Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Todas Atividades

Atualizada automaticamente     

  1. Recentemente
  2. Oiii pessoal! Gostaria de dicas de viagens bem praianas. Que dê pra aproveitar muito durante o dia e ainda ser presentado com aquele por do sol maravilhoso! Pelo BR mesmo, vou sair de férias em Novembro, tá bem em cima, mas gostaria de explorar por aqui. RJ, SC já estão na mira, podem caprichar nas sugestões ahahah sou do litoral de SP, tenho 24 anos, bem caiçara pé na areia 😃 Como disse, sou louca por praia. Praia E role de bike fim de tarde. Mans, gostaria muito de ir para um lugar que dê pra curtir o dia TODO. Se tiver pub's e barzinhos, sempre fica melhor pra dar aquela distraída a noite. Muito obrigadaaaa, Fiquem a vontade pra seguir no instagram: @msnathalia Abraços!
  3. Sarah-br

    Buenos Aires e Santiago 31/08 a 10/09

    Se você quiser viajar na melhor companhia, entre em contato comigo, eu sou sua acompanhante do rio de janeiro
  4. Hoje
  5. renata83

    Europa acordo Schengen, entrando e saindo varias vezes como funciona?

    vc não precisa disso para imigração na europa... ninguém vai te pedir e eles conhecem a regra (em vigor a muitos anos, com muitos voos diarios e milhares de visitantes por dia), mas se quer ler e imprimir: aqui tem o texto do acordo no site oficial do governo do Brasil: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2012/decreto/D7821.htm aqui tem resumo e link para acordo inteiro no site oficial da união europeia, em ingles: http://ec.europa.eu/world/agreements/prepareCreateTreatiesWorkspace/treatiesGeneralData.do?step=0&redirect=true&treatyId=9401 Official Title Agreement between the European Union and the Federative Republic of Brazil on short-stay visa waiver for holders of ordinary passports Type of Agreement Bilateral Place of Signature Brussels Date of Signature 08/11/2010 Date of Entry Into Force 01/10/2012 Duration Indefinite o texto completo se quiser imprimir (ou pode clicar em "View Full Text of Treaty" no link acima): http://ec.europa.eu/world/agreements/downloadFile.do?fullText=yes&treatyTransId=15101 A parte que te interessa é o Article 5, Duration of stay, ..."citizens of Brazil may stay in the Schengen area for a maximum period of three months during a six months period following the date of first entry into the territory of any Member State"... (a parte sublinhada em negrito só faz sentido em multiplas entradas) neste link aqui, também do site oficial da união europeia, ensina como calcula os 3 meses em 6 meses: https://ec.europa.eu/home-affairs/sites/homeaffairs/files/what-we-do/policies/borders-and-visas/border-crossing/docs/verification_of_the_length_of_previous_and_intended_stays_under_the_old_rules_en.pdf finalmente, existe uma regra que se aplica a quase todos os outros paises isentos de visto, a de 90 dias nos ultimos 180 dias, que é mais restritiva do que a nossa, e que possui calculadora no site oficial (em outras palavras, se estiver ok ali, está ok para nós): https://ec.europa.eu/home-affairs/content/visa-calculator_en Dito tudo isto, a isenção de visto não é garantia de entrada e tem que atender os requisitos e sugestões usuais. Se gosta de imprimir coisas, vc também pode imprimir páginas de consulado ou embaixada do pais onde vai fazer imigração, na lingua deles... praticamente todos estes sites explicam, mas novamente... não é necessário. Isso deve permanecer valido até 2021... quando o ETIAS deve entrar em vigor e vamos (Brasil e todos os paises que não precisam de visto) precisar fazer um cadastro eletronico valido por 3 anos, antes de viajar.
  6. D FABIANO

    Sugestões para roteiro 20 dias em Portugal

    @Mariana Limongi CVC?Direto no site deve ser muito mais barato.
  7. D FABIANO

    Dicas de passagens e roteiros para 15 dias portugal

    @Melissa Harumy Seo Sou nacionalista,então fui de Azul,mesmo assim porque não havia outra que cobrava em Real. Mas vale dar uma olhada na RAM,com conexão em Casablanca, mas é na moeda do mal.
  8. Veja nos sites que cito acima,bus sur,Pacheco,tacsa ou el pinguino.
  9. Parabéns pelo relato, ficou excelente e vai ajudar muita gente que está montando sua viagem !!
  10. LeoRJ

