Ir para conteúdo

Líderes

Conteúdo Popular

Exibindo conteúdo com a maior reputação em 13-04-2020 em todas áreas

  1. INTRODUÇÃO Bom pessoal, eu sou o Alan, e recentemente fiz a primeira viagem internacional da minha vida (e também a primeira vez que voei com um avião). Comigo, também foram meu irmão (Fabian) e um amigo (Diego). Esse relato foi uma forma de compensar por todo o auxílio que obtive, em especial, aqui neste fórum, com dicas e informações preciosas que permitiram que eu tivesse essa viagem extraordinária. Eu tentei elaborar esse relato com calma, e por isso acabei demorando um bocado pra chegar nessa versão final – fazem 56 dias que eu chegava de volta ao Brasil! É
    2 pontos
  2. DESPESAS COMPILADAS Eu tentei manter um controle de nossas despesas antes e durante a viagem, mas infelizmente algumas coisas passaram batidas. Todos os valores estão na proporção 'por pessoa'. Estacionamento (PareBem) 11 dias: BRL 36,30 (cartão). Aéreo (Aerolíneas Argentinas): BRL 1.409,81 (cartão). Hospedagem (Folk Hostel) 2 dias: ARS 3.272,73 (cartão). Minitrekking (Hielo y Aventura): ARS 9.000,00 (cartão). Entrada (Parque Nacional Los Glaciares): ARS 800,00 (espécie). Transfer (Laguna del Desierto) + Entrada (Glaciar Huemul): ARS 1.700,00 (es
    2 pontos
  3. Diego, estamos no mesmo barco, a minha trip é em setembro! E é o que o Davi falou (e ele mora na Itália, então tá mais por dentro que a gente, kk), temos que esperar pra ver o que vai ser! A ansiedade consome mas não tem nada que possamos fazer, rs!
    2 pontos
  4. Capítulo 6 - Cinqueterre e a realização de um sonho Eram 7:30 da manhã e eu já estava de pé arrumando minha mochila para conhecer Cinqueterre. As cinco cidades foram um dos grandes motivos para visitar a Itália e acabei conhecendo esse destino através de uma foto que vi no Instagram. Na mesma hora, coloquei no meu roteiro e nenhuma outra cidade que acaba fazendo parte de um roteiro padrão (Florença, Bologna, Verona) seriam capazes de me fazer mudar de trajeto. Cinqueterre é formada pelas seguintes cidades: Riomaggiore, Manarola, Corniglia, Vernazza e Monterosso. Todas são bem próximas uma
    2 pontos
  5. Dia 28/11 LONDRES/SÃO PAULO Finalmente, o último dia dessa viagem incrível, acordamos cedo, tomamos um banho, arrumamos nossas coisas, tomamos café (que estava incluso na diária) pedimos par guardar nossas malas antes de sairmos para explorar um pouco mais a cidade. Passamos novamente pela região do Big Eye mas na verdade fomos em direção a um dos principais parques da cidade, o Hyde Park, o dia estava cinza (como a maioria do dias ao longo do ano em Londres), porém, diferente do dia anterior, não estava chovendo, andamos com calma pelo parque, tirando fotos e apreciando a paisagem. De l
