Joinville a Ushuaia de carro [2014-02 Uruguai, Patagônia Argentina e Chilena]

Relatos de Viagens por 2 ou mais países da América do Sul
Avatar
Koslinsky
Mensagens: 123
Registrado em: 11 Jun 2012, 18:11

06 Out 2014, 21:21  

Dia 03 - 03/02/2014 – De Colonia del Sacramento a Bahia Blanca, passando por Buenos Aires

    • Quilometragem do dia: 711
    • Quilometragem acumulada da viagem: 2.387
    • Gasto aproximado do dia em reais: R$ 407,40


Na segunda-feira, dia 03 de fevereiro, não acordamos tão cedo porque nossa passagem para Buenos Aires estava marcada para as 11h45 e nosso hostel ficava perto do porto.

Chegamos um pouco depois das 10 horas no porto e fizemos os procedimentos de check-in. O primeiro passo é estacionar o carro e ir até a sala de imigração, onde os documentos são verificados e passaportes carimbados. Depois é necessário aguardar em uma sala de espera até que seja anunciada a sua travessia.

Perto das 11 horas, anunciaram a nossa saída. Eu, como acompanhante, fiquei esperando em uma fila, enquanto o Gian, motorista, foi até o estacionamento para levar o carro ao porão da embarcação. E eu segui uma fila até a entrada na sala dos assentos no barco.

Depois de estacionar os veículos, os motoristas vão para o mesmo ambiente onde estão as demais pessoas.


Imagem 042 Dia 03 - Interior do Buquebus.JPG
Imagem 042 Dia 03 - Interior do Buquebus


Imagem 043 Dia 03 - Primeira vista de Buenos Aires pelo Buquebus.JPG
Imagem 043 Dia 03 - Primeira vista de Buenos Aires pelo Buquebus


Em uma hora chegamos a Buenos Aires, às 12h45. Na saída os passageiros podem sair junto com o motorista de carro.

Imagem 044 Dia 03 - Embarcação em que atravessamos o Rio de la Plata.JPG
Imagem 044 Dia 03 - Embarcação em que atravessamos o Rio de la Plata


Neste momento tivemos que atrasar nosso relógio em uma hora.

Enquanto saíamos do porto, fomos parados por uma policial que apenas olhou pelo vidro nossas bagagens e perguntou o destino. Ela foi muito simpática e disse que conhecia Santa Catarina, mas não conhecia Ushuaia.

Como já conhecíamos Buenos Aires (relato aqui), nosso objetivo era apenas abastecer e trocar dinheiro.

O trânsito do meio-dia na cidade estava muito intenso e não foi muito fácil encontrar um posto de gasolina (nafta para os argentinos).

Tínhamos rodado todo o trecho do dia anterior com somente um tanque e felizmente não precisamos abastecer no Uruguai.

Em Buenos Aires abastecemos por 10,48 pesos argentinos o litro. Pelo nosso câmbio do Brasil, o litro saiu por R$ 3,34.


Imagem 045 Dia 03 - Casa Rosada em Buenos Aires.JPG
Imagem 045 Dia 03 - Casa Rosada em Buenos Aires


Imagem 046 Dia 03 - Av Corrientes e no fim dela o Obelisco em Buenos Aires.JPG
Imagem 046 Dia 03 - Av Corrientes e no fim dela o Obelisco em Buenos Aires


Em seguida estacionamos o carro, com bastante dificuldade porque o centro estava lotado, e fomos em direção a Calle Florida. Esta é uma importante rua turística da cidade. Lá a cada 2 metros tem alguém dizendo “cambio reales”.

Imagem 047 Dia 03 - Muita gente da calle Florida em Buenos Aires.JPG
Imagem 047 Dia 03 - Muita gente da calle Florida em Buenos Aires


Por indicação fomos a uma casa de câmbio não oficial, que fica em uma galeria na Calle Florida, nº 142. Assim que descer as escadas da entrada da galeria virar à direita.

Lá conseguimos o melhor câmbio da viagem: 4,30 pesos por real.

Almoçamos na mesma rua em um restaurante chamado American Deli, com péssimo atendimento.

É importante saber que na Argentina toda entrada é cobrada, pode ser qualquer pãozinho ou medialuna (tipo um croissant). O garçom simplesmente te serve e não fala sobre o preço.

