalzinho cheio de pedras! acredito que uma hora e pouqinho para subir, e um pouco menos para descer. Essa caminhada era opcional, apenas uma menina do nosso grupo acabou não fazendo pois estava ruinzinha pela altitude. O Lago é lindo e fica aos pés da montanha Humantay! Ficamos um pouco la, tiramos fotos e retornamos. Chegamos no acampamneto já era final da tarde... tomamos um chá da tarde com pipoca, biscoitos... e logo já jantamos e dormimos cedo! Eu já sabia que essa seria a noite mais fria de toda a trilha, li alguns relatos assustadores de grupos que sofreram muito com o frio... Fui preparada, levei calça e blusas térmicas ( que comprei em cusco mesmo) e ainda coloquei por cima todas as ropuas que eu tinha, varias meias, luvas, alem do saco de dormir e do cobertor. Com tudo isso consegui dormir bem... acho que o fato de estarmos em camas nos iglus tambem ajudou.. não senti frio e dormi que nem uma pedra.. Realmente é incrivel dormir conseguindo enxergar as montanhas cobertas de gelo... Sobre banho... Nesse dia tinhamos uma estrutura razoavel, com banheiros, porem sem agua quente!! A agua era muito muito gelada, dificil até de lavar as mãos, ou seja, todos enforcaram o banho. ( exceto a mesma menina que passou mal pela altitude, resolveu tomar um banho gelado! E foi terapeutico, no outro dia ela estava ótima!) Se não me Engano o total de caminhada desse dia foram 14 km !
  17. Quando eu vejo pra quanto foi os preços do Big Ice me dá um desânimo da vida.
  18. Última semana
  19. Adorei seu relato!!! Pretendo ir em maio/18. Nas, não pretendo alugar carro... Você tem alguma outra sugestão de transporte ?
  20. A Cidade de Pedra - Petra, Jordânia

    Relendo no Mochileiros tudo sobre Petra... acredito que semana que vem me encantarei muito com tal arquitetura. O Xaliba tem ótimos relatos. Sempre esperamos fugir do passeio pasteurizado, plástico, e às vezes nos faz bem sairmos das rotas turisticas. Logo postarei uma nova foto aqui para melhorar o tópico!
  21. [VIDEO] Cusco - Peru: 11 dias. Despesa total: R$ 2800,00

    Você usou qual programa para editar?
  22. Filipinas em 30 dias

    Olá Alana, tudo jóia! Nos meus 30 dias de Filipinas, o maior custo foi com os mergulhos de cilindro. Nao sei o valor exato, mas beira os $20 mil, incluindo as passagens.
  23. Travessia Sepituba - Bonete

    Parabéns pelo relato. Fiz a trilha do Bonete há poucos anos atrás, dormi na vila e retornei de barco. Seu relato me fez sentir saudade e orgulho. Obrigado!
  24. Work Exchange pela Croácia e Suíça