    PERU dez 2018- mochilão c/ 2mil

    Não há como responder tal pergunta, pois não está claro seu tempo de permanência, tampouco se esse valor será somente para estada, alimentação e passeios ou se as passagens aéreas sairão também deste valor. Já as dicas e roteiros... Nosso fórum é repleto de informações. O usuário deve aproveitar o vasto conteúdo já publicado e realizar suas próprias pesquisas, pois desta forma, poderá absorver de uma maneira muito mais proveitosa tudo que necessita para montar sua viagem. Seria interessante fazer essa pesquisa e só depois postar dúvidas mais específicas sobre os temas que não encontrar respostas satisfatórias. Aqui te passo o link de um relato bem legal que contém muitas informações que você pode utilizar em sua viagem: Saudações e boa sorte nos preparativos, Leo
  11. Natalie Villas Boas

    Europa out/nov 2018

    Oi gentee.. tô indo pra Europa 25/09. Inicialmente com um grupo de amigos e o seguinte roteiro: Lisboa - Paris - Berlim. No dia 08/10 o pessoal volta pro Brasil e eu fico sozinha até 26/11. Pretendo visitar Praga, Viena, Budapeste, Países Baixos, Espanha e Itália. Meu roteiro ainda não tá 100% definido em relação às datas! Então se alguém tiver por lá nessa época e quiser combinar alguma coisa, dar alguma sugestão ou precisar de cia é só falar!!
  12. Gabriel Serandin

    PERU dez 2018- mochilão c/ 2mil

    Acho que dá, to afim de fazer mais ou menos o mesmo trajeto, passando por mais algum País, mas em dezembro, tem alguma rede social em que possamos nos falar para trocar informações?
  13. Alguém tem uma informação atualizada da periodicidade e horário dos ônibus do Ushuaia para Punta Arenas? Estou tentando verificar se existe um ônibus de Domingo, mas não estou encontrando essa informação. Obrigado! Felipe
  14. Silnei

    Apagar postagens

    Ambos foram apagados.
  15. nossoblogdeviagem

    Destino barato em outubro 2018

    recomendo o app Skyscanner para achar passagens baratas. baixe o app escolha as datas e selecione "qualquer destino"
  16. henriquefarage

    Mochilão Bolívia Peru (Machu Picchu, Inti Raymi, Copacabana)

    Entendi. Mas não concordo com a parte da inclusão popular. Os dias que antecedem o Inti Raymi não devem ser confundidos com a mesma celebração ao sol. Há desfiles cívicos, de instituições públicas e escolas de toda a região de Cusco, claro, mas pelas festas da cidade, por isso, claro, é uma festa da população para eles mesmo. Agora o Inti Raymi é bem diferente. Você deve ter visto que os ingressos são caríssimo e inacessíveis até para alguns turistas. A cerimônia em Qoricancha e Plaza de Armas são abertas, claro, mas as arquibancadas (onde normalmente há turistas estrangeiros) são "guardadas" por pessoas contratadas por agências de turismo que vendem estes assentos (públicos) por 50, 60, 70 dólares. O mesmo e mais grave acontece em Sacsayhuaman na celebração final - os poucos lugares cedidos para o público geral, gratuito, são tomados por agências durante a madrugada. Antigamente toda a população acompanhava a celebração, de graça, e inclusive eram convidados para participarem com grupos de escola, etc.
  17. Marcos Pena

