Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Todas Atividades

Atualizada automaticamente     

  1. Recentemente
  2. Jusci

    Viagem de moto-mulheres iniciantes

    Elaine vamos marcar algo minha moto tbém é baixa cilindrada
  3. Jusci

    Viagem de moto-mulheres iniciantes

    @Elaine C oi moto em campinas sou iniciante tbém. Podemos combinar algum roteiro?
  4. Início da rampa do Castillo Início da rampa do Castillo Nós no início Vista lá de cima Rodrigo e o canhão Levanta a cabeça, turista, senão o chapéu cai! Dentro dos túneis Book no castillo Book no Castillo Book no Castillo book no Castillo Dentro dos túneis Praça abaixo do castillo Monumento a los Zapatos Viejos Passeio no pier Mais Crepes & waffles Mais da linda Cartagena à noite Mais da linda Cartagena à noite Mais da linda Cartagena à noite A triste hora de dar tchau...
  5. Patricia farias da silva

    Companhia para os Grand Canyons JUL/2018

    Eu já estou aqui nos Eua, poderia encontrar vc
  6. Patricia farias da silva

    Companhia para os Grand Canyons JUL/2018

    Oiii tenho 4 dias de folga na última semana de Julho e toparia muito ir pro Grand Canyon. Os meus dias off são de 27 a 30 de julho. Me adiciona no Whatts +55 11 96402-5688
  7. Hoje
  8. mapadesonhos

    5 bate e voltas a partir de Florença

    Quando eu pensava na Toscana, meu coração enchia de alegria! Sabe aquela coisa de filme, onde você imagina estradinhas cheias de ciprestes, pôr-do-sol lindo como da foto aqui em cima, azeitonas acompanhados de vinhos e campos floridos? É a Toscana dos sonhos e ela é facilmente encontrada a algumas horas em 5 bate e voltas a partir de Florença! Leia mais: http://www.mapadesonhos.com/5-bate-e-voltas-a-partir-de-florenca/
  9. mapadesonhos