    2 pontos
  6. Relato bem detalhado e paisagens deslumbrantes, obrigada por compartilhar!
    1 ponto
  7. 10º DIA (17/02/2020) – RETORNO Esse último dia foi praticamente em trânsito. Acordamos bem cedo, tínhamos nossas coisas arrumadas, e logo tomamos nosso café da manhã que gentilmente havia sido feito antes a nosso pedido (havia um casal, também saindo, qual nos fez companhia). Saímos pela cidade em direção a rodoviária, estava clareando, e ventava bastante até (mas até já havíamos acostumado com isso). Chegando na rodoviária, nos informamos com os vouchers e aguardamos na raia indicada. Havia um ônibus da Patagônia Travel estacionado lá, entretanto nossos bilhetes apontav
    1 ponto
  8. 9º DIA (16/02/2020) – LOMA DEL PIEGLE TUMBADO Havia ventado muito durante a noite anterior, porém, quando levantamos, o dia se mostrava muito lindo, quase sem vento. Tomamos nosso café da manhã e nos dirigimos para a Loma del Piegle Tumbado. Enquanto caminhávamos em direção ao Centro de Informações Turísticas (essa trilha inicia no mesmo local que a que leva ao Mirador de Los Condores e de Las Águilas), observamos que as montanhas ao redor da cidade estavam com seus picos todos brancos (e definitivamente não estava assim no dia anterior). O caminho que leva a um dos mirantes
    1 ponto
  9. 8º DIA (15/02/2020) – LAGUNA DEL DIABLO / LAGUNA VERDE / LAGUNA AZUL Como sempre, acordamos cedo, tomamos o café e aguardamos o transfer na entrada do hotel – meu amigo ainda não tinha saído quando a van chegou, mas o motorista aguardou bem de boas. Já tínhamos ido com essa mesma empresa (e motorista) no primeiro dia em El Chalten (quando fizemos a trilha para o Fitz Roy). Como de costume, a van passou para pegar mais passageiros, mas tinha apenas mais um – que descobrimos depois ser um gaúcho, qual estava com a família e pegou o transfer até a Hosteria El Pillar onde havia deixad
    1 ponto
  10. 7º DIA (14/02/2020) – GLACIAR HUEMUL / LAGO DEL DESIERTO / CHORRILLO DEL SALTO Acordamos cedo como sempre, tomamos nosso café da manhã, separei o voucher do transfer que nos levaria até o Lago del Desierto, e aguardamos no lado de fora do hotel. Precisamente as 08:00 horas surgiu uma caminhoneta adaptava para turismo, qual nos levou por toda a Ruta 23 em direção ao Lago del Desierto – antes de sairmos, ela passou por outras ruas pegando outros passageiros. A caminhoneta contava com sistema de áudio que nos dava informações interessantes conforma passávamos pelos pontos (em es
    1 ponto
  11. 6º DIA (13/02/2020) – LAGUNAS MADRE Y HIJA / MIRADOR FITZ ROY Assim como no dia anterior, nos levantamos as 07:00 horas, entretanto a temperatura havia caído um monte! O céu estava encoberto e parecia que poderia chover a qualquer momento. Antes de mais nada, nos dirigimos até aquela agência de turismo que havíamos parado no dia anterior, e contratamos dois serviços: transfer até o Lago del Desierto com entrada para o Glaciar Huemul para o próximo dia (ARS 1.700,00 por pessoa); e depois o transfer até a entrada da Estancia Los Huemules (ARS 550,00 por pessoa, ida e volta, entrada
    1 ponto
  12. 5º DIA (12/02/2020) – MIRADOR CERRO TORRE / LAGUNA CERRO TORRE Hoje, novamente levantamos às 07:00 horas, tomamos nosso café da manhã e seguimos a pé até o início da segunda trilha mais famosa de El Chalten. Estava um dia ensolarado e bonito, porém o Fitz Roy (como sempre) ficava escondido entre as diversas nuvens que o circundavam. Já era possível ver diversos outros trilheiros se dirigindo para suas caminhadas. O início da trilha para o Cerro Torre era próximo de nosso hotel, ficava no meio da cidade, e começava com um aclive bem acentuado e ramificado. Eu particularmente a
    1 ponto
  13. 4º DIA (11/02/2020) – MIRADOR PIEDRAS BLANCAS / LAGUNA DE LOS TRES / LAGUNA CAPRI Acordamos as 07:00 horas, como já deixamos as mochilas arrumadas no dia anterior, foi só mesmo tomar o café da manhã e usar o banheiro. Um detalhe desse hotel é que eles servem o café da manhã apenas a partir das 07:30 horas. No início, pensamos que isso poderia comprometer nossas trilhas, pois segundo o que eu havia pesquisado ainda no Brasil, alguns trajetos poderiam demorar até 12 horas (gente do céu, só se for se arrastando). A verdade é que, a trilha que tomou mais de nosso tempo foi exatam