    Mochilão em Setembro - Portugal para outros países

    Alisson ja decidiu? comprei a passagem para outubro!
  18. Marcos Pena

    Mochilão em Setembro - Portugal para outros países

    Melissa tudo bem? comprei a passagem para Outubro!
  19. VIAGEM - 2º dia - Parte II - Conhecendo a cidade de Manaus. Assim que a chuva diminuiu fui dar uma volta ao entorno do Teatro, há muitos prédios revitalizados e bem conservados que mantêm os traços arquitetônicos dos séculos passados, quase em frente ao Teatro, na rua lateral com a Av. Eduardo Ribeiro (fundos do teatro), há um centro de atendimento ao turista, lá eles disponibilizam um mapa da cidade com os principais pontos e dão dicas de horários entre outras, peguei meu mapa, fui até a sorveteria/cafeteria que fica em frente ao Largo São Sebastião e tentei traçar uma rota otimizada dos lugares que iria visitar, aparentemente tudo ficava muito próximo, mas nesses mapas as distâncias não são confiáveis, por isso se quiser conhecer todo o entorno da cidade com seus principais pontos, aconselho ter a disponibilidade de um veículo, ou se curte vivenciar a cidade mais de perto, ir a pé mesmo, mas reservando mais de um dia para conhecer tudo (não é que seja longe os lugares uns dos outros, mas o tempo que se gasta faz diferença). O entorno do teatro possui muitos lugares que valem a pena conhecer, como o Museu da Casa Eduardo Ribeiro (importante governador do ciclo da borracha), a Galeria Amazônica, o Prédio da Editora Brasil, o Museu da Amazônia e seu café, a Praça da Saudade, o Museu Amazônico e a Casa de Artes mantidos pela UFAM (Universidade Federal do Amazonas) além de muitos bares e pontos de comida regional. A partir do anoitecer o clima é muito bacana ao redor do Teatro, no chamado Centro Cultural Largo de São Sebastião, ocorrem apresentações de musica ao vivo, não deixem de visitar o Bar do Armando (local tradicional com uma cerveja bem gelada, mas um tanto decadente em minha opinião, daria nota 7) e a Tacacária da Gisela (o mais famoso tacacá da cidade, pra quem não conhece esse prato típico, vale muito a pena experimentar, haa, na Sorveteria Barbarella, que fica em frente a praça, eles servem vários sorvetes com sabores das frutas regionais, aconselho experimentarem o de tucumã e claro o de cupuaçu, outra sorveteria muito famosa na cidade é a Glacial, que fica na Av. Getúlio Vargas. Como última dica, o Local Hostel (que era onde me hospedaria inicialmente) fica na rua posterior ao Largo, pra quem curte esse tipo de hospedagem vale a pena pela localização muito próxima aos pontos turísticos, essa parte da cidade é bem segura, pelo menos aparentemente. Pela rua da sorveteria desci até a Av. Getúlio Vargas e caminhei pelo centro da cidade até a Av. Sete de Setembro, nesse encontro está localizada a Praça Heliodoro Balbi conjuntamente ao Palacete Provincial, a praça é um bom local de contemplação, com fontes, estátuas, problemas sociais e muito verde. O Palacete é um prédio incrível com entrada gratuita, ele guarda algumas exposições muito interessantes de se visitar, na minha data de visita estavam em exposição "Esculturas do Mundo", "Coleção de Moedas de todos os tempos", "História da Policia Militar do Amazonas" (no atual Palacete funcionou a sede da polícia do AM), "Museu da Imagem e Som" e a "Pinacoteca" com vários quadros e esculturas regionais. Acabei perdendo a noção da hora e quando fui ver já era quase uma da tarde, vale ressaltar que cheguei ensopado ao Palacete, o tempo nessa época é muito chuvoso e a única coisa previsível é que em algum momento vai chover. O próximo destino era o Palácio Rio Negro que fica na mesma Av. Sete de Setembro, um pouco mais abaixo do Palacete, de lá daria para conhecer o Parque Senador Jefferson Péres e a Ponte Metálica Benjamin Constant no Largo do Mestre Chico, um pouco mais abaixo já na Av. Duque de Caxias há o Museu do Índio que é um local incrível, no entanto, a fome tinha batido com força e optei em deixar para conhecer todos esses locais na próxima semana, mesmo sem saber quanto tempo ficaria na cidade 🙃, além de que, no caminho de ida para o Mercado Municipal Adolpho Lisboa, onde iria almoçar, passaria pela Praça e Catedral da Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição e pelo Relógio Municipal, então daria pra conhecer de forma rápida esses pontos da cidade, ledo engano, também estavam cercados por tapumes para alguma intervenção e reforma, em compensação, como não tinha mais uma rota bem definida fui me enfiando em ruas laterais para fugir do grande movimento da hora do almoço no centro e acabei indo parar em duas feiras a céu aberto, uma de frutas, principalmente bananas, onde a maioria dos vendedores eram claramente imigrantes haitianos tentando a sorte em Manaus, e a outra uma feira de produtos de todos os tipos, que terminava às portas do Mercado Municipal. Todo mercado municipal é um mundo a parte, e o de Manaus não é diferente, uma infinidade de comidas, peixes, artesanatos, cores e gente. Dei uma volta rápida dentro, acredito que não só o mercado como boa parte de Manaus ainda vinham