Saímos de Buenos Aires às 14h20 e seguimos em direção à Bahia Blanca.


Imagem 048 Dia 03 - Trajeto do dia.jpg
Imagem 048 Dia 03 - Trajeto do dia
Imagem 048 Dia 03 - Trajeto do dia.jpg (143.19 KiB) Exibido 9934 vezes


Imagem 049 Dia 03 - Panorâmica da Ruta 3 em direção a Bahia Blanca.JPG
Imagem 049 Dia 03 - Panorâmica da Ruta 3 em direção a Bahia Blanca


Imagem 050 Dia 03 - Primeira placa apontando Ushuaia.JPG
Imagem 050 Dia 03 - Primeira placa apontando Ushuaia


Este trecho foi extremamente cansativo. Boa parte não é duplicado e perto de Bahia Blanca pegamos congestionamento na rodovia.

Imagem 051 Dia 03 - Retas sem fim na Ruta 3.JPG
Imagem 051 Dia 03 - Retas sem fim na Ruta 3


Apesar de ter sido provavelmente o dia mais cansativo da viagem inteira, fomos privilegiados com paisagens magnificas.

Imagem 052 Dia 03 - Sol e chuva na Ruta 3.JPG
Imagem 052 Dia 03 - Sol e chuva na Ruta 3


Imagem 053 Dia 03 - Arco-íris na Ruta 3.JPG
Imagem 053 Dia 03 - Arco-íris na Ruta 3


Imagem 054 Dia 03 - Por do sol.JPG
Imagem 054 Dia 03 - Pôr do sol


Imagem 055 Dia 03 - Por do sol.JPG
Imagem 055 Dia 03 - Pôr do sol


Imagem 056 Dia 03 - Por do sol.JPG
Imagem 056 Dia 03 - Pôr do sol


Neste dia passamos por 6 pedágios, no total de 43 pesos (~R$ 13,41). E reabastecemos na cidade de Las Flores (4,89 pesos por litro).

Chegamos em Bahia Blanca perto das 22 horas. Procuramos um camping que havíamos pesquisado, mas não o encontramos.

Nesta noite ficamos hospedados no hotel Brisas, que encontramos pelo GPS. Fizemos nosso jantar no próprio quarto da pousada e apagamos.


Imagem 057 Dia 03 - Lua em Bahia Blanca.JPG
Imagem 057 Dia 03 - Lua em Bahia Blanca


Mais informações

Hospedagem

Hotel Brisas – Bom ::cool:: ::cool::
Endereço: Gorriti 445 Bahia Blanca
Página: https://plus.google.com/113761214850514937358/about?gl=br&hl=pt-BR
Preço: 325 pesos argentinos, aproximadamente 75,00 reais para quarto de casal com banheiro privativo. Café da manhã incluso. Com estacionamento.
O hostel possui uma cozinha bem ampla para uso dos hóspedes. Ótima localização, a 10 minutos a pé do farol no bairro histórico.

Gastos do dia

Imagem 058 Dia 03 - Tabela de gastos do dia 03.JPG
Imagem 058 Dia 03 - Tabela de gastos do dia 03
Imagem 058 Dia 03 - Tabela de gastos do dia 03.JPG (37.12 KiB) Exibido 9934 vezes

Avatar
GuiVianBR
Mensagens: 17
Registrado em: 09 Abr 2014, 15:16
Localização: Porto Alegre/RS

06 Out 2014, 22:41  

Koslinsky, por acaso a policia rodoviária da argentina não parou o carro de vocês e pediu propina?

Na minha viagem para Bariloche ano passado fomos parados 2 vezes. Uma na ida e outra na volta. Passamos por uma experiência ruim lá, mas eu gostaria muito voltar de carro novamente para Bariloche.

Avatar
anderson nascimento
Colaborador
Colaborador
Mensagens: 36
Registrado em: 28 Out 2008, 17:33
Localização: São Paulo / SP
Contato:

13 Out 2014, 10:31  

Nossa...realmente a paisagem é de matar!! Coisa linda!!! Acompanhando post.

Parabéns pela descrição tããããão detalhada.

Obrigado!

Avatar
rogerzurc
Mensagens: 308
Registrado em: 26 Out 2012, 12:36
Localização: Curitiba

15 Out 2014, 11:09  

Parabéns pelo relato!!! ::otemo::
Show as fotos!!!
Acompanhando...