    1 ponto
  14. 3º DIA (10/02/2020) – EL CALAFATE / EL CHALTÉN / SENDERO DE LAS AGUILAS E LOS CONDORES Acordamos de boas, sem pressa, e pegamos o café da manhã. Decidimos dar uma boa volta pelo centrinho de El Calafate durante a manhã. Antes disso, arrumamos nossas coisas e já fizemos o checkout do hostel. Conversamos com a atendente e deixamos nossas coisas em um guarda volume, poderíamos utilizar ainda o espaço do hostel até o horário que teríamos que ir para a rodoviária. Nosso objetivo era parar no mercado para comprar algumas coisinhas para levar para El Chalten (mais bolachas COQUITAS
    1 ponto
  15. 2º DIA (09/02/2020) – PERITO MORENO / MINITREKKING Acordamos cedo (foi colocado alarme). Como deixamos tudo ajeitado na noite anterior, apenas levantei e fui ao banheiro, e depois seguimos até a área comum do hostel para tomar nosso café da manhã – qual era satisfatório, tinha variedade e servia ao seu propósito. Estava previsto que nosso transfer chegaria as 08:30 no hostel. Mas enquanto estávamos ainda comendo, apareceu uma van com a logomarca da Hielo y Aventura (a operadora oficial do Minitrekking), e o motorista entrou no hostel, chamou algumas pessoas, que se apresentaram, e
    1 ponto
  16. 1º DIA (08/02/2020) – AEROPORTO CWB.EZE.FTE / EL CALAFATE Nós moramos no interior de Santa Catarina, mas como nosso voo saía de Curitiba/PR, no dia anterior fizemos parte da viagem até nossa casa de praia, passamos o dia por lá, fizemos o restante da viagem até o aeroporto apenas de noite. Foram cerca de 04 horas de viagem de carro ao total, mas compensou muito comprar as passagens saindo de CWB. Eu comprei a reserva de estacionamento antecipadamente, então assim que chegamos foi só utilizar o QRCODE no terminal. Pegamos no estacionamento oficial do aeroporto - PareBem - no B
    1 ponto
  17. Muito bom o seu relato, li ele todo ! Show de viagem! A volta é uma sensação de saudades do Brasil e saudades de Europa.
    1 ponto
  18. Eu comentei especificamente da região de Nagorno-Karabakh onde terá o banimento, não falei da Armênia em geral. Pode se visitar ambos os países em qualquer ordem, por mais que o Azerbaijão não goste muito dos Armênios, para turista não tem problema.
    1 ponto
  19. Preocupado ou não, você não pode fazer muita coisa a respeito... Qualquer evento relacionado ao covid você vai precisar esperar chegar bem perto para tomar uma decisão. Por mais que algum ou outro político comente sobre o caso, o fato é que ninguém sabe o que vai acontecer, pode ser que sim, pode ser que não. O problema de se 'preocupar' agora é que vai precisar gastar dinheiro com cancelamento de passagens e reservas, se deixar para esperar mais um pouco, bem provavelmente a companhia aérea vai cancelar o voo e vai poder remarcar sem custo adicional. E, Agosto ainda são mais de 3 me
    1 ponto
  20. Boa noite. Estou em dúvida entre comprar a barraca Manaslu Comet ou Aztec Mykra, para usar em trekking solo, inclusive na Patagônia. Qual dessas vocês recomendam? Grato pela atenção.
    1 ponto
  21. @Fábio Alex eu tenho o modelo prateado, mas apenas por questão de preço, comprei em Cusco por 25 reais em 2017, não uso muito, estão comigo até hoje. O ideal é que seja o mais leve possível e que tenha 3 partes e não duas porque na hora de desmontar e transportar fica bem melhor. Não é muito bom esse modelo em T de onde segurar do prateado. Outra coisa é a altura do bastão tem q ser ergonômico de acordo com sua altura. Abs
    1 ponto
  22. Não tenho dúvida que a intenção é fazer caixa... Caso não volte ao normal, quem comprou só vai ver a cor do dinheiro 12 meses do fim do decreto de calamidade (que aqui vai até dez/20) depois conforme publicado na MP. Melhor coisa agora é esperar a coisa esfriar, ir se programando para depois realizar a compra...
