Ir para conteúdo

Líderes

Conteúdo Popular

Exibindo conteúdo com a maior reputação em 28-10-2019 em todas áreas

  1. Olá pessoal, estou aqui para compartilhar com vocês a melhor férias da minha vida até o momento . No final do mês de maio eu terminei um noivado de 5 anos, então resolvi tirar férias, solicitei as férias no meu trabalho e foi me concedido as férias a partir de 01/07/2019 tinha 1 mês para programar um mochilão para o nordeste, procurei algumas casas de familiares e amigos para ficar e economizar na hospedagem e aproveitar o máximo os passeios. Consegui um voo para Porto Seguro saindo do Rio de janeiro R$422,95 e o da volta de Natal /RN para o Rio de janeiro no valor de R$476,04. Dia
    2 pontos
  2. Resumo: Itinerário: Salvador a Recife Distância Aproximada Entre Origem e Destino (Google Maps): 784 km Distância Aproximada Percorrida Incluindo Passeios: 1.100 km Período: 24/07/2019 a 01/09/2019 (39 dias) Gasto Total: R$ 2.293,33 Gasto sem Transporte de Ida e Volta: R$ 1.779,43 - Média Diária: R$ 45,63 Ida: Voo de São Paulo (Congonhas) a Salvador pela Latam por R$ 212,95, sendo R$ 180,00 de passagem e R$ 32,95 de taxa de embarque. Volta: Voo de Recife a São Paulo (Guarulhos) pela Latam por R$ 300,95, sendo R$ 268,00 de passagem e R$ 32,95 de taxa de emb
    2 pontos
  3. Pois é, o centro do mercado em si tem a decoração característica, depois que voltei da viagem que fui pesquisar a respeito rs Nossa, apesar de termos deixado de lado muita coisa, foi bem aproveitado sim! Não é papo, nunca sonhei tanto em estar de volta a um estado no pós-viagem, foi praticamente uma semana tendo sonhos (e a namorada também). Uma pena que exista tanto lugar para conhecer no nosso Brasil e só um período de férias no ano pq já queremos voltar hahaha obrigado pelos elogios, em todo o caso
    2 pontos
  4. [t1]Como faço para pesquisar os melhores hotéis para minha necessidade ?[/t1] ATENÇÃO !!! Esse tópico é focado em hotéis. Para hostels, creio que o site http://www.hostelworld.com/ seja mais indicado. E acredito que princípio semelhante ao que vou ensinar possa ser aplicado. ATENÇÃO2 !!! Esta é uma compilação bem pessoal, que não tem por objetivo ser a fonte absoluta de informação sobre o tema. Apenas me poupa o trabalho de responder a mesma coisa sempre e auxilia o viajante inexperiente. Para outras opiniões, lá no topo do site, clique em "destinos", "Europa", até achar o seu país
    2 pontos
  5. Filtro mais usado no Instagram!!! Pro pessoal que curte fotografia e tem celular Android e iOS Descobri um Gap nos apps de edição de imagens, eles não tem um filtro de cinema(Teal and Orange) facil de aplicar... Filtro mais usado no Instagram!!! Todos os Apps que propõem o filtro são dificeis de usar e não usam a tecnologia Look Up Table que faz com que a foto fique mais realista com o filtro cinemático. Dai decidi criar um App pra resolver esse problema! Criei o app de graça com Ads.. Quem quiser testar só fazer download: Play Store: https://play.googl
    1 ponto
  6. Olá pessoas, Em Outubro de 2019 fiz uma viagem de férias ao Cáucaso, 18 dias de viagem mais exatamente. Eu não sou de fazer relatos de viagem, mas, quando comecei a pesquisar de como viajar por lá, vi que existia muita pouca informação disponível, visto que são países não muito conhecidos por brasileiros. Então resolvi postar um relato da viagem para ajudar quem queira viajar por essas bandas. Vou dividir o post em duas partes, a primeira apenas com informações sobre como fazer turismo, a segunda o relato da viagem, bom, não sei ainda, eu não sou muito bom de escrever história, então
    1 ponto