Uma dúvida... como foi a variação climática... do tipo, no mesmo trecho uma parte muito quente e outra muito frio?
Com relação as chuvas... pegaram muita no caminho?
Pergunto isso pois pretendo fazer o mesmo roteiro... mas de moto! ::hahaha::

Obrigado!

Avatar
kombi1975
Mensagens: 15
Registrado em: 31 Jul 2012, 23:20

26 Out 2014, 17:45  

Simplesmente magnifica sua viagem, e a qualidade dos relatos. Parabéns...são de informações assim que necessitam os que buscam auxílio por aqui.
Abraço....familha avila. veja familhaaviladesbravandocaminhos.blogspot.com

Avatar
Koslinsky
Mensagens: 123
Registrado em: 11 Jun 2012, 18:11

28 Out 2014, 21:19  

Olá, obrigada pessoal! Espero ajudar principalmente com aquelas dúvidas que eu tinha quando comecei a pesquisar!


@GuiVianBR,

Por sorte não tivemos nenhum problema com a polícia. Estavam sempre atenciosos e fazendo piadinhas sobre a copa do mundo.


@rogerzurc,

A temperatura variou muito. Nos primeiros dias foi bastante quente e conforme decíamos cada vez mais aumentava a amplitude térmica diária. Na Peninsula Valdes, por exemplo, pela manhã eu usei um fleece bem grosso e a tarde usei shorts. Em Ushuaia estava bem frio, mesmo durante o dia. Mas, era mais por causa do vento. Lá pegamos 0 graus em uma manhã. Em El Chalten, na trilha do Fitz, uma garoa que caiu, congelou.

Em relação a chuva, tivemos muita sorte. A única chuva que pegamos de verdade foi no Uruguai. O resto foi uma garoa que pegamos no fim do dia em Rio Gallegos, em Ushuaia e em El Chalten (aquela que congelou). O resto foi sol forte. Mas, pelo que eu saiba é pra chover bastante no verão.

Espero que você tenha a mesma sorte :)

Avatar
Koslinsky
Mensagens: 123
Registrado em: 11 Jun 2012, 18:11

28 Out 2014, 21:49  

Dia 04 - 04/02/2014 – De Bahia Blanca a Puerto Pirámides na Península Valdés

    • Quilometragem do dia: 727
    • Quilometragem acumulada da viagem: 3.114
    • Gasto aproximado do dia: R$ 390,22

Acordamos cedo apesar de o dia anterior ter sido extremamente cansativo. Sabíamos que uma viagem de carro de mais de 10 mil km em aproximadamente 30 dias ia requerer muita determinação e esforço.

Como estávamos ainda nos primeiros dias, não tínhamos muita noção do que nos esperava. E ainda havia um certo receio de como as coisas aconteceriam.

Neste dia, tínhamos em nosso roteiro uns 730 km para fazer, um pouco a mais do que no dia anterior. Mas, com a diferença de termos o dia todo disponível, sem travessias de balsa e procura por câmbio como no dia anterior.

Tomamos café no hotel e descobrimos como seria nosso desayuno (café da manhã) no próximo mês.

No hostel de Colonia del Sacramento e neste, Hotel Brisas, o café da manhã foi basicamente composto por café ou chá de sachê e torradas com manteiga ou geleia. Em alguns hotéis futuros até serviram medialunas (muito parecido com um croissant doce ou salgado). Porém, não há algo muito diferente disto.

Saímos de Bahia Blanca por volta das 8h30 com destino a Puerto Pirámides na Península Valdés.

Saímos pela Ruta Nacional 3, depois fomos pela RN 22 que atravessa o Rio Colorado, marcando nossa entrada na Patagônia! Depois descemos pela RN 251 até San Antonio Oeste, onde voltamos para a RN 3 até a entrada da Península Valdés.


Imagem 059 Dia 04 - Salinas pelo caminho.JPG
Imagem 059 Dia 04 - Salinas pelo caminho


Antes de atravessarmos o Rio Colorado, passamos pela nossa primeira barreira zoofitossanitária. Pagamos 8 pesos de pedágio e uma revista simples foi feita em nosso carro.