dos investimentos em melhorias trazidos pela Copa do Mundo de 2014, a estrutura havia sido modernizada e a fachada do prédio se destaca em meio a essa parte do centro, já na região portuária da cidade. Aproveitei para comprar alguns artesanatos para distribuir na volta pra casa e fui matar quem estava me matando, o prato pedido foi costela de tambaqui frito, arroz com feijão de corda, farofa e vinagrete, junto à mesa há pimenta e farinha d’água, esta ultima é mais típica do Amazonas e Para, com um refrigerante lata (Baré, que é produzido pela Ambev, mesma marca do Guaraná Antártica, mais ainda quero acreditar que possui características regionais próprias) tudo ficou na casa dos R$ 30,00. No momento em que comprava os artesanatos fui abordado por mais de um vendedor oferecendo o passei pelo Encontro das Águas, por diversos preços, como já tínhamos formado um grupo via Whatssap e fechado o passeio, acabei recusando as ofertas, mas para quem for a Manaus e não tiver nenhuma agencia de turismo pré-definida, fica a dica de onde encontrar os passeios, pelo o que o Douglas falou, junto ao porto também há um monte de vendedores ofertando o passei nas mais diversas modalidades e preços, mas deve-se ficar atento quanto a real oferta dos serviços, qualidade e segurança dos passeios. Na maioria das vezes essas pessoas trabalham apenas como intermediários de agências especializadas e ganham uma comissão por cada cliente captado, mas antes de comprar qualquer passeio deve-se verificar se possuem autorização para fazer esse tipo de serviço com turistas, emitir alguma garantia dos passeios a serem feitos e saber quais as condições das embarcações, de resto, têm passeios pra todos os gostos e bolsos. Quando sai do mercado já era mais de duas da tarde, minha intenção era voltar para a Av. Sete de Setembro e ir ao Museu do Paço Municipal (Paço da Liberdade) que conta a história da cidade de Manaus de maneira interativa, além de abrigar exposições itinerantes. O Museu fica em frente à Praça Dom Pedro II e tem como vizinho o Palácio Rio Branco (este me interessava apenas por sua arquitetura, mas para quem quiser visitá-lo, nele é mantido exposições de arte relativas a fatos políticos e ao poder legislativos do estado), no entanto, assim como o Palácio Rio Negro, decidi deixar para a próxima semana estas visitas, como queria muito conhecer o Cemitério São João Batista – Sim, gosto de visitar esse tipo de cemitério, pois eles guardam muitas características históricas da cidade, e contam através de seus símbolos, a cultura de uma parte social inteira em um determinado momento. Geralmente esse tipo de cemitério abriga pessoas de grande influencia histórica, e nele está contida uma grande riqueza artística, estatuas e monumentos. Do ponto onde estava até achar o ônibus que passaria em frente ou próximo ao cemitério se tornou um problema, acabou que fui andando na sua direção sempre de olho nas paradas, acredito estar na metade do caminho quando já se aproximava das três horas da tarde e como ameaçava chover novamente, peguei um moto-taxi e consegui finalmente chegar ao local, felizmente não estava fechado, mas bem que poderia. Apesar de ser um local importante para a cidade e já estar se tornando uma referencia turística, o Cemitério se encontrava bem abandonado, acabei dando uma volta rápida pelas ruas principais, onde se encontram os jazigos com os ornamentos mais imponentes, muitos dos barões da borracha e figuras importantes da política amazonense estão sepultados ali, felizmente soube que o governo local pretende aderir ao movimento “museu a céu aberto” e investir mais no local, a exemplo do que já ocorre em outras cidades do Brasil e exterior. Quando disse “dei uma volta rápida” durou mais de uma hora, ainda queria encontrar o Bosque do INPA aberto, seu horário de funcionamento vai até às cinco da tarde, a correria foi grande, sorte que várias linhas de ônibus passam pelo Instituto que fica bem afastado do centro e aos 45 do segundo tempo consegui chegar e implorar para o recepcionista me deixar entrar, como disse que era de outro estado, acredito que ele ficou com dó e me deixou entrar, (o valor da entrada é/era R$ 5,00). Lá dentro há muitas trilhas onde se pode observar animais, plantas e árvores nativas da floresta amazônica, há ainda a recriação de uma maloca, viveiro de jacarés, os tanques de peixe-boi, museus da ciência com exposição de plantas e animais amazônicos, entre muitos outros atrativos, vale realmente a visitação, e é possível conseguir informações atualizadas de horário, valores e atrações no site do Instituto. Pra quem se interessar em conhecer mais da biodiversidade amazônica, Manaus possui outros dois grandes parques urbanos, o Parque Estadual Samaúma e o Parque Municipal do Míndu, ambos com trilhas e uma boa infraestrutura de recreação e equipamentos públicos, apesar de não ter ido conferir pessoalmente, dentre as pesquisas que fiz na época, eles se apresentavam como boas opções de visitação, conhecer todos estes pontos de Manaus acabam exigindo mais que dois dias inteiros. Ainda seguindo pelas