    Mapa de Sonhos | Compartilhando Experiências

    Quando eu pensava na Toscana, meu coração enchia de alegria! Sabe aquela coisa de filme, onde você imagina estradinhas cheias de ciprestes, pôr-do-sol lindo como da foto aqui em cima, azeitonas acompanhados de vinhos e campos floridos? É a Toscana dos sonhos e ela é facilmente encontrada a algumas horas em 5 bate e voltas a partir de Florença! Leia mais: http://www.mapadesonhos.com/5-bate-e-voltas-a-partir-de-florenca/
  10. Olá de novo amigos mochileiros! Meu relato já está quase no fim, então vamos dar continuação a ele logo, para vocês não ficarem entediados! No dia seguinte resolvemos ir cedo visitar o Castillo San Felipe de Barajas, Rodrigo ficou empolgado para ir. Pegamos novamente um táxi e rumamos para lá. Passamos novamente pela horda de vendedores, compramos os ingressos e passamos pelo início da rampa, e depois dali, que paz! Alguns grupos de turistas, alguns vendedores com seus produtos expostos em tapetes nos chão, mas nenhum daqueles vendedores que nos abordam, insistentes! Ufa! Parece que para ser vendedor lá dentro, nas rampas, precisa ser credenciado, mas deve ser difícil conseguir uma, pois não tinha muitos. Recebemos um mapinha na entrada e fomos seguindo e conhecendo tudo passo a passo. De vez em quando prestávamos atenção nas explicações de alguns guias turísticos com grupos que vimos no meio do caminho. Foi bem legal, a vista da cidade lá de cima é bonita, os famosos túneis por dentro com corredores que não dão a lugar nenhum para enganar os invasores são bacanas e fomos em horário que estava com um vento encanado correndo e não estava tão quente... antes de ir, achei que eram túneis e mais túneis, mas só tinha um pouquinho de túnel pra visitar. Apesar do nome Castillo, é um forte muito parecido com os demais fortes que já visitamos em outras cidades, mas tudo muito interessante. Andamos por todos os cantinhos e quando já estávamos cansados e queimados de sol, mesmo com uso de protetor solar, saímos do castillo e tiramos algumas fotos na praça embaixo e depois seguimos novamente para o Monumento a los zapatos viejos e ficamos bobos quando vimos que não tinha tanta gente assim pra tirar foto lá. Tiramos algumas fotos, alguns turistas simpáticos que lá estavam ajudaram a tirar foto da gente também e nós os ajudamos da mesma forma. Depois, voltamos para a cidade velha e ficamos passeando mais um pouco, mas o calor estava forte e o cansaço bateu. Não ficamos animados a conhecer o Convento de La Popa, que é um pouco mais longe. Fomos procurar um lugar para almoçar e entramos em um restaurante do El Corral, mas não ficamos animados em almoçar hambúrguer e achávamos que lá tinha outras opções de pratos, mas não tinha. Então o Rodrigo encontrou na internet, a indicação de um restaurante bom e barato, próximo, e fomos almoçar nele, o restaurante chamado Espíritu Santo, simples, salão grande, pode-se escolher o tipo de proteína e de acompanhamentos (e de bebida sucos, não tinha muitas opções de refrigerantes), e bem barato. Gastamos para nós dois, 38 mil COP. Depois tomamos mais sorvete na Gelateria Tramonti, muito bom, e voltamos para o hotel. Descansamos um pouco do calor e voltamos para a cidade à noite, para passear um pouco e comer no Crepes & Waffles de novo. E o de Cartagena é tão gostoso quanto o que fomos em Bogotá. Entramos rápido pois pra duas pessoas tinha mesa disponível, uma mesa alta em frente ao local onde os pratos eram preparados, dava pra observar tudo, porém a demora para que fôssemos atendidos foi grande. A comida é gostosa e o ambiente é bem decorado, só achamos um pouco confuso, pois enquanto estávamos esperando por nossas sobremesas, duas moças (outras clientes) entraram e perguntaram se dois lugares na nossa mesa estavam vagos e quando dissemos que sim (achamos que elas iriam levar as cadeiras para outra mesa que estava precisando), elas se sentaram ali e compartilharam o espaço conosco na mesma mesa, o que achamos bem estranho e constrangedor. Além da demora para nos servirem, pedimos uma garrafa de água para levar de volta para tomarmos no caminho de volta para o hotel e ficamos conversando e acabamos esquecendo da água que não nos foi servida (e pagamos por ela). A garçonete também nem lembrou que tínhamos pedido e só lembramos quando chegamos no hotel. Vê se pode?! Voltamos ao hotel, descansamos e no dia seguinte não nos sobrou muito tempo para muita coisa... Conhecemos os outros andares do hotel (o ultimo andar tem uma decoração com plantas, cadeiras para pegar sol e um ofurô), passeamos novamente um pouquinho pela cidade, almoçamos no Bistrô Stefanos novamente (o que fica perto do hotel, barato e bom!) e fomos para o aeroporto de Cartagena pegar nosso voo para Bogotá (o chato é que ficamos esperando mais do que pensávamos, pois atrasou! Sorte que não atrapalhou nosso outro voo) e depois de Bogotá, já de noite, para o Rio de Janeiro... Mais dor nas costas durante o voo, mas depois pude descansar em casa e melhorar. E sentir saudades da Colômbia! Poderíamos ter ido a mais lugares, ter visitado mais pontos turísticos, mas fiquei muito feliz com o que visitamos dentro das condições de poucos dias e muita dor nas costas! Os colombianos são simpáticos e acolhedores, apesar de falarem muito rápido (e quando eu pedia para falarem mais devagar, eles repetiam da mesma forma, mas em tom mais alto) e apesar da quantidade de vendedores sufocando os turistas. E ficaram os planos de voltarmos em um outro momento para conhecer outros lugares e principalmente San Andrés, quem sabe, que sonho! Obrigada a todos os amigos mochileiros que acompanharam o relato, espero que tenham gostado! E até a próxima!
  11. Boa noite, Ana! O link para entrar no grupo está na página principal do tópico, ok? Entre e vamos trocar algumas ideias. até!
  12. Boa noite, Sophia! Muito bom que você tem o interesse de realizar o mochilão também. Eu também tenho essa vontade, mas vai depender de algumas variáveis - o dinheiro é uma delas . hahaaha. A sua data me aparenta tranquila para ir, verifique o clima.
  13. Bruno Nobre

    Mochilão Europa - Outubro 2018

    Estou indo no dia 19 de Setembro até dia 15 de Outubro...
  14. Bruno Nobre

    Euro Trip Setembro/Outubro

    Boa noite, Vou fazer um mochilão por alguns países da europa do dia 20 de Setembro ao dia 15 de Outubro. Vou começar por Madrid. Madrid, Dublin, Londres, Paris, Amsterdã, Roma e Barcelona. (3 a 4 dias em cada lugar) Caso alguém tenha interesse em me acompanhar... entre em contato... rs
  15. Raniely Santos

    Hostel em Buenos Aires

    Hostel Suítes florida
  16. Apaula.Sales

    Como é voar pela Royal Air Maroc (RAM)?