  7. Hellooo! Esse é meu primeiro post, então perdoe-me se me atrapalhar um pouco hahaha. A intenção é só passar minha MARAVILHOSA experiência de estar viajando sozinha, pela primeira vez ao Rio. Então, começo dizendo que antes de eu chegar no RJ, já estava em viagem de ferias. Passei 5 dias em Floripa, 6 em SP, só depois fui pro RJ, 1semana. Como os dois outros lugares eu já conhecia, ainda não havia caído a ficha que eu estava sozinha pela minha primeira vez. Confesso que aquele frio na barriga foi aparecer quando estava no meio do caminho para o Rio, que alias, todas as minhas viagens
    1 ponto
  8. Oi, Gleiseane Martins! Nossa, muito obrigada! Fiquei tentada a ficar em Buzios pq dizem que a noite é bem badalada, acho que vou dividir, como vc disse, entre Buzios e Cabo Frio. Vou ver seu canal agora mesmo. Muito obrigada
    1 ponto
  9. Como Lobo falou acima, terra que sacrificar algo em Paris/Londres para colocar Bélgica. Mas da para fazer 5+5+2 dias na Bélgica. O deslocamento desses trechos é bem tranquilo, dá uma olhada aqui que tem varias dicas para esse deslocamento, , aproveita e se inscreve em meu canal!!:
    1 ponto
  10. Da pra fazer um bate volta a partir de Paris. Saindo bem cedinho, voce passa o dia lá e volta no final da tarde/a noite.
    1 ponto
  11. Fui até a cidade de Sete Barras fazer uma trilha no Parque Estadual Carlos Botelho, e ganhei o “Passaporte das Trilhas de São Paulo”. É um livreto onde estão mais de 100 opções de trilhas no estado de São Paulo, e em cada uma delas, você ganha um carimbo indicando que ela foi feita, assim como acontece com a entrada em outros países em seu passaporte comum. Além de apresentar várias ideias de novas trilhas para quem não conhecia, ele incentiva a fazer mais destes passeios, além de empolgar a conseguir mais carimbos. O passaporte das trilhas de São Paulo pode ser retirado na portaria
    1 ponto
  12. Ela é mais leve e mais resistente a água. O chinês falou que ela era mais frágil, mas não acho que isso deva ser um fator de decisão na escolha hehehe. Eu acabei pegando a 210T porqué aumentava R$120, e o peso final com o foot print dava uma diferença de 100g aproximadamente. Acabei elimininando essa diferença de peso tirando a capa e presilha de cinto do meu canivete, deixando o isolante de eva em casa etc...
    1 ponto
  13. Aqui no fórum, muitas situações são recorrentes nos posts de pedido de ajuda em roteiros na Europa, compilei aqui as dúvidas genéricas mais comuns que observei e tentei responder, baseado na experiência pessoal e nos relatos que já li ao longo do tempo. Espero que seja útil. Vou separar em posts para ficar mais fácil de ler. Meu roteiro está apertado? Pela facilidade de deslocamento dentro da Europa, pode-se pensar que é viável trocar de cidade dia sim, dia não. Isso não é bem assim, apenas pequenas cidades podem ser vistas em um único dia. Além disso, ao se deslocar de uma cidade p
    1 ponto
  14. Nas montanhas, já costuma começar a nevar no começo de novembro, em Salzburg, que fica em uma altitude mais baixa, aos pés dos Alpes, geralmente começa a nevar da metade de novembro em diante. Mas geralmente ainda são nevascas fracas, e a neve derrete e desparece em 1 ou 2 dias da cidade, só mesmo nas montanhas é que a neve dura um pouco mais. Agora em Amsterdam, Praga, Berlin, Viena, Budapeste, e rota romântica, geralmente não costuma nevar em novembro. Mas também não dá para garantir que não tenha uma nevasca antecipada fora de época, a maior nevasca que eu peguei aqui em Düss
    1 ponto
  15. Bah quem diria, por anos e anos eu fiz minhas compras no mercado público e não sabia dessa tradição das moedinhas/oferendas?! Que bom que vocês aproveitaram bastante a viagem pelo RS e deu tudo certo (pena que nao rolou o passeio na ferrovia). Fiquei feliz de ver o brique e o j. botanico, sempre que volto a Poa faço questao de visitar esses dois lugares. Parabéns pela viagem/relato!