pesquisas que fiz, mas passeios que não fiz, há o Zoo do CIGS (Centro de Instrução de Guerra na Selva) mantido pelo Exército Brasileiro, e pra quem gosta de Museus e queira pesquisar mais, há referencias para os Museus do Índio, do Homem do Norte, de Ciências Naturais e o Museu da Amazônia, este último eu já havia citado estando próximo ao Teatro Amazonas, no entanto o que fica junto ao Teatro é apenas uma referencia do MUSA que está situado na Reserva Florestal Adolpho Duck, a Reserva conta, além do Museu, com uma torre de observação com mais de 40 metros de altura, de onde é possível observar o contraste urbano e a floresta que o cerca, também há mais de três quilômetros de trilha na mata, serpentário, orquidário, e o Jardim Botânico de Manaus, sendo este o maior do mundo, assim como a própria Reserva é também considerada a maior área com floresta urbana inexplorada do planeta, pelo que pesquisei há três formas de visitação com preços e horários distintos, sendo que a mais recomendada é a visitação guiada (R$ 20,00 – 30,00), onde poderão ser passadas várias informações sobre a Reserva e tudo que nela existe. Voltando ao relato, quando terminou o horário de visitação ao INPA (ás 18:00 horas), já estava começando a escurecer, uma hora foi pouco pra conhecer tudo, não consegui fazer as trilhas, mas o principal deu pra ver, o Douglas e a Rebecca estavam em frente a entrada do INPA, uma vez que o Bosque onde ocorrem as visitas fica do outro lado da sede do Instituto, fiquei sentado na calçada até que eles terminassem suas vendas, muita gente já conhecia os salgados naturais e muitos outros paravam pela primeira vez para experimentar os produtos (com recheios de palmito ou tucumã) além de um bolo de chocolate só com produtos veganos, aproveitando a deixa, eles me deram para experimentar a “coxinha de tucumã”, sinceramente não é ruim, mas o casal disse que fui a primeira pessoa que eles conheceram que não caiu de amores pelo fruto, mesmo sendo da região amazônica, em Rondônia não sabia da existência dele, só quando retornei para o meu estado que soube que também há por aqui, apesar de não ser nada famoso. Nesse tempo que passei esperando deu pra perceber como o estilo de vida que eles escolheram levar influencia em tudo, desde as amizades, os momentos, o que para eles “importa ou não”, conhecer pessoas diferentes, com visões de mundo completamente diferentes das nossas é o que há de mais incrível nessas viagens que fazemos, e apesar de em um primeiro momento achar que eles eram um tanto “loucos”, aos poucos vamos percebendo que os loucos somos nós, quando não temos coragem suficiente pra assumir algo que gostaríamos de ser ou viver de modo pleno, completo. Quando eles acabaram as vendas já passava das oito horas, todos a bordo da “abacatinho” e seguimos de volta para a pousada, a faculdade onde faria a prova ficava próximo ao INPA, então já estava consciente que seria um longo caminho no domingo de manhã, uma vez que eu faria duas provas para cargos diferentes (já estava em Manaus mesmo). O caminho de volta foi feito por uma das novas avenidas preparadas para a Copa, passamos em frente ao Estádio Arena da Amazônia, muito bonito por sinal, no caminho fomos conversando melhor, sobre como se conheceram, quais as impressões que ela tinha de nós brasileiros – e vou ter que abrir um parêntese aqui, o que ela mais gostava em nós, “é a alegria, a espontaneidade de receber e ajudar as outras pessoas”, no entanto o que ela menos entendia ou gostava em nós “é o fato de prometermos as coisas de maneira séria sabendo que não vamos cumprir, como por exemplo, ver algum conhecido e dizer que vamos marcar para nos encontrarmos depois tendo ambos a certeza que isso não vai ocorrer, ou ainda, dizer que vamos chegar em um horário combinado para algo, sendo que só chegamos muito mais tarde, inclusive quem convidou” – ela dizendo isso com o sotaque e tentando achar as palavras em português foi muito divertido para todos, no resto do caminho combinamos como seria o passeio do dia seguinte, comida já tinha, o bolo e alguns salgados além de suco, marcamos de sair bem cedo para podermos chegar em Figueiredo e aproveitar o máximo possível das belezas da cidade. Assim que chegamos fui direto tomar um banho, não sem antes me oferecer em ajudá-los com as coisas, o que foi prontamente negado, claro. O Douglas ainda iria buscar o primeiro companheiro de concurso que só chegaria durante a madrugada, então antes de cair na cama ainda consegui revisar uma parte do material de estudos, uma pequena parte é verdade, mas o suficiente para a consciência não pesar tanto, isso ficaria pra depois da prova. Construções ao entorno do Teatro Amazonas. Sede do Palacete Provincial. Um dos quadros em exposição na Pinacoteca, há uma grande variedade de quadros regionais e estátuas. Encharcado e sendo observado por agentes disfarçados da Polícia. Visitação ao tanque de peixes-bois no Bosque do INPA. Reprodução de uma maloca em um dos espaços do INPA. No próximo post, vai o relato da ida a Presidente Figueiredo, a terra das cachoeiras.
  20. Laura Domênico