Imagem 060 Dia 04 - Rio Colorado.JPG
Imagem 060 Dia 04 - Rio Colorado


Depois de atravessarmos o rio passamos por mais uma barreira, mas dessa vez sem cobrança de pedágio.

Ainda na cidade de Rio Colorado, abastecemos nosso carro e enchemos um pouco um galão de 10 litros que levamos para combustível extra.

Iríamos pegar trechos muito grandes com pouca disponibilidade de postos de combustível e por isso tínhamos medo de ficarmos no meio da estrada. Já tínhamos lido outros relatos de situações difíceis por causa da falta de gasolina. Por isso, compramos um galão para uma reserva.

Sinceramente o galão mais nos incomodou do que ajudou. Durante todo o dia com a mudança de temperatura ele inflava ou encolhia, deixando um cheiro de gasolina dentro do carro. E não é o mesmo cheiro que estamos acostumados (que eu até gosto :D ).

Normalmente abastecíamos com a Nafta Súper (95 Octanos). Esta gasolina é a gasolina comum na Argentina com qualidade melhor do que a Podium brasileira. Há também a gasolina argentina Premium (98 octanos) que é de um nível melhor ainda, mas que ainda assim é mais barata do que a comum brasileira.


Imagem 061 Dia 04 - Nos postos de combustível sempre há água quente para o mate.JPG
Imagem 061 Dia 04 - Nos postos de combustível sempre há água quente para o mate
Imagem 061 Dia 04 - Nos postos de combustível sempre há água quente para o mate.JPG (96.23 KiB) Exibido 2078 vezes


Imagem 062 Dia 04 - Era muito comum pegar fila no posto de combustível.JPG
Imagem 062 Dia 04 - Era muito comum pegar fila no posto de combustível


Passando pela cidade de San Antonio Oeste paramos em outra barreira e mais em frente, em Sierra Grande, paramos pra almoçar. Já passava das 15 horas.

Imagem 063 Dia 04 - Retas.JPG
Imagem 063 Dia 04 - Retas


Imagem 064 Dia 04 - Entrada na província de Chubut - região patagônica.JPG
Imagem 064 Dia 04 - Entrada na província de Chubut - região patagônica


Imagem 065 Dia 04 - Vegetação seca.JPG
Imagem 065 Dia 04 - Vegetação seca


Chegamos na entrada da Península Valdés um pouquinho depois das 17 horas. Para entrar na península é necessário pagar um taxa de 130 pesos por pessoa (~30 reais) que dá direito de permanecer o tempo que desejar. Se sair e quiser entrar novamente, é necessário pagar a entrada de novo.

Imagem 066 Dia 04 - Placa de recepção à Península Valdés.JPG
Imagem 066 Dia 04 - Placa de recepção à Península Valdés


Imagem 067 Dia 04 - Ticket de entrada Península Valdés.JPG
Imagem 067 Dia 04 - Ticket de entrada Península Valdés
Imagem 067 Dia 04 - Ticket de entrada Península Valdés.JPG (79.68 KiB) Exibido 2078 vezes


A Península Valdés é Patrimônio Natural da Humanidade. Ela possui paisagens indescritíveis e uma grande diversidade de colônia de animais, como leões marinhos, pinguins e elefantes marinhos.

Ela foi colonizada com a intenção da extração do sal presente nas salinas do seu interior e, posteriormente, houve grande atividade de caça de leões-marinhos e baleias.

Entramos na península que é ligada ao continente por uma estreita faixa de terra, o istmo Carlos Ameghino, e passamos pela guarita onde compramos nossos ingressos de entrada, e em seguida seguimos para o Centro de Visitantes.

Neste centro de visitantes tem um mirante, diversos animais da região empalhados e muitas informações a respeito da península. Lá uma guia nos ajudou a escolher o roteiro do dia seguinte.


Imagem 068 Dia 04 - Centro de visitantes da Península Valdés.JPG
Imagem 068 Dia 04 - Centro de visitantes da Península Valdés


Imagem 069 Dia 04 - Esqueleto de baleia franca austral morta em 1985 na Caleta Valdés.JPG
Imagem 069 Dia 04 - Esqueleto de baleia franca austral morta em 1985 na Caleta Valdés


Imagem 070 Dia 04 - Troncos petrificados.JPG
Imagem 070 Dia 04 - Troncos petrificados


Imagem 071 Dia 04 - Vista do mirante do centro de visitantes.JPG
Imagem 071 Dia 04 - Vista do mirante do centro de visitantes


Imagem 072 Dia 04 - Primeiros guanacos que vimos.JPG
Imagem 072 Dia 04 - Primeiros guanacos que vimos


Do centro de visitantes fomos para Puerto Pirámides, a única cidade da península. Ela é uma cidade muito pequena com basicamente uma rua e com um pouco mais de 400 habitantes.