    1 ponto
  23. Capítulo 5: Bate-volta em Pisa e chegada em La Spezia Acordei por volta das 7 da manhã para tomar um rápido café da manhã no hostel (€7), fazer os últimos ajustes na minha bagagem e me despedir de Roma. Acredito que não poderia ter iniciado minha viagem numa cidade melhor, gostei muito dos dias que passei e espero voltar daqui há alguns anos. Arrependimentos... talvez só não ter aproveitado tanto a vida noturna da cidade. Comprei alguns chaveiros em uma dessas bancas que possuem de tudo (€10) e fui para a Estação Termini, onde comprei um bilhete para Pisa pelo valor de €38. A compra foi b
    1 ponto
  24. Capítulo 4 - Vaticano Último dia em Roma e eu não poderia deixar de ir no Vaticano. Seguindo o péssimo planejamento, também não reservei online um dia e horário, então lá vamos nós encarar fila novamente. Antes, passei no Trecaffé (€5,50) para tomar café da manhã, muito bom por sinal. O local é bem próximo a Fontana di Trevi, foi inevitável passar por lá e tirar mais algumas fotos. Fontana di Trevi pela manhã e, obviamente, cheia de turistas Após uma rápida visita, peguei um ônibus até a Cidade do Vaticano. Do centro de Roma até o Vaticano demorei cerca de 25 minutos, entã
    1 ponto
  25. Olá amigos do Mochileiros.com! Novamente grata por todas as informações colhidas por aqui, posto esse relato de nossa mais recente viagem pela Alemanha (passando rapidamente pela República Tcheca também), por mais ou menos 11 dias (tirando os dias que passamos no avião). Foi a quarta viagem que realizamos por conta própria, para nossa felicidade. Antes de tudo, inicio meu relato contando que a minha ideia era planejar uma viagem pela Itália, mas devido à situação econômica não tão favorável, mudamos o roteiro para que ficasse mais barato... E como sempre foi uma vontade do meu marido conhece
    1 ponto
  26. TALLINN Eu tinha uma expectativa alta com relação a Tallinn e não me decepcionei, a cidade é realmente linda. Old Town (Vanalinn) possui diversas construções do período medieval, muito bem preservadas/restauradas. Há igrejas, restaurantes, cafeterias, mirantes que permitem ao menos uns dois dias de passeio. Cheguei em Tallinn de ferry desembarcando em um dos terminais de barco e peguei um uber até a região central (sofri um pouco para conseguir internet, mas deu certo rs) Recomendo que fique hospedado em Vanalinn ou bem próximo para que possa fazer tudo a pé. A
    1 ponto
  27. HELSINQUE Confesso que minhas expectativas sobre Helsinque não eram muito boas, pois sempre lia que era uma cidade cara e com pouca coisa para fazer, talvez por isso acabei me surpreendo tanto com essa cidade. Realmente não tem tantas atrações turísticas (dois dias é o tempo máximo se o seu objetivo for apenas turismo), porém eu acabei descobrindo uma cidade extremamente agradável, organizada e funcional, com uma sociedade muito evoluída e pessoas com a mente aberta. É aquele tipo de cidade que dá vontade de morar. Eu peguei um TAV trem de alta velocidade em São Petersburgo pela
    1 ponto
  28. @Vanusa Ignácio o receio de sair sozinha acontece com boa parte das pessoas, não é só com voce. O fato de sair da sua zona de conforto e ir em busca do novo pode ti deixar com um pé atrás mas lendo bastante sobre seu destino e com um bom planejamento tudo dá certo. Aqui no fórum voce sempre vai encontrar pessoas comentando que vão para os mais variados lugares e tambem busca companhia, talvez voce possa encontrar alguem e ir junto. Mas na minha opinião acho isso um tanto quanto complicado pois encontrar alguem que esteja disposto a ir pra onde vc quer, na mesmo época e ficar o tempo que voce p
    1 ponto
  29. São Petersburgo A minha primeira parada foi na cidade mais europeia da Rússia onde as pessoas tem a mente um pouco mais aberta. Chegando pelo aeroporto de Pulkovo há opção de pegar táxi, Yandex (Uber da Rússia) ou ônibus municipal que custa 50 rublos (aprox. R$3,50). Como sou mochileiro pobre escolhi a opção mais barata já que os ônibus aceitam pagamento em cartão de crédito ou cash (não aceitam euros). Eu acabei passando um perrengue, pois meu cartão não passou e eu só tinha euro. A cobradora queria que eu descesse na rodovia, minha sorte foi que um russo gente boa pagou minh
    1 ponto
  30. Nós e Karlstor Neuhauser Strasse Igreja de São Miguel Frauenkirche Coluna de Maria Glockenspiel Neues Rathaus Adorei essa fonte na Marienplatz Biergarten Viktualienmarkt Viktualienmarkt Englischer Garten - Chinesischer Turm Em algum lugar do Englischer Garten. Em algum outro lugar do Englischer Garten.
    1 ponto
  31. Continuando o relato, no dia seguinte, em Munique, era dia de bater perna pela cidade! Acordamos, compramos um ticket de transporte na recepção do hotel (eu já tinha lido que lá os hotéis também vendem os tickets e para a gente foi muito bom, pois não precisaríamos procurar uma máquina de vender tickets em local mais distante, para depois ir passear pela cidade, já que tinha um ponto de tram quase em frente ao hotel) para os dias que iríamos transitar em Munique (e o mais interessante é que um ticket para grupo de 5 pessoas saía mais barato que um ticket para duas e eles mostraram isso pra gen
    1 ponto
  32. Estação central de Munique Biergarten Nós e a comida típica!
    1 ponto
  33. No dia seguinte, teríamos que fazer check out até às 11h e o ônibus para Munique era às 14h. Como estávamos muito cansados, resolvemos tentar não ir ao Castelo de Praga novamente e ver se poderíamos ver mais alguma coisa (também corríamos o risco de perder a hora do ônibus) Tomamos café da manhã, arrumamos as coisas com calma, fizemos o check out e pedimos se era possível guardar as malas em algum lugar do hotel para que pudéssemos almoçar mais livre e nos mostraram uma sala onde as malas poderiam ficar (e já tinha mais um monte de malas lá também!). Como era domingo, resolvemos não ficar r
    1 ponto
  34. Ponte Carlos Ponte Carlos - Quase chegando! Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa Mais da Igreja de Nossa Senhora Vitoriosa Menino Jesus de Praga John Lennon Wall Pensei que era a entrada do Castelo, só que não... Aqui dá pra ter uma noção que do lado do castelo tem uma vista muito bonita! Catedral de São Vito A caminho da Golden Lane Golden Lane Museu com as armaduras Casa dançante Voltando para o hotel, vista do castelo de Praga Praga à noite
    1 ponto
  35. No dia seguinte, acordamos e fomos em direção a Praça da Cidade Velha novamente. Paramos em algumas lojinhas para comprar ímã de geladeira, cartão postal e algumas dessas coisinhas que a gente gosta de guardar das viagens e ainda assistimos o relógio astronômico tocar novamente. Seguimos em direção a Ponte Carlos (de novo) e dessa vez a atravessamos, tirando fotos e observando tudo. Como a ponte está sempre muito cheia de turistas, é necessário tomar cuidado com batedores de carteira. Chegando do outro lado da ponte, fomos visitar a Igreja de são Nicolas, porém como a entrada era paga e eu
    1 ponto
  36. Gente, se alguém estiver lendo o relato e puder me dar um feedback, se está legal, eu agradeço! Abraços a todos!
    1 ponto
  37. O tal do ônibus da FlixBus (já estávamos na rodoviária de Praga) Torre da Pólvora E mais Torre da Pólvora Já avistando a Praça e o Relógio Astronômico Close no Relógio Astronômico A Praça da Cidade Velha, sempre cheia de gente Tentando tirar foto com o Relógio Astronômico Tentando entender Kafka A Sinagoga Espanhola Chegamos a Ponte Carlos (já estava escurecendo) A Ponte Carlos e o outro lado, o Castelo de Praga.
    1 ponto
  38. No dia seguinte, acordamos cedo, tomamos café, fizemos check out no hotel e nos dirigimos ao ponto do ônibus, arrastando mala pelas ruas, para estar lá às 8h. O ponto do ônibus era pertinho do hotel e a empresa se chama FlixBus (É um ônibus verde). Tinham vários ônibus parados no ponto, mas nenhum era o nosso. O nosso ia para Praga, mas a gente teria que fazer uma pequena baldeação em Dresden. Aguardamos um pouquinho e quando chegou, deixamos as malas no bagageiro e entramos no ônibus, nos acomodando. Logo depois o ônibus partiu e depois de mais ou menos 2h30 min (de estradas perfeitas e paisa
    1 ponto
  39. Nós e a cúpula do Reichstag Por dentro da cúpula do Reichstag Descobrindo Nikolaiviertel Nikolaiviertel Ursos em Nikolaiviertel Mais Nikolaiviertel Nikolaikirche Sâo Jorge Às margens do Rio Spree, pertinho da Catedral de Berlim
    1 ponto