    1 ponto
  16. Pessoal, segue breve relato de uma viagem que fiz mês passado para Madri, tudo surgiu muito de repente, estava sem ideia de onde iria passar as férias até que vi uma passagem "barata" da Air China, e comprei, com antecedência de somente uma semana. Tinha a missão de fazer a viagem mais econômica possível, por este motivo optei por deixar a gastronomia espanhola um pouco de lado, e também por estar indo sozinho não via muito sentido em ir jantar em um restaurante, qualquer fast food já me satisfazia. A meta era tudo por menos de 5 mil reais, mas extrapolei um pouco, os detalhes estão na planilh
    1 ponto
  17. Quando você não está de férias mas quer viajar e não tem muito tempo, Pirenópolis é uma boa opção! Fica bem pertinho de Brasília (2h mais ou menos) e em 2 dias você consegue ter um gostinho de tudo que dá para fazer na cidade. Para organizar a nossa viagem queríamos aproveitar: as cachoeiras, a vida noturna da cidade e subir os morros da região. Os lugares que escolhemos para fazer isso foram: Cachoeiras dos Dragões; Rua dos Restaurantes; e Parque dos Pirineus. Cachoeiras dos Dragões Para começar, saímos de Brasília 7h da manhã, o caminho de ida foi p
    1 ponto
  18. bota snake tem um preço intermediário e um ótimo custo beneficio !
    1 ponto
  19. Cada uma tem seu propósito! Não substitui. Tênis é mais leve e prático.. Bota é rígida, protege mais o pé.. além de ser impermeável. Aí vai da atividade que irá fazer!
    1 ponto
  20. J.Assis, o segredo é sentar a bunda e ler muito. Quanto mais você pesquisa, mais se torna informado e naturalmente suas escolhas acabam ficando certeiras. Você chega ao local a ser visitado com informações prévias. Não precisa ficar neurótico, mas isso vai lhe ajudar a fugir de muitas enrascadas. O outro segredo é ter o espírito largo, receber com alegria alguns obstáculos e percalços que naturalmente surgem durante uma viagem. Esse espírito aventureiro é que nos faz viajar sem excursões pré-fabricadas de agências de viagem, tudo montadinho no pacotinho. Quanto mais se viaja, mais calejado vai
    1 ponto
  21. Como muitas pessoas aqui no fórum, você é apaixonado pelo que faz. Viajar abre os horizontes. E viajar com o estilo mochileiro -- que não significa, necessariamente, ter a mochila nas costas, mas ser independente, informado e gastar de forma racional -- é uma paixão de todos nós. Parabéns pelo post. Eu concordo com quase tudo o que você disse. Somente viajo de forma independente, sem excursão, salvo raríssimas exceções (quando o destino é inacessível mesmo). Eu só "discordo" de deixar a compra da passagem aérea por último. Na verdade, eu costumo fazer meu rascunho de roteiro, pesquisar por
    1 ponto
  22. As informações contidas aqui no guia podem ser livremente reproduzidas sem minha autorização, desde que preservada a autoria. Fiquei chateado de encontrar a informação reproduzida em outros sites sem sequer a menção da fonte, como se fosse trabalho de outra pessoa. A única parte que copiei do trabalho de outras pessoas eu mencionei a fonte, dando os devidos créditos.