Imagem 073 Dia 04 - Estrada com vista para a cidade de Puerto Piramides.JPG
Imagem 073 Dia 04 - Estrada com vista para a cidade de Puerto Pirámides


Lá procuramos o Camping Municipal, onde montamos o acampamento, demos uma volta a pé pela cidade e vimos um pôr-do-sol maravilhoso.

Imagem 074 Dia 04 - Rua para o Camping Municipal.JPG
Imagem 074 Dia 04 - Rua para o Camping Municipal


Imagem 075 Dia 04 - Camping Municipal de Puerto Pirámides.JPG
Imagem 075 Dia 04 - Camping Municipal de Puerto Pirámides
Imagem 075 Dia 04 - Camping Municipal de Puerto Pirámides.JPG (51.46 KiB) Exibido 2078 vezes


Imagem 076 Dia 04 - Panorâmica da praia de Puerto Pirámides.JPG
Imagem 076 Dia 04 - Panorâmica da praia de Puerto Pirámides


Imagem 077 Dia 04 - Água cristalina e congelante.JPG
Imagem 077 Dia 04 - Água cristalina e congelante


Imagem 078 Dia 04 - Linda paisagem em Puerto Pirámides.JPG
Imagem 078 Dia 04 - Linda paisagem em Puerto Pirámides


Imagem 079 Dia 04 - Sol se pondo por trás das falésias em Puerto Pirámides.JPG
Imagem 079 Dia 04 - Sol se pondo por trás das falésias em Puerto Pirámides


Neste dia fizemos nosso jantar no camping.


Mais informações

Atrações e pontos interessantes

    • Centro de Visitantes da Península Valdés: com muitas informações a respeito do lugar
    • Puerto Pirámides: cidade que oferece os serviços básicos aos turistas e que possui falésias que formam uma paisagem indescritível


Hospedagem

Camping Municipal de Puerto Pirámides – Mediano ::cool::
Endereço: Costa del Mar - Puerto Pirámides
Página: http://www.solocampings.com.ar/camping/Municipal/Puerto-Piramides/Chubut/384.html
Preço: 80 pesos por pessoa (~20 reais). A diária inclui banho quente (ducha caliente), porém com horários nada flexíveis.
É possível parar o carro ao lado do local da barraca.
Um ponto que considero negativo é que todo o camping é na areia. Mas acredito que dificilmente conseguiriam ter a grama, que estamos acostumados, com o clima seco da região.


Gastos do dia

Imagem 080 Dia 04 - Tabela de gastos do dia 04.jpg
Imagem 080 Dia 04 - Tabela de gastos do dia 04
Imagem 080 Dia 04 - Tabela de gastos do dia 04.jpg (46.57 KiB) Exibido 2078 vezes

Avatar
Dhiogo_69
Mensagens: 5
Registrado em: 28 Mar 2013, 19:24

29 Out 2014, 21:57  

::otemo:: Otimo relato no aguardo pela continuação ....abraços

Avatar
Koslinsky
Mensagens: 123
Registrado em: 11 Jun 2012, 18:11

04 Nov 2014, 11:04  

Dia 05 - 05/02/2014 – Dia na Península Valdés e ida a Puerto Madryn

    • Quilometragem do dia: 310
    • Quilometragem acumulada da viagem: 3.424
    • Gasto aproximado do dia: R$ 407,40

Neste dia, tínhamos previsto conhecer a Península Valdés de acordo com a instrução de uma guarda-parque com a qual conversamos no dia anterior no Centro de Visitantes.