  40. No dia seguinte acordamos cedo (e dessa vez correu tudo bem) e fomos tentar visitar o Reichstag, novamente (pela segunda vez, já que na primeira nos atrasamos e tivemos que marcar de novo). Dessa vez o Rodrigo, já adaptado à procura de meios de transporte e suas rotas pelo celular, falou que se fôssemos de ônibus seria mais rápido e assim o fizemos e chegamos rapidinho mesmo (tirando uma pequena retenção no trânsito no meio do caminho que me deixou meio tensa) Chegando lá, apresentamos o papel que comprovava o horário marcado na porta e nos deixaram entrar. Passamos por detector de metais e
    1 ponto
  41. Alexanderplatz Tram em Alexanderplatz As costas da Berliner Dom Descansando na Ilha dos museus enquanto Rodrigo tirava fotos A frente da Berliner Dom O Pergamon é um tanto escondido, o último da ilha, e está em obras. Pergamon - Porta de Ishtar Pergamon - Portão do Mercado de Mileto Pergamon - História do Assírios Pergamon - mais Assírios Pergamon - No segundo andar: cultura islâmica Nós no Neues Museum Gendarmenmarkt (na foto, a casa de concertos com uma das catedrais) Neue Wache (Pietá)
    1 ponto
  42. Bem, realmente no dia anterior fizemos muuuitas coisas e ficamos bem cansados! Crianças, não façam isso! Mas confesso que ficamos um pouco empolgados no primeiro dia! No dia seguinte, quarta-feira, visitamos a Alexanderplatz somente para fazer algumas fotos (já que a toda hora estávamos lá entrando ou saindo do metrô/trem, passando por lá) e nesse dia encontramos alguns pedintes (refugiados?!) nos abordando... Eles tinham até discurso em inglês, mais chatos e mais bem vestidos que os pedintes brasileiros... Tratamos de sair rápido de lá (estava uma situação um tanto chata) e fomos em direção
    1 ponto
  43. Reichstag pelo lado de fora. Portão de Brandemburgo Topografia do terror O que sobrou do muro, espalhado pela cidade Sony Center Memorial do Holocausto Tiergarten Memorial de Guerra Soviético Brincando com o sensor, na passagem que vai para a Coluna da Vitória Coluna da Vitória Local indicado que é bom para selfies em frente a Coluna da Vitória (uma boa dica!) Kaiser Wilhelm Gedächtniskirche Infelizmente estava fechada e eu só pude espiar pela grade Oberbaumbrücke East Side Gallery Rio Spree, anoitecendo
    1 ponto
  44. No dia seguinte era dia de conhecer o Reichstag e tudo o que se encontra perto dele. Tínhamos reservado horário para a visita, por volta de 9:30 (o melhor horário disponível pela parte da manhã, quando fomos reservar on line), mas nos atrasamos para levantar da cama e ficamos meio perdidos procurando qual o melhor meio de transporte pra ir (fomos em um guichê de informação na estação de trem de Alexanderplatz, e a pessoa que estava lá, era uma senhorinha que não falava inglês, mas entendeu o que a gente queria e indicou coma mão o número 4, que era a plataforma... Mas o Rodrigo foi olhar no G
    1 ponto
  45. Após uma longa viagem de avião (e eu nunca consigo dormir bem em viagens de avião), pela Lufthansa (que foi tão boa quanto a TAP, com televisãozinha com filme, comida que não foi das piores e bom serviço de bordo, sem sumiço da bagagem – o que também é muito importante), fazendo conexão em Frankfurt, iniciamos o vôo às 22h e conseguimos chegar no aeroporto de Berlim por volta de 17h no dia seguinte. O Rodrigo e eu tratamos de procurar um stand que vendia o Berlin WelcomeCard (do que dava pra passear em qualquer meio de transporte por 3 dias e ainda dava desconto em algumas atrações, principalm
    1 ponto
  46. Fala galera, meu nome é Bruno Oliveira e estou começando a planejar meu primeiro mochilão, um pequeno mochilão na verdade, mas já é um começo. A principio quem irá comigo nessa jornada é a minha namorada e iremos realizar a viagem em julho de 2017. Resolvemos visitar as cidades de nossa região; Ouro Preto, Mariana, São João del Rei, Tiradentes, Arraial do Cabo e Rio de Janeiro. Acompanho os relatos do pessoal já faz um tempo e baseado em muitas dicas resolvi criar um roteiro, gostaria de receber sugestões e dicas sobre hotéis, passeios, meios de transporte, etc. Segue o roteiro abaixo. V
    1 ponto
Líderes está configurado para São Paulo/GMT-03:00
×
×
  • Criar Novo...