    Ola Jackson, tudo bem? E aí vc voou com a RAM? Você gostou? Me conta aí, pq estou super com medo, comprei pelo preço e só vejo reclamações. Me ajuda!!! Rsss
  17. Dia 9 Hora de pegar a estrada novamente! Depois de alguns dias com base montada em San Pedro do Atacama, era hora de conhecer o Pacífico e iniciar nossa jornada rumo à capital chilena. Após um excelente café da manhã no hostel (que acabamos provando apenas nos dois últimos dias, nos demais saíamos sempre muito cedo para os passeios e não aproveitávamos este benefício incluso no valor das diárias), carregamos as malas e partimos sentido Calama. A estrada é a RN 23 e ela passa pela região do Vale da Lua e da Morte e segue por um bom trecho com aquele visual incrível, cheio de montanhas. Algumas subidas longas, algumas descidas... e aos poucos nos aproximamos de Calama. Passamos pelo contorno, sem entrar na cidade propriamente dita. O problema disso é que, ao contrário do brasil (e em partes na Argentina), quase não se vê postos na beira da rodovia. Então continuamos, agora já na RN 25 sentido Antofagasta. Ao perceber que não teria nenhum posto mesmo, precisamos recorrer ao banheiro natural. O complicado é que a região é realmente muito desértica, sem absolutamente nada para usar como "esconderijo", mas demos nosso jeito. Continuamos até a intersecção com a RN 5 onde, como um alívio, havia um posto bem arrumadinho da rede COPEC. Ali paramos novamente para banheiro, abastecemos e compramos mais umas águas. Seguimos viagem e optamos por um pequeno desvio para conhecermos o monumento natural "La Portada". Pegamos a rodovia B-400 e depois entramos na RN 1. Dali em diante, há bastante sinalização até o atrativo. Chegando lá, não existe uma estrutura tão grande e nem havia muito movimento, apenas uma meia dúzia de turistas, mas o visual é de tirar o fôlego. Bom, já seria uma experiência apenas pelo fato de estar vendo o Oceano Pacífico pela primeira vez, mas ao somar isso com o incrível contraste do deserto com o mar, a cidade ao fundo, e aquelas pedras esculpidas numa pequena baía... foi incrível! La Portada by Elder Walker, no Flickr Após tirar algumas fotos, decidimos entrar na cidade de Antofagasta. Havia bastante movimento nas avenidas e acabamos perdendo bastante tempo ao entrar num shopping para almoçar. Abasteci novamente num posto ali no centro e pegamos a saída sentido sul, pela RN 5. O plano era ir até a famosa escultura "Mano del desierto", mas como estávamos meio atrasados, decidi pegar a B-700 e seguir viagem pela costa chilena, desviando desta atração. A estrada segue nos mesmos moldes de verdadeiro deserto, com absolutamente nada a se ver de nenhum dos lados, a não ser algumas montanhas. Longas subidas... longas descidas... e uma sensação que só quem cruzou o deserto por tanto tempo pode explicar. Quando estávamos entediados, surgiam alguns artefatos curiosos: no meio do nada, esculturas super coloridas de artigos sem qualquer contexto com o deserto, como dados, sapatos e frutas! Não entendi muito e não consegui pesquisar ainda a respeito, mas achei que estava sonhando com aquilo! haha! Após uma última subida bem ingrime, iniciamos a descida para o marnos arredores de Paposo, onde voltamos a pegar a RN 1. Foi uma sensação incrível dirigir por aqueles cenários. Acho que houve um empate técnico entre as estradas do Paso de Jama e este trecho aqui. Realmente digno de filme. Ao chegar no nível do mar, a estrada segue por uns bons kilômetros margeando o Pacífico. Era difícil escolher o melhor ponto para encostar e tirar algumas fotos. Dava vontade de parar a cada momento, mas a viagem precisava continuar. Costa Chilena 2 by Elder Walker, no Flickr Costa Chilena by Elder Walker, no Flickr E assim fomos até os arredores de Taltal. Após esta cidade, pegamos novamente a RN 5 e já estávamos bastante atrasados. Gostaríamos de pegar o dia ainda com sol na Bahia Inglesa, mas nossos atrasos acabaram frustrando mais este objetivo. Passamos o Parque Nacional Pan de Azúcar batido (também era um ponto de interesse), já com o sol se pondo e chegamos a Chañaral. Na entrada da cidade há um excelente posto COPEC, possivelmente o melhor da viagem toda. Foi quase um oásis para nós, após a tarde toda em meio a deserto e estradas sinuosas sem parar em nenhum local estruturado. Ali fizemos nosso pit-stop e seguimos, já com a noite escura, passando por Caldera e Bahia Inglesa, chegando finalmente em Copiapó, onde estava previsto nosso pernoite. Ficamos no hotel Cumbres de Atacama, um bom custo/benefício para viajantes. Nesse dia estávamos tão cansados que nem saímos para jantar, apenas tomamos banho e fomos dormir. Não conhecemos nada desta cidade, foi realmente apenas uma passagem. A sensação era de tristeza por não conhecer o a mão do deserto e a bahia inglesa, mas de entusiamos por todos os cenários incríveis que passamos na beira da estrada. Se pudesse refazer meu roteiro, certamente dividiria melhor este trecho, pernoitando em Taltal ou em Chañaral, e assim, conhecendo melhor o Parque Pan de Azúcar e a Bahia Inglesa. Em compensação, nosso roteiro previa outra cidade litorânea logo na sequência: o dia seguinte nos levaria até La Serena!
  18. andremt1515