Ela sugeriu, conforme o mapa na imagem abaixo, que pela manhã visitássemos Punta Pirámide (um mirante para avistar os leões-marinhos, a 2 km da cidade de Puerto Pirámides); por volta das 11h30 fôssemos em direção a Punta Cantor (a uns 90 km de Puerto Pirámides, para ver pinguins e elefantes marinhos às 13h30); e que estivéssemos às 15h30 em Punta Norte (a 50 km de Punta Cantor, para vermos mais leões-marinhos). Estes, segundo ela, eram os melhores horários para avistar os animais. Então, fizemos este roteiro.

Obs.: Os demais pontos da Península Valdés estavam fechados para visitação em fevereiro de 2014.


Imagem 081 Dia 05 - Mapa Península Valdés.JPG
Imagem 081 Dia 05 - Mapa Península Valdés


Antes de sair da cidade paramos no posto de combustível. Em Puerto Pirámides há somente um posto e há limite de abastecimento de 150 pesos por carro. O litro estava a 7,14 pesos.

Paramos também na padaria da cidade (Panaderia e Confiteria Crocanthi) para comprar nosso café da manhã e almoço.

Saímos da por volta das 11 horas em direção a Punta Pirámide, e no caminho paramos no mirante da cidade.


Imagem 082 Dia 05 - Praia de Puerto Pirámides.JPG
Imagem 082 Dia 05 - Praia de Puerto Pirámides


Imagem 083 Dia 05 - Vista do Mirante da cidade de Puerto Pirámides .JPG
Imagem 083 Dia 05 - Vista do Mirante da cidade de Puerto Pirámides


Imagem 084 Dia 05 - Placa indicando acesso a estrada para a loberia Punta Pirámide.JPG
Imagem 084 Dia 05 - Placa indicando acesso a estrada para a loberia Punta Pirámide


Imagem 085 Dia 05 - Estrada de acesso a loberia Punta Pirámide.JPG
Imagem 085 Dia 05 - Estrada de acesso a loberia Punta Pirámide


Imagem 086 Dia 05 - Vista do mar pela estrada de acesso a loberia Punta Pirámide.JPG
Imagem 086 Dia 05 - Vista do mar pela estrada de acesso a loberia Punta Pirámide


Imagem 087 Dia 05 - Placa indicando a unidade de Punta Pirámide.JPG
Imagem 087 Dia 05 - Placa indicando a unidade de Punta Pirámide


Em Punta Pirámide, existe um local para estacionar o carro e passarelas para avistar os leões-marinhos. Foi muito emocionante ver e ouvir os leões-marinhos em seu habitat, se comportando de forma natural e sem influência humana.

Imagem 088 Dia 05 - Colônia de férias de verão dos leões-marinhos.JPG
Imagem 088 Dia 05 - Colônia de férias de verão dos leões-marinhos


Imagem 089 Dia 05 - Outro lado da loberia Punta Pirámide.JPG
Imagem 089 Dia 05 - Outro lado da loberia Punta Pirámide


Imagem 090 Dia 05 - Loberia Punta Pirámide mais de perto.JPG
Imagem 090 Dia 05 - Loberia Punta Pirámide mais de perto


Imagem 091 Dia 05 - Leões marinhos entrando no mar.JPG
Imagem 091 Dia 05 - Leões marinhos entrando no mar


Apesar de a temperatura não estar tão baixa (estava em torno dos 15° pela manhã), o vento fazia a sensação térmica despencar.

A rodovia de entrada na península até Puerto Pirámides é pavimentada. De Puerto Pirámides a Punta Pirámide, metade é pavimentada (mesma estrada de acesso à cidade) e metade é de rípio. Já o caminho de Punta Pirámide até Punta Cantor e até Punta Norte é todo de rípio, com exceção de um trecho bem pequeno no início. A única coisa que cansa nestas estradas são as costelas de vaca, porque a estrada toda é ampla e quase sem buracos.

É muito importante dirigir devagar e com muita atenção nessas estradas, porque a cada pouco há animais atravessando, principalmente martinetas (espécie endêmica da Argentina, parecida com uma codorna do tamanho de uma galinha d’angola :)). Desde a entrada na península é possível ver inúmeras delas esmagadas na estrada e outras correndo atrapalhadas. Os motoristas argentinos parecem não se importar muito com as pequenas aves.