    1 ponto
  23. Perfeito. Fazer tudo de uma vez não adianta. No frenesi, fui pra Amsterdã com a turma do curso pra ficarmos um dia. Conhecia algumas ruas, mas só vi um museu, pq não deu tempo. Adiantou de que? Pra aprender que Amsterdã precisa de mais tempo, talvez 3 dias se quero ver vários museus e as ruas. As dicas são valiosas e importantes, segui muitas delas (peguei por aqui antes de viajar) e me ajudaram muito. O resultado? 5 dias em Londres não foi suficiente, mas vi muuuita coisa pq me organizei e planejei o que ver. Visitei muitas cidades da Inglaterra, e quero voltar pq ainda tem mais pra se v
    1 ponto
  24. Diogo e Diogo Fico satisfeito de ver que ver que as dicas foram úteis. Quanto a "pisar no acelerador", é justamente por não saber quando se pode voltar que as pessoas têm que pegar leve. O cara que faz a viagem mais bem planejada, sem entupir de destinos e sendo razoável na organização do tempo, vê mais, pois perde menos tempo em avião, ônibus, trem e imprevistos. A gente só tem certeza de que o tempo num lugar foi suficiente quando passamos por ele. Eu não sou no fórum quem tem mais experiência prática em viagens, mas creio que poucos aqui já leram tantos relatos e informações sobre
    1 ponto
  25. Excelente postagem Marcos!! Sou novo por aqui,planejando minha viagem para outubro e pesquisando mais a cada dia que passa! Realmente pesquisar muito,ler relatos,etc etc só nos faz ficar cada vez mais dentro da viagem! Com certeza suas dicas serão muito bem utilizadas! Abraços
    1 ponto
  26. Postagens muito interessantes. Dicas preciosas para os menos experientes, como eu. Farei minha primeira viagem à Europa em junho de 2013. Ficarei um mês, com a vantagem de ter parentes e amigos residentes, o que me possibilitou escolher fazer uma viagem com menor afobação, já que o que economizarei em hospedagem pode se reverter para uma segunda viagem, no futuro. Naturalmente, como a maioria das pessoas, sonhei com uma viagem mirabolante, em que esgotaria inúmeras cidades e atrações turísticas em pouco tempo. Não só pelo motivo que já citei acima (hospedagem gratuita em, pelo m
    1 ponto
  27. Marcos, Obrigado pelas dicas, você me abriu os olhos para a questão dos hotéis, estava navegando no booking e muitos na faixa de preço que eu pretendo pagar já estão com poucas vagas. O negócio é esse mesmo, vou reservar os hotéis e as passagens com antecedência e se rolar de encontrar uma promoção ótimo, se não pago o valor normal mesmo.
    1 ponto
  28. Leo, A primeira coisa a ter em mente é que o risco sempre existe não importa o que você faça. Tudo na vida é medir benefício para dado custo. As pessoas mais experientes nas compras de passagem, como o povo do Melhores Destinos, recomenda não comprar com tanta antecedência, com base no histórico de promoções e na política da companhia. Recomendo a leitura: http://www.melhoresdestinos.com.br/passagens-aereas-antecedencia.html http://www.melhoresdestinos.com.br/comprar-passagem-antecedencia.html http://www.melhoresdestinos.com.br/hora-certa-comprar-passagens-aereas.html É cla
    1 ponto
  29. Rafael e Frederico, Só faltou o "curtir" na mensagem de vocês. Frederico, o problema é que as pessoas acham que o mais importante numa viagem é marcar destinos numa lista. Há muito o que descobrir em cada destino e ninguém enjoa de um lugar em 2 ou 3 dias, isso é falta de criatividade e de pesquisa.
    1 ponto
  30. Me lembro muito bem quando eu fui montar meu roteiro de viagem tinha 35 dias e queria ir em 7 países... como ia ficar mais tempo na inglaterra por mim eu iria todo final de semana em um país diferente, só pra bater ponto e falar que fui mesmo, e o pessoal aqui me falava: menos é mais... foca em poucos lugares que você vai aproveitar... e eu ficava pensando comigo "aff, pra que ficar mais que 3 ou 4 dias num lugar, quero é ver o mundo inteiro!!" mas as circunstancias me fizeram ir a 4 lugares apenas 25 em londres, 7 em paris ... e um dia em brugges, um em bruxelas e um em barcelona
    1 ponto
  31. Parabén pelo tópico cara, muito bom mesmo. Concordo com tudo, principalmente na questão de querer conhecer tudo em pouco tempo, eu vejo roteiros pra Europa de 20, 25 dias, com 9 países, mais de 12 cidades, se aqui no site de mochileiros já é assim imagina nas agencias de pacotes. é o que você disse, parece que algumas pessoas viajam apenas pra tirar foto em cada ponto turistico e depois voltar com "status" perante os conhecidos. 3 dias em Londres, 2 dias em Roma, 1 dia em Amsterdam... sempre que eu vejo essas coisas chega a me dar aflição, quando eu vejo que a pessoa ainda esque
    1 ponto
  32. [t3]11 - deixar de pontuar ou ao menos agradecer quem o ajudou, pessoas que não recebem absolutamente nenhuma outra contraprestação por investirem seu tempo ajudando os outros.[/t3] Isso desanima muita gente, inclusive já recebi algumas mensagens de texto de colegas colaboradores que se diziam desanimados, perguntando se eu não sentia o mesmo. Vez ou outra eu sinto, sim e já pensei em largar o fórum algumas vezes por isso. Tem muita gente folgada por aí, que faz um monte de perguntas, não pesquisa nada, recebe a resposta, lê e se manda, ou então nem volta para ler, perguntou por perguntar.
    1 ponto
  33. [t3]10 - ser impulsivo e/ou preguiçoso, menosprezando a importância do planejamento bem feito[/t3] Muitos pensam que basta ter a ideia de ir para a Europa, ter uma ideia vaga de onde ir, ver como se deslocar e acabou. É impossível montar um roteiro muito bom em poucos dias. É preciso ler muito, de diferentes fontes, é quase um trabalho final de graduação, hehe (brincadeira). Isso, é claro, para quem quer fazer direito, viajar de forma independente, aproveitando ao máximo e gastando o mínimo. Caso contrário, você pode optar por uma excursão da CVC. Veja que isso não significa planejar c
    1 ponto
  34. [t3]9 - montar roteiro sem definir bem qual o próprio perfil de viajante, o que mais gosta de ver, o que menos gosta, as experiências anteriores e compatibilizar isso tudo com o perfil dos demais acompanhantes[/t3] O roteiro não é o mesmo para quem gosta de praia ou museu, boates varando a madrugada ou apenas bares, no início da noite. Se você vai solteiro ou acompanhado, se gosta de explorar bem os locais, ou se é turistão que só quer tirar fotos nos pontos turísticos pra se exibir pros amigos, se tem foco em arquitetura, atividades naturais, enfim. Muita coisa, que faz toda a diferença q
    1 ponto
  35. [t3]8 - incluir os dias de chegada e saída da Europa na conta do roteiro, ignorando a influência do jet lag e os imprevistos com a imigração.[/t3] Muita gente mesmo acha que isso é frescura. Eu mesmo já fui um deles. Mas a real é que, mesmo que você chegue se sentindo descansado, uma hora ele vai bater. Não se passa impunemente 10, 12 horas num avião, com 4, 5 horas de fuso alterado. Uma hora o corpo cobra a dívida, até o fuso acertar. Não é raro as pessoas ainda sentirem os efeitos até uma semana depois, acordando sempre de ressaca e tendo dificuldade para dormir. O ideal então é não
    1 ponto
  36. [t3]7 - acrescentar destinos só porque as cidades do roteiro estão próximas de outros locais interessantes, ignorando o local onde já está[/t3] Esse é o famoso “nunca-cheguismo”, como definiu muito bem o Ricardo Freire, blogueiro e viajante muito experiente. Para não ser redundante, deixo o link para o texto dele. http://www.viajenaviagem.com/2010/02/o-turista-nunca-chega-2/
    1 ponto
  37. [t3]6 - ignorar que, diferente do Brasil, as estações na Europa são bem definidas e afetam o roteiro. Ignorar, ainda, que determinadas datas comemorativas na Europa não funcionam da mesma forma que aqui.[/t3] O inverno é realmente muito frio, os preços são mais baixos e as ruas são mais vazias. Chove bastante e frequentemente neva. O verão é muito quente, mas não em todos os lugares. Os preços são mais altos, é altíssima temporada, época em que os europeus tiram férias (especialmente em agosto). Chove muito pouco, mas pode chover mais em regiões montanhosas. A primavera é seca, com a natur
    1 ponto
  38. [t3]5 - achar que capitais ou cidades que mais ouviu falar são mais interessantes do que o resto[/t3] Parte desse erro é consciente, infelizmente. Muita gente viaja só para dizer para os outros que viajou. Então tem que citar lugares que todo mundo já ouviu falar, ainda que sejam lugares muito pouco atrativos perto de outros logo ali ao lado. Mesmo para esses, eu digo – você vai ter que mostrar a prova do crime, as fotos. Aí, quando comparar com as do seu vizinho, que foi para cidades que você nunca tinha ouvido falar, como Rothenburg ob der Tauber, vai bater aquela deprê. Há também os
    1 ponto
  39. [t3]1 - alocar pouco tempo para cada local, superestimando sua própria capacidade física e ignorando imprevistos e tempo perdido em deslocamentos[/t3] Erro “campeão” nos roteiros de viajantes, acho que uns 90 % fazem isso e a gente acaba repetindo como papagaio para não fazer. O fórum é composto de muita gente jovem, alguns deixando a adolescência. Muitos pensam que são incansáveis. Não importa quem você é, qual é o seu preparo físico. Todo mundo se cansa. Muito. Você tem que caminhar se quiser ver as coisas, não é num ônibus ou num metrô que se vê decentemente uma cidade. Dentro das atraç
    1 ponto
  40. Após 2 mil posts, resolvi fazer mais uma compilação dos erros mais comuns que noto nos roteiros dos viajantes pela Europa. Ainda escrevo um livro. Clique nos links a seguir se desejar mais informações: 1 - alocar pouco tempo para cada local, superestimando sua própria capacidade física e ignorando imprevistos e tempo perdido em deslocamentos 2 - entupir o roteiro com deslocamentos de avião, ou trens noturnos. Agravante – fazer isso tudo e ainda focar na vida noturna. 3 – contar o roteiro em termos de dias, não noites. Se deslocar de dia, nas hipóteses em que isso pode ser evita
    1 ponto
  41. [t1]Como montar o roteiro diário de minha viagem ?[/t1] Para qualquer cidade eu costumo fazer o seguinte (não necessariamente todos os passos, mas ao menos alguns deles): - pesquisar no google ou no mochileiros todas as atrações que a cidade oferece e listar quais me interessaram - no google, pegar um mapa com as atrações das cidades e separar geograficamente as que me interessaram, de modo que caibam num dia de visita e os deslocamentos entre cada ponto fiquem bem reduzidos, deixando menos cansativo. - me certifico de que há tempo suficiente para VER a cidade. Não pego só atrações,
    1 ponto
  42. [t1]Em qual região devo me hospedar ?[/t1] ATENÇÃO !!! Esta é uma compilação bem pessoal, que não tem por objetivo ser a fonte absoluta de informação sobre o tema. Apenas me poupa o trabalho de responder a mesma coisa sempre e auxilia o viajante inexperiente. Para outras opiniões, lá no topo do site, clique em "destinos", "Europa", até achar o seu país. Leia o guia de informações, a seção de dicas e, por fim, o tópico de hospedagem. Quem tem preguiça se mete em roubada. Roma: Em Roma, ideal é ficar dentro da região limitada pelo rio, à esquerda, a Termini, à direita, a Villa Borg
    1 ponto
  43. OI, tem um tópico com várias informações sobre passes: http://www.mochileiros.com/passes-de-trem-na-europa-guia-de-informacoes-t40293.html
    1 ponto
  44. Excelente tópico !! Também quero contribuir: - pesquise sobre o destino, além das atrações leia sobre a história, a cultura, aspectos sociais como família, religiões, trabalho etc. Acompanhe as notícias para saber o que está acontecendo por lá, ou seja, comece a viver o destino antes mesmo de chegar lá ! - economizar é bom, mas também tem um custo. Comprar o bilhete de trem mais barato, pagar meia na entrada do museu isso tudo é muito legal, é gastar o dinheiro de modo inteligente. Agora existem algumas "economias" que podem ter um custo e esse pode ser bem alto, deixar de visitar
    1 ponto
  45. O trem para no centro da cidade e você, desde que saiba a plataforma, pode chegar na estação faltando dez minutos. Aeroportos são mais longe, tem que chegar antes para despachar bagagem, tem que passar no raio-x e esperar depois para pegar a mala na esteira. Numa conta rápida, acrescente mais duas ou três horas ao tempo do voo e compare esse total ao tempo da viagem de trem. Observando apenas o tempo do trajeto, a decisão é simples, trajetos curtos gastam menos tempo de trem. O que vai complicar a escolha é o preço. Ao comparar preços de trem e avião, tenha em mente as observações do post aci
    1 ponto
  46. Apesar do nome, um voo low cost pode custar tanto quanto um voo numa companhia tradicional. A primeira coisa a se considerar é a tarifa total a ser paga. Um voo pode ser anunciado por dez euros, mas aí tem taxa de bagagem despachada, taxa de marcar assento, taxa por não ter feito check-in na internet, taxa por ter feito o check-in na internet mas não ter impresso o cartão de embarque. Todos os exemplos citados são de taxas reais, é só olhar as letras miúdas nos sites dessas companhias. É comum que companhias menores usem aeroportos mais longínquos, geralmente eles colocam o nome de uma cidadez
    1 ponto
  47. Muita coisa é colocada nos roteiros simplesmente porque existe aquele consenso mundial de que tem que ir, como se fosse heresia não demonstrar interesse. Tem lugares que realmente são imperdíveis, mas muitas das coisas que os guias chamam de “imperdíveis” não são interessantes para todo tipo de pessoa. Algumas atrações não se enquadram no gosto de todos: por exemplo, quem não tem paciência para museu, corre do Louvre, não vai fazer diferença na vida de ninguém falar que viu a Mona Lisa ou a Vênus de Milo. Também há locais que podem ter restrições de acordo com as condições físicas ou psicológ
    1 ponto
  48. Aqui é muito comum se ver roteiros apertados e cronometrados. Afinal, em muitos países, o transporte é pontual e pode bater aquela vontade de aproveitar ao máximo o tempo e fazer um roteiro que inclua coisas como acordar a 300km de distância do aeroporto e contar com a plena eficiência de todos os meios de transporte para se chegar ao aeroporto exatamente na hora de fechar o check-in. Sempre é bom evitar cronogramas apertados para não correr riscos desnecessários, já que a pressa pode levar a erros como confundir-se no metrô, esquecer coisas no hotel, etc. Se for o voo de volta para o Bras
    1 ponto
  49. Esse item é consequência do primeiro. Ao colocar muitas cidades no roteiro, fica destinado um tempo insuficiente para cidades grandes com muitas atrações como Londres, Roma, Berlim, Barcelona e Paris. Se você nunca foi a uma dessas cidades, cogite um tempo maior para conhecê-las, não adianta passar dois dias em cada lugar só para poder dizer que esteve lá. Se seu tempo estiver pequeno, prefira dedicá-lo a conhecer melhor uma cidade em vez de ir correndo em duas. Para ter uma noção do tempo necessário, ver mais dicas nesse post: http://www.mochileiros.com/roteiros-europa-dicas-baseadas-em
    1 ponto
Líderes está configurado para São Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Criar Novo...