    Quem está afim Jericoacoara Fortaleza ?

    Estou indo na segunda semana de agosto galera, monta um grupo ai pra gente ir trocando dicas 33-9-9910-0671
  19. andremt1515

    DE 04 A 07/08/2018 EM JERI.

    euu...booora
  20. Adri...

    Florianópolis em Agosto ou Setembro

    OI Mirtes, eu vou dia 23 e volto 28.08, ainda to procurando hotel ou hostel, o que seja mais seguro, tbm to indo sozinha e pela primeira vez, estou pesquisando algumas coisas. Você pretende ir em que período, caso seja nesta mesmo data podíamos programar algumas coisas.
  21. Ludmilla Ferreira Borges

    CHAPADA DIAMANTINA (LENÇÓIS) JULHO

    Estou indo para a chapada de avião. Dia 29 de julho de 2018. Procuro companhia pra dividir aluguel carro para irmos ao sul da chapada e fazer buracao e fumacinha e dormir em ibiocara com volta para lencois. Me add 62-998067070
  22. andremt1515

    Fortaleza e Jericoacoara em agosto, alguém?

    add ai 33-9-9910-0671
  23. andremt1515

    Fortaleza e Jericoacoara em agosto, alguém?

    Oiii Pat... estou indo para Jeri tambem na segunda semana, porem vou direto do aerporto pra la... estou bem perdido ainda sobre tudo la, nunca fui
  24. Beatriz Guimarães

    Hostels em Minas Gerais

    Gente, preciso de dicas de holtes em Minas Gerais
  25. Juliana Champi

    CEARÁ na época das chuvas - ROLA? Segurança, preços e clima!

    7 de abril – sábado: Águas Belas – Cascavel/CE. Dia de pegar a estrada! Saímos pela manhã com direção a Águas Belas, cidade de Cascavel, distante 65km de Fortaleza. Estrada tranquila e bem sinalizada. Paramos, por indicação de blogs e relatos, no engenho São Luiz (foto 15), que vende mil tipos de doces típicos. Rapadura de tudo que é jeito... com gosto de menta, açaí, côco e por aí vai (foto 16). Compramos uns docinhos e uns livretos de cordel... e seguimos viagem. Tem vários engenhos no caminho. Foto 15: Tinha um engenho no meio do caminho! Foto 16: rapadura de todo tipo de gosto, rs! Chegando em Águas Belas estacionamos perto do restaurante “Delícias da Jangada” que foi indicado em algum lugar que li e saímos dar uma andada pela praia (foto 17)! Sentamos em uma barraca na areia enquanto o filho curtia o mar e jogava bola com um povo da areia e bebemos uns drinks (foto 18), gastamos 55 reais. De lá fomos nadar no rio que encontra o mar, formando lagoas... por isso Águas Belas. Praticamente só tinha a gente e foi muito gostoso nadar na água doce, mas o visual não é nada deslumbrante como falam! A água tava bem quente e a correnteza arrastava a gente lentamente... foi bem relax!! (fotos 19, 20 e 21) Foto 17: caminhando pela praia de Águas Belas. Foto 18: uma caipira que ninguém é de ferro! Foto 19: Águas Belas Foto 20: relax na água doce! Foto 21: calor de matar!! apesar de estar nublado tava muito quente! Depois de cansar de nadar voltamos pro restaurante Delícias da Jangada, onde tinha uma piscina que o filho derreteu de tanto brincar (foto 22) e onde comemos comidinha boa e curtimos o resto da tarde (foto 23)! Gastamos 120 dinheiros nessa tardinha! Foto 22: Piscina do "Delícias das Jangadas". Foto 23: rango bom! Voltando pra casa passamos no mercado e na feira e jantamos em casa! 8 de abril – domingo: Cumbuco – Caucaia/CE Mais um dia de pegar a estrada, rumo ao Município de Caucaia, praia de Cumbuco! Logo que chegamos veio um monte de bugueiro atrás da gente... e acabamos contratando um, gente fina, que fazia o passeio clássico pelas lagoas, brinquedos, dunas e etc! Conseguimos fechar por 200 pila e durou a manhã toda (fotos 24, 25, 26 e 27). O passeio foi gostoso, mas se paga por tudo... os brinquedos por exemplo, eskibunda, tirolesa e tobogã (fotos 28 a 31)... gastamos 100 reais com isso! Daí vem um carinha que tira umas fotos “3D” kkkkkkk, segundo ele, e cobra uns trocados (foto 32)... são fotos com efeito tipo aquelas que tiramos em perspectiva no salar do Uyuni ou Torre de Pisa, mas bem mais fraquinhas! Enfim, curtimos mas pra quem vai pra Jeri depois não vale a pena gastar aqui não. Foto 24: bugueiro credenciado, fiquem espertos! Fotos 25 e 26: restinga sua linda! Cumbuco! Foto 27: pelas areais das dunas de Cumbuco. Fotos 28, 29, 30, 31 e 32: esquibunda, tiroleza, tobogã e foto pega turista! Depois do passeio ficamos na praia de Cumbuco mesmo, curtindo o sol, o mar e a barraca (foto 33)! Ficamos na barraca Milano, gastamos 120 reais. De volta pra casa fomos encontrar um casal de amigos a noite, só pra variar comemos numa barraca perto da feira beira a mar! Foto 33: cervejinha na praia de Cumbuco! 9 de abril – segunda-feira: Morro Branco e Praia das Fontes – Beberibe/CE Último dia de Fortaleza, fomos pra cidade de Beberibe, visitar as praias de Morro Branco e Praia das Fontes. Distante 85km de Fortaleza, estrada tranquila e bem sinalizada. Ao chegar tivemos alguma dificuldade em achar o local onde queríamos estacionar, e logo veio um rapaz nos oferecer passeios guiados. Depois de alguma negociação e de não achar por onde começar a ver as areias coloridas, fechamos que o moço ia nos guiar no nosso carro. Ele foi com a gente no labirinto das falésias de Morro Branco, passou numa feira de artesanato local e foi conosco até a praia das fontes, em algumas fontes e na gruta. Cobrou 80 reais. Não é necessário fazer o passeio guiado não, mas o cara era gente boa e foi contando histórias, foi legal. Curtimos muito as areias coloridas! Andamos bastante, o sol tava rachando!!! (fotos 34 a 38) Paramos pra tomar um côco num ponto de apoio e seguimos caminhando. Depois voltamos pro carro e fomos pra praia das fontes... as fontes são sem graça, bicas de água doce bem pouco naturais, encanadas... a gruta só vimos por cima pq a maré tava alta e não dava pra ir por dentro (fotos 39 a 42). Fotos 34 a 38: Labirinto das Falésias, Morro Branco e suas areias coloridas! Fotos 39 e 40: Praia das Fontes! Foto 41: Linha do horizonte com linha das cores! Praia das Fontes! Foto 42: Gruta vista de cima, praia das Fontes! Terminamos o passeio e ficamos no Hotel das Falésias pra almoçar (foto 43)... visual lindo e piscina massa. Comemos (110 reais), nadamos até enjoar e partimos de volta pra Fortaleza. Cerca de 15h o sol começa a ficar fraco, portanto é bom aproveitar a manhã (amanhece muito cedo). Foto 43: Almoço delícia no Hotel das Falésias, no alto da Praia das Fontes! Voltamos pra casa bem cansados e já ardidos e arrumamos nossas malas, no dia seguinte partiríamos pra Jeri! Continua.
  26. flavio1917

    RTW - Volta ao mundo em 18 meses - 2018

    Olá Tatiana, obrigado pelas dicas, devido a forte alta do dólar e uns outros problemas pessoais decidi adiar em um ano minha viagem, realmente tinha colocado muitos países, mas essa lista já está bem enxugada, sobre a questão dos clima estou me baseando nas dicas do Lonely Planet, você teria outra fonte para pesquisa para indicar ? Estou querendo focar Ásia, Africa e Leste Europeu que são os locais menos comuns de se viajar.
  1. Mais Resultados
×