Imagem 092 Dia 05 - Martineta que conseguimos fotografar.JPG
Imagem 092 Dia 05 - Martineta que conseguimos fotografar


Imagem 093 Dia 05 - Ruta provincial 3 na Península Valdés .JPG
Imagem 093 Dia 05 - Ruta provincial 3 na Península Valdés


Imagem 094 Dia 05 - El Salitral visto da RP 3.JPG
Imagem 094 Dia 05 - El Salitral visto da RP 3


Às 13h30 chegamos ao mirante de observação dos Pinguins de Magalhães. Havia adultos e filhotes e vários deles ficavam bem próximos dos turistas. O primeiro contato com os pinguins também é muito emocionante, pois eles parecem nem se importar com a presença humana enquanto tomam sol e se deliciam tomando um banho de mar.

Imagem 095 Dia 05 - Pinguins de Magalhães na Península Valdés.JPG
Imagem 095 Dia 05 - Pinguins de Magalhães na Península Valdés


Imagem 096 Dia 05 - Panorâmica do lugar.JPG
Imagem 096 Dia 05 - Panorâmica do lugar


Imagem 097 Dia 05 - Pinguins de Magalhães na Península Valdés.JPG
Imagem 097 Dia 05 - Pinguins de Magalhães na Península Valdés


Imagem 098 Dia 05 - Filhote de pinguim na Península Valdés.JPG
Imagem 098 Dia 05 - Filhote de pinguim na Península Valdés


Depois descemos um pouco mais pela Ruta Provincial 47 até Punta Cantor, de onde é possível avistar os elefantes marinhos, percorrer algumas trilhas pequenas e avistar a Caleta Valdés (que é uma entrada do mar paralela à costa, formando uma faixa de terra ao lado da península).

Imagem 099 Dia 05 - Placa de recepção Caleta Valdés.JPG
Imagem 099 Dia 05 - Placa de recepção Caleta Valdés


Imagem 100 Dia 05 - Placa explicando localização de mirantes e trilhas.JPG
Imagem 100 Dia 05 - Placa explicando localização de mirantes e trilhas


Imagem 101 Dia 05 - Paisagem de Punta Cantor com um elefante marinho.JPG
Imagem 101 Dia 05 - Paisagem de Punta Cantor com um elefante marinho


Imagem 102 Dia 05 - Leões marinhos deitados na praia.JPG
Imagem 102 Dia 05 - Leões marinhos deitados na praia


Imagem 103 Dia 05 - Caleta Valdés.JPG
Imagem 103 Dia 05 - Caleta Valdés


Este e outros lugares também são recantos de baleias e orcas. Porém, elas só aparecem de maio a dezembro.

Imagem 104 Dia 05 - Mar calmo na Caleta Valdés.JPG
Imagem 104 Dia 05 - Mar calmo na Caleta Valdés


Chegamos em Punta Norte perto das 16 horas e ficamos admirados com a quantidade de leões-marinhos.

Imagem 105 Dia 05 - Muitos leões marinhos em Punta Norte .JPG
Imagem 105 Dia 05 - Muitos leões marinhos em Punta Norte


Imagem 106 Dia 05 - Leões marinhos mais de perto em Punta Norte .JPG
Imagem 106 Dia 05 - Leões marinhos mais de perto em Punta Norte


Imagem 107 Dia 05 - Eu e os leões marinhos.JPG
Imagem 107 Dia 05 - Eu e os leões marinhos


O plano era voltar para Puerto Pirámides e seguir para Puerto Madryn apenas no dia seguinte, mas como o sol ainda estava alto resolvemos fazer este percurso neste dia mesmo.

Chegamos mais ou menos às 20 horas em Puerto Madryn com o sol ainda bem alto, procuramos um hotel e fizemos nosso jantar lá mesmo.


Imagem 108 Dia 05 - Chegada em Puerto Madryn.JPG
Imagem 108 Dia 05 - Chegada em Puerto Madryn


Mais informações

Atrações e pontos interessantes

    • Mirante de Puerto Pirámides: vista da cidade e das falésias
    • Punta Pirámide: observação de leões-marinhos
    • Punta Cantor e Caleta Valdés: observação de pinguins e elefantes marinhos
    • Punta Norte: observação de leões marinhos

Hospedagem

Hostel Kaló – Bom ::cool:: ::cool::
Endereço: Av. Hipolito Yrigoyen 370, Puerto Madryn
Página: http://kalohostel.com.ar/
Preço: 500 pesos. Quarto com cozinha. Café da manhã não incluso.