    Alexisjordao! Brigadão, valeu mesmo!
  25. Meu W no Torre del Paine

    Essa viagem foi há muito tempo em uma galáxia distante, rsrsrs. Somente agora estou colocando as lembranças aqui no mochileiros. Bem, para mim foi muito especial essa viagem, porque tinha sido apenas minha segunda viagem internacional depois de uma para a Europa e nessa viagem à Patagonia de 30 dias descobri qual é o meu estilo de viagem e quais seriam os meus próximos destinos, a viagem para a Europa tinha sido legal também, mas nada como ir para um lugar em que a Natureza dá espetáculo e te deixa boquiaberto. Aqui irei falar apenas de uma pequena parte da viagem entre a patagônia argentina e chilena: a trilha em Torres del Paine, então, vamos lá !!!! Nunca tinha feito trilha antes, nem acampado, nem nada de nada, mas resolvi fazer esse negócio, rsrrss, e assim foi. Tudo começa em Puerto Natales a cidade base para quem quer ir para Torres. Cheguei lá em novembro de 2008 e tava um frio danado, e no início da temporada o que de certa forma é bom, bem menos gente na trilha, mas é um pouco mais frio. A temporada alta lá é a partir de dezembro. A ideia em Puerto Natales era gastar um dia procurando equipamento e no outro ir para o parque, mas não foi bem assim, fiquei dois para alugar o equipamento, ahhh não tinha nada, e outro para comprar comida, não tinha menor ideia do que comprar, mas aí já abro um parêntese para dica sobre isso (pão, miojo uns 7 pacotes, queijo, presunto, doces, e outras pequenas coisas como amendoas e etc) e foi só isso que comprei, acreditei que com o frio o queijo e o presunto não iria apodrecer e o pão não mofar. Graças a Deus deu certo, rsrs. Cuidado com a quantidade de coisa que comprar, porque é difícil carregar muita coisa e não esqueça que vc vai ter que caminhar muito com tudo isso. Se não tiver sozinho como eu, pode dividir, mas sozinho é osso ter que levar barraca e toda comida. Ok comprei tudo e aluguei a barraca, saco de dormir e etc. Dica: cheque tudo, pois eu não chequei e tive problemas logo com o saco de dormir, putz. Certo, tudo pronto, agora era hora de partir e aí refuguei, kkkkkkkk, quando acordei de manhã para ir pegar o ônibus tava um frio danado e aí inventei que o tempo não tava bom naquele dia e etc e bla bla, mas na verdade foi medo mesmo rsrsrrsrs, sou de Brasília nunca peguei um frio menor de 8º, tinha somente ido à Europa na primavera, tava morrendo de medo de morrer congelado e ainda ia acampar kkkkk, foi foda, mas no outro dia, sem desculpas, me arrumei e fui, pensando ainda, o que que eu to fazendo aqui? ( galera que já faz trilha, relaxa, tô só colocando minha visão na época de quem nunca tinha feito nada de nada, o medo era o desconhecido para mim, mas a trilha é tranquilízima) Então, assim fui no ônibus que sai de Puerto Natales e leva as pessoas para o parque. A vista na estra já é surreal. Aqui vai um detalhe, eu fiz o W ao contrário do que as pessoas geralmente fazem, então desci na última parada do ônibus e fui para o Refugio Paine Grande de barco, na época eu nem sei porque eu fiz isso, mas foi a melhor escolha, adorei, porque assim você conhece as torres no último dia, como a cereja do bolo. Ahhh e só mais uma explicação: o W que estou me referindo é um circuito de trilha no parque Torres del Paine que se vc ver o desenho parece um W, feito geralmente em 5 dias. Aqui vou só relatar minha experiência, mas no google há muitas informações detalhadas sobre esse circuito, com mapas e etc. Primeiro dia Beleza, peguei o barco e fui para o camping chamado Refugio Paine Grande, a viagem no barco é muito massa logo de cara vc ver as montanhas, lindas, brancas, a cor do lago com seu azul top, e o ventão, aí vc já ver o que te espera, foi uma sensação e tanto, principalemnte para mim que nunca tinha nem sequer visto uma montanha gelada, tudo muito novo, e mais um detalhe não tinha pesquisado muito, nem sabia como seria o camping, se era no meio do nada ou não e etc, eu tava preparado para camping selvagem, mas aqui já dou um spoiler, em todo o circuito só fiz uma noite de camping selvagem, embora nos que não eram eu não usei nada do camping, pois estava com minha comida e equipamento, então comia o que tinha e etc. Quando o barco me deixou, foi só chegar montar a barraca e admirar a beleza do lugar, incrível que iria dormir ali, essa noite era na parte de trás de um hotel de montanha de luxo a beira do lago e que eu não tinha coragem nem de entrar lá, rsrsrrs, a noite foi massa, fria, mas quando pela primeira vez na vida entrei em um saco de dormir, descobri que dentro do saco realmente não faz frio, o problema foi só o vento e a chuva leve, passei a noite toda rezando com medo do vento que era realmente forte, parecia que iria levar tudo, com aquele forte barulho de vento que parecia trovão, isso aconteceu em todas as noites. Os ventos da patagônia são impressionantes. Quando acordei segui meu roteiro, comi meu pão com queijo e presunto e fui trilhar com um outro sanduiche para comer na trilha. A ideia hoje era ir até a geleira grey. Nunca vou esquecer esse dia em que tive a experiência de passar por vários climas diferentes em um mesmo dia: saí com sol e estava um pouco quente, depois fechou tudo e fez frio, choveu leve e para finalizar nevou forte a ponto de me deixar todo branco parecendo um boneco de neve, e, para variar, depois fez sol, kkkkkkkk, o clima da patagonia é muito Louco. Isso foi uma das coisas que mais gostei. Outra coisa sensacional é a surpresa, lembro que estava caminhando subindo olhando para baixo, com o lago do meu lado e quando fiz uma curva na trilha, como uma esquina, levei um forte vento na minha cara e uma mostruosidade branca apareceu na minha frente. Ali estava ela a geleira, pela primeira vez na minha vida tinha visto uma, foi incrível, fiquei um tempão ali comemorando sozinho e vendo aquilo, imagina para quem mal conhecia o mundo ver aquele negócio soprando vento com força para o lago. Foi Animal. E assim continuei caminhando em direção a ela com icerbergs flutuando no lago ao meu lado, porque vc sempre caminha com o lago do lado. Cheguei na geleira tirei um monte de fotos, comi meu pãozinho e acelerei para voltar porque o tempo ficou feio bem rápido, como sempre, rsrsrs, aí foi só voltar feliz da vida e vendo as mudanças de tempo que nesse dia foi sensacional. Para quem quer ir: relaxa que as trilhas são bem marcadas, vc não se perde, tem muita gente caminhando e leve roupas impermeáveis, o tempo é louco!!!!! Bem, agora tenho que fazer outras coisas e por enquanto vou parar por aqui, mas prometo voltar logo para continuar escrevendo sobre os próximos 4 dias, para mim vale a pena escrever aqui e recordar essa viagem incrível. Até mais pessoal, qualquer pergunta é só deixar nos comentários. Também estou colocando as fotos no instagram: @raimundo_junior__
  26. Acompanhando o seu relato, e ficando cada vez mais ansioso. Sobre o trem, qual foi o horário que comprou? Deu pra ver tudo que queria em Machu Picchu ou precisaria de mais tempo?
  1. Mais Resultados
×