    MOCHILÃO AMÉRICA DO SUL JAN/19

    @Fabio.K eu até pediria uma carona () pra Colonia del Sacramento, mas você tem uma cidade aí no meio dela e Montevidéu, então acho que não vai rolar hehe
  21. Damarens Santos

    Trilha na região de Campinas Sp

    Olá, sou de Campinas tbm. Se tiver grupo quero participar
  22. Damarens Santos

    ILHA GRANDE 4 DIAS - AGOSTO

    @Juliana Soares infelizmente não até onde eu saiba, acredito que apenas para o Rio e de lá tem q pegar um pra Angra... Do Tietê tem direto?
  23. raafaelaabreu

    Monte Roraima 11 a 17/10/2018

    Quais dias de dezembro você vai?
  24. lfcardoso90

    Mochilao agosto 2018

    Olá pessoal, embarco próxima sexta para San Pedro do Atacama e vou subir por terra até Cusco. Alguém vai estar fazendo esse trajeto nas próximas semanas?
  25. Roberta Bergamaschi

    EUROPA AGOSTO/SETEMBRO GRUPO DIVERSOS DESTINOS

    EUROPA AGOSTO 11982818710
  26. Roberta Bergamaschi

    BARRETOS E FESTA DO PATRAO

    QUEM VAMOS?
  27. E AI GALERA, TIAGO MILOCH DE MARINGÁ PR DIA 20 DE AGOSTO TO SAINDO DAQUI PARA O NORDESTE, PASSANDO PELO INTERIOR DE SÃO PAULO E SUBINDO ATÉ BRASILIA E DEPOIS ATÉ FORTALEZA E DESCER TODO LITORAL BRASILEIRO CONHECENDO AS PRAIAS, ACAMPANDO, CONHECENDO CULTURA LOCAL, TRABALHAR EM TROCA DE HOSPEDAGEM, ALIMENTAÇÃO. SOU MÚSICO, ENTÃO MÚSICA NÃO VAI FALTAR, HEHE. QUERO TER ESSA EXPERIENCIA DE VIAJAR COM O MININO POSSIVEL. TO DISPOSTO A FICAR 5 MESES NA ESTRADA POR AI.... CORAJOSOS DE ALMA ABERTA E PURO DE CORAÇÃO ADD AI 44 9 9936-3645 GRATIDÃO Á TODOS E VAI UM SOM EM ANEXO PARA ANIMAR VOCÊS !!! " Um é bom, dois é massa, e passou de três é FESTA !!!!! " Vintage Culture KVSH Breno Miranda - Cante por Nós (Pseudo Video).mp3
  1. Mais Resultados
×