Gastos do dia

Imagem 109 Dia 05 - Tabela de gastos do dia 05.jpg
Imagem 109 Dia 05 - Tabela de gastos do dia 05
Imagem 109 Dia 05 - Tabela de gastos do dia 05.jpg (32.7 KiB) Exibido 2004 vezes

Avatar
Koslinsky
Mensagens: 123
Registrado em: 11 Jun 2012, 18:11

05 Nov 2014, 20:42  

Dia 06 - 06/02/2014 – De Puerto Madryn a Caleta Olivia

    • Quilometragem do dia: 522
    • Quilometragem acumulada da viagem: 3.946
    • Gasto aproximado do dia: R$ 267,91
Puerto Madryn é uma cidade portuária grande e bem estruturada para receber turistas, por isso, muitos que querem visitar a Península Valdés se instalam nesta cidade e daqui partem em excursões para a península.

Antes de seguirmos o trajeto do dia, demos uma volta pela orla de Puerto Madryn e tomamos café em uma cafeteria.


Imagem 110 Dia 06 - Praia e trapiche de Puerto Madryn.JPG
Imagem 110 Dia 06 - Praia e trapiche de Puerto Madryn


O objetivo do dia era chegar em Caleta Olivia, cidade ao sul de Comodoro Rivadavia.

Saímos de Puerto Madryn próximo das 11 horas e chegamos em Caleta Olivia às 17 horas. A viagem foi bem tranquila porque a RN 3 é toda pavimentada e quase não há curvas.


Imagem 111 Dia 06 - Cata-ventos (Poderia ter muito mais para aproveitar o vento que é extremamente forte).JPG
Imagem 111 Dia 06 - Cata-ventos (Poderia ter muito mais para aproveitar o vento que é extremamente forte)


Imagem 112 Dia 06 - Marcas dos viajantes em um posto na RN3.JPG
Imagem 112 Dia 06 - Marcas dos viajantes em um posto na RN3


Imagem 113 Dia 06 - Próximo a Comodoro Rivadavia a paisagem começou a mudar um pouco e o relevo ficou menos plano.JPG
Imagem 113 Dia 06 - Próximo a Comodoro Rivadavia a paisagem começou a mudar um pouco e o relevo ficou menos plano


Imagem 114 Dia 06 - A caminho de Comodoro Rivadavia .JPG
Imagem 114 Dia 06 - A caminho de Comodoro Rivadavia


Imagem 115 Dia 06 - A costa.JPG
Imagem 115 Dia 06 - A costa


Imagem 116 Dia 06 - Umidade muito baixa e muita areia no ar em Comodoro Rivadavia.JPG
Imagem 116 Dia 06 - Umidade muito baixa e muita areia no ar em Comodoro Rivadavia


Em Caleta Olivia aproveitamos para dar caminhada pela cidade enquanto não anoitecia.

Imagem 117 Dia 06 - Ao invés de areia, pequenas pedras na costa do mar de Caleta Olivia.JPG
Imagem 117 Dia 06 - Ao invés de areia, pequenas pedras na costa do mar de Caleta Olivia


Neste dia ficamos no hotel Robert, que foi indicação de outros relatos que lemos. Lemos também que apesar de Comodoro Rivadavia ser a maior cidade da região e ter diversos hotéis, os seus valores são altos e normalmente os hotéis lotam fácil por causa da atividade petrolífera da cidade. Por isso resolvemos ficar em Caleta Olivia.

Jantamos na cafeteria de um posto próximo ao hotel e dormimos cedo, como quase todos os dias.


Mais informações

Atrações e pontos interessantes

    • Orla de Puerto Madryn: a cidade possui uma boa estrutura para turistas
Hospedagem

Hotel Robert – Bom ::cool:: ::cool::
Endereço: Av. San Martín, 2151 Caleta Olivia
Página: http://www.hotelrobert.com.ar/
Preço: 445,00 pesos a diária sem café da manhã. Café da manhã 40 pesos por pessoa.


Gastos do dia

Imagem 118 Dia 06 - Tabela de gastos do dia 06.jpg
Imagem 118 Dia 06 - Tabela de gastos do dia 06
Imagem 118 Dia 06 - Tabela de gastos do dia 06.jpg (38.19 KiB) Exibido 1980 vezes



  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes